Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 6 de 6
Filter
Add filters








Type of study
Year range
1.
Rev. AMRIGS ; 59(2): 112-115, abr.-jun. 2015. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-834065

ABSTRACT

Introdução: Diabetes mellitus gestacional (DMG) é uma das principais complicações da gestação, sendo definida como intolerância à glicose reconhecida neste período. Considerando as implicações neonatais e maternas decorrentes dessa comorbidade, este estudo tem como objetivo descrever os desfechos materno-fetais de gestantes diabéticas. Métodos: Estudo descritivo, em que se investigou o prontuário de 86 gestantes internadas por DMG (e seus neonatos), entre 01/01/2012 e 30/08/2013, no Hospital Universitário da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). Resultados: A média de idade foi 31,9 ± 6,9 anos. Quanto ao parto, 60,5% foi por cesárea, sendo a idade gestacional média de 37 semanas e 6 dias. 55,8% das gestantes apresentaram algum desfecho adverso. O peso médio dos recém nascidos foi 3416 ± 528,2 gramas, 20,9% apresentaram hipoglicemia, 3,5% hiperbilirrubinemia, 12,8% disfunção respiratória e 10,5% necessitaram UTI Neonatal. As incidências de prematuridade e recém-nascido grande para idade gestacional foram de 25,5%. O tempo médio de internação foi de 67 horas. Conclusões: Os resultados suportam os achados esperados de morbidade neonatal associada ao DMG, com expressiva incidência de desfechos neonatais constatados na população estudada, em especial, prematuridade, hipoglicemia neonatal e recém-nascido grande para a idade gestacional. Nossos dados reforçam a importância do rastreamento e manejo adequado desta patologia devido à alta incidência de complicações neonatais e morbidade associado a essa condição (AU)


Introduction: Gestational diabetes mellitus (GDM) is a major complication of pregnancy, defined as glucose intolerance recognized in this period. Considering the neonatal and maternal implications of this comorbidity, this study aims to describe the maternal and fetal outcomes of pregnant diabetic women. Methods: Descriptive study, which investigated the medical records of 86 pregnant women hospitalized for DMG (and their newborns) between Jan 1, 2012 and Aug 30, 2013 at the University Hospital of the Lutheran University of Brazil (ULBRA). Results: Mean age was 31.9 ± 6.9 years. As for the birth, 60.5% was by caesarean section, with mean gestational age of 37 weeks and 6 days. 55.8% of the patients presented some adverse outcome. The mean weight of newborns was 3416 ± 528.2 grams, 20.9% had hypoglycemia, 3.5%, hyperbilirubinemia, 12.8% respiratory dysfunction, and 10.5% required neonatal ICU. The incidence of prematurity and large-for-gestational-age newborn was 25.5%. The mean hospital stay was 67 hours. Conclusion: Our results support the expected findings of neonatal morbidity associated with GDM, with a significant incidence of neonatal outcomes observed in the study population, especially prematurity, neonatal hypoglycemia and large-for-gestational-age newborn. Our data reinforce the importance of screening and appropriate management of this disease due to the high incidence of neonatal morbidity and complications associated with this condition


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adult , Diabetes, Gestational/epidemiology , Pregnancy Outcome , Brazil/epidemiology , Retrospective Studies
2.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 55(4): 284-287, June 2011. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-593122

ABSTRACT

Benign intracranial hypertension (Pseudotumor cerebri) has been described as related to the reduction in steroid levels in Cushing's disease (CD), especially after surgical remission. Ketoconazole is a common and effective adjuvant therapy for hypercortisolism, but the major concern is liver enzyme dysfunction. We describe here the case of a 12-year old girl with CD who developed benign intracranial hypertension during treatment with ketoconazole. She presented headache, vomiting, a black spot on her right temporal visual field, and signs of elevated intracranial pressure. Pituitary image was normal on magnetic resonance image (MRI), and all symptoms improved after treatment with acetazolamide. We call attention to the diagnosis of this disorder in CD patients, especially children on ketoconazole treatment, because it could be confounded with adrenal insufficiency and lead to definitive severe visual impairment.


Hipertensão intracraniana benigna (Pseudotumor cerebral) tem sido descrita relacionada à redução dos níveis de esteroides séricos na doença de Cushing (DC), especialmente após a remissão cirúrgica. O cetoconazol é uma opção efetiva e de uso rotineiro como adjuvante na terapêutica do hipercortisolismo, tendo como paraefeito mais temido a toxicidade hepática. Relatamos o caso de uma menina com 12 anos de idade portadora de DC que desenvolveu hipertensão intracraniana benigna durante tratamento com cetoconazol. Apresentou-se com cefaleia, vômitos, comprometimento do campo visual temporal direito e sinais de hipertensão intracraniana. A ressonância magnética (RM) de hipófise era normal e todos os sinais e sintomas resolveram-se com uso de acetazolamida. Chamamos a atenção para esse diagnóstico nos pacientes com DC, especialmente crianças, em tratamento com cetoconazol, porque ele pode ser confundido com insuficiência adrenal e causar comprometimento visual severo e definitivo.


Subject(s)
Child , Female , Humans , Ketoconazole/adverse effects , Pituitary ACTH Hypersecretion/drug therapy , Pseudotumor Cerebri/chemically induced , Adrenal Insufficiency/diagnosis , Diagnosis, Differential , Pseudotumor Cerebri/diagnosis
3.
Rev. HCPA & Fac. Med. Univ. Fed. Rio Gd. do Sul ; 24(2/3): 60-61, ago.-dez. 2004. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-418216

ABSTRACT

Paciente masculino de 38 anos notou aumento do peso (principalmente com acúmulo de gordura abdominal) e fraqueza muscular, de início há cerca de 2 anos. Nesse período, observou também aumento de volume da face, acne no dorso, perda de pêlos nas pernas e queda de cabelos, além do aparecimento de estrias violáceas no abdômen. Há 1 ano foi diagnosticada hipertensão arterial sistêmica e diabetes melito


Subject(s)
Humans , Male , Adult , Cushing Syndrome/diagnosis , Cushing Syndrome/physiopathology , Cushing Syndrome/metabolism , Cushing Syndrome/pathology
4.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-417984

ABSTRACT

Paciente feminina de 9 anos de idade, de origem asiática, consulta por parestesias em mãos e pés. Tem história de hipotireoidismo desde o primeiro ano de vida, em tratamento com levotiroxina 50 mg/dia. O exame físico revelou 4º e 5º metacarpianos e metatarsianos curtos, estatura entre o percentil 25-50, calcificações subcutâneas e nódulo localizado em tendão de Aquiles. Os exames laboratoriais demonstraram padrão compatível com pseudohipoparatireoidismo


Subject(s)
Humans , Female , Child , Pseudohypoparathyroidism , Thyroxine , Fibrous Dysplasia, Polyostotic
5.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 45(6): 570-575, dez. 2001. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-304127

ABSTRACT

Apesar de na literatura o hipotireoidismo estar classicamente associado a distúrbios do humor, na prática clínica nem sempre esse fato recebe a devida atençäo. Com o intuito de confirmar esta assertiva, foram revisados prontuários de 117 pacientes adultos, consultando em ambu-latório de Endocrinologia, com diagnóstico de hipotireoidismo primário. A amostra é constituída por 9 homens (idade média 53,4 anos) e 108 mulheres (44,9 anos), com hipotireoidismo: pós-cirúrgico (n= 37), espontâneo clássico (n= 45) ou subclínico (n= 35). Os sintomas psiquiátricos pesquisados foram os utilizados no diagnóstico de transtornos depressivos pelo DSM-IV. Foram caracterizados 3 grupos de pacientes: com diagnóstico de depressäo em acompanhamento psiquiátrico com ou sem antidepressivos (n= 15); sem sintomas psiquiátricos (n= 34) e com sintomas sugestivos de depressäo (n= 68). Desses 68 pacientes, 15, 23, 21, 7 e 2 apresentaram, respectivamente, 1, 2, 3, 4 e 5 sintomas psiquiátricos. Dois indivíduos apresentavam 5 sintomas psiquiátricos e 28 apresentavam 3 ou 4 sintomas, números esses respectivamente associados com depressäo maior e distimia. Os dados atuais chamam a atençäo para a possibilidade de muitos casos näo diagnosticados de transtornos depressivos na populaçäo de hipotireóideos, os quais poderiam ser beneficiados com avaliaçäo e atendimento psiquiátrico adequados.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Depression/diagnosis , Hypothyroidism , Aged, 80 and over , Depression/psychology , Hypothyroidism , Mood Disorders , Retrospective Studies
6.
Arq. bras. endocrinol. metab ; 44(5): 413-6, out. 2000. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-276104

ABSTRACT

Säo poucos os dados disponíveis sobre a avaliaçäo e evoluçäo dos pacientes com pênis morfologicamente normal, mas de comprimento reduzido para a idade. Neste estudo, foram avaliados 8 meninos que se apresentaram com desenvolvimento sexual pré-puberal, com pênis de comprimento um ou dois desvios-padräo abaixo da média e sem evidências de endocrinopatia. Em 6 casos os pacientes foram seguidos por 1 ano e 2 meses a 8 anos e 7 meses, dois deles tendo recebido curso(s) de testosterona. Na última avaliaçäo todos os pacientes apresentavam desenvolvimento puberal, três deles com pênis na faixa normal para a idade e três apresentando comprimento peniano um desvio-padräo abaixo da média. A evoluçäo clínica benigna aqui observada favorece a adoçäo de conduta expectante em alguns casos, individualizando a necessidade de intervençao terapêutica com testosterona.


Subject(s)
Humans , Male , Child , Adolescent , Penis/abnormalities , Puberty/physiology , Testosterone/therapeutic use
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL