Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 113
Filter
1.
Ciênc. Saúde Colet ; 25(3): 805-816, mar. 2020. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1089485

ABSTRACT

Resumo O estudo visou desenvolver um Instrumento Quantitativo para Inspeção Sanitária (IQIS) em serviços de alimentação e nutrição de grande porte no Brasil. Utilizou-se a tecnologia de inspeção, no Modelo de Avaliação do Risco Potencial (MARP) e legislação sanitária brasileira. Estruturaram-se 12 dimensões, 41 módulos, 57 indicadores de controle de riscos (críticos/não críticos), numa escala de 0-5, totalizando 1.512 índices com codificação de respostas fechadas. O IQIS foi validado com o Coeficiente de Kappa, com excelente concordância para atributos de clareza e relevância (k = 0,82 e k = 0,92) e boa concordância para o atributo aplicabilidade (k = 0,78). O teste de Kruskal-Wallis mostrou inexistir diferença significativa entre as avaliações (p = 0,423), o Coeficiente de Correlação Intraclasse foi satisfatório (CCI = 0,53), o Alpha de Cronbach (α = 0,71) aceitável. O resultado final possibilitou classificar o serviço como tendo risco sanitário inaceitável. Considera-se o IQIS com conteúdo validado, tendo confiabilidade e reprodutibilidade para avaliação higiênico-sanitária, sendo uma inovação tecnológica para serviços de alimentação e nutrição e vigilância sanitária, possibilitando inspeção detalhada e rigorosa.


Abstract The study aimed to develop a Quantitative Health Inspection Instrument (IQIS) large-sized Brazilian food and nutrition services. The inspection technology based on the Potential Risk Assessment Model (MARP) and the Brazilian Health Legislation was used. Twelve dimensions, 41 modules, and 57 risk control (critical/non-critical) indicators were structured on a scale of 0-5, totalling 1,512 indices with closed-ended response coding. The IQIS was validated with the Kappa Coefficient, with excellent agreement for the attributes of clarity and relevance (k = 0.82 and k = 0.92) and good agreement for applicability (k = 0.78). The Kruskal-Wallis test showed no statistically significant difference between the assessments (p = 0.423), the Intraclass Correlation Coefficient was satisfactory (ICC = 0.53), and Cronbach's Alpha (α = 0.71) was acceptable. The final result made it possible to classify the service as having an unacceptable health risk. IQIS is considered to have validated content, be reliable and reproducible to assess the hygienic-sanitary conditions, being a technological innovation for food and nutrition services and sanitary, allowing a detailed and rigorous inspection.


Subject(s)
Humans , Food Safety/methods , Food Services/standards , Brazil , Risk Assessment , Evaluation Studies as Topic
3.
Ciênc. Saúde Colet ; 23(12): 4033-4042, Dec. 2018. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-974775

ABSTRACT

Abstract The objective of this study was to evaluate the food safety performance of food services and its associated factors. The study involved 84 food businesses in the city of Santos as follows: street food kiosks and beach kiosks (street food), commercial restaurants, hospitals and school meal services (institutional food services). A food safety checklist with 81 items was applied. The overall percentage of adequacy was lower in street food kiosk (49.7%) and beach kiosk (62.0%) than in restaurants (69.7%), hospitals (83.9%) and schools (86%). Institutional and commercial restaurants showed higher scores of food safety performance than street food services, mainly regarding risker practices. The variables positively associated with food safety performance in commercial restaurants were: presence of a nutritionist as leader and adequate structure. These results show that street food services need, in a mediate way, the implementation of new strategies and regulations to improve food safety. A nutritionist acting as food safety leader may improve the food safety performance at commercial restaurants.


Resumo O objetivo desse estudo foi avaliar o desempenho dos serviços de alimentação e seus fatores associados. O estudo envolveu 84 serviços de alimentação na cidade de Santos, sendo estes: ambulantes, quiosques de praia (grupo comida de rua), restaurantes (grupo alimentação comercial), hospitais e escolas (grupo alimentação institucional). Uma lista de verificação com 81 itens foi aplicada. Classificações de risco sanitário foram utilizadas para cada item. O percentual geral de adequação foi menor nos ambulantes (49,7%) e quiosques de praia (62,0%) do que em restaurantes (69,7%), hospitais (83,9%) e escolas (86%). Serviços de alimentação institucionais e comerciais apresentaram escores mais elevados no desempenho em segurança dos alimentos do que os pertencentes ao grupo comida de rua nos quesitos de maior risco sanitário. As variáveis positivamente associadas com o desempenho em restaurantes comerciais foi a presença de nutricionista e estrutura adequada. Esses resultados indicam a necessidade de novas estratégias e políticas para os serviços de comida de rua e que o nutricionista atuando como líder de segurança dos alimentos pode melhorar o desempenho de restaurantes comerciais em relação à segurança dos alimentos.


Subject(s)
Humans , Restaurants/standards , Food Safety/methods , Nutritionists/organization & administration , Food Handling/standards , Food Services/standards , Schools , Brazil , Cross-Sectional Studies , Checklist , Food Service, Hospital/standards
4.
Ciênc. Saúde Colet ; 23(12): 4077-4083, Dec. 2018. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-974774

ABSTRACT

Resumo O objetivo deste trabalho foi analisar as condições higiênico-sanitárias em nove Unidades de Alimentação e Nutrição Escolares (UANE) de um município do Rio de Janeiro (Brasil). Uma Lista de Verificação de Boas Práticas na Alimentação Escolar, proposta e validada por Stedefeldt et al., com itens pontuados e agrupados em seis Blocos Temáticos (BT), foi aplicada. Os resultados da pontuação total (P) por BT e da pontuação final (PF) foram obtidos utilizando o Programa Ferramenta para as Boas Práticas na Alimentação Escolar®. Os resultados da P nas UANE foram comparados com a classificação da Resolução de Diretoria Colegiada nº 275, de 2002, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e os da PF foram utilizados para a classificação das UANE. Todas as UANE se encontraram parcialmente adequadas para o BT edificação. Para os BT manipuladores, processos/procedimentos, higienização ambiental e equipamentos para temperatura controlada, a maioria apresentou resultados parcialmente adequados e inadequados. A maioria da UANE apresentou-se adequada para o BT recebimento. Os resultados da PF classificaram a maior parte das UANE (66,7%) como risco sanitário regular, indicando a necessidade de realização de medidas corretivas para as Boas Práticas nas UANE e oferta de refeições seguras ao público escolar.


Abstract The scope of this study was to analyze the hygienic-sanitary conditions in nine School Food and Nutrition Units (UANE) of a municipality in the state of Rio de Janeiro (Brazil). A Best Practices in School Food Checklist proposed and validated by Stedefeldt et al., containing items scored and grouped into six thematic blocks (BT) was applied. The total score (P) results per BT and the final score (PF) were obtained using the Best Practices in School Food software®. The P results in UANE were compared with the classification of Collegiate Board Resolution No. 275 of 2002 of the National Health Surveillance Agency2 and PF results were used for UANE classification. All the UANE results were partially suitable for BT building. For BT handlers, processes/procedures, environmental hygiene and equipment for controlled temperature, most had partially adequate and inadequate results. Most UANE were adequate for BT reception. The PF results classified most UANE (66.7%) as standard health risks, indicating the need for corrective measures for Best Practices in UANE and the supply of safe and healthy meals to schoolchildren.


Subject(s)
Humans , Child , Checklist , Food Safety/methods , Food Services/standards , Food Supply/standards , Schools , Brazil , Equipment and Supplies , Food Handling/standards
5.
Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.) ; 16(2): 21-31, Ago. 2018. tab
Article in Spanish | LILACS, BDNPAR | ID: biblio-997956

ABSTRACT

La prevención de enfermedades transmitidas por alimentos (ETA) en hospitales, se vincula a la higiene de los alimentos y buenas prácticas de manufactura (BPM). Estudio observacional, descriptivo de corte transversal cuyo objetivo fue evaluar las condiciones higiénico-sanitarias de los servicios de alimentación de los hospitales del departamento de Caaguazú, Paraguay. Se incluyeron todos los hospitales (n=12) con servicios de alimentación con sus correspondientes manipuladores de alimentos (n=26). Se utilizaron cuestionarios elaborados en base a la Resolución 80/96 del Mercosur sobre BPM, las recomendaciones de las "Cinco Claves de la OMS" para la inocuidad de los alimentos, además de los datos socio-demográficos de los manipuladores. El 33,3% de los responsables de los servicios de alimentación reportó no seguir las recomendaciones sobre lavado de manos, se observó que el 41% de los basureros de la cocina estaban sucios (clave 1), 25% de los manipuladores utilizaban los mismos utensilios para alimentos crudos y cocinados, y 41,7% no aplicaba métodos apropiados en la degustación (clave 2). Todos reportaron cocción total de los alimentos, pero solo el 16,7% tenía registro de la temperatura interna de ellos (clave 3). Para alimentos con aliños, 83,3% no limita la exposición a temperatura peligrosa (clave 4). El 33% no utiliza el sistema FIFO para rotación de alimentos, y 25% de manipuladores reportó lavar frutas y verduras según indicaciones de inocuidad (clave 5). Se encontraron deficiencias higiénico-sanitarias en los servicios de alimentación probablemente a la escasa formación en BPM de los manipuladores y deficiencias en las regulaciones en los servicios(AU)


Prevention of foodborne diseases (FBD) in hospitals is related to food hygiene and good manufacturing practices (GMP). The objective of this observational descriptive cross-sectional study was to evaluate the sanitary hygienic conditions of the food services of hospitals of the department of Caaguazú, Paraguay. All hospitals (n= 12) with food services and their food handlers (n= 26) were included. Questionnaires elaborated based on the Mercosur Resolution 80/96 on good manufacturing practices (GMP), WHO "Five Keys for the safety of food" in addition to socio-demographic data of the food handlers were used. The 33.3% of those responsible for the food services reported not following the recommendations on hand washing, 41% of the garbage dumps in the kitchen were dirty (key 1), 25% of the handlers used the same utensils to handle raw and cooked foods and 41.7% did not apply appropriate methods for tasting (key 2). All reported total cooking of the food, only 16.7% had records of the food internal temperature (key 3). For foods with dressings, 83.3% does not limit the exposure to dangerous temperature (key 4). The FIFO is not used in 33.3% of cases and 25% of handlers reported washing fruits and vegetables according to safety indications (key 5). Hygienic-sanitary deficiencies in the food services were found, probably attributed to the poor training in GPM of handlers, and poor regulations in the services(AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Food Hygiene/standards , Sanitary Profiles , Food Services/standards , Hospitals , Paraguay , Food Contamination/prevention & control , Cross-Sectional Studies , Risk Factors , Food Handling/standards
6.
Hig. aliment ; 32(278/279): 35-40, 30/04/2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-905652

ABSTRACT

A vigilância sanitária dos alimentos tem como principal atribuição a fiscalização de locais que produzem, transportam e comercializam alimentos a fim de proporcionar alimentos saudáveis e seguros por meio da divulgação de boas práticas alimentares desde o acesso aos alimentos até o fornecimento aos consumidores. O objetivo neste estudo foi descrever o uso da iconografia e da iconologia como ferramentas de auxílio nas visitas técnicas da vigilância sanitária aos estabelecimentos de alimentação e verificar suas condições higienicossanitárias. Trata-se de estudo descritivo transversal realizado por meio do uso da iconografia e iconologia (fotografia) em cinco dos dez estabelecimentos de alimentação que aceitaram participar da pesquisa, em São Luís-MA no ano de 2016. Foram selecionadas quatro situações implícitas nas fotografias que são analisadas iconográfica e iconologicamente e que retratam itens de fiscalização na vigilância dos alimentos em estabelecimentos de alimentação. Neste estudo, verificou-se que esta ferramenta é um instrumento de complemento eficiente a ser utilizado nas atividades de inspeção/ fiscalização, por meio da qual se podem observar os seguintes itens: a estrutura física dos estabelecimentos de alimentos; a forma de exposição e armazenamento dos produtos alimentícios e as condições do manipulador de alimentos, itens que na maioria dos estabelecimentos de alimentação deste estudo estavam em condições favoráveis. Esta ferramenta subsidia a inspeção in loco, e pode ser melhor explorada quando houver maiores demandas de visitas técnicas e não houver disponibilização de recursos humanos, mas jamais devem ser dissociadas das visitas técnicas in loco.(AU)


Sanitary food surveillance has as its main task the monitoring of premises that produce, transport and market food in order to provide safe and healthy food by disseminating good food practices from access to food to supply to consumers. The objective of this study was to describe the use of iconography and iconology as a tool to aid in the technical visits of sanitary surveillance to food establishments and to verify their hygienic and sanitary conditions. This is a cross-sectional descriptive study carried out through the use of iconography and iconology (photography) in five of the ten food establishments that accepted to participate in the research, in São Luís / MA in the year 2016. Four situations were selected implicit in the photographs are analyzed iconographically and iconologically and portray surveillance items in food surveillance in food establishments. In this study, it was verified through this tool that it is an efficient complement tool to be used in inspection / inspection activities and that the following items can be observed: the physical structure of food establishments; as well as exposure, storage of food products adequately and inadequately, and conditions of the food handler, items that in most of the food establishments of this study were in favorable conditions. This tool subsidizes on-site inspection, and can be better exploited when there are greater demands for technical visits and there is no human resources available, but they should be disassociated with on-site technical visits.


Subject(s)
Humans , Health Surveillance , Food Inspection/methods , Photograph , Food Services/standards , Food Storage , Foods Equipment , Food Handling
7.
Hig. aliment ; 32(276/277): 28-32, fev. 27, 2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-882814

ABSTRACT

[{"text": "A avaliação de parâmetros como sobras e resto-ingesta são comumente\r\nutilizados para conhecer e avaliar o desperdício em Unidades de Alimentação\r\ne Nutrição (UAN). O objetivo deste estudo foi verificar e analisar o desperdício\r\nde alimentos a partir dos índices de sobra limpa, suja e resto-ingesta de\r\numa UAN da cidade de Botucatu/SP. Para aferir o peso da preparação distribuída\r\nfoi feita a pesagem de uma cuba de cada preparação, depois de pronta,\r\nsendo descontado o valor do recipiente. Para a sobra limpa foram pesadas as\r\npreparações que permaneciam nos pass through quente e frio e para sobra\r\nsuja foram pesadas todas as cubas que haviam sido encaminhadas para a distribuição,\r\nonde foi descontado o peso do recipiente para ambas as pesagens.\r\nO peso do resto foi obtido por meio da pesagem dos restos dos alimentos\r\ndas bandejas dos comensais da área de devolução da unidade. Os resultados\r\ndemonstraram alto índice de desperdício na unidade, especialmente com relação\r\nàs sobras sujas que atingiram em média 19,15% (±8,05). Com relação\r\nao resto,os resultados se enquadraram no que qualifica a unidade como de\r\nbom desempenho, com média de 8,73% (±3,12);enquanto a sobra limpa atingiu\r\nmédia de 3,46% (±4,15).Sendo assim, faz-se necessária a implementação\r\nde medidas que minimizem esses resultados, a partir da observação diária e\r\ndesenvolvimento de campanha relacionada ao tema para conscientização dos\r\ncomensais e colaboradores.(AU)", "_i": "pt"}]


Subject(s)
Humans , Food Services/standards , Food Supply , Menu Planning/standards , Brazil , Food Losses
8.
Hig. aliment ; 32(276/277): 53-57, fev. 27, 2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-883096

ABSTRACT

[{"text": "O presente estudo teve como objetivo avaliar as condições higienicossanitárias\r\nde um restaurante especializado em culinária oriental, localizado na\r\nSerra Gaúcha. Uma lista de verificação (checklist) com 143 itens, baseada\r\nna legislação vigente, foi utilizada para diagnosticar as não conformidades\r\nreferentes a Boas Práticas para Serviços de Alimentação. Constatou-se, através\r\ndo checklist, que o estabelecimento apresenta 30,78% de inadequações,\r\nsendo classificado como adequado com restrições, de acordo com o critério\r\nestabelecido. Diante dos resultados encontrados, conclui-se que o estabelecimento\r\nnecessita de adequações frente ao grande risco que o consumo de\r\npescados crus representa à saúde do consumidor.(AU)", "_i": "pt"}]


Subject(s)
Animals , Restaurants , Good Manufacturing Practices , Raw Foods/analysis , Food Services/standards , Checklist/statistics & numerical data , Food Safety , Fishes , Food Handling
9.
Hig. aliment ; 32(276/277): 58-65, fev. 27, 2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-883101

ABSTRACT

[{"text": "O conceito de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle ­ APPCC\r\né uma abordagem sistemática para garantir a qualidade e a segurança dos\r\nalimentos.O objetivo é controlar a segurança dos alimentos, planejando o\r\nsistema para evitarproblemas de ordem química, física ou biológica, envolvendo\r\nos responsáveis em tomada de decisões e registro de ocorrência. O\r\nAPPCC é aplicado em conjunto com as Boas Práticas de Fabricação ­ BPF.\r\nO objetivo deste trabalho foiimplantar o programa APPCC na produção de\r\nrefeições industriais conforme critérios, baseados no Codex Alimentarius, de\r\nmaneira a identificar os Pontos Críticos de Controle ­ PCC, limites críticos\r\nassociados aos perigos, monitoramento das operações, adoção de medidas\r\ncorretivas e registro das informações, além de realizar análises microbiológicas\r\ndas superfícies operacionais e mãos dos manipuladores. Como instrumento\r\nde avaliação, foi utilizada a técnica de swab test.Os PCC obtidos como\r\nresultados da avaliação incluíram os seguintes procedimentos: recebimento\r\ndas matérias-primas, resfriamento, descongelamento, cocção, distribuição e\r\ntransporte dos alimentos. Os perigos foram relacionados à saúde pública com\r\nlimites críticos baseados na Resolução da Diretoria Colegiada nº 216, de 15\r\nde setembro de 2004, adotada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária\r\n­ ANVISA (BRASIL, 2004). O resultado\r\ndas análises microbiológicas\r\ncorrespondentes aos micro-organismos\r\naeróbios viáveis variou de 104\r\na 4,4x105UFC/cm2, enquanto que,a\r\nenumeração dos coliformes totais e a\r\n45ºC ultrapassou 110 NMP/cm2.Com\r\nrelação àcontaminação por Staphylococcus\r\ncoagulase positiva, relacionada\r\ncom mãos de manipuladores, o\r\nmaior resultado obtido foi 100UFC/\r\ncm2. Medidas preventivas associadas\r\nao sucesso do plano indicam mudanças\r\nno leiaute do restaurante, ou seja,\r\nentrada independente dos fornecedores\r\nao estoque, separação da área\r\nde estocagem dos alimentos não perecíveis\r\ndaqueles que necessitam de\r\narmazenamento sob refrigeração (5\r\nºC) ou congelamento (-18 ºC), controle\r\nde temperatura de cocção, resfriamento\r\ne distribuição através de\r\ntermômetro a laser e reavaliação da\r\nfrequência de entregas de matérias-primas.(AU)", "_i": "pt"}]


Subject(s)
Humans , Food Contamination/prevention & control , Food Inspection , Hazard Analysis and Critical Control Points , Food Safety , Food Services/standards , Food Storage/standards , Food Handling , Hand/microbiology
10.
Hig. aliment ; 31(274/275): 55-9, 30/12/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-880074

ABSTRACT

Existem muitos métodos de cocção de alimentos colocados à disposição da população, empresas comerciais e indústrias para a produção de alimentos, aumentando a digestibilidade, características sensoriais e prolongamento do prazo de validade dos alimentos. A fritura é uma forma de cocção muito utilizada para salgadinhos, legumes, frutas e carnes em geral e de grande aceitação pela população. Este trabalho teve como objetivo estudar o ciclo de vida do processo fritura e a legislação correspondente ao seu descarte, principalmente em serviços de alimentação. Para tanto, foi feita uma revisão de literatura. Observou-se que a fritura tem ação benéfica sobre a cor, sabor e aroma do alimento. Por outro lado, pode gerar compostos nocivos à saúde da população se o óleo for utilizado em excesso. Concluiu-se que é importante definir a legislação sobre a forma de descarte seguro do óleo de cozinhas industriais e regulamentar as características químicas e físicas para o óleo durante o uso.(AU)


There are many methods of cooking foods made available to the population, commercial enterprises and industries for food production, increasing digestibility, sensory characteristics and prolonging the shelf life of food. Frying is a form of cooking widely used for snacks, vegetables, fruits and meats in general and widely accepted by the population. The objective of this paper was to study the life cycle of the frying process and the legislation corresponding to its disposal mainly in food services. For this, a review of the literature was made. It was observed that frying has a beneficial effect on the color, taste and aroma of the food. On the other hand can generate compounds harmful to the health of the population if the oil is used in excess. Concluded that it's important to define the legislation on the safe disposal of food service oil and to regulate the chemical and physical characteristics for the oil during use.


Subject(s)
Humans , Food Services/standards , Plant Oils/analysis , Good Manufacturing Practices , Hot Temperature , Quality Control
11.
Hig. aliment ; 31(274/275): 60-65, 30/12/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-880178

ABSTRACT

Com o aumento de restaurantes surge um desafio aos profissionais de nutrição: garantir a segurança dos alimentos ao consumidor. Para assegurar o controle de qualidade no fluxo operacional, cabe ao nutricionista utilizar-se de ferramentas que possibilitem o monitoramento dos serviços realizados. O objetivo neste estudo foi avaliar as condições higienicossanitárias antes e após assessoria do nutricionista em um restaurante comercial do município de Cotia, Estado de São Paulo. Foi utilizado o checklist como ferramenta de controle higienicossanitário com base na legislação RDC nº 216/2004 e classificado com base na legislação RDC nº 275/2002. A ferramenta escolhida para o controle foi aplicada em três momentos distintos, no decorrer de nove (9) meses, quando da realização de visitas ao estabelecimento pelo nutricionista. Após as visitas eram realizados relatórios explicativos para melhoria dos processos e esclarecimento dos pontos críticos levantados aos responsáveis. Os três checklist permitiram as seguintes classificações, respectivamnte: (T1) 37% de adequações classificado no grupo 3, (T2) 66% de adequações classificado no grupo 2 e (T3) 77% de adequações classificado no grupo 1. Diante da análise dos resultados conclui-se que a assessoria de um nutricionista é de extrema importância, especialmente no que se refere à obtenção de resultados satisfatórios em termos de segurança dos alimentos e controle higienicossanitário dos estabelecimentos, uma vez que, inicialmente, sem a assessoria do nutricionista, o local estava classificado na pior colocação e ao final da pesquisa ficou classificado na melhor colocação, sem que os empresários dos estabelecimentos comerciais tenham investido montante equivalente à contratação diária de um profissional qualificado como o nutricionista.(AU)


With the increase of restaurants a challenge to nutrition professionals arises: ensuring food security to the consumer. To ensure quality control in the operational flow requires the nutritionist make use of tools that allow the monitoring of the services performed The objective of this study was to evaluate the hygienic and sanitary conditions before and after consulting the nutritionist in a commercial restaurant in the city of Cotia, State of São Paulo. The checklist was used as a sanitary and sanitary control tool based on RDC legislation no. 216/2004 and classified based on RDC legislation no. 275/2002. The tool chosen for the control was applied in three different moments, during nine (9) months, when visits to the establishment were made by the nutritionist. After the visits were made explanatory reports to improve the processes and clarification of the critical points raised to those responsible. The three checklists allowed the following classifications, respectively: (T1) 37% of adequations classified in group 3, (T2) 66% of adequacies classified in group 2 and (T3) 77% of adequations classified in group 1. It is concluded that the advice of a nutritionist is extremely important, especially withregard to obtaining satisfactory results in terms of food safety and hygiene and sanitary control of establishments, since, initially, without the advice of the nutritionist, the place was ranked in the worst place and at the end of the survey was ranked in the best placement, without the entrepreneurs of the commercial establishments have invested an amount equivalent to the daily hiring of a professional qualified as the nutritionist.


Subject(s)
Humans , Food Services/standards , Good Manufacturing Practices , Nutritionists , Checklist/statistics & numerical data , Consumer Product Safety , Cooking and Eating Utensils , Food Handling , Food Hygiene , Food Safety , Quality Control
12.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 33(10): e00061016, oct. 2017. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-952318

ABSTRACT

O objetivo deste estudo é identificar a prevalência e os fatores associados à adesão à alimentação escolar de adolescentes, sendo avaliados 1.569 indivíduos. Foi aplicado um formulário on-line sobre adesão à alimentação escolar aos adolescentes, e outro com dados socioeconômicos, aos pais. O teste de χ² foi utilizado para avaliar a associação entre a adesão à alimentação escolar e sexo, estado nutricional, renda familiar per capita, escolaridade materna, opinião dos adolescentes sobre a estrutura do refeitório, se consideram a alimentação escolar saudável ou não e consumo de outros alimentos. As variáveis com significância estatística em relação à adesão à alimentação escolar foram incluídas no modelo de regressão logística de chances proporcionais pelo modelo multinível. O conjunto de covariáveis a compor o modelo final foi definido por métodos de seleção Backward. O resultado do modelo ajustado foi apresentado na forma de razão de chances, acompanhado dos respectivos intervalos de 95% de confiança (IC95%). A prevalência de adesão à alimentação escolar foi baixa, especialmente a adesão efetiva (19,8%). A adesão mostrou-se associada à renda familiar per capita inferior a um salário mínimo, ao menor consumo de alimentos que não os da alimentação escolar, ao fato de os adolescentes considerarem o espaço do refeitório adequado e acreditarem que a alimentação escolar era saudável. A adesão à alimentação escolar neste estudo está distante de atender a universalidade do programa. Diferentes fatores apontados contribuem para a sua não efetivação, o que pode dificultar a concretização da política de segurança alimentar e nutricional, uma perspectiva do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).


This study aimed to estimate the prevalence of adherence to school meals and associated factors among adolescent schoolchildren (N = 1,569). The adolescents completed an on-line questionnaire on adherence to school meals, and their parents answered another questionnaire on socioeconomic data. The chi-square test was used to assess the association between adherence to school meals and gender, nutritional status, per capita family income, maternal schooling, adolescents' opinions on the dining hall layout, whether they considered school meals healthy, and consumption of other foods. Variables with statistical significance for adherence to school meals were included in the multilevel proportional odds logistic regression model. The covariates for comprising the final model were defined by backward selection methods. The results of the adjusted model were presented as odds ratios with respective 95% confidence intervals (95%CI). Prevalence of adherence to school meals was low, especially effective adherence (19.8%). Adherence was associated with per capita family income less than one minimum wage, lower consumption of foods outside of school meals, the fact that adolescents considered the dining hall space adequate, and believing that school meals are healthy. Adherence to school meals in this study falls short of universal coverage for the program. Different factors contribute to incomplete program implementation, which may hinder achieving the food and nutritional security policy under the Brazilian National School Feeding Program (PNAE).


El objetivo de este estudio es identificar la prevalencia y los factores asociados con la adhesión a la alimentación escolar por parte de adolescentes, siendo evaluados 1.569 individuos. Se aplicó un formulario on-line sobre adhesión a la alimentación escolar por parte de los adolescentes, y otro con datos socioeconómicos a los padres. El test de χ² se utilizó para evaluar la asociación entre la adhesión a la alimentación escolar y sexo, estado nutricional, renta familiar per cápita, escolaridad materna, opinión de los adolescentes sobre la estructura del comedor, si consideraban la alimentación escolar sana o no y el consumo de otros alimentos. Las variables con significancia estadística, en relación con la adhesión a la alimentación escolar, se incluyeron en el modelo de regresión logística de oportunidades proporcionales por el modelo multinivel. El conjunto de covariables para componer el modelo final fue definido por métodos de selección Backward. El resultado del modelo ajustado fue presentado en forma de razón de oportunidad, acompañado de sus respectivos intervalos de 95% de confianza (IC95%). La prevalencia de adhesión a la alimentación escolar fue baja, especialmente la adhesión efectiva (19,8%). La adhesión se mostró asociada a la renta familiar per cápita inferior a un salario mínimo, a un menor consumo de alimentos que no son los de la alimentación escolar, al hecho de que los adolescentes considerasen el espacio del comedor adecuado y creyeran que la alimentación escolar era sana. La adhesión a la alimentación escolar en este estudio está distante de atender la universalidad del programa. Diferentes factores apuntados contribuyen a su no efectivación, lo que puede dificultar la concretización de la política de seguridad alimentaria y nutricional, una perspectiva del Programa Nacional de Alimentación Escolar (PNAE).


Subject(s)
Humans , Male , Female , Child , Adolescent , Schools/statistics & numerical data , Students/statistics & numerical data , Feeding Behavior , Food Services/statistics & numerical data , Socioeconomic Factors , Brazil , Chi-Square Distribution , Cross-Sectional Studies , Surveys and Questionnaires , Health Surveys , Public Sector , Food Preferences , Food Services/standards
13.
Hig. aliment ; 31(270/271): 36-39, 29/08/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-848779

ABSTRACT

Este trabalho teve por objetivo estabelecer horários e regras para o manejo de resíduos gerados pela unidade de alimentação e nutrição de um restaurante universitário. Foi realizada uma análise observacional para estabelecimento do diagnóstico de algumas inadequações relacionadas ao manejo de resíduos. Posteriormente, foi determinado o melhor horário de retirada dos resíduos, assim como as etapas que devem ser seguidas para evitar contaminação cruzada e, em seguida, os manipuladores foram capacitados para melhor realização desta atividade. No restaurante universitário avaliado não há um fluxo e horário ordenado para o manejo de resíduos e, na maioria das vezes, a coleta acontece de forma simultânea com o momento de manipulação dos alimentos prontos para consumo. Por esta razão, foram estabelecidos horários e regras e os manipuladores foram treinados para que o manejo de resíduos não coloque em risco o alimento servido na unidade de alimentação.(AU)


Subject(s)
Humans , Food Services/standards , Restaurants , Waste Management/methods , Brazil , Food Contamination/prevention & control , Food Handling
14.
Hig. aliment ; 31(270/271): 40-44, 29/08/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-848782

ABSTRACT

O objetivo da pesquisa foi diagnosticar os procedimentos de boas práticas executados por manipuladores de alimentos em restaurantes e lanchonetes localizados na área interna de uma IES em Salvador, Bahia. Trata-se de um estudo do tipo transversal realizado no período de março a junho de 2016, cuja amostra foi constituída por sete estabelecimentos sendo cinco lanchonetes (franquiada, não franquiada) e dois restaurantes. Foi utilizada, como instrumento de coleta, uma lista de checagem baseada nos critérios estabelecidos pela Resolução RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004 e dividida em seis blocos para verificação de vestuário, asseio pessoal, hábitos higiênicos, estado de saúde, atendimento ao cliente e área de resíduo. A classificação geral para os parâmetros avaliados foi baseada nos percentuais estabelecidos pela Resolução - RDC nº 275, de 21 de outubro de 2002. Pode-se concluir que treinamento em boas práticas para produção de alimentação deverá ser ponto de partida para proprietários e manipuladores de alimentos, dos estabelecimentos pesquisados, com o propósito de preservar a saúde do consumidor e a manutenção do estabelecimento no mercado.


Subject(s)
Humans , Food Services/standards , Good Manufacturing Practices , Restaurants , Fast Foods , Universities
15.
Hig. aliment ; 31(270/271): 45-49, 29/08/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-848785

ABSTRACT

Devido à mudança do estilo de vida da população, a procura pela alimentação em estabelecimentos comerciais tem crescido cada vez mais, trazendo a necessidade de implantação de métodos para garantir a segurança e qualidade do alimento oferecido. Para tanto foram criadas as boas práticas de manipulação que, além de garantir a qualidade e a segurança do alimento, criam um ambiente de trabalho mais eficiente e satisfatório, melhorando assim o processo produtivo. O objetivo deste estudo foi avaliar as Boas Práticas de Manipulação em serviços de alimentação localizados na cidade de Maceió/ AL. Foi realizado em dois serviços de alimentação e nutrição (1 hoteleiro e 1 de uma empresa alimentícia) onde foram focadas três áreas especificas que compreenderam 42,85% de um total de 100% correspondente à Unidade de Alimentação. Para realização do diagnóstico das condições de boas práticas de manipulação foi utilizado o checklist. Conforme os percentuais apresentados, ambas as Unidades de Alimentação e Nutrição apresentam a classificação de médio risco de acordo com o percentual de itens atendidos. Conclui-se que a verificação contínua das Boas Práticas é uma ferramenta expressiva para diagnosticar as não conformidades do serviço e consequentemente realizar a correção adequada para que o mesmo não venha a ser um veículo de doenças transmitidas por alimentos e causar danos à saúde do consumidor.(AU)


Subject(s)
Humans , Food Handling/standards , Food Services/standards , Good Manufacturing Practices , Checklist/statistics & numerical data , Cooking and Eating Utensils , Foods Equipment , Legislation, Food
16.
Hig. aliment ; 31(270/271): 97-102, 29/08/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-848949

ABSTRACT

Ambientes de preparação de alimentos são locais propícios à formação de agregados microbianos, conhecidos como biofilmes que são mais resistentes à ação de sanitizantes e representam fontes de contaminação, colocando em risco a saúde dos consumidores. Diante disso, neste estudo objetivou-se detectar biofilmes em refeitórios de escolas no município de Serra Talhada, PE e avaliá-los quanto à composição microbiana e resistência frente ao hipoclorito de sódio. A coleta foi realizada em equipamentos, superfícies e utensílios; as análises microbiológicas incluíram a pesquisa de coliformes totais e fecais, enterobactérias e fungos, além de testar a resistência dos biofilmes contra o hipoclorito de sódio. Os resultados mostraram amostras positivas para coliformes totais e termotolerantes, tornando preocupante o estado higienicossanitário dos locais estudados. O teste para enterobactérias indicou a presença de Escherichia, Klebsiella e Salmonella, ressaltando a composição diversa dos biofilmes, incluindo os fungos. A concentração de hipoclorito de sódio a 1% mostrou-se eficiente para a maioria das amostras, porém outras medidas devem ser tomadas pelos responsáveis, com a finalidade de controlar a formação de biofilme e reduzir as contaminações nesses locais.(AU)


Subject(s)
Humans , Biofilms/growth & development , Food Contamination/analysis , Food Contamination/prevention & control , Food Services/standards , Coliforms , Cooking and Eating Utensils , Fungi/growth & development , Microbial Sensitivity Tests , School Feeding/standards , Sodium Hypochlorite/administration & dosage
17.
Hig. aliment ; 31(268/269): 62-67, 30/06/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-846447

ABSTRACT

O estudo objetivou avaliar as condições higienicossanitárias de panificadoras em áreas rurais, as quais fornecem panificados à alimentação escolar. Estudo transversal e quantitativo realizado em sete panificadoras rurais inclusas ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar e que atendem ao Programa Nacional de Alimentação Escolar nas redes de ensino municipal e estadual do município de Guarapuava, PR. A avaliação foi realizada com auxílio da lista de verificação, na qual estão inclusas 12 categorias, baseada na Resolução RDC nº 216 de 15 de setembro de 2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Os estabelecimentos foram classificados em três grupos conforme a adequação: grupo 1 (76 a 100% atendimento dos itens), grupo 2 (51 a 75% atendimento dos itens) e grupo 3 (0 a 50% atendimento dos itens). Todos os estabelecimentos avaliados classificaram- se no grupo 1, que atende 76 a 100% das adequações, apresentando o maior e menor número de conformidades 91% e 85%, respectivamente. As panificadoras foram consideradas adequadas para a maioria dos quesitos avaliados, entretanto, os itens com menores conformidades foram manipuladores, documentação e registro. Todos os estabelecimentos possuem um responsável técnico capacitado, o que contribui com os resultados obtidos. Assim, é de fundamental importância a fiscalização para garantir a segurança alimentar dos escolares, fornecendo alimentos seguros à população.


Subject(s)
Humans , Bread/analysis , Food Services/standards , School Feeding , Checklist/statistics & numerical data , Food Hygiene , Food Inspection/methods , Good Manufacturing Practices
18.
Hig. aliment ; 31(268/269): 46-50, 30/06/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-837463

ABSTRACT

Estatisticamente no Brasil a população idosa tem aumentado por vários fatores e políticas públicas para um envelhecimento saudável vêm surgindo para dar qualidade de vida para este período da vida do ser humano. A equipe de saúde precisa estar atenta para a alimentação nesta faixa etária de forma que seja equilibrada em nutrientes, em quantidade e dentro das condições higienicossanitárias. Este trabalho teve como objetivo elaborar uma ficha de boas práticas de produção para a sopa creme de cenoura para uma instituição de longa permanência para idosos da cidade de Niterói, Rio de Janeiro. Para tanto foi utilizado um checklist e um termômetro a laser. Toda a ficha técnica de boas práticas foi elaborada com base na observação da rotina e demonstrou- se que o binômio tempo/temperatura foi mantido conforme preconizado em lei. Concluiu-se que é importante que haja programas de capacitação e sensibilização dos manipuladores de alimentos.


Subject(s)
Humans , Aged , Elderly Nutrition , Food Production , Food Services/standards , Good Manufacturing Practices , Soups , Checklist/statistics & numerical data , Food Quality Standards , Food Storage , Homes for the Aged
19.
Hig. aliment ; 31(268/269): 51-55, 30/06/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-837464

ABSTRACT

A alimentação escolar deve garantir o acesso à alimentação adequada e os aspectos higienicossanitários são de grande importância para a realização de uma refeição segura. O objetivo deste estudo foi averiguar as boas práticas e risco sanitário em unidades de alimentação e nutrição escolares municipais de Maracanaú, Ceará. Foi realizada uma pesquisa em todas as escolas públicas (N=101) do município de Maracanaú, CE, de janeiro a maio de 2014, com aplicação de lista de verificação composta de 112 itens divididos em seis blocos de avaliação e proposta pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. A coleta dos dados foi realizada por meio da observação direta durante visitas de inspeção às unidades escolares. A maioria das escolas (83,2%) classificou-se com risco sanitário regular. Na média de adequação de cada bloco, destaca-se o bloco de recebimento com 91,2% de adequação. Abaixo de 50% de adequação estiveram os blocos de equipamentos para temperatura controlada (26%) e processos e produções (44,4%). Os demais blocos, edifícios e instalações, manipuladores e higienização ambiental pontuaram com 54,9%, 68,9% e 62,5%, respectivamente. Demonstra-se a necessidade de adequação físico-estrutural e dos procedimentos de higiene nas unidades escolares a fim de promover uma alimentação escolar segura do ponto de vista higienicossanitário.


Subject(s)
Humans , Child , Food Inspection , Food Services/standards , Good Manufacturing Practices , School Feeding , Brazil , Checklist/statistics & numerical data , Cooking and Eating Utensils , Foods Equipment
20.
Hig. aliment ; 31(268/269): 56-61, 30/06/2017.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-837466

ABSTRACT

Neste estudo objetivou-se avaliar a aplicação das boas práticas por manipuladores em pontos de venda de gelados comestíveis. Trata-se de um estudo de corte transversal, no qual foram avaliados 18 quiosques de gelados comestíveis, divididos por categoria de sorvete: em bola, sorvete expresso e paletas. Foi utilizada uma lista de checagem com 17 itens, divididos em seis blocos, composto por vestuário, asseio pessoal, hábitos higiênicos, estado de saúde, área de atendimento ao cliente, área de resíduos, baseada nos critérios da RDC Nº216/2004 e, para classificação dos parâmetros, a RDC Nº275/2002. A categoria de sorvete em bola foi classificada no grupo 2 (58,4%) e no grupo 3, sorvete expresso (46,3%) e paletas (47%). Evidenciou-se que as boas práticas não são seguidas pelos manipuladores, assim causando risco de contaminação. Ressalta-se a importância do treinamento e monitoramento.


Subject(s)
Humans , Food Handling/methods , Food Services/standards , Good Manufacturing Practices , Ice-cold Foods , Checklist/statistics & numerical data , Food Contamination/prevention & control , Hand Hygiene , Ice Cream
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL