Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 6 de 6
Filter
Add filters








Year range
1.
Texto & contexto enferm ; 29: e20190025, Jan.-Dec. 2020.
Article in English | LILACS-Express | ID: biblio-1094547

ABSTRACT

ABSTRACT Objective: to analyze the perceptions of the family members of users of a children's psychosocial care center, regarding the facilitating factors and the difficulties in the communication with the health professionals. Method: a qualitative and descriptive study conducted with 25 family members of users of a children's psychosocial care center in a city of Minas Gerais (Brazil). Data collection took place between April and July 2017 using focus groups and a semi-structured script for the implementation of group sessions. Data was analyzed according to content analysis, thematic category. Results: two categories emerged from the analysis: Professional-Family relationship and Suggestions to enhance communication, which included practicalities and difficulties in communication. The data showed that the professional-family relationship refers to the professionals' positive actions, which facilitate communication, and to their negative actions, which means offering a distant and dehumanized care and failing to provide guidance. The suggestions to enhance communication were directed to the interventions focused on the family and on the dynamics and management of the service. Conclusion: there is a need for collaboration among management, staff and family members, which can contribute to a better health care and to building more solidary and dialogical relationships.


RESUMEN Objetivo: analizar las percepciones de los familiares de los usuarios de un centro de atención psicosocial infanto-juvenil, en relación con los factores facilitadores y las dificultades de la comunicación con los profesionales de la salud. Método: estudio cualitativo y descriptivo realizado con 25 familiares de usuarios de un centro de atención psicosocial infanto-juvenil en un municipio de Minas Gerais (Brasil). Los datos se recolectaron entre los meses de abril y junio de 2017 por medio de grupos focalizados, con la aplicación de un guión semiestructurado para desarrollar las sesiones grupales. Los datos se analizaron conforme al análisis de contenido, con la modalidad temática. Resultados: a partir del análisis surgieron dos categorías: Relación profesional-familia y Sugerencias para potenciar la comunicación; ambas abarcaron facilidades y dificultades en la comunicación. Los datos evidenciaron que la relación profesional-familia se refiere tanto a las acciones positivas de los profesionales, que facilitan la comunicación, como a sus acciones negativas, que significan ofrecer una atención distante y poco humanizada con escasa orientación. Las sugerencias para potenciar la comunicación estuvieron dirigidas a las intervenciones enfocadas en la familia y en la dinámica y organización del servicio. Conclusión: se hace evidente que es necesaria una aproximación entre la administración, el equipo de profesionales y los familiares, lo que puede ayudar a mejorar los cuidados en salud y hacer posible que se establezcan relaciones más solidarias y con más diálogo.


RESUMO Objetivo: analisar as percepções dos familiares de usuários de um centro de atenção psicossocial infantojuvenil, em relação aos fatores facilitadores e dificultadores da comunicação com os profissionais de saúde. Método: estudo qualitativo, descritivo, realizado com 25 familiares de usuários de um centro de atenção psicossocial infantojuvenil, em um município de Minas Gerais (Brasil). A coleta de dados ocorreu entre os meses de abril a julho de 2017, por meio de grupos focais, aplicando-se roteiro semiestruturado para desenvolvimento das sessões grupais. Os dados foram analisados segundo a análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: da análise emergiram duas categorias: Relação profissional-família e Sugestões para potencializar a comunicação, as quais abrangeram facilidades e dificuldades na comunicação. Os dados evidenciaram que a relação profissional-família diz respeito às ações positivas dos profissionais que facilitam a comunicação, e às ações negativas atuação distante, pouco humanizado, com escassez de orientação. As sugestões para potencializar a comunicação foram direcionadas às intervenções focadas na família e na dinâmica e organização do serviço. Conclusão: evidencia-se a necessidade de aproximação entre gerência, equipe de profissionais e familiares; o que pode contribuir para melhoria do cuidado em saúde e para a construção de relações mais solidárias e dialógicas.

2.
Texto & contexto enferm ; 29: e20190025, Jan.-Dec. 2020.
Article in English | LILACS-Express | ID: biblio-1059133

ABSTRACT

ABSTRACT Objective: to analyze the perceptions of the family members of users of a children's psychosocial care center, regarding the facilitating factors and the difficulties in the communication with the health professionals. Method: a qualitative and descriptive study conducted with 25 family members of users of a children's psychosocial care center in a city of Minas Gerais (Brazil). Data collection took place between April and July 2017 using focus groups and a semi-structured script for the implementation of group sessions. Data was analyzed according to content analysis, thematic category. Results: two categories emerged from the analysis: Professional-Family relationship and Suggestions to enhance communication, which included practicalities and difficulties in communication. The data showed that the professional-family relationship refers to the professionals' positive actions, which facilitate communication, and to their negative actions, which means offering a distant and dehumanized care and failing to provide guidance. The suggestions to enhance communication were directed to the interventions focused on the family and on the dynamics and management of the service. Conclusion: there is a need for collaboration among management, staff and family members, which can contribute to a better health care and to building more solidary and dialogical relationships.


RESUMEN Objetivo: analizar las percepciones de los familiares de los usuarios de un centro de atención psicosocial infanto-juvenil, en relación con los factores facilitadores y las dificultades de la comunicación con los profesionales de la salud. Método: estudio cualitativo y descriptivo realizado con 25 familiares de usuarios de un centro de atención psicosocial infanto-juvenil en un municipio de Minas Gerais (Brasil). Los datos se recolectaron entre los meses de abril y junio de 2017 por medio de grupos focalizados, con la aplicación de un guión semiestructurado para desarrollar las sesiones grupales. Los datos se analizaron conforme al análisis de contenido, con la modalidad temática. Resultados: a partir del análisis surgieron dos categorías: Relación profesional-familia y Sugerencias para potenciar la comunicación; ambas abarcaron facilidades y dificultades en la comunicación. Los datos evidenciaron que la relación profesional-familia se refiere tanto a las acciones positivas de los profesionales, que facilitan la comunicación, como a sus acciones negativas, que significan ofrecer una atención distante y poco humanizada con escasa orientación. Las sugerencias para potenciar la comunicación estuvieron dirigidas a las intervenciones enfocadas en la familia y en la dinámica y organización del servicio. Conclusión: se hace evidente que es necesaria una aproximación entre la administración, el equipo de profesionales y los familiares, lo que puede ayudar a mejorar los cuidados en salud y hacer posible que se establezcan relaciones más solidarias y con más diálogo.


RESUMO Objetivo: analisar as percepções dos familiares de usuários de um centro de atenção psicossocial infantojuvenil, em relação aos fatores facilitadores e dificultadores da comunicação com os profissionais de saúde. Método: estudo qualitativo, descritivo, realizado com 25 familiares de usuários de um centro de atenção psicossocial infantojuvenil, em um município de Minas Gerais (Brasil). A coleta de dados ocorreu entre os meses de abril a julho de 2017, por meio de grupos focais, aplicando-se roteiro semiestruturado para desenvolvimento das sessões grupais. Os dados foram analisados segundo a análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: da análise emergiram duas categorias: Relação profissional-família e Sugestões para potencializar a comunicação, as quais abrangeram facilidades e dificuldades na comunicação. Os dados evidenciaram que a relação profissional-família diz respeito às ações positivas dos profissionais que facilitam a comunicação, e às ações negativas atuação distante, pouco humanizado, com escassez de orientação. As sugestões para potencializar a comunicação foram direcionadas às intervenções focadas na família e na dinâmica e organização do serviço. Conclusão: evidencia-se a necessidade de aproximação entre gerência, equipe de profissionais e familiares; o que pode contribuir para melhoria do cuidado em saúde e para a construção de relações mais solidárias e dialógicas.

3.
Rev. eletrônica enferm ; 17(2): 257-268, 20150431.
Article in English, Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-832468

ABSTRACT

Objetivou-se compreender a violência escolar na perspectiva dos diferentes atores de uma instituição de ensino, no que se refere às manifestações, causas e consequências. Pesquisa qualitativa cujos dados foram obtidos por entrevistas com 27 atores de uma escola pública e submetidos à análise de conteúdo temática. Das falas emergiram as categorias Manifestações da Violência Escolar e Causas e Consequências da Violência Escolar. Os participantes destacaram fatos nos quais se configuravam como vítimas e apontaram manifestações da violência ͞na͟, ͞da͟e ͞à͟escola. Relacionaram a gênese da violência aos aspectos relacionais/sociais e, as consequências aos agressores, às vítimas e à própria escola. A compreensão da violência escolar a partir da perspectiva dos diferentes atores possibilitou compreender a complexidade do fenômeno e a importância do desenvolvimento de ações não apenas de profissionais da área da Educação, mas sim de equipes multiprofissionais e intersetoriais visando a prevenção e enfrentamento da violência escolar.


This study set out to understand school violence from the perspective of different agents of an educational institution, using qualitative research with data obtained through interviews with 27 actors in a public school and submitted to thematic content analysis. The categories Manifestations of School Violence and School Violence Causes and Consequences emerged from the conversation. Participants highlighted situations in which they portrayed themselves as victims, pointed out manifestations of violence ͞in,͟͞from,͟ and ͞towards͟ school. They related the genesis of violence to relational/social aspects, and the consequences to offenders, victims, and the school itself. The understanding of school violence from the perspective of different stakeholders enabled us to understand the complexity of the phenomenon and the importance of developing actions not only from education professionals, but from multidisciplinary and intrasectoral teams aiming to prevent and work against school violence.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Child , Adolescent , Student Health , Violence
4.
Interface comun. saúde educ ; 18(51): 723-735, Oct-Dec/2014. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-725476

ABSTRACT

Atualmente, a violência envolvendo adolescentes configura-se como um problema de saúde pública presente em diferentes espaços sociais, inclusive na escola. Este estudo tem como objetivo descrever e analisar o processo de enfrentamento da violência escolar na perspectiva dos diferentes atores de uma comunidade escolar. Participaram do estudo 27 atores, entre: gestores, professores, alunos, auxiliares de serviços gerais e pais de alunos de uma escola pública. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e analisados por intermédio de análise de conteúdo depois de transcritas. Identifica-se que os procedimentos adotados na escola, em casos de violência, pelos diferentes atores, expressam as dificuldades e as estratégias relacionadas às experiências e aos papéis desempenhados por cada um. Aponta-se a potencialidade da construção e fortalecimento do diálogo entre os diferentes atores da comunidade escolar e de uma rede de enfrentamento intersetorial...


Violence involving adolescents today is apublic health problem present in varioussocial spaces, including schools. This study had the aim of describing and analyzing the process of coping with violence in schools from the perspectives of different players within the school community. There were 27 participants in the study, includingmanagers, teachers, students, generalservice assistants and parents of students at a public school. Data were gathered through semi-structured interviews and, after transcription, these data were analyzed through content analysis. It was found that the procedures adopted by the different players in the school, in cases of violence, expressed the difficulties. Thestrategies related to the experiences androles played by each of them. The potential to construct and strengthen dialogue between the different players of the school community and within an intersectoral coping network was shown...


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Intersectoral Collaboration , School Health Services , Violence
5.
Cogitare enferm ; 17(2): 217-223, abr.-jun. 2012. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-693663

ABSTRACT

A violência sexual infanto-juvenil é um fenômeno demarcado pela multiplicidade de fatores cujo enfrentamento requer participação de diferentes atores/setores sociais. Esta pesquisa, descritiva e exploratória, objetivou identificar as dificuldades, pessoas e/ou instituições envolvidas e estratégias de enfrentamento da violência na perspectiva de 57 participantes do Curso de Formação do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-juvenil. Os dados foram coletados por meio de questionário, analisados por análise de conteúdo e descritos por frequência de aparição. Aspectos culturais, familiares e políticos constituíram as principais dificuldades encontradas; a rede de atendimento apareceu com maior frequência como responsável pelo enfrentamento envolvendo ações preventivas à violência infanto-juvenil e ao fortalecimento da rede de proteção. Os dados corroboraram a necessidade de propostas e estratégias de enfrentamento do fenômeno que abordem a formação dos profissionais que compõem a rede de proteção de crianças/adolescentes.


Child and youth sexual violence is a phenomenon characterized by the multiplicity of factors whose confronting requires the participation of different actors and social sectors. This descriptive and exploratory research aimed to identify the difficulties, people and/or institutions involved and the strategies for dealing with violence from the perspective of 57 participants in the training course for the Integrated Actions Referring to Confronting Child and Youth Sexual Violence Program. The data was collected by means of a questionnaire, was analyzed by content analysis and described by frequency of apparition. Cultural, family and political aspects were the principal difficulties met; the care system appeared with the highest frequency as responsible for confrontation involving actions aimed at preventing child-youth violence and strengthening of the protection network. The data supported the need for proposals and strategies for confronting the phenomenon which affect the training of the professionals who make up the network for the protection of children and adolescents.


La violencia sexual infantojuvenil es un fenómeno demarcado por la multiplicidad de factores cuyo afrontamiento necesita la participación de diferentes actores/sectores sociales. Esta investigación, descriptiva y exploratoria, tuvo el objetivo de identificar las dificultades, personas y/o instituciones involucradas y estrategias de afrontamiento de la violencia en la perspectiva de 57 participantes del Curso de Formación del Programa de Acciones Integradas y Referenciales de Afrontamiento a la Violencia Sexual Infantojuvenil. Los datos fueron recogidos por medio de cuestionario, analizados por análisis de contenido y descriptos por frecuencia en que aparecieron. Aspectos culturales, familiares y políticos constituyeron las principales dificultades encontradas; la red de atendimiento apareció con mayor frecuencia como responsable por el afrontamiento involucrando acciones preventivas a la violencia infantojuvenil y al fortalecimiento de la red de protección. Los datos corroboraron la necesidad de propuestas y estrategias de afrontamiento del fenómeno sobre la formación de los profesionales que componen la red de protección de niños/adolescentes.

6.
Physis (Rio J.) ; 20(3): 1017-1054, 2010. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-566276

ABSTRACT

A violência, atualmente entendida como um dos maiores problemas de saúde pública mundial e cuja magnitude cresce vertiginosamente, tem sido alvo de discussões e intervenções que se explicitam tanto nos debates cotidianos da mídia, quanto nas produções divulgadas nos meios acadêmico e científico. Considerando a velocidade crescente da produção e divulgação do conhecimento científico e a necessidade de se aprofundar a discussão do fenômeno na realidade brasileira, neste trabalho objetivou-se analisar a produção científica publicada em periódicos nacionais da área da saúde sobre o tema violência e saúde de 2003 a 2007. Os dados foram coletados na base de dados LILACS e sistematizados em um protocolo no qual foram alocadas as variáveis de estudo. O processo de análise de dados, realizado através da estatística descritiva e análise de conteúdo na modalidade temática, possibilitou a constatação da pulverização do estudo sobre a violência nos periódicos da saúde, principalmente naqueles direcionados para a saúde pública. A partir de diferentes tipos e abordagens de pesquisa, os autores direcionaram sua atenção para o estudo de temáticas relacionadas às Construções Teórico-Metodológicas; Violência e Gênero; Violência e Infância e Adolescência; Violência contra Idosos; e Violência em Situações Específicas. Foi possível identificar, no período estudado, lacunas na produção do conhecimento em saúde sobre a violência direcionada a grupos especialmente vulneráveis ao fenômeno, bem como sobre a análise da efetividade de estratégias de enfrentamento.


Violence is nowadays understood as one of the largest public health problems worldwide, whose magnitude grows vertiginously, and is subject of discussion and interventions that in the media in general, as in academic publications. Considering the increasing speed of production and spread of scientific knowledge and the need to discuss the phenomenon in the Brazilian reality, we intended to analyze the scientific production published in national health journals about violence and health matters from 2003 to 2007. Data were collected from Lilacs database and organized in a protocol in which the study variables were inserted. The process of data analyses was conducted through descriptive statistics and content analyses used the theme modality, attesting the pulverization of studies on violence in health journals, mainly in those concerned with public health. Based on different kinds of approaches, the authors were concerned with the study of themes related to theoretical-methodological constructions; violence and gender; violence and childhood; violence against the elderly; violence in specific contexts, violence and the world of work. It was possible to identify, in the period studied, gaps in knowledge production on health about violence against especially vulnerable groups, as well as the analysis of the effectiveness of strategies to fight this situation.


Subject(s)
Humans , Child Abuse , Elder Abuse , Health Research Evaluation , Social Problems , Violence Against Women , Violence/statistics & numerical data , Population Groups , Population Studies in Public Health
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL