Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 9 de 9
Filter
Add filters








Type of study
Year range
1.
Texto & contexto enferm ; 26(2): e03040015, 2017. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | ID: biblio-962909

ABSTRACT

ABSTRACT Objective: identify relationships of association between the risk of falls in institutionalized elderly people with polypharmacy and polypathy, as well as to outline the epidemiological profile of its casuistry. Method: a prospective obseracional study with 271 elderly residents in long-stay institutions in the Federal District (Brazil). The date were a actualized by inferencial statistics. Results: a monitoring of elderly confirmed the association between polypathology and falls (p: 0.0028), however, it did not follow the trend of other studies in identifying polypharmacy as a risk factor for falls (p: 0.141). Among the most prevalent comorbidities, changes in blood pressure levels (77.4%), followed by Diabetes Mellitus (27.37%), depression (17.7%) and dementia (46.8%) may be highlighted. The most identified drugs were antihypertensives (73.8%), sleep inducers (61.2%), diuretics (50.1%) and antidepressants (34.3%). Conclusion: multiple disabilities associated with chronic-degenerative diseases and the chronic use of medications may interfere with the incidence of falls, ratifying factors related to the diagnosis of risk for falls presented in the NANDA-I Taxonomy I. This contribution to the nurses' diagnostic rationale ensures better evaluation of the elderly, ensuring a care plan focused on prevention and detection of risk conditions.


RESUMEN Objetivo: identificar relaciones de asociación entre riesgo de caída en adultos mayores institucionalizados con la polifarmacia y la polipatología, asi como trazar un perfil epidemiológico de esta casuística. Método: estudio prospectivo, observacional realizado con 271 ancianos residentes de instituciones a largo plazo del Distrito Federal. Los datos han sido actualizados por inferencial. Resultados: el acompañamiento de adultos mayores confirmó la asociación entre la polipatología y la caída (p: 0,0028), sin embargo no siguió la tendencia de otros estudios en identificar la polifarmacia como factor de riesgo de caída (p: 0,141). Entre las comorbidades más prevalentes se destacaron la alteración de los niveles tensionales (77,4%), seguida de la Diabetes Mellitus (23, 37%), depresión (17,7%) y demencia (46,8%). Los medicamentos más identificados fueron los anti-hipertensivos (73,8%), inductores del sueño (61,2%), diuréticos (50,1%) y antidepresivos (34,3%). Conclusión: que multiples incapacidades asociado a enfermedades crónico degenerativas y el uso crónico de medicamentos pueden interferir en la incidencia de caída, ratificando los factores relacionados al diagnóstico de Riesgo de Caída presente en la Taxonomia I de la NANDA-I. Esta contribución al raciocinio diagnostico del enfermero garantiza mejor evaluación del adulto mayor, garantizando un plano de cuidados vinculado a la prevención y detección de condiciones de riesgo.


RESUMO Objetivo: identificar relações de associação entre o risco de queda em idosos intitucionalizados com a polifarmácia e a polipatologia, bem como traçar o perfil epidemiológico desta casuística. Método: estudo prospectivo, observacional realizado com 271 idosos moradores de instituições de longa permanência do Distrito Federal. Os dados foram atualizados por estatística inferencial. Resultados: o acompanhamento dos idosos confirmou a associação entre a polipatologia e a queda (p: 0,0028), porém não seguiu a tendência de outros estudos em identificar a polifarmácia como fator de risco de queda (p: 0,141). Entre as comorbidades mais prevalentes destacou-se alteração dos níveis tensionais (77,4%), seguida de Diabetes Mellitus (27,37%), depressão (17,7%) e demência (46,8%). Já os medicamentos mais identificados foram os anti-hipertensivos (73,8%), indutores do sono (61,2%), diuréticos (50,1%) e antidepressivos (34,3%). Conclusão: que múltiplas incapacidades associado a doenças crônico-degenerativas e o uso crônico de medicamentos, podem interferir na incidência de queda, ratificando os fatores relacionados ao diagnóstico risco de queda presente na Taxonomia I da NANDA-I. Essa contribuição ao raciocínio diagnóstico do enfermeiro garante melhor avaliação do idoso, garantindo um plano de cuidados voltado a prevenção e detecção de condições de risco.

2.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 23(6): 1130-1138, Nov.-Dec. 2015. tab, graf
Article in Spanish, Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-767099

ABSTRACT

Objective: to determine the incidence of falls in elderly residents of long-stay institutions of the Federal District, to identify the aspects involved in the falls, in terms of risk factors, from the application of scales and the Taxonomy II of NANDA-I, and to define the level of accuracy with its sensitivity and specificity for application in the clinical nursing practice. Method: this was a cohort study with the evaluation of 271 elderly people. Cognition, functionality, mobility and other intrinsic factors were evaluated. After six months, the elderly people who fell were identified, with significance analysis then performed to define the risk factors. Results: the results showed an incidence of 41%. Of the 271 patients included, 69 suffered 111 episodes of falls during the monitoring period. Risk factors were the presence of stroke with its sequelae (OR: 1.82, 95% CI 1.01 - 3.28, p=.045), presenting more than five chronic diseases (OR: 2.82, 95% CI 1.43 - 5.56, p=.0028), foot problem (OR: 2.45, 95% CI 1.35 - 4.44, p=.0033) and motion (OR: 2.04, 95% CI 1.15 - 3.61, p=.0145). Conclusion: the taxonomy has high validity regarding the detection of elderly people at risk of falling and should be applied consistently in the clinical nursing practice.


Objetivo: conhecer a incidência de quedas em idosos residentes de instituições de longa permanência do Distrito Federal, identificar os aspectos que envolvem as quedas, quanto aos fatores de risco, a partir da aplicação de escalas e da Taxonomia II da NANDA-I e definir o nível de acurácia com sua sensibilidade e especificidade para aplicação na prática clínica do enfermeiro. Método: trata-se de uma coorte com avaliação de 271 idosos. Cognição, funcionalidade, mobilidade e outros fatores intrínsecos foram avaliados. Após seis meses, identificaram-se os idosos que apresentaram queda, realizando então análise de significância para definir os fatores de risco. Resultados: os resultados mostraram incidência de 41%, nos quais, dos 271 idosos avaliados, houve 69 idosos com 111 episódios de quedas no período de acompanhamento. Os fatores de risco foram a presença do acidente vascular encefálico com suas sequelas (OR: 1,82, IC 95% 1,01-3,28 e p=0,045), apresentar mais de cinco doenças crônico-degenerativas (OR: 2,82, IC 95% 1,43-5,56 e p=0,0028), problema nos pés (OR: 2,45, IC 95% 1,35-4,44 e p=0,0033) e marcha (OR: 2,04, IC 95% 1,15-3,61 e p=0,0145). Conclusão: a taxonomia tem ampla validade quanto à detecção do idoso com risco de queda, devendo ser aplicada constantemente na prática clínica do enfermeiro.


Objetivo: conocer la incidencia de caídas de ancianos residentes en instituciones de larga permanencia en el Distrito Federal; identificar los aspectos que participan en las caídas, en cuanto a los factores de riesgo, a partir de la aplicación de escalas y de la Taxonomía II de la NANDA-I; y definir el nivel de precisión de su sensibilidad y especificidad para aplicación en la práctica clínica del enfermero. Método: se trata de una cohortecon evaluación de 271 ancianos. Cognición, funcionalidad, movilidad y otros factores intrínsecos fueron evaluados. Después de seis meses, se identificaron los ancianos que presentaron caídas, realizando entonces el análisis de significación para definir los factores de riesgo. Resultados: los resultados mostraron incidencia de 41%, en los cuales, de los 271 ancianos evaluados, hubo 69 ancianos con 111 episodios de caídas en el período de acompañamiento. Los factores de riesgo fueron: presencia del accidente vascular encefálico con sus secuelas (OR: 1,82, IC 95% 1,01-3,28 y p=0,045); presentar más de cinco enfermedades crónicas degenerativas (OR: 2,82, IC 95% 1,43-5,56 y p=0,0028); problema en los pies (OR: 2,45, IC 95% 1,35-4,44 y p=0,0033); y marcha (OR: 2,04, IC 95% 1,15-3,61 y p=0,0145). Conclusión: la taxonomía tiene amplia validez para detectar al anciano con riesgo de sufrir una caída, debiendo ser aplicada constantemente en la práctica clínica del enfermero.


Subject(s)
Humans , Aged , Accidental Falls/statistics & numerical data , Institutionalization/statistics & numerical data , Nursing Diagnosis , Chronic Disease , Incidence , Reproducibility of Results , Risk Factors , Cohort Studies , Sensitivity and Specificity , Stroke/complications
3.
Rev. dor ; 16(3): 235-239, July-Sept. 2015. tab, ilus
Article in English | LILACS-Express | ID: lil-758122

ABSTRACT

ABSTRACTBACKGROUND AND OBJECTIVES:Spinal cord injury is a change in spinal canal structures and may induce motor, sensory, autonomic and psychoaffective changes. Trauma injury is the most prevalent. Neuropathic pain is more frequent in people with spinal cord injury and may be disabling. Pain development mechanism is poorly known being its management difficult for both patients and health professionals. This study aimed at identifying biopsychosocial characteristics associated to neuropathic pain in spinal cord trauma injury patients.CASE REPORTS:Sample was made up of 13 patients with spinal cord trauma injury and neuropathic pain, hospitalized for rehabilitation in a health institution. The following data collection tools were used: Douleur Neuropathique em 4 Questions Questionnaire and Brief Pain Inventory, in addition to demographic data. Most patients were male, mean age of 40 years, retired or unemployed. Most frequent cause of spinal cord injury was car accident, followed by firearm and falls. The thoracic segment was more commonly affected, with prevalence of incomplete injuries. Neuropathic pain onset was predominantly within six months after spinal cord injury. Pharmacological treatment was the most cited and considered very effective by 70% of those who use it. Cold and immobility were the most common factors worsening pain; physical activity and leisure were factors improving pain. Mood and general activities were those influenced the most by neuropathic pain.CONCLUSION:Spinal cord trauma injury dramatically changes patients’ lives, generating disastrous consequences for those suffering the injury, their families and for society. In this series, most patients were young males, victims of car accidents and with neuropathic pain negatively impacting mood and general activities.


RESUMOJUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:A lesão medular é uma alteração nas estruturas do canal medular, podendo ocasionar dificuldades motoras, sensitivas, autonômicas e psicoafetivas. A lesão traumática possui maior prevalência. A dor neuropática é a mais frequente em pessoas com lesão medular, podendo assumir aspecto incapacitante na vida dessas pessoas. É pouco compreendido o mecanismo de desenvolvimento dessa dor sendo seu tratamento de difícil manuseio para o indivíduo e para os profissionais de saúde. O objetivo deste estudo foi identificar as características biopsicossociais associadas à dor neuropática em pessoas com lesão medular traumática.RELATO DOS CASOS:A amostra foi composta por 13 pacientes com lesão medular traumática e dor neuropática, internados para reabilitação em uma instituição de saúde. Foram utilizados os instrumentos de coleta de dados: Questionário Douleur Neuropathique em 4 Questions, Inventário Breve da Dor, acrescentando os dados demográficos. A maioria dos pacientes era do gênero masculino, idade média de 40 anos, aposentados ou desempregados. A causa predominante da lesão medular foi acidente de trânsito, seguido de arma de fogo e queda. O segmento torácico foi o mais acometido, com prevalência de lesões incompletas. Predominou o início da dor neuropática em até seis meses após a lesão medular. O tratamento farmacológico foi o mais citado e considerado muito efetivo por 70% dos que o utilizam. O frio e a imobilidade prevaleceram como fatores de piora da dor; a atividade física e o lazer como fatores que melhoraram a dor. O humor e a atividade geral foram os mais influenciados pela presença da dor neuropática.CONCLUSÃO:A lesão medular traumática altera drasticamente a vida do paciente acometido, gerando consequências desastrosas para quem sofreu a lesão, para seus familiares e para a sociedade. Nesta série, a maioria foram homens jovens, vítimas de acidentes de trânsito e com dor neuropática que impactava negativamente o humor e as suas atividades gerais.

4.
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-794432

ABSTRACT

Conhecer a percepção de cuidadores informais sobre o cuidar de um familiaracometido por neoplasia maligna de cabeça e pescoço. Métodos: Estudo qualitativo realizadono período de março a maio de 2014, no ambulatório de radioterapia do Centro de AltaComplexidade em Oncologia (CACON) do Hospital Universitário de Brasília (HUB)-Brasil,baseado em entrevista semiestruturada com nove cuidadores. Os dados foram submetidos àAnálise de Conteúdo, sendo identificadas quatro unidades de significado: “Representação docâncer na família”, “O cuidado visto como dívida, recompensa individual ou reconstituiçãodo elo familiar”, “Repercussões do câncer na vida pessoal do cuidador” e “Rede e apoiosociais utilizados pelos cuidadores”. Resultados: Foram atribuídos ao câncer sentimentos detristeza e surpresa diante do diagnóstico, bem como a ideia de castigo. O cuidar foi visto comosatisfação pessoal, dever cumprido e oportunidade de reaproximação familiar. Sobrecarga emudança na rotina foram funções alteradas. Religiosidade, troca de experiência na sala deespera e apoio institucional apareceram como estratégias de enfrentamento. Conclusão: Aexperiência de cuidar de familiar com câncer de cabeça e pescoço tem interferência direta navida dos cuidadores. O acolhimento institucional ser apontado como uma estratégia dentro darede social reforça a importância de integrar os cuidadores como parte significativa do planode cuidados traçado pela equipe de saúde...


Subject(s)
Humans , Caregivers , Family Relations , Head and Neck Neoplasms , Neoplasms , Oncology Nursing
5.
Texto & contexto enferm ; 22(4): 1179-1186, out.-dez. 2013. ilus
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-701553

ABSTRACT

Objetivou-se realizar uma reflexão acerca da Teoria de Tornar-se Humano de Rosemarie Rizzo Parse, bem como, desenhar uma estrutura teórica aplicada ao processo de cuidar no âmbito da enfermagem ecológica. Trata-se de uma reflexão crítico-interpretativa, que utilizou o método de avaliação proposto por Meleis, restringindo-se à etapa de descrição, que considera a identificação de componentes estruturais e funcionais. Essa estratégia permitiu subsidiar a reflexão interpretativa da Teoria de Tornar-se Humano no contexto da enfermagem ecológica. Assim, foi possível dirigir a atenção aos significados de saúde e a qualidade de vida do indivíduo, para a priorização de valores e cuidados na área de enfermagem ecológica.


The objective was to conduct a reflection on the Theory of Human Becoming Rosemarie Rizzo Parse, as well as designing a theoretical framework applied to the process of caring in nursing ecological. It is a research and interpretative critical reflection, which used the evaluation method proposed by Meleis, restricted to the stage of description, which considers the identification of structural and functional components. This strategy allowed us to subsidize the reflection of the interpretive theory of Becoming Human Ecology in the context of nursing. Thus, it was possible to direct attention to the meanings of health and quality of life of the individual, the prioritization of values and nursing care in the area of ecology.


El objetivo fue llevar a cabo una reflexión sobre la Teoría de Convertirse Humano de Rosemarie Rizzo Parse, así como el diseño de un marco teórico aplicado al proceso de cuidar en enfermería ecológica. Es una reflexión crítica interpretativa, en que se utilizó el método de evaluación propuesto por Meleis, limitada a la etapa de descripción, que considera la identificación de los componentes estructurales y funcionales. Esta estrategia nos ha permitido subsidiar el reflejo de la teoría interpretativa de convertirse Humano en el contexto de la enfermería ecológica. Por lo tanto, ha sido posible dirigir la atención a los significados de la salud y la calidad de vida de la persona, para la priorización de los valores y los cuidados de enfermería en el área de ecología.

6.
Online braz. j. nurs. (Online) ; 9(1)abr. 2010. ilus, tab
Article in English | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-555404

ABSTRACT

Pressure Ulcers (PU) are ranked by the stage of presentation by NPUAP through I to IV, and since 2007 has included two new descriptors, in order to promote more reliable evaluation and classification of the stages of this type of injury. The research objectives were to identify nurses' knowledge about PU, in the aspects of identification, staging / classification and characterize this population. We used an instrument to collect data and applied to nurses in a public hospital on the Federal District, Brazil. The method used was descriptive and observational, with a convenience sample. Participants were 30 nurses, 63% female, mean age 35.8 years, 40% natural from Federal District, with experience in hospital and 9.6 years in average duration of training as nurse. Regarding knowledge about the new staging, only 7% were aware of the new nomenclature of the PU and 52% still used the previous classification. On the description or image remark about the stages of the PU, only in stage I we got the most correct answers, so for the other stages of the PU nurses were unable to describe or classify. It was evident that knowledge of nurses regarding the staging of the PU was outdated, so they should be encouraged to take training updates on the theme.


As Úlceras por Pressão (UPP) são classificadas conforme o estágio de apresentação segundo o NPUAP de I a IV, e a partir de 2007 incluiu mais dois novos descritores, a fim de favorecer a mais fidedigna avaliação e classificação dos estágios deste tipo de lesão. Os objetivos da pesquisa foram: identificar o conhecimento de enfermeiros sobre úlcera por pressão, nos aspectos de identificação, estadiamento/classificação e caracterizar esta população. Foi utilizado um instrumento de coleta de dados e aplicado aos enfermeiros de um hospital público, no Distrito Federal, no Brasil. O método utilizado foi a pesquisa descritiva e observacional, com amostra por conveniência. Participaram 30 enfermeiros, 63 % do sexo feminino, média de idade de 35,8 anos, 40% naturais do Distrito Federal, com experiência na área hospitalar e tempo médio de formação como enfermeiro de 9,6 anos. Quanto ao conhecimento sobre os novos estadiamentos, somente 7% tinham conhecimento da nova nomenclatura da UPP e 52% ainda utilizou a classificação antiga. Sobre a descrição ou observação de imagens sobre os estágios da UPP, somente no estágio I obtivemos respostas corretas, sendo que para os outros estágios da UPP os enfermeiros não souberam descrever ou classificar. Ficou evidente que o conhecimento dos enfermeiros em relação aos estadiamentos da UPP está desatualizado, devendo ser incentivadas capacitações e atualizações sobre o tema.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Knowledge , Nursing Care , Nursing , Pressure Ulcer
7.
Article in English | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-555405

ABSTRACT

Managing is a process of care, plan, organize, coordinate and evaluate the practice of nursing, where the essence of nursing care is provided to customers using management models of care. The main objective was to identify the care management models used in practice by nurses in a private hospital. The method used was funded through a phenomenological qualitative research, through semi-structured interview, with descriptive analysis. The sample was 11 nurses, mean age of 38.83 years, 64% women, mean 5.81 years of training. Of this sample, 45.45% defined care management as "planning, models of care and use of rules and routines," which highlights the preoccupation with "form of care." As to the management model of care most often cited by the sample studied, prevailed Nursing Team, which highlighted the difficulties for this model: the lack of time available for the nurse leader to devote care to their clients and possible lack of continuity care planned. We conclude that the application of the care management model superimposes the bureaucratic action of nurses and that further studies are needed on the subject.


Na prática da enfermagem, os atos de gerenciamento envolvem processos de cuidar, planejar, organizar e avaliar, onde a essência da assistência reside nos cuidados prestados aos clientes utilizando modelos de gerenciamento do cuidado. O objetivo principal deste trabalho foi identificar os modelos de gerenciamento do cuidado utilizados na prática por enfermeiros de um hospital privado. O método utilizado foi a pesquisa qualitativa fenomenológica, por meio da entrevista semi-estruturada, com análise descritiva. A amostra foi de 11 enfermeiros, média de idade de 38,83 anos, 64% mulheres, tempo médio de atuação foi de 5,81 anos. Dessa amostra, 45,45% definiram gerenciamento do cuidar como “planejamento, modelos de cuidados e uso de normas e rotinas”, o que evidencia a preocupação com a “forma do cuidar”. Quanto ao modelo de gerenciamento do cuidado mais citado pela amostra estudada, prevaleceu o de “Enfermagem em Equipe”, sendo ressaltadas as dificuldades com relação a esse modelo: a falta de tempo disponível para o enfermeiro líder dedicar os cuidados aos seus clientes e possível falta de continuidade dos cuidados planejados. Concluímos que a aplicação do modelo de gerenciamento do cuidado sobrepõe à ação burocrática do enfermeiro e que novos estudos sobre o tema são necessários.


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Nursing Care , Models, Nursing , Nursing Services
8.
Rev. latinoam. enferm ; 5(4): 91-9, out. 1997. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-218304

ABSTRACT

O presente estudo tem por objetivo descrever os diagnósticos de enfermagem mais frequentes encontrados em um grupo de clientes com alteraçöes hematológicas. Utilizou-se a Taxonomia I, proposta pela North American Nursing Diagnosis (NANDA), para o direcionamento da pesquisa. A amostra compreendeu 14 clientes, sendo identificados 16 diagnósticos de enfermagem com frequência igual ou superior a 50,0 por cento. Recomenda-se a realizaçäo de outros estudos para melhor definiçäo do perfil diagnóstico dessa clientela.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Nursing Diagnosis/classification , Hematologic Diseases
9.
Ribeiräo Preto; s.n; 1992. 279 p. ilus, tab.
Thesis in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-129532

ABSTRACT

Realizou-se o presente estudo, do tipo descritivo, com os objetivos de: analisar a aplicaçäo do Processo de Enfermagem, fundamentado no referencial teórico de Imogene King, em clientes hematológicos hospitalizados; relacionar o perfil da amostra à abordagem sistêmica; identificar os problemas e diagnósticos de enfermagem mais frequentes; analisar a incorporaçäo da Taxionomia I de diagnósticos (NANDA, 1990) ao modelo de King (1981); relacionar os diagnósticos de enfermagem identificados com os padröes de respostas humanas da NANDA e com os sistemas referidos por King; e propor classificaçäo dos diagnósticos baseada nos pressupostos de King e DOENGES & MOORHOUSE (1991). Os dados, coletados a partir da aplicaçäo do Processo de Enfermagem/Modelo King, pela própria autora, em 14 clientes, evidenciaram: complexidade de variáveis bio-sociais; identificaçäo de 111 problemas e 50 diagnósticos de enfermagem, sendo que 15 diagnósticos ocorreram na maioria dos clientes da amostra; distribuiçäo predominante de diagnósticos no Sistema Pessoal (36) em relaçäo ao Interpessoal (10) e Social (04). A incorporaçäo da Taxonomia I da NANDA ao modelo de King mostrou-se satisfatória sendo possível a substituiçäo da lista de problemas face à identificaçäo das características definidoras dos diagnósticos. A classificaçäo em Sistemas facilitou o uso dos diagnósticos de enfermagem. Finaliza-se com uma proposta de classificaçäo, dos diagnósticos identificados, em três níveis (Sistema/Divisäo Diagnóstica/Diagnóstico de Enfermagem) para ser incorporada ao Modelo de King.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Nursing Process , Nursing Diagnosis , Hematologic Diseases , Hospitals, General , Nurse-Patient Relations
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL