Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 4 de 4
Filter
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 73(3): 747-751, May-June 2021. tab
Article in English | ID: biblio-1278348

ABSTRACT

Marcadores sorológicos são rotineiramente utilizados na prática clínica para o estadiamento de linfomas e para a determinação de seu prognóstico em humanos. No entanto, pouco se sabe sobre sua utilização em cães, mesmo os linfomas sendo neoplasias com alta prevalência nessa espécie. No presente estudo, as concentrações séricas do receptor solúvel de interleucina-2 (sIL-2R) e do antígeno do câncer 125 (CA 125) foram mensurados em 10 cães saudáveis e em 15 cães com linfoma cutâneo, utilizando-se o kit ELISA canino e a leitura em um Stat Fax modelo 2100 (sIL-2R), bem como o kit ELISA humano e a leitura pelo ELISYS UNO humano (CA 125). Os resultados mostraram que não houve diferença significativa (P<0,05) nas concentrações dos marcadores entre os grupos. Além disso, os resultados não apontaram significância clínica no estadiamento tumoral e estabelecimento do prognóstico em cães diagnosticados com linfoma cutâneo.(AU)


Subject(s)
Animals , Dogs , Biomarkers/blood , Receptors, Interleukin-2/blood , CA-125 Antigen/blood , Lymphoma/veterinary , Prognosis , Skin Neoplasms/veterinary
2.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(3): 787-793, May-June, 2020. tab
Article in English | ID: biblio-1129177

ABSTRACT

The immunophenotype is regarded as an independent prognostic factor in high-grade lymphomas, seeing that lymphomas of T-cell origin are associated with shorter survival time. Although a number of studies have evaluated the immunophenotypical profile of lymphoma in the USA and Europe, Brazilian research on the matter remains scarce. Exact characterization of the histopathological type is crucial to establish proper treatment and prognosis. This study evaluated the database of immunohistochemistry laboratories that perform immunophenotyping of canine lymphoma in Brazil. A total of 203 cases of multicentric lymphoma were classified according to the WHO classification. Immunophenotyping was able to identify 71.4% lymphomas of B-cell line, 27.1% of T-cell line and 1.5% of non-B cells and non-T cell lines. Diffuse large B-cell lymphoma was the most common with 59.1% of the cases. Among T-cell lymphomas, lymphoblastic was the most common (11.33% of the cases). Even though canine lymphomas tend to be high-grade, indolent lymphomas comprised 11.82% of the cases and T-zone lymphoma was the most prevalent (8.86%). The immunophenotype of multicentric lymphoma in Brazil is similar to those in other parts of the world, which suggests similar etiologic factors to the development of this disease.(AU)


O imunofenótipo é considerado um fator prognóstico independente em linfomas de alto grau, visto que os linfomas de origem de células T estão associados a menor tempo de sobrevida. Apesar de vários estudos terem avaliado o perfil imunofenotípico do linfoma nos EUA e na Europa, a pesquisa brasileira sobre o assunto ainda é escassa. A caracterização exata do tipo histopatológico é crucial para estabelecer o tratamento e o prognóstico adequados. Este estudo avaliou a base de dados de laboratórios de imuno-histoquímica que realizam imunofenotipagem do linfoma canino no Brasil. Um total de 203 casos de linfoma multicêntrico foi classificado de acordo com a classificação da OMS. A imunofenotipagem foi capaz de identificar 71,4% dos linfomas da linhagem de células B, 27,1% da linhagem de células T e 1,5% das linhagens de células não B e não T. O linfoma difuso de grandes células B foi o mais comum em 59,1% dos casos. Entre os linfomas de células T, o linfoblástico foi o mais comum (11, 33% dos casos). Embora os linfomas caninos tendam a ser de alto grau, os linfomas indolentes representaram 11,82% dos casos e o linfoma da zona T foi o mais prevalente (8,86%). O imunofenótipo do linfoma multicêntrico no Brasil é semelhante ao de outras partes do mundo, o que sugere fatores etiológicos semelhantes ao desenvolvimento dessa doença.(AU)


Subject(s)
Animals , Dogs , Immunophenotyping/veterinary , Lymphoma, B-Cell/classification , Lymphoma, T-Cell/classification , Lymphoma, Large B-Cell, Diffuse/classification , Precursor Cell Lymphoblastic Leukemia-Lymphoma/classification , Brazil
3.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 68(2): 292-298, mar.-abr. 2016. graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-779796

ABSTRACT

O objetivo deste relato de caso é descrever a ocorrência de plasmocitoma em bulbo peniano de um cão, classificado como uma doença extramedular não cutânea de localização rara e casuística inédita. Um cão, sem raça definida, com sete anos de idade e pesando 15kg, não castrado, apresentou histórico clínico de anorexia, vômitos, anúria e constipação. Ao exame específico da genitália externa, foi encontrada uma massa em bulbo peniano durante a inspeção do prepúcio, aderida à pele e encapsulada, extremamente firme e arredondada, medindo cerca de 6cm de diâmetro. Por meio da ultrassonografia dessa estrutura, foi observado aumento do volume regional com ecotextura heterogênea e ecogenicidade mista, além de neovascularização tecidual ao Doppler colorido. Foi realizada biópsia da massa, sendo verificada a presença de neoplasia de células redondas. A caracterização do tumor foi realizada pela imuno-histoquímica, e as células neoplásicas foram imunoexpressas para CD79a e MUM1, indicando o diagnóstico de plasmocitoma extramedular. Embora os tumores penianos em cães sejam os predominantemente venéreos transmissíveis (TVT), e os plasmocitomas sejam neoplasias raras nessa localização, este relato de caso fornece com ineditismo a ocorrência de plasmocitoma extramedular em bulbo peniano de cão, condição ainda não descrita em veterinária.


Non-cutaneous extramedullary plasmacytomas are relatively rare in dogs, affecting mainly the oral cavity and bowel loops. The involvement of the penile bulb has not been described, a fact of great importance for obstetric and veterinary oncology. The aim of this case report is to describe the occurrence of plasmacytoma in a dog's penile bulb, classified as a non-cutaneous extramedullary disease of rare location and unpublished casuistry. A non castrated dog of undefined breed, with seven years of age and weighing 15kg, presented clinical history of anorexia, vomiting, anuria and constipation. By specific examination of the external genitalia, a penile bulb mass was found in the preputial inspection, which was adhered to the encapsulated skin, extremely firm and rounded, measuring approximately 6 cm in diameter. By ultrasound evaluation of the structure in the penile bulb an increase of regional volume with heterogeneous echotexture and mixed echogenicity and tissue neovascularization upon color Doppler was observed. Incisional biopsy of the mass was performed and showed the presence of neoplasia of round cells. The characterization of the tumor was performed by immunohistochemistry and the neoplastic immuno cells were expressed CD79a and MUM1, indicating the diagnosis of extramedullary plasmacytoma. Although the penile tumors in dogs are predominantly transmissible venereal tumors (TVT) and plasmocytomas are rare neoplasms in this location, this case report provides a novel occurrence of extramedullary plasmacytoma in the penile bulb of a dog, a condition not yet described in veterinary.


Subject(s)
Animals , Dogs , Medulla Oblongata , Penile Neoplasms/veterinary , Plasmacytoma/veterinary , Reproductive Behavior , Foreskin/abnormalities
4.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 54(3): 255-258, jun. 2002. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-328391

ABSTRACT

Este trabalho teve por objetivo estudar as diferenças ultraestruturais de mastócitos neoplásicos de diferentes tipos histológicos de mastocitoma em cäes, usando microscopia eletrônica de transmissäo Os resultados mostraram que o núcleo e os grânulos citoplasmáticos säo as estruturas mais indicadas para se avaliar o grau de anaplasia celular e o estádio de indiferenciaçäo do tumor


Subject(s)
Animals , Dogs , Mast-Cell Sarcoma
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL