Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 7 de 7
Filter
1.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 11(1): 205-210, jan.-mar. 2019. tab., graf.
Article in English, Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-968494

ABSTRACT

Objetivos: Verificar el nivel de estrés en los enfermeros que actúan en unidad de terapia intensiva, e identificar las actividades del trabajo que son más estresantes. Métodos: Estudio cuantitativo, exploratorio y descriptivo, realizado en un Hospital Universitario de la ciudad de Rio de Janeiro. Los participantes fueron 25 enfermeros que prestan asistencia directa a los pacientes críticos en la unidad de terapia intensiva. El instrumento utilizado en la medición fue la Escala Bianchi de Stress. Resultados: El análisis de los 51 ítems relacionados con las actividades de trabajo resultó en un nivel bajo de estrés, entre los profesionales de enfermería. El análisis de los dominios demostró nivel medio de estrés referente a las condiciones de trabajo para el desempeño del enfermero y asistencia de enfermería prestada al paciente. Conclusión: Se concluye que las condiciones de trabajo contribuyen a un mayor nivel de estrés. Se hace necesaria la realización de nuevas investigaciones acerca de las condiciones de trabajo y sus relaciones con el estrés


Objectives: The study's purpose has been to verify the stress level of nurses who work in an intensive care unit, and also to identify working activities that are more stressful. Methods: It is a descriptive-exploratory study with a quantitative approach, which was performed at a University Hospital from the Rio de Janeiro city. The study participants were 25 nurses who provide direct care to critically ill patients in the intensive care unit. The instrument used in the measurement was the Bianchi Stress Scale. Results: The analysis of 51 items related to work activities resulted in a low level of stress among nursing professionals. The analysis of the domains showed middle stress levels related to the nurse's working conditions and the nursing care provided to patients. Conclusion: Therefore, working conditions contribute to a higher level of stress. It is necessary to carry out new research on working conditions and their relations with stress


Objetivos: Verificar o nível de estresse nos enfermeiros que atuam em unidade de terapia intensiva e identificar as atividades do trabalho que são mais estressantes.Método:Estudo quantitativo, exploratório e descritivo, realizado em um Hospital Universitário da Cidade do Rio de Janeiro. Os participantes foram 25 enfermeiros que prestam assistência direta aos pacientes críticos na unidade de terapia intensiva. O instrumento utilizado na mensuração foi a Escala Bianchi de Stress. Resultados: A análise dos 51 itens relacionados às atividades de trabalho resultou em um nível baixo de estresse entre os profissionais de enfermagem. A análise dos domínios demonstrou nível médio de estresse referente as condições de trabalho para o desempenho do enfermeiro e assistência de enfermagem prestada ao paciente. Conclusão: Conclui-se que as condições de trabalho contribuem para um maior nível de estresse. Faz se necessária realização de novas pesquisas acerca das condições de trabalho e suas relações com o estresse


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Working Conditions , Occupational Health , Occupational Stress , Intensive Care Units , Internship, Nonmedical
2.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 175 p.
Thesis in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-1087794

ABSTRACT

O objeto deste estudo são as relações de submissão, dominação e resistência dos trabalhadores de enfermagem no sistema capitalista neoliberal sob a ótica do pensador Pierre Bourdieu. Objetivos foram: identificar os fatores relacionados à precarização do trabalho de enfermagem que constituem em violência simbólica e material impetrada ao trabalhador; compreender como se processa a dominação e submissão do trabalhador de enfermagem diante das violências vivenciadas em seu cotidiano de trabalho à luz de pensamento de Pierre Bourdieu; analisar as repercussões da precarização da força de trabalho da enfermagem para a saúde do trabalhador. Estudo do tipo descritivo, exploratório de abordagem qualitativa, realizada em uma faculdade de Enfermagem no estado do Rio de janeiro. Participaram 22 enfermeiros que exerceram suas atividades há pelo menos um ano, em regime de contratação precarizado. A coleta de dados ocorreu nos meses de maio a junho de 2018, nos cursos de Pós-graduação de uma faculdade de Enfermagem pública no estado do Rio de Janeiro, através de entrevista semiestruturada. A técnica utilizada para tratamento das informações foi a triangulação de dados. A pesquisa obedeceu aos pressupostos e às exigências da Resolução número 466/2012, do Conselho Nacional de Saúde e foi aprovada sob o número CAAE: 74414417.6.0000.5282. A triangulação dos dados fez emergir 4 categorias empíricas. Vivencias dos trabalhadores de enfermagem relacionada a reestruturação produtiva, dominação e submissão do trabalhador de enfermagem, resistência dos trabalhadores de enfermagem e mecanismos de contra resistência e repercussões da precarização deste sobre a saúde do trabalhador de Enfermagem. Conclui-se que há fatores relacionados com às transformações do mundo do trabalho vivenciados pelos trabalhadores no processo de precarização laboral que se constituem em violências simbólicas impetradas aos trabalhador e que funcionam como mediadoras para captação da subjetividade dos profissionais, conduzindo-os à aceitação de condições inadequadas de trabalho e de vida, contribuindo para a dominação e a submissão, além de utilizar o medo e a desesperança como elementos que imobilizam e desapropriam o trabalhador de suas formas de resistência.


The object of this study is the relations of submission, domination and resistance of the nursing workers in the neoliberal capitalist system under the perspective of Pierre Bourdieu's thought, whose objectives were: to identify the factors related to the precariousness of nursing work that constitute symbolic violence and material imposed on the worker; to understand how the domination and submission of the nursing worker is handled in the face of the violence experienced in his daily work in the light of Pierre Bourdieu's thinking; to analyze the repercussions of the precariousness of the nursing workforce on the health of the worker. This is a descriptive, exploratory, qualitative study, carried out at a Nursing School in the state of Rio de Janeiro. Twenty-two nurses who worked for at least one year participated in a precarious contracting regime. The data collection took place in the months of May to June 2018, in the graduate courses of a public nursing faculty in the state of Rio de Janeiro, through a semi-structured interview. The technique used to treat the information was the triangulation of data. The research obeyed the assumptions and requirements of Resolution number 466/2012 of the National Health Council and was approved under the number CAAE: 74414417.6.0000.5282. The triangulation of the data gave rise to four empirical categories. Experiences of nursing workers related to productive restructuring, domination and submission of the nursing worker, resistance of nursing workers and counter resistance mechanisms and repercussions of the precariousness of work on the health of the nursing worker. It is concluded that there are factors related to the transformations of the world of work experienced by the workers in the process of labor precarization that constitute symbolic violence imposed on the worker and that act as mediators to capture the subjectivity of the professionals, leading them to the acceptance of inadequate working and living conditions, contributing to domination and submission, and using fear and hopelessness as elements that immobilize and expropriate the worker from his forms of resistance.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Occupational Risks , Occupational Health , Dominance-Subordination , Employment , Occupational Health Nursing , Brazil , Nursing Methodology Research , Health Personnel , Capitalism
3.
Enferm. foco (Brasília) ; 9(4): 71-76, dez. 2018. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-1028393

ABSTRACT

Objetivos: identificar e discutir a produção do conhecimento da enfermagem sobre a influência da precarização no processo de trabalho e a saúde do trabalhador de enfermagem. Metodologia: estudo bibliográfico com abordagem qualitativa, de revisão integrativa da literatura, realizada nas bases BVS, portal de periódicos CAPES, PubMed e Science Direct, no período de 2010 a 2016 e submetidos a análise de conteúdo Resultados: identificou-se a baixa produção da literatura acerca do tema. Na análise qualitativa obteve-se as seguintes categorias: o processo de precarização do trabalho da enfermagem e repercussões da precarização ao processo de trabalho da enfermagem e a saúde do trabalhador. Conclusão: identificou-se a incipiência da produção da enfermagem sobre o tema. Como repercussão da precarização verificou-se o desgaste e sobrecarga de trabalho, assim como impactos negativos na saúde física e psíquica dos trabalhadores.


Objectives: to identify and discuss the production of nursing knowledge about the influence of precariousness in the work process and the health of the nursing worker. Methodology: a bibliographical study with qualitative approach, of an integrative review of the literature, carried out in the VHL databases, CAPES journal, PubMed and Science Direct, from 2010 to 2016 and submitted to content analysis. Results: low production of Literature on the subject. In the qualitative analysis, the following categories were obtained: the process of precariousness of nursing work and repercussions of the precariousness to the nursing work process and the health of the worker. Conclusion: the incipience of nursing production on the theme was identified. As a consequence of the precariousness, there was the wear and overload of work, as well as negative impacts on the physical and psychological health of the workers.


Objetivos: identificar y discutir la producción del conocimiento de la enfermería sobre la influencia de la precarización en el proceso de trabajo y la salud del trabajador de enfermería. Metodologia: estudio bibliográfico con abordaje cualitativo, de revisión integrativa de la literatura, realizada en las bases BVS, portal de revistas CAPES, PubMed y Science Direct, en el período de 2010 a 2016 y sometidos a análisis de contenido. Resultados: se identificó la baja producción de la producción Literatura sobre el tema. En el análisis cualitativo se obtuvieron las siguientes categorías: el proceso de precarización del trabajo de la enfermería y repercusiones de la precarización al proceso de trabajo de la enfermería y la salud del trabajador. Conclusión: se identificó la incipiente de la producción de la enfermería sobre el tema. Como repercusión de la precarización se verificó el desgaste y sobrecarga de trabajo, así como impactos negativos en la salud física y psíquica de los trabajadores.


Subject(s)
Male , Female , Humans , Nursing , Occupational Health Nursing , Nurses , Occupational Risks , Occupational Health
4.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 22(1): e20170252, 2018. tab
Article in English | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-891748

ABSTRACT

Abstract Objective: To evaluate the incidence and risk factors associated with falls and pressure injuries in a clinical unit. Methods: A quantitative, cross-sectional, descriptive-exploratory study was conducted at a university hospital in Rio de Janeiro using secondary data from patient records and information of registers of patients treated in 2015/2016. Data were analyzed using descriptive and inferential statistics. Results: Of the 157 treated patients, women, cardiovascular (43.9%) and oncological diseases (35.0%) predominated. The risk and incidences of falls and pressure injuries were higher in men. There were significant associations of gender with the risk of falling, the occurrence of falls and pressure injuries, and between the length of hospital stay and risk of falling. Conclusion: Risk management is essential to promote patient safety and improve quality of health care. Nurse staff plays a fundamental role in the process of guiding activities, updating the nursing team and evaluating interventions. The use of tools, such as protocols and indicators, allows the optimization of the work process and the achievement of these goals.


Resumen Objetivo: Evaluar la incidencia y los factores de riesgo asociados con la caída y lesión por presión en una unidad clínica. Método: Estudio cuantitativo, transversal, descriptivo-exploratorio, realizado en un hospital universitario de Rio de Janeiro, utilizando datos del registros e informaciones de pacientes de 2015/2016, analizados por estadística descriptiva e inferencial. Resultados: Entre 157 registros, predominaron mujeres, enfermedades cardiovasculares (43,9%) y oncológicas (35,0%). Riesgo, incidencia de caída y presión por lesión más comunes entre hombres. Hubo asociación entre sexo y riesgo de caídas, ocurrencia y apertura de lesiones por presión, y duración de la internación con riesgo de caídas. Conclusión: La gestión del riesgo es importante para promover seguridad al paciente y calidad en la atención. Enfermeros tienen papel fundamental en coordinar actividades, actualizar el equipo y evaluar intervenciones. Herramientas como protocolos e indicadores permiten optimización del proceso de trabajo y el logro de estos objetivos.


Resumo Objetivo: Avaliar incidência e fatores de riscos associados à queda e à lesão por pressão em unidade clínica. Método: Estudo quantitativo, transversal, descritivo-exploratório, realizado em um hospital universitário do Rio de Janeiro, utilizando dados de prontuários e registros de informações dos pacientes em 2015/2016, analisados por estatística descritiva e inferencial. Resultados: Entre 157 registros, predominaram mulheres, doenças cardiocirculatórias (43,9%) e oncológicas (35,0%). Risco, incidência de queda e de lesão por pressão foram maiores em homens. Houve associação entre sexo e risco de queda, ocorrência de queda e abertura de lesão por pressão, além de tempo de internação com risco de queda. Conclusão: A gestão de riscos em unidades clínicas é essencial para promover a segurança e qualidade da assistência. O enfermeiro tem papel fundamental no norteamento das atividades, atualização da equipe e avaliação das intervenções. Ferramentas como protocolos e indicadores permitem otimizar o processo de trabalho e o alcance dessas metas.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Accidental Falls/prevention & control , Accidental Falls/statistics & numerical data , Patient Safety , Risk Management , Wounds and Injuries , Hospitals, University/statistics & numerical data
5.
Rev Rene (Online) ; 19: e32819, jan. - dez. 2018.
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-981300

ABSTRACT

Objetivo: compreender o significado do trabalho, sob a ótica de profissionais de enfermagem. Métodos: pesquisa qualitativa, realizada em unidades de internação clínica, de hospital universitário. Participaram do estudo 20 profissionais de enfermagem, abordados por meio de entrevista semiestruturada. Dados analisados mediante a técnica de análise de conteúdo temática, emergindo as categorias: perspectivas e significados atribuídos ao mundo do trabalho pelos profissionais de enfermagem e situações geradoras de prazer e sofrimento e respectivas influências no processo saúde-doença dos trabalhadores. Resultados: Identificaram-se aspectos positivos e negativos inerentes ao contexto do trabalho da enfermagem no ambiente hospitalar e evidenciou-se o adoecimento decorrente do processo de trabalho. Conclusão: as vivências de prazer e sofrimento são inerentes ao contexto do trabalho da enfermagem no ambiente hospitalar e contribuem para busca por melhorias no ambiente laboral e qualidade de vida de profissionais. (AU)


Subject(s)
Work , Nursing , Occupational Health
6.
Rev Rene (Online) ; 19: e32819, 2018.
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-1020329

ABSTRACT

Objetivo: compreender o significado do trabalho, sob a ótica de profissionais de enfermagem. Métodos: pesquisa qualitativa, realizada em unidades de internação clínica, de hospital universitário. Participaram do estudo 20 profissionais de enfermagem, abordados por meio de entrevista semiestruturada. Dados analisados mediante a técnica de análise de conteúdo temática, emergindo as categorias: perspectivas e significados atribuídos ao mundo do trabalho pelos profissionais de enfermagem e situações geradoras de prazer e sofrimento e respectivas influências no processo saúde-doença dos trabalhadores. Resultados: Identificaram-se aspectos positivos e negativos inerentes ao contexto do trabalho da enfermagem no ambiente hospitalar e evidenciou-se o adoecimento decorrente do processo de trabalho. Conclusão: as vivências de prazer e sofrimento são inerentes ao contexto do trabalho da enfermagem no ambiente hospitalar e contribuem para busca por melhorias no ambiente laboral e qualidade de vida de profissionais.


Objective: to understand the meaning of work, from the perspective of nursing professionals. Methods: qualitative research, conducted in a clinical inpatient unit of a university hospital. The study included 20 nursing professionals contacted through semi-structured interviews. The data were analyzed through the thematic content analysis technique, emerging the categories: perspectives and meanings attributed to the world of work by nursing professionals and situations that cause pleasure and suffering and their influences in the health-disease process of workers. Results: one identified positive and negative aspects inherent to the nursing work in the hospital environment and highlighted the illness that comes with the working process. Conclusion: the experiences of pleasure and pain are inherent to the context of nursing professionals who work in hospital environments and contribute to a search for better conditions of work place and quality of life for these professionals.


Subject(s)
Nursing , Inpatient Care Units , Nurse Practitioners
7.
Rio de Janeiro; s.n; 2012. 112 p.
Thesis in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: lil-684209

ABSTRACT

A introdução das tecnologias duras no setor saúde transformou o processo de trabalho, e, apesar dos inestimáveis benefícios, deve ser vista com cautela pelos trabalhadores devido a problemas relativos à confiabilidade, à fidedignidade dos dados e à necessidade de manutenção preventiva e corretiva de aparelhos por especialistas. Por outro lado, há exigências impostas em termos de conhecimentos e habilidades para a sua utilização, pois há riscos de erros e iatrogenias que devem ser identificados e trabalhados pela organização com vistas à segurança no desempenho, satisfação e bem estar do trabalhador. Nesse sentido, a sua utilização acarreta o aumento do número de tarefas, a intensificação do ritmo de trabalho, devido à necessidade de controle extenuante por parte do trabalhador no intuito de manter o equilíbrio das demandas advindas da máquina e do paciente. Tais exigências repercutem na saúde do trabalhador e acarreta problemas de ordem física e psíquica. Objetivou-se neste estudo: identificar a percepção do trabalhador de enfermagem sobre a utilização da tecnologia dura em Unidade de Terapia Intensiva (UTI); descrever os fatores intervenientes em relação ao uso da tecnologia dura pelo trabalhador de enfermagem em UTI e analisar as repercussões da utilização da tecnologia dura para o processo de trabalho e a saúde do trabalhador de enfermagem em UTI. Estudo qualitativo descritivo, cujos dados foram obtidos em uma UTI de um hospital público situado no município de Niterói-RJ no período de dezembro 2011 a fevereiro 2012 com 25 trabalhadores (11 enfermeiros e 14 técnicos de enfermagem), a partir dos critérios de inclusão adotados. Trabalhou-se com a técnica de entrevista semiestruturada, mediante um roteiro contendo questões sobre a problemática do estudo. O projeto atendeu as exigências presentes na Resolução 196/96, do Ministério da Saúde (MS), tendo sido aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) sob nº CAAE: 2063000025811...


The introduction of hard technologies in health sector has transformed the work process, and, although priceless benefits, it must be seen by workers with caution due to problems related to reliability, data authenticity and corrective and preventive maintenance by specialists. On the other hand, there are some imposed demands in terms of knowledge and abilities for their use, for there are error risks and iatrogenis which must be identified and worked on by the organization aiming at performance safety, satisfaction and worker welfare. At this point, its use brings about the increase of assignments number, work rhythm intensification, due to the need of strenuous control by workers to keep the balance of demands from the machine and the patient. Such demands coaxes on worker health and causes mental and physical problems. It has aimed at identifying the nursing workers perception about ICU hard technology use; describing intervening factors in relation to nursing workers hard technology use at the ICU for the working process and Intensive Care Unit (ICU) nursing workers health. A descriptive qualitative study wich data have been obtained from a public hospital ICU located at Niterói district-RJ between December 2011 and February 2012 with 25 workers (11 nurses and 14 nursing technicians), from adopted inclusion criteria. The semi structured interview has been used through a script of this study problematic questions. The project has answered the demands of Resolution 196/96 from The Ministry of Health (MS), and has been aproved by the Committee of Ethics in Research (CEP) under the number CEP CAAE: 2063000025811...


Subject(s)
Young Adult , Middle Aged , Technological Development , Nurses, Male , Occupational Health , Biomedical Technology/methods , Biomedical Technology , Intensive Care Units , Brazil , Occupational Risks
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL