Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 1 de 1
Filter
Add filters








Year range
1.
Dent. press endod ; 6(2): 21-27, May-Aug. 2016. ilus
Article in Portuguese | LILACS, BBO | ID: biblio-846946

ABSTRACT

Objetivo: o objetivo do presente estudo foi avaliar se a etapa de processamento em que o cimento é obtido in uencia nas suas propriedades físico-químicas. Foram avaliados a composição química, o tempo de presa, solubilidade, pH e liberação de íons cálcio do cimento Portland (Grupo 1), que passa por todas as etapas do processamento; e do cimento que foi obtido na etapa de calcinação (Grupo 2). Métodos: para avaliação da composição química, foi utilizado um microscópio eletrônico de varredura na função EDS. Os testes de tempo de presa e solubilidade foram realizados de acordo com as normas #57 da ADA. Para determinação do pH e liberação de íons cálcio, foram utilizados um peagômetro e um espectrofotômetro de absorção atômica, respectivamente. Resultados: a composição química de ambos os cimentos apresentou maior quantidade de íons cálcio e silício; porém, o cimento Portland apresentou traços de enxofre. Com relação ao tempo de presa, o Grupo 2 apresentou média de tempo de presa estatisticamente menor do que o Grupo 1 (p < 0,05). Com relação à solubilidade, ambos os cimentos apresentaram valores dentro do que é recomendado pela ADA, que é de no máximo 3%; porém, houve diferença significativa, sendo o Grupo 2 mais solúvel (p < 0,05). Na análise do pH e liberação de íons cálcio, observou-se que ambos os cimentos promoveram alcalinização e liberação de íons cálcio, independentemente do tempo analisado. Conclusão: com base nos resultados obtidos, conclui-se que a etapa do processamento em que é obtido o cimento influencia em suas propriedades físico-químicas.


Subject(s)
Humans , Calcarea Silicata , Dental Cements/analysis , Dental Cements/chemistry , Chemical Phenomena , Solubility
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL