Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 3 de 3
Filter
Add filters








Year range
1.
Rev. bras. orientac. prof ; 14(1): 111-118, jun. 2013. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-693081

ABSTRACT

Este estudo objetivou analisar a produção científica nacional de artigos, teses e dissertações sobre a autoeficácia em contextos de desenvolvimento de carreira. Realizou-se uma revisão sistemática de artigos científicos, teses e dissertações. Analisaram-se 15 trabalhos publicados entre 2005 e 2011, cujos primeiros autores estavam vinculados a instituições de ensino do Sudeste e Sul do país, sendo a maioria relatos de pesquisa, realizadas com adolescentes ou adultos jovens, com amostras selecionadas por conveniência. Os estudos sobre autoeficácia nesses contextos são recentes e escassos no Brasil, principalmente com relação aos instrumentos utilizados neste contexto. Discute-se as necessidades de incremento de pesquisas na área e ampliação das possibilidades de aplicação dos resultados das mesmas.


This study aimed to analyze the scientific production of articles, theses and dissertations on self-efficacy in the context of career development. We performed a systematic review of scientific papers, theses and dissertations. We analyzed 15 studies published between 2005 and 2011, whose first authors were from educational institutions in the Southeast and South of the country, mostly consisting in empirical researches, conducted with adolescents or young adults, with samples selected by convenience. Studies of self-efficacy in this context are recent and scarse in Brazil, especially in relation to the instruments used. We discussed the need for increasing research in the area and expanding the possibilities for further application of the results.


Este estudio trató de analizar la producción científica nacional de artículos, tesis y disertaciones sobre la autosuficiencia en contextos de desarrollo de carrera. Se realizó una revisión sistemática de artículos científicos, tesis y disertaciones. Se analizaron 15 trabajos publicados entre 2005 y 2011, cuyos primeros autores estaban vinculados a instituciones de enseñanza del Sudeste y Sur del país, siendo la mayoría relatos de investigaciones realizadas con adolescentes o adultos jóvenes con muestras seleccionadas por conveniencia. Los estudios sobre autosuficiencia en esos contextos son recientes y escasos en Brasil, principalmente en relación con los instrumentos utilizados en este contexto. Se discute la necesidad de incremento de investigaciones en el área y ampliación de las posibilidades de aplicación de los resultados de las mismas.


Subject(s)
Career Mobility , Psychology, Social , Self Efficacy , Vocational Guidance
2.
Ciênc. saúde coletiva ; 18(4): 1109-1118, Abr. 2013. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-674784

ABSTRACT

Este artigo tem por objetivo, estimar a prevalência de transtornos alimentares em trabalhadores residentes em área urbana de Feira de Santana, Bahia. Trata-se de estudo epidemiológico de corte transversal exploratório, incluindo 1.273 trabalhadores, aleatoriamente selecionados. Características sociodemográficas e do trabalho, hábitos de vida, aspectos psicossociais do trabalho e transtornos alimentares foram investigados. Foi predominante o sexo feminino (60,2%), os mais jovens (51,7% tinham até 35 anos), casados (53,1%), de cor parda (55,2%), com ensino médio (51,5%) e com baixa renda (81,2%). As prevalências de Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica e Bulimia Nervosa foram, respectivamente, 4,3% e 1,0%. As prevalências foram mais elevadas entre os que apresentaram consumo abusivo de álcool, insatisfação com o peso, história de agressão na infância, problema financeiro/preocupações, pertenciam aos setores de serviços domésticos e comércio, os que tinham vínculo informal de trabalho e os que estavam no grupo de trabalho de alta exigência. Além de investigar a relação entre os transtornos alimentares e o trabalho, obteve-se dados sobre esses transtornos em estudo de base populacional. Espera-se que os achados obtidos possam fomentar políticas de saúde para os transtornos alimentares.


This article seeks to estimate the prevalence of eating disorders among workers living in urban areas of Feira de Santana, Bahia. It involves an epidemiologic, descriptive and exploratory cross-sectional study of 1,273 randomly selected workers. Socio-demographic and work characteristics, lifestyle, psychosocial aspects at work and eating behavior were investigated. Females were predominant (60.2%), the youngest 51.7% were up to 35 years old, married (53.1%), Afro-Brazilian descent (55.2%), with high school education (51.5%) and with low incomes (81.2%). The prevalence of Binge Eating Disorder and Bulimia Nervosa were, respectively, 4.3% and 1%. The prevalence of these disorders was higher among workers who indulged in excessive alcohol consumption, were dissatisfied with their personal appearance and weight, reported violence in childhood and had financial problems or related worries. Also included were those involved in house care services and commerce, who had informal work arrangements or were in highly demanding work environments. Besides investigating the relation between eating disorders and work, data was provided about these disorders in a population-based study. It is hoped that this study may encourage investments in health policies for these disorders.


Subject(s)
Adolescent , Adult , Female , Humans , Male , Middle Aged , Young Adult , Feeding and Eating Disorders/epidemiology , Occupational Health , Brazil/epidemiology , Cross-Sectional Studies , Prevalence , Urban Health
3.
Cad. saúde colet., (Rio J.) ; 19(2)abr. 2011. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-641434

ABSTRACT

O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de transtornos alimentares ?transtorno de compulsão alimentar periódica (TCAP) e bulimia nervosa (BN) ? e os fatores de risco associados, numa população de 20 a 59 anos do município de Feira de Santana (BA). Foram estudados 2.506 indivíduos; destes indivíduos, 5,0% foram supostamente identificados como portadores de TCAP e 1,0% de BN. Observou-se maior prevalência de TCAP entre pessoas do sexo feminino (5,2%), na faixa etária de 20 a 29 anos (7,1%), solteiros (5,6%) e com renda mensal inferior a um salário-mínimo (5,5%). Com relação à BN, predominaram pessoas mais jovens (1,6%), casados/união estável (1,2%), que possuíam renda mensal superior a um salário-mínimo (1,4%) e negros (1,1%). Indivíduos que se autorreferiram obesos apresentaram taxas mais elevadas: TCAP (13,3%) e BN (2,7%). Os resultados deste estudo reforçam a necessidade de ampliação de ações voltadas para o tratamento dos transtornos alimentares (TCAP e BN), especialmente, os de cunho preventivo. Propostas de modificações no comportamento dos indivíduos devem ser avaliadas com apoio interdisciplinar.

SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL