Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 17 de 17
Filter
1.
Audiol., Commun. res ; 27: e2551, 2022. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1355715

ABSTRACT

RESUMO Objetivo verificar as evidências disponíveis sobre o efeito dos exercícios vocais no tratamento da disfagia. Estratégia de pesquisa foi realizado levantamento bibliográfico nas bases de dados PubMed, LILACS, SciELO e MEDLINE, sem restrições quanto ao período de publicação. Critérios de seleção artigos originais, estudos de caso e/ou revisões de literatura publicados nos idiomas português e/ou inglês, disponíveis eletronicamente na íntegra e que abordassem o tratamento clínico com exercícios vocais em adultos e idosos com disfagia. Foram excluídas publicações repetidas nas bases de dados, com população de crianças, com indivíduos que não apresentassem o diagnóstico de disfagia, com exercícios vocais sem especificação, com exercícios exclusivos de deglutição, artigos e/ou resumos sem possibilidade de acesso pelas plataformas institucionais e estudos com modelo animal. Resultados foram encontrados 2.356 artigos, dos quais, após aplicados os critérios de elegibilidade, foram selecionados 8 para a amostra final. Para avaliar os efeitos dos exercícios vocais, os estudos utilizaram avaliação clínica, videofluoroscopia, videoendoscopia e eletromiografia. Quanto aos efeitos dos exercícios vocais na deglutição, observou-se que as técnicas de som plosivo, empuxo, trato vocal semiocluído, som basal, modulação vocal, sobrearticulação, o método Lee Silverman Voice Treatment® e o uso de exercícios de treino de força muscular expiratória apresentaram efeitos positivos na reabilitação da disfagia. Conclusão os estudos com treino de força muscular expiratória, o método Lee Silverman e os exercícios vocais tradicionais demonstraram efeitos positivos no tratamento da disfagia. No entanto, ainda não foi possível comprovar o nível de evidências de todos os estudos.


ABSTRACT Purpose To verify the available evidence on the effect of vocal exercises on the treatment of dysphagia. Research strategy A bibliographic survey was carried out in the PubMed, LILACS, SciELO and MEDLINE databases, with no restrictions on the publication period. Selection criteria Original articles, case studies and/or literature reviews published in Portuguese and/or English, available electronically in full and addressing clinical treatment with vocal exercises in adults and elderly with dysphagia. Publications repeated by the databases, with a population of children, individuals who did not present the diagnosis of dysphagia, with vocal exercises without specification, with exclusive swallowing exercises, articles and/or abstracts without the possibility of access by institutional platforms, and studies with animal model were excluded. Results A total of 2,356 articles were found, of which, after the eligibility criteria were applied, 08 were selected for the final sample. To evaluate the effects of vocal exercises, the studies used clinical evaluation, videofluoroscopy, videoendoscopy and electromyography. Regarding the effects of vocal exercises on swallowing, it was observed that the techniques of plosive sound, buoyancy, semi-occluded vocal tract, basal sound, vocal modulation, overarticulation, the Lee Silverman Voice Treatment method® and the use of expiratory muscle strength training exercises showed positive effects in the rehabilitation of dysphagia. Conclusion It was observed that studies with expiratory muscle strength training (EMST), Lee Silverman method (LSVT®) and traditional vocal exercises demonstrated positive effects in the treatment of dysphagia. However, it has not yet been possible to prove the level of evidence in all studies.


Subject(s)
Humans , Speech Therapy/methods , Voice Training , Breathing Exercises , Deglutition Disorders/physiopathology , Deglutition Disorders/therapy , Myofunctional Therapy , Electromyography , Muscle Strength/physiology
2.
Rev. CEFAC ; 23(2): e11120, 2021. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1155328

ABSTRACT

ABSTRACT Purpose: to verify, with the auditory-perceptual and acoustic parameters, the occurrence of voice changes in children with no voice complaints, per sex. Methods: the registers of 36 children with no voice complaints, aged 6 to 8 years, of whom 19 were males, were assessed. The databank consisted of the recordings of sustained vowels, sentences, and spontaneous speech. The auditory-perceptual analysis was conducted with the Consensus Auditory-Perceptual Evaluation of Voice, and the acoustic analysis, with VoxMetria. The fundamental frequency, jitter, shimmer, noise, and glottal-to-noise excitation ratio were analyzed. The Mann-Whitney test was applied for numerical variables, and the McNemar test, for the categorical ones, at the p < 0.05 significance level. Results: of the 5 children with mild voice changes, 4 were males. The most frequent resonance deviation was the laryngopharyngeal one. There was no difference between the sexes in the auditory-perceptual findings. The fundamental frequency in the group with changes was lower than that in the group without changes. There was a statistical association between the changes in the auditory-perceptual assessment and the acoustic parameters. Conclusion: voice changes occurred in 13.89% of the studied sample of children with no voice complaints, without differences between the sexes in the auditory-perceptual parameters. Vocal deviations were in a mild degree in all children who had them, the most frequent ones being roughness and breathiness. The fundamental frequency and shimmer were the acoustic parameters whose values most often occurred outside the reference limits, in both genders.


RESUMO Objetivo: verificar a ocorrência de alterações vocais por seus respectivos parâmetros perceptivo-auditivos e acústicos em crianças sem queixas de voz, segundo o sexo. Métodos: foram avaliados os registros de 36 crianças sem queixas de voz, com idade entre seis e oito anos, sendo 19 do sexo masculino. O banco de dados consistiu de gravações de vogais sustentadas, frases e fala espontânea. A análise perceptivo-auditiva foi realizada por meio do Consensus Auditory-Perceptual Evaluation of Voice e a análise acústica por meio do VoxMetria. Foram analisados: frequência fundamental, jitter, shimmer, ruído e glottal to noise excitation ratio e aplicados os testes Mann-Whitney, para as variáveis numéricas, e McNemar, para as categóricas, com nível de significância de p<0,05. Resultados: das cinco crianças com alterações vocais leves, quatro eram do sexo masculino. O desvio de ressonância mais ocorrente foi o laringofaríngeo. Não houve diferença entre os sexos, nos achados perceptivo-auditivos. A frequência fundamental do grupo com alterações foi menor em relação ao grupo sem alterações. Houve associação estatística entre as alterações na avaliação perceptivo-auditiva e nos parâmetros acústicos. Conclusão: a ocorrência de alterações vocais na população de crianças estudadas sem queixa vocal foi de 13,89% e não diferiu entre os sexos nos parâmetros perceptivo-auditivos. Das crianças que apresentaram desvios vocais, todos foram em grau leve, com rugosidade e soprosidade mais ocorrentes. A frequência fundamental e o shimmer foram os parâmetros acústicos com maior ocorrência de valores fora dos limites referenciais, em ambos os sexos.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Child , Auditory Perception/physiology , Voice Disorders/diagnosis , Reference Standards , Sex Factors , Cross-Sectional Studies , Retrospective Studies
3.
Rev. CEFAC ; 23(4): e11020, 2021. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1250701

ABSTRACT

ABSTRACT Purpose: to assess the self-reported voice-related quality of life of schoolchildren without voice complaints and correlate it to acoustic parameters of voice. Methods: the research population comprised 31 children, mean age 6.5 (±0.17) years. The children's perception of their voice-related quality of life was verified with the Pediatric Voice-Related Quality of Life Survey, which has 10 closed-ended questions and three domains. The acoustic parameters assessed were fundamental frequency, jitter, shimmer, glottal-to-noise excitation ratio, and noise rate, besides the phonatory deviation diagram, based on the analysis of the emission of the sustained vowel /ɛ/ for 5 seconds. Results: all the children obtained scores close to 100% in the three domains of the Pediatric Voice-Related Quality of Life Survey. As for the acoustic parameters, most of them presented abnormal values in the phonatory deviation diagram and in shimmer. There was a difference between girls and boys only in fundamental frequency. Conclusion: the pediatric self-reported voice-related quality of life of the children studied had a positive impact, despite the acoustic changes found in the voices. There was no correlation between the pediatric voice-related quality of life and the acoustic parameters in voice in the group studied.


RESUMO Objetivo: avaliar a qualidade de vida em voz pediátrica autorreferida em escolares, sem queixas vocais e correlacioná-la aos parâmetros acústicos vocais. Métodos: a população desta pesquisa foi constituída por 31 crianças, com média de idade de 6,5 (±0,17) anos. Para verificar a percepção das crianças sobre a qualidade de vida em voz, foi aplicado o protocolo Qualidade de Vida em Voz Pediátrico composto por dez questões fechadas e três domínios. Os parâmetros acústicos avaliados foram frequência fundamental, jitter, shimmer, glottal-to-noise excitation ratio e índice de ruído, além do diagrama de desvio fonatório, a partir da análise da emissão da vogal /ɛ/ sustentada por cinco segundos. Resultados: os três domínios do protocolo Qualidade de Vida em Voz Pediátrico apresentaram escores próximos a 100% para todas as crianças. Quanto aos parâmetros acústicos, a maioria apresentou valores fora da normalidade, no diagrama de desvio fonatório e nos valores de shimmer. Observou-se diferença entre as meninas e os meninos apenas na frequência fundamental. Conclusão: a qualidade de vida em voz pediátrica autorreferida, nas crianças estudadas, apresentou impacto positivo, a despeito das alterações acústicas vocais encontradas. Não houve correlação entre a qualidade de vida em voz pediátrica e os parâmetros acústicos vocais, no grupo estudado.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Child , Quality of Life , Speech Acoustics , Voice Quality , Cross-Sectional Studies , Self Report
4.
Rev. CEFAC ; 22(4): e13519, 2020. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1136496

ABSTRACT

ABSTRACT Purpose: to describe the perception of university professors regarding their use of voice at work. Methods: a total of 247 higher education professors participated in this study. They answered a questionnaire on voice complaints, in which three complaints or more were considered indicative of a voice disorder. After the professors with a potential voice disorder were identified, a conversational interview was conducted with five professors to learn more on their perceptions on the use of voice at work. The study was approved by the research ethics committee of the institution of origin. The data were quantitatively and qualitatively analyzed. Results: the age group 20 to 30 years old was the one that most presented voice problems. The most recently hired professors (up to five years of work), with a 40-hour weekly workload, were those who most reported voice complaints. The professors had a good perception of their voice and demonstrated good knowledge about it. Conclusion: although voice complaints were prevalent, the professors proved to be aware of how to take care of their voices.


RESUMO Objetivo: descrever a percepção de professores universitários em relação ao uso da voz na sua atividade laboral. Métodos: participaram 247 professores do nível superior, que responderam a um questionário contendo perguntas sobre as queixas vocais, sendo consideradas pelo menos três queixas como indicativo de distúrbio na voz. Após a identificação dos professores com possível distúrbio vocal, foi realizada entrevista aberta com cinco professores com objetivo de conhecer as percepções em relação ao uso da voz no ambiente de trabalho. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa da instituição de origem. Os dados foram analisados quantitativamente e qualitativamente. Resultados: a faixa etária em que mais se encontra os problemas vocais é entre os 20 a 30 anos. Os docentes com contrato mais recentes, de até 5 anos, com carga horária de 40 horas semanais foram os que mais referiram queixas vocais. Os professores apresentaram boa percepção vocal e mostraram ter conhecimento a respeito da voz. Conclusão: mesmo havendo prevalência de queixas vocais, os professores mostraram ter conhecimento sobre os cuidados com a voz.

5.
Rev. CEFAC ; 22(2): e12018, 2020. graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1101388

ABSTRACT

ABSTRACT The purpose of this study was to report the main speech-language disorders in a patient with CADASIL diagnosis, attending the Speech Therapy School Clinic of a Higher Education Institution from 2008 to 2013. Clinical evaluation of the speech organs was carried out, verifying reduced mobility and tonus of lips, tongue and cheeks, with major repercussions on deglutition in the last two years of care. Multiple swallowing were observed for pasty consistency, and coughing, for the liquid one, with "wet" vocal quality and cervical auscultation without alterations, after multiple swallowing. A hoarse vocal quality with asthenia, weak loudness, hypernasal resonance and imprecise articulation were observed regarding the patient's voice. The speech therapy aimed at maintaining food intake and communication, improving the patient's quality of life.


RESUMO O objetivo deste estudo foi relatar as principais alterações fonoaudiológicas encontradas em um caso de uma paciente com diagnóstico de CADASIL, atendida na clínica-escola de Fonoaudiologia de uma Instituição de Ensino Superior, no período de 2008 a 2013. Foi realizada a avaliação clínica verificando alterações quanto aos órgãos fonoarticulatórios, mobilidade e tônus de lábios, língua e bochechas reduzidos, com maiores repercussões na deglutição nos dois últimos anos de atendimento. Na avaliação evidenciaram-se deglutições múltiplas na consistência pastosa e presença de tosse na consistência líquida, com qualidade vocal "molhada" e ausculta cervical sem alterações, após várias deglutições. Já a voz, apresentou qualidade vocal rouco-soprosa, astenia, loudness fraca, ressonância hipernasal e articulação imprecisa. A conduta fonoaudiológica objetivou manter a alimentação e a comunicação oral, contribuindo para melhor qualidade de vida.

6.
Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.) ; 23(1): 116-124, Jan.-Mar. 2019. graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1002187

ABSTRACT

Abstract Introduction Vocal fold polyps are one of themost frequent benign laryngeal lesions, impacting the quality of life of those affected by them, primarily the vocal production. Despite being a well-established therapy in conjunction with surgery, speech therapy alone may also be effective in treating these lesions. As such, otolaryngologists and speech therapists need updated bibliographic knowledge on the issue. Objective To describe the literature findings on vocal fold polyps that discuss prevalence, etiology, histology, physiopathology, vocal characteristics or treatment. Data Synthesis The present study is a review article based on a bibliographic search using platforms, databases and search engines, with no restrictions on means of publication, methodological quality or language. All the articles on vocal fold polyps pertaining to the object of study published in the past 15 years were included. Among the characteristics investigated, the most discussed were prevalence of men, smoking as an etiological cofactor, the possibility of histological differentiation from vocal nodules, the relationship with cover minor structural alterations, and the indication and effectiveness of different treatment options. Conclusion Despite the discrepancies found in the present literature review on vocal fold polyps, there has been a notable scientific progress in the otolaryngologic techniques and in the effectiveness of speech therapy as initial treatment, with direct and indirect techniques, corroborating the need for scientific investigation of the issue.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Polyps , Vocal Cords , Laryngeal Diseases , Polyps/diagnosis , Polyps/etiology , Polyps/physiopathology , Polyps/pathology , Polyps/therapy , Polyps/epidemiology , Tobacco Use Disorder/complications , Vocal Cords/pathology , Diagnosis, Differential
7.
Rev. CEFAC ; 21(6): e10719, 2019. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1101385

ABSTRACT

ABSTRACT Purpose: to compare nasal geometry between two groups of patients with different degrees of obstructive sleep apnea and to correlate apnea-hypopnea index, apnea severity and degree of daytime sleepiness with nasal areas and volume. Methods: a total of 20 adults (15 women and 5 men, mean age of 52.0±11.4 years old) without nasal obstruction were submitted to polysomnography. The subjects were divided into two groups: a) 10 individuals without apnea or with mild-grade apnea; b) 10 with moderate or severe apnea. Nasal geometry was evaluated by acoustic rhinometry. The volume, comprising the distance from the nasal valve to the posterior part of the middle nasal turbinate, and the three sectional areas corresponding to nasal valve, anterior part of the inferior nasal turbinate and posterior part of the inferior nasal turbinate, were considered. The Shapiro-Wilk, Mann-Whitney, Student's t tests for independent samples and Spearman's correlation coefficient were used for the analysis, with a significance level lower than 5%. Results: group 2 presented lower values in the area corresponding to the nasal valve (on the right), and higher values in the nasal turbinate areas. There was no correlation between the drowsiness scale and nasal areas and volumes. Conclusion: the area of the nasal valve was unilaterally smaller in the group with moderate and severe apnea. There was no correlation between volumes and nasal areas and excessive daytime sleepiness.


RESUMO Objetivo: comparar a geometria nasal entre dois grupos de pacientes com diferentes graus de apneia obstrutiva do sono e correlacionar índice e gravidade da apneia e grau de sonolência diurna com áreas e volume nasais. Métodos: 20 adultos (15 mulheres e 5 homens - idade média de 52,0±11,4 anos) sem obstrução nasal, submetidos à polissonografia e divididos em dois grupos: a) dez indivíduos sem ou com apneia em grau leve; b) dez com apneia moderada ou grave. A geometria nasal foi avaliada por rinometria acústica. Foram considerados o volume (distância da válvula nasal até a parte posterior da concha nasal média) e as três áreas seccionais: válvula nasal, parte anterior e parte posterior da concha nasal inferior. Foram aplicados os testes de Mann-Whitney e t de Student para amostras independentes e coeficiente de correlação de Spearman, com nível de significância de 5%. Resultados: o grupo 2 apresentou valores menores na área da válvula nasal, à direita, e maiores valores nas áreas das conchas nasais. Não houve correlação entre escala de sonolência e geometria nasal. Conclusão: a área da válvula nasal foi menor, unilateralmente, no grupo com apneia moderada e grave. Não houve correlação entre volumes e áreas nasais e sonolência diurna excessiva.

8.
Distúrb. comun ; 28(4): 649-657, dez. 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-878589

ABSTRACT

Introdução: Ambientes institucionais favorecem o abuso vocal em crianças. Estudos apontam a relação do comportamento vocal na infância às disfonias infantis, considerando-as como prejudiciais à inter-relação humana e potencial prejuízo à autoimagem de falante. A observação dos pais e educadores pode contribuir na caracterização dos hábitos e comportamentos vocais infantis e com estudos que visam à criação de programas de promoção à saúde vocal de crianças. O objetivo deste estudo foi identificar a ocorrência de hábitos vocais inadequados e possíveis sinais associados, em crianças com idade de cinco a nove anos de um Lar de Assistência Social e Educação Infantil, na percepção dos pais e educadores. Método: Foram analisados dois tipos de questionários que continham perguntas sobre os hábitos vocais das crianças dessa instituição, sendo um direcionado aos educadores e outro aos pais. Dos 67 questionários analisados, 41 foram respondidos por educadores e 26 por um dos pais ou responsável pela criança. Os dados foram analisados por estatística descritiva (frequência absoluta e relativa). Resultados: Segundo opinião dos pais, foi constatado que o hábito vocal inadequado de maior ocorrência foi "falar mais alto que outras crianças" com 57,7% da amostra, seguido de "gritar constantemente" e "fazer imitação de vozes", ambos em 46,2% da amostra. Nos questionários aplicados aos educadores, destaca-se a maior ocorrência do hábito inadequado de "gritar constantemente", identificado em 63,4% das crianças, seguido de "falar demais" com 48,8%. Conclusão: Foi identificada a ocorrência de hábitos considerados abusivos e de risco para disfonia nas crianças estudadas, segundo a opinião dos pais e educadores. A identificação desses comportamentos implica em atenção especial no cuidado vocal dessas crianças, incluindo orientação aos pais e educadores.


Introduction: Institutional Environments favor vocal abuse in children. Studies indicate a relationship of vocal behavior in childhood to childhood dysphonia, considering them harmful to human interrelation and potential damage to the speaker self-image. The observation of parents and educators can contribute to the characterization of habits and children's vocal behavior and studies aimed at the creation of programs to promote the vocal health of children. Objective: To identify the occurrence of inadequate vocal habits and possible signs associated in children aged five to nine years of a Home of Social Care and Early Childhood Education, as perceived by parents and educators. Methods: Two types of questionnaires containing questions about the vocal habits of children of this institution were analyzed, one directed to teachers and other to parents. Of the 67 questionnaires analyzed, 41 were answered by educators and 26 by a parent or caregiver. Data were analyzed using descriptive statistics (absolute and relative frequency). Results: According to opinion of the parents, it was found that inadequate vocal habit of higher occurrence was "speak louder than other children" with 57.7% of the sample, followed by "constantly screaming" and "making imitation of voices," both in 46 2% of the sample. In questionnaires given to teachers, there is a higher occurrence of habit of "screaming constantly", identified in 63.4% of children, followed by "talking too much" with 48.8%. Conclusion: Most of the children, in the opinion of parents and educators, had considered abusive habits and risk for dysphonia. Identifying these behaviors implies special attention in vocal care of these children, including guidance for parents and educators.


Introducción: entornos institucionales favorecen abuso de la voz en los niños. Los estudios indican una relación de comportamiento vocal en la infancia a la niñez disfonía, considerándolos perjudiciales para la interconexión humana y el daño potencial para el altavoz auto-imagen. La observación de los padres y educadores pueden contribuir a la caracterización de los hábitos y comportamiento vocal de los niños y los estudios dirigidos a la creación de programas de promoción de la salud vocal de los niños. Objetivo: identificar la aparición del inadecuados hábitos vocales y posibles signos asociados en niños de cinco a nueve años de un Hogar de Atención Social y Educación de la Primera Infancia, la percepción de los padres y educadores. Métodos: Se analizaron dos tipos de cuestionarios que contienen preguntas sobre los hábitos vocales de los niños de esta institución, uno dirigido a los educadores y otros a los padres. De los 67 cuestionarios analizados, 41 fueron contestadas por los educadores y 26 por un padre o cuidador. Los datos fueron analizados utilizando estadística descriptiva (frecuencia absoluta y relativa). Resultados: De acuerdo a la opinión de los padres, se encontró que la inadecuada hábito vocal de mayor ocurrencia se "hablan más fuerte que otros niños" con el 57,7% de la muestra, seguido de "constantemente gritando" y "hacer la imitación de voces", tanto en 46,2% de la muestra. En los cuestionarios aplicados a los maestros, hay una mayor incidencia del hábito inadecuado de "llorando constantemente," identificado en el 63,4% de los niños, seguido de "hablar demasiado" con el 48,8%. Conclusión: La mayoría de los niños, según la opinión de los padres y educadores, habían considerado hábitos abusivos y riesgo de disfonía. La identificación de estos comportamientos implica una atención especial en el cuidado vocal de estos niños, incluyendo una guía para padres y educadores.


Subject(s)
Humans , Child, Preschool , Child , Child , Dysphonia , Habits , Voice Quality
9.
CoDAS ; 28(6): 745-752, nov.-dez. 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-828589

ABSTRACT

RESUMO Objetivo Verificar fatores associados às alterações fonoaudiológicas em vítimas de acidentes motociclísticos. Método Trata-se de um estudo de corte transversal. Foram estudadas vítimas de acidentes motociclísticos assistidas no Hospital da Restauração entre junho e julho de 2014. Os dados foram coletados através da consulta dos prontuários e entrevistas direta com esses acidentados, no momento da internação e após a alta hospitalar. Para análise, foram estudadas as frequências simples, média e teste Quiquadrado de Pearson ou o teste Exato de Fisher. A margem de erro utilizada nas decisões dos testes estatísticos foi de 5% e os intervalos de confiança foram obtidos com confiabilidade de 95%. Resultados Foram estudados 99 indivíduos, sendo 90,9% do gênero masculino, com idade média de 32,7 anos. Constatou-se um alto percentual de condutores alcoolizados (42,3%) e não habilitados (51,5%). Os traumatismos cranianos estavam presentes em 30,3% dos casos. As áreas corporais mais afetadas foram os membros inferiores (71,7%), seguidos da região da cabeça e face (56,6%). Depois da alta hospitalar, 30,3% referiram queixa de alterações fonoaudiológicas e essas mostraram uma associação estatisticamente significativa com não habilitados (p=0,012) e colisões entre motos (p=0,004). Conclusão Verificou-se alto percentual de lesões em região de cabeça e face decorrentes dos acidentes, associadas principalmente à não habilitação para conduzir moto e colisões entre motocicletas, sugerindo que tais fatores podem agravar as lesões fonoaudiológicas.


ABSTRACT Purpose To investigate factors associated with speech-language disorders in victims of motorcycle accidents. Methods This is a cross-sectional study. Victims of motorcycle accidents studied were treated at Hospital da Restauração between June and July 2014. The data were collected by consulting the records and direct interviews with these, at admission and after discharge. For analysis were raised single frequencies, average and chi-square test or Fisher's exact test. The margin of error used in the statistical tests was 5%, and the intervals were obtained with 95% reliability. Results 99 individuals were studied, 90.9% male, the mean age of 32.7 years. It found a high percentage of 42.3% of drunk drivers and 51.5% were not enabled. The Head Injuries were present in 30.3% of cases. The most affected body area were the lower limbs (71.7%), followed by the head and face region (56.6%). It was also found that 30.3% had complaints of speech pathology after hospital discharge and a statistically significant association between speech therapy complaint and not enabled (p=0.012) and collisions between bikes (p=0.004). Conclusion There was a high percentage of lesions in the head and face resulting from accidents, associated mainly not eligible to drive bike and collisions between motorcycles, suggesting that these factors can aggravate injuries speech therapy


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Aged , Young Adult , Motorcycles , Accidents, Traffic/statistics & numerical data , Facial Injuries/complications , Craniocerebral Trauma/complications , Language Disorders/etiology , Socioeconomic Factors , Wounds and Injuries/classification , Wounds and Injuries/complications , Brazil , Sex Factors , Cross-Sectional Studies , Risk Factors , Cohort Studies , Middle Aged
10.
CoDAS ; 28(6): 770-777, nov.-dez. 2016. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-828577

ABSTRACT

RESUMO A avaliação e quantificação das possíveis alterações da cavidade nasal são necessárias para o auxílio diagnóstico e tratamento de crianças que respiram predominantemente pela boca. O modo respiratório oral pode desencadear distúrbios da fala, deformidades da face, mau posicionamento dos dentes, postura corporal inadequada e alterações no sistema respiratório. Objetivo analisar as mudanças ocorridas na geometria das cavidades nasais, antes e depois da limpeza nasal por meio da aeração nasal e da rinometria acústica em crianças com respiração oral. Método Foram selecionadas 20 crianças com idade entre quatro e 12 anos. A coleta foi realizada no Laboratório Multifuncional do Departamento de Fonoaudiologia da Universidade Federal de Pernambuco. Foi aplicado o Índice de Identificação dos Sinais e Sintomas da Respiração Oral; marcação da aeração nasal por meio do espelho milimetrado de Altmann e o exame da geometria nasal por Rinometria Acústica. Depois da limpeza e massagem nasal com o soro fisiológico, foram realizados os mesmos procedimentos. Resultados Observaram-se mudanças significantes nas áreas relativas ao fluxo aéreo nasal em ambos os lados, após limpeza e massagem nasais. Quanto à geometria nasal, aferida por meio da rinometria acústica, o efeito da limpeza e massagem nasal mostrou-se discreto, quando feita a comparação entre as narinas. Conclusão As medidas de aeração nasal mostraram sensibilidade à técnica de limpeza e massagem e as medidas da geometria nasal confirmaram seu efeito sobre a fisiologia respiratória.


ABSTRACT The evaluation and quantification of possible changes in the nasal cavity can assist in the diagnostics and treatment in children who breathe predominantly through the mouth. The oral breathing mode can initiate speech disorders, facial deformities, poor positioning of the teeth, improper body posture, and changes in the respiratory system. Purpose To analyze the changes occurred in the nasal cavity geometry, before and after nasal cleansing, through nasal aeration and acoustic rhinometry in children with oral breathing. Methods Twenty children aged four to 12 years were included in the study. The gathering of participants was conducted at the Multifunctional Laboratory of the Speech Pathology Department of the Federal University of Pernambuco - UFPE. The following procedures were conducted: Identification Index of Signs and Symptoms of Oral Breathing; marking of nasal expiratory airflow using the graded mirror of Altmann, and examination of the Nasal Geometry by Acoustic Rhinometry. The same procedures were performed after nasal massage and cleansing with saline solution. Results Significant change was observed in the areas with respect to the nasal airflow on both sides after nasal cleansing and massage. As for nasal geometry, measured by acoustic rhinometry, comparison between the nostrils showed that the effect of cleansing and massage was discrete. Conclusion Nasal aeration measures showed sensitivity to the cleansing and massage technique and measures of nasal geometry confirmed its effect on respiratory physiology.


Subject(s)
Humans , Child, Preschool , Child , Rhinometry, Acoustic , Massage/methods , Mouth Breathing/physiopathology , Nasal Cavity/physiopathology , Hygiene , Nasal Cavity/anatomy & histology
11.
Distúrb. comun ; 28(3): 581-593, set. 2016. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-880529

ABSTRACT

A técnica de vibração sonorizada de lábios e língua tem ampla aplicabilidade clínica e utilização. Para se compreender melhor a sua aplicação na clínica vocal, o objetivo desta revisão de literatura foi identificar a técnica de vibração sonorizada de lábios e língua quanto à classificação, principais indicações, resultados clínicos e tempo de execução. Foi realizada pesquisa bibliográfica na plataforma PubMed, portal de periódicos CAPES e site de busca Google Acadêmico. Foram incluídos artigos originais, revisões de literatura, anais de congresso, dissertações e teses que abordaram a técnica de vibração sonorizada de lábios ou língua, publicados nos últimos 10 anos, em português ou inglês. Foram excluídos livros, resenhas e editoriais. Foram ainda excluídos os artigos cuja técnica foi apenas citada, sem abordagem sobre efeitos vocais ou laríngeos imediatos, formas de utilização ou resultados clínicos obtidos. Inicialmente, foram encontradas 42 publicações. Após as etapas de seleção por título e resumo, restaram 20 artigos originais, um artigo de revisão de literatura e cinco dissertações. As publicações analisadas demonstraram que a técnica de vibração sonorizada de lábios ou língua é classificada como exercício do trato vocal semiocluído, suaviza o contato entre as pregas vocais, equilibra as pressões sub e supra glótica, otimiza o movimento muco-ondulatório e aumenta a resistência vocal. Suas principais indicações são aquecimento vocal, uso ocupacional da voz, disfonias hipercinéticas e lesões de massa em pregas vocais.


The voiced lip and tongue trill technique, has broad clinical applicability and use. To better understand their application in vocal clinic, the aim of this literature review was to identify the voiced tongue and lip vibration technique on the classification, main indications, clinical results and technical performance duration. Literature search was conducted in PubMed platform, portal CAPES and Google Scholar search site. There were included original articles, literature reviews, congress proceedings, dissertations and thesis that ddressed the sonorous lips or tongue vibration technique, published in the last 10 years, in Portuguese or English. There were excluded books and editorials. Articles whose technique was only cited without approach on immediate vocal or laryngeal effects, forms of use or clinical results were also excluded. Initially, were found 42 publications. After the steps of selection by title and abstract, it remained 20 original articles, 1 literature review and 5 dissertations. The publications analyzed showed that the voiced tongue and lip vibration technique is classified as an exercise of semi-occluded vocal tract, which softens the contact between the vocal folds, balances the subglottal and supraglottal pressure, optimizes the mucus-wave motion and increases vocal resistance. Its main indications are for vocal warm up, occupational use of voice, hyperkinetic dysphonia and mass lesions in the vocal folds.


La técnica de vibración sonora de labios y lengua tiene amplia aplicabilidad clínica y utilización. Para comprender mejor su aplicación en la clínica vocal, el objetivo de esta revisión de la literatura fue identificar las publicaciones sobre la técnica de vibraciones sonoras de labios y lengua en lo que respeta a la clasificación, indicaciones principales, resultados clínicos y tiempo de ejecución técnica. Búsqueda de la literatura se llevó a cabo en la plataforma PubMed, portal de periódicos CAPES y sitio de búsqueda Google Académico. Se incluyeron artículos originales, revisiones de la literatura, actas de congreso, disertaciones y tesis que abordaron la técnica de vibración sonora de labios y lengua, publicados en los últimos 10 años, en portugués o inglés. Se excluyeron libros, revistas y editoriales. También se xcluyeron los artículos donde la técnica fue sólo citada, sin enfoque en los efectos vocales o laríngeos inmediatos, formas de uso o resultados clínicos. Inicialmente, fueron encontradas 42 publicaciones. Después de las etapas de selección por título y resumen, se mantuvieron 20 artículos originales, 1 artículo de revisión de la literatura e 5 disertaciones. Las publicaciones analizadas mostraron que la técnica de vibración sonora de labios o lengua se clasifica como ejercicio de tracto vocal semi-ocluido, suaviza el contacto entre las cuerdas vocales, equilibra la presión sub glótica y supra glótica, optimiza el movimiento mocoondulatorio y aumenta la resistencia vocal. Sus principales indicaciones son el calentamiento vocal, uso profesionales de la voz, disfonías hipercinéticas y lesiones de masas en las cuerdas vocales. Palabras clave: deglución; trastornos de la deglución; fenómenos biomecánicos; hueso hioides; laringe.


Subject(s)
Humans , Speech Therapy , Voice , Voice Training
12.
Rev. CEFAC ; 18(3): 626-634, tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-787749

ABSTRACT

RESUMO: Objetivo: identificar o efeito imediato da técnica de vibração sonorizada de língua associada à variação tonal sobre o perfil de extensão vocal de coristas, analisando o tempo de prática de canto, naipe e tempo de execução do exercício. Métodos: estudo transversal quantitativo, com 13 cantores, sendo oito mulheres e cinco homens, com média de idade de 39±20,11 anos, pertencentes a diferentes naipes. O perfil de extensão vocal foi obtido a partir da análise pelo software Vocalgrama da CTS Informática. As amostras foram coletadas em três momentos: antes, após um minuto e após dois minutos de aplicação da técnica de vibração sonorizada de língua associada à variação tonal. Resultados: seis coristas (46,2%) aumentaram o valor do perfil de extensão vocal, após dois minutos de execução da técnica. Os naipes sopranos e tenores apresentaram valores médios maiores do perfil de extensão vocal após dois minutos de exercício. Em relação ao tempo de prática de canto, não houve diferença entre os grupos no valor do perfil de extensão vocal em nenhum dos três momentos considerados. Conclusão: a técnica de vibração sonorizada de língua associada à variação tonal não interferiu no perfil de extensão vocal dos coristas estudados. Entretanto, o tempo de execução do exercício parece influenciar nos resultados.


ABSTRACT: Purpose: to identify the immediate effect of the sonorous tongue-trill technique associated with tonal variation on the vocal range profile of chorists, analyzing time spent on choral singing, voice types and exercises. Methods: quantitative cross-sectional study, with 13 singers, eight women and five men, mean age of 39± 20.11 years, with different voice types. The vocal range profile was obtained using Vocalgrama software (CTS Informática). Samples were collected at three different times: before, after one minute and after two minutes of applying the sonorous tongue-trill technique associated with tonal variation. Results: six chorists (46.2%) showed an increase in vocal range profile after two minutes of the technique. Sopranos and tenors obtained higher mean vocal range profile at any of the three times considered. Conclusion: the sonorous tongue-trill technique associated with tonal variation had no effect on the vocal range profile of the chorists under study. However, time spent on exercises and voice types seemed to have an influence on the results.

13.
Rev. CEFAC ; 17(2): 485-491, Mar-Apr/2015. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-746195

ABSTRACT

OBJETIVO: caracterizar os casos de fissura de lábio e/ou palato atendidos num centro de referência do estado de Pernambuco e os nascidos vivos notificados ao Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos com essa malformação, mensurando a subnotificação dos casos de fissura nesse sistema. MÉTODOS: desenvolveu-se um estudo epidemiológico, cuja população foram crianças nascidas em 2009 e atendidas no centro de referencia para deformidades craniofaciais em Pernambuco, e pelos nascidos vivos no mesmo ano, notificados ao Sinasc com a fissura. Realizou-se um linkage determinístico entre ambas as fontes de dados e foram considerados subnotificados os casos que constaram na lista de atendimentos do centro de referência, mas que não foram notificados no Sinasc. RESULTADOS: dos 138 casos com fissura encontrados no Centro de Referência, 37,70% nasceram com fissura transforame e 66,40% do sexo masculino. No Sinasc, foram notificados 78 nascidos vivos com essa malformação, sendo a maioria do sexo masculino e com distribuição homogênea em relação ao tipo da fissura. Dos 138 casos localizados no Centro de Referência, 86 não foram notificados ao Sinasc, perfazendo uma subnotificação de 110,3%. CONCLUSÃO: existe uma alta subnotificação da fissura de lábio e/ou palato no Sinasc. Apesar dos dados fazerem referência ao estado de Pernambuco, acredita-se que reflete uma realidade nacional. .


OBJETIVO: caracterizar os casos de fissura de lábio e/ou palato atendidos num centro de referência do estado de Pernambuco e os nascidos vivos notificados ao Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos com essa malformação, mensurando a subnotificação dos casos de fissura nesse sistema. MÉTODOS: desenvolveu-se um estudo epidemiológico, cuja população foram crianças nascidas em 2009 e atendidas no centro de referência para deformidades craniofaciais em Pernambuco, e pelos nascidos vivos no mesmo ano, notificados ao Sinasc com a fissura. Realizou-se um linkage determinístico entre ambas as fontes de dados e foram considerados subnotificados os casos que constaram na lista de atendimentos do centro de referência, mas que não foram notificados no Sinasc. RESULTADOS: dos 138 casos com fissura encontrados no Centro de Referência, 37,70% nasceram com fissura transforame e 66,40% do sexo masculino. No Sinasc, foram notificados 78 nascidos vivos com essa malformação, sendo a maioria do sexo masculino e com distribuição homogênea em relação ao tipo da fissura. Dos 138 casos localizados no Centro de Referência, 86 não foram notificados ao Sinasc, perfazendo uma subnotificação de 110,3%. CONCLUSÃO: existe uma alta subnotificação da fissura de lábio e/ou palato no Sinasc. Apesar dos dados fazerem referência ao estado de Pernambuco, acredita-se que reflete uma realidade nacional. .

14.
Distúrb. comun ; 26(1)mar. 2014. graf, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-725941

ABSTRACT

Introdução: A preocupação com a comunicação da criança impulsiona o fonoaudiólogo a atuar em instituições como os centros de educação infantil. Sabendo-se que problemas vocais poderão trazer prejuízos à comunicação e que a voz sofre as influências do meio, faz-se necessária a elaboração de programas de saúde vocal infantil institucionais. Para que se realize de maneira eficaz, é importante o conhecimento prévio sobre o comportamento vocal da população em que se pretende aplicar tais ações. Objetivo: Mensurar a prevalência de comportamentos de risco para a disfonia e quantificar a frequência de sinais de disfonia em pré-escolares. Material e método: O estudo foi realizado em um centro de educação infantil municipal. Participaram os responsáveis e professora de 20 crianças pré-escolares, 11 meninos e 9 meninas, com idades entre 4 e 6 anos. Foi aplicado questionário constituído de 20 perguntas fechadas, relacionadas ao comportamento vocal das crianças. O trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos do Centro de Ciências da Saúde da Universidade em que este estudo foi realizado, sob n° 350/11. Resultados: A maioria das crianças apresentou alta prevalência de comportamento de risco para disfonia. Foi encontrada maior prevalência nas meninas, alta frequência no comportamento de ?gritar? e frequência significativa de sinais de disfonia, sendo que, em 10% das crianças, a voz rouca foi identificada como um sinal quase sempre presente. Conclusão: A prevalência de comportamentos de risco para a disfonia foi alta nas crianças estudadas e mostraram repercussões sobre os sinais e sintomas vocais.


Introduction: Concern about children´s communication, underlies speech therapists in their work in institutions such as early childhood education centers. It is known that vocal problems bring damages to children´s communication and the voice suffers environmental influences, so it is necessary to elaborate vocal health programs for children in institutions. In order to perform such action effectively, it is important a previous knowledge about the vocal behavior of the population on which it intends to implement such actions. Objective: To measure the prevalence of risk behaviors for dysphonia and quantify the frequency of signs of dysphonia in preschoolers. Material and methods: The study was conducted in a municipal early childhood education center. There were attended parents and the teacher of 20 preschool children, 11 boys and 9 girls, aged 4 to 6 years old. A questionnaire consisting of 20 closed questions relating the children´s vocal behavior was applied. The study was approved by the Ethics in Research Involving Human Subjects of the Center for Health Sciences of the University in which this study was conducted, with number 350/11. Results: Most of the children had a high prevalence of vocal behavior risk for dysphonia. A higher prevalence in girls was found, high frequency behavior of ?screaming? and often significant signs of dysphonia and in 10% of children, ?hoarse voice? was identified as a signal nearly always present. Conclusion: The prevalence of risk behaviors for dysphonia was high in the children studied and showed effects on vocal signs and symptoms.


Introducción: La preocupación por la comunicación de niños, impulsa el fonoaudiólogo para trabajar en instituciones como los centros de educación infantil. Sabiendo que los problemas de la voz puede hacer daño a la comunicación y que la voz sufre influencias del entorno, es necesario elaborar programas institucionales de salud vocal infantil. Para que esto ocurra de manera eficaz, es importante el conocimiento previo sobre el comportamiento vocal de la población con la que se tiene la intención de poner en práctica este tipo de acciones. Objetivo: Determinar la prevalencia de conductas de riesgo para la disfonía y cuantificar la frecuencia de señales de disfonía en niños en edad preescolar. Material y métodos: El estudio se realizó en un centro de educación infantil municipal. Participaron los responsables y el professor de 20 niños en edad preescolar, 11 niños y 9 niñas, con edades entre los 4 y 6 años. Se aplicó un cuestionario de 20 preguntas cerradas, relacionadas con el comportamiento vocal de los niños. El estudio fue aprobado por Comité de Ética en Investigación con Seres Humanos, del Centro de Ciencias de la Salud de la universidad donde se llevó a cabo este estudio, con n º 350/11. Resultados: La mayoría de los niños tenían alta prevalencia de conductas de riesgo para la disfonía. Se encontró mayor prevalencia en niñas, alta frecuencia de la conducta de ?gritar? y frecuencia significativa de señales En el 10% de los niños, la voz ronca fue identificada como señal casi siempre presente. Conclusión: La prevalencia de conductas de riesgo para la disfonía fue alta en los niños estudiados y mostró efectos sobre los signos y síntomas vocales.


Subject(s)
Humans , Child, Preschool , Child , Child , Dysphonia , Voice Disorders
15.
Rev. bras. otorrinolaringol ; 74(5): 746-754, set.-out. 2008. ilus, tab, graf
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: lil-499850

ABSTRACT

A rinometria acústica tem sido utilizada como teste específico da permeabilidade nasal. OBJETIVO: O propósito do presente estudo foi determinar valores de referência de áreas de secção transversa da cavidade nasal de adultos sadios pela técnica rinométrica. DESENHO: Estudo clínico prospectivo. CASUÍSTICA E MÉTODO: Trinta voluntários sem evidências de obstrução nasal com idade entre 18 e 30 anos (14 homens e 16 mulheres) foram avaliados antes e após a aplicação tópica de vasoconstritor nasal. As áreas de secção transversa foram medidas nos três entalhes do rinograma correspondentes à válvula nasal (AST1), região anterior (AST2) e região posterior (AST3) das conchas nasais inferior e média. RESULTADOS: Os valores médios (±DP) das áreas aferidas em 60 cavidades antes da vasoconstrição nasal foram os seguintes: 0,54±0,13cm2 (AST1), 0,98±0,31cm2 (AST2) e 1,42±0,44cm2 (AST3). Após a vasoconstrição, os valores médios dos três segmentos analisados foram significantemente maiores (p<0,05). Não foram constatadas diferenças significantes entre os sexos. CONCLUSÃO: As áreas seccionais nasais de adultos obtidas para adultos podem ser usadas para fins de controle no estudo de pacientes com obstrução nasal, em complementação aos volumes nasais relatados anteriormente por nosso grupo.


Acoustic rhinometry (AR) has been used as a specific test for nasal patency. AIM: this study aimed to set the reference values for nasal cavity cross-section geometry in healthy adults through AR. STUDY DESIGN: this is a clinical prospective study. MATERIALS AND METHOD: thirty volunteers (14 males and 16 females) without signs of nasal obstruction and aged between 18 and 30 years were enrolled in this study. They were assessed before and after being treated topically with a nasal vasoconstrictor drug. Their nasal cross-sectional areas were measured at the three dips of the rhinogram, corresponding respectively to the nasal valve (CSA1), the anterior (CSA2), and the posterior (CSA3) region of the inferior and middle turbinate. RESULTS: the mean areas (±SD) for 60 nasal cavities before nasal vasoconstriction were: 0.54±0.13cm2 (CSA1), 0.98±0.31 cm2 (CSA2), and 1.42±0.44cm2 (CSA3). After vasoconstriction, the mean values of the three segments analyzed were significantly larger (p<0.05). Gender was not a statistically significant variable. CONCLUSION: The nasal cross-sectional areas obtained for adults may be used for control purposes when studying patients with nasal obstruction, in conjunction with the nasal volume values previously reported by our group.


Subject(s)
Adolescent , Adult , Female , Humans , Male , Young Adult , Nasal Cavity/anatomy & histology , Nasal Obstruction/diagnosis , Rhinometry, Acoustic , Vasoconstrictor Agents , Anthropometry/methods , Nasal Cavity/drug effects , Nasal Cavity/physiology , Nasal Mucosa/drug effects , Prospective Studies , Vasoconstrictor Agents/administration & dosage , Vasoconstrictor Agents/adverse effects , Young Adult
16.
Rev. bras. otorrinolaringol ; 73(1): 32-39, jan.-fev. 2007. tab, ilus, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-449703

ABSTRACT

A rinometria acústica permite aferir a geometria nasal de forma objetiva e não-invasiva. OBJETIVO: O presente estudo teve por finalidade determinar os volumes de segmentos específicos da cavidade nasal, incluindo a nasofaringe, de adultos sadios por rinometria acústica. Forma de Estudo: Clínico prospectivo. CASUíSTICA E MÉTODO: Foram analisados 30 voluntários sem evidências de obstrução nasal com idade entre 18 e 30 anos, sendo 14 homens e 16 mulheres. Os volumes foram medidos nos segmentos correspondentes à região da válvula nasal (V1), cornetos (V2) e nasofaringe (V3), antes e após a aplicação tópica de vasoconstritor nasal. RESULTADOS: Os volumes médios aferidos em 60 cavidades, antes da vasoconstrição nasal foram os seguintes: 1,81±0,35cm³ (V1), 4,02±1,41cm³ (V2) e 17,52±4,44cm3 (V3) no grupo masculino, e, 1,58±0,25cm³ (V1), 3,94±1,03cm³ (V2) e 17,80±2,73cm³ (V3) no grupo feminino. As diferenças entre os sexos foram significantes apenas para V1 (p<0,05). Após a vasoconstrição nasal, os volumes de todos os segmentos analisados foram significantemente maiores (p<0,05), sendo as diferenças entre os sexos significantes para V1 e V2. CONCLUSÃO: Os volumes dos três segmentos da cavidade nasal determinados em adultos sem evidências de obstrução nasal podem ser utilizados como valores de referência para outros estudos.


Acoustic rhinometry allows an objective and non-invasive assessment of nasal geometry. AIM: The present study aimed at determining the volumes of specific segments of the nasal cavity in healthy adults including the nasopharynx, using acoustic rhinometry. Study design: A clinical prospective analysis. CASES AND METHOD: Thirty volunteers with no evidence of nasal obstruction, aged 18 to 30 years (14 males and 16 females) were analyzed. Volumes were measured at the nasal valve region (V1), the turbinates (V2), and the nasopharynx (V3), before and after application of a topical nasal vasoconstrictor. RESULTS: The mean volumes measured in 60 cavities before nasal decongestion, were: 1.81±0.35cm³ (V1), 4.02±1.41cm³ (V2), and 17.52±4.44cm³ (V3) for males, and 1.58±0.25cm³ (V1), 3.94±1.03cm³ (V2), and 17.80±2.73cm³ (V3) for females. Gender differences were only significant in V1 (p<0.05). After nasal decongestion, the volumes of all the analyzed segments were significantly larger (p<0.05), and the gender differences were significant for V1 and V2. CONCLUSION: Volumes of the three segments in adults with no evidence of nasal obstruction may be used as reference values for other studies.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Nasal Cavity/anatomy & histology , Nasal Decongestants/pharmacology , Nasopharynx/anatomy & histology , Rhinometry, Acoustic , Nasal Cavity/drug effects , Prospective Studies , Reference Values , Sex Factors
17.
J. appl. oral sci ; 13(3): 232-236, July-Sept. 2005.
Article in English | LILACS | ID: lil-416867

ABSTRACT

O propósito deste estudo foi verificar o impacto do avanco de maxila na ressonância de fala em sujeitos com fissura labiopalatina. A amostra do presente estudo foi composta por 42 sujeitos, entre 16 e 41 anos de idade, com fissura de palato associada ou não à de lábio submetidos ao avanco da maxila. A ressonância foi avaliada entre 3 e 12 meses após a cirurgia por análise e perceptual e graduada de ausente a severa. Observou-se que 47.5% dos sujeitos apresentaram prejuízo da ressonância após a cirurgia ortognática, com um intervalo de confianca (a 95%) de 31.5% a 63.9%. Esses resultados sugerem que a cirurgia ortognática, em sujeitos com fissura palatina, pode interferir na ressonância, causando ou aumentando o grau de hipernasalidade. Portanto, isso elucida a importância da orientacão sobre os riscos e benefícios da cirurgia de avanco da maxila e acompanhamento desses pacientes.


Subject(s)
Speech , Surgery, Oral , Cleft Lip , Cleft Palate
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL