Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

Campus Virtual de Saúde Pública

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Brincar e tratamento [Criança hospitalizada]

Rafael Figueiredo; Christovão Paiva; Eduardo Costa; Mônica Bittencourt.
Recursos Educacionais Abertos em Português | CVSP - Brasil | ID: cvsp-brasil--333347
oai:brasil.campusvirtualsp.org:333347 2018-07-10 type:LearningObject Brincar e tratamento [Criança hospitalizada] Rafael Figueiredo Christovão Paiva Eduardo Costa Mônica Bittencourt Quando uma criança é hospitalizada o mundo dela muda completamente. Os estímulos, antes lúdicos, agora são incômodos e dolorosos. A criança se vê longe dos amigos, da sua casa, dos seus brinquedos e precisa confiar em pessoas completamente estranhas a ela. É nessa hora que a brincadeira surge como uma grande aliada no tratamento da criança. No programa de hoje vamos mostrar as características do brincar no contexto hospitalar, a importância da humanização do tratamento, a função terapêutica da brincadeira e o papel da família neste processo. A apresentadora Mônica Bittencourt conversou com Rosa Mitre, terapeuta ocupacional, coordenadora do Saúde e Brincar, pesquisadora do Instituto Fernandes Figueira IIF/Fiocruz. Participações: Fernanda Maia, terapeuta ocupacional do IFF/Fiocruz; Participações: Ubiranilde Azevedo, mãe da Sara Raquel; Daniela Aparecida Andrade, mãe da Camille Vitória. Canal Saúde Fiocruz 2018-07-10T00:00:00 Learning Object Vídeo http://www.canal.fiocruz.br/video/index.php?v=Brincar-e-tratamento-LES-1754 pt-br Prover saberes sobre a função terapêutica do uso de jogos e brincadeiras no contexto hospitalar durante a hospitalização de crianças
Quando uma criança é hospitalizada o mundo dela muda completamente. Os estímulos, antes lúdicos, agora são incômodos e dolorosos. A criança se vê longe dos amigos, da sua casa, dos seus brinquedos e precisa confiar em pessoas completamente estranhas a ela. É nessa hora que a brincadeira surge como uma grande aliada no tratamento da criança. No programa de hoje vamos mostrar as características do brincar no contexto hospitalar, a importância da humanização do tratamento, a função terapêutica da brincadeira e o papel da família neste processo. A apresentadora Mônica Bittencourt conversou com Rosa Mitre, terapeuta ocupacional, coordenadora do Saúde e Brincar, pesquisadora do Instituto Fernandes Figueira IIF/Fiocruz. Participações: Fernanda Maia, terapeuta ocupacional do IFF/Fiocruz; Participações: Ubiranilde Azevedo, mãe da Sara Raquel; Daniela Aparecida Andrade, mãe da Camille Vitória.