Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 1 de 1
Filter
Add filters








Year range
1.
Rio de Janeiro; s.n; 2020. 90 p. ilus.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1178117

ABSTRACT

As espécies Cryptococcus neoformans e Cryptococcus gatti representam patógenos fúngicos ambientais encapsulados que afetam não apenas indivíduos imunocomprometidos, mas também indivíduos aparentemente imunocompetentes. No Brasil, a criptococose permanece sendo uma das infecções fúngicas sistêmicas mais importantes. Em humanos, a fagocitose de Cryptococcus hipocapsular por macrófagos foi associada com longo prazo de sobrevida do paciente. Com base no papel fundamental da cápsula criptocócica na doença, analisamos a diversidade de estruturas capsulares em 23 isolados de excretas de pombos, coletados nos municípios de Boa Vista, Bonfim e Pacaraima, no estado de Roraima (Norte do Brasil). Todos os isolados foram identificados como C. neoformans (genótipo VNI) por espectrometria de massa MALDI-TOF. Através de uma combinação de microscopia de fluorescência, citometria de fluxo, ELISA e métodos espectrofotométricos, cada isolado foi fenotipicamente caracterizado, o que incluiu medidas de taxas de crescimento a 30 e 37ºC, pigmentação, tamanho do corpo celular, dimensões capsulares, reatividade sorológica, produção de urease e capacidade de secreção de glucuronoxilomanana (GXM), o principal componente capsular de C. neoformans. Foi também avaliada a sensibilidade aos antifúngicos fluconazol e AmB. Com exceção da melanização, uma grande diversidade foi observada considerando todos os parâmetros testados em nosso estudo. Vale ressaltar que isolados hiper e hipo produtores de GXM foram identificados, além de isolados com perfis de hiper e hiporreatividade com o anticorpo monoclonal reconhecedor do polissacarídeo.


As dimensões capsulares também foram altamente variáveis nos isolados analisados. A produção de GXM extracelular foi correlacionada positivamente com dimensões capsulares, atividade da urease e tamanho da célula. Inesperadamente, as concentrações de GXM não se correlacionaram com a reatividade sorológica com a cápsula criptocócica. Os testes de sensibilidade aos antifúngicos revelaram alta sensibilidade dos isolados frente a AmB. Foram observados valores de susceptibilidade superiores para o fluconazol (8.0 µg/mL) em dois isolados (151A1 e 176A1) em comparação com a cepa padrão H99 / ATCC 208821 (2.0 µg/mL). Estes resultados revelam uma alta diversidade na capacidade de C. neoformans ambientais em produzir componentes capsulares, o que pode afetar o curso da criptococose humana. (AU)


Subject(s)
Humans , Cryptococcosis , Cryptococcus neoformans , Drug Resistance, Fungal , Drug Collateral Sensitivity
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL