Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 46
Filter
2.
Conscientiae saúde (Impr.) ; 16(1): 2017100108, 31 mar. 2017.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-875731

ABSTRACT

e gasto energético de indivíduos hemiparéticos. Objetivo: Investigar a validade concorrente do Perfil de Atividade Humana (PAH) com as medidas diretas de consumo de oxigênio (VO2) durante atividades submáximas de hemiparéticos crônicos. Métodos: Estudo transversal. O VO2 foi avaliado através de ergoespirômetro portátil durante a marcha máxima, habitual e subir/descer escadas. O nível de atividade física foi avaliado pelo PAH, questionário de autorrelato. Utilizou-se para a análise o Escore Ajustado de Atividade (EAA). Resultados: 55 indivíduos participaram do estudo. Observou-se existir correlação estatisticamente significativa, positiva de magnitude fraca entre o EAA do PAH e VO2 na marcha máxima (r=0,37; p=0,009), e de magnitude moderada na marcha habitual (r=0,40; p=0,004) e no teste de subir/descer escadas (r=0,43; p=0,004). Conclusão: Os resultados demonstraram associação entre as medidas autorrelatadas e VO2 em atividades submáximas. (AU)


Introduction: Validated instruments are necessary for the evaluation of energy consumption and expenditure of hemiparetic individuals. Objective: To investigate the concurrent validity of the Human Activity Profile (HAP) with direct measures of oxygen consumption (VO2) during submaximal activities of chronic hemiparetic. Methods: Cross-sectional study. VO2 was evaluated through a portable ergometer during maximum, habitual gait, and going up/down stairs. The level of physical activity was evaluated by PAH, a self-report questionnaire. The Adjusted Activity Score (AAS) was used for the analysis. Results: 55 individuals participated in the study. There was a statistically significant, positive correlation between AAS from HAP and VO2 at maximal gait (r=0.37, p=0.009), moderate magnitude in the habitual gait (r=0.40, p=0.004), and going up/down stairs (r=0.43, p=0.004). Conclusion: The results demonstrated an association between self-reported measures and VO2 in submaximal activities. (AU)

3.
Ciênc. saúde coletiva ; 22(1): 255-260, jan. 2017. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-839912

ABSTRACT

Abstract This article aimed to determine the recruitment rate of chronic stroke survivors to cross-sectional studies and to determine their retention at the two days of assessments. Participants after six months of a unilateral stroke were screened for eligibility and invited to participate in two cross-sectional studies, by telephone. The number of people who were screened, eligible, and successfully recruited was recorded. Retention at the two days of assessments was also recorded. From a list of 654 individuals, 87 were ineligible. Of the 567 left, 216 had wrong contact numbers, 144 refused to participate, and 12 had died. A total of 165 subjects participated in both studies. Out of the 56 who agreed to attend to the second day of assessment, eight did not return. The results showed that individuals with chronic stroke had low rates of recruitment and retention.


Resumo Este artigo teve por objetivo determinar a taxa de recrutamento de indivíduos pós-Acidente Vascular Encefálico (AVE) em estudos transversais e determinar sua retenção nos dois dias de avaliação, tendo como referencial teórico a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Participantes após 6 meses a um AVE unilateral foram selecionados de acordo com a sua elegibilidade e convidados a participar em dois estudos transversais, por telefone. Foi obtido o número de pessoas contatadas, elegíveis e recrutadas com sucesso. A retenção nos dois dias de avaliação foi igualmente obtida. De uma lista de 654 indivíduos, 87 não eram elegíveis. Dos 567 restantes, 216 possuíam números telefônicos errados, 144 se recusaram a participar e 12 haviam ido a óbito. Um total de 165 indivíduos participaram dos dois estudos. Dos 56 indivíduos que concordaram em participar do segundo dia de avaliação, oito não retornaram. Os resultados demonstraram que indivíduos pós-AVE crônicos apresentam baixas taxas de recrutamento e retenção.


Subject(s)
Humans , Patient Selection , Stroke/physiopathology , Survivors/statistics & numerical data , Chronic Disease , Cross-Sectional Studies , Time Factors
4.
Acta fisiátrica ; 23(4): 161-165, dez. 2016. ilus
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-859314

ABSTRACT

O ABILOCO, específico para adultos pós Acidente Vascular Encefálico (AVE), é um questionário para avaliação de habilidade de locomoção. Para sua aplicação na população brasileira, é necessário que seja realizada a sua adaptação transcultural. Objetivo: Realizar a adaptação transcultural do ABILOCO para uso no Brasil. Métodos: O processo de adaptação transcultural seguiu diretrizes padronizadas, sendo realizado em cinco etapas: tradução, retrotradução, síntese das traduções, avaliação pelo comitê de especialistas e teste da versão pré-final. A versão pré-final foi aplicada em 10 indivíduos pós- AVE, que responderam ao questionário e foram indagados sobre como interpretaram cada item. Resultados: O processo de adaptação transcultural seguiu todas as recomendações propostas, sendo necessários apenas acréscimos em dois itens, para possibilitar melhor compreensão. Resultados satisfatórios foram obtidos no teste da versão pré-final, uma vez que não houve nenhum problema quanto à redação e clareza dos itens ou ao objetivo do questionário. Conclusão: A versão final do ABILOCO, denominada ABILOCO-Brasil, demonstrou satisfatório grau de equivalência semântica, conceitual e cultural para uso em contextos clínicos e de pesquisa no Brasil. Estudos futuros devem ser conduzidos para dar continuidade ao processo de validação do questionário.


The ABILOCO, specific for adults with stroke, is a questionnaire for the assessment of locomotion ability. For the application with the Brazilian population, its cross-cultural adaptation is required. Objective: To translate the ABILOCO into the Brazilian-Portuguese language and adapt the questionnaire to the Brazilian culture. Methods: The process of cross-cultural adaptation followed standardized procedures and was conducted in five stages: translation, back-translation, synthesis of the translations, expert committee consultation, and testing of the pre-final version. The prefinal version was administered to 10 individuals with stroke, who were asked to interpret all of the items. Results: The cross-cultural adaptation process followed al of the recommended guidelines and minor modifications in two items were necessary to facilitate understanding. Satisfactory results were obtained during the test of the pre-final version, since there was not found any problem regarding the wording and clarity of the items or the objective of the questionnaire. Conclusions: The ABILOCO-Brazil showed satisfactory semantic, linguistic, cultural, and conceptual equivalence to be used within clinical and research contexts. Future studies should continue the process of validation of the questionnaire.


Subject(s)
Cross-Cultural Comparison , Stroke , Locomotion , Brazil , Surveys and Questionnaires
5.
Acta fisiátrica ; 23(4): 166-171, dez. 2016. ilus
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-859316

ABSTRACT

O Pelvic Girdle Questionnaire (PGQ) possui boa confiabilidade teste-resteste, consistência interna e validade de construto. O instrumento é composto de 25 itens distribuídos em duas subescalas (atividades e sintomas). Objetivo: Adaptar transculturalmente para a população brasileira o "Pelvic Girdle Questionnaire" (PGQ). Método: O processo de adaptação transcultural ocorreu em 5 etapas: tradução, retrotradução, análise do comitê de especialistas, Estudo Delphi e pré-teste. Um Estudo Delphi foi adicionado ao processo para a submissão do instrumento à opinião de 17 fisioterapeutas especialistas de diversas regiões do país. Resultados: A partir dos resultados da tradução e retrotradução foi desenvolvida uma versão do PGQ sintetizada em português. Durante a etapa do comitê de especialistas não foram observadas diferenças semânticas entre a versão sintetizada quando comparada à original. Após consenso de mais de 80% dos especialistas do estudo Delphi, a versão do PGQ-Brasil foi aplicada na população-alvo durante o pré-teste. Sem mais alterações, a versão final do PGQ-Brasil foi concluída. Conclusão: O PGQ-Brasil demosntrouse bem adaptado para a realidade cultural da população brasileira, acrescentando-se, inclusive, o Estudo Delphi como ferramenta adicional para assegurar ainda mais a confiabilidade desse processo


The Pelvic Girdle Questionnaire (PGQ) has good test-retest reliability, internal consistency and construct validity. The instrument consists of 25 items divided into two subscales (activities and symptoms). Objective: The aim of this study was cross-culturally adapted for the Brazilian population "Pelvic Girdle Questionnaire" (PGQ). Method: The process of cross cultural adaptation occurred in 5 stages: translation, back translation, analysis of the expert committee, Delphi Study and pretest. A Delphi study was added to the process for submission of the instrument to the opinion of 17 physiotherapists experts from different regions of the country. Results: From the results of translation and back translation was developed a version of the PGQ synthesized in Portuguese. During the stage of the expert committee not semantic differences between the synthesized compared to the original version were observed. After consensus of more than 80% of the Delphi experts, study the version of PGQ-Brazil was applied to the target population during the pretest. Without further changes, the final version of the QMP-Brazil was completed. Conclusion: The PGQ-Brazil proved to be well adapted to the cultural reality of the Brazilian population, adding up, including the Delphi study as an additional tool to further ensure the reliability of this process


Subject(s)
Humans , Pelvic Girdle Pain , Brazil , Surveys and Questionnaires , Delphi Technique , Cultural Diffusion
6.
Arq. neuropsiquiatr ; 74(4): 287-292, Apr. 2016. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-779814

ABSTRACT

ABSTRACT Studies which have investigated muscular performance during the initial stages of Parkinson´s disease (PD) without L-dopa treatments were not found. Objective to assess whether muscular performance, work and power, of the trunk and lower limbs in L-dopa naïve patients in the early stages of PD was lower than those of healthy subjects and to compare muscular performance between the lower limbs. Method Ten subjects with PD, Hoehn and Yahr (HY) I-II, L-dopa naïve and 10 subjects in the control group were assessed with the isokinetic dynamometer. Results ANOVAs revealed that work and power measures of the trunk, hip, knee, and ankle muscular groups were lower in PD compared with the control group (p < 0.05). There were no significant differences in muscular performance between the lower limbs. Conclusion The results suggested the use of specific exercises, as rehabilitation strategies, to improve the ability to produce work and power with this population.


RESUMO Estudos que investigaram o desempenho muscular durante os estágios iniciais da doença de Parkinson (DP), sem tratamento com L-dopa não foram encontrados. Objetivo Avaliar se o desempenho muscular, por meio de medidas de trabalho e potência, do tronco e dos membros inferiores em pacientes sem o uso de L-dopa nas fases iniciais da DP é menor do que o de indivíduos saudáveis e comparar o desempenho muscular entre os membros inferiores. Método Dez indivíduos com DP, Hoehn and Yahr (HY) I-II, sem L-dopa e 10 indivíduos do grupo controle foram avaliados com o dinamômetro isocinético. Resultados Medidas de trabalho e potência muscular do tronco, quadril, joelho, tornozelo foram menores no PD em comparação com o grupo controle (p < 0,05) e não houve diferenças significativas no desempenho muscular entre os membros inferiores. Conclusão O uso de exercícios específicos, como estratégias de reabilitação, pode melhorar a capacidade de produzir trabalho e potência muscular nesta população.


Subject(s)
Female , Humans , Male , Middle Aged , Muscle Strength/physiology , Parkinson Disease/physiopathology , Activities of Daily Living , Analysis of Variance , Antiparkinson Agents/therapeutic use , Case-Control Studies , Disease Progression , Levodopa/therapeutic use , Lower Extremity/physiopathology , Muscle Strength Dynamometer , Motor Activity/physiology , Parkinson Disease/rehabilitation , Reference Values , Statistics, Nonparametric , Time Factors , Torso/physiopathology
7.
Rev. bras. geriatr. gerontol ; 19(1): 165-182, Jan.-Mar. 2016. graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-777586

ABSTRACT

Introduction The physiological deterioration associated with ageing exposes elderly persons to greater risks of falls, especially during the performance of simultaneous tasks during gait. Objectives To evaluate the effects of dual tasks (DT) on spatiotemporal gait parameters and to identify the tools and tasks most commonly used to assess the performance of DT among the elderly. Method Searches of the MEDLINE, PsycINFO, CINAHL, and SciELO databases were conducted. Observational studies, which evaluated gait changes during the performance of DT, published up to April 2014, were selected. Results A total of 385 articles were found, of which 28 were selected. Decreases in speed and increases in stride variability, stride time, step width, and double support time were observed under DT conditions. Motion analysis systems, such as the GAITRite walkway(r) system were the mostly commonly used instruments for the analyses of kinematic parameters (16 studies). DT was most commonly assessed by arithmetic calculations in 20 studies, followed by verbal fluency, in nine studies. The gait parameters most commonly assessed were speed (19 studies), followed by stride variability (14 studies). Conclusion The elderly showed changes in spatiotemporal gait parameters under DT conditions. Gait speed and stride variability were often assessed and, together, were considered good indicators of risks of falls.


Introdução Declínios fisiológicos decorrentes da idade comprometem habilidades motoras, expondo os idosos a maiores riscos de quedas, principalmente durante a realização de tarefas simultâneas à marcha. Objetivos Avaliar o efeito da execução da dupla tarefa (DT) nos parâmetros espaço-temporais da marcha de idosos e identificar os instrumentos e tarefas mais utilizados para avaliar o desempenho da DT em idosos. Método As buscas foram realizadas nas bases de dados MEDLINE, PsycINFO, CINAHL e SciELO. Foram selecionados estudos observacionais que avaliaram as alterações no desempenho da marcha durante a realização da DT em idosos, publicados até abril de 2014. Resultados Foi encontrado um total de 385 artigos, dos quais 28 foram incluídos. Quanto aos efeitos da DT na marcha de idosos, foram observados redução da velocidade e aumento da variabilidade da passada, do tempo da passada, da largura do passo e do tempo de apoio duplo. Os sistemas de análise do movimento - passarelas ou tapetes de captação de pressão utilizados para análise cinemática -, como o GaitRite(r) system, foram os instrumentos mais frequentemente utilizados em 16 estudos. A DT mais avaliada foi o cálculo aritmético, usado em 20 estudos, seguido pela de fluência verbal, em nove deles. Os parâmetros da marcha mais avaliados foram a velocidade de marcha, em 19 estudos, seguida por parâmetros relacionados à passada, em 14 trabalhos. Conclusão : Idosos apresentam alterações nos parâmetros espaço-temporais em situações de DT. A velocidade de marcha e a variabilidade da passada foram bastante utilizadas e, juntas, são consideradas ótimos indicadores para risco de quedas.

8.
Fisioter. mov ; 29(1): 193-208, Jan.-Mar. 2016. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-779102

ABSTRACT

Abstract Introduction: Weakness of the lower limb muscles, which are the main impairments after stroke, is associated with reduced mobility and decreased performance in functional tasks. Therefore, the assessment of strength of these muscles is necessary, which is commonly assessed with portable dynamometry. Aims: To perform a literature review regarding the methods used to assess lower limb strength with portable dynamometry in subjects with stroke and to describe its investigated measurement properties with this population. Materials and Methods: An extensive search was performed on the MEDLINE, SCIELO, LILACS, and PEDro databases, by combining specific key words, followed by active manual search by two independent researchers. Results and Discussion: Thirty studies were included, and the muscular groups of the knee (90%) were the most assessed, followed by the ankle (66.7%) and hip (63.3%) joints. In 5% of the studies, there were not reported any descriptions related to the positioning of the subjects and the equipment, neither regarding the stabilization procedures. Only 50% provided information regarding the number of trials and only 46.7% regarding the contraction times, being three trials and 5s the most commonly applied. Only 10% provided feedback and 23.3% demonstrations, prior to data collection. Only seven studies (23.3%) investigated the measurement properties of portable dynamometry and reported moderate to high reliability levels. Final Considerations: The protocols used for the assessment of the strength of the lower limb muscles with portable dynamometry in subjects with stroke were not standardized. Moreover, only one measurement property was investigated: the reliability, which was considered adequate.


Resumo Introdução: A fraqueza muscular de membros inferiores (MMII) é uma das principais deficiências do Acidente Vascular Encefálico (AVE), associada à redução da mobilidade e da execução de tarefas funcionais. Portanto, é necessária a avaliação da força muscular desses segmentos, o que é comumente realizado com a dinamometria portátil. Objetivos: Verificar os protocolos utilizados para a avaliação da força muscular de MMII com o dinamômetro portátil em indivíduos pós-AVE e as propriedades de medida investigadas. Métodos: Foram realizadas buscas nas bases de dados MEDLINE/SCIELO/LILACS/PEDro com combinação de termos específicos, seguida de busca manual ativa. Dois examinadores independentes analisaram os estudos e extraíram as informações. Resultados: Foram incluídos 30 estudos, sendo os grupos musculares do joelho os mais comumente avaliados (90%), seguido do tornozelo (66,7%) e quadril (63,3%). Em 5% dos estudos, não houve qualquer descrição do posicionamento dos indivíduos, do equipamento e nem da estabilização adotada. Apenas 50% relatou o número de repetições e apenas 46,7% o tempo da contração muscular, sendo três repetições e cinco segundos de contração os mais utilizados. Poucos relataram uso de feedback imediato e verbal (10%) e demonstração (23,3%) antes da coleta dos dados. Apenas sete estudos (23,3%) investigaram as propriedades de medida do dinamômetro portátil, sendo investigada a confiabilidade com resultados significativos, de moderada a elevada magnitude. Considerações finais: Não houve uma padronização clara dos protocolos utilizados na avaliação da força muscular de MMII com o dinamômetro portátil em indivíduos pós-AVE e apenas uma propriedade de medida foi investigada: a confiabilidade, com resultados adequados.

9.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 32(6): e00061015, 2016. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-785247

ABSTRACT

Resumo: A restrição na participação gera graves problemas para indivíduos com condições crônicas incapacitantes. A utilização de questionários de avaliação da participação permite a investigação do impacto dessas condições crônicas na funcionalidade, bem como o aprimoramento de estratégias de intervenção. O objetivo deste estudo foi traduzir e realizar a adaptação para a cultura brasileira do Assessment of Life Habits (LIFE-H 3.1). O processo de adaptação transcultural seguiu diretrizes padronizadas, sendo realizado em cinco etapas: tradução, retrotradução, síntese das traduções, comitê de especialistas e teste da versão pré-final. A versão final do LIFE-H 3.1 para uso no Brasil apresentou satisfatório grau de equivalência semântica, idiomática, cultural e conceitual. Estudos futuros devem ser conduzidos para a continuidade do processo de validação do questionário.


Abstract: Restrictions in participation cause serious problems for individuals with chronic disabling conditions. The use of questionnaires to assess participation allows studying the impact of such chronic conditions on functionality, besides potentially improving intervention strategies. The aim of this study was to translate the Assessment of Life Habits (LIFE-H 3.1) into Brazilian Portuguese language and adapt the questionnaire to the Brazilian culture. The cross-cultural adaptation followed standard guidelines and was conducted in five stages: translation, back-translation, summary of the translations, expert committee consultation, and testing the pre-final version. The final version of the LIFE-H 3.1 for use in Brazil showed satisfactory semantic, linguistic, cultural, and conceptual equivalence. Future studies should continue the process of validating the questionnaire.


Resumen: La restricción en la participación genera graves problemas para individuos con condiciones crónicas incapacitantes. La utilización de cuestionarios de evaluación de la participación permite la investigación del impacto de esas condiciones crónicas en la funcionalidad, así como el perfeccionamiento de estrategias de intervención. El objetivo de este estudio fue traducir y realizar la adaptación para la cultura brasileña del Assessment of Life Habits (LIFE-H 3.1). El proceso de adaptación transcultural siguió directrices estandarizadas, siendo realizado en cinco etapas: traducción, retrotraducción, síntesis de las traducciones, comité de especialistas y test de la versión pre-final. La versión final del LIFE-H 3.1 para su uso en Brasil presentó un satisfactorio grado de equivalencia semántica, idiomática, cultural y conceptual. Los estudios futuros se deben dirigir a la continuidad del proceso de validación del cuestionario.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Middle Aged , Translations , Cross-Cultural Comparison , Surveys and Questionnaires , Disabled Persons/psychology , Social Participation , Semantics , Brazil , Chronic Disease
10.
Conscientiae saúde (Impr.) ; 14(3): 483-488, 30 set. 2015.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-2098

ABSTRACT

Introdução: A reabilitação física deveria ser realizada em intensidades capazes de promover estresse cardiorrespiratório adequado para minimizar o descondicionamento apresentado por indivíduos após Acidente Vascular Encefálico (AVE). Objetivo: Revisar a literatura acerca da intensidade das sessões de reabilitação física capazes de proporcionar estresse cardiorrespiratório em indivíduos pós-AVE. Métodos: Selecionaram-se estudos onde se avaliou o estresse cardiorrespiratório por meio da frequência cardíaca-alvo de indivíduos pós-AVE. A busca dos artigos foi realizada nas bases de dados Medline, SciELO, Embase e PEDro. Resultados: Foram encontrados três trabalhos transversais, e um longitudinal, com a amostra total de 78 hemiparéticos pós-AVE, totalizando 267 atendimentos. Em nenhuma das pesquisas a intensidade das sessões foi capaz de proporcionar estresse cardiorrespiratório adequado. A atividade com maior estresse cardiorrespiratório foi a marcha. Conclusões: A intensidade do exercício durante a reabilitação física não foi capaz de provocar efeitos cardiorrespiratórios adequados em indivíduos pós-AVE.


Introduction: Physical rehabilitation should have adequate intensities to provide cardiopulmonary stresses to minimize deconditioning presented by individuals post stroke. Objective: To review the literature regarding the intensity of the physical rehabilitation sessions, which were able to provide cardiorespiratory stresses in stroke subjects. Methods: This literature review included studies which evaluated cardiorespiratory stresses based upon the target heart rates of stroke subjects. A search of the literature was conducted in the Medline, SciELO, Embase, and PEDro databases. Results: Three cross-sectional and one longitudinal study were found, with the total sample of 78 stroke individuals; totalling 267 sessions. The results of all studies showed that the intensity of the sessions was not capable of providing adequate cardiopulmonary stresses. The activity which provided higher cardiorespiratory stresses was gait. Conclusion: Exercise intensity during physical rehabilitation is not able to provide adequate cardiorespiratory stresses in stroke individuals.

11.
Acta fisiátrica ; 22(2)jun. 2015.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-771283

ABSTRACT

Objetivo: Realizar a adaptação transcultural da MAS para o Brasil. Método: O processo de adaptação transcultural ocorreu em cinco estágios: 1) tradução da versão original da MAS por dois tradutores bilíngues independentes; 2) síntese das traduções (criação da versão 1); 3) retrotradução (a versão 1 em português foi revertida para o inglês por dois tradutores bilíngues independentes); 4) análise do comitê de especialistas (4 tradutores e dois fisioterapeutas); 5) pré-teste (aplicação do instrumento na população alvo). Também foi realizado um estudo Delphi e o instrumento foi submetido à opinião de 10 fisioterapeutas, de diferentes estados do País. Resultados: O consenso sobre a clareza, equivalência semântica e relevância técnico-científica da MAS foi obtido na segunda fase do estudo Delphi, com concordância entre 80 e 100%. Na primeira fase do estudo Delphi, foram dadas sugestões para melhorar a clareza dos itens, que resultaram na lista Delphi 2. Conclusão: A MAS-Brasil foi criada através de um adequado processo de adaptação transcultural, garantindo a sua equivalência semântica e adequação cultural. Ainda é necessário verificar as propriedades de medida desta versão para a sua adequada utilização clínica e em pesquisas


Objective: To make a cross-cultural adaptation of the MAS for Brazil. Method: The process of cross-cultural adaptation took place in five stages: 1) translation of the original version of the MAS by two independent bilingual translators; 2) synthesis of translations (creation of version 1); 3) back-translation (version 1 in Portuguese was reversed to English by two independent bilingual translators); 4) analysis by the specialists committee (four translators and two physiotherapists); 5) pre-test (application of the instrument in the target population). A Delphi study was also performed and the instrument was submitted to the approval of ten physiotherapists from different states in the country. Results: The consensus about the clarity, semantic equivalence, and technical-scientific relevance of MAS-Brazil was obtained in the second phase of the Delphi study, with agreement between 80 and 100%. In the first phase of the Delphi study, suggestions were made to improve the clarity of the items, which resulted in the Delphi-2 list. Conclusion: The MAS-Brazil was created through an appropriate process of cross-cultural adaptation, ensuring its semantic equivalence and cultural adequacy. It is still necessary to verify the measuring properties of this version for its appropriate use clinically and in research


Subject(s)
Humans , Reproducibility of Results , Stroke , Brazil
12.
Arq. neuropsiquiatr ; 73(3): 187-193, 03/2015. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-741204

ABSTRACT

Gait variability is related to functional decline in the elderly. The dual-task Timed Up and Go Test (TUG-DT) reflects the performance in daily activities. Objective To evaluate the differences in time to perform the TUG with and without DT in elderly women with different ages and levels of education and physical activity. Method Ninety-two elderly women perfomed the TUG at usual and fast speeds, with and without motor and cognitive DT. Results Increases in the time to perform the TUG-DT were observed at older ages and lower educational levels, but not at different levels of physical activity. More educated women performed the test faster with and without DT at both speeds. When age was considered, significant differences were found only for the TUG-DT at both speeds. Conclusion Younger women with higher education levels demonstrated better performances on the TUG-DT. .


Alterações da marcha são indícios de declínio funcional em idosos. O TUG com dupla tarefa (TUG-DT) reflete o desempenho das atividades do cotidiano. Objetivo Avaliar as diferenças no tempo de execução do TUG com e sem DT em idosas com diferentes faixas etárias, e níveis de escolaridade e atividade física. Método Noventa e duas idosas foram avaliadas pelo TUG nas velocidades usual e máxima, sem e com DT cognitiva e motora. Resultados Houve aumento no tempo de execução do TUG-DT em idosas com maior faixa etária e menor escolaridade, mas não para diferentes níveis de atividade física. Aquelas com maior escolaridade realizaram o teste mais rápido com e sem DT nas duas velocidades. Com relação à faixa etária, foram obervadas diferenças apenas nos testes com DT nas duas velocidades. Conclusão Idosas mais jovens com maior escolaridade demonstraram um melhor desempenho no TUG com DT. .


Subject(s)
Adolescent , Adult , Humans , Male , Middle Aged , Young Adult , Azoospermia/diagnosis , Follicle Stimulating Hormone/blood , Inhibins/blood , Spermatogenesis , Testis/physiology , Azoospermia/blood , Infertility, Male/blood , Infertility, Male/diagnosis , Oligospermia
13.
Fisioter. mov ; 28(1): 169-186, jan-mar/2015. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-742853

ABSTRACT

Introduction Clinical measurements of strength in stroke subjects are usually performed and portable dynamometers are one of the most employed instruments. Objective To verify the standardization procedures of the methods used to assess the strength of the trunk and upper limb muscles with portable dynamometers in stroke subjects, as well as to assess the psychometric properties which were already investigated. Materials and methods An extensive search was performed on the MEDLINE, SciELO, LILACS, and PEDro databases, by combining specific key words, followed by active manual searches by two independent researchers. Results and discussion Fifty-eight studies were included: three related to the trunk and 55 to the upper limb muscles, including handgrip and pinch strength assessments. The most investigated muscular groups were handgrip, elbow flexors/extensors, wrist extensors, and lateral pinch. Nine studies reported adequate reliability levels and the seated position was employed in the majority of the studies which assessed trunk, handgrip, and pinch strength, while the supine position was used for the other muscular groups. The number of trials most used was three, while the reported contractions and rest times were variable. Final considerations Most studies reported the positioning and/or the data collection protocols; however, there was no consensus on the standardization procedures. The only investigated psychometric property was reliability. Few studies evaluated the trunk muscles and other psychometric properties. .


Introdução A mensuração da força muscular em indivíduos acometidos pelo Acidente Vascular Encefálico (AVE) é comumente realizada na clínica, sendo os dinamômetros portáteis os instrumentos mais utilizados para tanto. Objetivo Verificar se há uma padronização dos métodos utilizados para avaliação da força muscular de tronco e membros superiores (MMSS) com o uso de dinamômetros portáteis em indivíduos pós-AVE, bem como verificar quais propriedades de medida já foram investigadas. Materiais e métodos As buscas foram realizadas nas bases de dados MEDLINE, SciELO, LILACS e PEDro com combinação de termos específicos, seguidas de busca manual ativa. A seleção dos estudos e a extração das informações foram realizadas por dois examinadores independentes. Resultados e discussão Foram incluídos 58 estudos (três de tronco e 55 de MMSS, incluindo preensão manual e pinça). Os grupos musculares mais avaliados foram preensão manual, flexores de cotovelo, extensores de punho, extensores de cotovelo e pinça lateral. Nove estudos reportaram confiabilidade adequada do método. A maioria dos estudos que avaliaram os músculos de tronco, de preensão manual e de pinça utilizou a postura sentada, enquanto o decúbito dorsal foi mais utilizado na avaliação dos demais músculos. O número de repetições mais utilizado foi três, já o tempo de contração e o período de repouso variaram entre os estudos. Considerações finais A maioria dos estudos relatou o posicionamento e/ou o protocolo de coleta, porém não houve uma padronização. A única propriedade de medida investigada foi a confiabilidade. Poucos estudos avaliaram os músculos de tronco e as outras propriedades de medida. .

14.
Fisioter. mov ; 27(4): 541-553, Oct-Dec/2014. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-732501

ABSTRACT

Introduction Adequate motor coordination (MC) of the lower limbs is essential for most of the motor tasks. Therefore, it is important to know the psychometric properties of the tests employed to assess lower limb MC, so that professionals could have a better basis to choose the most adequate assessment tools. Objectives To investigate the psychometric properties and clinical utility of instruments used to assess lower limb MC, by means of a critical review of the literature. Materials and methods A search was conducted in six databases looking for studies which evaluated reliability, validity, sensitivity to changes, or clinical utility of the tests employed to assess lower limb MC. The articles were assessed and the data of their psychometric properties were extracted by two researchers, independently. Results The search returned 1361 studies, 1,325 were excluded after analyses. The hand search yielded four eligible articles, totaling nine included articles. The included studies evaluated the psychometric properties of eight tests, but only three were specific to assess lower limb MC and the others were sub-items of other scales, which assess other domains. None of the tests provided data for all of the basic psychometric properties. Final remarks According to the results of this review, none of the tests had their basic psychometric properties reported, which is necessary to be investigated in future studies. This review may facilitate the search and selection of lower limb MC tests by researchers and clinicians.


Introdução Adequada coordenação motora (CM) dos membros inferiores (MMII) é fundamental para a execução de diversas tarefas motoras e, portanto, a sua avaliação é amplamente empregada na prática clínica e pesquisa. Assim, é importante conhecer as propriedades psicométricas dos testes que avaliam a CM dos MMII, para que os profissionais possam escolher de forma embasada os testes mais adequados a serem utilizados. Objetivos Investigar as propriedades psicométricas e utilidade clínica de testes que avaliam a CM dos MMII, por meio de uma revisão crítica da literatura. Materiais e métodos : Foi conduzida uma busca em seis bases de dados procurando por estudos metodológicos que avaliaram confiabilidade, validade, sensibilidade à mudanças ou utilidade clínica de testes que medem a CM dos MMII. Os artigos foram avaliados e os dados das propriedades psicométricas foram extraídos por dois autores, de forma independente. Resultados A busca retornou 1.361 estudos e 1.356 foram excluídos após análise. Outros quatro artigos elegíveis foram encontrados pela busca manual, totalizando nove artigos incluídos. Os estudos incluídos avaliaram as propriedades psicométricas de oito testes, sendo que apenas três são instrumentos específicos para avaliar a CM dos MMII, sendo os demais subitens de escalas que avaliam outros domínios. Nenhum teste apresentou dados para todas as propriedades psicométricas. Considerações finais Segundo os resultados desta revisão, nenhum dos testes encontrados teve todas as suas propriedades psicométricas básicas avaliadas, o que torna necessária a realização de futuros estudos. Esta revisão poderá facilitar a busca e seleção de testes que avaliam a CM dos MMII por parte dos pesquisadores e clínicos.

15.
Rev. ter. ocup ; 24(3): 273-280, set.-dez. 2013. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-746893

ABSTRACT

Objetivo: Sumarisar as propriedades psicométricas e a utilidade clínica de instrumentos de coordenação motora(CM) dos membros superiores, que consideram a velocidade e a qualidade dos movimentos, para hemiparéticos. Procedimentos Metodológicos: Foi realizada uma busca computadorizada nas bases de dados Medline, EMBASE, PsynINFO, CINAHL, Web of Science, LILACS, SciELO, PEDro, Cochrane e OT Seeker e uma busca manual. Dois autores independentes realizaram a extração dos dados. Resultados: A estratégia de busca inicial retornou2.152 estudos, sendo que 2.116 foram excluídos. A busca manual retornou sete estudos e assim, o número total de estudos incluídos foi 43. As propriedades psicométricas dos 16 instrumentos encontrados apresentaram, no geral, valores adequados, no entanto somente seis reportaram valores para todas. A utilidade clínica revelou que nem todos os testes são rápidos, baratos e práticospara serem utilizados. Conclusões: A deficiência na literatura de estudos que investiguem as propriedades psicométricas de teste de CM dos MMSS pode limitar a interpretação e utilização destes instrumentos na prática clínica e pesquisa. Além disso, a utilidade é um importante fator que deve interferir na escolha do instrumento...


Objective: To summarize the psychometric properties and clinical utility of tests, which assess motorcoordination of the upper limbs in stroke subjects. Methods: A computerized search was performed on the Medline, EMBASE, PsynINFO, CINAHL, Web of Science, LILACS, SciELO, PEDro,Cochrane, and OT Seeker databases, followed by a manual search. Two independent researchers extratcted the data. Results: The initial search returned 2,152 studies and 2,116 were excluded. The manual search returned seven studies and thus, the total number of included studies was 43. The psychometric properties of the 16 tests demonstrated, in general, adequate psychometric properties. However, only six studies reported values for all ofthe basic properties. The clinical utility scale revealed that not all tests were quickly administered, cheap, and practical to be applied. Conclusions: The defi ciency in literature of studies that investigate the psychometric properties of the upper limb motor coordinationtest may limit the interpretation and use of these instruments in clinical practice and research. In addition, clinical utility is an important factor to be considered when selecting assesment tests...


Subject(s)
Humans , Motor Skills , Stroke , Upper Extremity , Psychometrics , Review Literature as Topic , Motor Skills Disorders/psychology
16.
Fisioter. pesqui ; 20(3): 222-227, jul.-set. 2013. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-690042

ABSTRACT

Objetivou-se caracterizar e analisar mudanças nas variáveis relacionadas à função motora de hemiparéticos crônicos após um período médio de sete anos. Coletaram-se via telefone dados demográficos e clínicos de hemiparéticos avaliados em 2003. Todos foram convidados a participar da reavaliação, em que se coletaram medidas de força da musculatura respiratória, desempenho funcional, capacidade física e nível de atividade física. Estatísticas descritivas, testes t pareado ou Wilcoxon foram utilizados para análise dos dados. Dos 101 hemiparéticos avaliados presencialmente em 2003, contataram-se por telefone 65 deles ou seus familiares, sendo que 35 (64,6±10,6 anos) responderam às questões por telefone, 22 (56,8±13,3 anos) foram avaliados presencialmente e 8 faleceram. Após uma média de sete anos de seguimento, em relação às medidas realizadas presencialmente, nenhuma variável apresentou diferença significativa entre as avaliações (0,08

The aim of this study was to characterize and analyze changes in the variables related to the motor function of chronic hemiparetic patients after a period of seven years. The demographic and clinical data of the participants, who were initially assessed in 2003, were collected by telephone. All individuals were invited to participate in the reassessments, which included data related to respiratory strength, functional performance, physical ability, and physical activity levels. Descriptive statistics, Wilcoxon or paired t-tests were used for analyses. Out of the 101 hemiparetic partcipants, who were initially assessed in 2003, 65 subjects or their relatives were contacted by telephone; 35 (64.5±10.6 years) answered the questions by telephone, 8 passed away, and 22 (56.8±13.3 years) were physically assessed. After a mean follow up of seven years, none of the physically assessed variables showed significant differences between the two assessments (0.08

Se buscó caracterizar y analizar cambios en las variables relacionadas a la función motora de hemiparéticos crónicos después de un período medio de siete años. Se colectaron por teléfono datos demográficos y clínicos de hemiparéticos evaluados en 2003. Todos fueron invitados a participar de reevaluación, donde se colectaron medidas de fuerza de la musculatura respiratoria, desempeño funcional, capacidad física y nivel de actividad física. Estadísticas descriptivas, tests t pareados o Wilcoxon fueron utilizados para análisis de los datos. De los 101 hemiparéticos evaluados presencialmente en 2003, se contactaron por teléfono 65 de ellos o sus familiares, siendo que 35 (64,6±10,6 años) respondieron las preguntas por teléfono, 22 (56,8±13,3 años) fueron evaluados presencialmente y 8 fallecieron. Después de una media de siete años de seguimiento, en relación a las medidas realizadas presencialmente, ninguna variable presentó diferencia significativa entre las evaluaciones (0,08

Subject(s)
Humans , Male , Adult , Middle Aged , Clinical Evolution , Follow-Up Studies , Motor Activity , Stroke , Statistical Data , Paresis/diagnosis
17.
Ciênc. saúde coletiva ; 18(7): 2017-2027, Jul. 2013. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-679601

ABSTRACT

O objetivo deste estudo transversal foi avaliar o medo de cair em 52 indivíduos na fase crônica após Acidente Vascular Encefálico (AVE) e verificar sua relação com medidas de independência funcional e de qualidade de vida (QV). O medo de cair foi verificado através da versão brasileira da Falls Efficacy Scale International (FES-I-BRASIL), independência funcional através da Medida da Independência Funcional (MIF) e QV através da Escala de QV Específica para AVE (EQVE-AVE). Coeficientes de correlação de Spearman foram calculados para verificar associações entre a FES-I-BRASIL e os demais instrumentos, e o teste U de Mann-Whitney para comparar grupos com baixa e alta preocupação em cair. Houve predomínio de indivíduos com alta preocupação em cair, maior QV e independentes. A FES-I-BRASIL foi estatisticamente associada à MIF e à EQVE-AVE, sendo o mesmo observado nas subescalas transferências e locomoção da MIF e nos domínios energia, papéis familiares, linguagem, mobilidade, humor, autocuidado e função do membro superior da EQVE-AVE. Assim, o medo de cair pode contribuir para a redução da independência funcional e da QV de indivíduos pós-AVE, devendo ser inserido na avaliação desses pacientes, para que maiores benefícios possam ser garantidos na reabilitação.


The aim of this cross-sectional study was to evaluate the fear of falling of 52 chronic post-stroke individuals and to assess its relationship with measures of functional independence and quality of life (QOL). Fear of falling was assessed by the Brazilian version of Falls Efficacy Scale International (FES-I-BRAZIL) and functional independence by the Functional Independence Measure (FIM) and QOL by the Stroke Specific Quality of Life (SSQOL) scale. Spearman's correlation coefficients were calculated to verify the associations between FES-I-BRAZIL and the other instruments, and the Mann-Whitney U test to compare groups with low and high fall concerns. There was a predominance of individuals with high concerns regarding falling, higher QOL, and independents. FES-I-BRAZIL was statistically associated with FIM and SSQOL. Significant relationships were also found between FES-I-Brazil with FIM transfer and locomotion sub-scales, as well as with the following SSQOL energy, family role, language, mobility, mood, self-care, and upper extremity function domains. Thus, fear of falling may contribute to reduced functional independence and QOL in post-stroke individuals and should be included in the evaluation process of these patients to ensure greater benefits during rehabilitation.


Subject(s)
Adult , Aged , Aged, 80 and over , Female , Humans , Male , Middle Aged , Accidental Falls , Activities of Daily Living , Fear , Quality of Life , Stroke/psychology , Cross-Sectional Studies
18.
Fisioter. mov ; 26(2): 437-452, abr.-jun. 2013. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-679297

ABSTRACT

INTRODUÇÃO: O Teste do esfigmomanômetro modificado (TEM) tem potencial de ampla aplicação clínica para mensuração da força muscular. OBJETIVO: Realizar uma ampla revisão da literatura para descrever como o TEM vem sendo utilizado para avaliação da força muscular, bem como suas propriedades de medida. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram realizadas buscas nas bases de dados MEDLINE/LILACS/SciELO/PEDro com combinação de termos específicos, sem restrições quanto ao idioma e publicados até novembro/2011, seguida de busca manual ativa. Todos os estudos encontrados foram analisados por dois examinadores independentes. RESULTADOS: Dos 24 estudos incluídos, 11 investigaram alguma propriedade psicométrica (validade de critério concorrente e confiabilidade) e reportaram resultados adequados. O TEM já foi utilizado para avaliação da força muscular de crianças, adultos e idosos, saudáveis ou acometidos por alguma condição de saúde; doenças reumáticas e dor lombar foram as mais comuns. Já foi utilizado para avaliação dos músculos do tronco e membros; os membros superiores foram os mais avaliados (79,16%), principalmente os preensores palmares. Todos realizaram adaptação no esfigmomanômetro, a maioria utilizou contração muscular por 5 segundos, pré-insuflação do equipamento de 20 mmHg e não foi reportado o tempo de repouso nem o número de repetições. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Apesar de apresentar adequadas propriedades de medida e ampla aplicabilidade clínica, o TEM ainda é pouco utilizado para avaliação da força muscular e não foi empregado em estudos com indivíduos em que este desfecho é comumente avaliado. A falta de padronização e/ou descrição dos procedimentos adotados dificulta a replicação dos métodos para utilização do TEM na prática clínica.


INTRODUCTION: The Modified Sphygmomanometer Test (MST) has potential for wide clinical applications for the assessment of muscular strength. OBJECTIVE: To perform a literature review to describe how the MST has been employed for the evaluation of strength and its psychometric properties. MATERIALS AND METHODS: An extensive search was performed with the MEDLINE, SciELO, LILACS, and PEDro databases, by combining specific keywords, without language restrictions, and published until November/2011, followed by active manual search. RESULTS: Out of the 24 included studies, 11 investigated criterion-related validity and reliability with adequate results. The MST has been applied for the evaluation of strength in different populations, such as children, adults, and elderly, healthy or with some health conditions, been the rheumatic diseases and low back pain the most common. It has been applied for the assessment of trunk and limb muscles, mainly for the upper limb muscles (76.19%), principally handgrip. All of the studies performed some adaptations in the equipment and the majority used 5s of contraction, equipment pre-inflation of 20 mmHg. None reported the resting time neither the number of trials. FINAL CONSIDERATIONS: Despite the clinical applicability of the MST and the adequate psychometric properties, this test is still little used for the evaluation of strength and was not applied in subjects with important strength impairments. The lack of standardization and/or description of the adopted procedures hinder the MST replication in clinical contexts.


Subject(s)
Humans , Muscle Strength , Sphygmomanometers , Physical Therapy Specialty
19.
Fisioter. mov ; 25(2): 333-341, abr.-jun. 2012. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-640246

ABSTRACT

Introdução: O Acidente Vascular Encefálico (AVE) constitui uma das principais causas de internações e mortalidade, causando, em cerca de 90% dos sobreviventes, algum tipo de deficiência, seja ela parcial ou total. Os comprometimentos funcionais variam de um indivíduo para o outro e o desempenho das habilidades de atividades de vida diária (AVD) são fortemente prejudicados. Objetivos: Avaliar a independência funcional de indivíduos na fase crônica após AVE e verificar a sua relação com a realização de tratamento fisioterapêutico. Materiais e métodos: A amostra constou de 69 hemiparéticos crônicos com média de idade de 64-65 anos. Para avaliar a funcionalidade, utilizou-se a Medida de Independência Funcional(MIF) e foram determinados os efeitos “chão” e “teto”. A análise estatística incluiu o teste de normalidadede Kolmogorov-Smirnov, média e desvio-padrão, e o teste de Mann-Whitney. Resultados: Segundo o domínio motor da MIF, o item “controle de esfíncteres (fezes)” apresentou o maior número de indivíduos realizando de forma totalmente independente (88,4%) e o item “subir e descer escadas” foi o que obteve menor escore. Todos os itens do domínio cognitivo obtiveram médias superiores a 6,4 pontos. Foi encontrado elevado efeito teto para ambos os domínios, motor e cognitivo. Apenas a dimensão transferências diferiu significativamente entre os que faziam e os que não faziam fisioterapia (p = 0,01). Conclusão: De modo geral, não houve relação entre a independência funcional e a realização da fisioterapia. Entretanto,o elevado efeito teto pode ter interferido nos resultados, sugerindo limitação da MIF em discriminar osindivíduos avaliados


INTRODUCTION: Stroke is a leading cause of hospitalization and mortality, causing some type of disability in approximately 90% of survivors, whether partial or total. The functional impairment varies from one individual to the other and the performance skills of activities of daily living (ADLs) are strongly affected. OBJECTIVES: To assess the functional independence of individuals in the chronic phase after stroke and to determine its relation with the treatment by physiotherapy.MATERIALS AND METHODS: The sample consisted of 69 chronic hemiparetic individuals with a mean age of 64-65 years old. In order to evaluate the functionality, the Functional Independence Measure (FIM) was used and the floor and ceiling effects were determined. Statistical analysis included the normality test of Kolmogorov-Smirnov, mean and standard deviation and the Mann-Whitney test. RESULTS: According to the FIM motor domain, the item "sphincter control (feces)" had the highest number of individuals performing totally independently (88.4%) and the item "going up and down the stairs" showed the lowest scores. All items in the cognitive domain had means higher than 6.4 points. Ceiling effect for both motor and cognitive areas was found. Only the transfer dimension differed significantly between those who did and those who did not do physical therapy (p = 0.01).CONCLUSION: Overall, there was no relation between functional independence and physical therapy. However, the ceiling effect may have influenced the results, suggesting MIF restriction in discriminating the evaluated individuals.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Middle Aged , Aged , Anal Canal , Stroke/therapy , Paresis , Physical Therapy Modalities
20.
Ciênc. saúde coletiva ; 17(5): 1313-1322, maio 2012. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-625552

ABSTRACT

This article seeks to evaluate the reliability, internal consistency and accuracy of the Nottingham Health Profile (NHP), namely a quality of life (QL) instrument for individuals after suffering a stroke. This cross-sectional study was carried out in the communities of Recife in the State of Pernambuco. The sample was composed of 53 individuals at the chronic stroke phase. After checking the cognitive state, the NHP was applied. Descriptive statistics were employed for characterization of the sample; Cronbach's alpha (α) coefficients were used for evaluation of internal consistency, and intra-class correlation coefficients (ICC) were used for investigation of reliability, as well as consistency of the Bland and Altman plotting tests with 5% level of significance. Their perceptions of their own health were 83.3% positive for the majority of NHP criteria (average scores > 50 points), except for the "physical ability" criterion where scores ranged between 41.5 and 50 points. The NHP had good internal consistency with α values between 0.81 to 0.87; excellent reliability indices for the "pain" and "physical ability" criteria (ICC > 0.90); and 95% consistency. Besides being simple and easily applied, NHP had adequate clinimetric properties for the assessment of individuals after a chronic stroke.


O artigo tem o objetivo de avaliar a confiabilidade, a consistência interna e a concordância do instrumento de qualidade de vida (QV) Perfil de Saúde de Nottingham (PSN) em indivíduos após Acidente Vascular Encefálico (AVE). Estudo do tipo transversal realizado em comunidades da Cidade do Recife-PE. A amostra foi composta por 53 indivíduos na fase crônica do AVE. Após verificação do estado cognitivo foi aplicado o PSN. Utilizou-se estatística descritiva para caracterizar a amostra; a consistência interna foi medida através do alfa (α) de Cronbach; a confiabilidade com o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e a concordância pelo teste de plotagem Bland and Altman, com nível de significância de 5%. A percepção dos indivíduos sobre suas saúdes teve uma tendência positiva em 83,3% dos domínios do PSN (média > 50 pontos), exceto para o domínio "habilidades físicas" que variou entre 41,5 e 50 pontos. O instrumento obteve boa consistência interna, com α entre 0,81 e 0,87; excelente confiabilidade nos domínios "dor" e "habilidades físicas", ICC >0,90 (p <0,01); e concordância em 95% das ocasiões. O PSN, além de ser um instrumento simples e de fácil aplicação, apresentou propriedades clinimétricas adequadas para avaliar a QV de indivíduos pós-AVE na fase crônica.


Subject(s)
Aged , Female , Humans , Male , Quality of Life , Stroke , Surveys and Questionnaires , Cross-Sectional Studies , Reproducibility of Results , Stroke/diagnosis
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL