Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 26
Filter
1.
Adv Rheumatol ; 61: 7, 2021. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1152749

ABSTRACT

Abstract Objectives: To compare the efficacy and safety of a new formulation of a fixed dose combination of glucosamine sulfate (GS; 1500 mg) and bovine chondroitin sulfate (CS; 1200 mg) versus the reference product (RP) in patients with knee osteoarthritis (OA). Methods: In this multicenter, randomized, single-blind trial, 627 patients with knee osteoarthritis (OA)—Kellgren-Lawrence grades 2 or 3 and mean score ≥ 40 mm in the WOMAC pain subscale—were randomized to receive GS/ CS or the RP for 24 weeks. The primary efficacy endpoint was the absolute change in WOMAC pain subscale score. The secondary endpoints included the following: WOMAC total and subscale scores, overall assessment of the disease by the patient and the investigator, SF-12 score, OMERACT-OARSI response rate to the treatment, and rescue medication use. Results: Mean reductions of WOMAC pain score were - 35.1 (sd = 23.2) mm in the GS/CS group and - 36.5 (sd = 24.9) mm in the RP group. The difference between the adjusted means of both treatments confirmed the noninferiority of GS/CS versus the RP. Improvement was observed in pain, stiffness, physical function and total WOMAC score, as well as in overall OA assessment by the patient and the investigator for both groups. No improvement was observed in SF-12. The rate of OMERACT-OARSI responders was 89.4% in GS/CS group and 87.9% in the RP group. Headache and changes in glucose tolerance were the most frequent treatment-related adverse events. Conclusions: The new formulation of a fixed-dose combination of glucosamine sulfate and bovine chondroitin sulfate was non-inferior to the RP in symptomatic treatment of knee OA, with a high responder rate and good tolerability profile. Trial registration: ClinicalTrials.gov; Registration number NCT02830919; Date of registration: July 13, 2016; First randomization date: December 05, 2016).(AU)


Subject(s)
Humans , Chondroitin/therapeutic use , Osteoarthritis, Knee/drug therapy , Drug Combinations , Glucosamine/therapeutic use , Single-Blind Method , Treatment Outcome
2.
Rev. bras. reumatol ; 57(supl.2): s452-s466, 2017. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-899485

ABSTRACT

Abstract Osteoporosis is the leading cause of fractures in the population older than 50 years. This silent disease affects primarily postmenopausal women and the elderly, and the morbidity and mortality rates are high. The main goal of treating osteoporosis is the prevention of fractures. The identification of populations at risk through early diagnosis and treatment is essential. The last Brazilian guideline for the treatment of postmenopausal osteoporosis was elaborated in 2002. Since then, new strategies for diagnosis and risk stratification have been developed, and drugs with novel action mechanisms have been added to the therapeutic arsenal. The Osteoporosis and Osteometabolic Diseases Committee of the Brazilian Society of Rheumatology, in conjunction with the Brazilian Medical Association and other Societies, has developed this update of the guidelines for the treatment of postmenopausal osteoporosis according to the best scientific evidence available. This update is intended for professionals in many medical and health specialties involved in the treatment of osteoporosis, for physicians in general and for health-related organizations.


Resumo A osteoporose é a principal causa de fraturas na população acima de 50 anos. É uma doença silenciosa que afeta especialmente as mulheres na pós-menopausa e idosos e tem elevada taxa de morbimortalidade. O principal objetivo do tratamento da osteoporose é a prevenção das fraturas. A identificação dessa população de risco através do diagnóstico e tratamento precoces é de fundamental importância. A última diretriz brasileira para tratamento da osteoporose em mulheres na pós-menopausa foi elaborada em 2002. Desde então foram desenvolvidas novas estratégias de diagnóstico da osteoporose, bem como fármacos com novos mecanismos de ação foram adicionados ao arsenal terapêutico. A Comissão de Osteoporose e Doenças Osteometabólicas da Sociedade Brasileira de Reumatologia em conjunto com a Associação Médica Brasileira e sociedades afins desenvolveu esta atualização da diretriz do tratamento da osteoporose em mulheres na pós-menopausa de acordo com as melhores evidências científicas disponíveis. Esta atualização é destinada aos profissionais das várias especialidades médicas e da área da saúde envolvidos no tratamento da osteoporose, médicos em geral e organizações relacionadas à saúde.


Subject(s)
Humans , Aged , Osteoporosis, Postmenopausal/diagnosis , Osteoporosis, Postmenopausal/therapy , Bone Density Conservation Agents/therapeutic use , Rheumatology , Societies, Medical , Accidental Falls/prevention & control , Brazil , Exercise , Absorptiometry, Photon , Osteoporosis, Postmenopausal/prevention & control , Middle Aged
3.
Rev. bras. reumatol ; 54(4): 326-329, Jul-Aug/2014. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-722288

ABSTRACT

A doença de Castleman (DC) é uma desordem linfoproliferativa policlonal, também conhecida como hiperplasia nodular gigante ou hiperplasia angiofolicular linfoide. Esta é uma doença rara que está frequentemente associada ao vírus da imunodeficiência humana (HIV) e ao herpes vírus 8 (HHV-8). Os achados histopatológicos encontrados na DC sugerem uma intensa resposta aos estímulos antigênicos observada em várias doenças associadas com ativação imune, como a artrite reumatoide. Um fator importante implicado na patogênese da DC é a produção autônoma da interleucina-6 (IL-6). Nessa doença, as manifestações clínicas estão relacionadas aos níveis de IL-6, e a remoção cirúrgica dos linfonodos acometidos ou a utilização de anticorpos anti-IL-6 fazem regredir os sintomas. Descrevemos um caso da DC multicêntrica em uma mulher jovem, não associada à infecção pelo vírus HHV-8 ou à imunossupressão. Uma breve revisão da literatura se segue à descrição do caso clínico.


Castleman's disease (CD) is a polyclonal lymphoproliferative disorder also known as giant nodular hyperplasia or angiofollicular lymph node hyperplasia. It is a rare disease often associated to human immunodeficiency virus (HIV) and human herpes virus 8 (HHV-8). Histopathological findings in Castleman's disease suggest an exaggerated response to antigenic stimuli seen in other diseases associated with immune activation, such as rheumatoid arthritis. An important aspect of its pathogenesis is the autonomous production of interleukin-6 (IL-6). In this disease, the clinical manifestations are associated to IL-6 serum levels, and surgical removal of the compromised lymph nodes or use of anti-IL-6 antibodies can slow down the symptoms. We describe a multicentric Castleman's disease in a young woman not associated to HHV-8 virus infection or immunosuppression. A short review of the literature follows the description of this clinical case.


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Castleman Disease/diagnosis , HIV-1 , Herpesvirus 8, Human
4.
Nutrire Rev. Soc. Bras. Aliment. Nutr ; 33(3): 17-30, dez. 2008. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-502285

ABSTRACT

Rheumatoid Arthritis (RA) is a chronic infl ammatory autoimmune diseasewith a prevalence rate of 1% in the overall population. Some nutrientsmay be involved in RA, the most important ones being monounsaturatedand polyunsaturated fatty acids, besides antioxidants. The purpose of thepresent study was to evaluate the dietary intakes and the body composition of 83 women with RA. To evaluate the body composition in terms of body fat and lean mass, the dual photon x-ray absorptionmeter (DXA) was used. The nutrient intakes were evaluated by a validated Food Frequency Questionnaire. The nutrients were calculated through Dietsys software. Biochemical analysis consisted of protein C reactive (PCR) and rheumatoid factor (RF). For statistical analysis, the patients were divided into three groups (remission/light, moderate and intense) according to the scores of DAS 28 disease activity. Most of the patients demonstrated high levels of total body fat. The mean energy and macronutrient intakes were similar between groups. As an average, patients with intense disease activity presented high levels of PCR and FR. A negative correlation was observed between the intake of -9 polyunsaturated fatty acids (PUFAs) and disease activity.This study emphasizes the inadequate nutritional intake in patients withRA. Moreover, the results of the present study point out the evidences that-9 PUFAs associate negatively with the infl ammatory status, indicating apossible protective effect in AR.


La artritis reumatoide (AR) es una enfermedad inflamatoria crónica, sistémica e autoinmune, con prevalencia de 1% en la población.Algunos nutrientes pueden tener relación con la AR, entre ellos se destacan los ácidos grasos mono y poliinsaturados y los antioxidantes. El objetivo de este estudio fue evaluar la ingesta alimentaria y la composición corporal de mujeres con AR. El estudio fue conducido con 83 mujeres. Para el análisis de la composición corporal fue utilizada la densitometría ósea de cuerpo entero, que informa también la cantidad y distribución de grasa corporal. La ingesta alimentaria fue evaluada por medio de un cuestionario de frecuencia de consumo y los nutrientes fueron calculados usando el software Dietsys. Los análisis bioquímicos realizados fueron: proteína C reactiva y factor reumatoide. Para la análisis estadística (software SPSS v12.0). Las pacientes fueron divididas en tres grupos (remisión/leve, moderada y intensa) de acuerdo con la actividad de la enfermedad con base en la prueba del DAS 28. La mayoría de las pacientes presentó niveles elevados de grasa corporal. En media la ingesta calórica y de macronutrientes fue semejante entre las pacientes. El grupo con actividad intensa de la enfermedad presentó mayores niveles de PCR y FR. La correlación entre -9 y actividad de la enfermedad fue negativa. El estudio demostró inadecuación de la ingesta alimentaria en portadores de AR, además estos resultados refuerzan las evidencias que se encuentran en la literatura de que el -9 se asocia negativamente con el estado inflamatorio, insinuando un posible efecto protector en AR.


A artrite reumatóide (AR) é uma doença autoimune inflamatória sistêmica crônica, com prevalência de 1% na população geral. Alguns nutrientes podem estar envolvidos na AR e dentre eles destacam-se: os ácidos graxos monoinsaturados e poliinsaturados, além dos antioxidantes. O objetivo do presente estudo foi avaliar a ingestão alimentar e a composição corporal em mulheres com AR. O estudo foi conduzido em 83 mulheres. Para avaliação da composição corporal empregou-se a densitometria de corpo total, avaliando-se a gordura corporal total. A avaliação alimentar foi realizada por questionário de freqüência alimentar, sendo os nutrientes calculados no software Dietsys. A análise bioquímica constou de: proteína C reativa (PCR) e fator reumatóide (FR). Para as análises estatísticas (software SPSS versão 12.0), as pacientes foram divididas em três grupos (remissão/leve, moderada e intensa) de acordo com a atividade da doença pelos scores do DAS28. A maioria das pacientes apresentou níveis elevados de gordura corporal. Em média a ingestão calórica e de macronutrientes foi semelhante entre as pacientes. Os pacientes com atividade intensa da doença apresentaram maiores níveis de PCR e FR. Houve correlação negativa entre -9 com a atividade da doença. Através do presente estudo, demonstramos inadequações na ingestão alimentar de pacientes com artrite reumatóide. Além disso, os resultados do estudo reforçam as evidências encontradas na literatura de que os ácidos graxos -9 se associam negativamente com o estado inflamatório, mostrando um possível efeito protetor na AR.


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Antioxidants , Arthritis, Rheumatoid/prevention & control , Fatty Acids , Body Composition , Eating
5.
Säo Paulo med. j ; 124(5): 267-270, Sept. 2006. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-440162

ABSTRACT

CONTEXT AND OBJECTIVE: Osteoporosis and fragility fractures are an important public health problem. Although bone loss occurs with age universally, the incidence of bone loss fractures varies greatly between racial groups. The aim of this study was to examine the relationship between calcium, protein and energy intake and the bone mineral density of the femoral neck in Brazilian black and white men. DESIGN AND SETTING: This was a cross-sectional study, carried out in a teaching hospital in São Paulo. METHODS: The participants were 277 volunteer men, aged 50 years or older. The bone mineral density of the femoral neck (FNBMD) was measured by dual energy x-ray absorptiometry. The relationship between FNBMD and calcium, protein and energy intake, as assessed by a three-day food record, was analyzed using multiple linear regression models and was adjusted for age, height, physical activity and education level. The analysis was stratified by race (white and black). RESULTS: FNBMD presented similar means in the two racial groups (p = 0.538). Protein and energy intake did not show a significant correlation with FNBMD, either in the white or in the black population. Calcium intake showed a strong and independent correlation with FNBMD in the black men (partial r = 0.42). CONCLUSION: Calcium intake was a determinant of FNBMD for black men, aged 50 years or older, but not for the white ones.


CONTEXTO E OBJETIVO: Osteoporose é um importante problema de saúde pública. Embora a perda de massa óssea ocorra universalmente com a idade, a incidência de fraturas por fragilidade óssea varia largamente entre grupos raciais. O objetivo foi examinar a relação entre o consumo de cálcio, proteína e energia e a densidade mineral óssea (DMO) do colo do fêmur em uma população de homens brasileiros brancos e negros. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal, realizado em um hospital escola em São Paulo. MÉTODOS: Foram recrutados 277 homens voluntários, com 50 anos ou mais. DMO do colo do fêmur foi medida com um densitômetro de dupla emissão de raios-X. Os consumos de cálcio, proteína e energia foram avaliados pelo método de registro de três dias de consumo de alimentos. Foi analisada a relação entre DMO do colo do fêmur e os consumo de cálcio, proteína e energia, utilizando modelos de regressão linear múltipla, estratificados por raça branca e negra e ajustados por idade, altura, atividade física e escolaridade. RESULTADOS: DMO do colo do fêmur apresentou média semelhante nos dois grupos raciais (p = 0,538). Os consumos de proteína e energia não foram correlacionados com a DMO do colo do fêmur, tanto para os indivíduos da raça branca como da negra. Já o consumo de cálcio teve correlação forte e independente com a DMO do colo do fêmur nos homens negros (r parcial = 0,42). CONCLUSÃO: Concluímos que o consumo de cálcio foi um determinante da DMO do colo do fêmur destes homens negros brasileiros com idade maior ou igual a 50 anos, mas não para os homens brancos estudados.


Subject(s)
Humans , Male , Middle Aged , Bone Density/physiology , Calcium, Dietary/administration & dosage , Dietary Proteins/administration & dosage , Energy Intake/physiology , Femur Neck/physiology , African Continental Ancestry Group , Age Factors , Body Weights and Measures , Brazil , Cross-Sectional Studies , European Continental Ancestry Group , Linear Models , Motor Activity , Socioeconomic Factors
6.
Rev. saúde pública ; 38(2): 307-314, abr. 2004. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-358008

ABSTRACT

OBJETIVO: Descrever a metodologia de avaliação da atividade física habitual, utilizanda em uma pesquisa em população masculina, por meio de um questionário já validado. MÉTODOS: O questionário de atividade física habitual de Baecke, traduzido para a língua portuguesa e, a seguir, foi realizado o back translation. Em sua versão final o questionário foi aplicado em estudo epidemiológico transversal, realizado com 326 homens com idade igual ou superior a 50 anos. A consistência interna entre as questões foi analisada pelo a de Cronbach e foram calculados os coeficientes de correlação de Spearman entre os escores de atividade física habitual, bem como os coeficientes de correlação parcial, ajustados por idade, índice de massa corporal e escolaridade. RESULTADOS: A consistência interna mostrou-se satisfatória nas magnitudes de atividade física ocupacional e exercícios físicos no lazer. Foram obtidas correlações significativas entre todos os escores de atividades físicas com o escore total de atividade física habitual, independente da idade, escolaridade e índice de massa corporal. CONCLUSÕES: O questionário Baecke mostrou-se um instrumento prático para avaliar a atividade física habitual, aliando rapidez na aplicabilidade e facilidade no entendimento para as respostas, sendo indicado para estudos epidemiológicos no Brasil.


Subject(s)
/methods , Exercise , Surveys and Questionnaires , Bone Density , Health of the Elderly
7.
Rev. bras. reumatol ; 43(1): 62-68, jan.-fev. 2003. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-356395

ABSTRACT

A doença de Kikuchi-Fujimoto (DKF) é uma entidade rara, de caráter sistêmico que acomete principalmente mulheres em idade fértil. Manifesta-se clinicamente como linfadenopatia febril e dolorosa, usualmente em região cervical. Apresenta, geralmente, um curso autolimitado, embora existam relatos de evolução para doenças de fundo imunológico, em especial o lúpus eritematoso sistêmico (LES). Apresentamos três casos de DKF com dados clínicos e histopatológicos, sendo que se manifestou junto com LES, outro teve remissão espontânea e o terceiro apresentou manifestações sistêmicas mais graves, com acometimento hepático, e só entrou em remissão após corticoterapia. Discutimos as características clínicas, histopatológicas, etiológicas bem como o tratamento desta entidade. Enfatizamos, ainda, um acompanhamento contínuo desses pacientes, haja visto a possibilidade de acometimento sistêmico grave ou evolução para doença autoimune.


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Herpesvirus 4, Human , Histiocytic Necrotizing Lymphadenitis/complications , Histiocytic Necrotizing Lymphadenitis/etiology , Histiocytic Necrotizing Lymphadenitis/therapy , Lupus Erythematosus, Systemic/complications
8.
Rev. bras. reumatol ; 42(6): 343-354, nov.-dez. 2002. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-386657

ABSTRACT

Objetivo: estabelecer diretrizes para o diagnóstico precoce, prevenção e tratamento da osteoporose. Métodos: representantes das diferentes especialidades que estudam e trabalham com os diferentes aspectos da osteoporose participaram deste consenso, no qual estabeleceram estas diretrizes baseados em uma revisão sistemática da literatura buscando evidências científicas consistentes. Os trabalhos foram selecionados pela sua metodologia, desenho, medidas adequadas e validade dos resultados contemplando procedimentos diagnósticos, preventivos e terapêuticos. Resultados: Após extensa discussão os participantes produziram um texto básico sujeito a correções posteriores, e revisões até a aprovação final


Subject(s)
Guidelines as Topic , Osteoporosis
9.
Rev. bras. epidemiol ; 4(2): 105-113, ago. 2001. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-317134

ABSTRACT

O objetivo deste estudo foi verificar os fatores associados à prática de exercícios físicos em homens adultos e idosos residentes na grande Säo Paulo. O estudo foi transversal e a populaçäo constou de 326 homens voluntários, avaliados no Hospital Heliópolis em Säo Paulo. As variáveis de estudo foram a prática de exercícios físicos (PEP dos últimos 12 meses (variável dependente), e idade, nível de escolaridade, prática de exercícios físicos no período de 10 e 30 anos, cor da pele, estado civil, tabagismo, ingestäo de bebidas alcoólicas, ocupaçäo e índice de massa corporal foram as variáveis independentes. A análise univariada foi realizada através do teste de x2 e regressäo logística simples e a análise conjunta através de regressäo logística múltipla. A variável que melhor explicou a PEF foi o nível de escolaridade. Depois do ajuste por tabagismo, idade e IMC, os homens com ensino fundamental e médio completos mostraram maior chance de PEF (OR=4,56; IC95por cento=1,66-12,50), o mesmo acontecendo com homens com ensino superior (OR=8,39;IC95 por cento=1,83-38,42), quando comparados com homens com escolaridade até ensino fundamental incompleto. Estes resultados säo importantes para as políticas públicas de implantaçäo e implementaçäo de programas de exercícios físicos, mostrando ser de fundamental importância programas que objetivem atingir a populaçäo masculina de adultos e idosos com baixa escolaridade na grande Säo Paulo


Subject(s)
Humans , Male , Adult , Aged , Adult Health , Exercise , Health Education , Health of the Elderly , Educational Status
10.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 5(1): 22-34, 2000. ilus, tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-316036

ABSTRACT

Verificar a correlaçäo entre atividade física habitual (AFH) ao longo da vida e a densidade mineral óssea (DMO) em homens adultos e idosos. Métodos: Foram analisados 326 homens com idade igual ou superior a 50 anos, voluntários, residentes na grande Säo Paulo. Os dados de DMO foram coletados através de desintometria óssea da regiäo do colo do fêmur e expressa em gramas por centímetro ao quadrado. Os dados de AFH foram coletados através de questionários com questöes referentes a prática de exercícios físicos, atividades fisicas de lazer e atividades físicas ocupacionais nos períodos de 10 a 20 anos, de 21 a 30 anos, de 31 a 50 anos e dos últimos 12 meses e atividades físicas de locomoçäo dos últimos 12 meses e extressos em escores. As médias de AFH durante a vida foram comparadas atrrvés da análise de variância a um fator, sendo que as múltiplas comparaçöes foram feitas utilizando o teste HSD-Tukey. A correlaçäo entre as variáveis foi realizada através do coeficiente de Spearman e a análise conjunta entre AFH e DMO foi realizada por meio de regressäo linear múltipla ajustada por idade e índice de massa corporal (IMC). Resultados: As variáveis independentes que melhor explicam a variaçäo da DMA do colo do fêmur foram os exrecícios e atividades f1sicas de lazer de 10 a 20 anos, as atividades f1sicas de locomoçäo e as atividades físicas ocupacionais dos últimos 12 meses, mesmo após o ajuste para idade e IMC. Conclusäo: Os exercícios físicos e atividades físicas de lazer praticados na adolescência e as atividades físicas de locomoçäo do cotidiano podem contribuir para aumento e preservaçäo da DMO de hommens adultos e idosos brasileiros.(au)


Subject(s)
Humans , Male , Adult , Aged , Physical Fitness/physiology , Bone Density
11.
Rev. bras. reumatol ; 39(4): 191-4, jul.-ago. 1999. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-270370

ABSTRACT

Objetivo: Discutir a esplenectomia como tratamento da plaquetopenia auto-imune refratária, no lúpus eritematoso sistêmico (LES) e na síndrome do anticorpo antifosfolípide (SAF) primária. Ainda, apresentar a experiência dos autores com relação a esse procedimento, comparando com os dados de literatura. Material e métodos: Quatro pacientes (3 LES e 1 SAF) foram acompanhados, clínica e laboratorialmente, após esplenectomia por plaquetopenia auto-imune refratária no Serviço de Reumatologia do Hospital Heliópolis de São Paulo. Observou-se a contagem de plaquetas um, seis e 12 meses após o ato cirúrgico. Considerou-se remissão completa (RC) quando a contagem de plaquetas subiu acima de 150.000/mm cúbicos e remissão parcial (RP) quando a mesma atingiu entre 100.000 e 150.000/mm cúbicos. Remissão prolongada (RPr) foi definida quando esses números persistiram por mais de seis meses após a cirurgia. Os pacientes foram acompanhados clínica e laboratorialmente a cada mês até o sexto mês pós-esplenectomia e, a partir daí, a cada dois meses. Resultados: Os 4 casos apresentaram RC; em 3 pacientes (2 LES e 1 SAF) essa remissão se prolongou por mais de seis meses (RPr). Um dos casos de LES apresentou RC, porém só há os valores de plaquetas até o terceiro mês pós-cirurgia. Não houve exacerbação da doença, como um todo, após o procedimento. A dose média de corticosteróides pôde ser reduzida e não houve complicações consequentes à cirurgia. Conclusão: Embora os corticosteróides sejam, ainda, a primeira escolha de tratamento, a esplenectomia continua sendo uma opção terapêutica útil e segura nos casos de trombocitopenia auto-imune grave e refratária no LES e parece ter a mesma utilidade nos casos de SAF primária


Subject(s)
Antibodies , Lupus Erythematosus, Systemic , Splenectomy
12.
Rev. bras. reumatol ; 37(5): 275-81, set.-out. 1997. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-210178

ABSTRACT

Em anos recentes, tem sido demonstrado crescente interesse pela inclusäo de instrumentos de avaliaçäo da qualidade de vida em protocolos de estudo, como forma de avaliaçäo multidimensional de pacientes com artrite. Esses instrumentos têm-se mostrado úteis em ampla variedade de aplicaçöes, como, por exemplo, em estudos epidemiológicos, na avaliaçäo da incapacidade para o trabalho e na detecçäo de alteraçöes clínicas durante ensaios terapêuticos. A finalidade deste artigo de revisäo é apresentar alguns dos vários instrumentos ou questionários existentes na literatura para avaliaçäo da qualidade de vida em pacientes com artrite, em especial para artrite reumatóide, abordando sua importância, suas principais características e sua aplicabilidade tanto em ensaios clínicos quanto na prática clínica. Apresentamos também algumas consideraçöes metodológicas para analisar o conteúdo de tais instrumentos e destacarmos a necessidade de avaliaçäo sistemática de traduçäo e adaptaçäo cultural quando existe o interesse em sua utilizaçäo por vários países cujos idiomas diferem daqueles do instrumento original


Subject(s)
Arthritis, Rheumatoid , Quality of Life , Surveys and Questionnaires
13.
Folha méd ; 101(4): 267-70, out. 1990. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-189107

ABSTRACT

É descrito um caso de osteoporose numa mulher de 58 anos, tratada com calcitonina de salmäo, cálcio e flúor pelo período de um ano. A densiometria óssea realizada antes e após o tratamento revelou ganhos de massa óssea de 8,2 por cento para a coluna lombar, 4,5 por cento para o colo do fêmur, 9 por cento para o trocanter maior e 10,5 por cento para o triângulo de Ward


Subject(s)
Humans , Female , Middle Aged , Calcitonin/therapeutic use , Calcium/therapeutic use , Bone Density , Fluorine/therapeutic use , Osteoporosis/drug therapy
15.
Arq. bras. med ; 62(1): 59-64, jan.-fev. 1988. tab, ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-52908

ABSTRACT

Foi estudada a eficácia e tolerabilidade de um novo agente mioespasmolítico, a tizanidina, no tratamento da lombalgia aguda em componentes da força de trabalho. O estudo foi multicêntrico com esquema terapêutico de 2 mg cada oito horas e os resultados indicaram que a tizanidina é um agente eficaz na terapêutica da lombalgia, com excelente tolerabilidade pela análise da metodologia estatística empregada. Trata-se da maior casuística de emprego da tizanidina em lombalgia em estudo desta natureza até agora na literatura médica


Subject(s)
Adolescent , Adult , Middle Aged , Humans , Male , Female , Clonidine/therapeutic use , Low Back Pain/drug therapy
16.
Rev. bras. clín. ter ; 17(1/2): 43-8, jan.-fev. 1988. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-47640

ABSTRACT

No presente estudo multicêntrico, duplo-cego, randomizado, os autores compararam a eficácia e a tolerabilidade da acemetacina e da indometacina, no tratamento das bursites, tendinites e epicondilites. O estudo envolveu um total de 110 pacientes tratados durante um período de 7 dias, com 60 mg de acemetacina ou 50 mg de indometacina, 3 vezes ao dia. A eficácia terapêutica de ambas as drogas foi semelhante. Entretanto, a incidência de efeitos colaterais foi significativamente menor no grupo acemetacina em relaçäo ao grupo indometacina. Neste último, a intensidade dos efeitos colaterais foi mais freqüentemente moderada e grave que no grupo acemetacina. Os autores concluem que a acemetacina é uma boa opçäo para o controle das patologias extra-articulares por sua boa eficácia terapêutica e sua menor incidênia de efeitos colaterais


Subject(s)
Child, Preschool , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Humans , Male , Female , Indomethacin/analogs & derivatives , Indomethacin/therapeutic use , Joint Diseases/drug therapy , Clinical Trials as Topic , Double-Blind Method
17.
Rev. paul. med ; 105(6): 299-300, nov.-dez. 1987.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-55972

Subject(s)
Osteoporosis
18.
Rev. paul. med ; 105(5): 289-93, set.-out. 1987. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-47051

ABSTRACT

Os autores analisam retrospectivamente 19 pacientes com lúpus eritematoso sistêmico e envolvimento neurológico, acompanhados, acompanhados durante período de dez anos. As principais manifestaçöes neurológicas incluíram a síndrome cerebral orgânica com psicose e convulsöes. Em sua maioria, os pacientes foram tratados com corticosteróide oral em altas doses, com efeitos benéficos. Nos casos de mielite transversa e mononeurite múltipla, que apresentavam maior risco de vida e/ou potencial sério de seqüelas funcionais, foi instituída terapia com infusäo endovenosa de metilprednisolona, acompanhada ou näo de imunossupressores


Subject(s)
Child , Adolescent , Adult , Humans , Male , Female , Adrenal Cortex Hormones/administration & dosage , Lupus Erythematosus, Systemic/complications , Neurologic Manifestations , Psychotic Disorders/complications , Seizures/complications
20.
Folha méd ; 95(1): 43-6, jul. 1987. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-42588

ABSTRACT

Foi realizado um estudo aberto, näo comparativo, para avaliar a eficácia do Misoprostol (prostaglandina E1) no tratamento de 29 pacientes portadores de sintomatologia do trato gastrintestinal superior produzida por Cetoprofeno no tratamento da artrite reumatóide. O estudo foi previsto para um período máximo de oito semanas com avaliaçöes clínicas ao final da 2ª, 4ª e 8ª semanas. Na 2ª semana de tratamento, 27(93,1%) dos pacientes referiram diminuiçäo acentuada ou ausência dos sintomas gastrintestinais, mostrando um efeito rápido e eficiente do Misoprostol administrado 200mcg, três vezes ao dia, em "co-uso" com Cetoprofeno. Apenas seis pacientes tiveram efeitos colaterais, sendo diarréia o relato mais freqüente, que cedeu sem a interrupçäo do Misoprostol


Subject(s)
Adult , Middle Aged , Humans , Male , Female , Alprostadil/analogs & derivatives , Arthritis, Rheumatoid/drug therapy , Intestinal Mucosa/drug effects , Ketoprofen/therapeutic use , Gastric Mucosa/drug effects
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL