Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 2 de 2
Filter
Add filters








Year range
1.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-705002

ABSTRACT

O Diabetes Mellitus (DM) tipo 2 (DM2) é um problema de saúde pública que requer cuidados contínuos e multidisciplinares. A presente revisão tem por objetivo destacar a importância da inclusão de atividades físicas em programas de atenção em DM2, salientando seu efeito no controle glicêmico e aspectos que influenciam a adesão de usuários, bem como associar a temática às atuais políticas públicas de atenção básica em saúde no Brasil. Artigos originais, revisões sistemáticas e de meta-análise que continham os termos DM2, adesão, exercício físico, atividade física e programa de educação em DM (em português e inglês) encontrados nos bancos de dados PubMed, Scopus e BioMed Central foram incluídos. Políticas públicas e diretrizes (guidelines) também foram utilizadas para contextualização e discussão. Evidências indicam que a participação em programas de atenção à DM2 se associa a um melhor prognóstico da doença; indivíduos mais aderentes apresentam melhores resultados no controle glicêmico e redução da massa corporal que os menos aderentes. Fatores como supervisão profissional, envolvimento em grupos, apoio familiar, tipo de exercício e frequência de encontros podem influenciar diretamente a adesão a esses programas. Educação em DM, atividades físicas e terapia nutricional são importantes no tratamento da DM2, porém, há escassez de programas públicos de saúde que, de forma multidisciplinar e contínua, contemplem estas ações terapêuticas.


Type 2 Diabetes Mellitus (DM2) is a public health issue that requires continuous and multidisciplinary care. This review aims to present the importance of including physical activities in DM2 care programs, highlighting the effect on glycemic control and the aspects that influence user?s adherence, as well as linking this issue to current public policies on primary health care in Brazil. Original articles, systematic reviews and meta-analyzes that contained the words DM2, adherence, exercise, physical activity and diabetic education program (in Portuguese and English) found on PubMed, Scopus and BioMed Central databases were included. Public policies and guidelines were also used for contextualization and discussion. Evidences indicate that attending a DM2 care program is associated with a better prognosis; individuals with greater adherence have better results on glycemic control and weight reduction then the lesser adherents. Factors like professional supervision, group involvement, family support, type of physical activity and frequency of meetings may directly influence the adherence to the programs. DM education, physical activities and nutritional therapy are important to the DM2 treatment; however, there is a lack of programs that support these therapeutic actions in a multidisciplinary and continuous way.


Subject(s)
Blood Glucose , Education , Exercise , Primary Health Care , Therapeutics
2.
Arq. ciênc. saúde ; 16(2): 89-95, abr.-jun. 2009.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-545844

ABSTRACT

Pé de Charcot é uma complicação rara que pode acometer diabéticos, em especial se mal controlados,sendo de alta morbidade. Estudo de caso de diabético, feminino, 44 anos de idade, ensino médio, 11anos de diagnóstico de DM, em insulinoterapia, com quadro de Pé de Charcot há 3 anos. Relacionou-sedados acerca de seu modo de vida e como ele se comporta em relação à patologia pré e pós Charcot.Informações foram coletadas através de entrevista e dados coletados nos prontuários do Doce DESAFIO.O sujeito relatou dificuldades, no princípio, para que o diagnóstico fosse estabelecido, referindo inclusiveter sido solicitado vários exames radiológicos após descrição de quadro álgico e edema, onde não foidetectado o desabamento do pé, característico do Pé de Charcot. Após aproximadamente 2 mesesdiagnosticou-se Charcot e foi prescrita palmilha e tala, que diminuíram os sintomas. Ao ingressar noDoce DESAFIO, 16 meses após, suas glicemias eram usualmente maiores que 500mg/dl. Apresentavamedo de episódios hipoglicêmicos, às vezes evitando aplicar insulina diária caso não tivesse certezaquanto às atividades e refeições ao longo do dia. Buscava corrigir hiperglicemias maiores que 250mg/dlcom valor fixo de 5u de insulina regular, independente da medida suposta ou aferida. A partir dasorientações de educação em diabetes, a monitorização foi iniciada, obteve mais informações sobre apatologia, especialmente sobre ação das insulinas e ajustes seguindo adaptações relacionando asmedidas da glicemia aferida com a insulina exógena a ser aplicada e, junto ao médico, a insulinização foimelhor distribuída e adequada, para a melhora da sua qualidade de vida. Também no Doce DESAFIO,além de orientação de atividade física para melhora da circulação periférica, houve fortalecimento damusculatura e tendões adjacentes para que fossem minimizadas as conseqüências do quadro. Atualmente,segundo a própria sua glicemia tem se mantido em torno de 96-125mg/dl...


Charcot’s Foot: a rare and high morbidity diabetic complication, especially in those with poor glycemiccontrol. Case study of a diabetic woman, age 44, high school; diabetes diagnosed 11 years ago, ininsulin therapy, 3 years since Charcot’s Foot diagnosis. Lifestyle and behavior information related tothe pathology pre and post-Charcot were collected through interview and from Sweet-Challenge (DoceDESAFIO) records. RESULTS: Diagnosis difficulties were refereed, even after various radiological examsfollowing pain and edema descriptions. Approximately 2 months after Charcot’s diagnosis, splint andfeet cast were prescript. Before joining Sweet-Challenge (16 months after), the glycemic values wereusually >500 mg/dl. There was apprehension of hypoglycemic episodes, sometimes avoiding insulinadministration when there wasn’t certainty about the activities and meals of the day. Hyperglycemiawas usually corrected with a fixed amount of 5U of regular insulin, not taking the measure onconsideration. With orientation from Sweet-Challenge, self-monitoring of blood glucose (SMBG) began.The information received was especially about insulin and its adjustments. With a physician, the insulintherapy improved. Oriented exercises for improvement of peripheral circulation and muscularstrengthening were initiated, thus, optimizing the prognostics; aiming the improvement of her quality oflife. She said that her glycemic values ranged 96-125 mg/dl after attending the Sweet-Challenge. Herattendance was about 1 time/month or a bit more. At the end of the classes her blood glucose was about168±65mg/dl. CONCLUSION: Self-confidence and consciousness of her diabetes control from theinstructions received was related, and also a better disposition and self-control was observed.


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Diabetes Mellitus/pathology , Foot Diseases/pathology , Education/methods
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL