Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 1 de 1
Filter
Add filters








Year range
1.
Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.) ; 87(2): 171-177, mar.-abr. 2021. tab, graf
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1249353

ABSTRACT

Resumo Introdução: Tumores de glândulas salivares são um grupo diversificado de lesões, com várias origens e comportamentos extremamente diferentes, resultam em distintos desfechos para os pacientes. Portanto, a necessidade de descobrir novos marcadores com a capacidade de predizer o comportamento de neoplasias de glândulas salivares benignas e malignas é crucial. O syndecan-1 é uma proteína da superfície celular com papéis significativos em vários aspectos da função tumoral. Sua expressão nas neoplasias das glândulas salivares, especialmente seu componente estromal, ainda não foi investigada. Objetivos: Avaliar a imunopositividade do syndecan-1 nos componentes epiteliais e estromais das neoplasias de glândulas salivares e compará-la entre os subtipos benigno e maligno, além de avaliar sua correlação com os parâmetros clínico-patológicos. Método: Foram corados 133 tumores de glândulas salivares imuno-histoquimicamente com syndecan-1 e a intensidade e porcentagem dessa proteína foram determinadas, comparadas entre as lesões e correlacionadas com fatores clínico-patológicos. Resultados: A análise estatística das lesões com tamanho amostral suficiente mostrou diferenças significantes em porcentagem e intensidade entre os componentes epiteliais e estromais de todos os tumores (p < 0,05). As comparações pareadas demonstraram uma porcentagem de coloração significantemente maior das células epiteliais (p = 0,02) no tumor de Warthin em comparação com o adenoma pleomórfico e o carcinoma adenoide cístico. Da mesma forma, foram observadas intensidades de coloração e/ou percentagens significantemente maiores no carcinoma mucoepidermoide e no carcinoma adenoide cístico em comparação ao adenoma pleomórfico e ao tumor de Warthin (p < 0,05). Dos fatores clinico-patológicos, houve apenas uma correlação negativa significante entre o percentual estromal de carcinoma mucoepidermoide e a idade; e uma diferença significante entre a intensidade estromal + porcentagem de carcinoma adenoide cístico e sexo (p < 0,05). Conclusões: De acordo com nossos achados, o syndecan-1 estromal se correlaciona com o comportamento maligno de tumores de glândulas salivares, demonstra uma expressão mais alta, indica um papel para o syndecan-1 na invasão e metástase tumoral.


Subject(s)
Humans , Salivary Gland Neoplasms , Carcinoma, Mucoepidermoid , Carcinoma, Adenoid Cystic , Adenoma, Pleomorphic , Syndecan-1
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL