Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 15 de 15
Filter
1.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 27: 1-7, fev. 2022.
Article in English | LILACS | ID: biblio-1382097

ABSTRACT

Health promotion and physical activity behavior change involve affective and cognitive aspects such as motivation. Thus, greater attention is needed to individuals' motivation to adhere to and maintain physical activity in the Primary Health Care context. This essay aims to present the initial step of a theoretical-methodological intervention model for physical activity behavior change (based on basic psychological needs support) in the Primary Health Care context. The overall research project was organized under three steps: development (discussed in this essay), validation, and evaluation/appli-cation. From the literature analysis, 17 strategies were abducted to promote motivation for physical activity. We offered ways to implement such strategies in the context of Primary Health Care. This work set education to democratize and encourage the appreciation of motivational regulations of physical activity by professionals, researchers, and policymakers interested in health promotion


A promoção da saúde envolve aspectos afetivos e cognitivos para mudanças de comportamento, assim destaca--se a necessidade de maior atenção voltada aos aspectos motivacionais relacionados à adesão e manutenção das pessoas à prática de atividade física no contexto da Atenção Primária à Saúde (APS). Este ensaio tem como objetivo apresentar a etapa inicial de um modelo teórico-metodológico de intervenção para a atividade física no contexto da APS, que considerem os processos regulatórios da motivação. O macroprojeto foi organizado sob três processos: desenvolvimento (foco exclusivo deste ensaio); validação e avaliação/aplicação. A partir da análise bibliográfica foram extraídas 17 estratégias para promover motivação para a atividade física. Após, foi sugerido formas de implementar tais estratégias no contexto da atividade física da APS. Este trabalho visa democratizar e encorajar a apreciação dos aspectos afetivos e cognitivos por profissionais, pesquisadores e gestores interessados na promoção da prática de atividade física para a saúde no contexto da APS.


Subject(s)
Psychological Theory , Aged , Exercise , Public Health , Motivation
2.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 26: 1-9, mar. 2021. fig, il
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1282799

ABSTRACT

A prática regular de atividade física promove benefícios fisiológicos, psicológicos e sociais na vida de crianças e jovens. Apesar da alta prevalência de jovens que não praticam atividade física em nosso país e de termos uma boa colocação no ranking mundial de produção acadêmica sobre pesquisa na área de atividade física e saúde, ainda não havia sido publicadas as recomendações brasileiras de atividade física. O objetivo deste artigo consistiu em descrever como foi desenvolvido o capítulo para crianças e jovens de 6 a 17 anos do Guia de Atividade Física para População Brasileira e apresentar as principais recomendações para esta faixa etária. A construção do capítulo para crianças e jovens envolveu as seguintes etapas: a) revisão de literatura; b) redação da versão preliminar do capítulo; c) processo de escuta com o público alvo referente ao capítulo e especialistas da área de promoção da atividade física; d) realização de consulta pública e; e) redação da versão final do capítulo. Os tópicos apresentados abordam exemplos de atividades físicas praticadas em diferentes domínios; recomendações para a prática (tipos, intensidade, frequência, duração e as formas que a mesma pode ser estruturada). São apresentadas orientações para jovens, pais/responsáveis e professores sobre como adotar e manter um estilo de vida mais ativo fisicamente, assim como sugestões para reduzir o tempo em comportamento sedentário. A elaboração de um guia nacional de atividade física para a população brasileira foi algo inédito, e resultou de um esforço conjunto entre diversos setores da sociedade


Regular physical activity promotes physiological, psychological and social benefits in the lives of children and adolescents. Despite the high prevalence of young people who do not physically activity in our country, and that we have a good ranking in world academic production on research in the physical activity and health area, Brazilian recommendations for physical activity had not been published until then. The aim of this article was to describe how the chapter for children and young people aged 6-17 years of Physical Activity Guidelines for the Brazilian Population was developed and to present the main recommendations for this age group. The construction of the chapter for children and young people involved the following steps: a) lit-erature review; b) writing the preliminary version of the chapter; c) listening process of the target audience for the chapter and specialists in the physical activity promoting area; d) public consultation; and e) writing the final version of the chapter. The topics presented cover examples of physical activities practised in different domains; recommendations for practice (types, intensity, frequency, duration and the ways in which it can be structured). Guidance is provided for young people, parents/guardians and teachers about how to adopt and maintain a more physically active lifestyle, as well as suggestions for reducing time in sedentary behaviour. The construction of a national guidelines about physical activity for Brazilian population is something un-precedented, and resulted from a joint effort of several departments of society


Subject(s)
Public Policy , Exercise , Child , Adolescent , Health Promotion
3.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 25: 1-6, set. 2020. fig
Article in English | LILACS | ID: biblio-1121592

ABSTRACT

We are facing an unprecedented crisis due to the COVID-19, with social distancing measures. These measures have adverse impacts and exercise professionals need to gear efforts to promote active lifestyles. This assay has two purposes: 1) To discuss the role of web­based physical activity interventions during and after the COVID-19 pandemic, debating pros and cons, and offering preliminary guidance; 2) To discuss the role of physical activity on mental health, and proposing strategies to exercise interventions. We suggest a more positive outlook to web­based physical activity as internet can expand the scope of exercise as a self-care tool to health enhancement. The use of the internet as a professional tool to support exercise promotion can become a trend. Professional should weigh up the pros and cons when using such approach. After this pandemic we will cherish the psychological well-being benefits of exercise


Estamos enfrentando uma crise sem precedentes em virtude da pandemia de COVID-19 e isso inclui a necessidade de isolamento social. O isolamento social tem efeitos adversos para a saúde mental e manter um estilo de vida ativo é importante. Este ensaio tem como objetivo discutir a atividade física no formato remoto, assim como, a relação da atividade física e saúde mental. São evidenciados prós e contras da atividade física remota através da internet, além de recomendações práticas. Observa-se que a promoção da atividade física remota, utilizando-se da internet, pode ampliar e favorecer o escopo da atividade física para o autocuidado e promoção da saúde. O uso da atividade física remota pode virar uma tendência, contudo, os profissionais devem equilibrar os prós e os contras quando da sua utilização. Evidencia-se que depois da pandemia os benefícios da atividade física sobre a saúde mental serão mais valorizados


Subject(s)
Mental Health , Coronavirus Infections , Social Media , Motor Activity
4.
Movimento (Porto Alegre) ; 26: e26082, 2020. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1154926

ABSTRACT

Este estudo objetivou analisar a percepção sobre os antecedentes afetivos para a prática de atividade física (AF) relacionados às necessidades psicológicas básicas (NPB) e investigar as regulações motivacionais para prática de AF no discurso dos participantes iniciantes de um programa de exercício físico na Atenção Primária à Saúde. Trata-se de um estudo transversal de natureza qualitativa com a utilização de Grupo Focal. Participaram da pesquisa 41 adultos. Os resultados demonstram que as percepções dos participantes sugerem frustração para as NPB de autonomia e competência. O comportamento dos participantes para a iniciação ao programa é regulado por contingentes externos, caracterizados por punições e medos na adesão ao programa. Não foram observadas regulações motivacionais intrínsecas, e a autodeterminação para a participação no programa é baixa. Conclui-se que essa população não percebe sentimentos ligados ao prazer pela prática de AF per se, diminuindo as chances de manutenção do comportamento para realizar AF.


This study analyzed the perception about affective background for physical activity (PA) related to basic psychological needs (BPN) and investigated motivational regulations for PA in the discourse of beginners at an exercise program in primary health care. A cross-sectional study was carried out using the Focus Group technique to reach the study's goals. Participants were 41 adult users of Brazil's Unified Health System. Results show that their perceptions suggest frustration regarding basic needs for autonomy and competence. Beginners' behavior is primarily regulated by external circumstances characterized by punishment and fear when joining the program. Intrinsic motivational regulations and low self-determination to participate in the program were not observed. It can be argued that this population does not feel satisfaction and pleasure when doing PA per se, therefore decreasing their chances of maintaining the PA behavior.


Este estudio objetivó analizar la percepción sobre los antecedentes afectivos para la práctica de actividad física (AF) relacionados con las necesidades psicológicas básicas (NPB) e investigar las regulaciones motivacionales para la práctica de AF en el discurso de los participantes que empiezan un programa de ejercicio en la Atención Primaria de Salud. Es un estudio transversal, de naturaleza cualitativa, que utiliza Grupo Focal. Participaron 41 adultos en la investigación. Los resultados demuestran que las percepciones de los participantes sugieren frustración en las NPB de autonomía y competencia. El comportamiento de los participantes al iniciar el programa está reglamentado por contingentes externos, y se caracteriza por castigos y miedos al adherir al programa. No se han observado regulaciones motivacionales intrínsecas y la autodeterminación en la participación en el programa es baja. Se concluye que esta población no percibe sentimientos relacionados con el placer en la práctica de AF en sí, lo que reduce las posibilidades de mantener el comportamiento para realizar AF.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Primary Health Care , Exercise , Behavior , Focus Groups , Emotions , Motor Activity
5.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 24: 1-8, out. 2019. tab, fig
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1046431

ABSTRACT

O objetivo desse estudo foi comparar as regulações motivacionais entre diferentes escolhas por AF no lazer em adolescentes e verificar se o volume anual de AF é diferente conforme essas escolhas. Tratou-se de um estudo transversal, de base populacional, com 2.757 adolescentes de 10 a 19 anos de idade. Questionários de AF habitual e motivação foram utilizados. Houve maior prevalência de adolescentes que escolheram a prática de esportes coletivos (≈ 60%) como AF de lazer. A regulação intrínseca foi maior nos praticantes de esportes de aventura (3,0 ± 0,99; p < 0,001; g de hedges = 0,55), lutas (2,90 ± 1,13; p < 0,001; g de hedges = 0,46) e esportes coletivos (2,66 ± 1,14; p < 0,001; g de hedges = 0,25) comparados aos adolescentes que escolheram exercícios no lazer (2,37 ± 1,15). O volume anual de AF foi maior para praticantes de esportes de aventura (z = 1,51, p < 0,001), quando comparado aos demais; e maior para os praticantes de lutas (z = 0,76), quando comparado aos de es-portes coletivos (z = 0,02; p = 0,02) e exercícios (z = -0,10; p < 0,001). Em conclusão, as características motivacionais dos esportes de aventura e lutas podem ser observadas nas políticas e ações que visam estimular a prática de AF para jovens


The aim of the present study was to compare motivational regulations between different leisure-time physical activity (PA) choices in adolescents and to analyze whether the total amount of PA is different according to PA choices. A population-based cross-sectional study was performed and included 2,757 adolescent students aged between 10 and 19 years. Motivational regulations and PA were measured using validated questionnaires. Team sports were the most prevalent PA choice among the adolescents (≈ 60%). Intrinsic regulation was higher for adventure sports (3.0 ± 0.99; p < 0.001; hedges' g = 0.55), combat sports (2.90 ± 1.13; p < 0.001; hedges' g = 0.46) and team sports (2.66 ± 1.14; p < 0.001; hedges' g = 0.25) compared to adolescents' exercise choice (2.37 ± 1.15). Time spent in PA was different between PA choices (p < 0.001); It was higher for adventure sports choice [(versus all others) (z-score = 1.51, p < 0.001)] and combat sports (z-score = 0.76) versus team sports (z = 0.02; p = 0.02) and exercise (z = -0.10; p < 0.001). In conclusion, motivational characteristics of adventure and combat sports may need to be considerate to plan and tailor PA programs for adolescents


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Students , Exercise , Cross-Sectional Studies , Motivation , Motor Activity
6.
Rev. Nutr. (Online) ; 32: e180276, 2019. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1041307

ABSTRACT

ABSTRACT Objective To investigate the association between different domains (leisure, work, commuting, and household) of physical activity, independent and cumulative, and excess weight and obesity in Brazilian adults. Methods This is a cross-sectional survey, conducted in 2015, through telephone interviews with a representative sample of adults from the capitals of Brazil. Physical inactivity was defined as non-participation in predefined physical activities for each assessed domain. Excess weight (Body Mass Index?25kg/m2) and obesity (Body Mass Index?30kg/m2) were determined from self-reported measurements of weight and height. A binary logistic regression was conducted after adjusting for sociodemographic factors. Results Among 54,174 subjects, physical inactivity in commuting (ORexcess weight=1.27, 95%CI=1.13,1.42 and ORobesity=1.25, 95%CI=1.06,1.47) and leisure (ORexcess weight=1.12, 95%CI=1.04,1.22 and ORobesity=1.30, 95%CI=1.17,1.45) domains were associated with nutritional status. In addition, a linear trend was observed between increasing obesity and cumulative physical inactivity of all four domains (p<0.001). Conclusion Cumulative physical inactivity, especially in the commuting and leisure domains, was associated with excess weight and obesity in adults living in the capitals of Brazil. One possible explanation of these findings is that these domains involve particularly longer duration and greater intensity of physical inactivity. Public policies concerning physical activity should prioritize actions focused in promoting physical activity on commuting and leisure-time to help prevent overweight and obesity in the Brazilian adult population.


RESUMO Objetivo Investigar a associação entre a atividade física em diferentes domínios (deslocamento, domicílio, lazer e trabalho) isolados e acumulados com a ocorrência de excesso de peso e obesidade em adultos brasileiros. Métodos Trata-se de um inquérito transversal, realizado em 2015, por meio de entrevista telefônica com uma amostra representativa de adultos das capitais do Brasil. A inatividade física foi determinada como a não participação em atividades físicas específicas para cada domínio avaliado. O excesso de peso (Índice de Massa Corporal?25kg/m2) e a obesidade (Índice de Massa Corporal ?30kg/m2) foram definidos pelo autorrelato de peso e altura. Na esta-tística, empregou-se a regressão logística binária ajustada para fatores sociodemográficos. Resultados Dentre os 54.174 sujeitos, observou-se que a inatividade física no deslocamento (OR=1,27; IC95%:1,13;1,42 e OR=1,25; IC95%:1,06;1,47) e no lazer (OR=1,12; IC95%:1,04;1,22 e OR=1,30; IC95%:1,17;1,45) estiveram associadas ao excesso de peso e à obesidade, respectivamente. Observou-se ainda uma tendência linear de aumento da obesidade à medida que se acumulam domínios com inatividade física (p<0,001). Conclusão A inatividade física acumulada em diferentes domínios, particularmente no deslocamento e no lazer, apresentou associação com o excesso de peso e obesidade em adultos residentes nas capitais do Brasil. Possivelmente, importantes características da atividade física nos referidos domínios, como a maior duração e a maior intensidade, sejam potenciais justificativas para o encontro de tais achados. Portanto, recomenda-se que políticas públicas de atividade física possam priorizar ações voltadas para os domínios do deslocamento e do lazer no combate ao excesso de peso e obesidade na população adulta brasileira.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Nutritional Status , Brazil , Cross-Sectional Studies , Overweight , Sedentary Behavior , Leisure Activities , Motor Activity , Obesity
7.
Pensar prát. (Impr.) ; 21(4): 836-844, out.-dez.2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-969924

ABSTRACT

Objetivou-se neste estudo comparar as motivações de praticantes de esporte de aventura a outras modalidades e verificar se as motivações predizem as escolhas de atividade física. Trata-se de um estudo transversal com 2.757 adolescentes. A regulação externa é menor nos esportes de aventura (0,52±0,75), comparada a outras modalidades (0,71±0,86). A regulação identificada (aventura 2,44±1,09 ­ outras modalidades 2,21±1,08; p=0,035) e a regulação intrínseca (aventura 2,95±0,99 ­ outras modalidades 2,56±1,16; p=0,01) são maiores para os esportes de aventura. A regulação intrínseca está associada à escolha por esportes de aventura (OR = 0,71; IC 95% = 0,54 ­ 0,93). Adolescentes que escolhem esportes de aventura são mais autodeterminados, favorecendo a manutenção da atividade física no lazer.


This study aimed to verify motivational differences and associations between adventure sport, and other physical activities choices. A cross-sectional population-based study of 2,757 adolescent students from south of Brazil. External regulation was lower in adventure sports (0,52±0,75) compared to others (0,71±0,86). However, identified regulation (adventure 2,44±1,09 ­ others 2,21±1,08; p=0,035), and intrinsic regulation (adventure 2,95±0,99 ­ others 2,56±1,16; p=0,01) was higher in adventure sports. Intrinsic regulation was associated to adventure sport in leisure-time (OR = 0,71; IC 95% = 0,54 ­ 0,93). We confirm the important link between autonomous motivation and adventure sports. Adventure sports may be important for physical activity maintenance in young people.


Este estudio objetivó comparar y asociar las motivaciones de practicantes de deporte de aventura a otros deportes. Estudio transversal de base poblacional con 2.757 adolescentes de la gran Florianópolis. La regulación externa es menor (0,52 ± 0,75) para los deportes de aventura comparado a otras modalidades (0,71 ± 0,86). La regulación identificada (aventura 2,44 ± 1,09 - otras modalidades 2,21 ± 1,08; p = 0,035) y regulación intrínseca (aventura 2,95 ± 0,99 - otras modalidades 2,56 ± 1,16; p = 0,01) es mayor para el deporte de aventura. La regulación intrínseca está asociada a la elección por deportes de aventura en el ocio (OR = 0,71, IC 95% = 0,54 - 0,93). Los deportistas de deportes de aventura son más autodeterminados y los deportes de aventura pueden favorecer la iniciación y el mantenimiento de la actividad física.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Exercise , Psychology, Sports , Motivation , Motor Activity , Students
8.
Pensar prát. (Impr.) ; 21(3): 609-620, jul.-set.2018. Tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-968169

ABSTRACT

Este trabalho buscou investigar o potencial inovador e educacional na disciplina de Educação Física através da diversificação do conteúdo, redes sociais e aulas abertas. A proposta foi desenvolvida na disciplina de estágio supervisionado no ensino médio, e realizada em uma escola pública mantida pelo estado de Santa Catarina. As análises foram sistematizadas nas redes sociais e foram feitos relatórios de observação com interpretação temática e categorial. As redes sociais promovem espaço de discussão, são úteis para a realização de tarefas, permitem avaliação e auxiliam na preservação e significação do conteúdo. A diversidade dos conteúdos motiva os alunos, elimina a evasão e impulsiona discussões educacionais. As aulas abertas geram reflexões, motivação, ação comunicativa e autonomia.


Based on diversification of content, social networking and open classes, this study aimed to investigate the innovative and educational potential in Physical Education (PE). The study was conducted through supervised stage in high school. Analyzes were systematized in social networks and observation reports and categorical interpretation was used. Social network promotes more discussion and it is useful to perform PE tasks. Also allows evaluation and assists in the preservation and significance of content. The diversity of content motivates students, eliminates evasion and boost educational discussions. Open classes increase reflection, motivation, communication and autonomy.


Este trabajo tiene el objetivo de investigar el potencial innovador y educativo en la Educación Física, a través de la diversificación del contenido en las redes sociales y clases abiertas. La propuesta se desarrolló en la asignatura pasantía supervisada en la enseñanza secundaria y fue desarrollada en una escuela pública del Estado de Santa Catarina. Los análisis fueron sistematizados en las redes sociales y los informes de observación con interpretación temática y categorial. Las redes sociales suscitan espacios de discusión, son útiles para la realización de tareas, permiten la evaluación y ayuda en la preservación y significado del contenido. La diversidad de los contenidos estimula a los alumnos, elimina la evasión e impulsa discusiones educativas. Las clases abiertas generan reflexiones, motivación y acción comunicativa y autónoma.


Subject(s)
Humans , Physical Education and Training , Education, Primary and Secondary , Information Dissemination , Social Networking , Motivation
9.
Pensar prát. (Impr.) ; 17(3): 734-750, jul/set.2014. Tabelas
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-836769

ABSTRACT

O objetivo deste estudo foi analisar a satisfação dos alunos do Ensino Médio para com as aulas de Educação Física (EF), bem como sua percepção sobre a administração dos conteúdos. Trata-se de um estudo descritivo realizado com 417 adolescentes de 14 a 19 anos distribuídos proporcionalmente em 12 distritos de Florianópolis. Foram utilizados questionários e os dados foram tratados com estatística descritiva e inferencial. Quase 50% dos alunos não gostam das aulas. Mais de 40% dos estudantes afirmam que a EF não é tão importante e que as aulas são apenas os quatro esportes tradicionais ou as aulas livres. Estes resultados implicam em menor participação nas aulas e insatisfação com a disciplina. Conclui-se que a percepção dos estudantes sobre as aulas de EF é negativa (AU).


This study aimed to analyze the satisfaction of students for physical education (PE) practice and their perception about the management of subjects in the classroom, as well as, discuss possible pedagogical alternatives. A field and descriptive study in which 417 adolescents from 14 to 19 years-old were included. These students were proportionally distributed in 12 districts of Florianópolis/SC/Brazil. Questionnaires were used and the data was analyzed by descriptive and inferential statistics. Over 40% of students say that PE is not so important. PE classes included only the four most traditional sports or does not had any subject. All these results were associated with lower participation in PE classes. In conclusion, the students' perception of the PE classes is negative (AU).


El objetivo del estudio fue analizar la satisfacción de estudiantes secundarios respecto a las clases de educación física (EF) y la percepción acerca de los contenidos ministrados. Se trata de un estudio de campo/descriptivo. Participaron en el estudio 417 adolescentes de 14 a 19 años de los 12 distritos del municipio de Florianópolis/SC/Brasil. Para la recolecta de datos se utilizaron cuestionarios y los datos fueron tratados con estadística descriptiva e inferencial. Más del 40% de los estudiantes opinan que EF no es tan importante y que en las clases se imparten sólo cuatro deportes o que no poseen contenido. Todos estos resultados se asociaron con una menor participación en clase y la insatisfacción con la EF. La percepción de las clases de EF de los estudiantes es negativa (AU).


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Education, Primary and Secondary , Physical Education and Training , Students
10.
Rev. educ. fis ; 25(2): 211-222, Apr-Jun/2014. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-729941

ABSTRACT

Baseado no modelo transteórico e na teoria da autodeterminação, este trabalho tem como objetivo investigar a motivação de adolescentes nos diferentes estágios de mudança de comportamento para os exercícios físicos. Participaram 662 adolescentes de 14 a 19 anos divididos proporcionalmente nos 12 distritos de Florianópolis - SC, Brasil. Questionários foram utilizados e os dados foram tratados com estatística descritiva e inferencial. Os adolescentes nos diferentes estágios de comportamento apresentam diferentes motivações para a prática de exercício físico. A amotivação é maior nos estágios iniciais de mudança de comportamento para o exercício físico. Os adolescentes que avançam para os estágios ativos do comportamento apresentam motivações mais intrínsecas. Os meninos com comportamentos ativos são significativamente mais autodeterminados que os adolescentes nos estágios de pré-contemplação e contemplação. Assim, considera-se que uma intervenção que promova efetivamente mudança no comportamento frente à prática de exercício físico precisa aumentar o nível de motivação intrínseca e de autodeterminação do adolescente.


Based on transtheoretical model and self-determination theory, this study aimed to analyze adolescents' motivation in different stages of change for exercise. 662 adolescents aged between 14 to 19 years-old, divided proportionally among 12 districts of Florianópolis/SC/Brazil were investigated. Questionnaires were used and data was analyzed by descriptive and inferential statistics. Adolescents in different stages of change have different motivations for physical exercise practice. Amotivation is stronger at the beginning of the stages of change. Adolescents who go through for de end of the stages are more intrinsically motivated. Boys who perform physical exercise are more self-determined than adolescents in pre-contemplation and contemplation. We concluded that intervention to change sedentary behavior must increase intrinsic motivation and self-determination of adolescents.

11.
Pensar prát. (Impr.) ; 15(3): 637-651, jul.-set. 2012. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-774838

ABSTRACT

Este estudo analisou os hábitos de atividade física e lazer de 216 adolescentes estudantes de um centro federal de educação tecnológica de Santa Catarina. Os adolescentes foram avaliados através do Questionário de Atividades Físicas Habituais e do Questionário de Autoavaliação do Estilo de Vida. Os dados foram tratados com estatística descritiva e inferencial, teste “t” de Student e Qui­quadrado. As atividades físico ­esportivas preferidas pelos adolescentes no lazer são os esportes coletivos (33,0%). Meninos preferem mais o futebol (44%), e meninas, a caminhada (35,7%). Mais da metade das atividades de lazer (56,8%) é de caráter sedentário, entretanto, os adolescentes ativos optam mais pelo lazer ativo que os sedentários(p=0,000).


This study aimed to investigate the physical activities and leisure habits of 216 adolescents from a federal center of technological education from Santa Catarina. Atividades Físicas Habituais questionnaire and Autoavaliação do Estilo de Vida questionnaire were used. Data were analyzed by descriptive and inferential statistics, “t” test and Chi­square test. At the leisure time, team sports were preferred by adolescents (33,3%). Most of boys prefer soccer (44%) and girls prefer to walk as aphysical exercise (35,7%). More than a half of leisure activities were characterized by sedentary type, however, active adolescents had more physical activities at the leisure time than sedentary adolescents (p=0,000).


Este estudio examinó los hábitos de actividad física y de actividades recreativas en 216 adolescentes estudiantes de uno centro federal de educación tecnológica de Santa Catarina. El Questionário de Atividades Físicas Habituais y el Questionário de Autoavaliação do Estilo de Vida fueron utilizados. Los datos fueron tratados conestadística descriptiva e inferencial, se utilizaron la prueba “t” de Student y Chi­cuadrado. Las actividades físico deportivas preferidas por los adolescentes en el tiempo libre son los deportes de equipo (33,0%). Los chicos prefieren más al fútbol (44%) y las niñas la caminata (35,7%). Más de la mitad de las actividades recreati­vas (56,8%) son sedentarias, pero los adolescentes activos eligen más actividades activas de lo que los sedentarios (p=0,000).


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adolescent , Leisure Activities , Motor Activity
12.
Fisioter. mov ; 23(4): 523-533, out.-dez. 2010. ilus, graf, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-587587

ABSTRACT

Objetivos: Investigar e comparar as adaptações agudas do treino de fl exibilidade da articulação coxofemoral no movimento de extensão em atletas de ginástica rítmica, em função de duas técnicas de alongamento:o alongamento estático e a técnica Mulligan - Long Leg Traction. Metodologia: Este é um estudo de caso,de natureza quase-experimental. Participaram do estudo oito atletas do sexo feminino com média deidade de 13,25 anos, divididas em dois grupos. O Grupo 1 foi submetido à técnica Mulligan - Long LegTraction e o Grupo 2 ao alongamento estático. Utilizou-se a fotogrametria para avaliar a amplitude demovimento de extensão da articulação coxofemoral. Realizou-se a avaliação da amplitude de movimento antes do início do período de treinamento, antes e imediatamente após cada sessão. O protocolo teve duração de seis semanas (11 sessões de treinamento). Utilizou-se estatística descritiva e inferencial para o tratamento dos dados. Resultados: A amplitude de movimento inicial de extensão do quadril foi 31,38ºno membro inferior esquerdo e 30,35º no membro inferior direito. Quanto às adaptações agudas ao alongamento, o ganho do Grupo 1 (4,73 ± 0,62º e 4,92 ± 0,26º no membro inferior esquerdo e direito respectivamente) foi estatisticamente superior de modo significativo ao do Grupo 2 (3,42 ± 0,58º no membro inferior esquerdo e 3,5 ± 0,70º no membro inferior direto). Conclusões: Com relação às adaptações agudas, o Grupo 1 (Mulligan) obteve ganhos estatisticamente significativos superiores que o Grupo 2 (alongamento estático).


Subject(s)
Humans , Female , Child , Adolescent , Gymnastics , Muscle Stretching Exercises , Physical Therapy Modalities , Pliability
13.
Pensar prát. (Impr.) ; 13(2): 1-18, maio-ago. 2010.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-589847

ABSTRACT

Baseado na teoria da autodeterminação (TAD), este estudo objetivou verificar as relações das regulações motivacionais com a prática de exercícios físicos de estudantes adolescentes. Participaram do estudo 87 estudantes do ensino médio de ambos os sexos. Utilizou-se como instrumento o “Questionário de Regulação de Comportamento no Exercício Físico – 2” e o “Questionário de Avaliação da Atividade Física para Adolescentes”. A prática de exercícios físicos esteve relacionada negativamente com a desmotivação e a regulação externa, e positivamente, com a regulação identificada e motivação intrínseca. Conclui-se que adolescentes com maior autodeterminação praticam mais exercícios físicos do que os com baixa autodeterminação.


Based on the Self determination-theory – SDT, this study aimed to verify the relationship between motivational regulation and physical exercise practices of students adolescent. Participants were 87 high school students from both genders. The Behavior Regulation in Exercise Questionnaire – 2 and the Physical Activity Evaluation for Adolescents Questionnaire were used as instruments. The exercise was related negatively with a motivation and external regulation, and positively with Self-Deteridentified regulation and intrinsic motivation. In conclusion, adolescents that were more self-determined had more physical exercise practice than adolescents withlow self-determination.


Con base en la teoría de la autodeterminación (TAD), este estudio se destino a evaluar la relación de las regulaciones motivacionales con la práctica de ejercicios físicos en estudiantes adolescentes. Participaron 87 estudiantes, niños y niñas, de una escuela secundaria. Se utilizó como instrumento el "Cuestionario de Regulación del Comportamiento en el Ejercicio Físico - 2" y el "Cuestionario de Evaluación de la Actividad Física para Adolescentes". El ejercicio físico ha sido correlacionado negativamente con la desmotivación y la regulación externa, y positivamente con la regulación identificada y la motivación intrínseca. Se concluye que los adolescentes con mayor autodeterminación hacen más ejercicios físicos que aquellos con baja autodeterminación.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adolescent , Exercise , Motivation , Motor Activity
14.
Motriz rev. educ. fís. (Impr.) ; 16(2): 370-378, abr.-jun. 2010. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-558448

ABSTRACT

Este estudo teve como objetivo investigar a prática de atividade física associada a satisfação com o peso corporal na adolescência. A população deste estudo constitui-se de adolescentes de 13 a 19 anos, estudantes de um Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina - Brasil. A constituição da amostra obedeceu a participação voluntária de 316 adolescentes. Para a coleta de dados três questionários foram utilizados. Os dados foram tratados com estatística descritiva e inferencial. Os resultados evidenciam que as meninas são significativamente mais insatisfeitas com o corpo do que os meninos. Observa-se que a atividade física associa-se com a satisfação corporal, neste caso, os adolescentes ativos mostram-se mais satisfeitos. O contrário é verdadeiro e há uma tendência dos adolescentes sedentários estarem insatisfeitos com o corpo, principalmente as meninas. Conclui-se que a prática de atividade física na adolescência apresenta-se como um mediador importante na formação de conceitos positivos sobre o corpo.


The aim of this study was to investigate physical activity practice associated with corporal satisfaction in adolescence. The population of this study was composed by adolescents of 13 to 19 years old, students of a Technological Education Federal Center in Santa Catarina – Brazil. The sample was 316 adolescents who volunteered for the research. Three questionnaires were used for the survey. The data was analyzed with descriptive and inferential statistic. The results showed that girls were significantly more dissatisfied with their body than boys. It was also observed that physical activity was associated with corporal satisfaction and adolescents that practiced physical activity showed more corporal satisfaction. The opposite is true and there was a tendency that sedentary adolescents were dissatisfied with their body, mostly girls. The study concluded that physical activity practice in adolescence is an important behavior to build a positive perception of the body.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Body Weight , Motor Activity , Personal Satisfaction
15.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-549673

ABSTRACT

A flexibilidade é uma das valências físicas essenciais para a prática da Ginástica Rítmica (GR). Este estudo tem por objetivo comparar as adaptações crônicas do treino de flexibilidade em função de duas técnicas: o alongamento estático e a técnica Mulligan - Long Leg Traction, no movimento de extensão do quadril, em atletas de GR. Participaramdo estudo oito atletas do sexo feminino, com média de idade de 13,25±0,89 anos, divididas em dois grupos. O Grupo 1 foi submetido à técnica Mulligan e o Grupo 2 ao alongamento estático. O treinamento de flexibilidade teve duração de seis semanas, foi realizado duasvezes por semana e constitui-se de duas repetições de 30 segundos para cada membro inferior. Utilizou-se a fotogrametria para avaliar a amplitude de movimento (ADM) de extensão do quadril. Realizou-se a avaliação da ADM antes do início e após seis semanas de treinamento. Utilizou-se estatística descritiva e inferencial para o tratamento dos dados.O aumento da ADM foi estatisticamente significativo em ambos os membros inferiores no Grupo 1, e no MID no Grupo 2. Após seis semanas de treinamento, o ganho de ADM do Grupo 1 foi de 6,25º± 2,75º no MIE e, 525º ± 2,63º no MID; e do grupo 2 foi 6,75º± 4,64º no MIE e 5,5º± 3,41º no MID. Ao comparar as técnicas executadas, em relação ao ganhode ADM, não houve diferença estatisticamente significativa. Conclui-se que, após as seis semanas de treinamento, as duas técnicas propostas promoveram aumento estatisticamente significativo na amplitude de movimento.


Flexibility is one of the most important physical aspects in Rhythmic Gymnastics (RG). The purpose of the study was to compare long-term changes in flexibility of hip extension in athletes of RG in function of two techniques: the static stretch and Mulligan?s Long Leg Traction. Participated eight female athletes with an average age of 13,25±0,89 years old, divided into two groups. Group 1 performed Mulligan technique and Group 2 performed static stretch. Flexibility training lasts for six weeks. It was executed 2 times a week, and was composed by2 repetitions of 30 seconds for each lower limb. Photogrammetry was used to assess the range of motion (ROM) of hip extension. ROM was assessed before and after six weeks of training. Descriptive and inferential statistics were used to analyze the data. The increase of ROM was statistically significant in both lower limbs in Group 1, and in right lower limb (RLL) in Group 2. After six weeks of training the increase of ROM in Group 1 was 6,25°± 2,75º in left lower limb (LLL) and 5,25°± 2,63º in RLL, and the increase in Group 2 was 6,75º± 4,64º in LLL and 5,5º± 3,41º in RLL. Comparing the two executed techniques, in relation to the increase of ROM, there were no statistically significant differences. We conclude that after six weeks of training the two proposed techniques have showed increases in range of motion.

SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL