Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 6 de 6
Filter
Add filters








Type of study
Year range
1.
Rev. saúde pública (Online) ; 50: 20, 2016. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | ID: biblio-962224

ABSTRACT

ABSTRACT OBJECTIVE To describe the spatial distribution of avoidable hospitalizations due to tuberculosis in the municipality of Ribeirao Preto, SP, Brazil, and to identify spatial and space-time clusters for the risk of occurrence of these events. METHODS This is a descriptive, ecological study that considered the hospitalizations records of the Hospital Information System of residents of Ribeirao Preto, SP, Southeastern Brazil, from 2006 to 2012. Only the cases with recorded addresses were considered for the spatial analyses, and they were also geocoded. We resorted to Kernel density estimation to identify the densest areas, local empirical Bayes rate as the method for smoothing the incidence rates of hospital admissions, and scan statistic for identifying clusters of risk. Softwares ArcGis 10.2, TerraView 4.2.2, and SaTScanTM were used in the analysis. RESULTS We identified 169 hospitalizations due to tuberculosis. Most were of men (n = 134; 79.2%), averagely aged 48 years (SD = 16.2). The predominant clinical form was the pulmonary one, which was confirmed through a microscopic examination of expectorated sputum (n = 66; 39.0%). We geocoded 159 cases (94.0%). We observed a non-random spatial distribution of avoidable hospitalizations due to tuberculosis concentrated in the northern and western regions of the municipality. Through the scan statistic, three spatial clusters for risk of hospitalizations due to tuberculosis were identified, one of them in the northern region of the municipality (relative risk [RR] = 3.4; 95%CI 2.7-4,4); the second in the central region, where there is a prison unit (RR = 28.6; 95%CI 22.4-36.6); and the last one in the southern region, and area of protection for hospitalizations (RR = 0.2; 95%CI 0.2-0.3). We did not identify any space-time clusters. CONCLUSIONS The investigation showed priority areas for the control and surveillance of tuberculosis, as well as the profile of the affected population, which shows important aspects to be considered in terms of management and organization of health care services targeting effectiveness in primary health care.


RESUMO OBJETIVO Descrever a distribuição espacial dos casos de internações evitáveis por tuberculose no município de Ribeirão Preto, SP, e identificar aglomerados espaciais e espaço-temporais de risco para a ocorrência desses eventos. MÉTODOS Estudo descritivo e ecológico que considerou os registros de internações no Sistema de Informação Hospitalar dos residentes de Ribeirão Preto, SP, no período de 2006 a 2012. Para as análises espaciais foram considerados somente os casos com endereços registrados, sendo os mesmos geocodificados. Recorreu-se à estatística de densidade Kernel para identificar as áreas de maior densidade, taxa bayesiana empírica local como método de suavização das taxas de incidência de internações e estatística de varredura para identificação de aglomerados de risco. Para as análises foram utilizados os softwares ArcGis 10.2, TerraView 4.2.2 e SaTScanTM. RESULTADOS Foram identificadas 169 internações por tuberculose. A maioria das internações ocorreu com pessoas do sexo masculino (n = 134; 79,2%) com idade mediana de 48 anos (DP = 16,2). A forma clínica predominante foi a pulmonar, com confirmação por exame microscópico da expectoração (n = 66; 39,0%). Foram geocodificados 159 (94,0%) casos. Observou-se distribuição espacial não aleatória de internações evitáveis por tuberculose, concentradas nas regiões norte e oeste do município. Por meio da estatística de varredura, identificaram-se três aglomerados espaciais de risco para internações por tuberculose, um na região norte do município (risco relativo [RR] = 3,4; IC95% 2,7-4,4); o segundo, na região central, onde há uma unidade prisional (RR = 28,6; IC95% 22,4-36,6); e o último, na região sul, área de proteção para as internações (RR = 0,2; IC95% 0,2-0,3). Não foram identificados aglomerados espaço-temporais. CONCLUSÕES A investigação mostrou áreas prioritárias para o controle e vigilância da tuberculose e um perfil de população atingida, evidenciando aspectos importantes a serem considerados em termos de gestão e organização dos serviços de saúde com vistas à efetividade da Atenção Primária à Saúde.

2.
Rev. bras. epidemiol ; 18(2): 326-340, Apr.-Jun. 2015. tab
Article in English | LILACS (Americas) | ID: lil-755174

ABSTRACT

OBJECTIVE:

To investigate the knowledge regarding tuberculosis among relatives of patients with tuberculosis and the possible factors associated with this event and also to conduct comparative analyses between groups of relatives with or with few knowledge regarding tuberculosis, considering their attitudes in both groups.

METHODS:

Cross-sectional study in which the sample was obtained through simple and randomized method. The data were collected by trained interviewers and validated tool. Logistic regression analyses were done using statistical software SPSS, version 22.0.

RESULTS:

Among the 110 subjects recruited for the study, 85 (87.5%) were women, and the mean age was 49 years. Regarding common symptoms of tuberculosis, 102 relatives (90.9%) pointed the chronic cough; regarding the knowledge about tuberculosis transmission modes, 100 (90.9%) of them pointed symptomatic respiratory as the probable infection source. The relatives also reported other tuberculosis transmission models: sharing of clothes (n = 87; 79.1%) and household utensils (n = 66; 60%); sexual relations (n = 50; 50%). Illiterate relatives (adjusted OR = 4.39; 95%CI 1.11 - 17.36), those who do not watch or watch little television (adjusted OR = 3.99; 95%CI 1.2 - 13.26), and also those who do not have the Internet access (adjusted OR = 5.01; 95%CI 1.29 - 19.38) were more likely to have low knowledge regarding tuberculosis. Regardless the group, with or without tuberculosis knowledge, the attitudes of both were satisfactory.

CONCLUSION:

There are evidences that social inequity is associated to the tuberculosis knowledge of patient relatives.

.

OBJETIVO:

Investigar o conhecimento das famílias sobre tuberculose e os possíveis fatores associados a essa ocorrência, além de efetuar uma análise comparativa dos grupos de familiares com conhecimento ou com pouco conhecimento quanto às suas atitudes para com o paciente com tuberculose.

MÉTODOS:

Estudo de corte transversal de amostragem probabilística simples de familiares de pacientes com tuberculose diagnosticados entre 01 de janeiro de 2010 e 31 de julho de 2011 em Ribeirão Preto, São Paulo. Os dados foram coletados por meio de um instrumento validado e por entrevistadores treinados. A análise de regressão logística foi aplicada utilizando o SPSS versão 22.0.

RESULTADOS:

Foram recrutados 110 familiares, dos quais 85 (87,5%) eram do sexo feminino, com idade média de 49 anos. Acerca do conhecimento dos sintomas da tuberculose, a tosse crônica foi referida por 102 (90,9%) familiares. Quanto ao modo de transmissão, 100 (90,9%) sujeitos referiram o portador de tosse crônica como provável fonte de transmissão. Outros modos de transmissão foram referidos como compartilhamento de roupas (n = 87; 79,1%); utensílios domésticos (n = 66; 60%) e até relação sexual (n = 50; 50%). Pessoas sem escolaridade (OR ajustado = 4,39; IC95% 1,11 - 17,36), que não assistem ou assistem pouco televisão (OR ajustado = 3,99; IC95% 1,20 - 13,26) e não tem acesso à Internet (OR ajustado = 5,01; IC95% 1,29 - 19,38) apresentaram mais chances de possuírem pouco conhecimento sobre a tuberculose. Independente do grupo com ou sem conhecimento, as atitudes tenderam a ser satisfatórias em ambos os grupos.

CONCLUSÃO:

Há evidências de que as desigualdades sociais estão associadas ao nível de conhecimento das famílias.

.


Subject(s)
Humans , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Attitude to Health , Tuberculosis , Brazil , Cross Infection , Cross-Sectional Studies , Sexual Behavior , Socioeconomic Factors
3.
Ciênc. saúde coletiva ; 19(11): 4577-4586, 11/2014. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-727211

ABSTRACT

O estigma social da tuberculose é um desafio que se coloca à gestão do cuidado na área da saúde pública. O objetivo deste estudo foi investigar o estigma social em famílias de doentes com TB e identificar o perfil daquelas que são acometidas pelo evento em relação às condições socioeconômicas e demográficas. Trata-se de um estudo transversal realizado no município de Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil, em 2011, com uma amostra de 110 sujeitos. Os dados foram analisados mediante técnica descritiva univariada e análises de agrupamento e de correspondência múltipla. Os grupos com estigma apresentaram baixa escolaridade, acesso incipiente aos meios de informação e pouca mobilização referente à compreensão sobre a doença, diferenciando-se dos demais grupos que apresentam comportamentos e atitudes positivas, com níveis de escolaridade mais elevados, acesso contínuo aos meios de informação e se dizem conhecedores da TB. A identificação de diferentes perfis aponta para necessidade de serem desenvolvidas ações em saúde sensíveis às singularidades das famílias no que se refere ao estigma social da doença.


The social stigma associated with TB is a challenge facing management of the area of public health care. The aim of this study was to investigate the social stigma in families of patients with TB and identify the profile of those who are affected by the event in relation to socioeconomic and demographic conditions. It is a cross-sectional study that was conducted in 2011 in the city of Ribeirão Preto, state of São Paulo, Brazil, with a sample of 110 individuals. The data were analyzed using the univariate descriptive technique and cluster and multiple correspondence assessment. The stigmatized groups tend to have lower scholarity, incipient access to the media and little understanding about TB, as opposed to those that have higher educational levels, continuous access to the media, consider themselves well informed and show proactive attitudes to deal with the disease. The identification of varied profiles highlights the need to develop health interventions to cater to the singularities of families with respect to the social stigma of the disease.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Young Adult , Family , Social Stigma , Tuberculosis , Brazil , Cluster Analysis , Cross-Sectional Studies , Socioeconomic Factors
4.
Rev. gaúch. enferm ; 35(2): 60-66, 06/2014. tab
Article in English | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-716384

ABSTRACT

The purpose was to identify the families' participation on care management of patients with tuberculosis. Also, to ascertain the contribution offered by health professionals for patients' families with ongoing treatment, and investigate the importance attributed by the families to the directly observed treatment. It is a descriptive, cross-sectional study conducted in the municipality of Ribeirão Preto/SP with families of patients diagnosed with tuberculosis. For data collection, it was developed an instrument that underwent pretesting and content validation. Ninety four subjects were interviewed. According to the results, 64 (68.0%) relatives participated in the care management and 81 (86.2%) reported a good relationship with the staff. Sixty three family members (67%) did not receive any guidance about drugs and 75 (80.0%) of the respondents considered the strategy as relevant. The findings indicate that the Directly Observed Treatment has limitations regarding the guidelines of clinical management of the disease, the inclusion of family in care management and understanding of its goals.


El objetivo fue identificar la participación de familiares en la gestión del cuidado del enfermo con tuberculosis, averiguar el aporte de los profesionales de la salud para las familias de pacientes en tratamiento e investigar la importancia atribuida por esas familias al tratamiento directamente observado. Estudio descriptivo, corte transversal y realizado en el municipio de Ribeirão Preto/SP con las familias de pacientes diagnosticados con tuberculosis. Para obtener los datos fue elaborado un instrumento que pasó por la validación del contenido y preexamen. Fueron entrevistados 94 sujetos. De acuerdo con los resultados, 64 (68,0%) de los familiares participaron de la gestión del cuidado; 81 (86,2%) relataron una buena relación con el equipo, 63 (67%) no recibieron orientación sobre medicamentos y 75 (80,0%) consideraron la estrategia como relevante. Los resultados señalan que el Tratamiento Directamente Observado presenta limitaciones sobre las orientaciones del manejo clínico de la enfermedad, la inclusión de la familia en la gestión del cuidado y en la comprensión de los objetivos.


O objetivo foi identificar a participação das famílias na gestão do cuidado do doente de tuberculose, o aporte oferecido pelos profissionais de saúde às famílias de doentes em tratamento e a importância atribuída pelas famílias ao Tratamento Diretamente Observado. Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal, realizado no município de Ribeirão Preto, SP, junto às famílias dos pacientes diagnosticados de tuberculose. Para coleta de dados, foi elaborado um instrumento que passou pela validação de conteúdo e pré-teste. Foram entrevistados 94 sujeitos. Nos resultados, 64 (68,0%) dos familiares participaram da gestão do cuidado, 81 (86,2%) relataram boa relação com a equipe, 63 (67%) não receberam orientação dos medicamentos e 75 (80,0%) consideraram a estratégia como relevante. Os achados do estudo apontam que o Tratamento Diretamente Observado apresenta ainda limitações quanto às orientações do manejo clínico da doença, a inclusão da família na gestão do cuidado e na compreensão dos seus objetivos.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Directly Observed Therapy , Family , Tuberculosis/drug therapy , Cross-Sectional Studies , Surveys and Questionnaires
5.
Rev. panam. salud pública ; 35(4): 270-277, abr. 2014. graf, mapas, tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-710584

ABSTRACT

OBJETIVO: Identificar os padrões dos municípios do estado de São Paulo quanto à relação da tuberculose com os indicadores de oferta e serviços de saúde, contexto e iniquidade social. MÉTODOS: Estudo ecológico que considerou os 645 municípios do estado de São Paulo e oito variáveis inseridas nas dimensões indicadores de oferta de serviços de saúde, contexto e iniquidade social. Nas análises, utilizaram-se as técnicas de agrupamento nível hierárquico, não hierárquico, de componentes principais e de geoprocessamento. RESULTADOS: A investigação mostrou cinco grupos de municípios: grupo 1 (117 municípios), com coberturas equivalentes de tratamento diretamente observado (TDO) e Estratégia Saúde da Família (ESF), coeficientes de incidência e de óbito elevados e baixo índice de desenvolvimento humano (IDH), grupo 2 (142 municípios), com baixa cobertura de TDO e ESF; grupo 3 (36 municípios), com cobertura mediana de ESF e TDO e elevados coeficientes de incidência de tuberculose, demanda do teste anti-HIV e abandono do tratamento; grupo 4 (186 municípios), com IDH abaixo dos grupos 2, 3 e 5, porém alta cobertura de ESF e os menores valores de testes anti-HIV, incidência de tuberculose e cobertura de TDO; grupo 5 (164 municípios), com condição social mais favorável do que os demais grupos, com coberturas de ESF em valores medianos e de TDO mais elevadas. As duas primeiras componentes selecionadas para o estudo - indicador de oferta de serviços de saúde em função da cobertura de TDO e indicador de iniquidade social - representaram juntas 76,96% da variância. Nos municípios com alta cobertura de TDO houve evidências de melhor organização dos serviços para o controle da tuberculose. CONCLUSÕES: Observou-se cobertura da ESF nos municípios com maior iniquidade. Porém, sem TDO, o resultado da ESF para controle da tuberculose parece não ser tão eficaz.


OBJECTIVE: To identify the patterns of São Paulo state municipalities, in Brazil, regarding the relationship between tuberculosis and indicators of health care services, health care service availability, context, and social inequality. METHODS: This ecological study covered all 645 municipalities of São Paulo and eight variables belonging to three dimensions: health care service availability, context, and social inequality. Data were analyzed using hierarchical and non-hierarchical clustering, principal components analysis, and geoprocessing. RESULTS: The analysis revealed five groups of municipalities: group 1 (117 municipalities), with similar directly observed treatment (DOT) and family health strategy (FHS) coverage, high tuberculosis incidence and death coefficients, and a low human development index (HDI); group 2 (142 municipalities), with low DOT and FHS coverage; group 3 (36 municipalities), with medium DOT and FHS coverage and high tuberculosis incidence, high demand for anti-HIV testing, and treatment dropout; group 4 (186 municipalities) with lower HDI as compared to groups 2, 3, and 5, but high FHS coverage and the lowest numbers of anti-HIV testing, tuberculosis incidence, and DOT coverage; and group 5 (164 municipalities), with better social conditions as compared to the other groups, medium FHS coverage, and higher DOT coverage. Together, the first two components selected for the study-health service availability in terms of DOT coverage indicator and social inequality indicator-explained 76.96% of the variance. In municipalities with high DOT coverage there was evidence of better organized tuberculosis control services. CONCLUSIONS: Municipalities with the highest social inequality had FHS coverage. However, without DOT, FHS seem less efficient to control tuberculosis.


Subject(s)
Humans , Healthcare Disparities/statistics & numerical data , Tuberculosis/epidemiology , Brazil/epidemiology , Multivariate Analysis , Socioeconomic Factors
6.
Texto & contexto enferm ; 21(3): 642-649, jul.-set. 2012. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-650744

ABSTRACT

Pesquisa epidemiológica descritiva que objetivou descrever o perfil demográfico das famílias de pacientes em Tratamento Diretamente Observado em um serviço de saúde de Ribeirão Preto-SP, analisar o contexto em que estavam inseridas, no que refere ao grau de parentesco e aspectos clínico-epidemiológicos do familiar portador da tuberculose, e avaliar o conhecimento e a percepção dessas famílias em relação à tuberculose. Os dados foram coletados em julho de 2010, utilizando-se um questionário semiestruturado com 16 familiares, sendo analisados por meio da estatística descritiva. O perfil demográfico dos familiares corrobora com a associação da tuberculose às condições de pobreza e má distribuição de renda. Verificou-se um número substancial de comunicantes no domicílio, sendo a tuberculose pulmonar a forma clínica predominante. O conhecimento das famílias foi satisfatório, entretanto, alguns sujeitos associam a transmissão da doença, ao uso compartilhado de utensílios domésticos. Os resultados apontam fragilidades relacionadas à gestão do cuidado às famílias.


The aim of this descriptive and epidemiological research was to describe the demographic profile of patients' families who are under Directly Observed Treatment at a health service, in Ribeirão Preto, Brazil. To analyze the context they were inserted in by considering parenthood and clinical-epidemiological aspects of the family member with tuberculosis, and to assess these families' knowledge and perception about tuberculosis. Data were collected in July 2010, by using a semistructured questionnaire that was applied to 16 family members. Descriptive statistics were used for data analysis. The families' demographic profile supports the association among tuberculosis, conditions of poverty and low income distribution. A substantial number of patients with pulmonary tuberculosis as the predominant clinical form was found at their homes. The families' knowledge was satisfactory, but some subjects associate the transmission of the disease with the shared use of domestic utensils. The results appoint weaknesses related to the families' care management.


Investigación epidemiológica con objetivo de describir el perfil demográfico de familias de pacientes en Tratamiento Directamente Observado en un servicio de salud de Ribeirão Preto, Brazil, analizar el contexto en que estaban inseridas, respecto al grado de parentesco y aspectos clínico-epidemiológicos del familiar con tuberculosis, y evaluar el conocimiento y la percepción de esas familias respecto a la tuberculosis. Los datos fueron recolectados en julio del 2010, utilizándose un cuestionario semi-estructurado con 16 familiares, siendo analizados mediante estadística descriptiva. El perfil demográfico corrobora la asociación de la tuberculosis con condiciones de pobreza y mala distribución de renta. Se verificó un número substancial de comunicantes en domicilio, siendo la tuberculosis pulmonar la forma clínica predominante. El conocimiento de las familias fue satisfactorio, pero algunos sujetos asocian la transmisión de la enfermedad al uso compartido de utensilios domésticos. Los resultados indican fragilidades en la gestión del cuidado a las familias.

SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL