Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 16 de 16
Filter
1.
Brasília; s.n; 15 jul.2020.
Non-conventional in Portuguese | PIE, LILACS, BRISA, PIE | ID: biblio-1117674

ABSTRACT

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 14 artigos e 6 protocolos.


Subject(s)
Humans , Pneumonia, Viral/drug therapy , Coronavirus Infections/drug therapy , Betacoronavirus/drug effects , Renin-Angiotensin System , Technology Assessment, Biomedical , Omeprazole/therapeutic use , Dexamethasone/therapeutic use , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Cohort Effect , Enoxaparin/therapeutic use , Peptidyl-Dipeptidase A/therapeutic use , Ritonavir/therapeutic use , Interleukin 1 Receptor Antagonist Protein/therapeutic use , Lopinavir/therapeutic use , Fibrinolytic Agents/therapeutic use , Esomeprazole/therapeutic use , Darunavir/therapeutic use , Rituximab/therapeutic use , Pantoprazole/therapeutic use , Hydroxychloroquine/therapeutic use , Anticoagulants/therapeutic use
2.
Brasília; s.n; 14 maio 2020.
Non-conventional in Portuguese | PIE, LILACS, BRISA, PIE | ID: biblio-1097392

ABSTRACT

Essa é uma produção do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit) da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE/MS), que tem como missão promover a ciência e tecnologia e o uso de evidências científicas para a tomada de decisão do SUS, tendo como principal atribuição o incentivo ao desenvolvimento de pesquisas em saúde no Brasil, de modo a direcionar os investimentos realizados em pesquisa pelo Governo Federal às necessidades de saúde pública. Informar sobre as principais evidências científicas descritas na literatura internacional sobre tratamento farmacológico para a COVID-19. Além de resumir cada estudo identificado, o informe apresenta também uma avaliação da qualidade metodológica e a quantidade de artigos publicados, de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, entre outros). Foram encontrados 15 artigos.


Subject(s)
Humans , Pneumonia, Viral/drug therapy , Coronavirus Infections/drug therapy , Disease Progression , Betacoronavirus/drug effects , Primaquine/therapeutic use , Ivermectin/therapeutic use , Angiotensin-Converting Enzyme Inhibitors/therapeutic use , BCG Vaccine/administration & dosage , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Chloroquine/therapeutic use , Azithromycin/therapeutic use , Ritonavir/therapeutic use , Losartan/therapeutic use , Antiretroviral Therapy, Highly Active/instrumentation , Drug Combinations , Oseltamivir/therapeutic use , Lopinavir/therapeutic use , Darunavir/therapeutic use , Telmisartan/therapeutic use , Hydroxychloroquine/therapeutic use , Anticoagulants/therapeutic use
3.
Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; abr. 2020. ilus, tab.
Non-conventional in Portuguese | ColecionaSUS, LILACS, ColecionaSUS, BRISA | ID: biblio-1096170

ABSTRACT

ANÁLISE: O coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2 (abreviado para SARS-CoV-2, do inglês Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2), anteriormente conhecida como novo coronavírus (2019-nCoV), é um agente zoonótico recém-emergente que surgiu em dezembro de 2019, em Wuhan, China, causando manifestações respiratórias, digestivas e sistêmicas, que se articulam no quadro clínico da doença denominada de COVID-19 (do inglês Coronavirus Disease 2019. Ainda não há informações robustas sobre a história natural da doença, nem medidas de efetividade para manejo clínico dos casos de infecção pelo COVID-19, restando ainda muitos detalhes a serem esclarecidos. No entanto, sabe-se que o vírus tem alta transmissibilidade e provoca uma síndrome respiratória aguda que varia de casos leves (cerca de 80%) a casos muito graves com insuficiência respiratória (5% e 10% dos casos), que podem requerer tratamento especializado em unidades de terapia intensiva (UTI). Sua letalidade varia, principalmente conforme a faixa etária. A TECNOLOGIA: O suporte de vida extracorpóreo ou oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO) é uma modalidade terapêutica que possibilita suporte temporário à falência pulmonar e/ou cardíaca refratária ao tratamento clínico convencional. Fazem parte essencial de um circuito de ECMO duas cânulas de drenagem e retorno do sangue (inflow/outflow), uma bomba de propulsão de sangue, um oxigenador, sensores de fluxo e pressão, sistema de controle de temperatura para resfriamento ou aquecimento do sangue e pontos de acesso arterial e venoso para coleta de sangue no circuito. A função da bomba de propulsão é impulsionar o sangue do paciente para a membrana oxigenadora, gerando fluxo para o sistema. O oxigenador é um dispositivo de troca de gases que usa uma membrana semipermeável (membrana de oxigenação) para separar compartimento sanguíneo e um gasoso. O sangue desoxigenado é drenado pela força da bomba externa, atravessa o oxigenador (onde se processa a troca de dióxido de carbono por oxigênio) e é devolvido ao paciente. ANÁLISE DA EVIDÊNCIA: O objetivo deste relatório é analisar as evidências científicas sobre eficácia e segurança da oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO) para tratamento de pacientes graves com COVID-19. Com o objetivo de nortear a busca da literatura, foi formulada a pergunta estruturada, de acordo com o acrônimo PICO (População, Intervenção, Comparador e Outcomes [desfechos]. CONSIDERAÇÕES ÉTICAS Usar critérios de consenso predeterminados para o racionamento da ECMO, se indicado; reavaliar todos os aspectos do plano de tratamento de um paciente regularmente, incluindo a necessidade de continuar ou encerrar a ECMO; invocar justiça distributiva somente em circunstâncias em que o racionamento exclua a capacidade de cuidar de cada indivíduo de maneira ideal; buscar opiniões de comitês de ética hospitalar e médico-legais em cenários eticamente desafiadores. GARANTIA DE QUALIDADE E PESQUISA COLABORATIVA: Manter estruturas de garantia de qualidade e governança clínica com análises frequentes da qualidade da ECMO; garantir a coleta e o compartilhamento de dados para informar a preparação e o atendimento ao paciente; objetivar a aprovação da ética em vigor ou desenvolver mecanismos para processos de revisão e aprovação da ética. CONCLUSÕES Ao todo, foram analisados 11 estudos que incluíram pacientes com COVID-19 em uso de ECMO. Uma taxa maior de mortalidade foi atribuída à ECMO, no entanto, análises agrupadas não mostraram diferença estatisticamente significativa na mortalidade entre pacientes tratados com ECMO e com terapia padrão. Não há evidências claras do benefício do uso do ECMO em pacientes com COVID-19 até o momento. As diretrizes provisórias da OMS recomendam oferecer oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO) a pacientes elegíveis com síndrome do desconforto respiratório agudo relacionada à COVID-19. A utilização do equipamento é recomendada pela OMS em casos de hipoxemia refratária e apenas em centros especializados que conte uma equipe capacitada para a utilização do equipamento (24,25). A Organização Extracorpórea de Suporte à Vida (ELSO - The Extracorporeal Life Support Organization) orienta que uso de ECMO em pacientes com COVID19 irá depender do caso e deve ser reavaliada regularmente com base na carga geral do paciente, na capacitação da equipe e na disponibilidade de outros recursos. A AARC também recomenda o uso de ECMO apenas em pacientes adultos com COVID19 e SRAG grave, cuidadosamente selecionados, ventilados mecanicamente e com hipoxemia refratária. A complexidade da ECMO exige uma equipe de UTI bem qualificada para prestar atendimento a pacientes graves, sendo limitado seu uso a centros especializados. As evidências disponíveis de populações semelhantes de pacientes sugerem que pacientes cuidadosamente selecionados com SRAG grave que não se beneficiam do tratamento convencional podem obter bons resultados com a ECMO venovenosa.


Subject(s)
Humans , Respiration, Artificial/instrumentation , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Coronavirus Infections/therapy , Hypoxia/etiology , Technology Assessment, Biomedical
4.
Brasília; s.n; 26 abr. 2020.
Non-conventional in Portuguese | PIE, LILACS, BRISA, PIE | ID: biblio-1097411

ABSTRACT

Essa é uma produção do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit) da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (SCTIE) do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE/MS), que tem como missão promover a ciência e tecnologia e o uso de evidências científicas para a tomada de decisão do SUS, tendo como principal atribuição o incentivo ao desenvolvimento de pesquisas em saúde no Brasil, de modo a direcionar os investimentos realizados em pesquisa pelo Governo Federal às necessidades de saúde pública. Informar sobre as principais evidências científicas descritas na literatura internacional sobre tratamento farmacológico para a COVID-19. Além de resumir cada estudo identificado, o informe apresenta também uma avaliação da qualidade metodológica e a quantidade de artigos publicados, de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, entre outros). Foram encontrados 25 artigos e 47 protocolos.


Subject(s)
Humans , Pneumonia, Viral/drug therapy , Coronavirus Infections/drug therapy , Betacoronavirus/drug effects , Technology Assessment, Biomedical , Hydrocortisone/therapeutic use , Angiotensin-Converting Enzyme Inhibitors/therapeutic use , Vaccines/therapeutic use , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Chloroquine/therapeutic use , Cross-Sectional Studies/instrumentation , Tissue Plasminogen Activator/therapeutic use , Azithromycin/therapeutic use , Ritonavir/therapeutic use , Dipyridamole/therapeutic use , Drug Combinations , Lopinavir/therapeutic use , Hydroxychloroquine/therapeutic use , Anticoagulants/therapeutic use
5.
s.l; RedARETS; mar. 2020.
Non-conventional in Spanish | LILACS, BRISA | ID: biblio-1095226

ABSTRACT

INTRODUCCION: Tecnología: Oxigenación por membrana extracorpórea o ECMO (ExtraCorporeal Membrane Oxygenation) veno arterial. Características de la tecnología: El soporte vital extracorpóreo veno-arterial (ECMO-VA es una alternativa terapéutica para aquellos pacientes que cursan con falla cardiopulmonar que, a pesar de optimizar la ventilación mecánica y el soporte hemodinámico o aplicar terapias avanzadas (ventilación diferencial, posición prono, óxido nítrico, etc), son incapaces de superar la hipoxemia y la depresión miocárdica. El síndrome cardiopulmonar por virus Hanta (SCPH) se caracteriza por hipotensión, disminución del índice cardíaco, aumento de la resistencia vascular sistémica y edema pulmonar por incremento de la permeabilidad vascular. En un subgrupo de enfermos, estas manifestaciones pueden culminar en falla respiratoria y depresión miocárdica severas, asociadas a elevada mortalidad (21-24). En estos casos, el ECMO-VA puede substituir temporalmente la función cardíaca y respiratoria mientras se supera el período de máximo riesgo vital. DESCRIPCIÓN DE LA TECNOLOGÍA: Los mejores resultados obtenidos con el uso de ECMO en los últimos años, se relacionan con el perfeccionamiento de la técnica y modificación de los criterios de selección de los pacientes (34). Entre ellos destaca la implementación precoz del ECMO, es decir, antes que se instale el daño pulmonar inducido por ventilación mecánica. En Chile, la mortalidad del SCPH causada por virus Andes Sur, sigue siendo elevada (36%) y aquellos enfermos que en las primeras 24 h desarrollan hipoxemia refractaria y disfunción cardíaca de progresión rápida, tienen 100% de mortalidade. Para identificar pacientes con SCPH que requerirán asistencia extracorpórea se propone la presencia de shock refractario con índice cardíaco <2,5 L/min/m2 y láctico sérico >4 mmol/L. ESTRATEGIA DE BÚSQUEDA: Protocolo de búsqueda bibliográfica (palabras clave, combinaciones, sitios consultados. Se realizó una búsqueda con tres operadores independientes, en las bases de datos bibliográficas detalladas a continuación, en buscadores genéricos de Internet como Google, Agencias de Evaluación de Tecnologías Sanitarias y Agencias nacionales e internacionales reguladoras de alimentos y medicamentos. RESULTADOS: La evidencia encontrada se basa en estudios observacionales (casos y series de casos), tomando en cuenta que los pacientes incluidos y conectados en ECMO-VA presentan de acuerdo con Crowley y col y otros autores, parámetros clínicos y de laboratorio asociados con una mortalidad del 100% en dicha fase de la enfermedad. RECOMENDACIONES: El panel de expertos recomienda el uso de ECMO para individuos con síndrome cardiopulmonar grave por hantavirus ( recomendación fuerte a favor). Balance de beneficios: El panel otorgó peso a los potenciales beneficios en contexto de una condición con elevada mortalidad, en la cual no existen alternativas terapéuticas válidas. Sin embargo, existió acuerdo en que estos beneficios potenciales no han sido comprobados y que se requiere promover la investigación en el tema.


Subject(s)
Humans , Pulmonary Heart Disease/drug therapy , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Technology Assessment, Biomedical , Cost-Benefit Analysis
6.
Rev. bras. anestesiol ; 70(1): 55-58, Jan.-Feb. 2020. tab, graf
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1137135

ABSTRACT

Abstract Background: Veno-venous extracorporeal membrane oxygenation is an established therapy for patients with refractory acute respiratory distress syndrome (ARDS). One complication related to the use of veno-venous extracorporeal membrane oxygenation is thrombosis despite proper anticoagulation. We report the diagnosis and management of a clot-obstruction in a single site cannula placed through the internal jugular vein, guided by transesophageal echocardiography. Case report: A 39 year-old male developed acute respiratory distress syndrome and hemodynamic instability after an episode of pulmonary aspiration in the ICU. Eight hours after placement of a single site veno-venous extracorporeal membrane oxygenation, suddenly the perfusionist noticed a reduction in flow. TEE showed a thrombus-like mass obstructing the inflow port in SVC and inflow at IVC was intact. After unsuccessful attempts to reposition the cannula, the team decided to insert additional femoral inflow cannula through the IVC. The single site catheter was then pulled out until its tip was positioned in the right atrium and all three ports of the catheter were switched to the infusion ports. After this, flows and oxygenation improved significantly. Unfortunately, despite all of the efforts, the patient died 2 days later. Discussion: The diagnosis of veno-venous extracorporeal membrane oxygenation cannula obstruction is based on reduced inflow rates, hemodynamic instability and poor oxygenation of blood. TEE allows evaluation of the flows inside the cannula and in this case, an obstruction was found. The management presented points to the fact that in a situation of catheter obstruction caused by a clot, there is a feasible alternative to assure minimal interruption of the hemodynamic support offered by the veno-venous extracorporeal membrane oxygenation.


Resumo Justificativa: A oxigenação por membrana extracorpórea veno-venosa é terapia estabelecida para pacientes com a síndrome do desconforto respiratório agudo. Uma complicação relacionada ao uso da oxigenação por membrana extracorpórea veno-venosa é trombose apesar de anti-coagulação adequada. Relatamos o diagnóstico e conduta em obstrução por coágulo em cânula de acesso único inserida pela veia jugular interna, guiada por ecocardiografia transesofageana. Relato de caso: Paciente do sexo masculino de 39 anos desenvolveu síndrome do desconforto respiratório agudo e instabilidade hemodinâmica após episódio de aspiração pulmonar na UTI. Oito horas após a instalação de oxigenação por membrana extracorpórea veno-venosa de acesso único, o perfusionista notou repentina redução no fluxo. A ETE revelou massa semelhante a um trombo obstruindo o portal de fluxo de entrada na VCS e o fluxo de saída na VCI estava intacto. Após tentativas sem sucesso para reposicionar a cânula, a equipe decidiu inserir cânula de entrada de fluxo adicional pela VCI. O catéter de acesso único foi, então, puxado até que sua ponta se posicionasse no átrio direito e todos os três portais do catéter fossem transferidos para os portais de infusão. A seguir, os fluxos e oxigenação melhoraram significativamente. Infelizmente, apesar dos esforços, o paciente foi a óbito 2 dias depois. Discussão: O diagnóstico de obstrução de cânula da oxigenação por membrana extracorpórea veno-venosa se baseia em velocidades reduzidas de entrada de fluxo, instabilidade hemodinâmica e oxigenação pobre do sangue. A ETE permite a avaliação dos fluxos dentro da cânula, e nesse caso foi encontrada obstrução. A técnica apresentada aponta para o fato de que em situação de obstrução de catéter causada por coágulo, existe alternativa factível para garantir interrrupção mínima do suporte hemodinâmico oferecido pela oxigenação por membrana extracorpórea veno-venosa.


Subject(s)
Humans , Male , Adult , Respiratory Distress Syndrome, Newborn/therapy , Thrombosis/etiology , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Cannula/adverse effects , Thrombosis/therapy , Thrombosis/diagnostic imaging , Venae Cavae , Echocardiography, Transesophageal
7.
Rev. bras. ter. intensiva ; 31(3): 410-424, jul.-set. 2019. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1042589

ABSTRACT

RESUMO A oxigenação por membrana extracorpórea é uma modalidade de suporte de vida extracorpóreo que possibilita suporte temporário à falência da função pulmonar e/ou cardíaca, refratária ao tratamento clínico convencional. Desde as primeiras descrições da oxigenação por membrana extracorpórea, melhorias significativas ocorreram no dispositivo, no manejo do paciente e, consequentemente, nos desfechos dos pacientes em oxigenação por membrana extracorpórea. Diversos estudos importantes sobre a utilização de oxigenação por membrana extracorpórea em pacientes com síndrome do desconforto respiratório agudo refratária ao suporte clínico convencional, em parada cardíaca intra-hospitalar e choque cardiogênico refratário foram publicados nos últimos anos. Dessa forma, o objetivo desta revisão é apresentar conceitos teóricos e práticos sobre a utilização da oxigenação por membrana extracorpórea em situações de falência pulmonar e/ou cardíaca refratária ao manejo clínico convencional em pacientes críticos.


ABSTRACT Extracorporeal membrane oxygenation is a modality of extracorporeal life support that allows for temporary support in pulmonary and/or cardiac failure refractory to conventional therapy. Since the first descriptions of extracorporeal membrane oxygenation, significant improvements have occurred in the device and the management of patients and, consequently, in the outcomes of critically ill patients during extracorporeal membrane oxygenation. Many important studies about the use of extracorporeal membrane oxygenation in patients with acute respiratory distress syndrome refractory to conventional clinical support, under in-hospital cardiac arrest and with cardiogenic refractory shock have been published in recent years. The objective of this literature review is to present the theoretical and practical aspects of extracorporeal membrane oxygenation support for respiratory and/or cardiac functions in critically ill patients.


Subject(s)
Humans , Extracorporeal Membrane Oxygenation/adverse effects , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Critical Illness/therapy , Equipment Design
8.
Rev. bras. ter. intensiva ; 28(1): 78-82, jan.-mar. 2016. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-780005

ABSTRACT

RESUMO A oxigenação por membrana extracorpórea é utilizada em casos de hipoxemia refratária em diversas condições clínicas. Pacientes vítimas de traumatismo torácico geralmente desenvolvem síndrome da angústia respiratória aguda. Em razão do elevado risco de sangramentos, as complicações trombóticas que se apresentam neste contexto são particularmente difíceis de tratar e, geralmente, demandam a inserção de um filtro na veia cava inferior, com a finalidade de prevenir a migração de êmbolos oriundos das veias distais para a circulação pulmonar. Neste artigo, apresentamos o caso de um paciente com traumatismo torácico, que apresentou grave síndrome de angústia respiratória aguda, com necessidade de utilizar oxigenação por membrana extracorpórea aplicada por meio da introdução de uma cânula com duplo-lúmen na veia jugular interna direita. Este procedimento foi realizado tendo em vista a prévia inserção de um filtro na veia cava inferior, por conta da ocorrência de trombose venosa profunda em ambas as panturrilhas.


ABSTRACT Extracorporeal membrane oxygenation is used in refractory hypoxemia in many clinical settings. Thoracic trauma patients usually develop acute respiratory distress syndrome. Due to high risk of bleeding, thrombotic complications present in this context are particularly difficult to manage and usually require insertion of an inferior vena cava filter to prevent embolism from the distal veins to the pulmonary circulation. Here, we present a case of a thoracic trauma patient with severe acute respiratory distress syndrome requiring venovenous extracorporeal membrane oxygenation via a right internal jugular double lumen cannula due to a previously inserted inferior vena cava filter caused by distal bilateral calf muscle vein deep vein thrombosis.


Subject(s)
Humans , Male , Aged , Respiratory Distress Syndrome/therapy , Extracorporeal Membrane Oxygenation/methods , Vena Cava Filters , Pulmonary Embolism/prevention & control , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Cannula
9.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 30(6): 657-659, Nov.-Dec. 2015. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-774549

ABSTRACT

ABSTRACT As Marcelo Giugale published in the Financial Times, Latin America, on the whole, has not excelled at innovation - doing the same things in a new and better way or at doing new things. It has been slow to acquire, adopt and adapt technologies by this time available in other places[1]. Although extracorporeal membrane oxygenation (ECMO) is not a new technology, its use in Latin America is not widespread as needed. Furthermore, we still have a number centers doing ECMO, not reporting their cases, lacking a structured training program and not registered with the extracorporeal life support organization (ELSO). With this scenario, and accepting that ECMO is the first step in any circulatory support program, it is difficult to anticipate the incorporation of new and more complex devices as the technologically advanced world is currently doing. However, the good news is that with the support of experts from USA, Europe and Canada the results in Latin America ELSO'S centers are improving by following its guidelines for training, and using a standard educational process. There is no doubt that we can learn a great deal from the high velocity organizations - the rabbits - whom everyone chases but never catches, that manage to stay ahead because of their endurance, responsiveness, and their velocity in self-correction[2].


Subject(s)
Humans , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Life Support Care/trends , Cardiovascular Surgical Procedures/instrumentation , Extracorporeal Membrane Oxygenation , Latin America , Life Support Care/instrumentation
10.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 30(4): 409-416, July-Aug. 2015. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: lil-763159

ABSTRACT

AbstractIntroduction:Post-cardiotomy myocardial dysfunction requiring mechanical circulatory support occurs in about 0.5% of cases. In our environment, the use of extracorporeal membrane oxygenation has been increasing in recent years.Objective:To evaluate the impact of investment in professional training and improvement of equipment in the rate of weaning from extracorporeal membrane oxygenation and survival.Methods:A retrospective study. Fifty-six pediatric and/or congenital heart patients underwent post-cardiotomy extracorporeal membrane oxygenation at our institution between November 1999 and July 2014. We divided this period into two phases: phase I, 36 cases (before the structuring of the extracorporeal membrane oxygenation program) and phase II, 20 cases (after the extracorporeal membrane oxygenation program implementation) with investment in training and equipment). Were considered as primary outcomes: extracorporeal membrane oxygenation weaning and survival to hospital discharge. The results in both phases were compared using Chi-square test. To identify the impact of the different variables we used binary logistic regression analysis.Results:Groups were comparable. In phase I, 9 patients (25%) were weaned from extracorporeal membrane oxygenation, but only 2 (5.5%) were discharged. In phase II, extracorporeal membrane oxygenation was used in 20 patients, weaning was possible in 17 (85%), with 9 (45%) hospital discharges (P<0.01). When the impact of several variables on discharge and weaning of extracorporeal membrane oxygenation was analyzed, we observe that phase II was an independent predictor of better results (P<0.001) and need for left cavities drainage was associated with worse survival (P=0.045).Conclusion:The investment in professional training and improvement of equipment significantly increased extracorporeal membrane oxygenation results.


ResumoIntrodução:Falência ventricular pós-cardiotomia necessitando de suporte circulatório mecânico ocorre em cerca de 0,5% dos casos. Em nosso meio, o uso de ECMO tem aumentado nos últimos anos.Objetivo:Avaliar o impacto do investimento na formação profissional e melhoria dos equipamentos na taxa de desmame de ECMO e na sobrevida.Métodos:Estudo retrospectivo. Cinquenta e seis pacientes cardíacos pediátricos e/ou portadores de cardiopatias congênitas foram submetidos ao implante de ECMO pós-cardiotomia em nossa instituição entre novembro de 1999 e julho de 2014. Nós dividimos este período em duas fases: fase I, 36 casos (antes da estruturação do programa de ECMO) e fase II, 20 casos (após a instalação do programa ECMO com investimento em formação e equipamento). Foram considerados como desfechos primários: o desmame de ECMO e sobrevida até a alta hospitalar. Os resultados em ambas as fases foram comparados pelo teste Chi-quadrado. Para identificar o impacto das diferentes variáveis, ​ foi usada análise de regressão logística binária.Resultados:Na fase I, 9 pacientes (25%) foram desmamados da ECMO, mas apenas 2 (5,5%) tiveram alta. Na fase II, ECMO foi usado em 20 pacientes, o desmame foi possível em 17 deles (85%), com 9 (45%) altas hospitalares. Quando analisamos o impacto das diversas variáveis ​​sobre a sobrevida e desmame de ECMO, observa-se que a fase II foi um preditor independente de melhores resultados (P<0,001) e a necessidade de drenagem das cavidades esquerdas foi associada com pior sobrevida (P=0,045).Conclusão:O investimento na formação profissional e aperfeiçoamento de equipamentos melhorou significativamente os resultados de ECMO em nossa instituição.


Subject(s)
Female , Humans , Infant , Infant, Newborn , Male , Education, Continuing/statistics & numerical data , Extracorporeal Membrane Oxygenation/education , Transposition of Great Vessels/surgery , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Extracorporeal Membrane Oxygenation/mortality , Heart Defects, Congenital/surgery , Logistic Models , Patient Discharge , Program Evaluation , Retrospective Studies , Survival Rate , Treatment Outcome
12.
Rev. méd. Chile ; 137(10): 1363-1366, oct. 2009. ilus, tab, graf
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-534045

ABSTRACT

Devices such as Novalung® can be used as a bridge to lung transplantation while waiting for a suitable donor. We report a 50 year-old male with a terminal pulmonary fibrosis and candidate for lung transplantation. He was admitted to the hospital due to a severe deterioration of his respiratory condition, with the presence of severe respiratory acidosis despite conventional invasive respiratory support. Respiratory support with Novalung® was started, resulting in a progressive reduction ofpCOz that became normal ten hours after the installation of the device. Five days later a successful lung transplantation wasperformed.


Subject(s)
Humans , Male , Middle Aged , Acidosis, Respiratory/therapy , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Lung Transplantation , Preoperative Care/instrumentation , Waiting Lists
13.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 23(3): 358-364, jul.-set. 2008. graf
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: lil-500521

ABSTRACT

OBJETIVO: Analisar a segurança e a eficácia de um novo oxigenador de membrana denominado OXM -1500. MÉTODOS: No período de maio de 2005 a setembro de 2006, foram estudados seis ovinos da raça Santa Inês, sendo cinco machos e uma fêmea, com peso corpóreo médio de 14,1 (±5) kg, superfície corpórea de 0,6 (±0,2) m² e idade média de 3,8 (±1,5) meses. Todos foram submetidos a circulação extracorpórea (CEC) com avaliação nos tempos 10, 30, 60, 120, 180 e 240 minutos, obtendo-se os valores de taxa de transferência de oxigênio (TTO2) e de taxa de transferência de gás carbônico (TTCO2), hemoglobina sérica (HBS) e livre (HBL), plaquetometria, leucometria e taxa de transferência de calor. RESULTADOS: Houve adequadas TTO2 e TTCO2. A lesão da maioria dos elementos figurados do sangue foi insignificante, sem alterações dos níveis de HBS, HBL, plaquetas e o número de leucócitos diminuíram com o tempo. A troca de calor foi efetiva (p < 0,05). CONCLUSÃO: O oxigenador de membrana infantil OXM1500, testado em ovinos, mostrou-se com capacidade adequada de oxigenação, remoção de gás carbônico e pequena alteração da hemoglobina e plaquetas, com diminuição do número de leucócitos de forma esperada. O trocador de calor acoplado ao oxigenador foi eficaz nas variações de temperatura.


OBJECTIVE: To analyze the security and efficacy of a new membrane oxygenator, the so-called OXM - 1500. METHODS: From May 2005 to September 2006, six sheep of Santa Inês breed (five male and one female, respectively) were studied. The average body weight was 14.1 (±5) kg, body surface 0.6 (±0.2) m² and a mean age 3.8 (±1.5) months. All of them were submitted to extracorporeal circulation (CEC) with evaluation at 10, 30, 60, 120, 180 and 240 minutes. The following values were obtained: values of oxygen transference (TTO2) and carbon dioxide transference (TTCO2), haemoglobin (HBS) and free haemoglobin (HBL), the score of platelets and of leucocytes, and heat transference rate. RESULTS: TTO2 and TTCO2 were adequate. Lesion of the majority formed blood elements was insignificant; there no modifications in HBS, HBL levels; platelets and leucocytes decreased over time. Heat exchange was effective (p < 0.05). CONCLUSIONS: The membrane OXM - 1500 infant oxygenator, tested in sheep, showed adequate oxygenation capacity, CO2 removal capacity, and small alteration of haemoglobin and platelets without significant decrease of leucocytes, as expected. Heat exchanger connected to the oxygenator was efficient in temperature changes.


Subject(s)
Animals , Female , Humans , Infant , Male , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation , Oxygenators, Membrane/standards , Body Temperature Regulation/physiology , Carbon Dioxide/blood , Hemoglobins/analysis , Leukocyte Count , Models, Animal , Oxygen/blood , Platelet Count , Rewarming/instrumentation , Sheep
15.
Rev. méd. Chile ; 133(7): 817-822, jul. 2005. ilus, tab
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-429142

ABSTRACT

A subgroup of patients infected with the Hantavirus develops a pulmonary syndrome (HPS) characterized by severe acute respiratory failure and myocardial depression, that has a high mortality rate. Extracorporeal life support (ECLS) could be a valuable therapeutic tool in such patients. We report a 24 years old male with HPS that was successfully managed when an arterio-venous shunt was added to a conventional veno-arterial ECLS technique. Precise criteria have been developed to predict which patients should be considered for this treatment.


Subject(s)
Adult , Humans , Male , Arteriovenous Shunt, Surgical/methods , Extracorporeal Membrane Oxygenation/methods , Hantavirus Pulmonary Syndrome/therapy , Pulmonary Artery/surgery , Arteriovenous Shunt, Surgical/instrumentation , Extracorporeal Membrane Oxygenation/instrumentation
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL