Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 38
Filter
1.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 23: 1-6, fev.-ago. 2019. tab, fig
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: biblio-1026620

ABSTRACT

O objetivo do estudo foi analisar o comportamento sedentário como discriminador de excesso de peso corporal em idosos. Estudo transversal, com 310 idosos (idade ≥ 60 anos), de ambos os sexos, residentes no município de Ibicuí, Bahia. Foram investigadas informações sobre características so-ciodemográficas e pessoais; hábitos de vida e comportamento sedentário (CS), avaliado por meio do Questionário Internacional de Atividade Física - IPAQ. O índice de massa corporal (IMC) foi calculado pela divisão da massa corporal (kg) pelo quadrado da estatura (m2). Para identificação do CS (total/dia) como discriminador de excesso de peso, foi adotada análise das curvas Receiver Opera-ting Characteristic (ROC) com IC95%. Os resultados apontaram tempo médio de CS de 414,14 (± 243,80) min/dia e a prevalência de excesso de peso (IMC > 27 kg/m²) foi de 39,7%. A área total sob a curva ROC entre CS e o excesso de peso foi 0,59 (IC95%: 0,50-0,67) para homens e 0,54 (IC95%: 0,43-0,58) para mulheres. Os melhores pontos de corte para discriminar a presença de excesso de peso foram de 390 min/dia ou mais e 270 min/dia ou mais para homens e mulheres, respectivamente. Nesse sentido, observa-se que o tempo gasto em CS apresenta uma boa capacidade preditiva para discriminar o excesso de peso em idosos


The objective of this study was to analyze sedentary behavior as a discriminator of overweight in the elderly. A cross-sectional study with a sample of 310 individuals (age ≥ 60 years) of both sexes living in the municipality of Ibicuí, Bahia, Brazil. Information on sociodemographic and personal characteris-tics was investigated; life habits and sedentary behavior (assessed through the International Physical Activity Questionnaire - IPAQ). The body mass index (BMI) was calculated by dividing body mass (kg) by the square of height (m2). In the data analysis, descriptive statistics procedures were used. In order to identify SB as an excess discriminator, we adopted an analysis of the Receiver Operating Charac-teristic (ROC) curves with 95% CI. The results of the study showed that mean SB time was 414.14 (± 243.80) min/day and the prevalence of overweight (BMI > 27 kg/m²) was 39.7%. The total area under the ROC curve between SB and overweight was 0.59 (95%CI: 0.50-0.67) for males and 0.54 (95%CI: 0.43-0.58) for women. The best cutoff points to discriminate the presence of excess weight were 390 min/day or more and 270 min/day or more for men and women, respectively. Thus, it is observed that the time spent in SB has a good predictive capacity to discriminate overweight in the elderly


Subject(s)
Aged , Aging , Cross-Sectional Studies , Sedentary Behavior , Obesity
2.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 23: 1-7, fev.-ago. 2019. tab, fig
Article in English | LILACS (Americas) | ID: biblio-1026289

ABSTRACT

The aim of this study was to identify the amount of time spent in sedentary behavior that may be critically related to functional disability in older adults. A cross-sectional study was conducted with a random sample of 624 older adults (65.1% women) aged 60 to 96 years. Perceived limitations in instrumental activities of daily living were used as indication of functional disability. Time spent in sedentary behavior was assessed using the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ). The prevalence of functional disability was 29.4%. The mean total time spent in sedentary behavior was 576.51 ± 5.14 min/day. Receiver Operating Characteristic (ROC) curves were used to identify cut-points for time spent in sedentary behavior that could discriminate functional disability in older adults. The results suggested that spending > 600.00 min/day and > 614.00 min/day in sedentary behavior, for men and women, respectively, was a discriminator for functional disability in the current study. These cut-points can be used to identify older adults who are most vulnerable to functional disability in future studies


O objetivo deste estudo foi identificar pontos de corte para o tempo gasto em comportamento sedentário que podem potencialmente discriminar a presença de incapacidade funcional em idosos. Um estudo transversal foi realizado com uma amostra aleatória de 624 idosos (65,1% mulheres) com idade entre 60 e 96 anos. As limitações percebidas nas atividades instrumentais da vida diária foram utilizadas como indicação de incapacidade funcional. O tempo gasto no comportamento sedentário foi avaliado usando o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ). A prevalência de incapacidade funcional foi de 29,4%. A média do tempo total despendido em comportamento sedentário foi de 576,51 ± 5,14 minutos/dia. As curvas de ca-racterística operativa do receptor (ROC) foram usadas para identificar pontos de corte para o tempo gasto em comportamento sedentário que discriminassem a incapacidade funcional em idosos. Os resultados sugeriram que despender > 600,00 min/dia e > 614,00 min/dia em comportamento sedentário, para homens e mulheres, respectivamente, foram discriminadores de incapacidade funcional no presente estudo. Esses pontos de corte podem ser usados para identificar os idosos que estão em maior vulnerabilidade à incapacidade funcional em estudos futuros


Subject(s)
Humans , Male , Female , Middle Aged , Aged , Behavior , Aged , Surveys and Questionnaires , Disabled Persons
3.
Rev. bras. cineantropom. desempenho hum ; 21: e55944, 2019. tab, graf
Article in English | LILACS (Americas) | ID: biblio-1013428

ABSTRACT

Abstract Excess time spent in sedentary activities may intensify functional losses among the elderly; however, information on the amount of time in sedentary activities related to these losses is still incipient. The aim of this study was to determine the predictive power of sedentary behavior (SB) and to establish cutoff points for functional disability (FD) discriminators in the elderly. A cross-sectional study was carried out with sample of 310 older adults with mean age of 71.62 ± 8.15 years, randomly selected and residents in the municipality of Ibicuí-BA. Sedentary behavior was assessed by measuring the time spent sitting on a usual week day and FD weekend and FD by the Lawton scale. Receiver Operating Characteristic (ROC) curves were constructed and SB discriminant criterion for FD was determined. The areas under the curve showed that SB has reasonable potential to discriminate FD. The times spent in SB that best discriminated FD were > 330 minutes / day and > 270 minutes / day for men and women respectively. Time spent in SB is an important health indicator and can be used in the screening of FD in the elderly.


Resumo O excesso de tempo despendido em atividades sedentárias pode intensificar as perdas funcionais entre idosos, no entanto, ainda são incipientes as informações sobre a quantidade de tempo em atividades sedentárias relacionadas a essas perdas. Objetivou-se determinar o poder preditivo do comportamento sedentário (CS) e estabelecer seus pontos de corte como discriminadores da incapacidade funcional (IF) em idosos. Estudo transversal com amostra de 310 idosos com média de idade de 71,62 ± 8,15 anos, selecionados aleatoriamente e residentes no município de Ibicuí-BA. O comportamento sedentário foi avaliado por meio de mensuração do tempo gasto sentado em um dia habitual da semana e no fim de semana e a IF pela escala de Lawton. Foram construídas curvas Receiver Operating Characteristic (ROC) e determinado um critério discriminador do CS para IF. As áreas sobre a curva mostraram que o CS tem um razoável potencial para discriminar a IF. Os tempos em CS que melhor discriminaram a IF foram de >330 minutos/dia e >270 minutos/dia para homens e mulheres respectivamente. O tempo em CS é um indicador de saúde importante e poderá ser utilizado no rastreamento da IF de idosos.


Subject(s)
Humans , Health of the Elderly , Disabled Persons , Sedentary Behavior
4.
Cad. saúde colet., (Rio J.) ; 26(2): 146-152, abr.-jun. 2018. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: biblio-952516

ABSTRACT

Resumo Objetivo: Selecionar, por meio da sensibilidade e da especificidade, os melhores pontos de corte da força de preensão manual como discriminador de risco para presença de multimorbidades em idosos. Método: Estudo transversal, realizado com 310 idosos com idade ≥ 60 anos, de ambos os sexos, residentes no município de Ibicuí, Bahia. Para identificação da força de preensão manual como discriminador de risco para presença de multimorbidades, foi adotada a análise das curvas Receiver Operating Characteristic (ROC), com intervalo de confiança de 95%. Posteriormente, foram identificados os pontos de corte com suas respectivas sensibilidades e especificidades. Resultados: A área total sob a curva ROC entre a força de preensão manual e a presença de multimorbidades foi de 0,59 (IC 95% = 0,52-0,67) para mulheres e de 0,58 (IC 95% = 0,50-0,67) para homens. Os melhores pontos de corte para discriminar a presença de multimorbidade foram, para mulheres e homens, respectivamente, 15,35 kgf (sensibilidade de 69,7% e especificidade de 52,2%) e 24,8 kgf (sensibilidade de 49,5% e especificidade de 68,4%). Conclusão: Os resultados encontrados neste estudo sugerem que a força de preensão manual pode ser utilizada como discriminador de risco para presença de multimorbidades em idosos.


Abstract Objective Select through sensitivity and specificity the best cutoffs for hand grip strength as a risk discriminator for presence of multimorbidities in the elderly. Method A cross-sectional study was conducted with 310 elderly individuals aged ≥60 years, of both genders, living in the municipality of Ibicuí, Bahia state, Brazil. Hand grip strength as a risk discriminator for presence of multimorbidities was identified by analysis of the Receiver Operating Characteristic (ROC) curves with 95% confidence interval. Subsequently, the cutoff points with their respective sensitivity and specificity values were identified. Results The total area under the ROC curve between hand grip strength and presence of multimorbidities was 0.59, 95% CI (0.52-0.67) for women and 0.58, 95% CI (0.50-0.67) for men. The best cutoff points to discriminate presence of multimorbidities were 15.35 kgf (69.7% sensitivity and 52.2% specificity) and 24.8 kgf (49.5% sensitivity and 68.4% specificity) for women and men, respectively. Conclusion Results suggest that hand grip strength may be used as a risk discriminator for presence of multimorbidities in the elderly.

5.
Ciênc. Saúde Colet ; 23(2): 639-646, Fev. 2018. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: biblio-890523

ABSTRACT

Resumo Com o avançar da idade, a presença de morbidades psíquicas são mais frequentes e comprometem a qualidade de vida das pessoas. O objetivo do presente estudo foi estimar a prevalência e os fatores associados a Transtornos Mentais Comuns (TMC) na população idosa residente em um município brasileiro. Estudo transversal com 310 idosos, em Ibicuí-BA. Foi utilizado formulário com características sociodemográficas, hábitos de vida, estado de saúde e triagem para TMC (Self-Reporting Questionnaire - SRQ-20). Para análise estatística, foi utilizada a regressão de Poisson, com cálculo das razões de prevalência, intervalo de confiança (95%) e nível de significância p ≤ 0,05. A prevalência geral de TMC foi de 55,8%. Os indivíduos do sexo feminino e que referiram reumatismo apresentaram maior prevalência de TMC. Recomenda-se a realização de ações de prevenção e controle dessas morbidades entre a população idosa do município.


Abstract With advancing age, the presence of psychic morbidities is more frequent and jeopardizes the quality of life of the population. The scope of this study was to estimate the prevalence and factors associated with Common Mental Disorders (CMD) in the elderly population resident in a municipality. It involved a cross-sectional study with 310 elderly people residing in Ibicuí in the State of Bahia. A questionnaire assessing sociodemographic characteristics, lifestyle, health status and screening for CMD (Self-Reporting Questionnaire - SRQ-20) was used. For statistical analysis, Poisson regression was used, with calculation of prevalence ratios, confidence intervals (95%) and p ≤ 0.05 significance level. The general prevalence of CMD was 55.8%. The female individuals who reported rheumatism presented higher prevalence of CMD. It is recommended that prevention and control of these morbidities among the elderly population of the municipality should be implemented.

6.
J. bras. psiquiatr ; 66(4): 183-188, out.-dez. 2017. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: biblio-893939

ABSTRACT

RESUMO Objetivo Analisar o comportamento sedentário (CS) como discriminador dos Transtornos Mentais Comuns (TMC) entre idosos. Métodos Estudo transversal com amostra composta por 310 indivíduos idosos, residentes no município de Ibicuí-BA. Foi utilizado um questionário contendo informações sobre características sociodemográficas, inatividade física no tempo livre e questões autorreferidas do tempo gasto sentado em um dia habitual da semana e de um dia do final de semana. Para estimar o ponto de corte do Comportamento Sedentário na discriminação dos TMC, utilizou-se a curva Receiver Operating Characteristic (ROC). Resultados A prevalência de TMC foi de 55,8%, sendo maior entre as mulheres (66,7%). Os maiores valores para a área sob as curvas ROC entre CS e TMC foi para o sexo masculino: CS/dia 0,58 (IC 95% = 0,49-0,67). Os pontos de corte propostos para CS/dia foram: homens: > 330 min/dia; mulheres: > 300 min/dia. Conclusão O comportamento sedentário é um indicador válido para identificação de suspeita de TMC em idosos, mostrando-se ser um fator de risco que deve ser observado pelos profissionais de saúde.


ABSTRACT Objective To analyze sedentary behavior (SB) as a discriminator of the Common Mental Disorders (CMD) among the elderly. Methods A cross-sectional study including 310 elderly individuals living in the municipality of Ibicuí-BA. Data were collected using a questionnaire addressing sociodemographic characteristics, physical inactivity during free time and self-reported questions about the time spent sitting during a typical weekday and weekend. A Receiver Operating Characteristic (ROC) curve was used to estimate the cut-off point of SB as a discrimination of CMD. Results The general prevalence of CMD was 55.8%, and was higher among women (66,7%). The highest values for the area under the ROC curves among SB and CMD was for males: SB/day 0,58 (95% IC = 0,49-0,67). The proposed cutoff points for SB/day were: men: > 330 min/day, women: > 300 min/day. Conclusion Sedentary behavior is a valid indicator for the identification of suspected CMD in the elderly, showing to be a risk factor that should be observed by health professionals.

7.
Rev. Kairós ; 20(3): 349-363, set. 2017. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: biblio-906435

ABSTRACT

Trata-se de um estudo quase experimental que verificou efeitos do treinamento da força na capacidade funcional de idosos institucionalizados. Os idosos foram avaliados pelos testes de capacidade funcional e submetidos a treinamento da força (nove exercícios; 3x12 repetições máximas; intervalo entre 60 a 90 segundos) por um período de 12 semanas (frequência 3x/semana). Observou-se que o programa de treinamento de força por um curto período melhora o desempenho das atividades da vida diárias dos idosos.


ABSTRACT: This is a quasi-experimental study that verified effects of strength training on the functional capacity of institutionalized elderly. The elderly were evaluated by capacity tests and submitted to strength training (nine exercises, 3x12 maximum repetitions, 60-90 seconds interval) for a period of 12 weeks (frequency 3x / week). It was observed that the short-term strength training program improves the performance of the daily life activities of the elderly.


Se trata de un estudio casi experimental que verificó efectos del entrenamiento de la fuerza en la capacidad funcional de ancianos institucionalizados. Los ancianos fueron evaluados por las pruebas de capacidad, funcionando y sometidos a entrenamiento de la fuerza (nueve ejercicios, 3x12 repeticiones máximas, intervalo entre 60 a 90 segundos) por un período de 12 semanas (frecuencia 3x / semana). Se observó que el programa de entrenamiento de fuerza por un corto período mejora el desempeño de las actividades de la vida diaria de los ancianos.


Subject(s)
Humans , Aged , Aged , Exercise , Health , Institutionalization , Muscle Strength
8.
Rev. bras. cineantropom. desempenho hum ; 19(1): 31-39, Jan.-Feb. 2017. tab
Article in English | LILACS (Americas) | ID: biblio-843426

ABSTRACT

Abstract High blood pressure is a leading cause of mortality worldwide and a risk factor for several diseases. The aim of this study was to determine the predictive power of anthropometric indicators of obesity and establish their cutoff points as discriminators of hypertension and identify the anthropometric indicator of obesity that best discriminates high blood pressure in the elderly. This is a cross-sectional study with a sample of 300 older adults, 167 (56.5%) women. The following anthropometric indicators of obesity were measured: body mass index (BMI), waist circumference (WC), waist / height ratio (WHtR) and conicity index. Moreover, systolic and diastolic blood pressure measurements were collected. To identify hypertension predictors, the analysis of receiver operating curves (ROC) with 95% confidence interval was adopted. Subsequently, cutoff points with their respective sensitivities and specificities were identified. Analyses were carried out considering 5% significance level. It was observed that some anthropometric indicators of obesity showed area under the curve (AUC) significant with BMI = 0.60 (0.50 to 0.70); WHtR = 0.61 (0.51 to 0.71); conicity index = 0.58 (0.58 to 0.68) in men. The different cutoff points of anthropometric indicators with better predictive power and their respective sensitivities and specificities were identified. The best areas under the ROC curve were for BMI, WHtR and conicity index for men; however, such measures were not satisfactory to predict high blood pressure in women.


Resumo A pressão arterial elevada é uma das principais causas de mortalidade em âmbito mundial e fator de risco para diversas doenças. Objetivou-se determinar o poder preditivo de indicadores antropométricos de obesidade e estabelecer os pontos de corte como discriminadores de pressão arterial elevada e identificar o indicador antropométrico de obesidade que melhor discrimina a pressão arterial elevada em idosos. Estudo transversal com amostra de 300 idosos, sendo 167 (56,5%) mulheres. Foram avaliados os seguintes indicadores antropométricos de obesidade: índice de massa corporal (IMC), circunferência da cintura (CC), razão cintura/estatura (RCEst) e índice de conicidade. Ademais, coletaram-se medidas de pressão arterial sistólica e diastólica. Para identificação dos preditores de pressão arterial elevada, foi adotada a análise das curvas Receiver Operating Characteristic (ROC), com intervalo de confiança de 95%. Posteriormente, identificaram-se os pontos de corte com as respectivas sensibilidades e especificidades. As análises foram efetuadas respeitando-se o nível de significância de 5%. Observou-se que alguns indicadores antropométricos de obesidade apresentaram Área Sob a Curva (ASC) significativas, sendo o IMC = 0,60 (0,50-0,70); RCEst = 0,61 (0,51-0,71); Índice Conicidade = 0,58 (0,58-0,68), nos homens. Os diversos pontos de corte dos índices antropométricos com melhores poderes preditivos e as respectivas sensibilidades e especificidades foram identificados. As melhores ASC foram para IMC, RCEst e Índice de Conicidade para os homens, porém tais medidas não foram satisfatórias para predizer a pressão arterial elevada em mulheres.


Subject(s)
Humans , Middle Aged , Aged , Anthropometry , Arterial Pressure , Obesity , Health of the Elderly , Forecasting
9.
Einstein (Säo Paulo) ; 14(2): 158-177, tab, graf
Article in English | LILACS (Americas) | ID: lil-788028

ABSTRACT

ABSTRACT Objective Assess the content validity of the Elderly Health Assessment Tool with low education. Methods The data collection instrument/questionnaire was prepared and submitted to an expert panel comprising four healthcare professionals experienced in research on epidemiology of aging. The experts were allowed to suggest item inclusion/exclusion and were asked to rate the ability of individual items in questionnaire blocks to encompass target dimensions as “not valid”, “somewhat valid” or “valid”, using an interval scale. Percent agreement and the Content Validity Index were used as measurements of inter-rater agreement; the minimum acceptable inter-rater agreement was set at 80%. Results The mean instrument percent agreement rate was 86%, ranging from 63 to 99%, and from 50 to 100% between and within blocks respectively. The Mean Content Validity Index score was 93.47%, ranging from 50 to 100% between individual items. Conclusion The instrument showed acceptable psychometric properties for application in geriatric populations with low levels of education. It enabled identifying diseases and assisted in choice of strategies related to health of the elderly.


RESUMO Objetivo Avaliar a validade de conteúdo do Instrumento de Avaliação da Saúde do Idoso com baixa escolaridade. Métodos Após a elaboração do instrumento de coleta de dados, o questionário foi submetido à avaliação de um comitê de especialistas, formado por quatro profissionais da área da saúde com experiência em pesquisas da epidemiologia do envelhecimento. Os especialistas puderam sugerir questões a serem incluídas/excluídas do instrumento, e avaliar cada bloco do questionário, observando se as dimensões a serem avaliadas foram abrangidas pelos itens do instrumento, em escala intervalar, como “não válida”, “pouco válida” e “válida”. Como medidas para avaliar o grau de concordância do instrumento, foram utilizados o porcentual de concordância e o Índice de Validade de Conteúdo. Considerou-se uma taxa aceitável de concordância o valor de 80%. Resultados O instrumento apresentou taxa média de concordância de 86%, variando, dentre os blocos, de 63 a 99% e, dentre os itens, de 50 a 100%. O Índice de Validade de Conteúdo apresentou escore médio de 93,47% e, dentre os itens do questionário, de 50 a 100%. Conclusão O instrumento apresentou qualidades psicométricas aceitáveis para ser utilizado entre a população de idosos com baixa escolaridade, permitindo a identificação dos agravos e auxiliando na escolha de estratégias, no que diz respeito à saúde do idoso.


Subject(s)
Humans , Aged , Geriatric Assessment/methods , Surveys and Questionnaires/standards , Educational Status , Psychometrics , Quality of Life , Socioeconomic Factors , Exercise , Observer Variation , Mental Health , Reproducibility of Results , Feeding Behavior
10.
Rev. Kairós ; 19(1): 103-119, mar. 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: biblio-912855

ABSTRACT

Estudo transversal com 85 idosos da zona rural de um município do Nordeste brasileiro, que busca analisar os fatores associados à autopercepção negativa de saúde entre os mesmos. A autopercepção de saúde negativa foi referida por 55,29% dos idosos. Identificou-se associação da autopercepção negativa de saúde com as variáveis: "distúrbio do sono" (p-valor <0,001), "pressão alta" (p-valor=0,012), "dores na coluna" (p-valor=0,038) e "fumante" (p-valor=0,021).


Cross-sectional study with 85 elderly people from rural areas of a city Northeast Brazil. The aim is to analyze the factors associated with negative self-rated health among elderly. The negative self-rated health was reported by 55.29 % of the elderly. negative self-rated health association was identified with the variables "sleep disorder" (p-value <0.001) , "high pressure" (p- value = 0.012 ) , "back pain" (p-value = 0.038) and "smoking" (p-value=0.021).


Estudio transversal con 85 ancianos de zona rural de una ciudad del Noreste de Brasil, que busca analizar los factores asociados con la autopercepción negative de la salud entre ellos. La autopercepción negativa de la salud fue reportado por 55,29 % de los ancianos y fue identificado associación con las variables "trastornos del sueño" (valor de p < 0,001, "hipertensión" ( valor de p = 0,012, "dolor de espalda" (valor de p = 0,038) y "fumar" ( valor de p = 0,021).


Subject(s)
Humans , Aged , Aged, 80 and over , Epidemiology , Health of the Elderly , Rural Population , Self Concept
11.
Rev. bras. geriatr. gerontol ; 18(4): 909-920, Oct.-Dec. 2015. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-770461

ABSTRACT

The RE-AIM framework is a model that analyzes both the external and internal validity of health programs. It proposes that programs should be evaluated based on five key dimensions: reach, effectiveness/efficiency, adoption, implementation and maintenance. The aim of the present study was to conduct a systematic review of physical activity programs for elderly persons published in Brazilian scientific literature using the RE-AIM framework. A total of 26 articles included in four scientific databases from 1993 to 2013 were identified and coded using a validated 52-item RE-AIM abstraction tool. Using the RE-AIM dimensions, indicators of reach (47.2%), effectiveness (36.3%), and implementation (27.5%) were reported more often than indicators of adoption (6.4%) and maintenance (4.7%). Only two articles were included in all five RE-AIM dimensions. Despite the increasing number of interventions targeting the elderly, few address the dimensions proposed by the RE-AIM framework, reducing their potential generalizability outside their original settings, and their overall external validity.


O modelo RE-AIM é uma proposta de avaliação que analisa tanto a validade externa quanto a validade interna de programas de saúde. Trata-se de um modelo que sugere avaliar qualquer programa nas dimensões: alcance, efetividade/eficácia, adoção, implementação emanutenção. O presente estudo teve como objetivo realizar uma revisão sistemática com base no modelo RE-AIM dos artigos científicos brasileiros que utilizaram programas regulares de atividade física para idosos. Foram selecionados 26 artigos publicados em quatro bases de dados científicas (PubMed, BVS, SciELO e Scopus) no período de 1993 a 2013, identificados pela codificação do modelo RE-AIM. Os resultados indicaram maior proporção de relatos dos domínios alcance (47,2%),efetividade/eficácia (36,3%) eimplementação (27,5%) em contraposição aos domíniosadoção (6,4%) e manutenção (4,7%). Apenas dois artigos atenderam a todos os domínios do RE-AIM. Apesar do crescente aumento do número de intervenções direcionadas ao público idoso, poucas conseguem atender às dimensões propostas pelo modelo RE-AIM, reduzindo assim a validade externa dos estudos.

12.
J. bras. psiquiatr ; 64(3): 187-192, July-Sept. 2015. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-766164

ABSTRACT

RESUMO Objetivo Avaliar a prevalência e os fatores associados ao declínio cognitivo em idosos com baixa condição econômica. Métodos Estudo transversal com amostra constituída de 310 idosos residentes no município de Ibicuí/BA. Foi utilizado o Miniexame do Estado Mental para a avaliação do estado cognitivo global. Para a avaliação das variáveis categóricas e análise simultânea, foram utilizados o teste qui-quadrado χ2 e a análise de regressão logística múltipla. A análise estatística foi realizada com nível de significância p ≤ 0,05, cálculo da razão de chances e intervalos de confiança de 95%. Resultados A prevalência global do declínio cognitivo foi de 18,7%. A análise dos dados revelou que as variáveis faixa etária e escolaridade estavam estatisticamente associadas ao maior comprometimento cognitivo entre idosos (p ≤ 0,05). Conclusão A prevalência de declínio cognitivo observada foi elevada e associou-se a maior faixa etária e menos anos de estudo. Nesse sentido, as ações direcionadas a atenção à saúde do idoso devem fortalecer o cuidado, a prevenção e o controle das perdas cognitivas, principalmente na atenção primária.


ABSTRACT Objective To evaluate the prevalence and factors associated with cognitive decline in the elderly with low economic status. Methods Cross-sectional study sample of 310 elderly residents in the city of Ibicuí/BA. We used the Mini-Mental State Examination for the assessment of global cognitive status. For the evaluation of categorical variables and simultaneous analysis was performed using chi-square test χ2 and multiple logistic regression analysis with exploratory purposes, respectively. Statistical analysis was performed with significance level of p = 0.05, calculating the odds ratio and 95% confidence intervals. Results The overall prevalence of cognitive decline was 18.7%. Data analysis revealed that the variables age and education were statistically associated with greater cognitive impairment among the elderly (p ≤ 0.05). Conclusion The prevalence of cognitive decline observed was high and was associated with older age and with fewer years of schooling. In this sense, the actions directed to health care for the elderly should strengthen the care prevention and control of cognitive losses, particularly in primary care.

13.
Rev. bras. cineantropom. desempenho hum ; 17(4): 450-459, July-Aug. 2015. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-767176

ABSTRACT

Abstract The study aimed to assess the prevalence and sociodemographic, occupational and lifestyle factors associated with overweight/obesity in state teachers from a northeastern Brazilian city. A cross-sectional study involving teachers from the city of Jequié-BA initially selected by cluster sampling (schools) was conducted. The sample consisted of 300 teachers, including 72.7% (n=214) women. Sociodemographic, occupational and lifestyle data were investigated. Body weight and height were obtained by self-report. Prevalence ratios and 95% confidence intervals were estimated and a level of significance of 5% was adopted. The overall prevalence of overweight/obesity was 47.2%. The prevalence was significantly higher among male teachers (58.2%), married or cohabitating subjects (49.1%), whites and mulattoes (87.6%), teachers with an income > R$ 2,002.00 and a permanent contract (45.9%), and subjects who did not consume fruits or vegetables (49.1%). After multivariate analysis, only gender (95% CI = 0.16-0.66) and consumption of fruits and vegetables (95% CI = 0.25-0.98) remained significantly associated with overweight/obesity among teachers. These findings promote debate on the need for actions designed to encourage the adoption of an active lifestyle by the teacher population.


Resumo O estudo teve como objetivo avaliar a prevalência e os fatores sociodemograficos, ocupacionais e hábitos de vida associados ao sobrepeso/obesidade entre professores da rede estadual de um município do nordeste brasileiro. Estudo de corte-transversal com professores da rede estadual do município de Jequié-BA selecionados, inicialmente, por conglomerados (escolas). A amostra foi constituída por 300 professores, 72,7% (n=214) do sexo feminino. Foram investigadas informações sobre as características sociodemograficas, ocupacionais e hábitos de vida. A massa corporal e a estatura foram obtidas por meio de informações autorreferidas. Foram estimadas as razões de prevalência e respectivos intervalos de confiança a 95%. Adotou-se nível de significância estatística de 5%. Encontrou-se uma prevalência global de sobrepeso/obesidade de 47, 2%, sendo essa prevalência significativamente elevada entre os professores do sexo masculino (58,2%), casados ou vivendo em união estável (49,1%), brancos e pardos (87,6%), com renda > R$ 2.002,00, com vínculo de trabalho efetivo (45,9%) e que não consumiam frutas e verduras (49,1%). Após a análise multivariada, apenas as variáveis sexo (IC 95% = 0,16-0,66) e consumo de frutas e verduras (IC 95% = 0,25-0,98), mantiveram-se associadas significativamente com sobrepeso/obesidade entre os professores. Estes achados fomentam a discussão sobre a necessidade de ações de incentivo a adoção de um estilo de vida ativo entre a população docente.

14.
Estud. interdiscip. envelhec ; 20(2): 399-411, ago. 2015. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: biblio-834559

ABSTRACT

Objetivou-se comparar a concordância de indicadores antropométricos de sobrepeso/obesidade entre idosos residentes em áreas rurais. É um estudo de corte transversal com população de 95 indivíduos com idade igual ou acima de 60 anos. Na avaliação antropométrica,foram utilizadas as variáveis, circunferência da cintura e do braço, a dobra cutânea tricipital e o Índice de Massa Corporal. Na análise dos dados, foram utilizados procedimentos da estatística descritiva e medidas de associação para variáveis categóricas e a correlação de spearman com p ≤ 0.05. A média de idade dos idosos foi de 73,54 ± 9,43 anos. A prevalência de sobrepeso/obesidade foi maior nas mulheres para todos os indicadores antropométricos. Verificou-se que o IMC teve correlação estatisticamente significante com outros indicadores antropométricos (p≤0.05) na análise bruta e quando estratificado por sexo. O IMC é um indicador simples e não invasivo que pode ser utilizado na avaliação do estado nutricional de idosos usuários do Programa de Saúde da Família.


This study aimed to compare the correlation between overweight/obesity anthropometric indicators among older adults living in rural areas. Cross-sectional study with a 95 individuals population aged above 60 years. Anthropometric variables were used waist circumference, arm circumference, triceps skinfold thickne ss and body mass index. The exploratory data analysis was performed by descriptive statistics and association measures to categorical variables and Spearman correlation with p ≤ 0.05. Elderly mean age was 73.54 ± 9, 43. Overweight/obesity prevalence was higher in women on all anthropometric indicators. It was observed that BMI had statisti cally signifi cant correlation with other anthropometric indicators (p ≤ 0.05) in both crude analysis as stratifi ed by gender. BMI is a simple and noninvasive indicator that can be used to elderly users assess nutritional status in the Family Health Program.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Aged , Health Status Indicators , Nutrition Assessment , Overweight , Obesity/psychology , Rural Areas
15.
Fisioter. mov ; 28(2): 365-372, Apr-Jun/2015. tab
Article in English | LILACS-Express | ID: lil-751933

ABSTRACT

Introduction The guided interventions in drug therapies contribute to the effectiveness of health promotion in the Family Health Strategy (FHS). Objective To evaluate the effectiveness of an action grounded in physical activity in heath state of users in the Unified Health System [Sistema Único de Saúde – SUS] of the Family Health Strategy of the Municipality of Iguaí (BA). Methodology Intervention study with an epidemiological approach, studies in the community, sample of 30 registered users on FHU aged ≥ 60 years old. Data collection was performed using an instrument that contained sociodemographic information, and evaluation of blood pressure and glucose levels, weight and height for later calculation of Body Mass Index (BMI). The physical activity program was conducted during the period of 10 months, with a frequency of 5 days/weeks. The activities were carried out in a city of FHU of Iguaí (BA). The data from this study were tabulated and analyzed using SPSS 15.0. Results After the intervention, there was a statistically significant reduction in levels in the blood pressure and glucose levels, and reduction in body mass index, indicating the importance of this intervention as a form of non-pharmacological treatment for hypertension and diabetes. Conclusion We observed the effectiveness of the intervention was possible to reduce risk factors, but it is necessary that the projects have sustainability, to continue with its development. .


Introdução As intervenções pautadas em terapias não medicamentosas contribuem para a efetivação da promoção da saúde na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Objetivo Analisar a efetividade de uma ação pautada em práticas de atividades físicas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) no estado de saúde de usuários da ESF do município de Iguaí (BA). Metodologia Estudo de intervenção com uma abordagem epidemiológica, na modalidade estudos comunitários, amostra composta por 30 usuários cadastrados na Unidade de Saúde da Família (USF) com idade ≥ 60 anos. A coleta de dados foi realizada por meio de um instrumento que continha informações sociodemograficas, além de avaliação dos índices pressóricos e glicêmicos, peso e estatura para posterior cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). O programa de atividade física foi conduzido durante o período de 10 meses, com frequência de 5 dias/semana. As atividades eram realizadas no espaço do de uma USF no município de Iguaí (BA). Os dados do presente estudo foram tabulados e analisados por meio do Programa SPSS 15.0. Resultados Após a intervenção observou-se uma redução em níveis estatisticamente significante nos índices pressóricos e glicêmicos, além de redução no IMC, evidenciando a importância dessa intervenção como modalidade de tratamento não medicamentoso para hipertensão e diabetes. Conclusão Observou-se a efetividade da intervenção e foi possível reduzir indicadores de risco, porém é necessário que os projetos tenham sustentabilidade, para que prossigam com o seu desenvolvimento. .

16.
Rev. bras. promoç. saúde (Impr.) ; 28(1): ­126-­132, mar. 2015. tab
Article in English, Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-794454

ABSTRACT

OBJETIVO: Analisar a associação entre o nível de atividade física habitual e a incapacidade funcional de idosos residentes em áreas rurais. MÉTODOS: Estudo transversal com 104 idosos residentes em uma zona rural de um município do Nordeste do Brasil. Foram utilizados um questionário com informações sociodemográficas e hábitos de vida, o questionário internacional de atividades físicas (versão adaptada para idosos) e a Escala de Katz para avaliação do estado funcional na realização das atividades básicas da vida diária (ABVD). Para avaliar a associação das variáveis de interesse, foram utilizados como medida de associação a razão de prevalência e seus respectivos intervalos de confiança, e como medida de significância estatística foi utilizado o teste qui-quadrado de Pearson, adotando p≤0,05. RESULTADOS: A maioria dos idosos foi classificada como insuficientemente ativa (64,2%). Associações a níveis estatisticamente significantes foram observadas entre atividade física e idade (p=0,004), situação conjugal (p=0,020) e escolaridade (p=0,002). A prática de atividade física associou-se à incapacidade funcional para a realização das ABVD (p=0,017). Quando estratificada por sexo e idade, a associação não se manteve (p>0,05). CONCLUSÃO: A prática regular de atividade física apresenta-se como um comportamento importante na prevenção/ melhora da incapacidade funcional entre a população de idosos avaliados


OBJECTIVE: To analyze the association between the habitual physical activity and functional disability among elderly people living in rural areas. METHODS: Cross-sectional study with 104 elderly residents in a rural area of a municipality of northeastern Brazil. The study used a questionnaire with sociodemographic and lifestyle habits information, the International Physical Activity Questionnaire (version adapted for the elderly), and the Katz scale for assessment of functional status in performing the basic activities of daily living (BADL). To assess the association between the variables of interest, the prevalence ratio (PR) and its confidence intervals were used as measure of association, and Pearson's chi-square test was performed as a measure of statistical significance, adopting p≤0.05. RESULTS: The majority of the elderly were classified as insufficiently active (64.2%). Associations of statistical significance were observed between physical activity and age (p=0.004), marital status (p=0.020), and education (p=0.002). The physical activity practice was associated with the functional disability to perform the BADL (p=0.017). When stratified by age and sex, the association was not maintained (p>0.05). CONCLUSION: Regular practice of physical activity is evidenced as an important behaviour in prevention/improvement of functional disability among the assessed elderly population


OBJETIVO: Analizar la asociación del nivel de actividad física habitual y la incapacidad funcional de mayores que viven en la zona rural. MÉTODOS: Estudio transversal con 104 mayores de la zona rural de un municipio del Noreste de Brasil. Fueron utilizados un cuestionario con informaciones sociodemograficas y los hábitos de vida, el cuestionario internacional de actividades físicas (versión adaptada a los mayores) y la Escala de Katz para la evaluación del estado funcional en la realización de las actividades básicas de la vida diaria (ABVD). Fueron utilizados la razón de prevalencia y sus respectivos intervalos de confianza para evaluar la asociación de las variables de interés. Para la medición de la significación fue utilizada la prueba de Chicuadrado de Pearson con p≤0,05. RESULTADOS: La mayoría de los mayores fue clasificada como activos insuficientes (64,2%). Se observó asociaciones estadísticamente significativas entre la actividad física y la edad (p=0,004), la situación conyugal (p=0,020) y escolaridad (p=0,002). La práctica de actividad física se asoció con la incapacidad funcional para la realización de las ABVD (p=0,017). La asociación no se mantuvo (p>0,05) al estratificarla por el sexo y la edad. CONCLUSIÓN: La práctica regular de actividad física es una conducta importante en la prevención/mejoría de la incapacidad funcional de la población de mayores evaluados


Subject(s)
Humans , Aged , Motor Activity , Aged , Rural Population
17.
Rev. Kairós ; 18(1): 289-305, mar. 2015. tab
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: biblio-967785

ABSTRACT

Este estudo exploratório tem como objetivo analisar os fatores associados às queixas subjetivas de memória de idosos. O estudo é transversal e analisa a informação de 104 indivíduos. Foram colhidas informações de natureza sociodemográfica, sobre estado de saúde, hábitos de vida, assim como se avaliaram as queixas subjetivas de memória recorrendo ao questionário MAC-Q.


This study aims to analyze the factors associated with subjective memory complaints in the elderly. Cross-sectional study included 104 individuals. Information on sociodemographic characteristics, health status, lifestyle and assessment of subjective memory complaints (MAQ) were evaluated. There was a high prevalence of memory complaints (22.3%).


Subject(s)
Humans , Middle Aged , Aged , Aging , Cognition , Memory
18.
Rev. bras. geriatr. gerontol ; 17(4): 819-828, Oct-Dec/2014. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-732864

ABSTRACT

OBJETIVO: Analisar a associação entre o nível de atividade física habitual e transtornos mentais comuns entre idosos. MÉTODOS: Estudo transversal do tipo seccional com população de 95 idosos residentes na zona rural do município de Jequié-BA. Foram utilizados formulário com informações sociodemográficas, triagem para transtornos mentais comuns (TMC) através do Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) e o Questionário Internacional de Atividades Físicas (IPAQ). RESULTADOS: A maioria dos idosos tinha entre 60 e 79 anos (75,8%) e era do sexo feminino (57,9%). O percentual de não sedentários foi de 64,2%, observando associação estatisticamente significante entre o nível de atividade física com a faixa etária, situação conjugal e escolaridade. A prevalência global de TMC foi de 47,4%; apenas a renda teve associação estatisticamente significante. Ao avaliar a associação entre atividade física e TMC, não foi encontrada associação com níveis estatisticamente significante (p>0,05) CONCLUSÃO: Apesar das evidências da literatura sobre a contribuição da atividade física para a saúde mental, no presente estudo não se observou associação entre atividade física e TMC. .


OBJECTIVE: To analyze the association between the level of habitual physical activity and common mental disorders among elderly. METHODS: Cross-sectional study of 95 elderly people living in the rural area of Jequie city, state of Bahia, Brazil. A form with demographic information, screening for common mental disorders (CMD) with the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) and the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) were used. RESULTS: Most elderly were between 60 and 79 years old (75.8%), female (57.9%). The percentage of non-sedentary was 64.2%, with statistically significant association between the level of physical activity and age, marital status and education. The overall prevalence of CMD was 47.4%; only income had statistically significant association. To assess the association between physical activity and CMD, no association was found at statistically significant levels (p>0.05). CONCLUSION: Despite evidence from the literature on the contribution of physical activity for mental health, no association was observed between physical activity and CMD. .

19.
Rev. bras. med. esporte ; 20(3): 181-185, May-Jun/2014. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | ID: lil-718413

ABSTRACT

INTRODUÇÃO: Trata-se de estudo seccional que analisou dados de pesquisa epidemiológica de base populacional e domiciliar conduzida em um município do nordeste do Brasil. OBJETIVO: Identificar os indicadores antropométricos de estado nutricional que apresentam melhor capacidade preditiva de capacidade funcional em idosos. MÉTODOS: A população foi constituída por 316 idosos que foram avaliados por meio de questionário contendo informações sociodemográficas, atividade física e condições de saúde, seguido de avaliação antropométrica. A capacidade funcional foi avaliada por meio das escalas de Katz e de Lawton e Brody para atividades básicas e instrumentais da vida diária, respectivamente. Foram utilizados como indicadores de estado nutricional, o índice de massa corporal, a área muscular do braço e o perímetro da panturrilha. Estimou-se modelos simples e múltiplos de regressão logística multinomial, tendo a capacidade funcional como variável dependente e os indicadores antropométricos como variáveis de interesse. RESULTADOS: Participaram do estudo 173 mulheres (54,7%) e 143 homens (45,3%). Os resultados da regressão múltipla mostraram que o perímetro da panturrilha foi o único preditor de capacidade funcional em mulheres (≤ P25: OR = 5,77, p = 0,028, para dependência nas atividades instrumentais), enquanto que nos homens o índice de massa corporal foi o único indicador associado (baixo peso: OR = 11,36, p = 0,006; sobrepeso: OR = 22,06, p = 0,002; para dependência nas atividades básicas e instrumentais). CONCLUSÃO: Os resultados permitem concluir que os indicadores antropométricos preditores de capacidade funcional em idosos variam de acordo com o sexo, com o perímetro da panturrilha sendo mais adequada ...


INTRODUCTION: It is a sectional study which analyzed data from a population-based household epidemiological study conducted in a municipality in northeastern Brazil. OBJECTIVE: Identify anthropometric indicators of nutritional status which have better predictive ability of functional capacity in the elderly. METHODS: The population consisted of 316 elderly people who were assessed by a questionnaire containing sociodemographic information, physical activity and health conditions, followed by anthropometric evaluations. Functional capacity was assessed using Katz's basic activities of daily living (ADL) and Lawton-Brody's Instrumental Activities of Daily Living (IADL) scales, respectively. Body mass index, arm muscle area and calf perimeter were used as indicators of nutritional status. We estimated simple and multiple models of multinomial logistic regression, considering functional capacity as the dependent variable and the anthropometric indicators as variables of interest. RESULTS: The study included 173 women (54.7%) and 143 men (45.3%). The multiple regression results showed that the calf perimeter was the only predictor of functional capacity in women (≤ P25: OR = 5.77, p = 0.028, for dependence in instrumental activities), while in men the body mass index was the only associated indicator (underweight: OR = 11.36, p = 0.006; overweight: OR = 22.06, p = 0.002 for dependence in basic and instrumental activities). CONCLUSION: The results suggest that anthropometric predictors of functional capacity in the elderly vary according to gender, with the calf perimeter being more suitable for women and the body mass index for men. .


INTRODUCCIÓN: Se trata de estudio seccional que analizó datos de encuesta epidemiológica de base poblacional y domiciliaria conducida en un municipio del noreste de Brasil. OBJETIVO: Identificar los indicadores antropométricos de estado nutricional que presentan mejor capacidad predictiva de capacidad funcional en ancianos. MÉTODOS: La población fue constituida por 316 ancianos que fueron evaluados por medio de cuestionario conteniendo informaciones sociodemográficas, actividad física y condiciones de salud, seguido de evaluación antropométrica. La capacidad funcional fue evaluada por medio de las escalas de Katz y de Lawton y Brody para actividades básicas e instrumentales de la vida diaria, respectivamente. Fueron utilizados como indicadores de estado nutricional, el índice de masa corporal, el área muscular del brazo y el perímetro de la pantorrilla. Se estimaron modelos simples y múltiples de regresión logística multinomial, teniendo la capacidad funcional como variable dependiente y los indicadores antropométricos como variables de interés. RESULTADOS: Participaron en el estudio 173 mujeres (54,7%) y 143 hombres (45,3%). Los resultados de la regresión múltiple mostraron que el perímetro de la pantorrilla fue el único predictor de capacidad funcional en mujeres (≤ P25: OR = 5,77, p = 0,028, para dependencia en las actividades instrumentales), mientras que en los hombres el índice de masa corporal fue el único indicador asociado (bajo peso: OR = 11,36, p = 0,006; sobrepeso: OR = 22,06, p = 0,002; para dependencia en las actividades básicas e instrumentales). CONCLUSIÓN: Los resultados permiten concluir que los indicadores antropométricos predictores de capacidad funcional en ancianos varían de acuerdo con el sexo, con el perímetro de la pantorrilla siendo más ...

20.
Espaç. saúde (Online) ; 14(1/2): 41-50, dez. 2013.
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: lil-705455

ABSTRACT

Este estudo objetiva estimar a prevalência de sintomas musculoesqueléticos segundo variáveis sociodemográficas e ocupacionais entre profissionais de uma instituição de ensino superior, Jequié, Bahia. Foi realizado um estudo epidemiológico de corte transversal, de caráter censitário, incluiu 83 funcionários da Instituição, dentre os 102 (taxa esposta=81,37%). A prevalência global de sintomas músculoesqueléticos (SME) nos últimos doze meses foi de 51,9%, e nos últimos sete dias 39,0%. Foram encontradas maiores prevalências de SME na análise bivariada no sexo feminino (56,4%) na lombar nos últimos doze meses; com idade menor ou igual a 38 anos (51,1% e 33,3% ambos na região lombar nos últimos doze meses e últimos sete dias respectivamente); que possuíam mais tempo de trabalho (30,0% e 29,0% ambas na região do pescoço nos últimos sete dias e nos últimos doze meses respectivamente); entre os que mantinham a postura sentada e permanência em postura forçada na região lombar nos últimos sete dias (29,7%) e parte superior das costas nos últimos doze meses (41,8%) para posição sentada e em todas as regiões para permanência forçada. Observou-se associação estatisticamente significante entre sexo e SME na parte superior das costas (p=0,033), e entre cor da pele e SME no pescoço, ambos para os últimos sete dias (p=0,024). A partir desses achados surge a necessidade de implementar medidas de prevenção e promoção da saúde, que visem a melhoria das condições de trabalho e prevenção de sintomas músculoesqueléticos.


The aim of this work was to investigate the prevalence of musculoskeletal symptoms according sociodemographicsand occupational variables among professionals of a higher education institution, Jequié, Bahia. It was carried out an epidemiological, cross-sectional study, of census character, that included 83 employees of the institution, among 102 (response rate = 81.37%). The overall prevalence ofmusculoskeletal symptoms (MSS) in the last twelve months was 51.9% and for the past seven days was (39.0%). Higher prevalence was found in MSS in bivariate analysis on females (56.4%) in lumbar on the last twelve months; on those aged less or equal to 38 years (51.1% and 33.3% in lumbar region on the last twelve months and for the past seven days respectively); on those who had more length of work (30% and 29% both on the neck region for the past seven days and on the last twelve months); sitting posture and stance forced stay position in the lumbar region on the last seven days (29.7%) and upper back region on the last twelve months (41.8%) to the sitting position and in all regions to forced stance. There was a statistically significant association between sex and MSS in the upper back (p=0.033) andbetween skin color and MSS in the neck, both for the last seven days (p=0.024). From these findings arise the need to implement prevention measures and health promotion, aimed at improving working conditions and prevention of musculoskeletal symptoms.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Musculoskeletal Diseases , Occupational Health
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL