Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 30
Filter
1.
Rev. baiana saúde pública ; 45(Especial 3): 28-42, 20213112.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1355135

ABSTRACT

O primeiro caso de Covid-19 no estado da Bahia foi confirmado em 6 de março de 2020. Diante desse cenário, objetiva-se neste artigo descrever o estabelecimento da rede hospitalar de referência secundária e terciária para os casos de Covid-19, de acordo com a estratificação de risco, a partir do levantamento de dados obtidos nas áreas técnicas da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), sistemas de informação e Plano Estadual de Contingência para Enfrentamento do SARS-CoV-2. Notou-se que a rede hospitalar se mostrou suficiente para o atendimento da demanda proveniente da infecção pelo novo coronavírus. Por fim, conclui-se que a gestão estadual conseguiu demonstrar capacidade técnica e administrativa para planejar, organizar e garantir suficiência de oferta de leitos.


El 6 de marzo de 2020 se confirmó el primer caso de COVID-19 en el estado de Bahía. En este contexto, el objetivo de este artículo es describir el establecimiento de la red de hospitales de referencia secundaria y terciaria para casos del covid-19, según los niveles de riesgos, a partir del relevamiento de datos de las áreas técnicas de la Secretaría de Salud del Estado de Bahía (Sesab), de sistemas de información y del Plan Estadual de Contingencias para el Enfrentamiento del SARS-CoV-2. Se señaló que la red de hospitales resultó ser suficiente para satisfacer la demanda provocada por el nuevo coronavirus. Se concluye que la administración estadual logró demostrar capacidad técnica y administrativa para planificar, organizar y garantizar el suministro suficiente de camas.


On March 6th, 2020, Bahia confirmed the first case of COVID-19 in the state. This article aims to describe the establishment of the hospital network of secondary and tertiary reference services for COVID-19 cases according to risk stratification, based on data obtained from the technical areas of the Department of Health of the State of Bahia (SESAB), information systems, and the State Contingency Plan for Confronting SARS-CoV-2. The hospital network proved to be sufficient to meet the demand arising from the new coronavirus infection, indicating that the state administration demonstrated the technical and administrative capacity to plan, organize, and guarantee sufficient supply of beds.


Subject(s)
Information Systems , Data Collection , Coronavirus , SARS-CoV-2 , COVID-19 , Hospitals
2.
Ciênc. Saúde Colet ; 26(12): 5869-5882, Dez. 2021. tab, graf
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1350508

ABSTRACT

Resumo A atual crise do capitalismo apresenta um caráter múltiplo: econômico, financeiro, social, ambiental, cultural e político. No Brasil, a gravidade da crise não é diferente, podendo ser explicada como resultado do esgotamento do modelo neodesenvolvimentista, bem como de sua incapacidade de resistir à crise mundial. Este estudo compara o coeficiente de mortalidade (CM) por suicídio de acordo com a situação de ocupação dos brasileiros em período anterior e durante a crise econômica. Para isso, foram utilizados os registros de óbitos da população brasileira no período de 2011 a 2016. Os resultados mostram que, entre os desempregados, o CM por suicídio se reduziu de 2,66 óbitos/100 mil, em 2011, para 2,46, em 2016, enquanto, entre os ocupados, aumentou de 5,52 para 6,89 óbitos/100 mil no mesmo período. Compreende-se a complexidade e a multicausalidade da ocorrência do suicídio, sabendo que é um fenômeno socialmente determinado, inclusive pelas estratégias que aumentam a exploração da força de trabalho. Com efeito, estar ocupado, laboralmente, pode ter maior impacto negativo sobre a saúde mental de trabalhadores/as do que estar desempregado.


Abstract The current crisis of capitalism has multiple economic, financial, social, environmental, cultural and political facets. In Brazil, the severity of the crisis is no different, resulting from the exhaustion of the neo-developmentalist model and its inability to resist global crisis. This study compares suicide mortality rates (MR) among employed and unemployed persons in Brazil prior to and during the economic crisis using death records from the period 2011 to 2016. The findings show that in the period 2011 to 2016 the suicide MR fell from 2.66/100,000 to 2.46 among unemployed persons and increased from 5.52/100,000 to 6.89/100,000 in employed persons. Suicide is a complex, multi-causal phenomenon determined by a diverse range of social factors, including strategies that increase worker exploitation. Indeed, being employed can have a greater negative impact on the mental health of workers than being unemployed.


Subject(s)
Humans , Suicide , Unemployment , Brazil/epidemiology , Capitalism , Economic Recession
4.
BMJ Glob Health ; 4(5): [7], 6 September 2019.
Article in English | LILACS, BDS | ID: biblio-1022085

ABSTRACT

In the recent decades, Brazil has outperformed comparable countries in its progress toward meeting the Millennium Development Goals. Many of these improvements have been driven by investments in health and social policies. In this article, we aim to identify potential impacts of austerity policies in Brazil on the chances of achieving the sustainable development goals (SDGs) and its consequences for population health. Austerity's anticipated impacts are assessed by analysing the change in federal spending on different budget programmes from 2014 to 2017. We collected budget data made publicly available by the Senate. Among the selected 19 programmes, only 4 had their committed budgets increased, in real terms, between 2014 and 2017. The total amount of extra money committed to these four programmes in 2017, above that committed in 2014, was small (BR$9.7 billion). Of the 15 programmes that had budget cuts in the period from 2014 to 2017, the total decrease amounted to BR$60.2 billion (US$15.3 billion). In addition to the overall large budget reduction, it is noteworthy that the largest proportional reductions were in programmes targeted at more vulnerable populations. In conclusion, it seems clear that the current austerity policies in Brazil will probably damage the population's health and increase inequities, and that the possibility of meeting SDG targets is lower in 2018 than it was in 2015.


Subject(s)
Humans , Brazil , Health Status Disparities , Health Policy , Vulnerable Populations
5.
Ciênc. Saúde Colet ; 24(8): 2783-2792, ago. 2019.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1011895

ABSTRACT

Resumo Desde a promulgação da Constituição federal de 1988, o Brasil mudou muito. Na saúde, embora tenham ocorrido avanços importantes, persistem problemas antigos e novos têm surgido. O objetivo maior de assegurar o direito universal à saúde não foi alcançado. Em 2019, realiza-se a 16ª Conferência Nacional de Saúde, momento oportuno para analisar a história, o momento presente e as tendências que se anunciam. Este texto busca contribuir para essa análise, com base nos resultados de estudos sobre a evolução das condições de saúde da população e do sistema de saúde brasileiro nos últimos 30 anos. Identifica o fortalecimento do setor privado e do capital na área da saúde, em detrimento do interesse público e do SUS. Por fim, discute as estratégias de luta pelo direito à saúde necessárias e possíveis no contexto atual.


Abstract Brazil has changed a lot since the enactment of the 1988 Federal Constitution. Although substantial advances have occurred in the health sector, old problems persist and new ones arise. The main goal of ensuring the universal right to health has not been achieved. The 16th National Health Conference will be held in 2019, an opportune moment to analyze the history, the present moment and the announcing trends. This text seeks to contribute to this analysis based on the results of studies on the developing health conditions of the population and the Brazilian health system in the last 30 years. It identifies the strengthening of the private sector and capital in the health sector, to the detriment of the public interest and the SUS. Finally, it discusses the strategies of the struggle for the right to health necessary and possible in the current context.


Subject(s)
Humans , Right to Health , National Health Programs/organization & administration , Brazil , Private Sector , Delivery of Health Care/organization & administration
6.
Saúde debate ; 42(119): 837-848, Out.-Dez. 2018.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-986078

ABSTRACT

RESUMO Este estudo teve como objetivo analisar a influência das ações judiciais sobre o processo de avaliação de solicitações de incorporação de medicamentos biológicos ao Sistema Único de Saúde (SUS) pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), no período de 2010 a 2015. A pesquisa investigou a atuação da Conitec, tendo como foco a recomendação de incorporação ou não de medicamentos biológicos ao SUS. Foram utilizadas como estratégias de produção de dados: análise documental, entrevistas com membros da Comissão e observação não participante das reuniões do plenário. A análise dos dados revelou que, apesar de ser, muitas vezes, objeto de discussão no plenário, a existência de ações judiciais não constitui um fator decisivo para a tomada de decisão da Comissão. Não foi encontrado qualquer indício de relação direta entre as ações judiciais em saúde e a incorporação de medicamentos biológicos ao SUS, visto que os membros seguem, rigorosamente, o fluxo de incorporação de tecnologias regulamentado pela Lei nº 12.401/2011 e pelo Decreto nº 7.646/2011. No entanto, revelou-se a existência de uma influência indireta do fenômeno da judicialização da saúde sobre o processo de incorporação de tecnologias no SUS, quando se analisou a motivação para a formulação da lei e das normas que regulamentam o funcionamento da Conitec.


ABSTRACT This study was aimed at analyzing the influence of lawsuits on the process of evaluating requests for the incorporation of biological medicines into the Unified Health System (SUS), by the National Committee for Health Technology Incorporation in SUS (Conitec), from 2010 to 2015. The research investigated the performance of Conitec focusing on the analysis of the recommendation of incorporation or not of biological medicines to SUS. The following were used as data collection strategies: document analysis, interviews with members of the Committee, and non-participant observation of the plenary meetings. The data analysis has shown that, although the lawsuits were often part of the plenary discussions, the existence of legal actions is not a decisive factor for the Committee's decision-making. No evidence of a direct relationship between health lawsuits and the incorporation of biological medicines into SUS was found, as members strictly follow the technology incorporation flow as established by the Law No. 12.401/2011 and by Decree No. 7.646/201. However, the existence of an indirect influence of the phenomenon of health judicialization on the process of incorporation of technologies in SUS became evident when the motivations for the formulation of the law and the rules that regulate the operation of Conitec were analyzed.

7.
Saúde debate ; 42(spe2): 48-60, Out. 2018.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-979304

ABSTRACT

RESUMO Esta pesquisa tem como objetivo analisar o processo de decisão da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde referente às recomendações para incorporação ou não de medicamentos a este sistema. Trata-se de um estudo que teve como foco de análise as decisões tomadas no período de 2010 a 2015. Utilizaram-se como estratégias de produção de dados: análise documental, entrevistas e observação não participante das reuniões do plenário. A análise dos dados evidenciou três tipos de racionalidades presentes no processo de decisão da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde: a racionalidade técnico-sanitária, a racionalidade econômica e a racionalidade política. Na prática, a sólida legislação que orienta a avaliação das demandas de incorporação de tecnologias no Sistema Único de Saúde determinou o predomínio da racionalidade técnico-sanitária.


ABSTRACT This research is aimed at analyzing the decision-making process of the National Committee for Health Technology Incorporation in the Unified Health System regarding the recommendations for the incorporation or not of drugs into this system. This is a study that focused on the analysis of the decisions made in the period from 2010 to 2015. The following data production strategies were used: document analysis, interviews and non-participant observation of plenary meetings. The data analysis revealed three types of rationalities present in the decision-making process of the National Committee for Health Technology Incorporation in the Unified Health System: technical-sanitary rationality, economic rationality, and political rationality. In practice, the solid legislation that guides the evaluation of the demands of technology incorporation in the Unified Health System has determined the predominance of technical-sanitary rationality.

8.
Saúde debate ; 42(spe2): 61-75, Out. 2018. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-979310

ABSTRACT

RESUMO O estudo tem por objetivo analisar as ações ajuizadas contra um serviço de Vigilância Sanitária municipal, à luz do fenômeno da judicialização da saúde. Trata-se de um estudo de caso que teve como fonte documental os processos judiciais relativos à Vigilância Sanitária do município de Salvador, no período de 2000 a 2017. Foram analisadas 50 ações, sendo que 90% tiveram a forma de mandados de segurança, 28% referiram a presença de débitos tributários como principal objeto de discussão e 72% pleitearam a concessão do alvará de saúde, que foi concedido na maioria das decisões. Evidenciou-se que o interesse econômico particular perpassa as motivações, os argumentos e a fundamentação dos autores, assim como a fundamentação das decisões e sentenças. Os resultados indicam que não se pode falar de 'judicialização da Visa', no sentido de que o Poder Judiciário estaria assumindo algum protagonismo na definição das ações de Vigilância Sanitária. Ademais, indicam que é necessário reestruturar o modelo de atenção da Vigilância Sanitária, a fim de proporcionar alternativas administrativas para a resolução de conflitos.


ABSTRACT The objective of this study is to analyze the lawsuits filed against a municipal Health Surveillance service, in the light of the phenomenon of health judicialization. It is a case study that had as documentary source the judicial processes related to Health Surveillance of the municipality of Salvador, from 2000 to 2017. Fifty actions were analyzed, 90% of which were in the form of injunctions, 28% reported the presence of tax debts as the main object of discussion and 72% requested the granting of the health permit, which was granted in most decisions. It was evidenced that the particular economic interest pervades the motivations, the arguments and the reasoning of the authors, as well as the basis of the decisions and sentences. The results indicate that one cannot speak of 'judicialization of the Health Surveillance service', in the sense that the Judiciary branch of the government is assuming some protagonism in the definition of Health Surveillance actions. In addition, they indicate that it is necessary to restructure the Health Surveillance way of working, in order to provide administrative alternatives for the resolution of conflicts.

9.
Rev. baiana saúde pública ; 40 (2016)(Supl. 2 SUVISA): https://doi.org/10.22278/2318-2660.2016.v40.nS2.a2692, Set. 2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-859796

ABSTRACT

O Sistema Único de Saúde conta com o programa HiperDia, específico para enfrentar o problema da hipertensão e do diabetes, o qual contempla um sistema de informações próprio, o SIS-HiperDia. O objetivo deste trabalho foi analisar o processo de implantação do SIS-HiperDia em municípios selecionados no estado da Bahia. Trata-se de estudo de avaliação, em que foi desenvolvido um dos seus componentes, a estimativa do grau de implantação, com a análise dos seus determinantes contextuais. Coordenadores da atenção básica de 117 municípios responderam acerca das condições de implantação do sistema. As análises foram realizadas com base nos modelos lógico e de contexto elaborados previamente. Os resultados apontaram que o SIS-HiperDia foi implantado em apenas 43,6% dos municípios analisados. A implantação foi influenciada por elementos contextuais ligados a questões gerenciais e operacionais. As fragilidades identificadas, sobretudo, podem ajudar os gestores a desenvolverem estratégias para melhorar a qualidade da informação e usá-las como ferramenta de planejamento e de gestão do cuidado em saúde. Concluiu-se que o grau de implantação do SIS-HiperDia nos municípios baianos analisados foi baixo.


The Unified Health System has the HiperDia program, specific to address the problem of hypertension and diabetes, which includes a proper information system, SIS-HiperDia. The objective of this work was to analyze the SIS-HiperDia implementation process in selected municipalities in the state of Bahia. It is an evaluation study, in which one of its components was developed, the estimation of the degree of implementation, with the analysis of its contextual determinants. Coordinators of the basic attention of 117 municipalities answered about the conditions of implantation of the system. The analysis were carried out based on logical and context models previously elaborated. The results showed that SIS-Hiperdia was implanted in only 43.6% of the municipalities analyzed. The implementation was influenced by contextual elements related to managerial and operational issues. The identified fragilities, above all, can help managers developing strategies to improve the quality of information and use them as a health care planning and management tool. The conclusion is that the degree of SIS-HiperDia implantation in the analyzed municipalities of Bahia was low.


El sistema único de salud tiene el programa HiperDia, específico para enfrentar los problemas de la hipertensión y de la diabetes, que comprende un sistema de información propio, SIS-HIPERDIA. El objetivo de este estudio fue analizar el proceso de implementación de SIS-HIPERDIA en determinados municipios en el estado de Bahia. Este es un estudio de evaluación, en que un de sus componentes fue desarrollado, la estimación del grado de implantación, con el análisis contextual de sus determinantes. Los coordinadores de la atención primaria de alrededor de 117 municipios respondieron sobre las condiciones de implementación del sistema. Realizaronse análisis basados en los modelos lógicos y de contexto previamente elaborados. Los resultados mostraron que se implantó SIS-HIPERDIA en sólo el 43,6% de los municipios analizados. La implantación fue influenciada por factores contextuales relacionados con cuestiones gerenciales y operacionales. Las debilidades identificadas, sobre todo, pueden ayudar los gerentes a desarrollar estrategias para mejorar la calidad de la información y utilizarla como una herramienta de planificación y administración de la salud. Concluyese que el nivel de implantación de SIS-HIPERDIA en los municipios analizados en Bahia fue bajo.


Subject(s)
Humans , Unified Health System , Evaluation Study , Diabetes Mellitus , Social Programs , Hypertension
10.
Ciênc. saúde coletiva ; 22(6): 1857-1864, jun. 2017. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-839992

ABSTRACT

Resumo As insulinas análogas são alvo de controvérsias quanto à sua superioridade terapêutica em relação às humanas. Talvez, em parte, devido a isso, são objetos frequentes de ações judicias. A judicialização da saúde tem sido muito estudada, mas pouco se sabe sobre os motivos que levam as pessoas a recorrerem ao Judiciário para obter acesso a medicamentos no SUS. Sendo assim, o presente estudo tem por objetivo analisar os motivos que levaram as pessoas a recorrerem ao Judiciário para obter o acesso às insulinas análogas no estado da Bahia, tratando-se de um estudo de caso apoiado em fonte documental. Foram analisadas, entre 2010 e 2013, 149 ações judiciais que solicitaram o fornecimento de análogas pela secretaria estadual da saúde. Os motivos do recurso à Justiça, citados nos autos, podem ser classificados em: hipossuficiência financeira do usuário, necessidade de insulina análoga, dever e obrigação do Estado em fornecê-las e dificuldades burocráticas. Majoritariamente, as pessoas recorreram ao Judiciário, porque os médicos que as acompanham, divergindo das políticas oficiais, acreditam que as insulinas análogas são melhores do que às humanas e o sistema público de saúde não as dispensa, não dispondo elas de condições financeiras que lhes permitam adquiri-las com recursos próprios.


Abstract Insulin analogues have been the object of controversy concerning their therapeutic superiority to human insulin. Perhaps, in part, because of this, insulin analogues are frequently the subject of lawsuits. The judicialization of health has been well studied, but little is known about the reasons that lead people to go to the courts to obtain access to medicines on SUS (the Brazilian National Health System). Therefore, this study aims to analyze the reasons that led people to appeal to the courts to obtain access to insulins analogues in the state of Bahia. This is a case study based on documentary sources. Between 2010 and 2013, 149 lawsuits requiring insulin analogues from the state health authority were filed in the courts. The main reasons for the appeal to the courts, cited in the cases, can be grouped into four categories: the users’ lack of finances, an essential need for insulin analogue, the duty and obligation of the state to provide them and bureaucratic difficulties. People turned to the courts, mostly, because doctors who accompany their patients have shifted from the official policy, believing that insulin analogues are better than human insulins. They also recognize that the public health system does not distribute them nor does it give doctors the wherewithal to purchase them with their own resources.


Subject(s)
Humans , Delivery of Health Care/legislation & jurisprudence , Health Services Accessibility/legislation & jurisprudence , Insulins/supply & distribution , National Health Programs/legislation & jurisprudence , Brazil , Delivery of Health Care/economics , Health Services Accessibility/economics , Hypoglycemic Agents/economics , Hypoglycemic Agents/supply & distribution , Insulins/economics , National Health Programs/economics , Physicians/organization & administration
11.
Physis (Rio J.) ; 26(4): 1335-1356, Out.-Dez. 2016. graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-842080

ABSTRACT

Resumo O Brasil reconhece o acesso a medicamentos como parte do direito à saúde e adota políticas públicas para propiciar sua garantia. No entanto, a Política Nacional de Assistência Farmacêutica não tem conseguido atender a essa demanda. Em parte, por isso, tem crescido o recurso ao Poder Judiciário para a obtenção desses medicamentos no país. Com o objetivo de conhecer as características das ações judiciais, realizou-se uma revisão com busca sistemática dos estudos de natureza empírica, publicados entre 1988 e 2014, sobre a judicialização do acesso a medicamentos no Brasil. Os 53 estudos revisados apresentam achados que ajudam a compreender o fenômeno: as liminares são concedidas na quase totalidade dos casos; parcela considerável das ações poderia ter sido evitada caso fossem observadas as alternativas terapêuticas do SUS. Os estudos revisados não permitem afirmar nem negar que os valores gastos com a compra de medicamentos demandados judicialmente comprometam o orçamento do SUS. Enfim, as pesquisas realizadas permitem que se compreenda melhor o fenômeno da judicialização, embora seja recomendável a realização de outros estudos que descrevam características ainda pouco definidas da judicialização do acesso a medicamentos no Brasil.


Abstract Brazil recognizes access to medicines as part of the right to health and adopts public policies to provide its guarantee. However, the National Policy on Pharmaceutical Assistance has not been able to meet this demand. In part because of this, there has been a growing recourse to the Judiciary to obtain these medicines in the country. In order to know the characteristics of the lawsuits, a systematic review of the empirical studies published between 1988 and 2014 on the judicialization of access to medicines in Brazil was carried out. The 53 studies reviewed present findings that help to understand the phenomenon: injunctions are granted in almost all cases; A considerable portion of the actions could have been avoided if the therapeutic alternatives of SUS were observed. The studies reviewed do not allow to affirm or deny that the amounts spent on the purchase of drugs demanded judicially compromise SUS budget. Finally, the research carried out allows us to better understand the phenomenon of judicialization, although it is advisable to carry out other studies that describe characteristics that have not yet been defined in the judicialization of access to medicines in Brazil.


Subject(s)
Humans , Access to Essential Medicines and Health Technologies , Health's Judicialization/legislation & jurisprudence , Health Policy , Review , Right to Health/legislation & jurisprudence , Brazil , Unified Health System
12.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 32(supl.2): e00029615, 2016.
Article in English | LILACS | ID: lil-798191

ABSTRACT

Abstract: The relationships between health and socioeconomic development are diverse. These relationships find in the health economic complex a privileged ground for expression. The importance of health technologies increased exponentially since the middle of the 20th century, affecting health systems in terms of both, quality of care and economic aspects. In fact, the predominant model of care is based on fragmented, symptomatic therapy practices that encourages the use of products and services and promotes a passive participation of users rather than humanization of care. Overcoming this model requires changes in the health technology standards which, in turn, require changes in the technology standard of society. The critical theory of technology helps to understand the evolution of the industrial civilization. It enriches the discussion by suggesting the health economic complex be more sensibly adjusted to the requirements of comprehensive health care, and to inclusive and sustainable development.


Resumen: Las relaciones entre la salud y el desarrollo socioeconómico son múltiples. Estas relaciones tienen el complejo económico de la salud como el espacio privilegiado de su expresión. La importancia de las tecnologías de salud aumentó exponencialmente desde mediados del siglo XX, con efectos sobre los sistemas de salud, tanto en la calidad de la atención, como en aspectos económicos. En realidad, predomina un modelo de atención caracterizado por prácticas fragmentadas, que enfatizan tratamientos sintomáticos, estimulan el consumismo de productos y servicios, y promueven, en vez de la humanización, una participación pasiva de los usuarios. La superación de ese modelo pasa por el cambio del padrón tecnológico de la salud, que, a su vez, exige la transformación del padrón tecnológico de la sociedad. La teoría crítica de la tecnología ayuda a comprender la evolución de la civilización industrial. Enriquece el debate, sugiriendo una conformación del complejo económico de la salud más sensible a las exigencias de la atención integral a la salud y del desarrollo inclusivo y sostenible.


Resumo: As relações entre a saúde e o desenvolvimento socioeconômico são múltiplas. Essas relações têm o complexo econômico da saúde como o espaço privilegiado de sua expressão. A importância das tecnologias de saúde aumentou exponencialmente desde meados do século XX, com efeitos sobre os sistemas de saúde, tanto em qualidade da atenção, quanto em aspectos econômicos. Na realidade, predomina um modelo de atenção caracterizado por práticas fragmentadas, que enfatizam tratamentos sintomáticos, estimulam o consumismo de produtos e serviços e promovem, ao invés da humanização, uma participação passiva dos usuários. A superação desse modelo passa pela mudança do padrão tecnológico da saúde, que, por sua vez, exige a transformação do padrão tecnológico da sociedade. A teoria crítica da tecnologia ajuda a compreender a evolução da civilização industrial. Enriquece o debate, sugerindo uma conformação do complexo econômico da saúde mais sensível às exigências da atenção integral à saúde e do desenvolvimento inclusivo e sustentável.


Subject(s)
Humans , Technology Assessment, Biomedical , Diffusion of Innovation , Drug Discovery , Health Policy
13.
Vigil. sanit. debate ; 3(1)fev. 2015.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-916323

ABSTRACT

O Plano Diretor de Vigilância Sanitária ­ PDVISA, de âmbito nacional, aponta diretrizes específicas para a atuação do setor com o intuito de fortalecer o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária. Além disso, para contribuir com o processo de elaboração dos planos estaduais e municipais de ação, disponibiliza um instrumento norteador, o Guia de Orientações. Este artigo se propõe a verificar a consistência deste Guia. Trata-se de um estudo de caráter descritivo, com abordagem qualitativa. Procedeu-se a uma comparação deste instrumento com os elementos de referência do Planejamento e Programação Local em Saúde (PPLS), tanto nos aspectos processuais da programação quanto na estrutura das matrizes e das planilhas. Pode-se concluir que, quando comparado ao PPLS, o Guia é parcialmente consistente, constituindo-se como instrumento que ajuda a nortear o planejamento das ações de Vigilância Sanitária, ainda que apresente limitações.


Subject(s)
National Health Surveillance System , Health Policy , Health Surveillance , Public Health
16.
Saúde debate ; 38(102): 607-623, 09/2014. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-726395

ABSTRACT

Este artigo se propõe a realizar uma revisão crítica sobre saúde suplementar no Brasil, entre os anos 2000 e 2010, a partir da SciELO e do Banco de Teses da CAPES/CNPq. Foram selecionados 301 textos para análise, com base em matriz, com os seguintes elementos: ano de publicação, vinculação institucional do autor, localização da instituição e campo disciplinar referido. O conteúdo foi analisado com base nos resumos dos textos. Os resultados indicam ter havido um aumento contínuo da produção sobre saúde suplementar no período pesquisado. O conteúdo dos resumos sugere a naturalização da visão que toma a atual conformação do esquema de comércio de planos de saúde como algo dado e não como fenômeno histórico.


This article attempts to perform a critical review on supplementary health in Brazil, between the years of 2000 and 2010, from the SciELO and the CAPES/CNPq's Bank of Theses. Were selected 301 texts for analysis, based on matrix, with the following elements: year of publication, the author's institutional linkage, the institution's location and the reffered disciplinary field. The content was analyzed based on the summaries of the texts. The results suggest a continued increase of the production on supplementary health in the period researched. The content of the summaries suggests the naturalization of vision wich takes the current conformation of the trading scheme of health plans as something given and not as a historical phenomenon.

17.
In. Cunha, Francisco José Aragão Pedroza; Lázaro, Cristiane Pinheiro; Pereira, Hernane Borges de Barros. Conhecimento, inovação e comunicação em serviços de saúde. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2014. p.185-219.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-736611
18.
In. Giovanella, Lígia; Escorel, Sarah; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa; Noronha, José Carvalho de; Carvalho, Antonio Ivo de. Políticas e sistema de saúde no Brasil. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2 ed., rev., amp; 2014. p.239-257, tab.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-745033
19.
20.
Cad. saúde pública ; 29(5): 851-866, Mai. 2013. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-676021

ABSTRACT

Este artigo parte de uma revisão de 270 textos sobre saúde suplementar publicados entre 2000 e 2010, e seleciona 17 que abordam a questão da articulação entre o público e o privado na assistência à saúde. A análise do seu conteúdo considera os conceitos e expressões utilizadas, os elementos teóricos relacionados e as linhas argumentativas predominantes. A leitura das estratégias argumentativas aponta a existência de uma visão crítica sobre o atual modus operandi da articulação público/privado, fundamentada na Medicina Social e nas bases teóricas do movimento da Reforma Sanitária Brasileira, ao lado de contribuições que, apoiadas em visões empresariais inspiradas por uma perspectiva neoliberal, tomam os aspectos econômicos em seu sentido estrito como foco da discussão sobre saúde suplementar. Resta evidente que a compreensão da articulação público/privada na saúde requer o desenvolvimento de uma sólida base empírica, analisada com base em pressupostos teóricos adequados ao grau de complexidade inerente à zona de fronteira da articulação entre o público e o privado na assistência à saúde.


This article draws on a previous review of 270 articles on private health plans published from 2000 to 2010 and selects 17 that specifically address the issue of the relationship between the public and private healthcare sectors. Content analysis considered the studies' concepts and terms, related theoretical elements, and predominant lines of argument. A reading of the argumentative strategies detected the existence of a critical view of the modus operandi in the public/private relationship based on Social Medicine and the theoretical tenets of the Brazilian Health Reform Movement. The study also identified contributions based on neoliberal business approaches that focus strictly on economic issues to discuss private health insurance. Understanding the public/private link in healthcare obviously requires the development of a solid empirical base, analyzed with adequate theoretical assumptions due to the inherent degree of complexity in the public/private healthcare interface.


Este artículo parte de una revisión de 270 textos sobre salud suplementaria, publicados entre 2000 y 2010, y selecciona 17 que abordan la cuestión de la vertebración entre lo público y lo privado en la asistencia a la salud. El análisis de su contenido considera conceptos y expresiones utilizadas, elementos teóricos, así como las líneas argumentativas predominantes relacionados con la cuestión. La lectura de las estrategias argumentativas apunta la existencia de una visión crítica sobre el actual modus operandi de la vertebración pública/privada, fundamentada en la Medicina Social y en las bases teóricas del movimiento de la Reforma Sanitaria Brasileña, además de contribuciones que - apoyadas en visiones empresariales inspiradas por una perspectiva neoliberal - toman aspectos económicos en su sentido estricto como foco de la discusión sobre salud suplementaria. Por ello, es evidente que la comprensión de la vertebración pública/privada en la salud requiere el desarrollo de una sólida base empírica, analizada fundamentándose en presupuestos teóricos adecuados al grado de complejidad inherente de la línea divisoria en la vertebración entre lo público y lo privado en el ámbito de la asistencia a la salud.


Subject(s)
Humans , Health Care Sector/economics , Public-Private Sector Partnerships/economics , Supplemental Health , Brazil , Delivery of Health Care/economics , Delivery of Health Care/trends , Health Services Accessibility , Health Care Reform/economics , Health Care Reform/trends , Health Care Sector/trends , Insurance, Health/economics , Insurance, Health/trends , Public-Private Sector Partnerships/trends
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL