Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 18 de 18
Filter
Add filters








Type of study
Year range
1.
Pesqui. vet. bras ; 40(2): 102-106, Feb. 2020. tab, graf
Article in English | ID: biblio-1098449

ABSTRACT

Susceptibility testing is essential to inform the correct management of Aspergillus infections. In this study we present antifungal susceptibility profile of A. fumigatus isolates recovered from lungs of birds with and without aspergillosis. Fifty three isolates were tested for their antifungal susceptibility to voriconazole (VRC), itraconazole (ITZ), amphotericin (AMB) and caspofungin (CSP) using the M38-A2 broth microdilution reference method. Five isolates were resistant to more than one antifungal drug (CSP + AMB, VRC + ITZ and AMB + ITZ). Fifteen (28%) isolates with susceptible increased exposure (I) to ITZ were sensible to VRC. Resistance to AMB (>2µg/mL) was observed in only four isolates. Eleven (21%) A. fumigatus present resistance to ITZ (13%) and VRC (8%). Fungal isolation from respiratory samples has been regarded as being of limited usefulness in the ante mortem diagnosis of aspergillosis in birds. However, the results suggest that the detection and antifungal susceptibility profile may be helpful for monitoring of therapy for avian species and where antifungal resistance might be emerging and what conditions are associated to the event.(AU)


Os testes de suscetibilidade são essenciais para informar o correto manejo das infecções por Aspergillus. Neste estudo apresentamos o perfil antifúngico de isolados de A. fumigatus provenientes de pulmões de aves com e sem aspergilose. Cinqüenta e três isolados foram testados quanto à susceptibilidade antifúngica ao voriconazol (VRC), itraconazol (ITZ), anfotericina B (AMB) e caspofungina (CSP) pelo método de referência de microdiluição do caldo M38-A2. Cinco isolados foram resistentes a mais de um antifúngico (CSP + AMB, VRC + ITZ e AMB + ITZ). Quinze (28%) isolados suscetíveis - com exposição aumentada (I) ao ITZ foram sensíveis ao VRC. A resistência ao AMB (>2µg/mL) foi observada em apenas quatro isolados. Onze (21%) A. fumigatus apresentaram resistência a ITZ (13%) e VRC (8%). O isolamento de fungos de amostras respiratórias tem sido considerado de utilidade limitada no diagnóstico ante mortem de aspergilose em aves. No entanto, os resultados sugerem que a detecção e o perfil de suscetibilidade a antifúngicos podem ser úteis para o monitoramento da terapia de espécies aviárias, assim como a emergência da resistência antifúngica e quais condições podem estar associadas ao evento.(AU)


Subject(s)
Animals , Poultry Diseases , Aspergillosis/drug therapy , Aspergillosis/veterinary , Aspergillus fumigatus/isolation & purification , Aspergillus fumigatus/drug effects , Chickens , Drug Resistance, Fungal/drug effects , Antifungal Agents/therapeutic use
2.
Ciênc. rural (Online) ; 48(10): e20180372, 2018. graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1044993

ABSTRACT

ABSTRACT: This report describes the clinical, pathological, and molecular aspects of a pneumonia by Cryptococcus neoformans in a goat in the Southern region of Brazil. A goat with a history of prolonged transportation presented dyspnea, nasal discharge and cough, and was subjected to necropsy, histopathology, and mycological evaluation. Grossly, cranio-ventral pulmonary consolidation was observed, characterized by firm and grayish areas interspersed with dark red foci. Histopathology of the lungs showed areas of parenchymal necrosis, containing blastoconidia with a slightly basophilic central cell, surrounded by an unstained capsule. It was associated with moderate granulomatous inflammatory infiltrate and peripheral fibrosis. The capsule and fungus cell exhibited marked Alcian Blue and periodic acid-Schiff staining, respectively. Diagnosis of fungal pneumonia by C. neoformans was based on clinical, pathological, and molecular findings.


RESUMO: Este relato objetiva descrever os aspectos clínicos, patológicos e moleculares de pneumonia por Cryptococcus neoformans em um caprino na região Sul do Brasil. Um caprino com histórico de transporte prolongado apresentou dispneia, secreção nasal e tosse e foi encaminhado para necropsia, análise histopatológica e micológica. Macroscopicamente, observou-se consolidação pulmonar cranioventral, caracterizada por áreas firmes e acinzentadas, entremeadas por focos vermelho-escuros. Na análise histopatológica dos pulmões foram evidenciadas áreas de necrose do parênquima, que continham blastoconídeos com célula central levemente basofílica, circundada por cápsula não corada, associados a moderado infiltrado inflamatório granulomatoso e fibrose periférica. A cápsula e a célula do fungo foram fortemente coradas pelo azul alciano e pelo ácido periódico de Schiff, respectivamente. O diagnóstico de pneumonia fúngica por C. neoformans foi baseado nos achados clínicos, patológicos e moleculares.

3.
Pesqui. vet. bras ; 37(11): 1313-1321, Nov. 2017. tab, graf, ilus
Article in Portuguese | ID: biblio-895376

ABSTRACT

As enfermidades fúngicas são diagnósticos diferenciais de diversas morbidades de caráter infeccioso, degenerativo ou proliferativo neoplásico, principalmente em gatos, que é a espécie mais suscetível a estas. Este trabalho descreve os achados anatomopatológicos de doenças fúngicas em gatos no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2015 pelo SPV-UFRGS. Foram revisados 1.274 protocolos de necropsia e encontrou-se 17 casos de micoses, correspondendo a 1,33% dos diagnósticos. Quanto às amostras provenientes de biopsias, foram verificados 2.615 protocolos e detectou-se 59 casos de doenças fúngicas, totalizando 2,25% dos diagnósticos, sendo revisados seus achados macroscópicos, microscópicos, colorações especiais e cultivo micológico. O principal diagnóstico encontrado foi esporotricose com 34 casos de biópsia e cinco de necropsia. Criptococose obteve seis diagnósticos na necropsia e 13 na biópsia. O pseudomicetoma dermatofítico possui cinco casos de biópsia e dois de necropsia. Histoplasmose obteve um diagnóstico na necropsia e dois na biópsia. Aspergilose teve dois casos diagnosticados na necropsia. Candidíase e feo-hifomicose obtiveram um caso cada. Em quatro ocasiões, não se pode identificar o agente envolvido na lesão e foram classificados conforme a alteração morfológica em: dermatite fúngica, enterite fúngica, rinite micótica e dermatite e osteomielite fúngica. Através deste trabalho, pode-se identificar que a esporotricose foi o diagnóstico de doença fúngica mais frequente em felinos, seguido da criptococose e pseudomicetoma dermatofítico.(AU)


Fungal disease is included in the differential diagnosis of a wide range of disorders in cats. At the Department of Veterinary Pathology of Federal University Federal of Rio Grande do Sul (SPV-UFRGS), evaluation of records data of cats from January 2005 to December 2015 were examined. A total of 1,274 necropsy have been reviewed from which 17 cases of fungal infection was revealed accounting for 1.33%, and a total of 2,615 biopsies have been reviewed from which 59 cases of fungal infection was revealed, accounting for 2.25%. We retrospectively analyzed the gross and microscopic findings and the yield of additional diagnostic approaches employed. Sporotrichosis was the most common diagnosis with 34 cases found in biopsy and five necropsies. Cryptococcosis obtained six diagnoses through necropsy and 13 through biopsy. Dermatophytic pseudomycetoma was found in five cases in biopsy and two necropsies. Histoplasmosis diagnosis was obtained in one necropsy and two biopsies. Aspergillosis had two cases diagnosed in necropsy. Candidiase and phaeo-hyphomycosis accounted for one case each. In four occasions, it was not possible to identify the agent involved and the diagnosis was made regarding the morphological changes: fungal dermatitis, fungal enteritis, mycotic rhinitis, and fungal dermatitis and osteomyelitis. In this study, sporotrichosis could be identified as the most frequent diagnosis of fungal disease in cats, followed by cryptococcosis and dermatophytic pseudomycetoma.(AU)


Subject(s)
Animals , Cats , Cryptococcosis/veterinary , Mycoses/microbiology , Mycoses/pathology , Mycoses/veterinary , Sporotrichosis/veterinary , Aspergillosis/veterinary , Candidiasis/veterinary , Histoplasmosis/veterinary , Phaeohyphomycosis/veterinary
4.
Ciênc. rural (Online) ; 47(10): e20170151, 2017. graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1044865

ABSTRACT

ABSTRACT: Cryptococcus gattii is often associated with pulmonary and systemic infections in humans and animals. In this research we report a case of nasopharyngeal cryptococoma caused by C. gatti in an equine. A 10-year-old mare presented a mass obstructing the oropharynx. Macroscopically the mass was asymmetric, and was attached to the ethmoidal sinuses and obstructed the oropharynx. Histopathological examination of the mass revealed multiple yeast cells ranging from spherical to oval, 4-8μm in diameter, with some of them showing narrow base polar budding. Cryptococcus gattii growth in mycological culture (Sabouraud Dextrose Agar) and was L-canavanine-glycine-bromothymol blue Agar positive. The molecular identification confirmed the isolate as C. gattii by means of the amplification of universal primers. C. gattii is considered an emerging fungal agent, as it affects human and animals and does not respond efficiently to commonly established treatments.


RESUMO: Cryptococcus gattii é frequentemente associada a infecções pulmonares e sistêmicas em humanos e animais. Neste relato descreve-se um caso de criptococoma nasofaríngeo por C. gatti em um equino. Uma égua de 10 anos, apresentou uma massa obstruindo a orofaringe. Macroscopicamente a massa era assimétrica, e estava aderida aos seios etmoidais obstruindo a orofaringe. O exame histopatológico da massa revelou múltiplas células leveduriformes variando de esféricas a ovais, de 4-8μm de diâmetro, com algumas delas apresentando brotação polar de base estreita. Cryptococcus gattii foi isolado na cultura micológica (Ágar sabouraud dextrose) e foi positivo no Ágar L-canavanina-glicina-azul de bromotimol. A identificação molecular confirmou o isolado como C. gattii por meio da amplificação de primers universais. O diagnóstico de criptococoma por C. gattii nasofaríngeo foi baseado nos sinais clínicos, achados macroscópicos, lesões histológicas, cultura micológica e Reação em Cadeia da Polimerase. O C. gattii é considerado um agente fúngico emergente, pois acometendo humanos e animais, não respondendo com eficiência aos tratamentos comumente estabelecidos.

5.
Pesqui. vet. bras ; 36(7): 591-594, jul. 2016. tab, graf
Article in English | ID: lil-794766

ABSTRACT

Aspergillosis is one of the main causes of mortality in birds. The pulmonary system is most frequently affected, with lesions observed in the air sacs and lungs of a wide variety of bird species. The aim of this study was to confirm by molecular methods the identification and the genetic diversity of Aspergillus fumigatus isolates of lung's samples from healthy broilers (Galus galus domesticus). Forty-four (9.5%) isolates of lung's samples were confirmed as A. fumigatus by polymerase chain reaction (PCR) multiplex (amplification of ß-tub and rodA gene fragments). Microsatellite typing for A. fumigatus was used to analyse all avian isolates. Among them, 40 genotypes (90.9%) were observed only one time. The results showed a high variability and multiple genotypes of de A. fumigatus collected from lung's samples of broilers.(AU)


Aspergilose é uma das principais causas de mortalidade em aves. O sistema pulmonar de uma grande variedade de espécies de aves é o mais frequentemente afetado, com lesões nos sacos aéreos e pulmões. Objetivou-se confirmar por métodos moleculares a identificação e a diversidade genética de Aspergillus fumigatus isolados de amostras pulmonares de frangos de corte sadios (Galus galus domesticus). Quarenta e quatro (9,5%) isolados foram confirmados como A. fumigatus através de reação em cadeia da polimerase (PCR) multiplex (amplificação de fragmentos dos genes ß-tub e rodA). Todos isolados foram tipificados, sendo quarenta (90,9%) observados apenas uma vez. Os resultados mostram uma alta variabilidade e múltiplos genótipos de A. fumigatus obtidos de amostras pulmonares de frangos, de corte.(AU)


Subject(s)
Animals , Aspergillus fumigatus/isolation & purification , Chickens/microbiology , Pulmonary Aspergillosis/veterinary , Genotyping Techniques/veterinary , Multiplex Polymerase Chain Reaction/veterinary
6.
Pesqui. vet. bras ; 34(12): 1173-1180, dez. 2014. graf, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-736047

ABSTRACT

Mycotoxins are a group of chemically diverse naturally occurring substances resulting from the secondary metabolism of pathogenic filamentous fungi. They are produced mainly by the genera Fusarium, Alternaria, Aspergillus and Penicillium which can contaminate grains and cereals such as wheat, corn and soy. According to the nature and the concentration levels, mycotoxins can induce toxic effects in food-production animals and humans. An in vitro study was conducted to evaluate the susceptibility of broiler chickens lymphocytes to different concentrations of ochratoxin A, deoxynivalenol and zearalenone. Each toxin was added to the cell medium at different concentrations (0.001, 0.01, 0.1 and 1μg/mL). Cell viability and ecto-adenosine deaminase activity were assessed at 24, 48 and 72 hours by colorimetric assays. Thus, it were used 0.7x10(5) lymphocytes/mL in RPMI 1640 medium, supplemented with 10% fetal bovine serum and 2.5 IU of penicillin/streptomycin per mL, incubated at 37°C in a 5% CO2 atmosphere. All the experiments were carried out in triplicate and the results were expressed as mean ± standard error of the mean. The results showed that OTA and DON induced lymphocyte proliferation and reduced enzymatic activity in vitro (P<0,05), whereas ZEA also promoted proliferation (P<0,05), but neither alteration on enzymatic activity (P>0,05). It was possible to correlate the results about viability cell and ecto-adenosine deaminase activity, suggesting that, at minimal concentrations, the evaluated mycotoxins do not stimulated the enzymatic activity, which has proinflammatory action and contributes for the immunosuppression process, thus, avoiding a decrease on the viability cell. This is the first in vitro study conducted with OTA, DON and ZON in broiler chickens lymphocytes evaluating these parameters.


Micotoxinas representam um vasto grupo de contaminantes químicos naturais originados a partir do metabolismo secundário de fungos filamentosos patogênicos. Elas são produzidas, principalmente, pelos gêneros Fusarium, Alternaria, Aspergillus e Penicillium, os quais podem contaminar grãos e cereais, como trigo, milho e soja. Conforme sua natureza e níveis de concentração, micotoxinas podem induzir efeitos tóxicos em animais de produção e humanos. Um estudo in vitro foi realizado para avaliar a susceptibilidade das células linfocitárias de frangos de corte a diferentes concentrações de ocratoxina A, deoxinivalenol e zearalenona. Cada micotoxina foi adicionada ao meio celular em diferentes concentrações (0,001; 0,01; 0,1 e 1μg/mL). A viabilidade celular e atividade de ecto-adenosina desaminase foram analisadas em 24, 48 e 72 horas através de ensaios colorimétricos. Para isso, foram utilizados 0,7x10(5) linfócitos/mL em meio RPMI 1640, suplementado com 10% de soro fetal bovino e 2,5 UI de penicilina/estreptomicina por mL, incubados em atmosfera de 5% de CO2 a 37 °C. Todos os experimentos foram realizados em triplicata e os resultados foram expressos como média e erro padrão da média. Os resultados obtidos demonstraram que tanto ocratoxina A como deoxinivalenol induziram proliferação linfocitária e baixa atividade enzimática in vitro (P<0,05), enquanto zearalenona também induziu proliferação (P<0,05), mas nenhuma alteração na atividade enzimática (P>0,05). Foi possível correlacionar os dados referentes à viabilidade celular e atividade de ecto-adenosina desaminase, sugerindo que, em concentrações mínimas, as micotoxinas testadas não estimularam a atividade da enzima, que possui ação pró-inflamatória e contribui para o processo de imunossupressão e, portanto, evitando um decréscimo na viabilidade celular. Este é o primeiro estudo feito com OCRA, DON e ZEA sobre linfócitos de frangos de corte em cultivos in vitro na avaliação desses parâmetros.


Subject(s)
Animals , Ochratoxins/administration & dosage , Ochratoxins/analysis , Ochratoxins/chemistry , In Vitro Techniques/classification , In Vitro Techniques/veterinary , Zearalenone/analysis , Zearalenone/chemistry
7.
Pesqui. vet. bras ; 33(9): 1071-1075, set. 2013. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-694053

ABSTRACT

Carcass inspection is important for the detection of certain diseases and for monitoring their prevalence in slaughterhouses. The objective of this study was to assess the occurrence of aspergillosis caused by Aspergillus fumigatus in commercial poultry, through mycological and histopathological diagnosis, and to verify the causal association between the aspergillosis diagnosis criteria and condemnation due to airsacculitis in broilers through a case-control study. The study was carried out with 380 samples. Lungs were collected from broilers that were condemned (95) or not condemned (285) due to airsacculitis directly from the slaughter line. Forty-six (12%) lung samples were positive for A. fumigatus in mycological culture. Among all samples, 177 (46.6%) presented histopathological alterations, with necrotic, fibrinous, heterophilic pneumonia; heterophilic pneumonia and lymphoid hyperplasia being the most frequent. Out of the 380 lungs analyzed, 65.2% (30) showed histopathological alterations and isolation of fungi. The statistical analysis (McNemar's chi-square test) indicated a significant association between the presence of histopathological lesions and the isolation of A. fumigatus. Mycological cultivation and histopathological diagnosis increase the probability of detecting pulmonary alterations in birds condemned by the Final Inspection System, which suggests that such diagnostic criteria can improve the assessment and condemnation of birds affected by airsacculitis.


Nos abatedouros, a inspeção das carcaças é fundamental para a detecção e monitoramento da prevalência de certas doenças. Os objetivos do trabalho foram avaliar a ocorrência de aspergilose causada por Aspergillus fumigatus em aves comerciais através do diagnóstico micológico e histopatológico e verificar a possibilidade de associação causal entre os critérios de diagnóstico de aspergilose e condenação por aerossaculite em frangos de corte através de um estudo de caso-controle. O estudo foi realizado com 380 amostras. Foram coletados pulmões de frangos condenados (95) e não condenados (285) por aerossaculite, diretamente na linha de abate de um frigorífico. Quarenta e seis (12%) amostras de pulmão foram positivas na cultura micológica. Do total de amostras, 177 (46,6%) apresentaram alterações histopatológicas, sendo os mais frequentes pneumonia fibrinoheterofílica necrótica, pneumonia heterofílica e hiperplasia linfóide. Do total de 380 pulmões analisados, 65,2% (30) apresentaram alterações histopatológicas e isolamento fúngico. A relação entre a presença de lesões histopatológicas e isolamento de A. fumigatus testada por McNemar indicou que houve associação significativa entre a presença de alterações histopatológicas e o isolamento de A. fumigatus. O cultivo micológico e o exame histopatológico aumentam as chances de se detectar alterações pulmonares em aves condenadas pelo Sistema de Inspeção Final do que nas aves normais, sugerindo que tais critérios de diagnóstico são eficazes para aprimorar a avaliação e condenação de aves por aerossaculite.


Subject(s)
Animals , Aspergillus fumigatus/pathogenicity , Aspergillosis/veterinary , Chickens/parasitology , Abattoirs/instrumentation , Case-Control Studies , Respiratory Tract Infections/veterinary
8.
Pesqui. vet. bras ; 29(6): 469-473, jun. 2009. ilus
Article in English | LILACS | ID: lil-525668

ABSTRACT

Pneumocystis has been isolated from a wide range of unrelated mammalian hosts, including humans, domestic and wild animals. It has been demonstrated that the genome of Pneumocystis of one host differs markedly from that of other hosts. Also, variation in the chromosome and DNA sequence of Pneumocystis within a single host species has been observed. Since information about the occurrence and nature of infections in wild animals is still limited, the objective of this work was to detect the presence of Pneumocystis sp. in lungs of bats from two states from Brazil by Nested-PCR amplification. The bats, captured in caves and in urban areas, were obtained from the Program of Rabies Control of two States in Brazil, Mato Grosso and Rio Grande do Sul, located in the Mid-Western and Southern regions of the country, respectively. DNAs were extracted from 102 lung tissues and screened for Pneumocystis by nested PCR at the mtLSU rRNA gene and small subunit of mitochondrial ribosomal RNA (mtSSU rRNA). Gene amplification was performed using the mtLSU rRNA, the primer set pAZ102H - pAZ102E and pAZ102X - pAZY, and the mtSSU rRNA primer set pAZ102 10FRI - pAZ102 10R-RI and pAZ102 13RI - pAZ102 14RI. The most frequent bats were Tadarida brasiliensis (25), Desmodus rotundus (20), and Nyctinomops laticaudatus (19). Pneumocystis was more prevalent in the species Nyctinomops laticaudatus (26.3 percent = 5/19), Tadarida brasiliensis (24 percent = 6/25), and Desmodus rotundus (20 percent = 4/20). Besides these species, Pneumocystis also was detected in lungs from Molossus molossus (1/11, 9.1 percent), Artibeus fimbriatus (1/1, 100 percent), Sturnira lilium (1/3, 33.3 percent), Myotis levis (2/3, 66.7 percent)and Diphylla ecaudata (1/2, 50 percent). PCR products which could indicate the presence of Pneumocystis (21.56 percent) were identified in DNA samples obtained from 8 out of 16 classified species from both states (5 bats were not identified). This is the ...


Pneumocystis tem sido isolado de uma grande variedade de hospedeiros mamíferos, incluindo humanos, animais domésticos e selvagens. Tem se demonstrado que o genoma do Pneumocystis de um hospedeiro difere marcadamente do de outros, assim como há variação no cromossomo e na seqüência de DNA dentro de uma única espécie de hospedeiro. Sabendo que a informação da ocorrência e natureza da infecção em animais silvestres ainda é limitada, o objetivo do trabalho foi detectar, por Nested-PCR, a presença de Pneumocystis sp. em pulmões de diferentes espécies de morcegos de dois estados do Brasil. Estes mamíferos voadores foram capturados em cavernas, áreas florestadas, de campo e urbanas pelo Programa de Controle da Raiva do Mato Grosso (região Centro-Oeste) e do Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor (RS) e Instituto Sauver no Rio Grande do Sul (região Sul). Os DNAs foram extraídos de 102 pulmões e realizado Nested-PCR utilizando os primers pAZ102H-pAZ102E e pAZ102X/R1-pAZY/R1 para amplificação do gene mtLSU-rRNA, e pAZ102 10F-RI - pAZ102 10R-RI e pAZ102 13-RI - pAZ14-RI para amplificação do gene mtSSU-rRNA. As espécies mais freqüentes foram Tadarida brasiliensis (25), Desmodus rotundus (20) e Nyctinomops laticaudatus (19). Pneumocystis foi detectado com maior prevalência nas Nyctinomops laticaudatus (26,3 por cento = 5/19), Tadarida brasiliensis (24 por cento = 6/25) e Desmodus rotundus (20 por cento = 4/20). Além destas espécies, Pneumocystis foi também detectado nos pulmões de Molossus molossus (1/11, 9,1 por cento), Artibeus fimbriatus (1/1, 100 por cento), Sturnira lilium (1/3, 33 por cento), Myotis levis (2/3, 66,7 por cento)e Diphylla ecaudata (1/2, 50 por cento). Os produtos de PCR indicaram a presença de Pneumocystis (21.56 por cento) em amostras obtidas de 8 das 16 espécies classificadas para ambos os estados (cinco morcegos não foram classificados). Este é o primeiro registro de detecção de Pneumocystis em morcegos no Brasil.


Subject(s)
Animals , Pneumocystis/isolation & purification , Lung/microbiology , Chiroptera/genetics , Chiroptera/microbiology , Polymerase Chain Reaction/methods , Brazil , Chiroptera/classification
9.
Pesqui. vet. bras ; 29(3): 205-210, mar. 2009. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-513291

ABSTRACT

Descreve-se a reprodução experimental de doença neurológica em ovinos através da administração de bagaço de malte (resíduo cervejaria) contaminado com Aspergillus clavatus. Esse resíduo de cervejaria, cujas amostras revelaram cultura pura de A. clavatus, estava sendo utilizado em duas propriedades, onde ocorreram surtos da doença em bovinos. Os sinais clínicos iniciaram-se cerca de 2 a 6 dias após a administração do subproduto ou da cultura e a evolução clínica foi de 1,5 a 12 dias. Os sinais clínicos, que foram predominantemente locomotores e respiratórios, incluíram tremores musculares, hiperestesia, taquipnéia progressiva, rigidez de membros pélvicos (mais evidente à locomoção), fraqueza dos posteriores e decúbito. Um ovino também apresentou apoio ocasional sobre os boletos dos membros pélvicos. As anormalidades locomotoras e tremores eram intensificados pelo exercício. Entretanto, em 6 dos 7 ovinos, o apetite e a dipsia eram mantidas até próximo à morte ou eutanásia. O principal achado histológico consistia de degeneração e necrose neuronal cromatolítica em núcleos nervosos específicos do tronco encefálico, cornos ventrais da medula espinhal e gânglios espinhais, trigeminal, estrelado e celíaco. Três ovinos também apresentaram degeneração e necrose leves em músculos dos membros pélvicos e torácicos.


This paper describes the experimental reproduction of a neurological condition in sheep by the administration of a beer by-product contaminated with Aspergillus clavatus. Samples of this by-product, in which pure cultures of A. clavatus grew, originated from two farms where outbreaks of A. clavatus poisoning in cattle had occurred. The onset of symptomatology was 2 to 6 days after dosage with the contaminated beer by-product or pure A. clavatus culture. The clinical course lasted from one and a half to 12 days. Clinical signs were predominantly of locomotor and respiratory nature and included muscle tremors, hyperesthesia, and progressive tachypnea, rigidity of the pelvic limbs, posterior weakness, and recumbency. One sheep also showed occasional knuckling of fetlocks of the hind limbs. Gait abnormalities and tremors were more pronounced after exercise. In 6 of 7 sheep, appetite and dypsia were maintained until close to death or euthanasia. The main histological findings consisted of chromatolytic neuronal degeneration and necrosis in selected nuclei of the brain stem, the ventral horn of the spinal cord and the spinal, trigeminal, stellate and celiac ganglions. Three sheep also presented slight degenerative and necrotic changes in muscles of the pelvic and thoracic limbs.


Subject(s)
Animals , Aspergillus/isolation & purification , Edible Grain/adverse effects , Nerve Degeneration/chemically induced , Sheep , Waste Products
10.
Pesqui. vet. bras ; 29(3): 220-228, mar. 2009. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-513294

ABSTRACT

Descrevem-se dois surtos de uma doença neurológica que afetou rebanhos bovinos leiteiros que consumiam bagaço de malte contaminado por Aspergillus clavatus no município de Viamão, estado do Rio Grande do Sul. A morbidade em ambos os surtos foi em torno de 30 por cento e a letalidade, 50 por cento e 100 por cento. A evolução clínica da doença variou de 5 a 64 dias. Dentre os animais que se recuperaram apenas um permaneceu com seqüelas locomotoras leves. Os sinais clínicos eram predominantemente locomotores e incluíam tremores musculares de intensidade variável, hiperestesia e membros pélvicos com ataxia, paresia e paralisia progessivas, e apoio sobre os boletos. Os distúrbios locomotores eram intensificados pelo exercício que, em geral, desencadeava quedas. Havia também marcada queda na produção leiteira, no entanto o apetite e a dipsia eram mantidos até próximo da morte ou eutanásia. Cinco bovinos foram necropsiados e destes dois apresentaram lesões macroscópicas nos músculos esqueléticos, principalmente nos membros pélvicos e torácicos caracterizadas por alterações necróticas e mineralização. No sistema nervoso, os principais achados consistiam de degeneração e necrose neuronal cromatolítica em núcleos nervosos específicos no tronco encefálico, nos cornos ventrais da medula espinhal e nos gânglios trigeminal, estrelado, celíaco e espinhais. Em dois bovinos havia adicionalmente degeneração walleriana nos funículos dorsais da medula espinhal e nervos isquiádico e fibular. O diagnóstico foi baseado nos dados epidemiológicos, sinais clínicos, achados de necropsia, histopatológicos e micológicos. Os aspectos epidemiológicos, clínicos e patológicos da enfermidade, além de possíveis mecanismos patogenéticos e diagnósticos diferenciais são discutidos.


Two outbreaks of a neurological disease affecting herds of dairy cattle that were fed moldy beer residues contaminated with Aspergillus clavatus in the county of Viamão, Rio Grande do Sul, Brazil, are described. The morbidity of both outbreaks was 30 percent and the lethality 50 percent and 100 percent. The clinical course varied from 5 to 64 days. Only one of the animals that recovered from the disease remained with slight locomotor sequels. Clinical signs were predominantly locomotor and included muscle tremors of varied intensity, hyperesthesia and progressive posterior ataxia, paresis and paralysis with knuckling of fetlocks of the hind limbs. Gait abnormalities were more pronounced after exercises which in general led to falling down. There was also reduced milk production, but appetite and water intake were maintained until close to death or euthanasia. From five cattle necropsied, two showed macroscopic lesions characterized by necrotic changes and mineralization in pelvic muscles and thoracic limbs. The main histological findings consisted of chromatolytic neuronal degeneration and necrosis in selected nuclei of the brain stem, the ventral horn of the spinal cord, and of the trigeminal, stellate celiac and spinal ganglions. In two cattle there was wallerian degeneration in dorsal funiculi of the spinal cord and ischiadic and fibular nerves. The diagnosis was based on epidemiological data, clinical signs, necropsy findings, histological lesions and mycological examination. Epidemiologic, clinical and pathologic aspects, pathogenetic mechanisms and differential diagnoses are discussed.


Subject(s)
Animals , Aspergillus/isolation & purification , Cattle , Edible Grain/adverse effects , Nervous System Diseases/epidemiology , Waste Products
11.
Ciênc. rural ; 39(1): 282-290, Jan.-Feb. 2009. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-502668

ABSTRACT

A ocorrência de casos esporádicos de mastite causados por microrganismos de origem ambiental pode ser considerada como emergente e as leveduras, os fungos leveduriformes e os filamentosos são alguns dos principais agentes envolvidos. Em relação à mastite micótica, as leveduras são freqüentemente causas de infecções da glândula mamária em animais produtores de leite. A maior parte dos casos ocorre sob a forma de surtos localizados e/ou após tratamento com antimicrobianos. Os principais gêneros envolvidos são Candida e Cryptococcus, além de outros como Geotrichum, Pichia e Trichosporon. O objetivo do trabalho é revisar os aspectos gerais sobre a mastite micótica causada por leveduras e fungos leveduriformes, tais como etiologia, causas predisponentes, patogenicidade, diagnóstico, tratamento e profilaxia por meio de uma abordagem cronológica dos primeiros relatos, mas com enfoque principal nos resultados descritos recentemente na literatura veterinária nacional e internacional. O controle da mastite micótica é fundamentado em métodos preventivos, como adequado manejo da ordenha, correta higienização dos equipamentos e das instalações, com a finalidade de reduzir o número de animais acometidos, além de garantir a qualidade e a inocuidade dos produtos lácteos.


The veterinary literature registers sporadic cases of infections caused by environmental microorganisms in which the main agents involved are yeasts, yeasts-like and filamentous fungi. In relation to dairy animals, the yeasts are more frequently incriminated as the aetiological agents of mycotic mastitis. Most cases occur under the form of localized outbreaks and / or after treatment with antimicrobial agents. The main genera involved in mastitis are Candida and Cryptococcus, besides others such as Geotrichum, Pichia and Trichosporon. The purpose of this review is to point out the main aspects of mastitis caused by yeasts and yeast-like fungi, such as etiology, predisposing factors, pathogenicity, diagnosis, treatment and prophylaxis, through a chronological approach of the first reports, with main focus on results described recently in national and international veterinary literature. The mycotic mastitis control should be mainly focused on preventive methods, especially based on adequate management of essential factors like proper milking procedures and a high level of hygiene of the environment and equipments, with the aim of reducing the number of affected animals, assuring the quality and innocuity of dairy food safety.

12.
Ciênc. rural ; 38(1): 143-147, jan.-fev. 2008.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-470004

ABSTRACT

Pythium insidiosum é um oomiceto aquático, responsável pela etiologia da pitiose, uma enfermidade crônica, observada freqüentemente em eqüinos. A produção de zoósporos móveis por este microrganismo se constitui no fator determinante da ocorrência da enfermidade. Este estudo avaliou a zoosporogênese e quantificou a produção de zoósporos de 32 amostras de Pythium insidiosum isoladas de eqüinos naturalmente infectados. Pythium insidiosum foi cultivado em meio Corn Meal Agar acrescido de fragmentos de grama, durante 5 dias, a 37ºC. Posteriormente, os fragmentos de grama parasitados foram incubados em Meio de Indução a 37ºC, por 24 horas. Observou-se que 16 amostras (50 por cento) produziram 20.000 zoósporos mL-1, 12 isolados (37,5 por cento) produziram acima de 20.000 zoósporos mL-1, enquanto quatro amostras (12,5 por cento) produziram menos de 20.000 zoósporos mL-1. O período de maior produção de zoósporos foi entre 6 e 8 horas de incubação. O protocolo utilizado na indução da zoosporogênese mostrou-se eficiente e representa uma importante ferramenta, tanto para a identificação do Pythium insidiosum, como para a obtenção de zoósporos em quantidades suficientes para a inoculação em animais experimentais e aplicação no desenvolvimento de testes de suscetibilidade.


Pythium insidiosum is an aquatic oomycete and the etiology of a chronic disease called pythiosis, commonly found in the skin of horses. The production of mobile zoospores by this microorganism is the determinant factor of this disease. This study evaluated the zoosporogenesis and quantification of zoospores in 32 samples of Pythium insidiosum isolated from horses with pythiosis. The assay used culture of the Pythium insidiosum in Corn Meal Agar plus grass blades for 5 days at 37ºC. The grass blades were incubated in Induction Medium at 37ºC for 24 hours. The findings showed 16 samples (50 percent) yielded 20,000 zoospores mL-1, 12 (37.5 percent) samples yielded over 20,000 zoospores mL-1 and 4 samples (12.5 percent) yielded less than 20,000 zoospores mL-1. The zoospores production was higher between 6 and 8 hours of incubation. The protocol used in the zoosporogenesis induction was efficient and represents an important tool for Pythium insidiosum identification and the attainment of zoospores in adequate amounts for inoculation in experimental animals and application in the development of susceptibility tests.


Subject(s)
Animals , Horses , Oomycetes , Pythium
13.
Braz. j. microbiol ; 34(4)Oct.-Dec. 2003. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-364056

ABSTRACT

Malassezia pachydermatis é considerada um habitante normal e patógeno oportunista do meato acústico externo e tegumento cutâneo de cães e gatos. Em condicões clínicas especiais e nos casos de fracasso terapêutico, comum em casos de otite externa ou dermatite complicadas por esta levedura, é recomendado testar a sensibilidade aos antifúngicos. O objetivo do trabalho foi avaliar a sensibilidade de 44 isolados de M. pachydermatis do meato acústico externo e do tegumento cutâneo de cães e gatos, através de duas técnicas de antifungigrama: ETEST e Microdiluicão em Caldo (MC). Foram testadas 35 amostras pelo método ETEST (1994) e 24 pelo método de MC e 15 pelos dois testes. Os antifúngicos utilizados foram: cetoconazol (KTZ), fluconazol (FLZ) e itraconazol (ITZ). Através da MC, a levedura foi menos sensível ao ITZ, enquanto que o antifúngico com maior atividade foi o KTZ. M. pachydermatis foi mais sensível ao ITZ pelo ETEST, enquanto a droga menos ativa foi o FLZ. A avaliacão simultanea através das duas técnicas aponta o FLZ como o antifúngico com maior concordância entre os resultados (64,3 per center), seguido pelo KTZ (57,1 per center) e ITZ (28,6 per center). Os resultados indicam que há uma necessidade urgente de padronizacão dos valores de inibicão do crescimento desta levedura para que um método, simples e eficaz, possa ser amplamente utilizado na rotina laboratorial.


Subject(s)
Cats , Dogs , Fluconazole , In Vitro Techniques , Itraconazole , Malassezia , Culture Media , Dilution
14.
Pesqui. vet. bras ; 23(2): 82-86, abr.-jun. 2003. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-348932

ABSTRACT

As infecçöes micóticas apresentam distribuiçäo mundial e podem causar placentite e aborto em diversas espécies de animais. Entre setembro 2001 e novembro 2002, foram processados no Setor de Patologia Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 147 fetos bovinos abortados com o objetivo de avaliar as principais causas de aborto infeccioso bovino no sul do Brasil. Destes, 34 estavam acompanhados da placenta. Aborto micótico foi diagnosticado em cinco casos (3,4 por cento) mediante cultivo puro de quatro amostras de Aspergillus fumigatus e uma de A. niger associado a lesöes histológicas características de fungo. Os exames virológico, bacteriológico e imunofluorescência direta para Leptospira sp foram negativos nestes casos. A idade dos fetos variava entre 5 e 8 meses de idade. Lesöes macroscópicas foram observadas em quatro casos e eram caracterizadas por áreas circulares multifocais branco-acinzentadas na pele, principalmente na regiäo da cabeça e dorso, em dois fetos, lesöes nodulares no fígado em um caso e espessamento dos cotilédones em duas placentas enviadas juntamente com os fetos. Lesöes histológicas foram observadas principalmente no fígado, pulmäo e placenta, caracterizadas por hepatite necrótica multifocal, broncopneumonia supurativa e placentite necrótica. Através da coloraçäo de Grocott hifas septadas foram observadas em duas placentas e nas bordas das lesöes necróticas no fígado de um feto. Em dois casos hifas foram observadas somente na placenta e näo no feto, salientando-se a importância deste tecido para o diagnóstico de aborto micótico bovino


Subject(s)
Animals , Female , Pregnancy , Cattle , Abortion, Veterinary , Aspergillus , Cattle
15.
Rev. bras. ciênc. vet ; 9(1): 36-41, jan.-abr. 2002. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-322495

ABSTRACT

Este trabalho relata um caso de esporotricose felina com acometimento de três pessoas e ainda um caso de esporotricose humana a partir da arranhadura de um gato saudável, na regiäo sul do estado do Rio Grande do Sul (Brasil). O gato apresentava uma dermatite ulcerativa generalizada, principalmente na cabeça e pescoço e evoluiu para morte. Durante internaçäo em Clínica Veterinária, arranhou e/ou mordeu o médico-veterinário e dois atendentes, que posteriormente apresentaram lesöes ulcerativas nas mäos e antebraços, sendo dois casos com comprometimento linfático. O paciente do quarto caso de esporotricose humana também apresentava lesöes no antebraço, que surgiram após ter sido arranhado por um gato saudável. O S. schenckii foi isolado a partir das lesöes dos quatro pacientes humanos, que posteriormente foram tratados exitosamente com iodeto de potássio ou itraconazol. Os casos de esporotricose felina, canina e zoonótica relatados no Brasil säo apresentados.


Subject(s)
Humans , Animals , Cats , Cat Diseases/transmission , Sporothrix , Sporotrichosis
16.
Ciênc. rural ; 32(1): 175-184, jan.-fev. 2002. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-319095

ABSTRACT

As drogas antifúngicas säo classificadas em agentes químicos clássicos e atuais e em antibióticos. Os agentes químicos clássicos säo aqueles medicamentos que apresentam de maneira geral espectro de açäo reduzido contra fungos, atuando como fungistático de modo indireto ao modificar as condiçöes locais, como por exemplo o iodo, os ácidos graxos e derivados, ácido salicílico, tolnaftato e tolciclato. Os agentes químicos atuais säo representados pelos imidazóis e triazóis, flucitosina e alilaminas e os antibióticos representados pelos poliênicos (anfotericina B, nistatina e natamicina) e a griseofulvina. A descriçäo de cada antifúngico considerado será apresentada no trabalho.


Subject(s)
Animals , Antifungal Agents , Antifungal Agents/adverse effects , Antifungal Agents/pharmacology
17.
Ciênc. rural ; 32(6): 1027-1032, 2002. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-330452

ABSTRACT

O Pythium insidiosum é um fungo zoospórico que se desenvolve em locais alagadiços e que pode infectar humanos e animais, principalmente eqüinos. A infecçäo natural nesta espécie resulta em pitiose clínica, uma doença granulomatosa de difícil tratamento. Uma das opçöes terapêuticas é a imunoterapia com antígenos obtidos de culturas do agente. Com o objetivo de avaliar o efeito de adjuvantes na resposta sorológica a antígenos do P. insidiosum, 24 coelhos divididos em 4 grupos foram imunizados com antígeno macerado de micélio (AMM) associado a três adjuvantes. Grupo I: hidróxido de alumínio; grupo II: adjuvante de Freund; grupo III: óleo mineral e grupo IV: água destilada -controle. Os tratamentos foram avaliados a diferentes intervalos, quanto à capacidade de induzir a produçäo de imunoglobulinas específicas da classe G, através da técnica de ELISA. Na fase 1, os animais receberam três doses do imunógeno (dias zero, 14 e 28) e foram avaliados sorologicamente nos dias 14, 21, 28 e 35. Nessa fase, os adjuvantes oleosos (GII e III) induziram níveis de anticorpos estatisticamente superiores aos induzidos nos grupos I e IV. Durante a fase 2 (dias 42 a 120), cada grupo foi subdividido em dois; sendo um subgrupo mantido em tratamento (imunizaçöes adicionais nos dias 42, 56, 68 e 82) e o outro tendo o tratamento interrompido após a 3ª dose (dia 28). Nos subgrupos mantidos em tratamento, os níveis de anticorpos dos grupos imunizados com adjuvantes foram estatisticamente superiores aos induzidos no grupo GIV (controle). Nos coelhos com tratamento interrompido, os grupos I, II e III apresentaram manutençäo nos níveis de IgG e foram estatisticamente superiores ao grupo controle, que apresentou declínio nos níveis de anticorpos. Os resultados demonstraram a capacidade dos adjuvantes testados em potencializar e prolongar a resposta humoral aos antígenos do P. insidiosum. O uso de adjuvantes associado aos atuais imunógenos pode aumentar os índices de cura em eqüinos submetidos à imunoterapia, assim como viabilizar sua utilizaçäo como preventivo


Subject(s)
Animals , Male , Female , Adjuvants, Immunologic , Antigens, Fungal , Mycoses , Pythium , Rabbits , Enzyme-Linked Immunosorbent Assay
18.
Braz. j. microbiol ; 32(3): 243-247, July-Sept., 2001. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-316979

ABSTRACT

The purpose of this work was to evaluate the frequency of Malassezia pachydermatis infection and other infectious agents in dogs with external otitis and with healthy auditory tubes. Clinical manifestations of external otitis were evaluated. Samples from the auditory tube of 102 dogs with otitis and from 32 healthy dogs were submitted to direct microscopic examination and cultured in blood agar and Sabouraud dextrose agar with chloramphenicol and cycloheximide. Direct examination showed more than ten cells of M. pachydermatis in 52.0per cente of the samples from dogs with otitis, but in only 21.8per cent of the healthy auditory tube samples. M. pachydermatis was isolated in 37.5per cent of the samples from dogs with healthy auditory tube and 76.5per cent (p<0.01) of the samples from dogs with otitis. There was an association between M. pachydermatis and Staphylococcus aureus (p<0.01), but not with Pseudomonas aeruginosa (p>0.05). Infection by M. pachydermatis was prevalent in the following breeds: Cocker Spainel, German Shepherd and Brazilian Fila. No differences were found in frequency of the infection in relation to age, sex and ear anatomy of the dogs. Otomycosis were predominantly ceruminous and erythematous. M. pachydermatis was the most frequent agent in external otitis.


Subject(s)
Animals , Dogs , Staphylococcal Skin Infections/diagnosis , Staphylococcal Skin Infections/pathology , Malassezia , Otitis , Skin Diseases, Infectious , Staphylococcus aureus , Diagnostic Techniques, Otological , Ear Diseases
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL