Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 47
Filter
1.
Rev. APS ; 25(1): 107-119, 25/07/2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1393496

ABSTRACT

O Brasil convive com grande número de pessoas em situação de rua, e esses indivíduos têm, na prática, direitos básicos limitados, a despeito da existência da Política Nacional para População em Situação de Rua desde 2014. A condição de vulnerabilidade em que vivem aumenta os riscos sanitários a que estão expostos. Muitas vezes, esses indivíduos, acompanhando uma tendência da sociedade contemporânea, têm em sua companhia animais domésticos, como os cães. Desse modo, o objetivo do presente trabalho foi buscar entender essa relação entre os indivíduos em situação de rua e seus cães. Trata-se de um trabalho desenvolvido com metodologia qualitativa, exploratória e descritiva, em que foram utilizadas entrevistas semiestruturadas. Os resultados encontrados denotam a importância que os cães têm para os indivíduos em situação de rua, que envolve a melhoria da segurança, da autoestima, da estabilidade emocional e da responsabilização, além da afetividade. Desse modo, pode-se concluir que essa relação pode ser o primeiro passo para a reinserção desses indivíduos na sociedade, que até então não os vê, ou os vê de maneira estigmatizada e pejorativa.


Brazil coexists with a great number of homeless people and these individuals have, effectively, limitedbasic rights, despite de existence of the National Policy for the Homeless People since 2014.Thevulnerable condition they live in increases the sanitary risks to which they are exposed. Many times theseindividuals have in their company domestic pets like dogs. In this way, the objective of this project was toestablish an understanding of the relationship between these individuals and their dogs. This project wasdeveloped with a qualitative, exploratory and descriptive methodology in which were used semi-structured interviews. The results found indicate the importance the dogs have for these individuals, whichinvolves improvement in security, self-esteem, emotional stability, as well as affection. Therefore, it canbe concluded thatthis relationship can be the first step to the reinsertion of these individuals in society,that until now does not see them, or sees them in a stigmatized and pejorative manner.


Subject(s)
Homeless Persons , Pets
2.
Nursing (Säo Paulo) ; 25(289): 7918-7929, jun.2022.
Article in English, Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1379590

ABSTRACT

Objetivo: descrever como as mulheres em situação de rua vivenciam o machismo estrutural. Método: trata-se de uma revisão integrativa da literatura utilizando o fluxograma PRISMA. A busca foi realizada no período de 2018 a 2022, nas bases de dados, SCIELO, LILACS e BDENF, sendo selecionado 09 artigos. Para a pergunta norteadora, utilizou-se a estratégia PICO e, para análise dos resultados foram elaborados 03 eixos temáticos para síntese de conteúdo. Resultados: A análise dividiu-se e, 03 (três) categorias: Por quê essas mulheres foram morar na rua; Os ambientes em que essas mulheres são encontradas com maior frequência e a Vulnerabilidades das mulheres em situação de rua relacionadas ao machismo. Conclusão: conclui-se que a população de mulheres em situação de rua apresenta uma realidade distante da desejada, demonstra muitas vezes precarização social e no acesso à saúde.(AU)


Objective: the objective was to describe how homeless women experience structural machismo, Method: this is an integrative literature review using the PRISMA flowchart. The search was carried out from 2018 to 2022, in the databases, SCIELO, LILACS and BDENF. For the guiding question, the PICO strategy was used and, for analysis of the results, 03 thematic axes were elaborated for content synthesis.Results: The analysis was divided into 03 (three) categories: Why did these women live on the street; The environments in which these women are most often found and the Vulnerability of homeless women related to machismo.Conclusion: the population of homeless women presents a reality that is far from the desired, often demonstrating social precariousness and access to health street situation.(AU)


Objetivo: el objetivo fue describir cómo las mujeres que no tienen donde vivir viven el machismo estructural. Método: Esta es una revisión integradora de la literatura utilizando el diagrama de flujo PRISMA. La búsqueda se llevó a cabo de 2018 a 2022, en las bases de datos, SCIELO, LILACS y BDENF. Para la pregunta orientadora, se utilizó la estrategia PICO y, para análisis de resultados, se elaboraron 03 ejes temáticos para la síntesis de contenidos.Resultados: El análisis se dividió en 03 (tres) categorías: Por qué estas mujeres se fueron a vivir a la calle; Los entornos en los que se encuentran más a menudo estas mujeres y las vulnerabilidades de las mujeres sin hogar relacionadas con el machismo.Conclusión: La población de mujeres sin hogar presenta una realidad lejos de la deseada, a menudo demuestra precariedad social y acceso a la salud.(AU)


Subject(s)
Women , Homeless Persons , Women's Health , Violence Against Women
3.
Ciênc. Saúde Colet ; 27(1): 133-150, jan. 2022. tab, graf
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1356049

ABSTRACT

Resumo O Housing First (HF) tem se difundido no cenário internacional como uma intervenção baseada em evidência para superar a situação de rua entre pessoas com agravos de saúde mental. No Brasil, o HF tem sido adotado como referência no desenvolvimento de iniciativas voltadas para pessoas em situação de rua que fazem uso prejudicial de drogas. Estudos apontam a necessidade de maior compreensão da dinâmica implantação do modelo HF em diferentes cenários. De tal modo, utilizando o método de revisão de literatura, analisamos os fatores que facilitam e dificultam a implantação do HF. Foram selecionados 68 artigos, publicados entre 2003 e 2020, nas bases PubMed, Scopus, PsychoINFO, Embase, Lilacs e Scielo. Identificamos fatores em quatro dimensões: características da intervenção, contexto de implantação, aspectos institucionais e processo de implantação. A indisponibilidade de habitações, a falta de coordenação dos serviços necessários aos moradores e a resistência dos agentes implantadores aos princípios do HF são fatores que dificultam a implantação. Por sua vez, agentes com valores, atitudes e competências convergentes ao modelo e educação permanente aparecem como facilitadores. Apontamos a necessidade de se compreender e favorecer o processo de integração do HF aos sistemas de proteção social existentes.


Abstract Housing First (HF) has spread on the international scene as an evidence-based intervention to overcome homelessness among people with mental health problems. In Brazil, the HF has been adopted as a reference in the development of initiatives geared to people living in the streets who make harmful use of drugs. Studies point to the need for greater understanding of the dynamics of implementation in different settings. Thus, using the literature review method, we analyzed the factors that facilitate and hinder the implementation of HF. Sixty-eight papers published from 2003 to 2020 were selected from the PubMed, Scopus, PsychoINFO, Embase, Lilacs, and Scielo databases. We identified factors in four dimensions: intervention characteristics, implementation context, institutional aspects, and implementation process. The unavailability of housing, the lack of coordination of the services needed by residents, and the resistance of implementing agents to the HF principles are factors that hinder the implementation. In turn, agents with values, attitudes, and skills converging with the model and continuing education appear as facilitators. We point out the need to understand and favor the HF integration process in the existing social protection systems.


Subject(s)
Humans , Homeless Persons , Substance-Related Disorders , Social Problems , Brazil , Housing
4.
Ciênc. Saúde Colet ; 27(1): 151-160, jan. 2022.
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1356024

ABSTRACT

Resumo Representações sociais históricas sobre estigma e preconceito relacionado à População em Situação de Rua (PSR) provocam sofrimento psíquico, sentimento de vergonha, afastamento das relações familiares e sociais. Esse artigo objetivou entender como a PSR e os profissionais de saúde percebem, reproduzem, elaboram e lidam as representações produzidas por suas condições sociais. Pesquisa qualitativa, que envolve Observação Participante; Entrevistas com 24 PSR e Grupo Focal com profissionais dos serviços que prestam cuidado à PSR. O estudo foi realizado no município do Rio de Janeiro em local onde o uso do crack tem prevalência importante. Análise foi realizada pelo método da narrativa fenomenológica. O estereótipo provoca uma autoimagem de pessoa indigna, indesejada, que justifica discriminações cotidianas e, sobretudo, a perda da condição mais importante de todos os seres: sua condição humana, além de legitimar desassistência e violência contra elas. Aprofundar as relações entre preconceitos e discriminações em contexto de população vulnerável e serviços de saúde, pode auxiliar projetos terapêuticos que promovam diminuição do sofrimento psíquico, melhor assistência e reconhecimento social de cidadania da PSR.


Abstract Historical, social representations about stigma and prejudice related to unhoused people cause psychological distress, feeling of shame, and withdrawal from family and social relationships. This paper aimed to understand how unhoused people and health professionals perceive, reproduce, elaborate, and address the representations produced by their social conditions. This qualitative research employed participant observation, interviews with 24 unhoused people, and a focus group with professionals from the services providing care to the unhoused people. The study was conducted in Rio de Janeiro, Brazil, where crack use is very prevalent. An analysis was performed using the phenomenological narrative method. Stereotyping conjures the self-image of an unworthy, unwanted person, which justifies daily discrimination and, above all, the loss of the most critical condition of all beings, namely, their human condition, besides legitimizing the lack of care and violence against them. Deepening the relationship between prejudice and discrimination in the context of vulnerable populations and health services can assist therapeutic projects that promote the reduction of psychological distress, better care, and social recognition of citizenship of the unhoused people.


Subject(s)
Humans , Homeless Persons , Community Participation , Prejudice , Stereotyping , Brazil , Social Stigma , Health Services Accessibility
5.
Interface (Botucatu, Online) ; 26: e220057, 2022.
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1385942

ABSTRACT

Este artigo toma as manifestações de violência em um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas de Salvador, Bahia, Brasil, como analisadoras da produção do cuidado com as pessoas em situação de rua usuárias desse serviço. Utilizou-se a abordagem qualitativa, em uma perspectiva cartográfica, seguindo pistas que apareceram no acompanhamento do serviço por um semestre, registradas em diário cartográfico, e em quatro encontros mensais com a equipe para discussão sobre cenas de violência. Os resultados apontam para deslocamentos do sentido sobre a violência como desdobramento natural da vulnerabilidade e do uso de drogas, tornando visíveis outros elementos envolvidos na sua produção, como os racismos estrutural e institucional vividos por essas pessoas. Reforçam a necessidade de estratégias de educação permanente que tomem as violências e o racismo nos serviços de saúde como matéria-prima da formação dos trabalhadores de saúde.(AU)


Esta artículo toma las manifestaciones de violencia en un Centro de Atención Psicosocial, Alcohol y otras Drogas de Salvador, Bahia, Brasil, como analizadoras de la producción del cuidado con las personas que viven en la calle usuarias de ese servicio. Utilizó un abordaje cualitativo, en una perspectiva cartográfica, siguiendo pistas que aparecieron en el acompañamiento del servicio durante un semestre, registradas en diario cartográfico y en cuatro encuentros mensuales con el equipo para discusión sobre escenas de violencia. Los resultados señalan desplazamientos del sentido sobre la violencia como desdoblamiento natural de la vulnerabilidad y del uso de drogas, haciendo visibles otros elementos envueltos en su producción, como los racismos estructural e institucional vividos por esas personas. Refuerzan la necesidad de estrategias de educación permanente que tomen las violencias y el racismo en los servicios de salud como materia prima de la formación de los trabajadores de la salud.(AU)


This study takes the manifestations of violence in a Psychosocial Care Center for Alcohol and Other Drugs in Salvador, Bahia, Brazil, as analyzers of the production of care for homeless people who use this service. It used a qualitative approach in a cartographic perspective, following clues which appeared in the monitoring of the service for a semester, recorded in a cartographic diary, and in four monthly meetings with the service care team to discuss scenes of violence. Results point to a shift in the view of violence as a natural unfolding of vulnerability and drug use, making visible other elements involved in its production, such as the structural and institutional racism experienced by these people. They reinforce the need for permanent education strategies which take violence and racism in health services as raw material for the training of health workers.(AU)

6.
Cad. saúde colet., (Rio J.) ; 29(4): 518-527, out.-dez. 2021. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1360329

ABSTRACT

Resumo Introdução As sociedades de consumo vêm produzindo enormes desigualdades sociais, o que contribuiu para que uma parcela da população passasse a viver nas ruas. Dentre as diversas necessidades das pessoas em situação de rua, problemas relacionados à saúde bucal estão entre os mais frequentes. Objetivo Demonstrar a percepção de profissionais de saúde sobre as ações de atenção à saúde bucal orientadas a essa população nas três capitais da Região Sul do Brasil. Método Estudo qualitativo, transversal e exploratório. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 16 profissionais de saúde, cujos dados foram analisados por meio da técnica da Análise de Conteúdo. Resultados Cada uma das capitais investigadas atua distintamente na organização e provimento da atenção à saúde bucal para a população em situação de rua. Suas limitações estão relacionadas à ausência de profissionais da área atendendo essa população, à insuficiente sensibilização desses frente às especificidades que têm, e ao limitado entendimento do processo saúde-doença no contexto do viver na rua. Conclusão Predominam as ofertas de serviços odontológicos curativos, sendo necessários investimentos no preparo dos profissionais de saúde bucal a fim de dar respostas qualificadas às necessidades dessa população.


Abstract Background Consumer societies have been producing enormous social inequalities, which have contributed to a portion of the population living on the streets. Among the several needs of homeless people, problems related to oral health are the most prevalent ones. Objective To demonstrate the perception of health professionals concerning oral health care actions aimed at people experiencing homelessness in the three capitals of southern Brazil. Method Cross-sectional, exploratory study with a qualitative approach. Semi-structured interviews were conducted with 16 health professionals, and the data was analyzed using Content Analysis technique. Results Each city investigated has a distinct approach to the organization and provision of oral health care to the homeless population. Their limitations to provide oral health care to this population involve the absence of oral health professionals working with them, the professionals' lack of awareness of this population's specificities and limited understating of the health-disease process regarding living on the streets. Conclusion Oral health care actions are focused on curative care services. Therefore, investments are required on the development of health professionals' qualification, aiming to provide qualified responses to the needs of homeless people.

7.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1352948

ABSTRACT

2021.176470Introdução: o Consultório na Rua é uma estratégia da Atenção Básica no Sistema Único de Saúde (SUS), que tem como finalidade promover o cuidado às pessoas em situação de rua, sendo o serviço de referência sanitária para esta população. Através de ações que permitam a construção do vínculo de confiança, os profissionais promovem cuidado e assistência de saúde às demandas dos usuários. Objetivo: descrever as experiências, histórias e sentimentos vivenciados pelos profissionais do Consultório na Rua de Maceió-AL. Métodos: trata-se de estudo descritivo-exploratório, com abordagem qualitativa, realizado com 13 profissionais do Consultório na Rua de Maceió, cuja produção de dados ocorreu no período de outubro a dezembro de 2018, através da técnica da entrevista semiestruturada e dos registros em diário de campo. Os dados foram analisados pela técnica da Análise de Conteúdo, na modalidade temática, e discutidos à luz da literatura sobre a temática do Consultório na Rua. Resultados: a partir das entrevistas com os profissionais emergiram as seguintes temáticas: 1) experiências únicas; 2) histórias que marcam; e 3) sentimentos que transformam. Conclusão: pode-se concluir que o Consultório na Rua se mostra como um trabalho que gera ricas experiências e sentimentos para os profissionais, e que permite que os profissionais conheçam as histórias de vida dessa população ao mesmo tempo em que são afetados nesse processo. (AU)


Introduction: The Street Office is a Primary Care strategy in the Unified Health System (SUS), which aims to promote care for homeless people, being the health reference service for this population. Through actions that allow the construction of the bond of trust, professionals promote health care and care to the users' demands. Objective: Describing the experiences, stories and feelings experienced by the professionals of the Street Office of Maceió-AL. Methods: This is a descriptive-exploratory study with a qualitative approach, conducted with 13 professionals from the Street Office of Maceió, whose data production occurred from October to December 2018, through the semi-structured interview technique and records in a field diary. The data were analyzed by the content analysis technique, in the thematic modality, and discussed in the light of the literature on the theme of the Street Office. Results: From the interviews with the professionals emerged the following themes: 1) unique experiences; 2) stories that mark; and 3) feelings that transform. Conclusion: It can be concluded that the Street Office is shown as a work that generates rich experiences and feelings for professionals, allowing professionals to know the life histories of this population while they are affected in this process. (AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Primary Health Care , Unified Health System , Homeless Persons , Health Strategies , Health Personnel , Qualitative Research , Humanization of Assistance , Basic Health Services
8.
Rev. adm. pública (Online) ; 55(4): 995-1006, jul.-ago. 2021. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1340887

ABSTRACT

Resumo Para além da defesa normativa e prescritiva da intersetorialidade, sabe-se pouco sobre os condicionantes de sua implementação. O objetivo deste artigo é suprir essa lacuna, usando uma estratégia analítico-metodológica baseada nos estudos acerca de implementação e metodologia da análise de redes sociais (ARS). Com base em dados primários coletados em entrevistas aprofundadas e analisados por meio da ARS, o texto compara duas ações intersetoriais destinadas à população em situação de rua: o projeto Oficina Boracea, desde seu início, em 2002, até 2016, e o programa De Braços Abertos (DBA), a partir de sua formulação, em 2013, até seu término, em 2016. Os resultados indicam que, mais do que um modelo de gestão bem-formulado, a intersetorialidade é um produto de interações cotidianas e estratégias de coordenação construídas entre diferentes escalões da burocracia e entre atores estatais e não estatais, em distintos arranjos de implementação.


Resumen Con excepción de la defensa normativa y prescriptiva de la intersectorialidad, poco se sabe sobre las condiciones para su implementación. El objetivo de este artículo es llenar ese vacío, utilizando una estrategia analítico-metodológica basada en estudios de implementación y en la metodología de análisis de redes sociales (ARS). A partir de datos primarios recopilados a través de entrevistas en profundidad y analizados mediante ARS, este artículo compara dos proyectos intersectoriales para personas sin hogar: el proyecto Oficina Boracea, desde su inicio en 2002 hasta 2016, y el programa De Braços Abertos (DBA), desde su formulación en 2013 hasta su finalización en 2016. Los resultados indican que, más de un modelo de gestión bien formulado, la intersectorialidad es el producto de interacciones cotidianas y estrategias de coordinación construidas entre diferentes niveles de burocracia y entre actores estatales y no estatales, en diferentes arreglos de implementación.


Abstract Apart from the normative and prescriptive defense of intersectorality, the conditions related to the implementation of intersectoral programs are still little explored. This article aims to fill this gap, using an analytical-methodological strategy based on studies on implementation and the methodology of social network analysis (SNA). Based on primary data collected through in-depth interviews and analyzed using SNA, this article compares two programs for homeless people: the Oficina Boracea program, from its beginning in 2002 to 2016, and the program De Braços Abertos (DBA), from 2013 when it started until its end, in 2016. The results indicate that intersectorality is more than a well-designed management model. It is the product of everyday interactions and coordination strategies built with the participation of different levels of bureaucracy and state and non-state actors, gathered in different implementation arrangements.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Public Administration , Homeless Persons , Data Collection , Intersectoral Collaboration , Projects , Social Networking , Implementation Science
9.
Interface (Botucatu, Online) ; 25(supl.1): e200690, 2021.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1279271

ABSTRACT

Relato de experiência que descreve parte das ações para o enfrentamento da Covid-19 da população em situação de rua de Salvador, Bahia. Essa iniciativa ocorreu pela articulação de um coletivo vinculado às universidades com um programa do governo do estado que atua com pessoas em situação de rua. Nas atividades desenvolvidas, destacaram-se a articulação entre as duas equipes para contribuir no processo adaptativo do trabalho nesse novo contexto, o diálogo com a população em situação de rua e o fortalecimento da rede de sensibilização social. As vivências ao longo do processo de trabalho demarcaram questões basilares na estruturação social como pobreza, desamparo, racismo, desassistência e desigualdades. A pandemia expôs a complexidade da desigualdade social e a urgência de uma sociedade engajada na reparação das fragilidades já existentes.


Relato de experiencia que describe parte de las acciones para el enfrentamiento de la Covid-19 con la población que vive en la calle en Salvador, Bahia. Esta iniciativa tuvo lugar gracias a la articulación de un colectivo vinculado a las universidades, con un programa del gobierno del estado que actúa con las personas que viven en la calle. En las actividades desarrolladas se destacaron la articulación entre los dos equipos para contribuir en el proceso adaptativo del trabajo en ese nuevo contexto, el diálogo con la población que vive en la calle y el fortalecimiento de la red de sensibilización social. Las vivencias durante el proceso de trabajo delimitaron cuestiones basilares en la estructuración social, tales como pobreza, desamparo, racismo, desasistencia y desigualdades. La pandemia expuso la complejidad de la desigualdad social y la urgencia de una sociedad comprometida con la reparación de las fragilidades ya existentes.


Experience report describing a part of the activities done with the homeless population of Salvador, Bahia in order to confront Covid-19. This initiative occurred through the articulation of a collective (group) linked to universities with a program of the state government that works with homeless persons. The main activities developed were: the articulation between the two teams to contribute to the adaptive process of working in this new context, the dialogue with the street population and the strengthening of the social awareness network. The experiences throughout the work process highlighted basic issues in social structuring such as poverty, helplessness, racism, desistance and inequalities. The pandemic exposed the complexity of social inequality and the urgency of a society engaged in repairing existing weaknesses.


Subject(s)
Homeless Persons , Social Vulnerability , Social Programs , COVID-19 , Brazil , Health Law
10.
Psicol. ciênc. prof ; 41: e222369, 2021.
Article in Portuguese | LILACS, INDEXPSI | ID: biblio-1340418

ABSTRACT

Resumo O desafio de traduzir e analisar uma experiência estética, vivenciada na condição de espectadora da peça Protocolo Elefante, motiva a escrita deste artigo. O espetáculo integra o projeto homônimo do grupo de dança contemporânea Cena 11, que se dedica a pesquisar o modo de controle do corpo, partindo da noção de um corpo que é, ao mesmo tempo, singular e coletivo. Com a figura do elefante, protagonista do espetáculo, objetivamos discutir a condição de pessoas em situação de rua e algumas das tensões que emergem do encontro de seus corpos com o corpo da cidade. Concluímos, por meio dessa experiência estética, que Protocolo Elefante explicitou violências protocolares que aviltam a vida de maneiras variadas, como vemos acontecer cotidianamente com pessoas em situação de rua nas cidades.(AU)


Abstract This study was prompted by the challenge of translating and analyzing an aesthetic experience, as an Elephant Protocol dance show spectator. The performance is part of the homonymous project by contemporary dance group Cena 11, dedicated to researching how the body is controlled, based on a body that is, at the same time, singular and collective. Using the image of the elephant, main of the show, we discuss the condition of homeless people and some of the tensions that emerge when their bodies encounter the city's body. Through this aesthetic experience, we conclude that Elephant Protocol specifies the protocol violence that demeans life in various ways, as we see happen daily with homeless people living in the cities.(AU)


Resumen El desafío de traducir y analizar una experiencia estética vivenciada en la condición de espectadora de la pieza Protocolo Elefante es lo que motiva la escritura de este artículo. El espectáculo integra el proyecto homónimo del grupo de danza contemporánea Cena 11, grupo que se dedica a investigar el modo de control del cuerpo partiendo de la noción de un cuerpo que es a la vez singular y colectivo. Con la figura del elefante, protagonista del espectáculo, nos proponemos discutir la condición de personas en situación de calle y algunas de las tensiones que emergen del encuentro de sus cuerpos con el cuerpo de la ciudad. A partir de esa experiencia estética, concluimos que el Protocolo Elefante explicitó violencias de protocolos que degradan la vida de variadas maneras como sucede cotidianamente con las personas en situación de calle en las ciudades. (AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Art , Psychology, Social , Homeless Persons , Human Body , Urban Area , Dancing , Violence , Writing , Cities , Life , Social Vulnerability , Frailty
11.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 29: e2113, 2021. tab, graf
Article in Spanish | LILACS-Express | LILACS, INDEXPSI | ID: biblio-1249404

ABSTRACT

Resumen Introducción Las personas sin hogar además de una falta de vivienda propia, carecen de todo aquello que les supone vivir en un verdadero hogar. Estas personas necesitan buscar cada día donde comer, dormir y, sobre todo, cómo poder sobrevivir, mismo sin los suficientes recursos para moverse por la comunidad para poder vivir con dignidad. Estas carencias se relacionan con procesos de exclusión, injusticias ocupacionales y sociales, vulnerabilidad, entre otros. Objetivos Presenta-se una investigación, cuyo objetivo fue conocer los modos de vida de las personas sin hogar y así poder avanzar en prácticas cuya finalidad sea promover ocupaciones significativas vinculadas a la salud en condiciones de vida en la calle en contextos de injusticia y exclusión social. Método Para comprender cuáles eran las ocupaciones más significativas de las personas sin hogar se realizaron entrevistas semiestructuradas de carácter cualitativo a diferentes personas que de un modo u otro están vinculadas a esta situación. Las entrevistas analizadas y codificadas. Este proceso fue contrastando entre las investigadoras. Resultados Se ha observado que las personas sin hogar carecen de la mayoría de los derechos que una sociedad debería garantizar. Los resultados obtenidos fueron presentados en cinco apartados: La participación en ocupaciones significativas, las relaciones sociales, los recursos de la comunidad, las expectativas de futuro y el autoconcepto. Conclusión Las personas sin hogar se encuentran en una situación de injusticia social que da lugar a una falta de oportunidades para participar en ocupaciones significativas en la comunidad y promotoras de ciudadanía.


Resumo Introdução Para além da falta de habitação própria, as pessoas em situação de rua carecem daquilo que podemos compreender como 'casa'. Todos os dias estas pessoas procuram um lugar para poder comer, dormir e, acima de tudo, formas para sobreviver, mesmo não possuindo recursos suficientes para se deslocarem na comunidade ou para poderem viver com dignidade. Estas ausências se relacionam aos processos de exclusão, injustiças ocupacionais e sociais, vulnerabilidades, entre outros. Objetivos Apresenta-se uma pesquisa que teve como principal objetivo conhecer histórias e modos de vida de pessoas em situação de rua e, assim, poder avançar com práticas que tenham como finalidade promover ocupações significativas relacionadas à saúde em vivências de situações de rua, em contextos de injustiça e exclusão social. Método Para compreender quais eram as ocupações mais significativas das pessoas em situação de rua foram realizadas entrevistas semiestruturadas de caráter qualitativo com diferentes pessoas que de alguma forma estão vinculadas a esta situação. As entrevistas foram analisadas e decodificadas. Este processo foi verificado duplamente pelas pesquisadoras. Resultados Observou-se que as pessoas em situação de rua necessitam da maioria dos direitos que uma sociedade deveria garantir-lhes. Os resultados obtidos foram apresentados em cinco seções: participação em ocupações significativas, relações sociais, recursos comunitários, expectativas futuras e percepção pessoal de si mesmo. Conclusão As pessoas em situação de rua se encontram em processos de injustiça social que resulta na falta de oportunidades para participar de ocupações coletivas significativas na comunidade e promotoras de cidadania.


Abstract Introduction Homeless people, in addition to a lack of their own home, lack everything that means living in a real home. These people need to find every day where to eat, sleep, and, above all, how to survive. They do not have enough resources to move around the community to live with dignity. These deficiencies are related to processes of exclusion, occupational and social injustices, vulnerability, among others. Objectives It is presented an investigation, the objective of which was to know the plural ways of life of homeless people and thus be able to advance in practices whose purpose is to promote significant health-related occupations in living conditions on the street in contexts of injustice and social exclusion. Method To understand which were the most significant occupations of homeless people, qualitative semi-structured interviews were conducted with different people who in one way or another are linked to this situation. The interviews were analyzed and coded. This process was contrasted between the researchers. Results It has been observed that homeless people lack most of the rights that society should guarantee. The results obtained were presented in five sections: participation in meaningful occupations, social relationships, community resources, future expectations, and personal perception of oneself. Conclusion Homeless people find themselves in a situation of social injustice that results in a lack of opportunities to participate in meaningful occupations in the community and promoting citizenship.

12.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 13: 698-704, jan.-dez. 2021. tab
Article in English, Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1178222

ABSTRACT

Objetivo: Analizar los determinantes de la tuberculosis y el HIV en personas sin hogar. Método: Investigación cuantitativa y transversal realizada en 2017 en un Hospital de referencia para enfermedades infecciosas en João Pessoa/PB, Brasil. La muestra consistió en 10 personas sin hogar diagnosticadas con tuberculosis. Se observaron preceptos éticos de acuerdo con la Resolución 466/2012 del Consejo Nacional de Salud, el análisis se realizó a través del programa Paquete estadístico para las ciencias sociales (SPSS). Resultados: 7 (70%) hombres, 6 (60%) analfabetos. Se informó que el 10 (100%) no asiste a los servicios de salud, el 9 (90%) realiza actividad sexual sin condones, el 7 (70%) usa drogas ilícitas. Los determinantes del VIH y la tuberculosis están asociados con la falta de vivienda y la duración de la estadía. Conclusiones: Es necesario desarrollar y cumplir con políticas destinadas a lograr mejores condiciones de vida y acceso a la atención médica para las personas sin hogar


Objetivo: Analisar determinantes para tuberculose e HIV de pessoas em situação de rua. Método: Pesquisa quantitativa, transversal, realizada em 2017 em um Hospital de Referência para Doenças Infectocontagiosas em João Pessoa/PB, Brasil. A amostra foi composta por 10 pessoas em situação de rua diagnosticadas com tuberculose. Foram observados os preceitos éticos conforme Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde. A análise foi realizada através do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). Resultados: 7 (70%) homens, 6(60%) analfabetos. Registrou-se que 10(100%) não frequentam serviço de saúde, 9(90%) realizam atividade sexual sem preservativo, 7(70%) utilizam drogas ilícitas. O escore dos determinantes para HIV e tuberculose estão associados ao tempo em situação de rua e ao tempo de internação. Conclusões: É necessário desenvolver e cumprir políticas que visem alcançar melhores condições de vida e de acesso à assistência à saúde para as pessoas em situação de rua


Objective: To analyze determinants of tuberculosis and HIV in homeless people. Method: Quantitative, cross-sectional research conducted in 2017 at a Reference Hospital for Infectious Diseases in João Pessoa/PB, Brazil. The sample consisted of 10 homeless people diagnosed with tuberculosis. Ethical precepts were observed according to Resolution 466/2012 of the National Health Council. The analysis was performed through the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) program. Results: 7 (70%) men, 6 (60%) illiterate. It was reported that 10 (100%) do not attend health services, 9 (90%) perform sexual activity without condoms, 7 (70%) use illicit drugs. The determinants of HIV and tuberculosis are associated with homelessness and length of stay. Conclusions: It is necessary to develop and comply with policies aimed at achieving better living conditions and access to health care for homeless people


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Tuberculosis , Homeless Persons , Acquired Immunodeficiency Syndrome , HIV , Sexual Behavior , Social Conditions , Illicit Drugs , Public Health/education , Communicable Diseases , Health Vulnerability , Health Services Accessibility
13.
Rev. Psicol. Saúde ; 12(4): 159-174, out.-dez. 2020. ilus
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1279693

ABSTRACT

Este artigo tem por objetivo discutir o trabalho em equipe e intersetorial nas políticas sociais, na área da Saúde e Assistência Social, que assistem à População em Situação de Rua. A pesquisa empreendida é de natureza qualitativa. Para produção de dados, fez-se uso de entrevista semiestruturada, observação no cotidiano dos serviços e diário de campo. Participaram do estudo 15 profissionais integrantes das equipes dos serviços especializados na assistência à População em Situação de Rua, sendo cinco do Consultório na Rua e 10 do Centro Especializado para População em Situação de Rua. O perfil do público assistido, composto por necessidades complexas e que se estendem aos diversos núcleos profissionais e políticas setoriais, exige outras nuances ao fazer profissional: a imperatividade do trabalho em equipe e intersetorial. Embora imprescindível, tal perspectiva de trabalho colaborativo e em rede enfrenta desafios que comprometem a resolutividade e qualidade da assistência prestada.


This paper aims to discuss team and intersectoral work in social policies, in the field of Health and Social Care, that assist Population in Street Situation. The research carried out is of qualitative nature. For data production, we used a semi-structured interview script, observation of the services, and field diary. Participants were 15 professionals who are part of the teams of specialized services in care of Population in Street Situation, five of them were from the Street Clinic, and ten from the Centre for Population in Street Situation. The profile of the public attending these services, composed by complex needs, which are extended to several professional nuclei and sector politics, print other nuances to professional practice, such as the need for team and intersectoral work, which, although indispensable, face challenges that compromise the quality and resolution of the care provided.


Este artículo objetivó discutir el trabajo en equipo e intersectorial en las políticas sociales, en el área de la Salud y Asistencia Social, que asisten a la Población en Situación de Calle. Esta investigación tiene naturaleza cualitativa. Se utilizó entrevista semiestructurada, observación del cotidiano de los servicios y uso de diario de campo. Participaron del estudio 15 profesionales miembros de los equipos de los servicios especializados en asistencia a la Población en Situación de Calle, siendo cinco del Consultorio en la Calle y diez del Centro Especializado para la Población en Situación de Calle. El perfil del público asistido, compuesto de necesidades complejas y que se amplían a los diversos núcleos profesionales y políticas sectoriales, imprime otros matices al hacer profesional, como el imperativo del trabajo en equipo e intersectorial, que, aunque sean esenciales, enfrentan desafíos que comprometen la resolución y calidad de la asistencia proporcionada.

14.
Ciênc. Saúde Colet ; 25(10): 3713-3721, Out. 2020.
Article in Portuguese | LILACS, ColecionaSUS, SES-SP | ID: biblio-1132986

ABSTRACT

Resumo O objetivo do estudo foi analisar como as pessoas em situação de rua vivenciam o uso de drogas e seus entrelaçamentos com suas culturas e estilos de vida. Realizou-se um estudo etnográfico, que identificou as estruturas macrossociais através do acompanhamento do Movimento Nacional da População de rua, e as microssociais, por meio das trajetórias individuais dos interlocutores. Os dados foram coletados mediante observação participante, registrada em diário de campo e entrevistas semiestruturadas. A análise foi realizada pela síntese da geração dos dados durante todo o processo de trabalho. Os resultados apontam uma cultura da rua, em que a droga surge como um estilo de vida coletivo, construindo relações e identidades de resistência aos estigmas. As histórias de vida revelaram o sofrimento social, a exclusão e a não adaptação ao sistema convencional e formal. Assim, as pessoas em situação de rua possuem uma organização social que ajuda a suportar as dificuldades de aceitação da sociedade e a inadequação dos serviços que as atendem. A droga faz parte dessa cultura, enquanto mais um modo de vida, que precisa ser compreendido e trabalhado de forma aberta e consciente pelos profissionais de saúde.


Abstract This research aimed to analyse how homeless people experience drug use and the intertwining between it and their cultural environment and life style. An etnographic study has been conducted which identified the macrosocial structures through the National Movement of the Homeless (Movimento Nacional da População de Rua) monitoring and the microsocial ones by means of its interlocutors' individual trajectories. Data were collected upon participant observation, registered in a research field journal and in semi-structured interviews. The analysis was carried out by data generation synthesis over the whole working process. Results reveal a street culture in which drug builds a collective life style that sets relationships and identities which withstand stigmas. Life stories unveil social suffering and exclusion besides non-adaptation to society conventional and formal aspects. Therefore, homeless people have their own social organisation that helps them to endure the difficulties in being accepted by society as well as the inadequacy of the social services that should assist them. Drug is part of this culture as a way of living and it needs to be understood and worked with by health professionals through a conscious and open approach.


Subject(s)
Humans , Homeless Persons , Pharmaceutical Preparations , Substance-Related Disorders/epidemiology , Social Stigma , Life Style
15.
Textos contextos (Porto Alegre) ; 19(1): 37189, 30 out. 2020.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1146827

ABSTRACT

Este texto tem por objetivo apresentar, na trajetória histórica brasileira, desde a Constituição Federal de 1988, os processos e o asseguramento dos direitos da população em situação de rua, sob a perspectiva da política pública de Assistência Social. A partir do arcabouço legal, aponta a restrição de acesso e a necessidade de estrutura para o atendimento das demandas dessa popula-ção. É na resistência e nas diferentes formas de manifestação desta população, que se tem a contribuição para o processo de garantia dos direitos sociais. No entanto, além de problematizar desafios, destaca também as conquistas junto à política de Assistência Social.


This text aims to present, in Brazilian historical trajectory, since the Federal Constitution of 1988, the processes and the assurance of the rights of the homeless population, from the perspective of the public policy of Social Assistance. Based on the legal framework, it points to a restriction of access and the need for a structure to meet the demands of this population. It is in the resistance and in the different forms of manifestation of this population that the contribution to the process of guaranteeing social rights is made. However, in addition to problematizing challenges, it also highlights the achievements with the Social Assistance policy.


Subject(s)
Homeless Persons/legislation & jurisprudence , Socioeconomic Rights , Public Policy , Social Work , Brazil
16.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 72(2): 88-104, maio-ago. 2020.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1149113

ABSTRACT

Orientados pelo método cartográfico, visando compreender expressões da condição de morador de rua, traçou-se um plano de encontros entre pesquisadora e um sujeito em situação de rua, com o objetivo de analisar por quais vias o fluxo de suas experiências agenciam um território existencial, evidenciando afecções que dão consistência a tal território. Com base na pesquisa de campo e em reflexões ancoradas na Esquizoanálise e na Psicologia Social Crítica, constituíram-se três eixos de análise: Trajetória de um devir anômalo; Encontros com as políticas públicas; Relação com a alteridade e percepção da situação de rua. As análises demonstram a existência de mecanismos biopolíticos de captura da singularidade, coexistentes a movimentos de resistência e criação, enredados ao sofrimento ético-político. Concluímos que tal sofrimento merece atenção da sociedade e das políticas públicas e clama pelo investimento em experiências éticas, potencializadoras das vidas relegadas ao lugar anômalo da fronteira entre homem e animal.


Guided by the mapping method, looking for an understanding of the homeless people's expressions, a meeting schedule between the researcher and a homeless person was established aiming at analyzing the paths by which his flow of experiences agencies an existential territory, revealing the affections that provide consistency to such territory. Based in the field research and reflections anchored in Schizoanalysis and Critical Social Psychology, three axes of analysis were constituted: the path of being anomalous; Access to public policies; Relationship with others and perceptions related to being homeless. The data showed the existence of biopolitical ways for capturing singularities, coexisting with resistance and creation movements, and entangled to ethical-political suffering. In conclusion, this suffering deserves society and public policies attention that potentiate the relegated lives to the anomalous place of the border between human beings and animals.


Guiados por el método cartográfico, para comprender las expresiones de la falta de hogar de los habitantes de las calles, se elaboró un plan de encuentros entre la investigadora y un sujeto sin hogar, con el propósito de analizar de qué manera el flujo de sus experiencias representan un territorio existencial. destacando las condiciones que dan consistencia a dicho territorio. Con base en la investigación de campo y las reflexiones ancladas en el Esquizoanálisis y la Psicología Social Crítica, se constituyeron tres ejes de análisis: Trayectoria de un devenir anómalo; Encuentros con políticas públicas; Relación con la alteridad y percepción de la situación de la calle. Los análisis muestran la existencia de mecanismos biopolíticos de captura de singularidad, coexistentes con movimientos de resistencia y creación, enredados en el sufrimiento ético-político. Concluimos que tal sufrimiento merece la atención de la sociedad y de las políticas públicas y llama a invertir en experiencias éticas, empoderando vidas relegadas a un lugar anómalo de la frontera entre el hombre y el animal.


Subject(s)
Psychology, Social , Public Policy , Homeless Persons
17.
Estud. Interdiscip. Psicol ; 11(2): 40-58, maio-ago.2020. Ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1341952

ABSTRACT

O presente artigo objetivou realizar uma revisão sistemática das pesquisas empíricas sobre pessoas em situação de rua. Foram consultadas as bases de dados (Lilacs, Medline, Ibecs, Redalyc, PePSIC) para identificar as pesquisas publicadas no período de 2011 a 2016. Identificaram-se 23 artigos que foram categorizados: 1. Aspectos sociodemográficos e macro determinantes; 2. Processo saúde e doença; 3. Modos de vida e significações e 4. Identidade social. Destacou-se o aumento da população em situação de rua e aspectos da vulnerabilidade social: uso de álcool e drogas, relatos de violência, o cotidiano de morar nas ruas, a discriminação, a fragilização de vínculos familiares, e as transformações nas identidades que repercutem na exclusão social. Trata-se de uma temática de estudo que possibilita a análise de aspectos psicossociais para o desenvolvimento de projetos de intervenção voltados para a integralidade do cuidado (AU).


This article aimed to conduct a systematic review of the empirical research on homeless people. Lilacs, Medline, Ibecs, Redalyc, and PePSIC databases were searched to identify research studies published between 2011 and 2016.Twentythree articles were found and categorized as: 1. Sociodemographic aspects and macro determinants; 2. Health and disease processes; 3. Lifestyles and significations; and 4. Social identities. An increase in the homeless population was found, and the following aspects of social vulnerability were identified: alcohol and drug use, reports of violence, the daily life in the streets, prejudice, weakening of family bonds, and identity changes that influence social exclusion. This study theme enables an analysis of psychosocial aspects for the development of intervention projects aimed at integral care (AU).


O presente artículo objetivo realizar una revisión sistemática de la investigación empírica en personas sin hogar. Las bases de datos (Lilacs, Medline, Ibecs, Redalyc, PePSIC) fueron consultadas para identificar la investigación publicada de 2011 a 2016. Fueron identificados y categorizados 23 artículos: 1. Aspectos sociodemográficos y macro determinantes; 2. Proceso de salud y enfermedad; 3. Formas de vida y significados y 4. Identidad social. Se destacó el aumento de la población sin hogar y los aspectos de vulnerabilidad social: consumo de alcohol y drogas, relatos de violencia, vida cotidiana en la calle, discriminación, fragilidad de los lazos familiares y cambios en las identidades que reflejan en exclusión social. Este es un tema de estudio que permite el análisis de los aspectos psicosociales para el desarrollo de proyectos de intervención dirigidos a la atención integral (AU).


Subject(s)
Homeless Persons , Alcohol Drinking , Social Discrimination , Life Style , Prejudice , Violence , Social Vulnerability , Integrality in Health
18.
SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcool drog ; 16(2): 57-65, abr.-jun. 2020. ilus
Article in Portuguese | LILACS, INDEXPSI | ID: biblio-1127299

ABSTRACT

OBJETIVO: descrever as oficinas realizadas com os profissionais envolvidos no cuidado à pessoa em situação de rua sobre a Política de Redução de Danos, tendo como referencial o Arco de Maguerez. MÉTODO: pesquisa intervenção desenvolvida com doze profissionais do Centro de Referência Especializada à pessoa em situação de rua e do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas, tendo como referencial o Arco de Maguerez. RESULTADOS: surgiram desafios relacionados ao estigma; fortalecimento da autonomia e fragilidades na articulação intersetorial. Citou-se também a parceria com o serviço especializado, Residência e Liga Interdisciplinar em Saúde Mental. Realizaram-se também momentos teórico-reflexivos e construção de um fluxo de cuidado. CONCLUSÃO: compreende-se a importância de atividades de consciência crítica com os profissionais no intuito de aperfeiçoar o cuidado no âmbito da Redução de Danos.


OBJECTIVE: describe about workshops held with professionals involved in the care of the homeless on the Harm Reduction Policy, having as reference, the Arco de Maguerez. METHOD: intervention research developed with 12 professionals of homeless person Specialized Reference Center and Psychosocial Care Center Alcohol and other Drugs, having Maguerez Arc as reference. RESULTS: challenges related with stigma appeared; autonomy strengthening and intersectoral articulation fragility. We also mentioned the partnership with specialized service, Mental Health Interdisciplinary League and Residency. We also promoted theoretical-reflexive moments and a care flux construction. CONCLUSION: we understand the importance of critical conscience activities with professionals aiming to improve care related to Harm Reduction.


OBJETIVO: describir sobre los talleres realizados con profesionales involucrados en el cuidado de las personas en situación de calle sobre la política de reducción de daños, teniendo como referencia el arco de 0maguerez. MÉTODO: investigación de intervención desarrollada con doce profesionales del centro de referencia especializada a personas en situación de calle y del centro de atención psicosocial alcohol y otras drogas, teniendo como referencia el arco de maguerez. RESULTADOS: surgieron desafíos relacionados al estigma; fortalecimiento de la autonomía y fragilidades en la articulación intersectorial. fue citada también la colaboración con el servicio especializado, residencia y liga interdisciplinar en salud mental. se realizaron también momentos teórico-reflexivos y la construcción de un flujo de cuidado. CONCLUSIÓN: se comprende la importancia de actividades de consciencia crítica con los profesionales con el objetivo de perfeccionar el cuidado en el ámbito de la reducción de daños.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Homeless Persons , Mental Health , Personal Autonomy , Harm Reduction , Education
19.
Saúde debate ; 44(124): 182-192, Jan.-Mar. 2020. tab
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1099356

ABSTRACT

RESUMO A saúde, compreendida como estado multideterminado, revela a organização política e social de um país. Com a Constituição Federal brasileira de 1988, foi considerada um direito. A população em situação de rua expõe importantes obstáculos à garantia desse direito. O objetivo deste estudo é o de compreender as dificuldades da vida na rua que interferem na percepção e no estado de saúde de adultos em situação de rua em um município da Zona da Mata Mineira, Brasil. Adotou-se a metodologia qualitativa por meio de entrevistas semiestruturadas e observação com registro em diário de campo. Dela participaram vinte pessoas em situação de rua. Destacam-se as dificuldades relacionadas a exposição não protegida às mudanças climáticas, como frio e chuva; vivência de preconceito; vulnerabilidade à violência física e sexual; obstáculos no acesso à alimentação, água potável, banheiros; dificuldades para frequentar alguns espaços sociais e de manter tratamentos de saúde. Reconhecendo as situações que determinam os níveis de saúde das pessoas em situação de rua é possível construir políticas e estratégias que contemplem suas reais necessidades. A intersetorialidade das ações públicas ainda é um desafio ao cumprimento de um direito fundamental de todos: o direito à saúde.


ABSTRACT Health, understood as a multidetermined attribute, characterizes the political and social organization of a country. From Brazilian 1988's Federal Constitution onwards, health has been understood as an individual right. Homeless people create important obstacles on the accomplishment of such right. The objective of this study is to understand the difficulties encountered on the streets that impact the perception and health state of adults living on the streets of a municipality in Zona da Mata Region, State of Minas Gerais, Brazil. A qualitative methodological approach was applied through semi-structured interviews and observation recorded on a field diary. The research interviewed 20 people living on the streets. Main difficulties involved climate exposition, as rain and cold; prejudice; vulnerability to physical and sexual abuse; obstacles to access food, drinking water and toilets; difficulties to access certain social spaces and health treatment. By knowing the situations that determine the various levels of health among people living on the streets, it is possible to build strategies and policies so to cope with their actual needs. Inter-sectoriality of public action is still a great challenge, despite necessary to accomplish a right that is fundamental and universal: health.

20.
Psicol. Estud. (Online) ; 25: e45235, 2020.
Article in Portuguese | LILACS, INDEXPSI | ID: biblio-1135777

ABSTRACT

RESUMO. Contextos de exclusão conformam ciclos de marginalização de grupos populacionais, como a população em situação de rua (PSR). Nesse contexto violações de direitos humanos são recorrentes, em especial a dificuldade de acesso à saúde. A efetivação das políticas para a PSR nas cidades brasileiras ainda é escassa, por sua restrição a cidades de médio e grande porte e ao parco investimento público. Dessa forma, o estudo tem por objetivo investigar os percursos de cuidado à saúde da PSR em um município de pequeno porte. Foram realizadas observações de campo e entrevistas semiestruturadas para identificação e compreensão dos recursos acionados nas trajetórias de cuidado à saúde, que foram analisadas a partir da análise de conteúdo temática. Ressaltaram-se as diversas estratégias desenvolvidas pelo público diante da negação do direito à saúde e ao autocuidado. Destacam-se entre os resultados a precariedade de ofertas ao cuidado da saúde da mulher, a restrição do cuidado em saúde ao uso de substâncias psicoativas, de cunho medicalizante e centrado no paradigma da abstinência. Observou-se a importância da moradia para o cuidado integral, e das redes sociais e comunitárias como forma de restabelecimento da saúde nas ruas.


RESUMEN. Los contextos de exclusión conforman ciclos de marginación de grupos poblacionales, como la población en situación de calle (PSC). En este contexto, violaciones de derechos humanos son recurrentes, en especial la dificultad de acceso a la salud. La efectividad de las políticas para la PSC en las ciudades brasileñas sigue siendo escasa, por su restricción a ciudades de mediano y gran porte y a la poca inversión pública. Así, el estudio buscó investigar los recorridos de cuidado a la salud de la PSC en una ciudad de pequeño porte. Se realizaron observaciones de campo y entrevistas semiestructuradas para identificación y comprensión de los recursos accionados en las trayectorias de cuidado de la salud, que fueron analizadas a partir del análisis de contenido temático. Se resaltan las diversas estrategias desarrolladas por este público como forma de resistencia a la negación del derecho a la salud y autocuidado. Se destacan la precariedad de ofertas al cuidado de la salud de la mujer, la restricción del cuidado en salud al uso de sustancias psicoactivas, de cuño de medicalización y centrado en el paradigma de la abstinencia. Se observaron la importancia de la vivienda para el cuidado integral, y de las redes sociales y comunitarias como forma de restablecimiento de la salud en las calles.


ABSTRACT. Exclusion contexts constitute cycles of marginalization of population groups, such as the homeless people (HP). In this context, human rights violations are recurrent, especially related to the difficulty of access to health services. The effectiveness of the policies for HP in Brazilian cities is still scarce, due to its restriction to medium and large cities and the limited public investment. Thus, the study sought to investigate HP health care paths in a small city. Field observations and semi-structured interviews were carried out to identify and understand the resources used in health care trajectories, which were analyzed based on thematic content analysis. Several strategies developed by the public in the face of the denial to the health rights and self-care are highlighted. Among the results, the precariousness of offers to women's health care, the restriction of health care to the use of psychoactive substances, of medicalizing nature and centered on the abstinence paradigm were stood out. It was observed the importance of housing for comprehensive care, and social and community networks as a way of restoring health on the streets.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Homeless Persons/psychology , Human Rights/psychology , Public Policy , Self Care/psychology , Social Support , Therapeutics/psychology , Violence/psychology , Women's Rights , Community Networks , Delivery of Health Care , Vulnerable Populations/psychology , Alcoholism/psychology , Mental Health Assistance , Drug Users/psychology , Social Marginalization/psychology , Right to Health/psychology , Health Services
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL