Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 5 de 5
Filter
Add filters








Type of study
Year range
1.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(5): 1727-1738, maio 2021. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1249522

ABSTRACT

Resumo Objetiva-se discutir equidade e acesso em saúde mental por meio da análise da distribuição das equipes da atenção primária (Agentes comunitários de Saúde; Equipes de saúde da Família; Núcleo Ampliado de Saúde da Família) e da cobertura da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) em três estados nordestinos (Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte) nas suas respectivas regiões de saúde. Trata-se de um estudo descritivo, apoiado por análise quantitativa exploratória. Para tanto, recorremos à base de dados do Departamento de Atenção Básica/DATASUS para a coleta dos dados secundários em relação às séries históricas de habilitação das equipes da Atenção Primária. Quanto aos pontos de atenção da RAPS, utilizamos a base de dados disponibilizada pela Coordenação Nacional de Saúde Mental do Ministério da Saúde. A investigação concluiu que até 2018 observou-se no país um importante movimento de interiorização e expansão da cobertura em relação à atenção primária e psicossocial, impactando na ampliação da equidade nos territórios de menor desenvolvimento econômico e social. Contudo, verificou-se que os serviços de APS estão mais interiorizados, enquanto os demais dispositivos da RAPS estão mais desenvolvidos nas capitais e grandes municípios.


Abstract The scope of this study is to discuss equity and access to mental health care by means of analysis of the distribution of primary care teams (Community Health Agents; Family Health Teams; the Expanded Family Health Nucleus) and the coverage of the Psychosocial Care Network in three Northeastern states (Ceará, Piauí and Rio Grande do Norte) and their respective health regions. It is a descriptive study, supported by exploratory quantitative analysis. For this purpose, the database of the Department of Basic Care/DATASUS was used to collect secondary data in relation to the historical trajectory of training of Primary Care teams. Regarding the points of care of RAPS, the database made available by the National Mental Health Coordination of the Ministry of Health was consulted. The conclusion of the investigation was that prior to 2018 there was a major drive in the country into the interior and expansion of coverage in relation to primary and psychosocial care, impacting the expansion of equity in territories of lesser economic and social development. However, it was also observed that Psychosocial Care Network services are more prevalent in the interior while the other related services are more developed in capitals and large municipalities.

2.
Psicol. ciênc. prof ; 40: e242817, jan.-maio 2020.
Article in Portuguese | LILACS, INDEXPSI | ID: biblio-1143509

ABSTRACT

Resumo Esse artigo visa abordar a relação entre democracia, saúde mental e pandemia. Para tanto, convida o leitor, na primeira parte do texto, a revisitar o assombro da chegada da pandemia da Covid-19 por meio de um filme, cujas personagens colocam em cena posições subjetivas distintas que carregam a potência de interpelar nosso lugar nos cenários necropolíticos da crise sanitária brasileira. Na segunda parte do texto, algumas encruzilhadas da democracia e da saúde mental na atualidade são explicitadas, a exemplo da propagação de discursos antidemocráticos e do recrudescimento das fragilidades da Rede de Atenção Psicossocial. Na última parte do escrito, compartilha-se uma experiência de Educação Permanente em Saúde em curso junto a trabalhadores da Rede de Atenção Psicossocial e da Atenção Primária à Saúde, e se desenvolve uma tentativa de reposicionar as balizas para a ação ético-política no campo da saúde mental contra a paralisia e a anestesia agenciadas pela lógica capitalista do estado necroliberal, que não raro engessa os afetos, os corpos e os atos dos trabalhadores da saúde no cotidiano das práticas.


Abstract This article addresses the relationship between democracy, mental health and pandemic. To this end, it invites the reader, in the first part of the text, to revisit the amazement of the arrival of the Covid-19 pandemic by means of a film, whose characters place on the scene distinct subjective positions that carry the power to challenge our place in the necropolitical scenarios of the Brazilian health crisis. In the second part of the text, some of the crossroads of democracy and mental health today are explained, following the example of the propagation of anti-democratic discourses and the recrudescence of the weaknesses of the Psychosocial Care Network (RAPS). In the last section, we share an experience of Permanent Health Education in progress with workers of RAPS and Primary Health Care, and the attempt to reposition the goals for ethical-political action in the field of mental health against paralysis and anesthesia, enacted by the capitalist logic of the necroliberal state, which not infrequently engages the affections, bodies, and acts of health workers in daily practices.


Resumen Este artículo tiene como objetivo abordar la relación entre la democracia, la salud mental y la pandemia. Para ello, invita al lector, en la primera parte del texto, a revisar el asombro de la llegada de la pandemia de Covid-19 por medio de una película, cuyos personajes ponen en escena distintas posiciones subjetivas que tienen el poder de desafiar nuestro lugar en los escenarios necropolíticos de la crisis sanitaria brasileña. En la segunda parte trata de explicar algunas de las encrucijadas de la democracia y la salud mental en la actualidad, como ejemplo la propagación de los discursos antidemocráticos y el recrudecimiento de las debilidades de la Red de Atención Psicosocial (RAPS). En la última parte, se comparte una experiencia de Educación Sanitaria Permanente en curso con trabajadores de la RAPS y de la Atención Primaria de Salud, y el intento de reposicionar los objetivos de la acción ético-política en el campo de la salud mental contra la parálisis y la anestesia, agenciada por la lógica capitalista del estado necroliberal, que no pocas veces compromete los afectos, los cuerpos y los actos de los trabajadores de la salud en las prácticas cotidianas.


Subject(s)
Humans , Primary Health Care , Mental Health , Coronavirus Infections , Democracy , Pandemics , COVID-19 , Attention , Health , Health Education , Health Personnel , Education, Continuing , Occupational Groups
3.
Psicol. ciênc. prof ; 36(4): 932-945, out.-dez. 2016.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-829371

ABSTRACT

Resumo Eventos críticos (EC) são eventos que dão início a uma cadeia de incidentes, resultando em uma situação de desastre, a menos que um sistema de segurança interfira para evitá-lo ou minimizá-lo. Este artigo apresenta um relato de experiência durante um EC em que psicólogas elaboraram a estratégia de gestão da atenção psicossocial e saúde mental decorrente do incêndio na boate Kiss, ocorrido em 2013, na cidade de Santa Maria (RS). O objetivo deste relato de experiência é apresentar e analisar a estratégia elaborada de apoio psicossocial e de saúde mental. Fazendo uso de métodos qualitativos, iniciamos a discussão descrevendo a rede pública de Atenção Psicossocial do município na época em que ocorreu o incêndio. Na sequência, delineia-se uma análise descritiva das medidas tomadas nas primeiras 24 horas após esse evento e, finalmente, apresentam-se as estratégias elaboradas para os meses subsequentes. Para esse relato foram utilizados dados e referências do Sistema Único de Saúde e do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil, contemplando o panorama nacional no momento da intervenção. Dentre os resultados destacam-se a imprescindibilidade do trabalho articulado no nível loco-regional e o delineamento da avaliação sistemática envolvendo os três entes federados. Atividades e ações elaboradas como resposta foram estruturadas de forma condizente com as necessidades psicossociais do público-alvo, bem como com as diretrizes e políticas (inter) nacionais, enfocando a criação de uma estratégia articulada e sustentável em um curto e médio prazo e visando o bem-estar psicossocial dos afetados....(AU)


Abstract Critical incidents (CI) are events that trigger a series of other incidents resulting in a disaster situation, unless a security system takes place in order to avoid or minimize it. This article presents an experience reported by a group of psychologists responsible for a specific CI: the fire occurred at Kiss nightclub in Santa Maria/RS in 2013, that resulted in the death of 242 people and left many others injured. The objective of this text is to describe and analyze the psychosocial support and mental health strategy elaborated during that event. First, the article shows how Santa Maria´s public mental health network was set at the time of the event. Then, it lists and analyzes the measures adopted in the first 24 hours after the CI. Finally, it discusses the strategy created for the following weeks and months. Data from the Brazilian Unified Health System (SUS) and the National System of Protection and Civil Defense were also used, in order to assist the intervention analysis. The activities proposed at the time not only appeared to be in agreement with the minimum psychosocial needs of the target population, but also aligned with national and international guidelines, that value articulated and sustainable, short and midterm strategies, capable of contributing with the well-being of the citizens....(AU)


Resumen Los incidentes críticos (IC) son eventos que estimulan una cadena de otros incidentes que resultan en una situación de desastre, a menos que un sistema de seguridad se ponga en marcha con el fin de evitar o reducir al mínimo el desastre. Este artículo tiene como objetivo presentar un relato de una experiencia de un grupo de psicólogas que trabajó en una situación de incidente crítico (IC)- el incendio en la discoteca Kiss en Santa María, RS en 2013. El objetivo del texto es presentar la estrategia de apoyo psicosocial y de salud mental elaborado durante ese evento. Con el fin de hacer eso, presentamos, en primer lugar, la red de salud mental pública que existía en Santa María en el momento en que ocurrió el incendio. En segundo lugar, mostramos las medidas adoptadas en las primeras 24 horas después del IC. Finalmente, se discute la estrategia elaborada para las siguientes semanas y meses. Los datos del sistema de salud pública y el Sistema Nacional de Protección y Defensa Civil también se utilizaron para ayudar a analizar la intervención. Los resultados destacan el carácter indispensable de la labor conjunta del nivel local y regional y el diseño de una evaluación sistemática entre los tres entes federales. Las actividades propuestas en el momento estaban en línea con las necesidades psicosociales de la población objetivo y con las directrices nacionales e internacionales, centrándose en la creación de una estrategia articulada y sostenible en el corto y mediano plazo para contribuir con el bienestar de los ciudadanos....(AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Civil Defense , Fires , Man-Made Disasters , Mass Casualty Incidents , Mental Health , Public Health , Safety , Mental Health Services
4.
Saúde Redes ; 1(1): 57-65, jan. - mar. 2015.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1123000

ABSTRACT

Este texto trata de um relato de experiência sobre os percursos da Redução de Danos no Rio Grande do Sul (RS) desde o seu início no campo da AIDS, nos anos 90, e a transversalização para os campos da Saúde Mental, Álcool e outras Drogas e Atenção Básica como diretriz ética do cuidado para pessoas que usam álcool e outras drogas. Essa transversalização aproximou a Política de DST/ AIDS com seu acúmulo de experiência e construção com a sociedade civil; dos percursos da Redução de Danos por dentro da Saúde Mental por estar em consonância com a Reforma Psiquiátrica; e da Atenção Básica com sua vocação essencialmente territorial, longitudinal e integral. O texto também descreve a construção da Secretaria Estadual da Saúde do RS, que priorizou o fortalecimento do cuidado em Saúde Mental na Atenção Básica, tratando da importância do trabalho e do apoio institucional aos trabalhadores de saúde para ampliar e fortalecer a Rede de Atenção Psicossocial a partir dessa ética do cuidado no território.


This text is an experience report on the pathways of Harm Reduction in Rio Grande do Sul (RS) since its beginning in the AIDS field, in the 90s, and the mainstreaming into the fields of Mental Health, Alcohol and other Drugs and Primary Health Care as ethical guideline for care of people who use alcohol and other drugs. This mainstreaming approximated the DST/AIDS policy with its accumulated experience and construction with civil society; the paths of Harm Reduction within the Mental Health because of its consonance with the Psychiatric Reform; and primary health care with its vocation essentially territorial, longitudinal and comprehensive. The text also describes the construction of the RS Health State Department, which prioritized the strengthening of care in Mental Health in Primary Health Care, addressing the importance of work and institutional support for health workers to expand and strengthen the Psychosocial Care Network on this ethic of care in the territory.

5.
Tempo psicanál ; 42(2): 257-267, jun. 2010.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-613895

ABSTRACT

O presente artigo discute a temática da perversão na clínica psicanalítica, sublinhando sua dimensão lógica em detrimento do acento psicopatológico. Interessa-nos situar alguns elementos emergentes no encontro com a lógica perversa como aportes ao trabalho clínico e interrogantes ao dispositivo analítico. O encontro com a perversão convoca o analista, de forma mais direta, a tomar em consideração a questão do gozo, na medida em que o perverso, desde sua posição de instrumento de gozo do Outro, reitera que no psiquismo há um para além do desejo. Na posição perversa, não é o desejo que está em causa, mas sim um saber sobre o gozo. Nesse sentido, a possibilidade do analista de se fazer suporte do desejo do analisando se vê confrontada de modo que uma pergunta em relação à ética se impõe. Retomando as construções lacanianas em torno de Kant com Sade, trabalharemos estes pontos.


This article discusses the perversion in the analytical clinic, underlining its logical dimension to the detriment of a psychopathological view. We would like to situate some elements that emerge on the encounter with a logical of the perverse; how it adds on to the clinical work and questions the analytical dispositive. The encounter with the perversion convokes the analyst, in a more direct way, to considerate the question of the jouissance, because the perverse as stays positioned as an instrument of the Other’s jouissance, denotes the existence of something beyond the desire. In the perverse position, the desire is not a cause; in fact, there is a knowing about the jouissance. In this way, the possibility that the analyst keeps himself as a desire’s support of the patient confronts the ethics question. We will work these points and reviewing the Lacan’s construction related on Kant with Sade.


Subject(s)
Humans , Psychoanalysis , Ethics
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL