Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 6 de 6
Filter
Add filters








Year range
1.
REME rev. min. enferm ; 21: [1-8], 2017. ilus, tab
Article in English, Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-907963

ABSTRACT

Objetivo: estimar a prevalência, conhecimento e tratamento da hipertensão arterial sistêmica, comparando as características associadas ao não controle da pressão arterial entre população hipertensa urbana e rural de um município de pequeno porte do interior de Minas Gerais. Material e métodos: estudo epidemiológico com 1.528 residentes do município de Sacramento-MG, Brasil. Foram coletadas variáveis socioeconômicas e comportamentais, dificuldades de utilização dos serviços de saúde e realização da medida da pressão arterial. Para analisar a associação entre a variável dependente (não controle da pressão arterial) e demais variáveis, utilizou-se o teste qui-quadrado de Pearson e calculou-se a Odds Ratio. O nível de significância adotado foi de α = 0.05. Resultados: foram entrevistados 153 sujeitos residentes da área rural e 1.375 da área urbana. A prevalência da hipertensão foi de 38,6%, sendo 38,6% na área urbana e 38,5% na área rural. Entre os hipertensos (n=590), 91,5% sabiam dessa condição; 90,6% estavam em tratamento e 52,6% apresentaram a pressão arterial controlada. Tinham associação com o não controle da pressão arterial: consumo de bebida alcoólica (p=0,001), dificuldade de seguir a prescrição medicamentosa (p=0,000), não comparecimento às consultas médicas de rotina (p=0,005). Conclusões: a hipertensão arterial revelou-se de alta prevalência e importante problema de saúde pública também em um município de pequeno porte do interior do país.


Background: Hypertension is considered a public health problem due to its high prevalence and control difficulties. Objectives: To estimate theprevalence of hypertension and evaluate the main characteristics associated with failure to control blood pressure comparing rural with the urbanpopulation. Materials and Methods: An epidemiological study of 1528 adult residents of the city of Sacramento/Minas Gerais/Brazil. Were collectedduring home visits, socioeconomic and behavioral variables, the following characteristics of drug treatment, difficulties in using the health andachievement of blood pressure measurement services. To analyze the association between the dependent variable (not blood pressure control)and other variables we used the chi-square test of Pearson and the Odds Ratio. The level of significance was set at α = 0.05, Results: 153 subjectsresiding in rural areas and 1375 in urban area were interviewed. The prevalence of hypertension in the city was 38.6% and 38.6% in urban areasand 38.5 % in rural areas. Among hypertensive patients (n = 590), 91.5% were aware of this condition; 90.6% were under treatment, and 52.6 % had controlled blood pressure. The variables that were associated with the non-control BP were: alcohol consumption (p = 0.001), difficulty in followingthe prescriptions (p = 0.000), failure to attend medical appointments (p = 0.005). Conclusions: Hypertension proved to be highly prevalent and important public health as well in a small city from the countryside.


Objetivo: Estimar la prevalencia, el conocimiento y el tratamiento de la hipertensión arterial sistémica, comparando las características asociadascon ningún control de la presión arterial entre la población urbana y rural de una pequeña ciudad del interior de Minas Gerais. Materialy método: Estudio epidemiológico con 1.528 habitantes de la ciudad de Sacramento / Brasil. Se recogieron variables socioeconómicas y decomportamiento, dificultades para usar los servicios de salud y si hubo control de la presión arterial. Para analizar la asociación entre la variable dependiente (Ningún control de la presión arterial) y las demás variables se utilizó la prueba Chi cuadrado de Pearson y se calculó el cociente deprobabilidades. El nivel de significación se fijó en α = 0,05 Resultados: Se entrevistó a 153 habitantes de la zona rural y a 1.375 de la zona urbana.La prevalencia de hipertensión fue de 38,6%: 38,6% en la zona urbana y 38,5% en la rural. Entre los pacientes hipertensos (n = 590), el 91,5% era consciente de su estado; un 90,6% estaba en tratamiento y un 52,6% había controlado la presión arterial. El consumo de bebidas alcohólicas (p= 0,001), la dificultad para seguir con los medicamentos recetados (p = 0,000), el faltar a las citas médicas de rutina (p = 0,005) están asociadoscon ningún control de la presión arterial. Conclusiones: La hipertensión arterial ha demostrado ser de alta prevalencia y un problema de saludpública grave también para una pequeña ciudad del interior del país.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Control , Hypertension , Prevalence , Risk Factors , Rural Population , Urban Population , Socioeconomic Factors
2.
Acta paul. enferm ; 29(4): 397-404, ago. 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-827737

ABSTRACT

Resumo Objetivo Descrever a frequência, características, localização, intensidade da dor em pacientes com câncer de mama em uso do quimioterápico Docetaxel. Métodos Estudo longitudinal realizado com 17 mulheres com câncer de mama em tratamento com Docetaxel. As pacientes foram avaliadas durante três ciclos da quimioterapia quanto à dor, utilizando-se os instrumentos Questionário McGill de Dor (Br-MPQ) e Brief Pain Inventory (BPI). Utilizou-se a correlação de Spearman e o teste de Mann-Whitney. Resultados Houve aumento na média da dor em todas as variáveis do BPI. Quando comparados os valores do Pain Rating Index (PRI) total foram verificados respectivamente 0,20; 0,33 e 0,24 na primeira, segunda e terceira avaliações, sendo encontrada correlação entre a intensidade da dor e a interferência em todas as atividades do cotidiano no BPI na segunda avaliação. Conclusão Houve aumento na ocorrência da dor, comprometendo as atividades diárias de vida das mulheres participantes.


Abstract Objective To describe the frequency, characteristics, location, pain intensity in breast cancer patients using the chemotherapy medication Docetaxel. Methods Longitudinal study involving 17 women with breast cancer under treatment using Docetaxel. The patients’ pain was assessed during three chemotherapy cycles, using the tools McGill Pain Questionnaire (Br-MPQ) and the Brief Pain Inventory (BPI). Spearman’s correlation and the Mann-Whitney test were used. Results The mean pain score increased in all variables of the BPI. When comparing the total coefficients on the Pain Assessment Index, 0.20; 0.33 and 0.24 were found in the first, second and third assessment, showing a correlation between the pain intensity and the interference in all daily activities on the BPI for the second assessment. Conclusion The occurrence of pain increased, compromising the participating women’s activities of daily living.


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Middle Aged , Pain/chemically induced , Pain/drug therapy , Pain Measurement , Breast Neoplasms/drug therapy , Taxoids/adverse effects , Antineoplastic Agents/adverse effects , Evaluation Studies as Topic , Epidemiology, Descriptive , Longitudinal Studies
3.
Saúde Soc ; 24(3): 901-913, jul.-set. 2015.
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-756589

ABSTRACT

O presente estudo teve por objetivo identificar os determinantes sócio-históricos atribuídos pelos usuários às vivências de cuidado na Estratégia Saúde da Família (ESF) na área rural do município de Sacramento/MG. Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa, utilizando para a coleta de dados a técnica de grupos focais e para a interpretação dos resultados, a análise de conteúdo. Foram constituídos três grupos com representantes das famílias de três, dentre seis, povoados rurais, totalizando 36 sujeitos, doze em cada grupo, residentes na área rural e usuários da ESF há pelo menos dois anos, escolhidos com base em fichas de cadastro das famílias na ESF estudada. Sob a perspectiva do materialismo histórico, a análise de conteúdo dos grupos foi concentrada em quatro categorias: disponibilidade; acesso a recursos; movimento social e condições materiais. Os resultados demonstraram satisfação dos usuários em relação à disponibilidade da equipe para a atenção, e o tato nas relações; engajamento na manutenção das condições de saúde e atuação na dimensão sócio-histórica do processo saúde/doença com objetivo de melhorar as condições de vida e trabalho. Houve insatisfação em relação ao aspecto organizacional, remetendo a tudo que ainda está insuficiente, precário ou inexistente nas comunidades. Observou-se na ação da equipe o desenvolvimento de capacidades junto à comunidade que garantiam seus direitos sociais e sua politização. Conclui-se que o enfrentamento do processo saúde/doença pela comunidade e equipe da ESF envolve outros elementos, além do conhecimento técnico-científico, que determinam a simetria do vínculo profissional/usuário viabilizando a produção conjunta de saúde na comunidade.


This study aimed to identify socio-historical determinants assigned by users to their experience of care in the Family Health Strategy (FHS) in the rural area of the municipality of Sacramento (Southeastern Brazil). This exploratory study with a qualitative approach used the focus group technique to collect data and content analysis to interpret the results. Three groups were formed with representatives from three out of six rural areas, totaling 36 subjects, twelve in each group. They lived in the rural area, had been FHS users for at least two years, and were chosen based on enrollment records of families in the FHS under study. From the perspective of historical materialism, the content analysis of the groups concentrated on four categories: availability, access to resources, social movement and material conditions. The results showed user satisfaction regarding the team's availability to provide care and tact in relationships, engagement in maintaining the health conditions, and action in the socio-historical dimension of the health/disease process in order to improve life and work conditions. There was dissatisfaction with the organizational aspect, referring to everything that is still insufficient, poor or non-existent in communities. We observed, in the team's actions, the development of capacities in the community that ensured their social rights and politicization. We conclude that the confrontation of the health/disease process by the community and by the FHS team involves other elements, in addition to technical and scientific knowledge, which determine the symmetry of the professional/user bond, enabling joint production of health in the community.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Family Health Strategy , Health Evaluation , Health Services Accessibility , Rural Population , Social Conditions , Social Determinants of Health , Working Conditions , Health-Disease Process , Primary Health Care , Public Policy , Qualitative Research
4.
Rev. latinoam. enferm ; 23(1): 20-27, Jan-Feb/2015. tab
Article in English | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-742030

ABSTRACT

OBJECTIVE: to evaluate the indexes and the main factors associated with non-adherence to medication treatment for systemic arterial hypertension between urban and rural areas. METHOD: analytical study based on an epidemiological survey with a sample of 247 hypertensive residents of rural and urban areas, with application of a socio-demographic and economic questionnaire, and treatment adherence assessment. The Pearson's Chi-square test was used and the odds ratio (OD) was calculated to analyze the factors related to non-adherence. RESULTS: the prevalence of non-adherence was 61.9% and it was higher in urban areas (63.4%). Factors significantly associated with non-adherence were: male gender (OR=1.95; 95% CI 1.08-3.50), age 20-59 years old (OR=2.51; 95% CI 1.44-4.39), low economic status (OR=1.95; 95% CI 1.09-3.47), alcohol consumption (OR=5.92, 95% CI 1.73-20.21), short time of hypertension diagnosis (OR=3.07; 95% CI 1.35-6.96) and not attending the health service for routine consultations (OR=2.45; 1.35-4.42). CONCLUSION: the socio-demographic/economic characteristics, lifestyle habits and how to relate to health services were the factors that presented association with non-adherence regardless of the place of residence. .


OBJETIVO: avaliar os índices e os principais fatores associados a não adesão ao tratamento medicamentoso da hipertensão arterial sistêmica, entre área urbana e rural. MÉTODO: estudo analítico baseado em inquérito epidemiológico, realizado com amostra de 247 hipertensos moradores das áreas rural e urbana, com aplicação de questionário sociodemográfico, econômico e avaliação da adesão. Foi utilizado o teste quiquadrado de Pearson e calculado o Odds Ratio (OD) para análise dos fatores relacionados a não adesão. RESULTADOS: a prevalência da não adesão foi de 61,9%, sendo maior na área urbana (63,4%). Os fatores que apresentaram associação estatisticamente significativa com a não adesão foram: gênero masculino (OR=1,95; IC95% 1,08-3,50), faixa etária entre 20 e 59 anos (OR=2,51; IC95% 1,44-4,39), baixa classe econômica (OR=1,95; IC95% 1,09-3,47), etilismo (OR=5,92; IC 95% 1,73-20,21), tempo curto de diagnóstico de hipertensão (OR=3,07; IC95% 1,35-6,96) e não procura pelo serviço de saúde para consultas de rotina (OR=2,45; 1,35-4,42). CONCLUSÃO: as características sociodemográficas, econômicas, hábitos de vida e o modo de relacionar-se com os serviços de saúde foram os fatores que apresentaram associação com a não adesão, independentemente do local de residência. .


OBJETIVO: evaluar los índices y los principales factores asociados a la no adhesión al tratamiento medicamentoso de la hipertensión arterial sistémica entre área urbana y rural. MÉTODO: estudio analítico basado en investigación epidemiológica desarrollada con una muestra de 247 hipertensos moradores del área rural y urbana, con aplicación de un cuestionario sociodemográfico, económico y evaluación de la adhesión. Fue utilizado la prueba chi-cuadrado de Pearson y calculado el odds ratio (OD) para análisis de los factores relacionados a la no adhesión. RESULTADOS: la prevalencia de la no adhesión correspondió a 61,9%, siendo mayor en el área urbana (63,4%). Los factores que mostraron asociación estadísticamente significativa con la no adhesión fueron: género masculino (OR=1,95; IC95% 1,08-3,50), rango de edad entre 20 a 59 años (OR=2,51; IC95% 1,44-4,39), clase económica baja (OR=1,95; IC95% 1,09-3,47), etilismo (OR=5,92; IC 95% 1,73-20,21), tiempo corto de diagnóstico de hipertensión (OR=3,07; IC95% 1,35-6,96) y no procurar el servicio de salud para consultas de rutina (OR=2,45; 1,35-4,42). CONCLUSIÓN: las características sociodemográficas/económicas, hábitos de vida y el modo de relacionar con los servicios de salud fueron los factores que mostraron asociación con la no adhesión independientemente del local de residencia. .


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Aged , Young Adult , Amino Acid Metabolism, Inborn Errors/complications , Genetic Predisposition to Disease/genetics , Proline Oxidase/deficiency , Schizophrenia , Vitamin D Deficiency/complications , Amino Acid Metabolism, Inborn Errors/blood , Fasting/blood , Models, Statistical , Mutation/genetics , Proline Oxidase/blood , Proline Oxidase/genetics , Proline/metabolism , Risk Factors , Schizophrenia/blood , Schizophrenia/etiology , Schizophrenia/genetics , Vitamin D/analogs & derivatives , Vitamin D/blood
5.
Rev. eletrônica enferm ; 13(1)jan.-mar. 2011. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-621763

ABSTRACT

O objetivo do estudo foi avaliar a contribuição da participação em um grupo de convivência sobre as variáveis clínicas e hábitos de vida de indivíduos com hipertensão arterial. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, teste quiquadrado, teste de Mann Whitney e coeficiente de correlação de Spermam. O grupo participante apresentou melhores valores em todos os fatores clínicos e hábitos de vida avaliados, comparados ao grupo não participante. Obteve-se associação estatisticamente significante entre a participação nas reuniões, número de medidas da pressão arterial (PA) e atividade física. Os resultados mostraram que as intervenções educativas desenvolvidas pela equipe de saúde foram relevantes. Os enfermeiros como elementos constituintes das equipes de saúde devem estar presentes e ativos em todas as etapas desse trabalho, desde o planejamento, execução e avaliação colaborando na busca de meios efetivos que colaborem para a melhoria de vida dessa população.


The aim of this study was to evaluate the contribution of the participation in a support group about the clinical variables and habits of life of high blood pressure people. The data were analyzed by descriptive statistics, chi-square distribution, Mann Whitney test and the Spermam?s correlation coefficient. The group presented better values in all clinical factors and life?s habits evaluated, compared to the non-participant group. It was found a significant statistics association among the participation in the meetings, number of blood pressure measurements (PA) and physical activity. The results showed that the educational interventions promoted by the health team were relevant. The nurses as a member of this team must be present and actives in all the steps of this work, since planning, implementation and evaluation collaborating in the search for effective ways to collaborate for the betterment of these people?s life.


El objetivo del estudio fue evaluar la contribución de la participación en un grupo de apoyo sobre las medidas clínicas y los hábitos de vida de las personas con hipertensión. Los datos fueron analizados utilizando estadística descriptiva, prueba de chi-cuadrado, prueba de Mann Whitney y la correlación de Spearman. El grupo de participantes mostró mejores valores en todos los factores clínicos y los hábitos de vida evaluados, en comparación con el grupo de no participantes. Se obtuvo una asociación estadísticamente significativa entre la participación en las reuniones, el número de mediciones de la presión arterial (PA) y la actividad física. Los resultados mostraron que las intervenciones educativas desarrolladas por el personal de salud fueron relevantes. Las enfermeras como elementos constitutivos del equipo de salud debe estar presente y activa en todas las etapas de este trabajo, desde la planificación, ejecución y evaluación para colaborar en la búsqueda de formas eficaces de ayudar el mejoramiento de la vida en esta población.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Middle Aged , Young Adult , Hypertension/prevention & control , Nursing Care , Self-Help Groups
6.
REME rev. min. enferm ; 13(2): 225-231, abr.-jun. 2009. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-546865

ABSTRACT

Introdução: A qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) dos hipertensos é menor se comparada com a populaçãogeral. A avaliação da QVRS dos hipertensos pode servir de subsídio para os profissionais de saúde no planejamentode estratégias mais eficazes na assistência dessa população. Objetivos: Identificar as dimensões de maior impactona qualidade de vida relacionada à saúde de indivíduos com hipertensão arterial, utilizando instrumento genéricode avaliação. Material e métodos: Foi realizado um estudo descritivo do tipo transversal com 131 sujeitos comdiagnóstico de hipertensão arterial, residentes no município de Sacramento-MG, cadastrados no grupo deconvivência. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi o Medical Outcomes Short-Form Health Survey (SF-36). Para análise dos dados, foi utilizado o programa Statistical Package for the Social Science (SPSS), versão 11.5 Aanálise descritiva foi realizada por meio de tabelas e gráficos de distribuição de frequência e medidas descritivascomo média e desvio-padrão. Resultados: Dos 131 sujeitos, 98 eram mulheres e 33 homens, a maioria idosa 88(67,2%), com predomínio na faixa etária de 60 a 69 anos 43 (32,8%). As dimensões do SF-36 que obtiveram menoresescores foram vitalidade (64,4) e dor (70,3), enquanto as dimensões que apresentaram maiores escores foram aspectossociais (86,7) e capacidade funcional (79,4). As dimensões que mais impactaram a QVRS dessa população coincidiramcom os achados de outros estudos. Conclusão: Os resultados colaboram no planejamento, execução e avaliaçãodos profissionais de saúde na busca de meios efetivos que vão ao encontro da melhoria da qualidade de vida dessapopulação.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Aged , Hypertension/prevention & control , Quality of Life , Socioeconomic Factors
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL