Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 2 de 2
Filter
Add filters








Year range
1.
Rev. bras. epidemiol ; 22(supl.1): e190010, 2019. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | ID: biblio-1042213

ABSTRACT

ABSTRACT Introduction: Care continuum models have supported recent strategies against sexually transmitted diseases, such as HIV and Hepatitis C (HCV). Methods: HIV, HCV, and congenital syphilis care continuum models were developed, including all stages of care, from promotion/prevention to clinical control/cure. The models supported the intervention QualiRede, developed by a University-Brazilian National Health System (SUS) partnership focused on managers and other professionals from six priority health regions in São Paulo and Santa Catarina. Indicators were selected for each stage of the care continuum from the SUS information systems and from the Qualiaids and QualiAB facility's process evaluation questionnaires. The indicators acted as the technical basis of two workshops with professionals and managers in each region: the first one to identify problems and to create a Regional Technical Group; and the second one to design action plans for improving regional performance. Results: The indicators are available at www.qualirede.org. The workshops took place in the regions of Alto Tietê, Baixada Santista, Grande ABC, and Registro (São Paulo) and of Foz do Rio Itajaí (Santa Catarina), which resulted in regional action plans in São Paulo, but not in Santa Catarina. A lack of awareness was observed regarding the new HIV and HCV protocols, as well as an incipient use of indicators in routine practices. Conclusion: Improving the performance of the care continuum requires appropriation of performance indicators and coordination of care flows at local, regional, and state levels of management.


RESUMO Introdução: Modelos de cuidado contínuo baseiam recentes estratégias em HIV, infecções sexualmente transmissíveis e hepatite C (HCV). Métodos: Desenvolveram-se modelos de contínuo do cuidado em HIV, HCV e sífilis congênita incluindo todas as etapas da atenção, desde a promoção e a prevenção até o controle clínico/cura. O modelo baseou a intervenção QualiRede, desenvolvida em parceria entre universidade e Sistema Único de Saúde (SUS), direcionada a gestores e demais profissionais de 6 regiões de saúde prioritárias em São Paulo e Santa Catarina. Selecionaram-se indicadores para cada etapa do contínuo do cuidado, provenientes dos sistemas de informação do SUS e dos questionários de avaliação de processo Qualiaids e QualiAB. Os indicadores formaram a base técnica de duas oficinas com profissionais e gestores de cada região: a primeira para identificar problemas e formar um Grupo Técnico Regional; e a segunda para construir planos de ação e metas a fim de melhorar o desempenho regional. Resultados: Os indicadores estão disponíveis no website www.qualirede.org. As oficinas ocorreram em quatro regiões de São Paulo (Alto Tietê, Baixada Santista, Grande ABC e Registro) e uma região de Santa Catarina (Foz do Rio Itajaí), resultando em planos regionais em São Paulo, mas não em Santa Catarina. Observou-se domínio limitado dos novos protocolos para HIV e HCV e uso incipiente de indicadores na rotina dos serviços. Conclusão: Melhorar o desempenho do contínuo do cuidado exige apropriação dos indicadores de desempenho e coordenação integrada dos fluxos de atenção em todos os níveis de gestão.

2.
São Paulo; s.n; nov. 2013. 26 p.
Non-conventional in Portuguese | LILACS (Americas), EMS-Acervo | ID: lil-711364

ABSTRACT

O projeto objetiva desenvolver, implantar e avaliar tecnologias para ampliar o acesso ao diagnóstico oportuno da infecção pelo HIV e outras DST e às ações de prevenção desenvolvidas nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA). O desenvolvimento das tecnologias tomou por base os eixos organizativos dos serviços (porta de entrada, oferta de serviço e o aconselhamento) e busca reduzir barreiras de acesso para populações com maior prevalência do HIV, aumentar a resolubilidade do serviço e apoiar usuários para lidarem, de forma mais autônoma, com o resultado dos exames sorológicos e a prevenção das DST e aids. As tecnologias propostas compreendem as direcionadas para a: (1) identificação e mobilização de segmentos sociais na comunidade para o uso dos CTA; (2) organização do serviço a partir da demanda e do acolhimento do usuário desde a porta de entrada; (3) aprimoramento dos processos de trabalho e de gestão para a oferta oportuna do diagnóstico, insumos e ações de prevenção; e (4) aconselhamento continuado para o apoio aos indivíduos positivos e com práticas que aumentam o risco de infecção. A implantação e avaliação das tecnologias vêm ocorrendo em três serviços do País, que se diferenciam pela organização, estrutura, perfil dos usuários atendido e contexto epidemiológico da aids, sendo eles: CTA de Santo Amaro, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, CTA de Santarém, da Secretaria Municipal de Saúde de Santarém-PA e CTA de Olinda, pertencente à Secretaria Municipal de Olinda-PE. O desenvolvimento do projeto está previsto em quatro etapas. Na primeira foram delineadas as tecnologias propostas, o processo de implantação das mesmas e as estratégias e instrumentos de avaliação. Essa etapa foi desenvolvida a partir da revisão do diagnóstico situacional da Rede Nacional de CTA, das normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e das teorias sobre o acesso e uso de serviços de saúde em geral e os específicos em aids. Na segunda etapa foram conduzidos estudos qualitativos e quantitativos para realizar o diagnóstico situacional dos CTA incluídos no projeto, constituir a linha de base para a avaliação e adequar as novas tecnologias à realidade local. A terceira etapa compreende a implantação das inovações, com a capacitação dos gestores e profissionais e a adequação dos processos de trabalho pertinentes; A quarta etapa consiste na avaliação da efetividade, factibilidade e pertinência das tecnologias implantadas. Para a análise da efetividade foram estabelecidos indicadores para mensurar eventuais alterações na demanda dos serviços, na oferta oportuna do diagnóstico, na inclusão de populações de maior prevalência, na resolubilidade da oferta de serviço e no aumento da autonomia dos indivíduos frente ao diagnóstico do HIV e às situações de risco. Para a mensuração dos indicadores serão analisados os sistemas de informação existentes e o padrão de uso dos serviços e realizados inquéritos com usuários no momento de início e após o uso do serviço. A análise da factibilidade visa estudar as possibilidades e limites de uso das tecnologias nos CTA analisados e na rede de serviços e será desenvolvida, fundamentalmente, por meio dos estudos qualitativos. As dimensões a serem analisadas envolvem a adequação das inovações propostas em relação à complexidade dos CTA, a aceitação dos gestores e profissionais de saúde e reprodutibilidade em outros CTA. A análise da pertinência está direcionada para o usuário, enfocando a motivação para o uso do serviço, a avaliação da resolubilidade segunda suas demandas e a satisfação na utilização do CTA. Para tanto serão utilizados os estudos qualitativos e o inquérito com usuários. Estas análises serão realizadas por meio da comparação entre proporções ou médias observadas durante a linha de base e após a implantação das tecnologias e serão aplicadas técnicas de análise multivariada para compreender os aspectos associados à variação dos indicadores e eventos de interesse pré-estabelecidos. No componente qualitativo será utilizada a análise temática.


Subject(s)
Humans , Acquired Immunodeficiency Syndrome , Diagnostic Services , Technological Development
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL