Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 23
Filter
Add filters








Year range
1.
Arq. bras. neurocir ; 38(1): 25-30, 15/03/2019.
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1362626

ABSTRACT

Hydrocephalus is a major concern in neurocysticercosis (NCC), and its management is more challenging than that of hydrocephalus caused by other etiologies. Even though albendazole is a well-established drug for the treatment of NCC, the death of the parasites may worsen the clinical symptoms and eventually, deteriorate the course of hydrocephalus. The aim of this study was to analyze the effects of treatment with albendazole on the course of hydrocephalus as well as on animal behavior in a ratmodel of NCC-induced hydrocephalus in order to verify whether the course of hydrocephalus and the animal behavior were changed. Ventricle volumes before and after treatment showed a slight but non-statistically significant difference (168.11 mm3 versus 184.98 mm3, p » 0.45). The distribution and location of the cysts were unaffected. In addition, the behavioral patterns before and after the treatment were not significantly different, as assessed by the open field test. On histologic assessment, mononuclear leukocyte infiltration was present in diverse sites, such as the perivascular and peri-ependymal regions, choroid plexus, and meningeal membranes. A positive correlation was found between the degree of ventricle enlargement and tissue damage. Further studies with long-term comparisons are required.

3.
Acta cir. bras ; 30(12): 819-823, Dec. 2015. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: lil-769506

ABSTRACT

ABSTRACT PURPOSE: To develop an experimental model of neurocysticercosis-induced hydrocephalus METHODS: There were used 17 rats. Ten animals were inoculated with Taenia crassiceps cysts into the subarachnoid. Five animals were injected with 0.1ml of 25% kaolin (a standard solution for the development of experimental hydrocephalus) and two animals were injected with saline. Magnetic resonance imaging (MRI) was used to evaluate enlargement of the ventricles after one or three months of inoculation. Volumetric study was used to quantify the ventricle enlargement. RESULTS: Seven of the 10 animals in the cyst group developed hydrocephalus, two of them within one month and five within three months after inoculation. Three of the five animals in the kaolin group had hydrocephalus and none in the saline group. Ventricle volumes were significantly higher in the 3-months MRI cyst subgroup than in the 1-month cyst subgroup. Differences between cyst subgroups and kaolin group did not reach statistical significance. CONCLUSION: The developed model may reproduce the human condition of neurocysticercosis-related hydrocephalus, which exhibits a slowly progressive chronic course.


Subject(s)
Animals , Disease Models, Animal , Hydrocephalus/chemically induced , Neurocysticercosis/parasitology , Cerebral Ventricles/drug effects , Cerebral Ventricles/pathology , Kaolin , Magnetic Resonance Imaging , Neurocysticercosis/pathology , Pilot Projects , Rats, Wistar , Taenia
4.
Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR ; 16(1)jan-jun. 2013. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-718770

ABSTRACT

Dentre as enfermidades que levam à claudicação, as alterações na coluna vertebral são frequentemente consideradas como diagnóstico diferencial. Dos métodos de imagem, a radiografia convencional é a principal modalidade utilizada para abordar a coluna vertebral de equinos, devido sua praticidade e baixo custo. As principais indicações para a realização doexame são sensibilidade ou dor na região cervical, postura anormal da cabeça ou pescoço, ataxia, claudicação mais evidente em membros torácicos, histórico de trauma e suspeitas de malformações ósseas e mielopatia estenótica. A avaliação das radiografias é baseada no conhecimento prévio da anatomia normal e suas variações, na postura da cervical do animal durante a realização do exame, da análise da relação sagital do diâmetro do canal vertebral e da compreensão das limitações da técnica e do aparelho diante da sobreposição das estruturas adjacentes. Assim sendo, este trabalho busca auxiliar no diagnóstico das principais enfermidades vertebrais de equinos ao revisar e descrever as estruturas anatômicas, as alterações visibilizadas e as limitações do exame radiográfico da coluna vertebral destes animais.


Among the diseases that cause lameness in horses changes in the vertebral spine are often considered as a differential diagnosis. Radiography is the primary imaging modality used to access the spine of horses because of its practicality and low cost. The main indications for the examination is tenderness or pain in the neck, abnormal posture of the head or neck, ataxia, lameness in forelimbs, history of trauma, suspected bony malformations and stenotic myelopathy. The evaluation of radiographs is based on prior knowledge of normal anatomy and its variations, in the position of the neck ofthe animal during the test, the analysis of the sagittal diameter of the spinal canal and understanding of the limitations of the technique and the apparatus before the overlap of adjacent structures. Therefore, this paper aims to assist in the diagnosis of the main vertebral diseases of horses, to review and describe the anatomical structures, the changes visualized and limitations of radiographic examination of the equine spine.


Entre las enfermedades que llevan a la cojera, las alteraciones en la columna vertebral son a menudo consideradas como diagnóstico diferencial. De los métodos de imagen, la radiografía convencional es la principal modalidad utilizada para abordar la columna vertebral de equinos, debido a su practicidad y bajo costo. Las principales indicaciones para la realización del examen son: sensibilidad o dolor en la región cervical, postura anormal de la cabeza o cuello, ataxia, cojera más evidente en miembros torácicos, histórico de trauma y sospechas de malformaciones óseas y mielopatía estenótica. La evaluación de las radiografías se basa en el conocimiento previo de la anatomía normal y sus variaciones, en la postura de la cervical del animal durante la realización del examen, del análisis de la relación sagital del diámetro del canal vertebral y dela comprensión de las limitaciones de la técnica y del aparato delante de la superposición de las estructuras adyacentes. Así, este estudio busca ayudar en el diagnóstico de las principales enfermedades vertebrales de equinos al revisar y describir las estructuras anatómicas, las alteraciones visualizadas y las limitaciones del examen radiográfico de la columna vertebral de estos animales.


Subject(s)
Animals , Spine/anatomy & histology , Radiography , Horses/classification
5.
Pesqui. vet. bras ; 31(9): 747-750, set. 2011. ilus
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: lil-602165

ABSTRACT

Descreve-se um surto de abscesso mandibular em ovelhas da raça Bergamácia no município de Botucatu, estado de São Paulo. Do rebanho de 120 animais, 35 apresentaram aumento de volume mandibular com a presença de nódulos únicos, de consistência pétrea, de diferentes tamanhos, fistulados ou não e sem indicativos de inflamação dos tecidos moles adjacentes. Os animais eram criados em pasto de Panicum maximum cv. Tanzânia com água e sal mineral ad libitum e everminados, via oral, com pistolas dosificadoras. O material para diagnóstico microbiológico e antibiograma foi coletado de cinco animais acometidos, por punção e aspiração dos nódulos. Dos 35 animais acometidos, 19 foram submetidos ao exame radiográfico, um ao exame tomográfico e outro à biópsia óssea da região submandibular. O único ovino que morreu, encontrava-se em estado de caquexia provavelmente devido à localização do aumento de volume que afetou a implantação dos dentes molares daquela região impedindo a apreensão e mastigação adequadas levando a perda da condição corporal e morte. Ao exame necroscópico, observaram-se áreas de necrose caseosa na mandíbula direita de onde isolou-se Pseudomonas aeruginosa. O tratamento utilizado foi baseado na aplicação de iodeto de sódio a 10 por cento por via intramuscular e antibioticoterapia segundo antibiograma com enrofloxacina por via intramuscular, porém com pouca eficácia. Diante do quadro clínico, dos dados de anamnese, da localização das lesões no tecido ósseo mandibular, do resultado do cultivo microbiológico, das alterações radiográficas e tomográficas foi feito o diagnóstico de abscesso mandibular causado por Pseudomonas aeruginosa.


We describe an outbreak of mandibular abscess in Bergamácia sheep from the municipality of Botucatu, São Paulo, Brazil. In a herd of 120 sheep, 35 showed an increase of the mandibular volume with presence of a single nodule of stony consistency and different sizes, often fistulated but with no signs of inflammation in the surrounding soft tissues. The sheep were raised on a Panicum maximum cv. Tanzania pasture, with water and mineral salt ad libitum, and were treated orally against parasites with drenching pistols. Material for microbiological diagnosis and antibiogram was collected from the nodules of five affected sheep, through puncture and aspiration. From 35 affected sheep, 19 were submitted to radiographic examination, one was submitted to computer tomography and another to bone biopsy of the submandibular region. The only sheep that died was in a state of cachexia, probably due to the location of the volume increase which affected the molar hindering apprehension and appropriate chewing. Necropsy revealed areas of caseous necrosis in the jaw, from where Pseudomonas aeruginosa was isolated. The sheep were treated with intramuscular application of 10 percent sodium iodide and the antobiotgic enrofloxacin, but with little efficacy. Based on the clinical data from medical records, the location of lesions in the jaw bone, the result of microbiological culture, radiographic and computer tomography, the diagnosis of mandibular abscesses due to Pseudomonas aeruginosa infection was made.


Subject(s)
Animals , Pseudomonas aeruginosa , Sheep , Disease Outbreaks/veterinary , Abscess/veterinary , Sodium Iodide/administration & dosage , Diagnosis , Necrosis/veterinary
6.
Acta cir. bras ; 26(4): 274-278, July-Aug. 2011. ilus
Article in English | LILACS | ID: lil-594346

ABSTRACT

PURPOSE: To quantify the amount of bone formation in the calvarial region of Wistar rats after craniotomy using bone wax as a haemostatic agent. METHODS: Surgery to produce bilateral, symmetric, full-thickness cranial defects (area: 18 mm²) was performed in eight animals. The right side of the cranium remained open and the edges of the left side osseous defect was covered with bone wax. Calvaria were imaged immediately after surgery and 12 weeks postoperatively by computerized tomography. The areas of the bone defects were measured in three-dimensional images using Magics 13.0 (Materialise-Belgic, software CAD). RESULTS: The average amount of bone formation on the left and right side respectively was 4.85 mm² and 8.16 mm². Statistically significant differences between the amount of bone formation on the left and right sides were seen. CONCLUSIONS: Bone wax significantly diminishes the rate of bone formation in calvarial defects in a rat model.


OBJETIVO: Quantificar a formação óssea da região da calvaria de ratos Wistar submetidos à craniotomia com a utilização de cera de osso como agente hemostático. MÉTODOS: Cirurgia para realizar um defeito ósseo craniano bilateral, simétrico (área: 18 mm²) e com espessura total foi realizado em oito animais. O lado direito do crânio permaneceu aberto e as extremidades do defeito ósseo do lado esquerdo foram recobertas com cera de osso. O crânio foi submetido à avaliação radiológica imediatamente após a cirurgia e 12 semanas após a cirurgia com a utilização de tomografia computadorizada. As áreas dos defeitos ósseos foram medidas através de imagens tridimensionais e utilizando o programa de computador Magics 13.0 (Materialise-Belgic, software CAD). RESULTADOS: A quantidade média de formação óssea no lado esquerdo e direito foi respectivamente de 4.85 mm² e 8.16 mm². Diferença estatisticamente significante foi observada entre o lado direito e esquerdo. CONCLUSÕES: A cera de osso diminuiu significativamente a formação óssea nos defeitos ósseos em modelo animal.


Subject(s)
Animals , Male , Rats , Hemostatics/pharmacology , Osteogenesis/drug effects , Palmitates/pharmacology , Skull/surgery , Waxes/pharmacology , Wound Healing/drug effects , Cephalometry , Disease Models, Animal , Inflammation/pathology , Osteogenesis/physiology , Photomicrography , Rats, Wistar , Skull/injuries , Skull , Time Factors , Tomography, X-Ray Computed , Wound Healing/physiology
7.
Acta cir. bras ; 25(6): 469-474, nov.-dez. 2010. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-567273

ABSTRACT

PURPOSE: To verify if uterine cerclage can induce craniosynostosis or any cranial deformity in new born Wistar rats. METHODS: One pregnant female Wistar rat underwent laparotomy on day 18 of gestation and the uterus cervix was closed with a 3-0 nylon suture to avoid delivery, that occurs normally on the 21 day. The suture was released after 48 hours beyond the normal gestation period. The female rat delivered 11 pups. Six surviving rats from the delivery (group A - constrained group). Two rats were born from another mother and in the same age were used as control group (group B - 2 nonconstrained controls) were allowed to grow. They were sacrificed 1.2 years after their birth all the eight animals. Linear measurement, routine histology and computed tomography of the skull were performed at the time of their death to evaluate the cranial asymmetries by mesurements of the anatomical landmarks of the craniofacial skeleton of the rats on the two groups and compared then. RESULTS: We did not observe statistically significant differences in any of the compared measurements (p>0.05) obtained through the morphologic and radiologic methods. Histologic examinations did not reveal any sign of premature fusion or suture imbrications. Critical decrease in longitudinal body size was noticed as the limbs too in all the animals of group A. CONCLUSION: Constriction of uterine cervix leads to fetus suffering, even death for a few animals, associated to small body size, but not to craniosynostosis.


OBJETIVO: Verificar se a cerclagem intra-uterina pode induzir, ao nascimento de ratos Wistar, craniossinostose ou qualquer outra deformidade craniana. MÉTODOS: Uma rata Wistar prenhe foi submetida à laparotomia no 18º dia de gestação e o cérvix uterino foi suturado com 3-0 nylon, impedindo o parto normal que normalmente ocorre no 21º dia de gestação. A sutura foi liberada 48 horas após o período gestacional normal. A rata gestante deu à luz 11 animais. Seis ratos sobreviveram ao parto (grupo A com restrição). Dois ratos nascidos de outra mãe e com a mesma idade foram utilizados como controle (grupo B sem restrição controle) durante o seu crescimento. Os oito animais foram sacrificados após 1,2 ano. Medidas lineares, histologia e tomografia computadorizada foram utilizadas para a aferição de assimetrias cranianas através da mensuração de pontos anatômicos do esqueleto craniofacial dos ratos dos dois grupos. RESULTADOS: Não foi observada diferença estatisticamente significante entre as medidas obtidas nos ratos dos dois grupos (p>0,05) obtidas através de métodos morfológicos e radiológicos. As análises histológicas não revelaram sinais de fusão prematura da suturas do crânio. Diminuição do segmento corpóreo, bem como do tamanho dos membros foi evidenciado em todos os animais do grupo A. CONCLUSÃO: A restrição do cérvix uterino levou ao sofrimento fetal, morte de alguns animais e diminuição do tamanho do corpo de todos os animais, mas não craniossinostose.


Subject(s)
Animals , Female , Pregnancy , Rats , Cerclage, Cervical/adverse effects , Craniosynostoses/etiology , Pregnancy, Animal , Skull/anatomy & histology , Craniosynostoses/diagnosis , Models, Animal , Random Allocation , Rats, Wistar
8.
Acta cir. bras ; 25(4): 313-317, July-Aug. 2010. ilus
Article in English | LILACS | ID: lil-553235

ABSTRACT

PURPOSE: To study were to reproduce an alveolar bone defect model in Wistar rats to be used for testing the efficacy of stem cell therapies. Additionally, we also aimed to determine the osteogenesis process of this osseous defect in the 1 month period post-surgery. METHODS: The animals were randomly divided into two groups of 7 animals each. A gingivobuccal incision was made, and a bone defect of 28 mm² of area was performed in the alveolar region. Animals were killed at 2 weeks after surgery (n=7) and 4 weeks after surgery (n=7). RESULTS: The average area of the alveolar defect at time point of 2 weeks was 22.27 ± 1.31 mm² and the average area of alveolar defect at time point of 4 weeks was 9.03 ± 1.17 mm². The average amount of bone formation at time point of 2 weeks was 5.73 ± 1.31 mm² and the average amount of bone formation at time point of 4 weeks was 19 ± 1.17 mm². Statistically significant differences between the amount of bone formation at 2 weeks and 4 weeks after surgery were seen (p=0.003). CONCLUSION: The highest rate of ossification occurred mostly from 2 to 4 weeks after surgery. This observation suggests that 4 weeks after the bone defect creation should be a satisfactory timing to assess the potential of bone inductive stem cells to accelerate bone regeneration in Wistar rats.


OBJETIVO: Reproduzir um novo modelo de defeito ósseo alveolar em ratos Wistar que será utilizado para terapia genética e estudos com células tronco. Adicionalmente, outro objetivo do presente estudo foi determinar o pico de regeneração óssea do defeito criado na região alveolar do modelo experimental. MÉTODOS: Os animais foram aleatoriamente divididos em dois grupos de sete animais. Através de uma incisão gengivobucal foi criado um defeito ósseo medindo 28 mm² de área na região alveolar dos ratos. Os ratos foram sacrificados após duas semanas (n=7) e quatro semanas (n=7) da cirurgia. RESULTADOS: A área média do defeito alveolar após duas semanas de cirurgia foi de 22.27 ± 1.31 mm² e a área média do defeito alveolar após quatro semanas de cirurgia foi de 9.03 ± 1.17 mm². A taxa de formação óssea foi de 5.73 ± 1.31 mm² após duas semanas de cirurgia e de 19 ± 1.17 mm² após quatro semanas de cirurgia. Foi observada diferença estatisticamente significante na taxa de formação óssea entre o grupo dos animais sacrificados com duas e quatro semanas (p=0.003). CONCLUSÃO: Este estudo demonstrou que a maior taxa de regeneração óssea ocorreu no período entre duas e quatro semanas após a cirurgia de criação do defeito ósseo alveolar, portanto esta observação sugere que o período de tempo de quatro semanas será suficiente para avaliar a capacidade de células tronco em regenerar osso em ratos Wistar com defeito ósseo alveolar.


Subject(s)
Animals , Male , Rats , Alveolar Bone Loss/surgery , Alveolar Process/surgery , Bone Regeneration/physiology , Cleft Palate/surgery , Osteogenesis/physiology , Bone Transplantation/methods , Disease Models, Animal , Random Allocation , Rats, Wistar , Tissue Engineering/methods
9.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 46(5): 387-394, 2009. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-538431

ABSTRACT

A tirotoxicose é caracterizada pelas excessivas concentrações séricas dos hormônios tiroidianos, podendo desencadear graves alterações no metabolismo ósseo, sendo a elevação da fosfatase alcalina total uma alteração laboratorial freqüentemente observada no hipertiroidismo felino. O aumento global dos níveis séricos de fosfatase alcalina pode ser decorrente de diferentes isoenzimas e, no caso do hipertiroidismo em humanos, as isoenzimas de origem óssea e hepática apresentam-se comumente elevadas. A partir da avaliação da bioquímica sérica de oito gatos com tirotoxicose induzida e elevação da fosfatase alcalina associada, o presente trabalho demonstra um aumento significativamente maior dos níveis séricos da fosfatase alcalina de origem óssea quando comparado com a isoenzima de origem hepática. Conclui-se que as alterações no metabolismo ósseo foram as principais responsáveis pelo aumento da fosfatase alcalina nos gatos com tirotoxicose induzida


Thyrotoxicosis, characterized by excessive serum levels of thyroidhormones, can cause serious effects in bone metabolism, elevating the total alkaline phosphatase, which is a frequent laboratorial alteration observed in feline hyperthyroidism. A rise in total serum levels of alkaline phosphatase can be caused by different isoenzymes, and in human hyperthyroidism, bone and hepatic isoenzymes are commonly increased. After serum biochemical evaluation of eight cats with induced thyrotoxicosis and associated elevation of alkaline phosphatase, the present paper shows a significant elevation of bone isoenzyme serum levels when compared with hepatic isoenzyme. It was possible to conclude that bone metabolism alterations were the main responsible for the increase of serum alkaline phosphatase in cats with induced thyrotoxicosis.


Subject(s)
Animals , Cats , Alkaline Phosphatase/metabolism , Thyroid Hormones/analysis , Thyrotoxicosis/metabolism , Alkaline Phosphatase/blood , Thyrotoxicosis/chemically induced , Thyrotoxicosis/blood
10.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 46(2): 138-143, 2009.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-537053

ABSTRACT

O hipertiroidismo é caracterizado por concentrações séricas excessivas dos hormônios tiroidianos, podendo causar efeitos sobre o tecido ósseo em humanos e animais. Para melhor caracterização dos efeitos da tirotoxicose no metabolismo ósseo, 16 gatos foram induzidos ao estado hipertiroideo. Os resultados demonstraram que, em alguns momentos experimentais, uma maior desmineralização óssea da extremidade distal do rádio promoveu elevação dos níveis séricos de fósforo e fosfatase alcalina total


Hyperthyroidism is and endocrinal dysfunction characterized by excessive serum concentrations of thyroid gland hormones, which can cause several effects on the bone tissue in humans and in animals.For a better characterization of thyrotoxicosis effects on bone metabolism, 16 cats were induced into hyperthyroid state. Results showed that, in some moments a major bone demineralization of the right distal radium estremity promoted an elevation of the serum levels of phosphorus and total alkaline phosphatase


Subject(s)
Bone Density , Cats , Alkaline Phosphatase/analysis , Hyperthyroidism/veterinary
11.
Ciênc. rural ; 38(8): 2225-2231, Nov. 2008. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-512003

ABSTRACT

As lesões tendíneas nas extremidades distais dos membros estão entre as mais freqüentes alterações do aparelho locomotor na rotina clínico-cirúrgica humana e animal e, não raro, necessitam de terapias adjuvantes para seu completo retorno às funções fisiológicas. O ultra-som terapêutico (UST) é a modalidade mais utilizada nas clínicas de reabilitação para tratar lesões tendíneas, mas devido à falta ou a divergências de estudos específicos sobre seus efeitos no tecido ósseo, sua utilização sobre as regiões distais dos membros, ricas em protuberâncias ósseas e áreas desprovidas de cobertura muscular, sempre preocuparam os profissionais da área médica. No intuito de esclarecer os efeitos do UST sobre o tecido ósseo, seis cães receberam tratamento ultra-sônico contínuo, de 1MHz, durante cinco minutos diários, por um período de 20 dias sobre a região craniodistal do rádio e da ulna. A intensidade do UST aplicada foi de 0,5W cm-2 no membro torácico direito, ficando o membro contralateral como controle. A região distal de ambos os membros torácicos foi radiografada para análise de densitometria óssea em imagens radiográficas, antes do início da terapia e ao final do tratamento. Não houve alterações significativas de densidade mineral óssea entre os membros tratados e os controles. Conclui-se que dentro dos parâmetros utilizados no experimento a utilização do UST em regiões ósseas protuberantes ou desprovidas de cobertura muscular pode ser feita com segurança.


Tendon lesions on distal extremities of the limbs are among the most frequent alterations of the locomotor system in the human and animal clinic-surgery routine, and frequently need supplementary therapy for the complete recovery of the physiologic functions. The therapeutic ultrasound (TUS) is the mostly used apparatus in rehabilitation clinics to treat tendon lesions, but due to the lack or the divergence on specific studies about its effects in bone tissues, the use of TUS in distal regions of the members, which are rich in bony protuberances and muscle-less areas, always concern the medical professionals. For the purpose of enlightening the TUS effects on bone tissue, six dogs received a continuous ultrasound treatment of 1MHZ for 5 minutes per day on distal-skull area of radio and ulna during 20 days. The TUS intensity applied was 0.5W cm-2 in the right thoracic member leaving out the counter-lateral member for control. Before the beginning and in the end of the treatment, the distal area of both thoracic members were radiographed for analysis of bone densitometry in radiographic images. There wasn't any significant alteration in bone mineral density between the treated members and the control members. Based on the parameters used in this experiment one can conclude that the use of TUS in bony protuberances and muscle-less areas can be done with safety.


Subject(s)
Animals , Male , Female , Densitometry/veterinary , Bone and Bones/injuries , Ultrasonic Therapy/veterinary , Dogs/injuries
12.
Ciênc. rural ; 38(1): 124-128, jan.-fev. 2008. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-470001

ABSTRACT

Os valores de normalidade da densidade mineral óssea (DMO) da extremidade distal de rádio-ulna em 120 gatos clinicamente saudáveis foram determinados usando-se a técnica de densitometria óptica em imagens radiográficas. Para a padronização da técnica e interpretação da DMO, foi utilizado um programa computacional especialmente desenvolvido para a medida de densidade óptica em imagens radiográficas, que contém a imagem radiográfica da extremidade distal de rádio-ulna, e uma escala de alumínio (penetrômetro), usada como referencial densitométrico, permitindo a medida da densidade mineral óssea do rádio-ulna correspondente ao valor em milímetros da escala. Os valores médios da densidade mineral óssea da extremidade distal do rádio-ulna foram de 1,98 ± 0,52mmAl para os machos e de 1,76 ± 0,41mmAl para as fêmeas. Foram observadas correlações estatisticamente significativas entre a DMO, o peso e a idade dos animais estudados (P<0,0005).


The normal values of bone mineral density (BMD) at the distal end of the radius-ulna were established in 120 clinically healthy cats, using the technique of optical densitometry in radiographic images. The interpretation of BMD was performed using a computer software especially developed for measuring the optical density of the radiographic films, containing radiographic image of the distal extremity of the radius-ulna, and steps of an aluminum scale (penetrometer), used as a densitometric reference. This allowed the measurement of the BMD corresponding to the value in millimeters of the scale. The BMD mean values of the distal end of radius-ulna were: 1.98 ± 0.52mmAl for male and 1.76 ± 0.41 for female cats. Significant correlations were observed between BMD and weight and BMD and age (P<0.0005).


Subject(s)
Animals , Male , Female , Cats , Bone Density , Photometry/veterinary , Radiography, Dual-Energy Scanned Projection/methods , Tomography/methods , Tomography/veterinary
13.
Ciênc. rural ; 36(2): 520-524, mar.-abr. 2006. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-423192

ABSTRACT

Eqüinos da raça Quarto de Milha, 30 machos e 30 fêmeas com idade entre 42 e 48 meses, apresentando a epífise distal do rádio fechada, em plena atividade esportiva, foram analisados quanto à densidade mineral óssea (DMO) do acessório do carpo, tendo os valores expressos em milímetros de alumínio (mmAl). As radiografias da estrutura óssea, juntamente com uma escala de alumínio (penetrômetro) foram analisadas por meio de um programa computacional, especialmente desenvolvido para medida da densidade óptica em imagem radiográfica. O valor médio encontrado para as fêmeas foi de 4,49±0,69mmAl, com idade média de 43±2 meses e, para os machos, de 4,43 ± 0,81mmAl, com idade média de 45±2 meses, não havendo diferença significativa na DMO entre os sexos.


Subject(s)
Bone Density , Horses , Radiology , Wrist
14.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 43(2): 186-195, 2006. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-454669

ABSTRACT

Objetivando estimular o processo de formação do calo ósseo do terço distal do rádio de cães de pequeno porte, foram utilizados 24 animais srd, adultos, de ambos os sexos. Os cães, separados em dois grupos experimentais de 12 animais denominados de controle e tratado foram divididos em 4 momentos (m1= 15 dias, m2= 30 dias, m3= 45 dias e m4= 60 dias), e submetidos a fraturas cirúrgicas. no grupo tratado, foram realizadas perfurações ósseas nos bordos do foco da fratura, no sentido crânio-caudal e médio-lateral. No final de cada momento, os animais controles e tratados foram avaliados radiograficamente, histologicamente e a densidade mineral óssea (dmo) determinada no local da fratura. Na avaliação radiográfica do grupo tratado com 15 e 30 dias foi verificado o processo de reparação óssea mais intenso do que no grupo controle. Nos momentos m3 e m4, não se observaram diferenças no processo de reparação entre os dois grupos. Os valores da dmo foram maiores nos animais tratados. o estudo histológico revelou aos 15 e 30 dias, hiperplasia de condrócitos, e inicio de ossificação endocondral nos membros perfurados; o grupo controle mostrou tecido conjuntivo de sustentação e irúcio de hiperplasia de condrócitos. Nos m3 e m4 do grupo tratado, se verificaram formação e remodelação de calo periosteal em fases mais avançadas quando comparados ao grupo controle. conclui-se que o uso de perfurações melhora o suprimento de fluxo sangüíneo e a ativação de células osteogênicas no local de fratura, estimulando o início do processo de consolidação da fratura.


To stimulate the bone callus development process from distal third of radius, 24 adult mongrel dogs used were from both sexes. These dogs were separated in two experimental groups of 12 animals each, named control and treated, divided in 4 moments (M1=15 days; M2=30 days; M3=45 days; M4=60 days), who underwent were performed surgical fractures. In treated group, it was performed bone perforations on proximal and distal edges, craniolateral and mediolateral to the fracture site. At the end of each moment, control and treated animals were evaluated by radiography, histology, and bone mineral densitometry (BMD) was determined on fracture site. According to the radiographic data of treated dogs, it was verified on days 15 and 30 more intense bone regeneration than control group. During M3 and M4, it wasn't detected any difference in bone reparation process between control and treated groups. In densitometric study, BMD values were greater in treated animaIs than in control dogs. Histological studies revealed at 15 and 30 days chondrocyte hyperplasia and initial endochondral ossification on drilled limbs; control group showed sustainment connective tissue and initial chondrocyte hiperplasia. At M3 and M4 of the treated group, were verified development and remodeling of periosteal callus in more advanced phases when comparing with limbs from control group. It can be concluded that using perforations enhances blood flow supply and activation of osteogenic cells on fracture site, stimulating the beginning of fracture consolidation process.


Subject(s)
Animals , Male , Female , Bony Callus/metabolism , Dogs , Densitometry/veterinary , Fractures, Bone/veterinary
15.
Braz. j. vet. res. anim. sci ; 43(5): 695-701, 2006. tab, ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-467110

ABSTRACT

O hipertiroidismo é capaz de proporcionar efeitos sobre o metabolismo ósseo tanto em humanos como em animais. Para melhor avaliar este fato em gatos, em 16 animais foram induzidos a tirotoxicose a partir da administração oral de 150 μg/kg de levotiroxina sódica a cada 24 horas durante 42 dias. Os níveis hormonais foram avaliados por radioimunoensaio e a densidade mineral óssea da extremidade distal do rádio direito foi mensurada através de densitometria óptica radiográfica. Foi possível observar, a partir da primeira semana de experimento, significativa elevação sérica de T4 livre e T4 total acompanhada de desmineralização óssea do rádio.


Hyperthyroidism can result in serious effects on the bone metabolism in humans as well as animals. For a better characterization of thyrotoxicosis effects, 16 cats were induced into thyrotoxicosis by intaking a dose of 150 μg/kg of sodium L-thyroxine every 24 hours during 42 days. The hormonal levels were evaluated by radioimmunoassay technique and the bone mineral density of the right distal radius extremity was measured through the radiographic optical densitometry. Was verified significant bone demineralization seven days of hormonal intake as weel as radius demineralization.


Subject(s)
Animals , Female , Absorptiometry, Photon , Cats , Bone Density/physiology , Osteoporosis/chemically induced , Thyrotoxicosis/chemically induced , Thyrotoxicosis/veterinary
16.
Ciênc. rural ; 35(5): 1109-1115, set.-out. 2005.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-416185

ABSTRACT

O objetivo do estudo foi avaliar a eficácia do fixador esquelético pino-resina, configuração tipo II, coadjuvado pelo enxerto ósseo esponjoso autólogo, no tratamento das complicações secundárias à imobilização inadequada de fraturas do rádio e ulna em 10 cães, com peso entre 1,8 e 33,6 kg. Detectou-se não-união (n=4), osteomielite (n=1), má-união (n=1), falência ou quebra de implante (n=4), sendo 60 por cento das lesões referente ao uso prévio de pino intramedular no rádio. A montagem do fixador foi realizada com transfixação de pinos lisos em sua maioria angulados, cujas extremidades excedentes foram dobradas e estabilizadas com resina acrílica. Em todos os casos, utilizou-se enxerto esponjoso autólogo fresco, após debridamento do foco de fratura. O tempo de permanência do aparelho variou entre 45 dias e 5 meses e a maior complicação foi o afrouxamento dos pinos transfixantes. A consolidação das fraturas ocorreu por formação de calo periosteal de mínimo a moderado, indicando boa rigidez da montagem.


Subject(s)
Animals , Dogs , Fractures, Bone , Fractures, Bone/veterinary , General Surgery , Orthopedics , Osteomyelitis , Polymethyl Methacrylate , Ulna
17.
Ciênc. rural ; 35(5): 1116-1122, set.-out. 2005.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-416186

ABSTRACT

O objetivo deste estudo foi avaliar o método de Ilizarov no tratamento de complicações de fraturas do rádio e ulna em cães de raças pequenas. Um fixador de Ilizarov miniatura composto por anéis de alumínio e hastes de aço foi usado em três cães da raça poodle miniatura (casos 1, 2 e 3) e em um pinscher (caso 4). Os cães 1 e 4 apresentavam consolidação atrasada das porções médio-distal e distal, respectivamente, devido a prévio tratamento com tala externa. Foi aplicada uma montagem constituída por dois anéis proximais e um distal. Ambas as fraturas consolidaram, sendo que a do poodle apresentou leve desvio cranial das extremidades fraturadas. Os outros dois casos (2 e 3) consistiam de fraturas previamente tratadas por procedimento cirúrgico. O caso 2 apresentava rotação lateral do membro torácico e não-união do aspecto distal da diáfise radial com presença de pino intramedular e dois fios de cerclagem. O pino intramedular e um dos fios de cerclagem foram removidos e realizou-se a derrotação do foco da fratura. O aparelho foi montado como nos casos 1 e 4. A consolidação da fratura foi obtida com moderado desvio caudal do eixo ósseo. No caso 3, havia reabsorção óssea na diáfise do rádio e ulna devido ao emprego inadequado de fixador externo resina-pino. Empregou-se o transporte ósseo com o fixador de Ilizarov para induzir a regeneração óssea. Entretanto, este foi interrompido por falta de resposta. Manteve-se o fixador e o defeito ósseo foi tratado com enxerto esponjoso autólogo e biomateriais. A ulna ocupou parte do defeito segmentar do rádio. Foi possível concluir que o método de Ilizarov pode ser usado no tratamento de consolidação atrasada e não-união, mas o fixador externo circular é de difícil aplicação em cães de raças pequenas.


Subject(s)
Animals , Dogs/surgery , General Surgery , Orthopedics , Ulna
18.
Ciênc. rural ; 35(3): 607-610, maio-jun. 2005. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-400560

ABSTRACT

Com o objetivo de estabelecer os valores normais da densidade mineral óssea (DMO) em milímetros de alumínio (mmAl) de eqüinos da raça Brasileiro de Hipismo (BH), foi radiografado o osso acessório do carpo de animais desta raça e aplicada a técnica da densitometria óptica em imagem radiográfica (DOR). Foram utilizados animais de 20 a 30 meses de idade, sendo 12 machos e 12 fêmeas. A DMO média foi de 4,7 ± 0,1mmAl para os machos e de 4,6 ± 0,1mmAl para as fêmeas, não sendo significativa a diferença entre estes valores.

19.
Ciênc. rural ; 34(6): 1813-1815, nov.-dez. 2004. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-388983

ABSTRACT

Com o objetivo de avaliar a idade de fechamento epifisário da raça Brasileira de Hipismo (BH), um grupo de 24 cavalos, 12 machos inteiros e 12 fêmeas, teve a região epifisária da extremidade distal do rádio radiografada, mês a mês, em projeção crânio-caudal, a partir dos 18 meses de idade até o fechamento completo. Os dados do experimento foram analisados pelo método ANOVA de uma via, utilizando-se o teste "t" de Student para comparação entre as médias. Concluiu-se que o fechamento epifisário completo ocorreu aos 25,83 ± 1,58 meses nas fêmeas e aos 28,16 ± 1,40 meses nos machos (p<0,001), observando-se que as primeiras são mais precoces no parâmetro maturidade óssea.


Subject(s)
Horses , Radio , Radiology
20.
Ciênc. rural ; 34(6): 1841-1847, nov.-dez. 2004. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-388988

ABSTRACT

O trabalho teve por objetivo comparar a consolidação óssea e a função do membro, em 18 gatos com fraturas transversas femorais tratadas com pino intramedular e fixador esquelético externo tipo Ia (grupo I, n=9) ou com pino intramedular associado ao fixador externo em uma configuração "tie-in" (grupo II, n=9). Independente da configuração utilizada, após a remoção dos implantes, todos os animais apresentaram função normal do membro operado. Não houve diferença entre os grupos em relação à densidade mineral óssea do calo externo mensurada pela densitometria óptica por imagens radiográficas. O tempo para consolidação foi significativamente maior para as fraturas tratadas com pino intramedular e fixador tipo Ia. As fraturas que receberam a configuração "tie-in" tiveram menos proliferação de calo ósseo.


Subject(s)
Cats , Femur/surgery , Femur/injuries
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL