Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 1.192
Filter
1.
Rev. bras. cir. plást ; 39(2): 1-7, abr.jun.2024. ilus
Article in English, Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1556497

ABSTRACT

Introdução: Este estudo tem o objetivo de avaliar o efeito da compressão intermitente imediata sobre anastomoses arteriais microcirúrgicas em comparação com compressão fixa e com utilização isolada de irrigação com soro fisiológico e heparina em laboratório experimental. Método: 12 ratos Wistar foram aleatoriamente divididos em três grupos para terem suas artérias femorais seccionas e anastomosadas de forma término-terminal, para comparação de patência com 30 minutos e 7 dias. Grupo I: foi realizada compressão intermitente imediata sobre a anastomose por 60 segundos; grupo II: uma compressão fixa foi mantida imediatamente após a anastomose, também por 60 segundos; grupo III, após o término da anastomose, não foi feita nenhuma intervenção adicional. Além da avaliação da patência, os animais foram pesados e medidos os diâmetros arteriais operados. Resultados: 24 artérias femorais foram abordadas. As médias de peso inicial dos ratos dos grupos I, II e III foram, respectivamente, de 243,8g, 254,6g e 260,4g, enquanto as finais foram de 264,4g, 281g e 282,1g (p<0,001). O diâmetro médio das artérias abordadas foi, respectivamente, de 0,89mm, 0,88mm e 0,90mm, e os tempos de anastomoses em minutos, de 25,6, 24,5 e 24,5, respectivamente; As patências finais após 7 dias foram, respectivamente, de 62,5% (p=0,07), 25% (p=0,48) e 50% (p=0,13). Conclusão: A compressão intermitente imediata pode ser realizada ao término de anastomoses arteriais microcirúrgicos sem prejuízo na patência final do procedimento.


Introduction: This study aims to evaluate the effect of immediate intermittent compression on microsurgical arterial anastomoses in comparison with fixed compression and only observation in an experimental laboratory. Methods: The two femoral arteries of twelve male Wistar rats were sectioned and reanastomosed to compare patency at 30 minutes and 7 days. Group I: immediate intermittent compression was performed over the anastomosis for 60 s; group II: a fixed compression was maintained immediately after the anastomosis for 60 s; group III: after completion of the anastomosis, no additional intervention was performed. In addition to the patency assessment, the animals were weighed and the operated arterial diameters were measured. Results: Twenty-four femoral arteries were examined. Initial average weights of the rats in groups I, II, and III were 243.8g, 254.6g, and 260.4g, respectively, while the final weights were 264.4g, 281g, and 282.1g (p<0.001), respectively; mean diameter of the approached arteries was 0.89, 0.88, and 0.90mm, respectively, and the anastomoses (time in minutes) were 25.6, 24.5, and 24.5, respectively; final patencies after 7 days were 62.5% (p=0.07), 25% (p=0.48), and 50% (p=0.13), respectively. Conclusion: Immediate intermittent compression can be performed at the end of microsurgical arterial anastomoses without affecting the final patency of the procedure.

2.
Braz. j. biol ; 84: e253061, 2024. tab, graf, ilus
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1364520

ABSTRACT

Liver fibrosis is initial stage of any chronic liver disease and its end stage is develops into cirrhosis. Chronic liver diseases are a crucial global health issue and the cause of approximately 2 million deaths per year worldwide. Cirrhosis is currently the 11th most common cause of death globally. Mesenchymal stem cell (MSCs) treatment is the best way to treat acute and chronic liver disease. The aim of this study is to improve the therapeutic potential of MSCs combined with melatonin (MLT) to overcome CCl4-induced liver fibrosis and also investigate the individual impact of melatonin and MSCs against CCl4-induced liver impairment in animal model. Female BALB/c mice were used as CCL4-induced liver fibrotic animal model. Five groups of animal model were made; negative control, Positive control, CCl4+MSCs treated group, CCl4+MLT treated group and CCl4+MSCs+MLT treated group. Cultured MSCs from mice bone marrow were transplanted to CCl4-induced liver injured mice model, individually as well as together with melatonin. Two weeks after MSCs and MLT administration, all groups of mice were sacrificed for examination. Morphological and Histopathological results showed that combined therapy of MSCs+MLT showed substantial beneficial impact on CCl4-induced liver injured model, compared with MSCs and MLT individually. Biochemically, considerable reduction was observed in serum bilirubin and ALT levels of MLT+MSC treated mice, compared to other groups. PCR results shown down-regulation of Bax and up-regulation of Bcl-xl and Albumin, confirm a significant therapeutic effect of MSCs+MLT on CCI4-induced liver fibrosis. From the results, it is concluded that combined therapy of MSCs and MLT show strong therapeutic effect on CCL4-induced liver fibrosis, compared with MSCs and MLT individually.


A fibrose hepática é a fase inicial de qualquer doença hepática crônica, e em sua fase final desenvolve-se para cirrose. As doenças hepáticas crônicas são uma questão de saúde global crucial e a causa de aproximadamente 2 milhões de mortes por ano em todo o mundo. A cirrose, hoje em dia, é a 11ª causa mais comum de morte globalmente. O tratamento da célula-tronco mesenquimal (MSCs) é uma maneira eletiva de tratar a doença hepática aguda e crônica. O objetivo deste estudo é melhorar o potencial terapêutico dos MSCs combinados com a melatonina (MLT) para superar a fibrose hepática induzida por CCl4 e também investigar o impacto individual da melatonina e MSCs contra o comprometimento do fígado induzido por CCl4 no modelo animal. Os ratos BALB / C fêmeas foram usados ​​como modelo de animal fibrótico de fígado induzido por CCl4. Cinco grupos de modelo animal foram feitos: Controle Negativo, Controle Positivo, CCl4 + MSCs Tratados Grupo, Grupo Tratado CCl4 + MLT e Grupo Tratado CCl4 + MSCs + MLT. MSCs cultivados da medula óssea dos ratos foram transplantados para o modelo de camundongos de fígado induzido por CCl4, individualmente, bem como em conjunto com a melatonina. Duas semanas após a administração MSCs e MLT, todos os grupos de camundongos foram sacrificados para o exame. Os resultados morfológicos e histopatológicos mostraram que a terapia combinada do MSCs + MLT mostrou impacto benéfico substancial no modelo ferido no fígado induzido pelo CCl4, em comparação com o MSCs e o MLT individualmente. A redução bioquimicamente considerável foi observada em bilirrubina sérica e níveis ALT de ratinhos tratados com MLT + MSCs, em comparação com outros grupos. Os resultados de PCR mostraram regulação negativa do BAX e regulação positiva do BCL-XL e da albumina, confirmando um efeito terapêutico significativo do MSCs + MLT na fibrose hepática induzida por CCl4. Dos resultados, conclui-se que a terapia combinada de MSCs e MLT mostram um forte efeito terapêutico na fibrose hepática induzida por CCl4, em comparação com MSCs e MLT individualmente.


Subject(s)
Rats , Stem Cells , Fibrosis , Liver , Liver Diseases , Melatonin
3.
Braz. j. biol ; 842024.
Article in English | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1469257

ABSTRACT

Abstract This study was carried out to evaluate the effect of Glutamine, as a dipeptide or a free amino acid form, on the progression of burn injuries in rats. Thirty male Wistar rats were burned with a comb metal plate heated in boiling water (98 °C) for three minutes, creating four rectangular full-thickness burn areas separated by three unburned interspaces (zone of stasis) in both dorsum sides. The animals were randomized into three groups (n=10): saline solution (G1-Control) and treated groups that orally received Glutamine as dipeptide (G2-Dip) or free amino acid (G3-FreeAA). Two and seven days after burn injury, lesions were photographed for unburned interspaces necrosis evolution assessment. Seven days after injury, glutathione seric was measured and histopathological analysis was performed. By photographs, there was a significant reduction in necrosis progression in G3-Free-AA between days two and seven. Histopathological analysis at day 7 showed a significantly higher stasis zone without necrosis and a higher number of fibroblasts in G2-Dip and G3-FreeAA compared with G1-Control. Also, glutathione serum dosage was higher in G2-Dip. The plasmatic glutathione levels were higher in the G2-Dip than the G1-Control, and there was a trend to higher levels in G3-FreeAA. The reduction in histological lesions, greater production of fibroblasts, and greater amounts of glutathione may have benefited the evolution of burn necrosis, which showed greater preservation of interspaces.


Resumo Este estudo foi realizado para avaliar o efeito da Glutamina, como um dipeptídeo ou forma de aminoácido livre, na progressão de queimaduras em ratos. Trinta ratos Wistar machos foram queimados com um pente de metal aquecido em água fervente (98 °C) por três minutos, criando quatro áreas retangulares queimadas separadas por três interesespaços não queimados (zona de estase) em ambos os lados do dorso. Os animais foram randomizados em três grupos (n = 10): solução salina (G1-Controle) e grupos tratados que receberam glutamina via oral como dipeptídeo (G2-Dip) ou aminoácido livre (G3-FreeAA). Dois e sete dias após a queimadura, as lesões foram fotografadas para avaliação da evolução da necrose entre os espaços não queimados. Sete dias após a lesão, foi dosada a glutationa sérica e realizada análise histopatológica. Pelas fotografias, houve uma redução significativa na progressão da necrose no G3-Free-AA entre os dias dois e sete. A análise histopatológica no dia 7 mostrou uma zona de estase significativamente maior sem necrose e número mais elevado de fibroblastos em G2-Dip e G3-FreeAA em comparação com G1-Controle. Os níveis plasmáticos de glutationa foram maiores no G2-Dip em relação ao G1-Controle, e houve tendência a níveis mais elevados no G3-FreeAA. A redução das lesões histológicas, maior produção de fibroblastos, maior quantidade de glutationa podem ter beneficiado a evolução da necrose da queimadura, que mostrou maior preservação dos interespaços.

4.
Braz. j. biol ; 842024.
Article in English | LILACS-Express | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1469398

ABSTRACT

Abstract Liver fibrosis is initial stage of any chronic liver disease and its end stage is develops into cirrhosis. Chronic liver diseases are a crucial global health issue and the cause of approximately 2 million deaths per year worldwide. Cirrhosis is currently the 11th most common cause of death globally. Mesenchymal stem cell (MSCs) treatment is the best way to treat acute and chronic liver disease. The aim of this study is to improve the therapeutic potential of MSCs combined with melatonin (MLT) to overcome CCl4-induced liver fibrosis and also investigate the individual impact of melatonin and MSCs against CCl4-induced liver impairment in animal model. Female BALB/c mice were used as CCL4-induced liver fibrotic animal model. Five groups of animal model were made; negative control, Positive control, CCl4+MSCs treated group, CCl4+MLT treated group and CCl4+MSCs+MLT treated group. Cultured MSCs from mice bone marrow were transplanted to CCl4-induced liver injured mice model, individually as well as together with melatonin. Two weeks after MSCs and MLT administration, all groups of mice were sacrificed for examination. Morphological and Histopathological results showed that combined therapy of MSCs+MLT showed substantial beneficial impact on CCl4-induced liver injured model, compared with MSCs and MLT individually. Biochemically, considerable reduction was observed in serum bilirubin and ALT levels of MLT+MSC treated mice, compared to other groups. PCR results shown down-regulation of Bax and up-regulation of Bcl-xl and Albumin, confirm a significant therapeutic effect of MSCs+MLT on CCI4-induced liver fibrosis. From the results, it is concluded that combined therapy of MSCs and MLT show strong therapeutic effect on CCL4-induced liver fibrosis, compared with MSCs and MLT individually.


Resumo A fibrose hepática é a fase inicial de qualquer doença hepática crônica, e em sua fase final desenvolve-se para cirrose. As doenças hepáticas crônicas são uma questão de saúde global crucial e a causa de aproximadamente 2 milhões de mortes por ano em todo o mundo. A cirrose, hoje em dia, é a 11ª causa mais comum de morte globalmente. O tratamento da célula-tronco mesenquimal (MSCs) é uma maneira eletiva de tratar a doença hepática aguda e crônica. O objetivo deste estudo é melhorar o potencial terapêutico dos MSCs combinados com a melatonina (MLT) para superar a fibrose hepática induzida por CCl4 e também investigar o impacto individual da melatonina e MSCs contra o comprometimento do fígado induzido por CCl4 no modelo animal. Os ratos BALB / C fêmeas foram usados como modelo de animal fibrótico de fígado induzido por CCl4. Cinco grupos de modelo animal foram feitos: Controle Negativo, Controle Positivo, CCl4 + MSCs Tratados Grupo, Grupo Tratado CCl4 + MLT e Grupo Tratado CCl4 + MSCs + MLT. MSCs cultivados da medula óssea dos ratos foram transplantados para o modelo de camundongos de fígado induzido por CCl4, individualmente, bem como em conjunto com a melatonina. Duas semanas após a administração MSCs e MLT, todos os grupos de camundongos foram sacrificados para o exame. Os resultados morfológicos e histopatológicos mostraram que a terapia combinada do MSCs + MLT mostrou impacto benéfico substancial no modelo ferido no fígado induzido pelo CCl4, em comparação com o MSCs e o MLT individualmente. A redução bioquimicamente considerável foi observada em bilirrubina sérica e níveis ALT de ratinhos tratados com MLT + MSCs, em comparação com outros grupos. Os resultados de PCR mostraram regulação negativa do BAX e regulação positiva do BCL-XL e da albumina, confirmando um efeito terapêutico significativo do MSCs + MLT na fibrose hepática induzida por CCl4. Dos resultados, conclui-se que a terapia combinada de MSCs e MLT mostram um forte efeito terapêutico na fibrose hepática induzida por CCl4, em comparação com MSCs e MLT individualmente.

5.
Braz. j. biol ; 84: e250936, 2024. graf
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1345557

ABSTRACT

Abstract This study was carried out to evaluate the effect of Glutamine, as a dipeptide or a free amino acid form, on the progression of burn injuries in rats. Thirty male Wistar rats were burned with a comb metal plate heated in boiling water (98 °C) for three minutes, creating four rectangular full-thickness burn areas separated by three unburned interspaces (zone of stasis) in both dorsum sides. The animals were randomized into three groups (n=10): saline solution (G1-Control) and treated groups that orally received Glutamine as dipeptide (G2-Dip) or free amino acid (G3-FreeAA). Two and seven days after burn injury, lesions were photographed for unburned interspaces necrosis evolution assessment. Seven days after injury, glutathione seric was measured and histopathological analysis was performed. By photographs, there was a significant reduction in necrosis progression in G3-Free-AA between days two and seven. Histopathological analysis at day 7 showed a significantly higher stasis zone without necrosis and a higher number of fibroblasts in G2-Dip and G3-FreeAA compared with G1-Control. Also, glutathione serum dosage was higher in G2-Dip. The plasmatic glutathione levels were higher in the G2-Dip than the G1-Control, and there was a trend to higher levels in G3-FreeAA. The reduction in histological lesions, greater production of fibroblasts, and greater amounts of glutathione may have benefited the evolution of burn necrosis, which showed greater preservation of interspaces.


Resumo Este estudo foi realizado para avaliar o efeito da Glutamina, como um dipeptídeo ou forma de aminoácido livre, na progressão de queimaduras em ratos. Trinta ratos Wistar machos foram queimados com um pente de metal aquecido em água fervente (98 °C) por três minutos, criando quatro áreas retangulares queimadas separadas por três interesespaços não queimados (zona de estase) em ambos os lados do dorso. Os animais foram randomizados em três grupos (n = 10): solução salina (G1-Controle) e grupos tratados que receberam glutamina via oral como dipeptídeo (G2-Dip) ou aminoácido livre (G3-FreeAA). Dois e sete dias após a queimadura, as lesões foram fotografadas para avaliação da evolução da necrose entre os espaços não queimados. Sete dias após a lesão, foi dosada a glutationa sérica e realizada análise histopatológica. Pelas fotografias, houve uma redução significativa na progressão da necrose no G3-Free-AA entre os dias dois e sete. A análise histopatológica no dia 7 mostrou uma zona de estase significativamente maior sem necrose e número mais elevado de fibroblastos em G2-Dip e G3-FreeAA em comparação com G1-Controle. Os níveis plasmáticos de glutationa foram maiores no G2-Dip em relação ao G1-Controle, e houve tendência a níveis mais elevados no G3-FreeAA. A redução das lesões histológicas, maior produção de fibroblastos, maior quantidade de glutationa podem ter beneficiado a evolução da necrose da queimadura, que mostrou maior preservação dos interespaços.


Subject(s)
Animals , Male , Rats , Burns/drug therapy , Glutamine , Rats, Wistar , Dipeptides , Disease Models, Animal , Amino Acids
6.
Arq. bras. oftalmol ; 87(1): e2021, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1527810

ABSTRACT

ABSTRACT Purpose: This study investigates the protective effect of cilostazol on the development and evolution of diabetic retinopathy in rats. Methods: Sixty male rats were divided into four groups: untreated nondiabetic rats, untreated diabetic rats, cilostazol-treated nondiabetic rats, and cilostazol-treated diabetic rats. The thickness of the internal limiting membrane to the outer limiting membrane, inner plexiform layer, inner nuclear layer, and outer nuclear layer were measured. The number of cell nuclei per 50-μm length in retinal sections was counted to quantify the degree of retinal cell loss. Results: The number of nuclei in the ganglion cell layer was significantly higher in untreated nondiabetic rats (p<0.05). The mean number of nuclei in the cilostazol-treated nondiabetic rats was significantly higher than that in the cilostazol-treated diabetic rats (p<0.05). The cilostazol-treated nondiabetic rats had a significantly higher mean nuclei count in the inner nuclear layer and inner plexiform layer as compared with the other groups (p<0.05). The total mean retinal thickness of the cilostazol-treated nondiabetic rats was significantly higher than that of cilostazol-treated diabetic rats and untreated diabetic rats (p<0.05). Conclusion: By decreasing the loss of ganglion cells and reducing the sensorineural atrophy in the internal retinal layers, cilostazol had a protective effect against changes caused by diabetic retinopathy in diabetic rats.


RESUMO Objetivo: O objetivo deste estudo foi investigar o efeito protetor do cilostazol no desenvolvimento e na evolução da retinopatia diabética em ratos. Métodos: Sessenta ratos machos foram divididos em 4 grupos: ratos não-diabéticos não-tratados, ratos diabéticos não-tratados, ratos não-diabéticos tratados com cilostazol e ratos diabéticos tratados com cilostazol. A espessura da membrana limitante interna à membrana limitante externa, a camada plexiforme interna, a camada nuclear interna e a camada nuclear externa foram medidas. Para quantificar o grau de perda de células da retina, foi contado o número de núcleos de células por 50 μm de comprimento em secções retinianas. Resultados: O número de núcleos no GCL foi significativamente maior em Ratos não-diabéticos não-tratados com cilostazol (p<0,05). O número médio de núcleos em Ratos não-diabéticos tratados com cilostazol foi significativamente maior do que em Ratos diabéticos tratados com cilostazol (p<0,05). A contagem média de núcleos em camada nuclear interna e camada plexiforme interna de ratos não-diabéticos tratados com cilostazol foi significativamente maior do que nos outros grupos (p<0,05). A espessura retiniana média total de Ratos não-diabéticos tratados com cilostazol foi significativamente maior do que em Ratos diabéticos tratados com cilostazol e Ratos diabéticos não-tratados (p<0,05). Conclusão: Os resultados demonstraram que o cilostazol teve um efeito protetor contra as alterações causadas pela retinopatia diabética em ratos diabéticos, diminuindo a perda de células ganglionares e reduzindo a atrofia neurossensorial nas camadas retinianas internas.

7.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 31: e3726, Jan.-Dec. 2023. tab, graf
Article in English | LILACS, BDENF | ID: biblio-1424054

ABSTRACT

Abstract Objective: to evaluate the effect of photobiomodulation with low-level 660 nm laser alone or associated with Human Amniotic Membrane in the repair of partial-thickness burns in rats. Method: an experimental study conducted with 48 male Wistar rats, randomized into four groups: Control, Human Amniotic Membrane, Low-Level Laser Therapy, and Low-Level Laser Therapy associated with Human Amniotic Membrane. The histopathological characteristics of the skin samples were analyzed 7 and 14 days after the burn. The data obtained were submitted to the Kolmogorov-Smirnov and Mann-Whitney tests. Results: the histological analysis of the burn injuries showed a decrease in inflammation (p<0.0001) and an increase in proliferation of fibroblasts (p<0.0001) mainly at 7 days in all treatments related to the control group. At 14 days, the greater effectiveness in accelerating the healing process was significant (p<0.0001) in the Low-Level Laser Therapy group associated with the Human Amniotic Membrane. Conclusion: the association of photobiomodulation therapies with the Human Amniotic Membrane allowed verifying a reduction in the healing process time of the experimental lesions, stimulating its proposal as a treatment protocol in partial-thickness burns.


Resumo Objetivo: avaliar o efeito da fotobiomodulação com laser de baixa intensidade 660 nm isoladamente ou associada à membrana amniótica humana no reparo de queimaduras de espessura parcial em ratos. Método: estudo experimental com 48 ratos Wistar machos, randomizados em quatro grupos: Controle, Membrana Amniótica Humana, Terapia a Laser de Baixa Intensidade e Terapia a Laser de Baixa Intensidade associado à Membrana Amniótica Humana. As características histopatológicas das amostras de pele foram analisadas aos 7 e 14 dias após a queimadura. Os dados obtidos foram submetidos aos testes de Kolmogorov-Smirnov e Mann Whitney. Resultados: a análise histológica das lesões por queimadura mostrou a diminuição da inflamação (p <0,0001) e aumento da proliferação de fibroblastos (p <0,0001), principalmente nos 7 dias em todos os tratamentos relacionados ao grupo controle. Aos 14 dias, a maior efetividade na aceleração do processo cicatricial foi significativa (p<0,0001) no grupo Terapia a Laser de Baixa Intensidade associado à Membrana Amniótica Humana. Conclusão: a associação das terapias de fotobiomodulação à membrana amniótica humana permitiu comprovar redução no tempo do processo cicatricial das lesões experimentais, estimulando sua proposição como protocolo de tratamento em queimaduras de espessura parcial.


Resumen Objetivo: evaluar el efecto de la fotobiomodulación con láser de baja intensidad 660 nm de sola o combinada con la membrana amniótica humana en la reparación de quemaduras de espesor parcial en ratas. Método: estudio experimental con 48 ratas Wistar macho, aleatorizadas en cuatro grupos: Control, Membrana Amniótica Humana, Terapia con Láser de Baja Intensidad y Terapia con Láser de Baja Intensidad combinada con la Membrana Amniótica Humana. Las características histopatológicas de las muestras de piel fueron analizadas a los 7 y 14 días después de la quemadura. Los datos obtenidos fueron sometidos a las pruebas de Kolmogorov-Smirnov y Mann-Whitney. Resultados: el análisis histológico de las lesiones por quemadura mostró una disminución de la inflamación (p <0,0001) y un aumento de la proliferación de fibroblastos (p <0,0001) principalmente a los 7 días en todos los tratamientos en comparación con el grupo control; a los 14 días, en el grupo de Terapia con Láser de Baja Intensidad combinada con la Membrana Amniótica Humana la mayor efectividad en la aceleración del proceso de cicatrización fue significativa (p<0,0001). Conclusión: la asociación de terapias de fotobiomodulación con la membrana amniótica humana permitió comprobar que hubo una reducción en el tiempo del proceso de cicatrización de lesiones experimentales, lo cual favorece que se proponga como protocolo de tratamiento en quemaduras de espesor parcial.


Subject(s)
Animals , Rats , Skin/injuries , Wound Healing , Burns/pathology , Burns/therapy , Rats, Wistar , Low-Level Light Therapy , Amnion/pathology
8.
Rev. bras. cir. plást ; 38(2): 1-9, abr.jun.2023. ilus
Article in English, Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1443505

ABSTRACT

Introduction: Bevacizumab is among the most frequently used drugs in cancer treatment. There is evidence that some anti-angiogenic drugs reduce flap survival, but it is unclear whether this applies to Bevacizumab. We investigated the effect of Bevacizumab on the viability of free flaps in rats. Methods: The animals were randomly assigned to one of three groups. The Graft group received intravascular saline and was submitted to a full-thickness skin graft. The Flap-Saline and the Flap- BVZ groups underwent a free groin flap after receiving, respectively, intravascular saline solution or intravascular administration of Bevacizumab. Results: The Graft group showed a lower percentage of the viable area (22.81%) relative to the Flap- Saline (83.98%; p<0.0001) and the Flap-BVZ groups (60.50%; p=0.0048). The lowest vascular pedicle patency was observed in the Flap-BVZ group, but the difference relative to the Flap-Saline was not significant (arteries, p=0.0867; veins, p=0.9999). A significant difference was observed in the occurrence of necrosis (p=0.0010), which was higher in the histological samples of the Graft (87.50%) and the Flap- BVZ (60.00%) relative to the Flap-Saline Group (0%). Inflammation occurred less frequently in the Flap-Saline (33.33%) compared to the Graft (87.5%) and Flap- BVZ group (70.00%), but the difference did not reach significance (p=0.0588). No significant differences emerged in the occurrence of hemorrhage or intraluminal thrombosis. Conclusion: The increase in inflammation, decrease in patency and reduction of viable area, though not significant, are in line with the histological analysis and call for further research on the potential adverse effects of the drug.


Introdução: Bevacizumabe é um dos fármacos mais utilizados no tratamento do câncer. Existem evidências de que drogas antiangiogênicas reduzem a taxa de sobrevivência dos retalhos, porém não está claro se isso se aplica ao bevacizumabe. Investigamos o efeito de bevacizumabe na viabilidade de retalhos livres em ratos. Método: Os animais foram randomizados em três grupos. O grupo Enxerto recebeu injeção intravenosa de soro fisiológico 0,9% (SF 0,9%) e foi submetido a uma enxertia de pele total. Os grupos Retalho-SF e Retalho-BVZ foram submetidos a retalhos inguinais livres e receberam injeções intravenosas, respectivamente, de SF 0,9% e Bevacizumabe. Resultados: O grupo Enxerto apresentou menor percentual de área de retalho viável (22,81%) em relação ao grupo Retalho-SF (83,98%; p<0,0001) e Retalho-BVZ (60,50%; p=0,0048). Os pedículos do grupo Retalho-BVZ apresentaram menor patência, mas a diferença em relação ao grupo Retalho-SF não foi significante (artérias, p=0,0867; veias, p=0,9999). A ocorrência de necrose foi significativamente maior nos grupos Enxerto (87,50%) e Retalho-BVZ (60,00%) em relação ao grupo Retalho-SF (0%) (p=0,0010). A ocorrência de inflamação foi menor no grupo Retalho-SF (33,33%) em relação aos grupos Enxerto (87,5%) e Retalho-BVZ (70,00%), porém essa análise não atingiu significância (p=0,0588). Não houve diferenças significantes na ocorrência de hemorragia ou trombose intraluminal entre os grupos. Conclusão: O aumento da inflamação, redução da patência e das áreas viáveis dos retalhos, apesar de não significantes, corroboram com efeitos deletérios do bevacizumabe evidenciados na análise histológica e demandam futuros estudos dos potenciais efeitos adversos da droga.

9.
Rev. bras. ortop ; 58(1): 72-78, Jan.-Feb. 2023. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1441335

ABSTRACT

Abstract Objective To evaluate the effects of hydrolyzed collagen and collagen peptide in the treatment of superficial chondral lesions in rats. Method This research employed 18 Rattus norvegicus. A single intraarticular infiltration of sodium iodoacetate (2 mg solution) through the patellar ligament induced joint damage in previously anesthetized animals. We divided the animals into three groups: a control group, a collagen peptide group, and a hydrolyzed collagen group. Treatment consisted of oral administration of collagen peptide or hydrolyzed collagen for 30 days. Afterwards, we euthanized the animals and studied the joint chondral changes. We evaluated the results according to the chondrocyte clusters count and a histological evaluation, as per Pritzker et al. Results There was no statistical significance in injury stages between the control, hydrolyzed collagen, and collagen peptide groups (p= 0.11). Regarding scores, there was a statistical significance between the groups treated with hydrolyzed collagen and collagen peptide (p< 0.05), but not in comparison with the control group. Conclusion The proposed treatments of the induced chondral lesion with the oral administration of hydrolyzed collagen or collagen peptides were effective, resulting in lesion stabilization or regression, and warranting further experimental research to understand and improve the primary outcome of this study.


Resumo Objetivo Avaliar os efeitos do colágeno hidrolisado e do peptídeo de colágeno no tratamento de lesões condrais superficiais de ratos. Método Foram utilizados 18 Rattus norvegicus nesta pesquisa. O dano articular foi induzido por uma única infiltração intra-articular de iodoacetato de sódio (solução 2 mg), injetada através do ligamento patelar da articulação dos animais previamente anestesiados. Os animais foram distribuídos em três grupos: grupo controle, grupo peptídeo de colágeno e grupo colágeno hidrolisado. O tratamento foi realizado por 30 dias com a administração via oral do peptídeo de colágeno ou do colágeno hidrolisado. Posteriormente, foi realizada a eutanásia dos experimentos e seguiu-se para o estudo das alterações condrais articulares. Os resultados foram avaliados conforme contagem de condrócitos por cluster e através da avaliação histológica segundo Pritzker et al. Resultados Ao observar os estágios de lesão, não foi observada significância estatística entre os grupos controle, colágeno hidrolisado e peptídeo de colágeno (p= 0,11). Ao observar os escores, houve significância estatística na comparação do grupo tratado com colágeno hidrolisado e o grupo peptídeo colágeno (p< 0,05), porém sem diferença estatística em relação ao grupo controle. Conclusão Os tratamentos propostos da lesão condral induzida com uso de colágeno hidrolisado ou peptídeos de colágeno via oral mostraram-se eficazes, com estabilização ou regressão da lesão apresentada em ratos, merecendo novas pesquisas experimentais com o intuito de compreender e melhorar o desfecho primário deste trabalho.


Subject(s)
Animals , Rats , Collagen , Knee Injuries/therapy
10.
Article in English | LILACS | ID: biblio-1511467

ABSTRACT

Introduction: The herbicide 2,4-dichlorophenoxyacetic acid (2,4-D) is one of the most widely used pesticides in the world. There is evidence that this herbicide can induce deleterious effects in non-target organisms, including impairment of reproduction function. Objective: The aim of this study was to evaluate the reproductive effects of the chronic consumption of contaminated feed with 2,4-D in rats using food environmental spraying simulation. Methods: Animals orally exposed received nebulized chow with 2,4-D solution in different concentrations for 180 days: 0 (control - CG), 20.69 (LCG), 34.63 (MCG), or 51.66 ppm day−1 (HCG). Results: Sperm quality was impaired to 2,4-D. The percentage of sperm with progressive movement, number of sperm in the testis and daily sperm production were decreased in all exposed groups to the herbicide compared to CG. Sperm counts in the caput/corpus and cauda epididymis were reduced in MCG and HCG, and sperm transit time was delayed in the epididymis of LCG. There was a negative impact on sperm morphology and plasma membrane integrity in MCG and HCG, respectively. Germ cell exfoliation within the lumen of the seminiferous tubules and epithelial vacuolization in epididymis were found in the HCG. Conclusion: This is the first study to describe the negative impact on male reproductive morphophysiology after chronic exposure to 2,4-D using food nebulization in environmentally relevant concentrations, based on agronomic use of the herbicide. The reproductive injuries identified raise concerns about the impacts of wide population exposure to 2,4-D (AU).


Introdução: O herbicida 2,4- ácido diclorofenoxiacético (2,4-D) é um dos agrotóxicos mais utilizados no mundo. Há evidências de que este herbicida pode induzir efeitos deletérios em organismos não-alvo, incluindo prejuízo na função reprodutiva. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos reprodutivos do consumo crônico de ração contaminada com 2,4-D em ratos, utilizando simulação de pulverização ambiental de alimentos. Métodos: Animais expostos oralmente receberam ração nebulizada com solução de 2,4-D em diferentes concentrações por 180 dias: 0 (controle - GC), 20,69 (LCG), 34,63 (MCG) ou 51,66 ppm dia−1 (HCG). Resultados: A qualidade espermática foi prejudicada pelo 2,4-D. A porcentagem de espermatozoides com movimento progressivo, número de espermatozoides no testículo e produção diária de espermatozoides foram menores em todos os grupos expostos ao herbicida, quando comparados ao GC. A contagem de espermatozoides na cabeça/corpo e cauda do epidídimo foi reduzida em MCG e HCG, e o tempo de trânsito espermático atrasou no epidídimo em LCG. Houve impacto negativo na morfologia espermática e na integridade da membrana plasmática em MCG e HCG, respectivamente. Esfoliação de células germinativas no lúmen dos túbulos seminíferos e vacuolização epitelial no epidídimo foram encontradas em HCG. Conclusão: Este é o primeiro estudo a descrever o impacto negativo na morfofisiologia reprodutiva masculina após exposição crônica ao 2,4-D, utilizando nebulização de alimentos em concentrações ambientalmente relevantes, com base no uso agronômico do herbicida. As lesões reprodutivas identificadas levantam preocupações sobre os impactos da ampla exposição da população ao 2,4-D (AU).


Subject(s)
Animals , Rats , Reproduction , Spermatozoa , Agrochemicals/toxicity , Pesticide Exposure , Environmental Exposure
11.
Arq. bras. cardiol ; 120(1): e20220396, 2023. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1420165

ABSTRACT

Resumo Fundamento O treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) tem sido sugerido como alternativa ao treinamento contínuo (TC) em indivíduos com diabetes mellitus (DM) devido à sua curta duração e potencial para melhorar a adesão ao exercício. No entanto, dados sobre seu impacto sobre a variabilidade da frequência cardíaca (VFC) são escassos. Objetivos Avaliar e comparar os efeitos do HIIT e TC sobre a capacidade no exercício, VFC e corações isolados em ratos diabéticos. Métodos Animais diabéticos (estreptozotocina intravenosa, 45 mg.kg -1 ) e controles (C) realizaram 20 sessões de TC (5 dias/semana, 50 min, por quatro semanas) em esteira (70% da capacidade máxima de exercício) ou HIIT (ciclos de 1:1min a 50% e 90% da capacidade máxima de exercício). A VFC foi avaliada por eletrocardiograma contínuo, e a função cardíaca foi avaliada em corações isolados perfundidos. Para a análise dos dados, utilizamos a matriz do modelo linear generalizado de covariância multivariada ou o teste one-way ANOVA seguido pelo teste de Tukey, considerando um valor de p<0,05 como significativo. Resultados A capacidade de exercício (m/min) foi maior no grupo submetido ao HIIT [DM-HIIT: 36,5 (IIQ 30,0-41,3); C-HIIT: 41,5 (37,8-44,5), ambos n=10) em comparação ao grupo submetido ao TC [DM-TC: 29,0 (23,8-33,0); C-TC: 32,0 (29,5-37,0), ambos n=10) (p<0,001). A frequência cardíaca (bpm) foi mais baixa no grupo DM em comparação aos controles (p<0,001) tanto in vivo (DM-HIIT: 348±51, C-HIIT:441±66, DM-TC:361±70, C-TC:437±38) como nos corações isolados. Não houve diferenças na VFC entre os grupos. Os valores máximos e mínimos de dP/dt foram reduzidos no DM, com exceção da +dP/dt no grupo DM-HIIT vs. C-HIIT (diferença média: 595,5±250,3, p=0,190). Conclusão O HIIT de curto prazo promoveu melhora superior no desempenho no exercício em comparação ao TC, sem causar mudanças significativas na variabilidade da frequência cardíaca.


Abstract Background High-intensity interval training (HIIT) has been suggested as an alternative for continuous training (CT) in people with diabetes mellitus (DM) due to its short duration and potential to improve adherence to exercise. However, data on its impact on heart rate variability (HRV) are scarce. Objectives To assess and compare the effects of HIIT and CT on exercise capacity, HRV and isolated hearts in diabetic rats. Methods DM (intravenous streptozotocin, 45 mg.kg -1 ) and control (C) animals performed 20 sessions (5 days/week, 50 min, for 4 weeks) of CT on a treadmill (70% of maximal exercise capacity) or HIIT (cycles of 1:1min at 50% and 90% of maximal exercise capacity). HRV was assessed by continuous electrocardiogram, and cardiac function assessed in isolated perfused hearts. For data analysis, we used the framework of the multivariate covariance generalized linear model or one-way ANOVA followed by Tukey's test, considering p<0.05 as significant. Results Higher exercise capacity (m/min) was achieved in HIIT (DM-HIIT: 36.5 [IQR 30.0-41.3]; C-HIIT: 41.5 [37.8-44.5], both n=10) compared to CT (DM-CT: 29.0 [23.8-33.0]; C-CT: 32.0 [29.5-37.0], both n=10) (p<0.001). Heart rate (bpm) was lower in DM compared to controls (p<0.001) both in vivo (DM-HIIT:348±51, C-HIIT:441±66, DM-CT:361±70, C-CT:437±38) and in isolated hearts. There were no differences in HRV between the groups. Maximum and minimal dP/dt were reduced in DM, except +dP/dt in DM-HIIT vs. C-HIIT (mean difference: 595.5±250.3, p=0.190). Conclusion Short-term HIIT promotes greater improvement in exercise performance compared to CT, including in DM, without causing significant changes in HRV.

12.
Arq. bras. cardiol ; 120(10): e20220750, 2023. graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1520127

ABSTRACT

Resumo Fundamento A dexmedetomidina (DEX), um agonista específico do receptor α2-adrenérgico, é protetora contra lesão de isquemia/reperfusão miocárdica (I/R). No entanto, a associação entre a cardioproteção induzida pelo pré-condicionamento DEX e a supressão da mitofagia permanece pouco clara. Objetivo Portanto, nosso objetivo foi investigar se o pré-condicionamento com DEX alivia a I/R, suprimindo a mitofagia via ativação do receptor α2-adrenérgico. Método Sessenta corações de ratos isolados foram tratados com ou sem DEX antes de induzir isquemia e reperfusão; um antagonista do receptor α2-adrenérgico, a ioimbina (YOH), também foi administrado antes da isquemia, isoladamente ou com DEX. A frequência cardíaca (FC), pressão diastólica do ventrículo esquerdo (PDVE), pressão diastólica final do ventrículo esquerdo (PDFVE), taxa máxima e mínima de desenvolvimento da pressão ventricular esquerda (±dp/dtmax) e tamanho do infarto do miocárdio foram medidos. A ultraestrutura mitocondrial e as autofagossomas foram avaliadas por microscopia eletrônica de transmissão. O potencial de membrana mitocondrial e os níveis de espécies reativas de oxigênio (ROS) foram medidos usando os ensaios JC-1 e diacetato de diclorodi hidrofluoresceína, respectivamente. Os níveis de expressão das proteínas associadas à mitofagia Beclin1, relação LC3II/I, p62, PINK1 e Parkin foram detectados por western blotting. Resultados Em comparação com o grupo controle, no grupo isquemia/reperfusão, a FC, PDVE e ±dp/dtmax foram notavelmente diminuídas (p<0,05), enquanto os tamanhos da PDFVE e do infarto aumentaram significativamente (p<0,05). O pré-condicionamento com DEX melhorou significativamente a disfunção cardíaca, reduziu o tamanho do infarto do miocárdio, manteve a integridade estrutural mitocondrial, aumentou o potencial de membrana mitocondrial, inibiu a formação de autofagossomas e diminuiu a produção de ROS e a relação Beclin1, relação LC3II/I, expressão PINK1, Parkin e p62(p<0,05). Quando DEX e YOH foram combinados, o YOH cancelou o efeito da DEX, enquanto o uso de YOH sozinha não teve efeito. Conclusão Portanto, o pré-condicionamento DEX foi cardioprotetor contra I/R em ratos, suprimindo a mitofagia por meio da ativação do receptor α2-adrenérgico.


Abstract Background Dexmedetomidine (DEX), a specific α2-adrenergic receptor agonist, is protective against myocardial ischemia/reperfusion injury (MIRI). However, the association between DEX preconditioning-induced cardioprotection and mitophagy suppression remains unclear. Objective Hence, we aimed to investigate whether DEX preconditioning alleviates MIRI by suppressing mitophagy via α2-adrenergic receptor activation. Method Sixty isolated rat hearts were treated with or without DEX before inducing ischemia and reperfusion; an α2-adrenergic receptor antagonist, yohimbine (YOH), was also administered before ischemia, alone or with DEX. The heart rate (HR), left ventricular diastolic pressure (LVDP), left ventricular end-diastolic pressure (LVEDP), maximal and minimal rate of left ventricular pressure development (±dp/dtmax), and myocardial infarction size were measured. The mitochondrial ultrastructure and autophagosomes were assessed using transmission electron microscopy. Mitochondrial membrane potential and reactive oxygen species (ROS) levels were measured using JC-1 and dichloride hydrofluorescein diacetate assays, respectively. The expression levels of the mitophagy-associated proteins Beclin1, LC3II/I ratio, p62, PINK1, and Parkin were detected by western blotting. Results Compared with the control group, in the ischemia/reperfusion group, the HR, LVDP, and ±dp/dtmax were remarkably decreased (p< 0.05), whereas LVEDP and infarct sizes were significantly increased (p< 0.05). DEX preconditioning significantly improved cardiac dysfunction reduced myocardial infarction size, maintained mitochondrial structural integrity, increased mitochondrial membrane potential, inhibited autophagosomes formation, and decreased ROS production and Beclin1, LC3II/I ratio, PINK1, Parkin, and p62 expression(p< 0.05). When DEX and YOH were combined, YOH canceled the effect of DEX, whereas the use of YOH alone had no effect. Conclusion Therefore, DEX preconditioning was cardioprotective against MIRI in rats by suppressing mitophagy via α2-adrenergic receptor activation.

13.
Arq. ciências saúde UNIPAR ; 27(3): 1085-1105, 2023.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1425435

ABSTRACT

A doença de Chagas causada pelo parasita Trypanosoma cruzi acomete milhões de pessoas no mundo e não conta com um medicamento de ação efetiva para o seu tratamento etiológico. As drogas disponíveis, o nifurtimox e o benznidazol possuem índices de cura baixos com efeitos colaterais e toxidade que dificultam a adesão dos pacientes à terapia. Este fato impulsiona a busca por alternativas de tratamento que sejam mais efetivas e menos agressivas. Sendo assim, este trabalho teve como objetivo a avaliação dos efeitos clínicos apresentados por Rattus norvergicus infectados por T. cruzi e tratados com soluções ultradiluídas de Lycopodium clavatum ou Phosphorus. O estudo envolveu 93 ratos com quarenta e cinco dias de idade infectados intraperitonealmente com 5x106 formas tripomastigotas sanguíneos da cepa Y de T. cruzi, distribuídos nos grupos: Sadio SD (n=13) - controle não infectado e não tratado, grupo CI (n=27) - controle infectado e tratado com solução hidroalccólica 7% (etanol ­ água), grupo LY diluição 1:1x1026 (n=27) - infectado e tratado com Lycopodium, grupo PH diluição 1:1x1026 (n=26) - infectado e tratado com Phosphorum. Os animais foram avaliados clinicamente através dos parâmetros peso, temperatura, consumo de água e ração, quantidade de excretas, diâmetro e comprimento intestinal, aspecto da pelagem e consistência das fezes. Este estudo mostrou que os parâmetros utilizados foram importantes para a definição clínica da infecção de Rattus novergicus, linhagem Wistar pelo T. cruzi. Mostrou que os medicamentos LY e PH apresentam efeitos benéficos na evolução da clínica dos animais tratados. A utilização de Lycopodium clavatum e Phosphorus diluídos na proporção de 1:1x1026, apresentaram efeitos diferentes. Oito e seis parâmetros de quatorze analisados mostraram efeitos positivos para LY e PH, respectivamente. Os parâmetros consumo de água e ração, quantidade de excretas, diarreia, alopecia difusa e comprimento intestinal apresentaram diferenças significativas em relação ao controle infectado mostrando que mais estudos são necessários com o uso de medicamentos ultradiluídos na infecção pelo T. cruzi.


Chagas disease caused by the parasite Trypanosoma cruzi affects millions of people worldwide and does not have an effective drug for its etiological treatment. The available drugs, nifurtimox and benznidazole, have low cure rates with side effects and toxicity that make it difficult for patients to adhere to therapy. This fact drives the search for treatment alternatives that are more effective and less aggressive. Therefore, this work aimed to evaluate the clinical effects presented by Rattus norvergicus infected by T. cruzi and treated with ultradiluted solutions of Lycopodium clavatum or Phosphorus. The study involved 93 forty five day old rats intraperitoneally infected with 5x106 blood trypomastigotes forms of the Y strain of T. cruzi, distributed in the following groups: Healthy SD (n=13) - non-infected and untreated control, CI group (n =27) - infected control and treated with 7% hydroalcoholic solution (ethanol ­ water), LY group dilution 1:1x1026 (n=27) - infected and treated with Lycopodium, PH group dilution 1:1x1026 (n=26) - infected and treated with Phosphorum. The animals were clinically evaluated through the parameters weight, temperature, water and feed consumption, amount of excreta, intestinal diameter and length, coat appearance and feces consistency. This study showed that the parameters used were important for the clinical definition of infection of Rattus novergicus, Wistar lineage by T. cruzi. It showed that LY and PH drugs have beneficial effects on the clinical evolution of treated animals. The use of Lycopodium clavatum and Phosphorus diluted in the ratio of 1:1x1026, showed different effects. Eight and six parameters out of fourteen analyzed showed positive effects for LY and PH, respectively. The parameters water and feed consumption, amount of excreta, diarrhea, diffuse alopecia and intestinal length showed significant differences in relation to the infected control, showing that more studies are needed with the use of ultradiluted drugs in T. cruzi infection.


La enfermedad de Chagas causada por el parásito Trypanosoma cruzi afecta a millones de personas en todo el mundo y no cuenta con un fármaco eficaz para su tratamiento etiológico. Los fármacos disponibles, nifurtimox y benznidazol, presentan bajas tasas de curación con efectos secundarios y toxicidad que dificultan la adherencia terapéutica de los pacientes. Este hecho impulsa la búsqueda de alternativas de tratamiento más eficaces y menos agresivas. Por lo tanto, este trabajo tuvo como objetivo evaluar los efectos clínicos presentados por Rattus norvergicus infectados por T. cruzi y tratados con soluciones ultradiluidas de Lycopodium clavatum o Fósforo. En el estudio participaron 93 ratas de cuarenta y cinco días de edad infectadas intraperitonealmente con 5x106 formas tripomastigotes sanguíneas de la cepa Y de T. cruzi, distribuidos en los siguientes grupos: SD sano (n=13) - control no infectado y no tratado, grupo CI (n =27) - control infectado y tratado con solución hidroalcohólica al 7% (etanol - agua), grupo LY dilución 1:1x1026 (n=27) - infectado y tratado con Lycopodium, grupo PH dilución 1:1x1026 (n=26) - infectado y tratado con Phosphorum. Los animales fueron evaluados clínicamente mediante los parámetros peso, temperatura, consumo de agua y pienso, cantidad de excrementos, diámetro y longitud intestinal, aspecto del pelaje y consistencia de las heces. Este estudio demostró que los parámetros utilizados eran importantes para la definición clínica de la infección de Rattus novergicus, linaje Wistar por T. cruzi. Demostró que los fármacos LY y PH tienen efectos beneficiosos en la evolución clínica de los animales tratados. El uso de Lycopodium clavatum y Phosphorus diluidos en la proporción de 1:1x1026, mostró efectos diferentes. Ocho y seis parámetros de los catorce analizados mostraron efectos positivos para LY y PH, respectivamente. Los parámetros consumo de agua y pienso, cantidad de excretas, diarrea, alopecia difusa y longitud intestinal mostraron diferencias significativas en relación al control infectado, mostrando que son necesarios más estudios con el uso de fármacos ultradiluidos en la infección por


Subject(s)
Animals , Rats , Phosphorus/therapeutic use , Lycopodium clavatum/therapeutic use , Chagas Disease/drug therapy , Rats, Wistar , Pharmaceutical Preparations/analysis , Clinical Evolution/veterinary
14.
Rev. Headache Med. (Online) ; 14(1): 65-68, 2023.
Article in English | LILACS | ID: biblio-1531837

ABSTRACT

Objective: To evaluate mast cell presence in the pericranium of Wistar rats. Methods: Five male rats of the Wistar strain were used. The animals were housed under a 12 h light cycle with ad libitum access to food and water and allowed 10 days of acclimatization before tissue sampling. The five rats were anesthetized by intraperitoneal injection of ketamine/xylazine, 10/20 mg/kg. Following aseptic preparation of the head skin, a midline longitudinal incision was made to expose the pericranium. Two samples of the pericranium were taken, one from the right and one from the left. These samples were fixed in 10% buffered formaldehyde for 24 h. After fixation, tissue samples were paraffin-embedded and sectioned at 4 µm. Then, slides were deparaffinized, stained with a concentration of 0.1% toluidine blue for 1 min, and washed with distilled water. Last, slides were photomicrographed under 400x magnification to identify mast cells. Results: Mast cells were identified in the dura mater and the five rats' pericranium. In the dura mater, mast cells were also found in these rats. We found both granulated (intact) and degranulated mast cells. Conclusion: We suggest that future preclinical studies investigating the involvement of dural mast cells and other meningeal cell populations should also include pericranium samples to explore this structure's relevance in migraine pain and other headache disorders.


Objetivo: Avaliar a presença de mastócitos no pericrânio de ratos Wistar. Métodos: Foram utilizados cinco ratos machos da linhagem Wistar. Os animais foram alojados sob um ciclo de luz de 12 horas com acesso ad libitum a comida e água e tiveram 10 dias de aclimatação antes da amostragem de tecido. Os cinco ratos foram anestesiados por injeção intraperitoneal de cetamina/xilazina, 10/20 mg/kg. Após preparação asséptica da pele da cabeça, foi feita uma incisão longitudinal na linha média para expor o pericrânio. Foram retiradas duas amostras do pericrânio, uma da direita e outra da esquerda. Essas amostras foram fixadas em formaldeído tamponado a 10% por 24 horas. Após a fixação, as amostras de tecido foram embebidas em parafina e seccionadas a 4 µm. Em seguida, as lâminas foram desparafinizadas, coradas com concentração de azul de toluidina 0,1% por 1 min e lavadas com água destilada. Por fim, as lâminas foram fotomicrografadas com aumento de 400x para identificação de mastócitos. Resultados: Foram identificados mastócitos na dura-máter e no pericrânio dos cinco ratos. Na dura-máter, mastócitos também foram encontrados nesses ratos. Encontramos mastócitos granulados (intactos) e desgranulados. Conclusão: Sugerimos que futuros estudos pré-clínicos que investiguem o envolvimento de mastócitos durais e outras populações de células meníngeas também incluam amostras de pericrânio para explorar a relevância desta estrutura na dor da enxaqueca e em outros distúrbios de cefaleia.


Subject(s)
Humans , Headache
15.
Arq. neuropsiquiatr ; 80(12): 1220-1226, Dec. 2022. tab, graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1439411

ABSTRACT

Abstract Background The fact that inflammation triggers epileptic seizures brings to mind the antiepileptic properties of anti-inflammatory drugs. Objective To investigate the electrophysiological and anti-inflammatory effects of fingolimod on an experimental penicillin-induced acute epileptic seizure model in rats. Methods Thirty-two male Wistar rats were divided into four groups: control (penicillin), positive control (penicillin + diazepam [5 mg/kg]), drug (penicillin + fingolimod [0.3 mg/kg]) and synergy group (penicillin + diazepam + fingolimod). The animals were anesthetized with urethane, and epileptiform activity was induced by intracortical injection of penicillin (500,000 IU). After electrophysiological recording for 125 minutes, IL-1β, TNF-α, and IL-6 were evaluated by ELISA in the serum of sacrificed animals. Results During the experiment, animal deaths occurred in the synergy group due to the synergistic negative chronotropic effect of diazepam and fingolimod. Although not statistically significant, fingolimod caused a slight decrease in spike-wave activity and spike amplitudes in the acute seizure model induced by penicillin (p > 0.05). Fingolimod decreased serum IL-1β (p < 0.05); fingolimod and diazepam together reduced IL-6 (p < 0.05), but no change was observed in serum TNF-α values. Conclusion Even in acute use, the spike-wave and amplitude values of fingolimod decrease with diazepam, anticonvulsant and anti-inflammatory effects of fingolimod will be more prominent in chronic applications and central tissue evaluations. In addition, concomitant use of fingolimod and diazepam is considered to be contraindicated due to the synergistic negative inotropic effect.


Resumo Antecedentes O fato de a inflamação desencadear crises epilépticas traz à mente as propriedades antiepilépticas dos anti-inflamatórios. Objetivo Investigar os efeitos eletrofisiológicos e anti-inflamatórios do fingolimode em um modelo experimental de crise epiléptica aguda induzida por penicilina em ratos. Métodos Trinta e dois ratos Wistar machos foram divididos em quatro grupos: controle (penicilina), controle positivo (penicilina + diazepam [5 mg/kg]), droga (penicilina + fingolimode [0,3 mg/kg]) e grupo sinergia (penicilina + diazepam + fingolimode). Os animais foram anestesiados com uretano, e a atividade epileptiforme foi induzida por injeção intracortical de penicilina (500.000 UI). Após registro eletrofisiológico por 125 minutos, IL-1β, TNF-α e IL-6 foram avaliados por ELISA no soro dos animais sacrificados. Resultados Durante o experimento, ocorreram mortes de animais no grupo sinérgico devido ao efeito cronotrópico negativo sinérgico do diazepam e do fingolimode. Embora não seja estatisticamente significativo, o fingolimode causou uma ligeira diminuição na atividade pico-onda e nas amplitudes pico no modelo de convulsão aguda induzida pela penicilina (p > 0,05). O fingolimode diminuiu a IL-1β sérica (p < 0,05); fingolimode e diazepam juntos reduziram a IL-6 (p < 0,05), mas não foi observada alteração nos valores séricos de TNF-α. Conclusão Pensa-se que o efeito anticonvulsivante leve de uma dose única de fingolimode será mais proeminente em aplicações crônicas e em avaliações de tecidos centrais. Além disso, o uso concomitante de fingolimode e diazepam é considerado contraindicado devido ao efeito inotrópico negativo sinérgico.

16.
Arq. bras. cardiol ; 119(5): 766-775, nov. 2022. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1533698

ABSTRACT

Resumo Fundamento O exercício físico exaustivo pode causar alterações significantes nas propriedades elétricas do miocárdio. Objetivo Avaliar, através do mapeamento potencial de superfície corporal, a atividade elétrica do coração de ratos durante a despolarização ventricular após exercício exaustivo agudo. Métodos Ratos machos com doze semanas de idade foram submetidos a exercício agudo em esteira a 36 m/min até a exaustão. Eletrocardiogramas unipolares (ECGs) da superfície do tronco foram registrados em ratos anestesiados com zoletil três a cinco dias antes (Pré-Ex), 5 e 10 minutos após exercício exaustivo (Pós-Ex 5 e Pós-Ex 10, respectivamente) simultaneamente com ECGs nas derivações dos membros. Os mapas potenciais de superfície corporal instantâneos (BSPMs, body surface potential maps ) foram analisados durante a despolarização ventricular. Os valores de p <0,05 foram considerados estatisticamente significantes. Resultados Comparado com o Pré-Ex, uma conclusão precoce da segunda inversão de distribuições de potencial, uma conclusão precoce da despolarização ventricular, bem como uma diminuição na duração da fase média e a duração total da despolarização ventricular nos BSPMs foram reveladas no Pós-Ex5. Além disso, em comparação com o Pré-Ex, um aumento na amplitude do extremo negativo do BSPM no pico da onda R no ECG na derivação II (pico RII) e uma diminuição na amplitude do extremo negativo do BSPM a 3 e 4 ms após o pico RII foram demonstrados no Pós-Ex 5. No Pós-Ex 10, os parâmetros dos BSPMs não diferiram daqueles do Pré-Ex. Conclusão Em ratos, o exercício exaustivo agudo causa alterações reversíveis nas características temporais e de amplitude dos BSPMs durante a despolarização ventricular, provavelmente relacionadas a alterações na excitação da massa principal do miocárdio ventricular.


Abstract Background Exhaustive physical exercise can cause substantial changes in the electrical properties of the myocardium. Objective To evaluate, using body surface potential mapping, the electrical activity of the heart in rats during ventricular depolarization after acute exhaustive exercise. Methods Twelve-week-old male rats were submitted to acute treadmill exercise at 36 m/min until exhaustion. Unipolar electrocardiograms (ECGs) from the torso surface were recorded in zoletil-anesthetized rats three to five days before (Pre-Ex), 5 and 10 minutes after exhaustive exercise (Post-Ex 5 and Post-Ex 10, respectively) simultaneously with ECGs in limb leads. The instantaneous body surface potential maps (BSPMs) were analyzed during ventricular depolarization. P values <0.05 were considered statistically significant. Results Compared with Pre-Ex, an early completion of the second inversion of potential distributions, an early completion of ventricular depolarization, as well as a decrease in the duration of the middle phase and the total duration of ventricular depolarization on BSPMs were revealed at Post-Ex 5. Also, compared with Pre-Ex, an increase in the amplitude of negative BSPM extremum at the R-wave peak on the ECG in lead II (RII-peak) and a decrease in the amplitude of negative BSPM extremum at 3 and 4 ms after RII-peak were showed at Post-Ex 5. At Post-Ex 10, parameters of BSPMs did not differ from those at Pre-Ex. Conclusion In rats, acute exhaustive exercise causes reversible changes in the temporal and amplitude characteristics of BSPMs during ventricular depolarization, most likely related to alterations in the excitation of the main mass of the ventricular myocardium.

18.
Rev. Ciênc. Méd. Biol. (Impr.) ; 21(2): 180-186, out.2022. tab, fig
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1399804

ABSTRACT

Introdução: estudos sugerem forte associação da exposição perinatal e pós-natal a dietas ricas em gordura e complicações cardiovasculares. Objetivo: avaliar os efeitos da exposição a dieta hiperlipídica no período perinatal e pós desmame sobre indicadores de risco cardiometabólico e alterações histomorfometrica na aorta em ratos. Metodologia: Ratas Wistar foram separadas em grupos de acordo com a dieta durante a gestação e lactação: dieta controle (n=3) e dieta hiperlipídica (n=3). No 21º dia de vida filhotes machos foram divididos em subgrupos (n=6): CC: formado por ratos expostos a dieta controle durante toda a vida; CH: formado por ratos cuja a mãe consumiu dieta controle e após o desmame os filhotes consumiram dieta hiperlipídica; HH: formado por filhotes expostos a dieta hiperlipídica durante toda a vida e HC: formado por ratos cuja a mãe consumiu dieta hiperlipídica e após o desmame os filhotes consumiram dieta controle. No 60º dia de vida, IMC, índices aterogênicos, proteína C reativa e histomorfometria da aorta dos descendentes foram avaliados. Resultados: o grupo HC apresentou maior IMC em comparação aos grupos HH e CH (p= 0,0004). A razão colesterol total / HDL-colesterol foi maior para o grupo CH comparado ao CC e HC (p = 0,016). Coeficiente aterogênico (p = 0,003), espessura da aorta (p = 0,003) e quantidade de lamelas elásticas (p = 0,0002) foram maiores nos grupos CH e HH em comparação a CC e HC. Conclusão: exposição a dieta hiperlipídica nos períodos perinatal e pós desmame aumentou o risco cardiometabólico e alterou a histomorfometria aórtica de ratos.


Background: studies suggest a strong association of perinatal and postnatal exposure to high-fat diets and cardiovascular complications. Objective: to evaluate the effects of exposure to a high-fat diet in the perinatal and post-weaning period on indicators of cardiometabolic risk and aorta histomorphometric changes in the rats. Methodology: Wistar rats were separated into groups according to the diet during pregnancy and lactation: control diet (n=3) and high fat diet (n=3). On the 21st day of life, male pups were divided into subgroups (n=6): CC: formed by rats exposed to a control diet for all life; CH: formed by rats whose mother consumed a control diet and after weaning the pups consumed a high-fat diet; HH: formed by pups exposed to a high-fat diet for all life and HC: formed by rats whose mother consumed a high-fat diet and after weaning the pups consumed a control diet. On the 60th day of life, BMI, atherogenic indices, C-reactive protein and histomorphometry of the aorta of the offspring were evaluated. Results: the HC group showed higher BMI compared to the HH and CH groups (p=0.0004). The total cholesterol / HDL-cholesterol ratio was higher for the CH group compared to CC and HC (p = 0.016). Atherogenic coefficient (p= 0,003), aortic thickness (p = 0.003) and amount of elastic lamellae (p = 0.0002) were higher in CH and HH groups compared to CC and HC. Conclusion: exposure to a high-fat diet in the perinatal and post-weaning periods increased cardiometabolic risk and altered aortic histomorphometry in rats.


Subject(s)
Animals , Male , Female , Rats , Aorta , Rats , Rats, Wistar , Diet, High-Fat , Lipids
19.
Arq. bras. cardiol ; 119(4): 574-584, Oct. 2022. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1403371

ABSTRACT

Resumo Fundamento A hipertrofia e a dilatação do ventrículo direito observadas na hipertensão arterial pulmonar (HAP) prejudicam a dinâmica do ventrículo esquerdo (VE) achatando o septo interventricular. Objetivo Investigar se o treinamento físico resistido (TFR) de intensidade baixa a moderada é benéfico para funções contráteis do VE e de cardiomiócitos em ratos durante o desenvolvimento de HAP induzida por monocrotalina (MCT). Métodos Foram usados ratos Wistar machos (Peso corporal: ~ 200 g). Para avaliar o tempo até o possível surgimento de insuficiência cardíaca (ou seja, ponto de desfecho), os ratos foram divididos em dois grupos, hipertensão com sedentarismo até a insuficiência (HSI, n=6) e hipertensão com treinamento até a insuficiência (HTI, n=6). Para testar os efeitos do TFR, os ratos foram divididos entre grupos de controle sedentários (CS, n=7), hipertensão com sedentarismo (HS, n=7) e hipertensão com treinamento (HT, n=7). A HAP foi induzida por duas injeções de MCT (20 mg/kg, com um intervalo de 7 dias). Os grupos com treinamento foram submetidos a um protocolo de TFR (subir escadas; 55-65% da máxima carga carregada), 5 dias por semana. A significância estatística foi definida em p <0,05. Resultados O TFR prolongou o ponto de desfecho (~25%), melhorou a tolerância ao esforço físico (~55%) e atenuou as disfunções de contratilidade de VE e de cardiomiócitos promovidas pela MCT preservando a fração de ejeção e o encurtamento fracional, a amplitude do encurtamento, e as velocidades de contração e relaxamento nos cardiomiócitos. O TFR também preveniu os aumentos de fibrose e colágeno tipo I no ventrículo esquerdo causados pela MCT, além de manter as dimensões de miócitos e colágeno tipo III reduzidas por MCT. Conclusão O TFR de intensidade baixa a moderada é benéfico para funções contráteis de VE e cardiomiócitos em ratos durante o desenvolvimento de HAP induzida por MCT.


Abstract Background The right ventricular hypertrophy and dilation observed in pulmonary artery hypertension (PAH) damages the left ventricle (LV) dynamics by flattening the interventricular septum. Objective To investigate whether low- to moderate-intensity resistance exercise training (RT) is beneficial to LV and cardiomyocyte contractile functions in rats during the development of monocrotaline (MCT)-induced PAH. Methods Male Wistar rats (Body weight: ~ 200 g) were used. To assess the time to potential heart failure onset (i.e., end point), rats were divided into sedentary hypertension until failure (SHF, n=6) and exercise hypertension until failure (EHF, n=6) groups. To test RT effects, rats were divided into sedentary control (SC, n = 7), sedentary hypertension (SH, n=7), and exercise hypertension (EH, n=7) groups. PAH was induced by two MCT injections (20 mg/kg, with 7 days interval). Exercise groups were submitted to an RT protocol (Ladder climbing; 55-65% of carrying maximal load), 5 times/week. Statistical significance was assumed at P < 0.05. Results RT prolonged the end point (~25 %), enhanced the physical effort tolerance (~ 55%), and mitigated the LV and cardiomyocyte contractility dysfunctions promoted by MCT by preserving the ejection fraction and fractional shortening, the amplitude of shortening, and the velocities of contraction and relaxation in cardiomyocytes. RT also prevented increases in left ventricle fibrosis and type I collagen caused by MCT, and maintained the type III collagen and myocyte dimensions reduced by MCT. Conclusion Low- to moderate-intensity RT benefits LV and cardiomyocyte contractile functions in rats during the development of MCT-induced PAH.

20.
Arq. neuropsiquiatr ; 80(9): 900-907, Sept. 2022. graf
Article in English | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1420243

ABSTRACT

Abstract Background Pain is an uncomfortable sensation in the body. Kaempferol is a flavonoid with antinociceptive effects. Transient receptor potential (TRP) channels have been characterized in the sensory system. Objective This study evaluated the central antinociceptive effect of Kaempferol and possible mechanisms of action of transient receptor potential cation channel subfamily V member 1 (TRPV1). Methods Capsaicin as a TRPV agonist (5 μg/μL, intracerebroventricular [ICV]) and capsazepine as its antagonist (10 μg/μL, icv) were used to test the analgesic effect of kaempferol (1.5 mg, ICV). Morphine (10 μg, ICV) was used as a positive control. The other groups were treated with a combination of kaempferol and capsaicin, kaempferol and capsazepine, and capsaicin and capsazepine. The cannula was implanted in the cerebroventricular area. The tail-flick, acetic acid, and formalin tests were used to assess analgesic activity.For evaluation of antiinflammatory effect, the formalin-induced rat pawedema was used. Results Kaempferol significantly decreased pain in the acute pain models, including the tail-flick and the first phase of the formalin test. In the late phase of the formalin test, as a valid model of nociception, capsazepine inhibited the antinociceptive effect of kaempferol. Conclusions Kaempferol has an analgesic effect in the acute pain model and can affect inflammatory pain. Also, the TRPV1 channel plays a role in the antinociceptive activity of kaempferol.


Resumo Antecedentes A dor é uma sensação desconfortável no corpo. Kaempferol é um flavonoide com efeitos antinociceptivos. Canais receptores de potencial transitório têm sido caracterizados no sistema sensorial. Objetivo Este estudo avaliou o efeito antinociceptivo central do kaempferol e os possíveis mecanismos de ação do TRPV1. Métodos Capsaicina como agonista de TRPV (5 μg/μL, intracerebroventricular [ICV]) e capsazepina como seu antagonista (10 μg/μL, icv) foram usados para testar o efeito analgésico do kaempferol (1,5 mg, ICV). A morfina (10 μg, ICV) foi usada como controle positivo. Os outros grupos foram tratados com uma combinação de kaempferol e capsaicina, kaempferol e capsazepina e capsaicina e capsazepina. A cânula foi implantada na área cerebroventricular. Os testes de movimento de cauda, ácido acético e formalina foram usados para avaliar a atividade analgésica. Para avaliação do efeito anti-inflamatório, foi utilizado o edema de pata de rato induzido por formalina. Resultados Kaempferol diminuiu significativamente a dor nos modelos de dor aguda, incluindo o movimento da cauda e a primeira fase do teste de formalina. Na fase tardia do teste da formalina, como modelo válido de nocicepção, a capsazepina inibiu o efeito antinociceptivo do kaempferol. Conclusões Kaempferol tem efeito analgésico no modelo de dor aguda e pode afetar a dor inflamatória. Além disso, o canal TRPV1 desempenha um papel na atividade antinociceptiva do kaempferol.

SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL