Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 4 de 4
Filter
Add filters








Language
Year range
1.
Neotrop. ichthyol ; 16(3): [e180059], out. 2018. ilus, graf, tab
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-963954

ABSTRACT

Fossil gonorynchiform fishes range from the Lower Cretaceous to the early Miocene, and are represented by a few dozen living species. The order is currently divided into two major clades: Gonorynchoidei, which includes the families Gonorynchidae and Kneriidae, and Chanoidei, encompassing a single family, Chanidae, with a single recent species, the Indo-Pacific Chanos chanos, and several fossil taxa. Chanidae includes some poorly known taxa, such as Dastilbe moraesi, described from the Aptian (Lower Cretaceous) of the Areado Formation, Sanfranciscana basin, Brazil. This species is currently considered to be a junior synonym of the type species of its genus, Dastilbe crandalli, from Santana Formation, Aptian, northeastern Brazil. The analysis of abundant D. moraesi specimens revealed several new morphological features, many of which had previously been misinterpreted. Dastilbe moraesi was incorporated into a gonorynchiform character matrix as revised and modified for the Chanidae. We obtained a single most parsimonious tree in which D. moraesi is distinct and phylogenetically apart from D. crandalli. According our analysis, D. moraesi forms a sister pair with Chanos, a clade which is closely related to Tharrhias, all composing the tribe Chanini.(AU)


Gonorynchiformes fósseis ocorrem desde do Cretáceo inferior ao Mioceno inferior, e são representados por alguns representantes viventes. A ordem está dividida atualmente em dois clados principais: Gonorynchoidei, que inclui as famílias Gonorynchidae e Kneriidae, e Chanoidei, compreendendo uma única família, Chanidae, com uma única espécie vivente, Chanos chanos, do Indo-Pacífico, além de vários representantes fósseis. Chanidae inclui alguns táxons problemáticos, tais como Dastilbe moraesi, descrito do Aptiano (Cretáceo Inferior) da Formação Areado, bacia Sanfranciscana, Brasil. Esta espécie é atualmente considerada um sinônimo júnior da espécie-tipo de seu gênero, Dastilbe crandalli, da Formação Santana, Aptiano do nordeste do Brasil. A análise de abundante material de D. moraesi revelou várias novas características anatômicas, muitas das quais haviam sido previamente mal interpretadas. Dastilbe moraesi foi incorporado em uma matriz revisada de caracteres da família Chanidae. Nós obtivemos uma única árvore mais parcimoniosa na qual D. moraesi é distinto e filogeneticamente distante de D. crandalli. De acordo com nossa análise, D. moraesi é o grupo-irmão de Chanos, um clado intimamente relacionado a Tharrhias, com todos compondo a tribo Chanini.(AU)


Subject(s)
Animals , Phylogeny , Fishes/genetics , Fossils
2.
Rev. bras. entomol ; 55(2): 149-153, June 2011.
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-593255

ABSTRACT

Saving our science from ourselves: the plight of biological classification. Biological classification ( nomenclature, taxonomy, and systematics) is being sold short. The desire for new technologies, faster and cheaper taxonomic descriptions, identifications, and revisions is symptomatic of a lack of appreciation and understanding of classification. The problem of gadget-driven science, a lack of best practice and the inability to accept classification as a descriptive and empirical science are discussed. The worst cases scenario is a future in which classifications are purely artificial and uninformative.


Salvando a nossa ciência de nós mesmos: a saga da classificação biológica. A classificação biológica (nomenclatura, taxonomia e sistemática) está sendo subestimada. O desejo por tecnologias novas e por descrições taxonômicas, identificações e revisões mais rápidas e baratas, é sintomático da falta de apreciação e entendimento sobre a ciência da classificação. O problema de uma ciência dirigida por máquinas, a ausência da 'melhor prática', e a inabilidade de se aceitar a classificação biológica como uma ciência descritiva e empírica são discutidos. O cenário mais pessimista é um futuro no qual as classificações serão inteiramente artificiais e não-informativas.

3.
Neotrop. ichthyol ; 9(1): 209-232, Mar. 2011. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-583977

ABSTRACT

Uma revisão taxonômica de duas espécies nominais de raias de água doce do gênero Potamotrygon previamente consideradas válidas, Potamotrygon falkneri Castex & Maciel, 1963 e Potamotrygon castexi Castello & Yagolkowski, 1969, foi realizada baseada numa análise detalhada abrangendo aspectos da morfologia externa e interna, incluindo um estudo morfométrico e merístico de espécimes provenientes da distribuição registrada dessas espécies. Além dessas espécies, o status taxonômico da espécie nominal Potamotrygon menchacai Achenbach, 1967, tratada por autores prévios como sinônimo júnior de Potamotrygon falkneri, foi avaliado. As espécies nominais que constituem o que foi chamado de complexo falkneri-castexi representam exemplos da variação cromática encontrados em uma única espécie, uma vez que ocorrem padrões intermediários de coloração e os caracteres restantes não são consistentes para separação em nível específico. Sendo assim, a espécie nominal P. falkneri é considerada válida e as espécies nominais P. castexi e P. menchacai sinônimos juniores desta. Adicionalmente, uma possível espécie nova é apresentada do río Madre de Dios no Peru, sendo esta portadora de alguns caracteres destoantes de P. falkneri. Essa espécie, conhecida de poucos indivíduos, é tratada aqui provisoriamente como Potamotrygon sp.


A taxonomic revision of two nominal species of freshwater stingrays of the genus Potamotrygon previously considered valid, Potamotrygon falkneri Castex & Maciel, 1963 and Potamotrygon castexi Castello & Yagolkowski, 1969, was conducted based on a detailed analysis of external and internal morphology, including a morphometric and meristic study of specimens from the recorded range of both species. The taxonomic status of the nominal species P. menchacai Achenbach, 1967, treated by previous authors as a junior synonym of P. falkneri, was also evaluated. These nominal species, which constitute what has been called the falkneri-castexi complex, were found to represent examples of chromatic variation present in a single species, given that intermediate patterns of coloration are common and the remaining characters analyzed are not consistent enough for separation at the specific level. Consequently, Potamotrygon falkneri is considered valid, whereas the nominal species Potamotrygon castexi and Potamotrygon menchacai are concluded to be junior synonyms of P. falkneri. Additionally, a putative new species is identified from the río Madre de Díos in Peru, which has some characters that do not correspond to P. falkneri. This species, known from few individuals, is here provisionally treated as Potamotrygon sp.


Subject(s)
Animals , Classification/methods , Skates, Fish/classification , Anatomy/classification , Ecosystem/analysis , Skeleton
4.
Neotrop. ichthyol ; 6(1): 1-8, Jan.-Mar. 2008. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-480789

ABSTRACT

Potamotrygon boesemani, new species, is described from the Corantijn river drainage in Surinam. The species has a diagnostic dorsal color pattern formed by deep orange to red ocellated spots of irregular form, encircled by relatively broad black rings. Potamotrygon boesemani is distinguished from other ocellated congeners (P. motoro, P. henlei and P. leopoldi) by the more intensely colored ocelli, which are usually yellow in the latter species. From P. motoro it is also distinguished by the darker dorsal background coloration, by the broader black contour of the dorsal ocelli, and by the irregular form of the ocelli as compared to the more rounded shape in the latter species. From P. henlei and P. leopoldi, it is distinguished by the lack of ocelli on tail. From the tentatively identified specimen of P. ocellata, which also has dark orange ocelli, the irregular contour of the ocelli in the new species is also distinctive. The teeth are relatively smaller and in greater number than in P. motoro and P. ocellata, with up to 45 rows in the upper jaw.


Potamotrygon boesemani, espécie nova, é descrita da bacia do rio Corantijn, no Suriname. A espécie apresenta um padrão de coloração dorsal formado por ocelos com coloração alaranjada intensa a vermelha, de formato irregular, margeados por anéis pretos e relativamente grossos. Potamotrygon boesemani distingue-se de outras espécies congêneres oceladas (P. motoro, P. henlei e P. leopoldi) pela coloração mais intensa dos ocelos, que são normalmente amarelados nestas últimas espécies. De P. motoro, distingue-se também pela coloração de fundo mais escura no dorso, pelo contorno preto mais largo nos ocelos dorsais, e pela forma irregular dos ocelos comparada à forma arredondada em P. motoro. De P. henlei e P. leopoldi, distingue-se pela falta de ocelos na cauda. Da espécie tentativamente identificada como P. ocellata, que também possui ocelos laranja escuro, o contorno irregular dos ocelos também é distintivo. Os dentes são relativamente menores e em maior número que em P. motoro. e P. ocellata, com até 45 fileiras na mandíbula superior.


Subject(s)
Animals , Biodiversity , Species Specificity , Fishes/classification
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL