Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 11 de 11
Filter
1.
Ciênc. Saúde Colet ; 27(3): 1049-1060, mar. 2022. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1364681

ABSTRACT

Resumo O objetivo deste estudo é analisar os impactos socioambientais e sanitários decorrentes do monocultivo da cana-de-açúcar em um município da Zona da Mata pernambucana. Foi realizado um mapeamento coletivo, com uso da cartografia social. Os problemas investigados foram representados graficamente em mapas, cujas versões finais foram elaboradas pelo Software ArcGIS 10.2. O estudo foi realizado no distrito de Tejucupapo, situado em Goiana, selecionado por sua proximidade dos canaviais. No ambiente observou-se aumento do desmatamento, degradação do mangue, assoreamento dos rios, diminuição do pescado e contaminação das águas e de outras culturas por agrotóxicos e esgoto. Para a saúde, foram apontados problemas respiratórios pela queima da cana, intoxicações por agrotóxicos e precariedade da rede assistencial. Na dimensão sociocultural foram identificados conflitos relacionados ao uso e à ocupação das terras, com perda, expropriação e destruição de objetos e símbolos históricos da comunidade, tendo como reflexos a perda da identidade cultural. Os problemas relacionados ao cultivo da cana afetam severamente a saúde e destroem o território tanto em seus aspectos ambientais como na própria construção identitária da comunidade, ameaçando os modos de vida tradicionais.


Abstract This study aims to analyze the socio-environmental and health effects of sugarcane crops in a county in the Zona da Mata of the state of Pernambuco, Brazil. A collective mapping was carried out with use of social cartography. The issues investigated were plotted on maps, whose final versions were elaborated by means of the ArcGIS 10.2 software. The study was carried out in the district of Tejucupapo, located in the municipality of Goiana, selected due to its proximity to the sugarcane fields. In the environment there was an increase in deforestation, mangrove degradation, silting of rivers, reduction of fish and contamination of water and other crops by pesticides and sewage. For health, respiratory problems were pointed out by sugarcane burning, pesticide poisoning and the precariousness of the governmental health care. In the socio-cultural dimension, conflicts related to land use and occupation were identified, with loss, expropriation and destruction of historical objects and symbols of the community, reflecting the loss of cultural identity. The problems related to sugarcane production severely affect human health and destroy the territory both in its environmental aspects and the very identity construction of the community, threatening traditional livelihoods.


Subject(s)
Saccharum , Brazil , Crops, Agricultural , Rivers
2.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 37(4): e00061820, 2021. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1249421

ABSTRACT

A legislação brasileira não prevê revisão periódica do registro dos agrotóxicos e, ainda hoje, são utilizados produtos proibidos em outros países. Partindo dos ingredientes ativos de agrotóxicos registrados no país, o presente estudo investigou a situação regulatória internacional nos países-membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), da Comunidade Europeia e BRICS. Também se buscou relacionar os principais efeitos crônicos à saúde humana e ao meio ambiente dos ingredientes ativos de agrotóxicos mais comercializados no Brasil, em listas de classificação de potencial cancerígeno (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos - USEPA e Agência Internacional de Pesquisa em Câncer - IARC), desregulação endócrina e candidatos para substituição (estes dois últimos da Comunidade Europeia). Foram identificados 399 ingredientes ativos de agrotóxicos registrados no Brasil para uso agrícola, excluindo-se os microbiológicos e agentes biológicos de controle. Destes, não têm autorização 85,7% na Islândia, 84,7% na Noruega, 54,5% na Suíça, 52,6% na Índia, 45,6% na Turquia, 44,4% em Israel, 43,4% na Nova Zelândia, 42,4% no Japão, 41,5% na Comunidade Europeia, 39,6% no Canadá, 38,6% na China, 35,8% no Chile, 31,6% no México, 28,6% na Austrália e 25,6% nos Estados Unidos. Foram relacionados a danos à saúde e ao ambiente 120 ingredientes ativos de agrotóxicos. Considerando os ingredientes ativos de agrotóxicos para os quais estão disponíveis dados de comercialização no país, 67,2% deste volume está associado a pelo menos um dano crônico grave avaliado neste estudo. Os resultados do presente estudo indicam a necessidade de promover a transparência das bases de dados internacionais, no que tange às motivações para as respectivas decisões regulatórias e os órgãos reguladores brasileiros reavaliarem o registro de produtos obsoletos, fortalecendo políticas públicas relacionadas à redução do uso de agrotóxicos.


La legislación brasileña no prevé una revisión periódica del registro de los pesticidas e incluso hoy se utilizan productos prohibidos en otros países. Partiendo de los ingredientes activos de pesticidas registrados en el país, el presente estudio investigó la situación regulatoria internacional en los siguientes países-miembros: Organización para la Cooperación y Desarrollo Económico (OCDE), Comunidad Europea, y BRICS. También se buscó relacionar los principales efectos crónicos para la salud humana y en el medio ambiente de los ingredientes activos de pesticidas más comercializados en Brasil en listas de clasificación con potencial cancerígeno (Agencia de Protección Ambiental de Estados Unidos - USEPA e Agencia Internacional de Investigación sobre el Cáncer - IARC), desregulación endocrina y candidatos para sustitución, ambos de la Comunidad Europea. Se identificaron 399 ingredientes activos de pesticidas registrados en Brasil para uso agrícola, excluyéndose los microbiológicos y agentes biológicos de control. De estos, no tienen autorización en Islandia 85,7%, Noruega 84,7%, Suiza 54,5%, India 52,6%, Turquía 45,6%, Israel 44,4%, Nueva Zelanda 43,4%, Japón 42,4%, Comunidad Europea 41,5%, Canadá 39,6%, China 38,6%, Chile 35,8%, México 31,6%, Australia 28,6% y Estados Unidos 25,6%. 120 ingredientes activos de pesticidas estuvieron relacionados con daños en la salud y medioambiente. Considerando los ingredientes activos de pesticidas para los cuales están disponibles datos de comercialización en el país, un 67,2% de este volumen está asociado a por lo menos una enfermedad crónica grave evaluada en ese estudio. Los resultados del presente estudio indican la necesidad de promover la transparencia de las bases de datos internacionales, en lo que respecta a las motivaciones de las respectivas decisiones regulatorias, con el fin de que los órganos reguladores brasileños reevalúen el registro de productos obsoletos, así como para fortalecer políticas públicas relacionadas con la reducción del uso de pesticidas.


The Brazilian legislation does not provide for a periodic review of the registration of pesticides and, even nowadays, products banned in other countries are still used. Based on the pesticide active substances registered in the country, the present study investigated the international regulatory situation in the following member countries: Organization for Economic Co-operation and Development (OECD), European Community, and the BRICS (Brazil, Russia, India, China, and South Africa). Moreover, we sought to relate the main chronic effects to human health and the environment of the most commercialized pesticide active substances in Brazil in lists of classification of carcinogenic potential (US Environmental Protection Agency - USEPA and International Agency for Research on Cancer - IARC), endocrine disruption, and candidates for substitution, both from the European Community. A total of 399 pesticide active substances registered in Brazil for agricultural use were identified, excluding microbiological and biological control agents. Of these, the percentage of unauthorized pesticide active substances according to countries is as follows: 85.7% in Iceland; 84.7% in Norway; 54.5% in Switzerland; 52.6% in India; 45.6% in Turkey; 44.4% in Israel; 43.4% in New Zealand; 42.4% in Japan; 41.5% in the European Community; 39.6% in Canada; 38.6% in China; 35.8% in Chile; 31.6% in Mexico; 28.6% in Australia; and 25.6% in the United States. 120 pesticide active substances were related to damage to health and the environment. Considering the pesticide active substances for which commercialization data are available in the country, 67.2% of this volume is associated with at least one serious chronic damage assessed in this study. The results of the present study indicate the need for promoting transparency of international databases, regarding the motivations of the respective regulatory decisions and the Brazilian regulatory bodies to reevaluate the registration of obsolete products and to strengthen public policies related to the reduction of the use of pesticides.


Subject(s)
Humans , Pesticides/toxicity , United States , Brazil , Canada , Chile , China , Environment , India , Japan , Mexico
3.
Interface (Botucatu, Online) ; 25(supl.1): e200785, 2021. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1340072

ABSTRACT

Foi realizada caracterização e análise das principais estratégias de comunicação desenvolvidas pelos três níveis de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) para o enfrentamento de Covid-19 no Brasil. Consideraram-se websites, Twitter, Youtube, Instagram e Facebook, coletivas de imprensa, aplicativos e boletins epidemiológicos, totalizando 35 estratégias. Apesar da comunicação ser um dos eixos fundamentais em resposta à pandemia, parte significativa das estratégias não abordou adequadamente as temáticas de vigilância, assistência, promoção e educação em saúde. Observou-se predomínio do modelo de comunicação utilitarista, centralizador e funcional, com foco na transmissão de informações. O Estado tem o dever de promover uma comunicação comunitária e emancipatória, considerando a diversidade de sujeitos, o contexto local e o desenvolvimento de redes comunicativas, respeitando o direito humano e social à comunicação, à informação e à voz, segundo os princípios e diretrizes do SUS. (AU)


Se realizó una caracterización y análisis de las principales estrategias de comunicación desarrolladas por los tres niveles de gestión del Sistema Brasileño de Salud (SUS) para enfrentar la pandemia de Covid-19 en Brasil. Se consideraron páginas web, Twitter, YouTube, Instagram y Facebook, entrevistas colectivas de prensa, aplicaciones y boletines epidemiológicos, totalizando 35 estrategias. Aunque la comunicación es uno de los ejes fundamentales de respuesta a la pandemia, una parte significativa de las estrategias no abordó adecuadamente las temáticas de vigilancias, asistencia, promoción y educación en salud. Se observó el predominio del modelo de comunicación utilitarista, centralizador y funcional, enfocado en la transmisión de informaciones. El Estado tiene el deber de promover una comunicación comunitaria y emancipadora, considerando la diversidad de sujetos, el contexto local y el desarrollo de redes comunicativas, respetando el derecho humano y social a la comunicación, a la información y a la voz, según los principios y directrices del SUS. (AU)


The main communication strategies developed by the three levels of the Brazilian National Health System (SUS) for the management for coping with Covid-19 in Brazil were characterized and analyzed. The research encompassed Websites, Twitter, YouTube, Instagram and Facebook, press conferences, apps and epidemiological bulletins, totaling 35 strategies. Although communication is one of the key axes in response to the pandemic, a significant part of the strategies did not adequately address the topics of surveillance, care, promotion and health education. It was observed a predominance of the utilitarian, centralizing and functional communication model, focusing on the transmission of information. The State has a duty to promote community and emancipatory communication, considering the diversity of subjects, the local context and the development of communicative networks, respecting the human and social right to communication, information and voice, according to the principles and guidelines of the SUS. (AU)


Subject(s)
Unified Health System/organization & administration , Health Communication/trends , COVID-19 , Brazil , Health Strategies , Community Participation , Social Media
4.
Ciênc. Saúde Colet ; 25(12): 4945-4956, Dec. 2020. tab
Article in Portuguese | ColecionaSUS, LILACS, ColecionaSUS, SES-SP | ID: biblio-1142715

ABSTRACT

Resumo A pandemia de Covid-19 revelou a existência de ameaça concreta e imediata à segurança alimentar e nutricional (SAN), em especial de grupos vulnerabilizados. O estudo buscou identificar as estratégias governamentais implementadas no Brasil para prover o Direito Humano à Alimentação Adequada e Saudável em contextos de elevada vulnerabilidade social frente à Covid-19. Foi realizado um estudo transversal, com análise de documentos oficiais publicados entre 20 de março e 30 de julho de 2020 pela União, Distrito Federal, estados e capitais brasileiras, com foco em medidas que assegurem disponibilidade e acesso físico ou financeiro a alimentos. As estratégias implementadas envolvem fundamentalmente distribuição de alimentos e garantia de renda mínima. Foram instituídas: Renda Básica Emergencial (União); Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e auxílio financeiro emergencial (estados); programas de doação emergencial de alimentos (estados e municípios). Medidas existentes foram adaptadas frente à pandemia, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) nacional, a distribuição de alimentos e de cestas básicas. Embora importantes, essas estratégias têm alcance limitado e são insuficientes para assegurar a SAN.


Abstract The Covid-19 pandemic revealed a concrete and immediate threat to food and nutrition security (FNS), especially for vulnerable groups. This study aimed to identify government strategies implemented in Brazil to provide the Human Right to Adequate and Healthy Food in high social vulnerability contexts during the Covid-19 pandemic. A cross-sectional study was carried out, with analysis of official documents published between March 20 and July 30, 2020, by the Federal Government, Federal District, Brazilian states, and capitals, focusing on measures to ensure availability and physical or financial access to food. Strategies implemented mainly involve food distribution and minimum income assurance. The following were implemented: Basic Emergency Income (Federal Government); Food Acquisition Program (PAA), and emergency financial aid (states); emergency food donation programs (states and municipalities). Existing measures were adapted to the pandemic, such as the National School Food Program (PNAE), the National Food Acquisition Program (PAA), and the distribution of food and staple food baskets. While essential, these strategies have limited scope and are insufficient to ensure FNS.


Subject(s)
Humans , Coronavirus Infections/epidemiology , Pandemics , Food Supply/legislation & jurisprudence , Betacoronavirus , Brazil/epidemiology , Poverty Areas , Cross-Sectional Studies , Government Regulation , Emergencies , Food Assistance/legislation & jurisprudence , Food Assistance/organization & administration , Financing, Government/legislation & jurisprudence , Food Supply , Food Supply/economics , Food Supply/methods , Diet, Healthy , Income , National Health Programs/legislation & jurisprudence , National Health Programs/organization & administration
5.
Ciênc. Saúde Colet ; 25(8): 3273-3298, Ago. 2020. tab, graf
Article in English, Portuguese | ColecionaSUS, LILACS, ColecionaSUS, SES-SP | ID: biblio-1133102

ABSTRACT

Resumo O agrotóxico malathion vem sendo amplamente utilizado no mundo em programas de controle de arboviroses e em 2015 foi classificado pela Agência Internacional para Pesquisas em Câncer (IARC) como provável agente carcinogênico para seres humanos. Este trabalho objetivou a sistematização das evidências dos efeitos carcinogênicos e mutagênicos associados à exposição do malathion e seus análogos, malaoxon e isomalathion. A busca foi realizada nas bases de dados TOXLINE, PUBMED e SCOPUS por artigos originais publicados de 1983 a 2015. Do total de 273 artigos elegíveis, foram selecionados 73. Os resultados dos estudos in vitro e in vivo evidenciaram danos genéticos e cromossômicos provocados pelo malathion; os estudos epidemiológicos evidenciaram associações significativamente positivas para cânceres de tireóide, de mama, e ovariano em mulheres na menopausa. Estas evidências do efeito carcinogênico do malathion devem ser considerados diante de sua utilização em programas de controle de arboviroses.


Abstract Malathion has been widely used worldwide in arbovirus control programs. In 2015, it was classified by the International Agency for Research on Cancer (IARC) as a probable carcinogen to humans. This work aimed to systematize the evidence of the carcinogenic and mutagenic effects associated with the exposure of malathion and its analogs, malaoxon and isomalathion. The search was carried out in Toxline, PubMed and Scopus databases for original papers published from 1983 to 2015. In all, 73 papers were selected from a total of 273 eligible papers. The results of in vitro and in vivo studies showed mainly genetic and chromosomal damages caused by malathion. The epidemiological studies evidenced significant positive associations for thyroid, breast, and ovarian cancers in menopausal women. This evidence of the carcinogenic effect of malathion should be considered before its use in arbovirus control programs.


Subject(s)
Humans , Female , Malathion/toxicity , Mutagens/toxicity
6.
RECIIS (Online) ; 10(4): 1-20, out.-dez. 2016. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-835231

ABSTRACT

Os instrumentos de planejamento são essenciais nas instâncias gestoras do Sistema Único de Saúde(SUS) para organização de uma assistência aos trabalhadores planejada e pautada na observância de suas singularidades. Este artigo tem como objetivo analisar a inserção da Saúde do Trabalhador nos Planos Municipais de Saúde da VI Regional de Saúde de Pernambuco. Foi realizada análise documental a partir do estudo dos Planos Municipais de Saúde elaborados para o quadriênio 2014-2017. Os instrumentos foram acessados por meio do Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão (SargSUS). A análise dos planos municipais de saúde revela baixo nível de compreensão do significado de conceitos básicos relacionados ao planejamento em saúde. Os problemas e necessidades apontados na análise situacional, de maneira geral, não são contemplados no estabelecimento das diretrizes, objetivos e metas relacionados à saúde do trabalhador. Constatou-se a existência de deficiências nos Planos Municipais de Saúde analisados no que diz respeito às ações de planejamento em saúde do trabalhador.


The planning tools are essential to the decision-makers of the the Brazilian public health system, called SUS - Sistema Único de Saúde (unified health system), for organizing occupational health assistance guided by the observance of its singularities. This article aims to analyse the insertion of the contents of occupational health in municipal health plans of an health regional of Pernambuco state. A documental analysis of municipal health plans for the years from 2014 to 2017 was carried out. The tools were accessed through the Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão - SargSUS (support system to the management report). The analysis of municipal health plans reveals little understanding of basic concepts related to health planning. The problems and necessities pointed out in the situational analysis were often neglectedin the establishment of guidelines, objectives and goals related to occupational health. The study revealed the existence of deficiencies in the municipal health plans analysed in regard to the planning actions to worker health.


Los intrumentos de planificación son esenciales en las esferas de gestión del SUS - Sistema Único de Saúde (sistema único de salud) para que la organización de asistencia a los trabajadores sea planificada y guiada de acuerdo com sus singularidades. Este artículo tiene el objetivo de analizar la inserción de la salud de los trabajadores en los planes de salud de los municipios de la VI Regional de Saúde de Pernambuco. Se realizó análisis documental a partir del estudio de los planes municipales de salud elaborados para el cuatrienio 2014-2017. Hemos hecho el acceso a los instrumentos a través del Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão- SargSUS (sistema de apoyo a lo informe de gestión) . El análisis de los planes municipales de salud revelan un bajo nivel de comprensión del significado de los conceptos básicos relacionados con la planificación de la salud. No se consideran los problemas y las necesidades señalados en el análisis de la situación, en general, para establecer las directrices, objetivos y metas relacionados con la salud de los trabajadores. Se observó la existencia de deficiencias en los planes municipales de salud analizados por lo que se refiere a la planificación de acciones de salud del trabajador.


Subject(s)
Humans , Health Planning , Local Health Systems , Occupational Health , Unified Health System/organization & administration , Brazil , Comprehensive Health Care , Legislation as Topic , Health Management
7.
Rev. bras. saúde ocup ; 41: e15, 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-959280

ABSTRACT

Resumo Introdução: Pernambuco passa por transformações que atraem empreendimentos e mão de obra. Objetivo: verificar como as concentrações produtivas estabelecidas nas Regiões Administrativas de Saúde do estado interferiram no perfil e distribuição dos acidentes de trabalho graves no período de 2011 a 2013. Método: utilizou-se o Quociente Locacional para identificar a formação de aglomerados produtivos especializados nas Regiões de Saúde e compará-los com a ocorrência de acidentes graves. Resultados: os mais acidentados foram homens (89,7%) na faixa de 30 a 44 anos. Foram identificados aglomerados produtivos especializados em seis Regiões de Saúde, porém as ocupações com mais registros de acidentes graves foram trabalhador agropecuário (15,4%), pedreiro (8,7%) e servente de obras (4,0%), mesmo onde a atividade agropecuária e a construção civil não representavam o principal setor produtivo. Conclusão: a identificação de aglomerados produtivos possibilitou a compreensão do padrão de organização produtiva no estado, bem como o perfil de trabalhadores acidentados em cada região, permitindo evidenciar os setores produtivos e ocupações prioritárias para a estruturação da vigilância em saúde do trabalhador.


Abstract Introduction: the state of Pernambuco, in Brazil, has been undergoing transformations that attract businesses and workforce. Objective: to analyze how the productive concentration established in the health administrative regions of Pernambuco interfered in the profile and distribution of the severe occupational accidents from 2011 to 2013. Method: the Locational Quotient was used to identify the formation of specialized productive clusters in the Health Administrative Regions and to compare them with the occurrence of severe accidents. Results: the most injured workers were men (89.7%) aged between 30 and 44 years. Six health administrative regions were identified as specialized in a particular productive activity, but the occupations with more accidents recorded were: agricultural workers (15.4%), bricklayers (8.7%) and unskilled construction workers (4.0%), even in regions where agricultural and construction activities were not the main productive sector. Conclusion: the identification of productive clusters enabled the understanding of the productive organization pattern in the state, as well as of the profile of injured workers in each location, allowing the identification of productive sectors and priority occupations for structuring of workers' health surveillance.

8.
Saúde Soc ; 24(4): 1208-1216, oct.-dic. 2015. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: lil-770177

ABSTRACT

Este artigo apresenta um estudo de conflitos ambientais por água nos estados diretamente envolvidos e que se contextualizam no Projeto de Integração do Rio São Francisco, partindo de uma abordagem orientada pela determinação social da saúde envolvendo relações entre o uso de recursos naturais, dominação política e apropriação econômica que estão na base dos processos de injustiça ambiental. Procedeu-se a um estudo exploratório de caráter descritivo, observacional, transversal. A base de dados para a produção de informações foi a da Comissão Pastoral da Terra que monitora os conflitos por água. Tomou-se como a área de estudo os estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Caracterizou-se os conflitos segundo estados, situação do conflito e números de famílias afetadas. Verificou-se a existência de conflitos em todos os estados investigados, principalmente no Ceará e Pernambuco. Conclui-se que o projeto de transposição das águas do São Francisco agudiza conflitos ambientais envolvendo populações indígenas e outros grupos vulnerados radicados nos territórios e que reinvindicam o acesso e uso da água.


Abstract This article presents a study on the environmental conflicts over water in states directly involved in the context of the Integration Project of the San Francisco River in Northeastern Brazil. It is based on an approach guided by the social determination of health involving the relationships between the use of natural resources, political domination and economic ownership that underlie the processes of environmental injustice. A transversal, descriptive, and observational study was carried out. The database from the Pastoral Land Commission-which monitors conflicts over water-was used as a source of information. The states of Ceará, Paraíba, Pernambuco and Rio Grande do Norte were chosen as scope for the study. The conflicts were characterized according to state, status and the number of affected families. We observed that conflicts existed in all states studied, but especially in Ceará and Pernambuco. We, thus, concluded that the water transposition project for the São Francisco river worsens environmental conflicts involving indigenous populations and others vulnerable groups rooted in the territories that demand access to the water.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Conflict of Interest , Conservation of Natural Resources/legislation & jurisprudence , Environmental Health , Water Consumption (Environmental Health) , Water Demand , Water Supply , Cross-Sectional Studies , Population Groups , Legislation, Environmental , Violence , Vulnerable Populations
9.
Rev. bras. epidemiol ; 18(3): 666-678, Jul.-Sep. 2015. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-756016

ABSTRACT

INTRODUCTION:

Understanding the epidemiologic profile of a particular disease is key to undertake health actions. To that end, information systems that present quality data help in the decision-making process and demonstrate the impact of the problems.

OBJECTIVE:

To analyze the contribution of health information systems for the characterization of pesticide poisoning through SINAN, CEATOX and SIM in the State of Pernambuco.

METHOD:

In this study, the completeness and consistency of the data were assessed, as well as the epidemiological profile of pesticide poisoning in Pernambuco in the period from 2008 to 2012, based on the following Health Information Systems: Center for Toxicological Assistance of Pernambuco (CEATOX), Notifiable Diseases Information System (SINAN) and Mortality Information System (SIM).

RESULTS:

The data revealed incompleteness and inconsistencies in information. Regarding the profile, females are more affected in the morbidity profile, and men have a higher mortality rate. Poisoning was more frequent in young adults with low educational level. With regard to the circumstances, most of the cases were suicide attempts, unique acute cases and not related to work. Despite suggesting underreporting, the data showed that persons engaged in agriculture are most commonly affected.

CONCLUSION:

The strengthening of these systems is necessary for the generation of consistent information that support health policies for the population groups involved.

.

INTRODUÇÃO:

Conhecer o perfil epidemiológico de um determinado agravo é fundamental para realizar ações de saúde. Para tanto, os sistemas de informação que apresentam dados de qualidade auxiliam a tomada de decisão e evidenciam os impactos dos problemas.

OBJETIVO:

Analisar a contribuição dos Sistemas de Informação em Saúde na caracterização das intoxicações por agrotóxicos por meio do SINAN, CEATOX e SIM em Pernambuco.

MÉTODO:

No presente estudo, foi avaliada a completitude e consistência dos dados, bem como o perfil epidemiológico de intoxicações por agrotóxicos em Pernambuco no período de 2008 a 2012 com base nos seguintes Sistemas de Informação em Saúde: Centro de Assistência Toxicológica de Pernambuco, Sistema de Informação de Agravos de Notificação e Sistema de Informação sobre Mortalidade.

RESULTADOS:

Os dados revelaram incompletitude e inconsistências nas informações. Com relação ao perfil, os casos acometem com mais frequência pessoas do sexo feminino no perfil de morbidade e os homens apresentaram maior letalidade. As intoxicações apresentaram-se mais frequentes em adultos jovens e de baixa escolaridade. Com relação às circunstâncias, a maioria dos casos foram tentativas de suicídio, casos agudos únicos e não relacionados ao trabalho. Apesar de sugerir subnotificação, os dados mostraram que pessoas ocupadas na agricultura são mais comumente acometidas.

CONCLUSÃO:

O fortalecimento destes sistemas é necessário para que sejam geradas informações consistentes que subsidiem políticas de saúde para os grupos populacionais envolvidos.

.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Infant , Child, Preschool , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Health Information Systems , Pesticides/poisoning , Brazil
10.
Recife; s.n; 2011. 157 p. ilus, tab.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-638834

ABSTRACT

O coque de petróleo é um resíduo do processo de refino oriundo da decomposição térmica de óleos pesados. Sua produção mundial encontra-se em ascensão e seu consumo deve acompanhar essa tendência em decorrência de seu baixo preço e alta disponibilidade. Considerando que esse subproduto do processo de refino pode causar danos à saúde e ao ambiente devido a sua composição, esse estudo buscou avaliar o contexto sócio-ambiental e produtivo da utilização do coque verde de petróleo como matriz energética em Pernambuco e construir um modelo preditivo de vulnerabilidades e nocividades frente à produção local do produto. Para isso foi realizado um estudo de caso do tipo observacional baseado em dados primários e secundários, que foram sistematizados a partir da construção da matriz FPEEEA (força motriz, pressão, estado, exposição, efeito, ação), proposta pela OMS. A análise dos dados revelou que o descarregamento, armazenamento e transporte do coque verde de petróleo em Suape acontecem de modo inadequado, favorecendo a dispersão do produto, causando poluição com conseqüente contaminação dos diferentes compartimentos ambientais e exposição dos trabalhadores do Complexo. Foi evidenciado que o Complexo Industrial Portuário de Suape é uma importante porta de entrada do coque verde de petróleo no país, sendo o produto comercializado para Estados do Nordeste, Norte, Sudeste e Cetro-Oeste. Os maiores consumidores do coque verde de petróleo são a indústria ceramista e os setores cimenteiro e gesseiro. Os problemas relacionados ao coque verde de petróleo acontecem em um contexto de vulnerabilidades sociais e institucionais, onde os órgãos competentes não estão preparados para atuar diante da perspectiva de produção local do produto. Para as ações de vigilância em saúde foram obtidos indicadores capazes de oportunizar a geração de informações para a adoção de ações preventivas e de promoção da saúde, considerando os contextos socioambientais em que se localizam os fatores de risco.


Subject(s)
Environmental Health , Indicators and Reagents , Occupational Health , Oil and Gas Industry , Surveillance
11.
Ciênc. saúde coletiva ; 14(6): 2027-2038, dez. 2009. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-535969

ABSTRACT

A magnitude dos problemas socioambientais relacionados à urbanização, industrialização e esgotamento de recursos naturais tem impacto crescente sobre a saúde e o ambiente. Paradoxalmente, os padrões de consumo demandam a ampliação da produção industrial, baseada na exploração de recursos não renováveis, cujos riscos tecnológicos, particularmente os da indústria petroquímica, impõem dificuldades reais às medidas de controle e vigilância à saúde. O refino de petróleo é uma atividade potencialmente danosa ao ambiente e à saúde humana, particularmente aos trabalhadores. Esse estudo objetivou caracterizar os cenários de risco para a saúde ambiental decorrentes da instalação de uma refinaria de petróleo na Região Metropolitana de Recife (Pernambuco). Com base em dados secundários e referências da literatura, construiu-se uma matriz de reprodução social para contextualizar os problemas nas dimensões biológica, da consciência e conduta, econômica, política e ecológica, permitindo presumir riscos, com vista a subsidiar o desenvolvimento e a organização das ações de vigilância em saúde no Estado, articuladas intersetorialmente, com participação social, capazes de intervir sobre os riscos e evitar o adoecimento dos trabalhadores e da população nesse território.


The magnitude of the environmental and social problems due to urbanization, industrialization and exhaustion of natural resources has shown an increase in the impact on health and environment. Paradoxically, the consumption patterns demand for the expansion in the industrial production based on the exploitation of the non-renewable resources, which technological risks, especially from the petrochemical industry, have put difficulties on the risk control and health surveillance. The petroleum refining is an activity potentially damageable to the environment and human health, particularly to workers. The main objective of this study was to characterize the scenarios of risk to environmental health due to an oil refinery installation in the Metropolitan Region of Recife (Pernambuco). Based on secondary data and literature review, a Social Reproduction Matrix was made contextualizing the problems in the biological, consciousness and conduct, economic, policy and ecological dimensions, enabling to presume the risks to support the health surveillance development and organization in the state, with intersectoriality, social participation, and able to intervene on risks and prevent diseases among the workers and people in the territory.


Subject(s)
Humans , Extraction and Processing Industry , Petroleum , Brazil , Environmental Health , Risk
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL