Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 4 de 4
Filter
Add filters








Year range
1.
Ciênc. rural ; 39(6): 1715-1720, set. 2009. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-525257

ABSTRACT

O cultivo de adubos verdes no sistema produtivo tem por objetivo o fornecimento de nitrogênio ao solo. Porém, muitas vezes os benefícios não são a curto prazo. Nesse sentido, acompanhar a taxa de fornecimento de nitrogênio proveniente dos resíduos ao longo dos anos se faz necessário. O objetivo do trabalho foi avaliar o aproveitamento do nitrogênio residual no solo do adubo verde (Crotalaria juncea L.)-15N e da uréia-15N, em fertilização conjugada e separada, no segundo ano de cultivo pelo trigo (Triticum aestivum L.). O experimento foi desenvolvido em vasos com 4kg de solo (Latossolo Vermelho distrófico típico), em delineamento inteiramente casualizado com cinco tratamentos e quatro repetições. As quantidades de 15N residual do primeiro cultivo eram: Uréia-15N (11,2mg kg-1 de 15N); Crotalária juncea-15N (85mg kg-1de 15N); Uréia-15N+crotalária (19,8mg kg-1 de 15N); Crotalária juncea-15N+uréia (81,6mg kg-1de 15N); Controle (sem adição de fontes de N). Todos os tratamentos receberam 36mg kg-1 de N-uréia (sem marcação) em cobertura. Foram avaliados a recuperação do 15N residual das fontes, a massa de matéria seca, a concentração e o conteúdo de N nas plantas. A recuperação do N-uréia residual aplicado isoladamente foi superior quando comparada à recuperação do N-crotalária ou crotalária mais uréia, sem, contudo, influenciar o acúmulo de massa e a nutrição das plantas de trigo. No sistema solo-planta, a porcentagem de recuperação do N-crotalária foi igual ao N-uréia. Após dois anos de cultivo do solo em vasos sem aparentes perdas por percolação e lixiviação, em torno de 26 por cento do N-uréia e 75 por cento do N-crotalária aplicados no primeiro cultivo ainda se encontram no solo, evidenciando o benefício da incorporação de adubo verde no fornecimento de N gradativamente ao sistema.


The cultivation of green manures in the production system aims to supply nitrogen to the soil, but often the benefits are not in the short term. In this sense, to accompany the rate of nitrogen supply from the residues over the years is necessary. The aim of this research was to evaluate the use of green manure nitrogen (Crotalaria juncea L.)-15N and urea-15N in conjugated and separate fertilization in the previous cultivation by the wheat (Triticum aestivum L.). The experiment was carried out in pots with 4kg of a Rhodic Hapludox in the completely randomized design with 5 treatments and 4 replicates. The quantities of residual N of the first crop were: Urea-15N (11.2mg kg-1 de 15N); Crotalaria juncea-15N (85.0mg kg-1de 15N); Urea-15N+crotalária (19.8mg kg-1 de 15N); Crotalaria juncea-15N+urea (81.6mg kg-1de 15N); Control (without source with N). All the treatments received 36.0mg kg-1 of N-urea in the topdressing. Evaluated the recovery of residual 15N sources, the dry weight, the concentration and content of N in plants. The N-urea recovery isolated was larger compared to N-crotalária or N-crotalária with urea, without, however, influence the accumulation of weight and nutrition of plants of wheat. In the system soil-plant, the recovery percentage of the N-crotalária was similar to the N-urea. After two years of cultivation in pots without apparent loss by percolation and leaching around 26 percent of the N-urea and 75 percent of the N-crotalaria applied the first crop are in the soil, showing the benefit of the incorporation of green manure in the supply of N to the system gradually.

2.
An. acad. bras. ciênc ; 80(4): 749-761, Dec. 2008. ilus, graf, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-497117

ABSTRACT

This work aimed to evaluate density of associative diazotrophic bacteria populations in soil and grass root samples from heavy metal contaminated sites, and to characterize isolates from these populations, both, phenotypically (Zinc, Cadmium and NaCl tolerance in vitro, and protein profiles) and genotypically (16S rDNA sequencing), as compared to type strains of known diazotrophic species. Densities were evaluated by using NFb, Fam and JNFb media, commonly used for enrichment cultures of diazotrophic bacteria. Bacterial densities found in soil and grass root samples from contaminated sites were similar to those reported for agricultural soils. Azospirillum spp. isolates from contaminated sites and type strains from non-contaminated sites varied substantially in their in vitro tolerance to Zn+2 and Cd+2, being Cd+2 more toxic than Zn+2. Among the most tolerant isolates (UFLA 1S, 1R, S181, S34 and S22), some (1R, S34 and S22) were more tolerant to heavy metals than rhizobia from tropical and temperate soils. The majority of the isolates tolerant to heavy metals were also tolerant to salt stress as indicated by their ability to grow in solid medium supplemented with 30 g L-1 NaCl. Five isolates exhibited high dissimilarity in protein profiles, and the 16S rDNA sequence analysis of two of them revealed new sequences for Azospirillum.


Objetivou-se avaliar a densidade de populações de bactérias diazotróficas associativas em amostras de solos e de raízes de gramíneas oriundas de sítios contaminados com metais pesados, e caracterizar isolados destas populações através da análise fenotípica (tolerância aos metais pesados zinco e cádmio e à NaCl in vitro, perfis protéicos), e genotípica (seqüenciamento de 16S rDNA), comparados às estirpes tipo das mesmas espécies. As densidades foram avaliadas nos meios NFb, Fam e LGI, comumente utilizados para culturas de enriquecimento de populações de bactérias diazotróficas associativas. As densidades encontradas em amostras de solo e raiz de sítios contaminados foram semelhantes àquelas relatadas na literatura para solos agrícolas. Isolados de Azospirillum spp. de solos contaminados e estirpes tipo oriundas de solos não contaminados variaram substancialmente com relação à tolerância a Zn+2 e Cd+2, sendo que Cd+2 mais tóxico que Zn+2. Dentre os isolados mais tolerantes (UFLA 1S, 1R, S181, S34, e S22), alguns(1R, S34 e S22) foram mais tolerantes a metais pesados que rizóbios isolados de solos de áreas tropicais e temperadas. A maioria dos isolados mais tolerantes a metais pesados também foi tolerante ao estresse salino, o que foi indicado por seu crescimento em meio sólido suplementado com 30 g L-1 de NaCl in vitro. Cinco isolados apresentaram alta dissimilaridade em perfis protéicos e o seqüenciamento do gene 16S rDNA em dois deles revelou que apresentam novas seqüências de Azospirillum.


Subject(s)
Azospirillum/drug effects , Burkholderia/drug effects , Herbaspirillum/drug effects , Metals, Heavy/toxicity , Plant Roots/microbiology , Poaceae/microbiology , Soil Microbiology , Azospirillum/genetics , Azospirillum/growth & development , Burkholderia/genetics , Burkholderia/growth & development , Colony Count, Microbial , DNA, Bacterial/genetics , Drug Resistance, Bacterial/genetics , Genotype , Herbaspirillum/genetics , Herbaspirillum/growth & development , Metals, Heavy/analysis , Phenotype , /genetics
3.
Ciênc. rural ; 36(4): 1106-1111, jul.-ago. 2006. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-432524

ABSTRACT

A forma mais conhecida de saída de nitrogênio dos agroecossistemas é a perda por volatilização de amônia do solo; entretanto, um ponto pouco avaliado e quantificado é a perda de amônia pela parte aérea dos vegetais. Neste contexto, conduziu-se um experimento com objetivo de quantificar alterações nas quantidades de nitrogênio, em diferentes estádios de desenvolvimento da cultura do trigo, como indicativo de possíveis perdas de amônia pela parte aérea. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, num esquema fatorial 2 x 3 (dois níveis de N: 180 e 300mg de N vaso-1, e três épocas de colheita: pré-antese, pós-antese e maturidade), com quatro repetições, totalizando 24 parcelas. Utilizaram-se vasos contendo 4kg de um Latossolo Vermelho distrófico típico. A fertilização nitrogenada foi realizada com sulfato de amônio marcado a 3 por cento em átomos de 15N. Foram verificadas reduções do N do fertilizante acumulado nas plantas de trigo, que podem estar relacionadas às perdas de N-NH3 pela parte aérea. Essas perdas foram de 25mg vaso-1 (aproximadamente 12kg ha-1 de N) e 36mg vaso-1 (aproximadamente 18kg ha-1 de N) no menor e no maior nível de fertilização, respectivamente. As maiores perdas ocorreram na pós-antese e na maturidade, com 8,4 e 6,8 por cento do N total aplicado para a menor e a maior dose.


Subject(s)
Agricultural Cultivation , Ammonia , Soil , Triticum/growth & development
4.
Ciênc. rural ; 36(2): 460-467, mar.-abr. 2006. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-423184

ABSTRACT

Nos últimos anos, tem-se procurado elevar os teores de C orgânico do solo e, ao mesmo tempo, aumentar a produtividade das culturas. Neste contexto, o sistema semeadura direta (SSD) tem importante participação, principalmente na região dos Cerrados. Entretanto, para se alcançar altas produtividades, as gramíneas requerem a adição de doses elevadas de adubos nitrogenados. Este trabalho teve por objetivo avaliar as alterações no solo decorrentes da aplicação de palha e de N em solo cultivado com milho por 10 anos (1991-2001) em SSD. O experimento foi desenvolvido na Embrapa-Milho e Sorgo, em Sete Lagoas-MG, em um Latossolo Vermelho distrófico típico sob cerrado. Os tratamentos constaram da combinação de palha sobre o solo (0, 3, 6, 9 e 12Mg ha-1 de matéria seca) dispostas nas parcelas, e de cinco níveis de N aplicados em cobertura (0, 40, 80, 120 e 160kg ha-1), na forma de uréia, dispostos nas subparcelas. Foram realizadas duas coletas de solo (antes e após uma calagem), nas profundidades de 0-0,025; 0,025-0,05; 0,05-0,10; 0,10-0,20; 0,20-0,40m. Análises químicas e físicas de rotina foram efetuadas usando-se métodos padrões. Os teores de C orgânico e de K foram influenciados pelas doses de palha e aumentaram à medida que se aumentou a aplicação de palha sobre o solo. A variação nas doses de N promoveu alterações no pH, nos teores de Ca, Mg e nas saturações por bases e por Al até a profundidade de 0,20m. A calagem superficial promoveu o aumento do pH do solo em profundidade e dos teores de Ca, até 0,20m, provavelmente devido à alta pluviosidade no período pós-calagem (1600mm em oito meses).


Subject(s)
Agriculture , Nitrogen/administration & dosage , Nitrogen/adverse effects , Panicum/adverse effects , Soil
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL