Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 6 de 6
Filter
1.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 36(8): e00072120, 2020. tab
Article in English | LILACS | ID: biblio-1124337

ABSTRACT

Abstract: Homeostasis model assessment of insulin resistance (HOMA-IR) is a method to measure insulin resistance. HOMA-IR cut-offs for identifying metabolic syndrome might vary across populations and body mass index (BMI) levels. We aimed to investigate HOMA-insulin resistance cut-offs that best discriminate individuals with insulin resistance and with metabolic syndrome for each BMI category in a large sample of adults without diabetes in the baseline of the Brazilian Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil). Among the 12,313 participants with mean age of 51.2 (SD 8.9) years, the prevalence of metabolic syndrome was 34.6%, and 60.1% had overweight or obesity. The prevalence of metabolic syndrome among normal weight, overweight and obesity categories were, respectively, 13%, 43.2% and 60.7%. The point of maximum combined sensitivity and specificity of HOMA-IR to discriminate the metabolic syndrome was 2.35 in the whole sample, with increasing values at higher BMI categories. This investigation contributes to better understanding HOMA-IR values associated with insulin resistance and metabolic syndrome in a large Brazilian adult sample, and that use of cut-off points according to ROC curve may be the better strategy. It also suggests that different values might be appropriate across BMI categories.


Resumo: O modelo de avaliação da homeostase da resistência à insulina (HOMA-IR) é um método para medir a resistência à insulina. Os pontos de corte do HOMA-IR para identificar a síndrome metabólica podem variar entre as populações e os níveis de índice de massa corporal (IMC). Nosso objetivo foi investigar os pontos de corte do HOMA-IR que melhor discriminam indivíduos com resistência à insulina e com síndrome metabólica para cada categoria de IMC em uma grande amostra de adultos sem diabetes na linha de base do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil). Entre os 12.313 participantes com média de idade de 51,2 (DP 8,9) anos, a prevalência de síndrome metabólica foi de 34,6%, e 60,1% apresentavam sobrepeso ou obesidade. As prevalências de síndrome metabólica nas categorias de peso normal, sobrepeso e obesidade foram, respectivamente, 13%, 43,2% e 60,7%. O ponto de máxima sensibilidade e especificidade combinadas do HOMA-IR para discriminar a síndrome metabólica foi de 2,35 em toda a amostra, com valores crescentes nas categorias de IMC mais elevadas. Esta investigação contribui para o melhor entendimento dos valores de HOMA-IR associados à resistência à insulina e síndrome metabólica em uma grande amostra de adultos brasileiros, e que o uso de pontos de corte de acordo com a curva ROC pode ser a melhor estratégia. Também sugere que valores diferentes podem ser apropriados nas categorias de IMC.


Resumen: El modelo homeostático para evaluar la resistencia a la insulina (HOMA-IR) es un método para medir la resistencia a la insulina. Los cortes HOMA-IR para identificar el síndrome metabólico pueden variar entre las poblaciones y los niveles del índice de masa corporal (IMC). El objetivo fue investigar los cortes de HOMA-IR que mejor discriminaban individuos con resistencia a la insulina y con síndrome metabólico para cada categoría de IMC, en una extensa muestra de adultos sin diabetes en la base de referencia del Estudio Longitudinal de Salud del Adulto (ELSA-Brasil). Entre los 12.313 participantes con una media de edad de 51,2 años (DE 8,9), la prevalencia de síndrome metabólico fue 34,6%, y un 60,1% sufría sobrepeso u obesidad. La prevalencia de síndrome metabólico entre las categorías: peso normal, sobrepeso y obesidad fueron respectivamente, 13%, 43,2% y 60,7%. El punto de máxima sensibilidad combinada y especificidad de HOMA-IR para discriminar el síndrome metabólico fue 2,35 en toda la muestra, con valores crecientes en las categorías de IMC más altas. Esta investigación contribuye a entender mejor los valores HOMA-IR, asociados con resistencia a la insulina y síndrome metabólico en una gran muestra de adultos brasileños, además del planteamiento de que el uso de puntos de corte según la curva ROC es quizás la mejor estrategia a seguir. También sugiere que valores diferentes pueden ser apropiados a través de las categorías de IMC.


Subject(s)
Humans , Adult , Insulin Resistance , Metabolic Syndrome/diagnosis , Metabolic Syndrome/epidemiology , Brazil/epidemiology , Body Mass Index , Longitudinal Studies , Homeostasis , Middle Aged
2.
Rev. saúde pública ; 47(supl.2): 72-78, jun. 2013. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-688065

ABSTRACT

O Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil) é uma coorte prospectiva multicêntrica de funcionários públicos delineada para avaliar os determinantes das doenças crônicas, principalmente a doença cardiovascular e o diabetes tipo 2. Neste artigo são descritos os principais pontos do delineamento e implementação do projeto do biobanco do ELSA-Brasil. São detalhados aspectos econômicos, políticos, logísticos e tecnológicos do estudo. O artigo também discute o protocolo final de estocagem de material biológico e as instalações implementadas para atingir esse objetivo. O processo de delineamento e implementação do biobanco do ELSA-Brasil durou três anos. Tanto os biobancos centrais quanto os locais foram constituídos de acordo com as melhores práticas de estocagem de material biológico, usando soluções tecnológicas diferentes para as diferentes necessidades previstas no estudo.


The Brazilian Longitudinal Study for Adult Health (ELSA-Brasil) is a multicenter prospective cohort of civil servants designed to assess the determinants of chronic diseases, especially cardiovascular diseases and type 2 diabetes. The present article describes the main design and implementation points of the ELSA-Brasil biobank project. Economic, political, logistical and technological aspects of this study are characterized. Additionally, it discusses the final biorepository protocol and the facilities implemented to achieve this objective. The design and implementation process of the ELSA-Brasil biobank took three years to be performed. Both the central and local biobanks were built according to the best biorepository techniques, using different technological solutions for the distinct needs expected in this study.


Subject(s)
Adult , Humans , Biological Specimen Banks/organization & administration , Cardiovascular Diseases/diagnosis , Diabetes Mellitus/diagnosis , Brazil , Biological Specimen Banks/standards , Chronic Disease , Epidemiologic Research Design , Multicenter Studies as Topic , Prospective Studies
3.
Rev. saúde pública ; 47(supl.2): 63-71, jun. 2013. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-688072

ABSTRACT

O Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA-Brasil) é um estudo de coorte multicêntrico com o objetivo de identificar os fatores de risco associados ao diabetes tipo 2 e à doença cardiovascular na população brasileira. O artigo descreve as estratégias de coleta, processamento, transporte e de controle de qualidade dos exames de sangue e urina no ELSA. O estudo optou pela centralização dos exames em um único laboratório. O processamento das amostras foi realizado nos laboratórios locais, reduzindo o peso do material a ser transportado e diminuindo os custos do transporte para o laboratório central no Hospital da Universidade de São Paulo. O estudo incluiu exames para avaliação de diabetes, resistência à insulina, dislipidemias, alterações eletrolíticas, hormônios tireoidianos, ácido úrico, alterações de enzimas hepáticas, inflamação e hemograma completo. Além desses exames, foram estocados DNA de leucócitos, amostras de urina, plasma e soro. O laboratório central realizou aproximadamente 375.000 exames.


The ELSA (Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto - Brazilian Longitudinal Study for Adult Health) is a multicenter cohort study which aims at the identification of risk factors associated with type 2 diabetes and cardiovascular diseases in the Brazilian population. The paper describes the strategies for the collection, processing, transportation, and quality control of blood and urine tests in the ELSA. The study decided to centralize the tests at one single laboratory. The processing of the samples was performed at the local laboratories, reducing the weight of the material to be transported, and diminishing the costs of transportation to the central laboratory at the Universidade de São Paulo Hospital. The study included tests for the evaluation of diabetes, insulin resistance, dyslipidemia, electrolyte abnormalities, thyroid hormones, uric acid, hepatic enzyme abnormalities, inflammation, and total blood cell count. In addition, leukocyte DNA, urine, plasma and serum samples were stored. The central laboratory performed approximately 375,000 tests.


Subject(s)
Adult , Humans , Laboratories/organization & administration , Specimen Handling/methods , Transportation/methods , Brazil , Cardiovascular Diseases/diagnosis , /diagnosis , Longitudinal Studies , Multicenter Studies as Topic
4.
Cad. saúde pública ; 18(1): 177-186, jan.-fev. 2002. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-318180

ABSTRACT

O objetivo foi investigar se a cobertura de um plano privado de saúde afeta o uso de serviços médicos (consultas e hospitalizações) e o consumo de medicamentos entre idosos. Todos os residentes na cidade de Bambuí (Minas Gerais) com idade maior ou igual 60 anos (n = 1.742) foram selecionados. Destes, 92,2por cento e 85,9 por cento foram entrevistados e examinados (exames de sangue e medidas físicas), respectivamente. Após ajustamentos por variáveis de confusão, os idosos que dependiam dos serviços públicos (n = 1.296), em comparação aos que possuíam plano privado de saúde (n = 310), apresentaram evidências de pior condição de saúde, visitaram menos o médico e usaram menor número de medicamentos prescritos. A principal explicação para a cobertura de um plano privado foi econômica e não a condição de saúde. Embora a proporção dos que se queixaram dos serviços médicos tenha sido mais alta entre os que dependiam dos serviços públicos (70,9 por cento), esta queixa também foi importante entre os que possuíam plano de saúde privado (45,2 por cento relataram). O relato de dificuldades para adquirir medicamentos devido a problemas financeiros foi alto (25,2 e 47,2 por cento). Novas investigações são necessárias para determinar se estes resultados são generalizáveis para outras comunidades do país.


Subject(s)
Private Health Care Coverage , Health Services for the Aged , Drug Utilization
5.
Rev. saúde pública ; 34(2): 126-35, abr. 2000. ilus, mapas, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-283157

ABSTRACT

Objetivo: Um estudo de coorte está sendo desenvolvido para identificar fatores preditores de eventos adversos à saúde em idosos. São apresentados a metodologia do estudo e os resultados descritivos preliminares. Métodos: A população estudada é constituída por todos os residentes na cidade de Bambuí, Minas Gerais, com 60 ou mais anos de idade (n=1.742). Destes, 92,2 por cento foram entrevistados e 85,9 por cento foram submetidos a exames hematológicos e bioquímicos, sorologia para Trypanosoma cruzi, medidas antropométricas e de pressão arterial e eletrocardiograma. Alíquotas de soro, plasma e DNA foram estocadas para futuras investigações. A entrevista da linha de base do estudo incluiu: características sociodemográficas, percepção da saúde e morbidade auto-referida, uso de medicamentos, acesso a serviços de saúde e a planos de saúde, atividades físicas, uso de fumo e de álcool, hábitos alimentares, história reprodutiva, função física, eventos da vida, recursos sociais e saúde mental. Os participantes estão sendo acompanhados anualmente. Resultados: As seguintes características predominaram entre os participantes: mulheres (60 por cento), casados (48,9 por cento) ou viúvos (35,4 por cento), residentes em domicílios com até 2 pessoas (73,8 por cento), chefes de família (76,7 por cento), pessoas com renda mensal entre 1 e 2,99 salários-mínimos (62 por cento) e pessoas com 4 ou menos anos de escolaridade (89,1 por cento). A mediana da idade foi igual a 68 anos. Somente 1,7 por cento dos membros da coorte foram perdidos no primeiro acompanhamento. Conclusões: Em geral, as características da população estudada foram muito semelhantes às de participantes de outros estudos epidemiológicos sobre envelhecimento, desenvolvidos em grandes cidades brasileiras. A pequena perda para acompanhamento mostra que a escolha de Bambuí foi adequada, garantindo a viabilidade de um estudo prospectivo de longa duração


Subject(s)
Middle Aged , Humans , Male , Female , Aging , Cohort Studies , Health of the Elderly , Health Surveys , Epidemiologic Methods , Interviews as Topic , Urban Area
6.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 92(3): 343-51, May-Jun. 1997. ilus, mapas, tab, graf
Article in English | LILACS | ID: lil-189305

ABSTRACT

Thrity-five Trypanosoma cruzi strains were isolated from chronic chagasic triatomines and opossums from different municipalities of the State of Rio Grande do Sul. Parasites were characterized by means of mice infectivity, enzyme electrophoresis and randomly amplified polymorphic DNA (RAPD) analysis. Twenty-nine strains were isolated from chagasic patients, 4 from triatomines (2 from Triatoma infestans and 2 from Panstrongylus megistus) and 2 from opossums Didelphis albiventris. Thirty-three T. cruzi strains were of low and 2 strains of high virulence in mice. Both virulent strains were isolated from P. megistus. Isoenzyme analysis of the strains showed 3 different zymodemes. Eleven strains islolated from chagasic patients and 2 from D. albiventris were Z2. Eighteen strains from patients and 2 from T. infestans were ZB and 2 T. cruzi strains isolated from P. megistus were Z1. RAPD profiles obtained with 4 random primers showed a high genetic heterogeneity of T. cruzi strains. Zymodeme 2 and Zb strains were the more polymorphic. A band sharing analysis of the RAPD profiles of Z2 and ZB strains using 3 primers, showed a very low percentage of shared bands, 20 per cent among 13 ZB strains and 14 per cent among 13 Z2 strains. According to the isoenzyme results, 3 T. cruzi populations were present in State of Rio Grande do Sul. Zymodeme 2 and ZB strains were found infecting man (domiciliar transmission cycle) whereas Z1 strains were found infecting the sylvatic vector P. megistus.


Subject(s)
Humans , Animals , Trypanosoma cruzi/isolation & purification , Brazil , Chagas Disease/parasitology , Opossums/parasitology , Random Amplified Polymorphic DNA Technique , Triatominae/parasitology
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL