Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 5 de 5
Filter
1.
Cad. saúde pública ; 23(7): 1656-1664, jul. 2007.
Article in Portuguese | LILACS, SES-SP | ID: lil-452427

ABSTRACT

O objetivo do trabalho foi identificar aspectos que interferem na atuação dos agentes de controle de vetores e comunitários de saúde no Programa de Controle do Dengue e na adesão da população. Utilizou-se metodologia de grupos focais, nos quais foi discutida a relação agente-serviço-população. O controle e prevenção do dengue foram considerados atividades de menor importância, e o agente ideal seria aquele capaz de encaminhar todas as demandas e não só aquelas relacionadas ao dengue. Os agentes de controle de vetores apontaram para problemas como recusa e falta de adesão, identificação como coletores de lixo, diferenciação de status em relação aos agentes comunitários de saúde. Entre as mulheres, identificaram-se a relação de culpabilização entre vizinhos, a associação do problema do dengue à falta de higiene e a relação entre casa limpa e ausência de criadouros. Os aspectos destacados interferem negativamente na atuação dos agentes e são condicionados pela característica vertical do programa. Encaminhamentos possíveis: incorporação dos agentes de controle às Unidades de Saúde, investimento na integração intersetorial e criação de condições para que os agentes atuem sobre o meio ambiente.


This study aimed to identify the aspects that interfere with the performance of vector control agents and community health workers and population adherence to dengue control programs. The focal group methodology was applied to discuss the relations between the program, health agents, and population. According to the results, dengue control and prevention were considered relatively unimportant activities, i.e., ideal community health workers would be capable of solving other (supposedly more important) problems. Vector control agents emphasized the population's lack of adherence and the fact that they (the control agents) were confused with garbage collectors (considered less important than community health workers, and with a focus more on productivity than quality). Women frequently blamed neighbors for the dengue problem and associated the disease with lack of hygiene. These aspects have a negative impact on dengue control agents' work and result from the program's vertical structure. Possible solutions would be to incorporate the agents into community health clinics, encourage cooperation between departments, and provide the conditions for them to intervene in the environment.


Subject(s)
Animals , Female , Humans , Community Health Workers , Community Participation , Delivery of Health Care/standards , Dengue/prevention & control , Health Knowledge, Attitudes, Practice , Mosquito Control , Aedes , Attitude of Health Personnel , Brazil , Disease Reservoirs , Insect Vectors , Program Evaluation
2.
Cad. saúde pública ; 22(5): 987-997, maio 2006. graf
Article in Portuguese | LILACS, SES-SP | ID: lil-426315

ABSTRACT

Avaliaram-se os resultados da integracão do Programa Saúde da Família (PSF) e do Programa de Controle do Dengue em São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil. O estudo foi realizado em uma área com PSF e outra sem PSF. Na primeira, os agentes comunitários de saúde, de modo integrado com as suas atribuicões, orientavam os moradores sobre as medidas de controle de dengue, incentivando-os a realizá-las. Na segunda área, os agentes de controle de vetores orientavam os moradores e realizavam as atividades de controle de criadouros. Conduziram-se, de outubro de 2001 a janeiro de 2003, levantamentos para mensurar conhecimentos e práticas dos moradores sobre dengue. Na área com PSF comparativamente com a sem PSF as proporcões de entrevistados que afirmaram ter como fonte de informacão o servico de saúde apresentaram aumento significante. Nas duas áreas ocorreram mudancas significantes em termos de ganhos de conhecimento e diminuicão de recipientes. Os resultados mostraram que a integracão entre os dois programas é viável, representa otimizacão de recursos ao evitar a duplicidade das visitas e possibilita um maior envolvimento da comunidade no controle do dengue.


Subject(s)
Aedes , Vector Control of Diseases , Dengue/prevention & control , Health Personnel , National Health Strategies , Health Services Research
3.
Cad. saúde pública ; 21(4)jul.-ago. 2005. tab
Article in Portuguese | LILACS, SES-SP | ID: lil-404111

ABSTRACT

O objetivo foi identificar, no contexto da atuação dos agentes responsáveis pelo controle do dengue e na sua relação com moradores, situações vivenciadas no dia-a-dia de suas funções. Realizou-se estudo transversal com aplicação de questionários à população dos agentes de controle de vetores (ACV), à dos agentes comunitários de saúde (ACS) e a uma amostra de mulheres. As respostas dadas pelos agentes foram agrupadas nos âmbitos do trabalho, particular e coletivo. As mulheres foram abordadas sobre a relação mantida com os agentes. As dificuldades citadas nos âmbitos particular e trabalho pelos ACV diferiram das citadas pelos ACS. No coletivo foram coincidentes e mostraram que ambos não estão preparados para lidar com estas questões. Das mulheres entrevistadas, 87,0 por cento afirmaram estar bem ou muito bem informadas sobre dengue, 84,0 por cento afirmaram que os trabalhos dos agentes ajudam sempre e 54,0 por cento apontaram como dificuldade o horário impróprio da visita realizada pelo agente. Identificou-se a necessidade de um novo profissional que reconheça e respeite as particularidades dos locais onde atua e desenvolva suas atividades de forma integrada às questões sócio-ambientais da comunidade.


Subject(s)
Vector Control of Diseases , Dengue , Community Health Workers , Health Education
4.
Cad. saúde pública ; 19(6): 1739-1749, nov.-dez. 2003. tab
Article in Portuguese | LILACS, SES-SP | ID: lil-361223

ABSTRACT

O trabalho teve o objetivo de identificar mudanças de conhecimentos e práticas de prevenção do dengue, e desenvolveu-se em duas áreas de Catanduva: Area de Estudo e Area Controle. Realizaram-se, entre 1999 e 2001, levantamentos quantitativo inicial e qualitativo; diagnóstico preliminar, apresentado à comunidade da Area de Estudo, desencadeando discussão para a definição e o direcionamento das ações; o desenvolvimento das ações na Area de Estudo, com a participação da comunidade; continuidade das atividades de rotina na Area Controle; e avaliação final. Na Area de Estudo, as ações realizadas foram: mudança do trabalho dos agentes de controle de vetores que passaram a demonstrar as medidas preventivas, sem a retirada de recipientes e sem utilização de larvicida; utilização de material educativo específico à realidade local; atividades relacionadas às prioridades dos moradores; atividades como música, teatro, gincanas e brincadeiras; demonstração do ciclo do vetor. Como resultado, houve a diminuição significante do número de recipientes por casa; o aumento significante da proporção de casas sem recipientes; e o aumento significante da proporção de pessoas que reconheceram as larvas do vetor na Area de Estudo em relação à de Controle.


Subject(s)
Vector Control of Diseases , Dengue , Community Participation
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL