Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 24
Filter
1.
Arq. neuropsiquiatr ; 77(11): 797-805, Nov. 2019. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1055187

ABSTRACT

ABSTRACT Drug-resistant epilepsy associated with central nervous system tumors is generally caused by low grade gliomas. This group of tumors is usually found in brain eloquent areas, such as the insular lobe, rolandic cortex and supplementary motor area and, historically, possess a greater risk of postoperative deficits. Objective: The aim of this investigation was to present our surgical experience on patients with drug-resistant epilepsy caused by gliomas in eloquent areas. We retrospectively investigated variables that impact seizure control, such as tumor location, extent of resection, invasion into the lenticulostriate arteries in the patient, especially those with insular gliomas. Methods: Out of 67 patients with eloquent area brain tumors operated on in our service between 2007 and 2016, 14 patients had symptoms of drug-resistant epilepsy. Volumetric analysis, extent of resection (EOR), type of approach and mapping, among other factors were correlated with the 12-month postoperative seizure outcome. Results: Univariate analysis showed that the factors showing statistical relevance with seizure control were preoperative volume (p = 0.005), EOR (p = 0.028) and postoperative volume (p = 0.030). Conclusion: There was a statistically significant association between the EOR and the Engel score for epilepsy control: an EOR < 70 was associated with Engel II, III, IV and an EOR > 90 was associated with Engel I. Eloquent area gliomas can safely be resected when surgeons use not only microsurgical anatomy concepts but also brain mapping.


RESUMO Epilepsia refratária secundária a tumores cerebrais são geralmente causadas por gliomas de baixo grau. Esse grupo de tumor é frequentemente localizado em áreas eloquentes do cérebro como na insula, córtex rolândico e área motora suplementar; e sua ressecção apresenta alto risco de déficits neurológicos no pós operatório. Objetivo: O objetivo do estudo consiste em apresentar nossa experiência no tratamento cirúrgico de pacientes com epilepsia refratária secundário a gliomas em áreas eloquentes. Métodos: O estudo consiste em investigação retrospectiva de variáveis que interferem no controle de crises, tais como localização do tumor, grau de ressecção, invasão tumoral de artérias lenticulo estriadas, principalmente em gliomas insulares. Dentre 67 pacientes portadores de gliomas em área eloquente operados no período de 2007 a 2016, 14 doentes apresentavam epilepsia refrataria associada. Análise volumétrica do tumor, grau de ressecção, acesso cirúrgico, bem como o uso de mapeamento cortical intraoperatório foram correlacionados com desfecho de controle de crises epilepticas em 12 meses. Resultados: Em análise univariada os fatores relacionados com controle de crises em 12 meses foram volume tumoral pré operatório (p = 0,005), grau de ressecção (p = 0,028) e volume tumoral pós operatório. Conclusão: O grau de ressecção apresentou significância estatística em relação ao controle de crises conforme escala de Engel. Ressecções menores que 70% apresentaram correlação com Engel II, III e IV; enquanto ressecções maiores que 90% apresentaram correção positiva com Engel I. Gliomas em áreas eloquentes podem ser ressecados de forma segura desde que seja realizada por equipe experiente com conhecimento acurado da anatomia microcirúrgica e emprego de mapeamento cortical intraoperatório.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Young Adult , Brain Neoplasms/surgery , Brain Neoplasms/complications , Brain Neoplasms/etiology , Drug Resistant Epilepsy/surgery , Glioma/surgery , Glioma/complications , Postoperative Period , Seizures/surgery , Seizures/etiology , Brain Mapping , Brain Neoplasms/mortality , Brain Neoplasms/diagnostic imaging , Magnetic Resonance Imaging , Reproducibility of Results , Retrospective Studies , Risk Factors , Treatment Outcome , Statistics, Nonparametric , Kaplan-Meier Estimate , Glioma/mortality , Glioma/diagnostic imaging
3.
São Paulo; s.n; s.n; 2017. 130 p. tab, graf, ilus.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-847739

ABSTRACT

Moléculas orgânicas fluorescentes são uma importante ferramenta para biologia celular. Compostos ideais para esta aplicação devem ter alto brilho (produto do coeficiente de atenuação molar e do rendimento quântico de fluorescência), ser fotoestáveis e internalizáveis, não comprometer a viabilidade celular e interagir com biomoléculas com algum grau de especificidade. Nesta Tese de Doutorado é apresentado o estudo do uso de cBeet120, uma betalaína cumarínica artificial, e células de glioma humano da linhagem U87-MG. Betalaínas são pigmentos de plantas que apresentam alta biocompatibilidade que servem como material de partida para o desenvolvimento de derivados funcionais. A sonda se acumula principalmente no núcleo das células U87- MG e marca principalmente nucléolos via interação com proteínas. A presença de DNAse ou RNAase elimina a marcação nuclear, sem afetar a fraca marcação citoplasmática de fundo. Estudos de inibição de transporte sugerem que cBeet120 é internalizada por transportadores de L-glutamato da família de transportadores de amino ácidos excitatórios (EAAT). O uso de artemisinina para inibição Ca2+-ATPases aumenta a velocidade de internalização de cBeet120 em células U87-MG. Quando irradiada com luz de cor ciano, cBeet120 no interior do núcleo de células vivas é fotoativada, resultando em um aumento da intensidade de fluorescência com o tempo (monitorado por 90 min) e o deslocamento hipsocrômico do máximo de emissão. Em células fixadas com paraformaldeído, o padrão de marcação da célula se torna mais difuso e a sonda emite fluorescência sem fotoativação. Medidas de tempo de vida de fluorescência em solução e imageamento por microscopia de tempo de vida de fluorescência permitem inferir a ocorrência da formação de um complexo proteína-cBeet120 ou um produto de transiminação que pode estar sujeito a isomerização cis/trans


Fluorescent organic molecules are an important tool for cell biology. Ideal compounds for this application must have high brightness (product of the molar attenuation coefficient and fluorescence quantum yield), be photostable and internalizable by cells, do not compromise cellular viability and interact with biomolecules with some degree of specificity. In this Doctorate Thesis, we describe the interaction of cBeet120, an artificial coumarinic betalain, and human glioma cells of line U87-MG. Betalains are plant pigments that exhibit high biocompatibility that serve as starting material for the development of functional derivatives. The probe accumulates mainly in the nucleus of the U87-MG cells and mainly marks nucleoli via interaction with proteins. The presence of DNAse or RNAase eliminates nuclear labeling, without affecting the poor background cytoplasmic labeling. Transport inhibition studies suggest that cBeet120 is internalized by L-glutamate transporters from the excitatory amino acid transporter (EAAT) family. The use of artemisinin for inhibition Ca2+-ATPases increases the rate of cBeet120 internalization in U87-MG cells. When irradiated with cyan colored light, cBeet120 within the nucleus of living cells is photoactivated, resulting in an increase in fluorescence intensity over time (monitored for 90 min) and the hypochromic shift of the emission maximum. In cells fixed with paraformaldehyde, the labeling pattern of the cell becomes more diffuse and the probe emits fluorescence without photoactivation. Fluorescence life-time measurements in solution and fluorescence life-time imaging microscopy allows to infer the occurrence of the formation of a protein-cBeet120 complex or the formation of a transimination product that may be subject to cis/trans isomerization


Subject(s)
Beta vulgaris/metabolism , Coumarins/analysis , Glioma/complications , Molecular Mechanisms of Pharmacological Action , Betalains , Fluorescence , Glioblastoma/complications
4.
Arq. neuropsiquiatr ; 74(2): 155-160, Feb. 2016. graf
Article in English | LILACS | ID: lil-776448

ABSTRACT

ABSTRACT Objective To evaluate the effectiveness of an educational program on improvement of fatigue and quality of life of patients with high-grade glioma during radiotherapy and chemotherapy treatment. Method This is a longitudinal, experimental study. Twenty-three patients with high-grade glioma were randomly assigned to one of two groups. Both groups completed the Functional Assessment of Cancer Therapy: Fatigue questionnaire and the Beck Depression Inventory, and one of the groups received the educational intervention. The groups did not show any change in quality of life and fatigue in this study, for this reason, the educational program did not present any significant difference. However, there was a significant difference in depressive symptoms during the educational program showing positive evidence for its applicability.


RESUMO Objetivo Verificar a efetividade de um programa educativo na melhora da fadiga e dos sintomas depressivos em pacientes com glioma de alto grau durante o tratamento com radioterapia e quimioterapia. Método Trata-se de estudo longitudinal e experimental. Foram incluídos 23 pacientes com glioma de alto grau e divididos aleatoriamente em 2 grupos. Os dois grupos responderam os questionários Functional Assessment of Cancer Therapy: Fatigue e Inventário de Depressão de Beck, porém somente um foi inserido ao programa educativo. Resultados e Conclusões Os grupos não apresentaram alteração na fadiga ao longo desse estudo, assim o programa educativo não mostrou diferença significativa, porém nos sintomas depressivos, o programa educativo trouxe diferença quando estava sendo realizado mostrando evidências positivas para sua aplicabilidade.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Aged , Aged, 80 and over , Brain Neoplasms/complications , Patient Education as Topic/methods , Fatigue/etiology , Glioma/complications , Quality of Life , Brain Neoplasms/therapy , Longitudinal Studies , Fatigue/prevention & control , Glioma/therapy , Neoplasm Staging
5.
São Paulo; s.n; s.n; 2016. 188 p. tab, graf, ilus.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-846610

ABSTRACT

O metabolismo do triptofano (Trp) se dá pela via das quinureninas (QUIN), pela via serotoninérgica (SER) e pela via das aminas traço. A primeira gera QUIN e uma variedade de outros metabólitos secundários. Quando conduzida pela enzima indolamina 2,3 dioxigenase (IDO) contribui para os fenômenos de tolerância e imune escape de células tumorais; e quando conduzida pela triptofano 2,3 dioxigenase (TDO) no fígado, participa na síntese da niacina e NAD. A via SER leva à formação do neurotransmissor serotonina (SER), que pode gerar o hormônio melatonina (MEL), respectivamente e outros metabólitos biologicamente ativos. Outra via menos estudada, a via das aminas traço, produz produtos neuroativos. Dada a abrangência e importância das rotas metabólicas do Trp, nós desenvolvemos e validamos uma metodologia bioanalítica robusta, seletiva e sensível por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC), acoplado espectrometria de massas (MS) para a determinação simultânea do Trp e seus 15 metabólitos. Para tanto, escolhemos para a avaliação das três vias, linhagens de glioma humano. A escolha por este tipo celular deveu-se ao grande interesse de estudos de metabolismo de Trp em células tumorais, no qual células de glioma tem sido modelo. Nos ensaios com as células de glioma acompanhamos os efeitos de um indutor e inibidores da primeira etapa de metabolização do Trp pela via das quinureninas, ou seja, IFN-γ (indutor da IDO), 1-metiltriptofano (1-MT; inibidor competitivo da IDO) e 680C91 (inibidor seletivo da TDO). Pudemos observar o impacto que a indução ou a inibição do primeiro passo teve sobre os metabólitos subsequentes e as diferenças no metabolismo das duas linhagens estudadas, A172 e T98G. A linhagem T98G só tem atividade de IDO, enquanto que a A172 tem tanto atividade IDO quanto TDO. A indução por IFN-γ mostrou que essa citocina não só atua na formação da via QUIN, mas possui um impacto modesto nas demais rotas. Observamos também que a inibição do 1-MT mostrou seu impacto nos metabólitos invdividualmente, do que a simples relação Trp-QUIN. Contudo, nosso resultados nos permitiu mostrar pela primeira vez a descrição completa dessas vias, em especial nessas linhagens celulares, podendo supor estratégias terapêuticas nessas rotas que estão relacionadas a progressão ou não tumoral


The tryptophan metabolism (Trp) takes place by means of kynurenine (QUIN), by the serotonin pathway (SER) and by the pathway of trace amines synthesis. The first generates QUIN and a variety of other secondary metabolites. When driven by the enzyme indoleamine 2,3 dioxygenase (IDO) contributes to the phenomena of tolerance and immune escape of tumor cells; and when conducted by tryptophan 2,3 -dioxygenase (TDO) in the liver, participates in the niacin synthesis NAD. The SER pathway leads to the serotonin neurotransmitter (SER) formation, which can generate the hormone melatonin (MEL), respectively and other biologically active metabolites. Another less studied amines trace synthesis pathway produces neuroactive products. Given the scope and importance of Trp metabolic pathways,we developed and validated a robust, sensitive and selective bioanalytical method by high performance liquid chromatography (HPLC) coupled mass spectrometry (MS) for simultaneous determination of TRP and its 16 metabolites. Therefore, we chose to evaluate the three routes, glioma cell lines. The initial choice of this type of cell was due to the great interest in Trp metabolism studies in tumor cells, which glioma cells has been a model. In assays with glioma cells, we followed the effects of an inductor and inhibitors of the first stage of Trp metabolism, via the kynurenine pathway, or IFN -γ (IDO inducer) 1- methyltryptophane (1- MT; competitive IDO inhibitor) and 680C91 (selective TDO inhibitor). We could observe the first step induction or inhibition impact had over the further metabolites and the metabolism differences between the two studied strains, A172 and T98G. The T98G glioma cell has only IDO activity, while the A172 has both IDO and TDO activity as well. The IFN-γ indution showed that this cytokine not only acts in the formation of QUIN route, but has a modest impact on the others routes. Inhibition of IDO showed that the competitive inhibitor has activity in itself than a simple Trp-QUIN relationship. However, our results allow us to show the first time the complete description of these pathways, in particular, in these cell lines that can assume therapeutic strategies in these routes that are related or not with tumor progression


Subject(s)
Laboratory and Fieldwork Analytical Methods/analysis , Cell Line , Glioma/complications , Metabolic Diseases/prevention & control , Tryptophan , Chromatography, High Pressure Liquid/methods , Indoleamine-Pyrrole 2,3,-Dioxygenase , Melatonin , Neurotransmitter Agents , Serotonergic Neurons , Serotonin Plasma Membrane Transport Proteins , Tryptophan
6.
Arq. neuropsiquiatr ; 73(11): 924-928, Nov. 2015. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: lil-762888

ABSTRACT

Objective To present a surgical series of patients with low grade temporal gliomas causing intractable epilepsy, focusing on long-term seizure outcome.Method A retrospective study was conducted with patients with temporal low-grade gliomas (LGG).Results Sixty five patients with were operated in our institution. Males were more affected than females and the mean age at surgery was 32.3 ± 8.4 (9-68 years). The mean age at seizure onset was 25.7 ± 9.2 (11-66 years). Seizure outcome was classified according with Engel classification. After one year of follow up, forty two patients (64.6%) were Engel I; seventeen (26.2%) Engel II; four (6.2%) Engel III and two (3.1%) Engel IV. Statistically significant difference in seizure outcome was obtained when comparing the extension of resection. Engel I was observed in 39 patients (69.6%) with total resection and in only 3 (33.3%) patients with partial resection.Conclusion Gross-total resection of temporal LGGs is a critically important factor in achieving seizure-freedom.


Objetivo Apresentar uma série cirúrgica de pacientes com gliomas temporais de baixo grau, causando epilepsia de difícil controle.Método Estudo retrospectivo de pacientes com diagnóstico de glioma temporal de baixo grau temporais.Resultados 65 pacientes com foram operados em nossa instituição. A média de idade de início das crises foi de 25,7 ± 9,2 (11-66 anos). Após um ano de acompanhamento, quarenta e dois pacientes (64,6%) estavam Engel I; dezessete (26,2%) Engel II; quatro (6,2%) Engel III e dois (3,1%) Engel IV. Houve diferença estatisticamente significativa no resultado do controle das crises quando se compara a extensão da ressecção. Engel I foi observada em 39 pacientes (69,6%) com a ressecção total e em apenas 3 (33,3%) pacientes com ressecção parcial.Conclusão A ressecção total de glioma temporal de baixo grau temporais é um fator extremamente importante no controle das crises.


Subject(s)
Adolescent , Adult , Aged , Child , Female , Humans , Male , Middle Aged , Young Adult , Brain Neoplasms/surgery , Drug Resistant Epilepsy/surgery , Glioma/surgery , Seizures/surgery , Temporal Lobe/surgery , Brain Neoplasms/complications , Brain Neoplasms/pathology , Drug Resistant Epilepsy/etiology , Drug Resistant Epilepsy/prevention & control , Electroencephalography , Glioma/complications , Glioma/pathology , Kaplan-Meier Estimate , Magnetic Resonance Imaging , Neoplasm Grading , Retrospective Studies , Seizures/etiology , Seizures/prevention & control , Time Factors , Treatment Outcome , Temporal Lobe/pathology
7.
Salvador; s.n; 2015. 70 p. ilus, tab.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1000978

ABSTRACT

Introdução e objetivos: O glioblastoma multiforme é um glioma de alto grau que apresenta um prognóstico ruim. O diagnóstico definitivo é estabelecido pela avaliação histológica, porém este pode apresentar conflitos na classificação, com isso surge à necessidade de ferramentas que auxiliem o patologista em sua análise. Atualmente, maior ênfase tem sido dada a alterações na glicosilação, pois estão associadas a neoplasias, e a descoberta da capacidade de lectinas em reconhecer tais alterações fez destas, ferramentas aplicáveis para o diagnóstico biomédico. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é analisar a marcação das lectinas CpL, WGA e Con A em células da linhagem C6...


Introduction and objectives: Glioblastoma multiforme is a high-grade glioma that has a poor prognosis. The definitive diagnosis is established by histological assessment. However, this can present conflicts in grading gliomas, which justifies new tools to assist the pathologist in his analysis. Currently, it is known that there are changes in glycosylation pattern of molecules associated with cancer, and the discovery of the ability of lectins to recognize these changes made these tools applicable for biomedical diagnosis. Thus, the aim of this study is to analyze the labelling of C6...


Subject(s)
Humans , Glioma/complications , Glioma/diagnosis , Glioma/immunology , Glioma/pathology , Glioma/blood , Lectins , Lectins/analysis , Lectins/physiology , Lectins/immunology
8.
Brasília; CONITEC; 2014. tab.
Non-conventional in Portuguese | LILACS, BRISA | ID: biblio-875499

ABSTRACT

CONTEXTO: Gliomas de alto grau são tumores cerebrais, na sua maioria primários, que apresentam crescimento muito agressivo, rápida evolução e alta letalidade. Estes tumores são tratados com ressecção cirúrgica quando possível e com radioterapia. A quimioterapia adjuvante realizada com diversos esquemas de drogas pode aumentar a sobrevida dos pacientes quando comparada à radioterapia isolada, no entanto, tratando-se de benefício na extensão da sobrevida em poucas semanas e com qualidade de vida prejudicada, a decisão por instituir a quimioterapia ou não deve ser tomada pela família e paciente devidamente esclarecidos pelo médico assistente. Temozolomida é um dos medicamentos indicados para a quimioterapia adjuvante (realizada após o procedimento cirúrgico ou radioterápico) desses tumores. É um pró-fármaco, o que significa que depende de uma transformação no corpo do paciente para se converter no medicamento ativo, o MTIC, sigla de 5-(3-metiltriazeno-1-il)imidazol-4-carboxamida, que possui atividade citotóxica cerebral. Devido a doença apresentar rápida evolução e alta mortalidade, a quimioterapia adjuvante, inclusive aquela com temozolomida, se propõe a aumentar a sobrevida deste pacientes. Estima-se que, no Brasil, cerca de 3.000 pessoas poderiam ser potenciais usuárias desta tecnologia. Desta forma, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo solicita a incorporação nacional desta tecnologia. TRATAMENTO RECOMENDADO: O arsenal terapêutico passa pelos três grupos básicos de tratamento: Cirurgia - A ressecção cirúrgica é o tratamento recomendado na maioria dos casos de tumor cerebral, com objetivo de remover amplamente a neoplasia com a máxima preservação do tecido normal adjacente e das funções neurológicas. Eventualmente, a localização do tumor em área eloquente permite apenas citorredução ou biópsia da lesão. Doentes com hidrocefalia podem necessitar ventriculostomia ou derivação ventriculoperitoneal para paliação de sintomas. Gastrostomia está indicada quase sempre que houver comprometimento da deglutição ou do reflexo da tosse. Radioterapia - A radioterapia desempenha um papel central no tratamento paliativo do tumor cerebral, na doença inicialmente inoperável ou recorrente. A irradiação focal por meio de técnicas convencionais permite estabilizar ou melhorar a condição funcional de muitos doentes. A dose empregada situa-se entre 54-60 Gy, podendo atingir 72 Gy com hiperfracionamento; o campo irradiado deve incluir a área de realce visível à TC com margens de 2-3 cm ou margem de 1-2 cm em torno da imagens de RM ponderadas em T2. Doentes com lesão pequena (até 4 cm) e contra-indicação para cirurgia podem se beneficiar de radioterapia focal estereotática. Quimioterapia - A quimioterapia antineoplásica é pouco ativa para o câncer cerebral, produzindo benefício clínico temporário para alguns doentes. A necessidade de uso concomitante de medicamentos anticonvulsivantes para muitos doentes parece estar associada a melhor prognóstico, em particular com o ácido valproico, a despeito de toxicidade variável. Esquemas terapêuticos, quimioterápicos, contendo nitrosureias (carmustina ou lomustina), alquilantes (procarbazina, dacarbazina ou temozolomida), derivados da platina (cisplatina ou carboplatina), vincristina, teniposiído, hidroxiureia, cloroquina, bevacizumabe e irinotecano se mostraram úteis no tratamento paliativo de gliomas cerebrais grau III ou IV, muitos deles administrados concomitantemente à radioterapia. A temozolomida é um medicamento oral relacionado a um antineoplásico clássico, a dacarbazina; enquanto a dacarbazina requer metabolização hepática para produção do agente antineoplásico clinicamente ativo (monometiltriazenoimidazol carboxamida, MTIC), a temozolomida é convertida em MTIC no plasma. Em dois estudos clínicos randomizados sobre temozolomida em associação à radioterapia para gliomas de alto grau, este tratamento mostrou ser ativo quando comparado com placebo, outros estudos demonstraram eficácia comparável da temozolomida e do esquema PCV (procarbazina, lomustina e vincristina) para doentes com gliomas de alto grau ou com astrocitoma anaplásico. A TECNOLOGIA: A temozolomida é um agente antineoplásico, que exerce sua ação citotóxica por alquilação do DNA nas posições O(6) e N(7) da guanina. É rapidamente absorvido por via oral, com alta biodisponibilidade (96% a 100%). A presença de alimento diminui o pico de concentração plasmática em 32% e a AUC em 9%. É um pró-fármaco que, após hidrólise espontânea no plasma, é convertido ao seu metabólito ativo, o MTIC, sigla de 5-(3-metiltriazeno-1-il)imidazol-4-carboxamida, que possui atividade citotóxica. Aproximadamente 15% do fármaco se liga às proteínas plasmáticas. É excretado pela urina (37,7%) e pelas fezes (0,8%). O tempo de meia vida é de 1,5 a 2,35 horas. Por ser uma substância lipofílica, atravessa a barreira hemato-encefálica, o que a faz alcançar tumores cerebrais. ANÁLISE DA EVIDÊNCIA: O objetivo deste relatório é analisar as evidências científicas apresentadas pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo sobre eficácia, segurança, custo-efetividade e impacto orçamentário do Temozolomida (TEMODAL®), para o tratamento de gliomas de alto grau, visando avaliar a sua incorporação no Sistema Único de Saúde.CONSIDERAÇÕES FINAIS: O desafio nesse tipo de câncer é que, apesar das inovações em técnicas cirúrgicas e radioterápicas e do desenvolvimento de novos medicamentos antineoplásicos que aconteceram nas últimas décadas, os gliomas malignos, em especial os de alto grau, permanecem doenças fatais. São altas as taxas de morte no primeiro ano, sendo que a maioria dos pacientes já foi a óbito em dois anos após o diagnóstico. A evidência atualmente disponível sobre eficácia e segurança da temozolomida para tratamento de gliomas de Alto Grau ( estádios II e IV) é baseada em ensaios clínicos randomizados, com nível de evidência 1. Neste sentido, os resultados apresentados pelos estudos de Hart (2013) sugerem que o tamanho do efeito é de HR=0,60 e a mediana de sobrevida é de 2,5 meses para o grupo que usou temozolomida. A taxa de sobrevida aos 12 meses é de 61,1% para o grupo de temozolomida + radioterapia com uma redução do risco absoluto (RRA) de 10,5% e NNT de 10. No entanto, o principal problema do estudo apresentado pelo demandante foi o estabelecimento equivocado da pergunta de pesquisa: temozolamida + radioterapia é superior à radioterapia isolada em gliomas de alto grau? Não há duvidas quanto a isso, tanto que desde 1999 o tratamento no SUS para esse tipo de tumor é quimioterapia associada à radioterapia, cabendo ao médico e ao paciente e familiares decidirem se esse aumento de sobrevida com prejuízo da qualidade de vida é desejável. A questão clinica relevante seria saber se a quimioterapia com temozolamida, novo medicamento de alto custo e sob patente, é superior à quimioterapia com os demais agentes alquilantes já disponíveis. Como estes estudos de comparação entre tipos de quimioterapia não foram incluídos pelo demandante, foi realizada uma busca que revelou estudos que demonstraram equivalência terapêutica da temozolomida versus quimioterapia por dacarbazina, análogo injetável da temozolamida, que é oral, no tratamento de gliomas de alto grau. Ademais, o modelo econômico apresentado pelo demandante levanta um alto grau de incerteza que não permite concluir que a RCEI apresentada seja robusta suficiente para discussão da sua incorporação. DELIBERAÇÃO FINAL: Os membros da CONITEC presentes na 23ª reunião do plenário dos dias 12 e 13/03/2014, deliberaram, por unanimidade, por não recomendar a incorporação de procedimento quimioterápico específico compatível com a temozolamida para o tratamento pós-operatório de pacientes com gliomas de alto grau( III e IV). DECISÃO: PORTARIA Nº 35, de 26 de setembro de 2014 - Torna pública a decisão de não incorporar a temozolamida para o tratamento pós-operatório de pacientes portadores de gliomas de alto grau no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.


Subject(s)
Humans , Brain Neoplasms/complications , Glioma/complications , Glioma/drug therapy , Antineoplastic Agents/therapeutic use , Unified Health System , Brazil , Chemotherapy, Adjuvant , Cost-Benefit Analysis/economics
9.
São Paulo; s.n; s.n; 2012. 169 p. tab, graf, ilus.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-846849

ABSTRACT

O gene ADAM23 está epigeneticamente silenciado em tumores de mama de estágios mais avançados e o seu silenciamento nesses tumores confere ao paciente um maior risco de desenvolvimento de metástases e um pior prognóstico. O silenciamento do gene ADAM23 na linhagem tumoral de mama MDA-MB-435 reduz a capacidade proliferativa e aumenta a capacidade migratória e invasiva das células em modelo tridimensional de cultura. No entanto, paradoxalmente, o silenciamento do gene ADAM23 nessa linhagem reduz a capacidade tumorigênica e metastática das células em ensaios in vivo utilizando animais imunodeficientes. Ensaios subsequentes utilizando misturas de células positivas e negativas para a expressão de ADAM23 revelaram que as células negativas estimulam a proliferação, migração e invasão das células positivas e que a heterogeneidade tumoral em relação à expressão de ADAM23 é importante para a disseminação e colonização metastática. Este trabalho teve como objetivo validar a associação entre o silenciamento do gene ADAM23 em tumores primários e a progressão tumoral, e também encontrar um modelo celular alternativo para a realização de ensaios funcionais que comprovassem o papel do gene ADAM23 na proliferação, migração, e invasão celular, bem como a existência de interação celular entre células ADAM23 positivas e negativas. A análise da expressão do gene ADAM23 em amostras de gliomas de diferentes estágios através de PCR em Tempo Real revelou que a expressão desse gene diminui ao longo da progressão tumoral e está bastante reduzida em tumores de grau avançado. Porém, ao contrário do observado em tumores de mama, o silenciamento do gene ADAM23 em gliomas não é causado por hipermetilação de sua região promotora nem por mutações em sua região codificante, ou perda de heterozigose. Infelizmente, não foi possível selecionar clones derivados da linhagem celular de glioblastoma U87MG com silenciamento estável do gene ADAM23 para a realização de ensaios funcionais. Aparentemente, o silenciamento de ADAM23 nessa linhagem resulta na parada do ciclo celular na fase G0/G1, impedindo a seleção de clones com silenciamento estável do gene. O mesmo fenômeno não foi observado na linhagem de melanoma SKmel-37, permitindo a seleção de clones com silenciamento estável de ADAM23 e a realização de ensaios funcionais. Curvas de proliferação em monocamada e ensaios de incorporação de MTT em modelo tridimensional in vitro demonstraram que o silencimento de ADAM23 na linhagem SKmel-37 diminui sua taxa de proliferação em 20-50%. Ensaios de citometria de fluxo demonstraram que o silenciamento de ADAM23 interfere na expressão das integrinas αvß3 e αvß5 na membrana celular, resultando em diminuição de 50% na afinidade aos ligantes de matriz e aumento significativo na capacidade de migração e invasão no colágeno. Ensaios in vitro e in vivo utilizando misturas de células SKmel-37 ADAM23 positivas e negativas também confirmaram a existência de interação entre os dois subtipos celulares. Ensaios in vitro de migração e invasão no colágeno revelaram que células ADAM23 negativas induzem a migração e a invasão de células positivas e, em ensaios de tumorigienese in vivo, observamos que os tumores formados a partir da injeção de uma mistura de células positivas e negativas apresentam crescimento semelhante ao dos tumores formados a partir da injeção de células ADAM23 positivas


The ADAM23 gene is epigenetically silenced in breast tumors of more advanced stages and its silencing in these tumors gives the patient a greater risk of developing metastasis and a worse prognosis. The ADAM23 gene silencing in the MDA-MB-435 breast tumor cell line reduces the proliferative capacity and increases migratory and invasive abilities of cells in three-dimensional culture models. Yet, paradoxically, the ADAM23 gene silencing in this line reduces tumorigenic and metastatic abilities of cells in in vivo assays using immunodeficient animals. Subsequent tests using ADAM23 positive and negative cells mixtures revealed that negative cells stimulate proliferation, migration and invasion of positive cells and the heterogeneity of ADAM23 expression in tumors is important for the spreading and metastatic colonization. This study aimed to validate the association between ADAM23 gene silencing in primary tumors and tumor progression as well as find an alternative cellular model for performing functional tests to prove the role of the ADAM23 gene in proliferation, migration and cell invasion, and to prove the existence of cell interaction between ADAM23 positive and negative cells. The analysis of ADAM23 gene expression in samples from different stages of gliomas by RT-PCR revealed that the expression of this gene decreases over tumor progression and is greatly reduced in tumors of advanced degree. However, unlike that observed in breast tumors, the ADAM23 gene silencing in gliomas is not caused by hypermethylation of its promoter region or by mutations in its coding region, or by loss of heterozygosity. Unfortunately, it was not possible to select clones derived from the U87MG glioblastoma cell line with stable silencing of the gene ADAM23 for the functional testing. Apparently, the silencing of ADAM23 in this cell line results in cell cycle arrest in G0/G1 phase, preventing the selection of clones with stable gene silencing. The same phenomenon was not observed in SKmel-37 melanoma cell line, allowing selection of clones with stable silencing of ADAM23 and functional testing. Monolayer proliferation curves and in vitro MTT incorporation assays in three-dimensional models showed that ADAM23 silencing in the SKmel-37 cell line reduces their rate of proliferation by 20-50%. Flow cytometry assays demonstrated that ADAM23 silencing interferes with the expression of αvß3 and αvß5 integrins in the cell membrane, resulting in a 50% decrease in binding afinity to the matrix and a significant increase in migratory and invasive abilities on collagen. In vitro and in vivo assays using ADAM23 positive and negative SKmel-37 cell mixtures also confirmed the existence of interaction between the two cell subsets. In vitro invasion and migration on collagen assays revealed that ADAM23 negative cells induce migration and invasion of positive cells. Furthermore, in in vivo tumorigenic tests we found that tumors formed from injection of a mixture of positive and negative cells exhibit growth similar to the tumors formed after injection of ADAM23 positive cells


Subject(s)
ADAM Proteins/analysis , Central Nervous System Neoplasms/diagnosis , Central Nervous System/abnormalities , Glioma/complications , Melanoma/complications , Gene Expression/genetics , Neoplasm Metastasis/prevention & control
10.
Arq. neuropsiquiatr ; 69(4): 596-601, Aug. 2011. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: lil-596822

ABSTRACT

OBJECTIVE: The relationship between brain tumors and cognitive deficits is well established in the literature. However, studies investigating the cognitive status in low and high-grade gliomas patients are scarce, particularly in patients with average or lower educational level. This study aimed at investigating the cognitive functioning in a sample of patients with low and high-grade gliomas before surgical intervention. METHOD: The low-grade (G1, n=19) and high-grade glioma (G2, n=8) patients underwent a detailed neuropsychological assessment of memory, executive functions, visuo-perceptive and visuo-spatial abilities, intellectual level and language. RESULTS: There was a significant impairment on verbal and visual episodic memory, executive functions including mental flexibility, nominal and categorical verbal fluency and speed of information processing in G2. G1 showed only specific deficits on verbal and visual memory recall, mental flexibility and processing speed. CONCLUSION: These findings demonstrated different levels of impairments in the executive and memory domains in patients with low and high grade gliomas.


OBJETIVO: A associação entre tumores cerebrais e déficits cognitivos é bem estabelecida na literatura. No entanto, estudos sobre a cognição de pacientes com gliomas de baixo e alto grau são escassos, especialmente, em sujeitos com baixa escolaridade. Este estudo investigou o funcionamento cognitivo de uma amostra de pacientes com gliomas de baixo e alto grau antes da intervenção cirúrgica. MÉTODO: Os pacientes com glioma de baixo grau (G1, n=19) e alto grau (G2, n=8) foram avaliados quanto à memória, funções executivas, habilidades visuo-perceptivas e visuo-espaciais, nível intelectual e linguagem. RESULTADOS: Houve prejuízo significativo em G2 na memória episódica verbal e visual, funções executivas incluindo flexibilidade mental, fluência verbal nominal e categórica e velocidade de processamento de informações. G1 demonstrou apenas déficits específicos de evocação verbal e visual, flexibilidade mental e velocidade de processamento. CONCLUSÃO: Estes achados demonstraram níveis diferenciados de comprometimento nos domínios executivos e mnésticos de pacientes com gliomas de baixo e alto grau.


Subject(s)
Adult , Humans , Middle Aged , Brain Neoplasms/complications , Cognition Disorders/etiology , Glioma/complications , Brain Neoplasms/pathology , Educational Status , Glioma/pathology , Neoplasm Staging , Neuropsychological Tests
12.
Rev. chil. neurocir ; 30: 11-15, jan. 2008. tab, graf
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-585707

ABSTRACT

Con el objetivo de comparar dos grupos similares de pacientes portadores de gliomas de alto grado diagnòsticados uno vìa estereotáxica y otro vía craneotomía, se diseño un estudio retrospectivo entre los años 2000 y 2007, con un diseño de casos y controles en el Hospital Carlos Van Buren de Valparaíso; los casos fueron los pacientes portadores de glioma de alto grado diagnósticado vía estereotáxica, los controles fueron pacientes similares pero diagnósticados vía biopsia quirúrgica convencional. Se recolectaron los datos de 19 pacientes biopsiados estereotáxicamente y de 15 enfermos biopsiados por craneotomía, no encontrándose diferencias significativas en cuanto a sexo, edad y localización tumoral entre ambos grupos, tampoco se encontraron diferencias significativas entre el Karnosfky performance status de ingreso y egreso hospitalario, las complicaciones y la mortalidad entre ambos grupos. La estadía hospitalaria postprocedimiento fue significativamente menor en el grupo biopsiado estereotáxicamente (p=0,0254). La mediana del costo fue en el caso de la estereotaxia de $444.070 pesos chilenos (U$925) y de $990.480 pesos chilenos (US2063) en el caso de las biopsias por craneotomía. Se aprecio una mayor sobrevida a dos años y medio en el grupo biopsiado por estereotáxia (p=0,169) . La obtención de una biopsia mediante estereotaxia no demostró asociarse a mayores complicaciones, morbilidad o mortalidad respecto a la biopsia tradicional, en el presente estudio. Asociándose a una menor estadía postprocedimiento, menores costos y una mayor sobrevida a dos años y medio, lo que hace altamente recomendable la realización de este tipo de técnica en pacientes que se sospeche la presencia de un glioma de alto grado.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Glioma/surgery , Glioma/complications , Glioma/diagnosis , Glioma/economics , Glioma/mortality , Stereotaxic Techniques/statistics & numerical data , Stereotaxic Techniques , Chile
13.
Arq. neuropsiquiatr ; 64(3a): 613-618, set. 2006. tab
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: lil-435599

ABSTRACT

METHOD: Forty-two patients with low-grade brain tumor and refractory epilepsy were studied. The mean age was 22.3 years. They were divided into two groups: Group A, patients with ganglioglioma (n=19) and group B, patients with other low-grade tumors (n=23) (14 astrocytoma, 6 oligodendroglioma, 2 dysembryoplastic neuroepithelial tumor, and 1 xanthoastrocytoma). RESULTS: Age at seizureÆs onset was 7 years or less in 73 percent of the patients in group A and in 30.4 percent of the patients in group B (p=0.045). Complex partial occurred frequently in group A and B (94.7 percent versus 82 percent, respectively). SeizureÆs frequency was higher in group B (p=0.002).Computerized tomography (CT) was normal in 36.8 percent of group A patients and abnormal in all group B patients. Magnetic resonance imaging (MRI) was abnormal in all patients. Surgical removal was complete in 89.5 percent of the patients in group A and in 78.2 percent of the patients in group B. CONCLUSION: The association of refractory epilepsy and complex partial seizures, at a relatively low frequency, in young patients potentially normal CT and a MRI hypointense temporal lobe lesion in T1-weighed slices were habitual image findings in ganglioglioma, rather than other low-grade tumor.


MÉTODO: Foram estudados 42 pacientes com tumor cerebral primário de baixo grau e epilepsia refratária. A idade média foi 22,3 anos. Eles foram divididos em dois grupos: no grupo A os pacientes com ganglioglioma (n=19) e no grupo B os pacientes com outros tumores primários de crescimento lento (n=23) (14 astrocitomas, 6 oligodendrogliomas, 2 tumores desembrioblástico neuroepitelial e um xantoastrocitoma). RESULTADOS: A idade de início das crises convulsivas foi 7 anos ou menos em 73 por cento dos pacientes no grupo A e 30,4 por cento dos pacientes no grupo B (p=0,045). A crise convulsiva do tipo parcial complexa foi a mais identificada nos grupos A e B (94,7 por cento versus 82 por cento, respectivamente). A freqüência de crise foi mais alta no grupo B (p=0,002). A tomografia computadorizada foi normal em 36,8 por cento dos pacientes no grupo A e anormal em todos no grupo B. A ressonância magnética foi anormal em todos os pacientes. A remoção cirúrgica foi completa em 89.5 por cento dos pacientes no grupo A e 78,2 por cento no grupo B. CONCLUSÃO: A associação de epilepsia refratária e crise parcial complexa, principalmente quando a freqüência não é muito alta, em pacientes jovens, mesmo com tomografia computadorizada normal e alteração hipointensa na seqüência de T1 da ressonância magnética é sugestiva de ganglioglioma mais que outros tipos de tumor cerebral primário de baixo grau.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Brain Neoplasms/complications , Epilepsy/etiology , Ganglioglioma/complications , Brain Neoplasms/diagnosis , Brain Neoplasms/surgery , Electroencephalography , Epilepsy/surgery , Ganglioglioma/diagnosis , Ganglioglioma/surgery , Glioma/complications , Glioma/diagnosis , Glioma/surgery , Magnetic Resonance Imaging , Tomography, X-Ray Computed , Treatment Outcome
14.
Arq. neuropsiquiatr ; 63(1): 171-172, Mar. 2005. ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-398812

ABSTRACT

Trata-se do relato de caso de menino de sete anos com crises epilépticas parciais complexas secundárias à presença de glioma de baixo grau em região fronto-temporal esquerda, cuja ressonância magnética evidenciou, lesão transitória focal do esplênio do corpo caloso. A revisão bibliográfica através de pesquisa no database MedLine resultou no encontro de descrição de lesão transitória do esplênio do corpo caloso foi relatada em três estudos anteriores, em pacientes portadores de epilepsia. Portanto, a lesão transitória observada no corpo caloso desta criança, provavelmente, tem correlação com as crises epilépticas do lobo temporal e não à presença do glioma de baixo grau cerebral.


Subject(s)
Child , Humans , Male , Brain Neoplasms/diagnosis , Corpus Callosum/pathology , Epilepsy, Complex Partial/diagnosis , Glioma/diagnosis , Anticonvulsants/therapeutic use , Brain Neoplasms/complications , Carbamazepine/therapeutic use , Epilepsy, Complex Partial/complications , Epilepsy, Complex Partial/drug therapy , Glioma/complications , Magnetic Resonance Imaging , Tomography, X-Ray Computed
16.
An. otorrinolaringol. mex ; 44(4): 209-13, sept.-nov. 1999. tab
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-276939

ABSTRACT

Se procedió a estudiar la incidencia de manifestaciones de mareos en una muestra de 60 casos de pacientes de ambos sexos, con edades entre 6 y 76 años, con tumores encefálicos de diversa localización e histopatología. La ubicación de los tumores se estableció por métodos radiológicos y se confirmaron tras la intervención quirúrgica. Se estudió especialmente la relación del síntoma mareo con la ubicación de los tumores encefálicos. Comprobamos que el mareo aparece asociado especialmente a los tumores de fosa posterior. En los casos de tumores localizados en hemisferios cerebrales el mareo se manifiesta con menor incidencia. Estos casos se ubican en áreas próximas a los centros vestibulares corticales


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Middle Aged , Cholesteatoma/complications , Glioma/complications , Hemangioblastoma/complications , Meningioma/complications , Neurilemmoma/complications , Pinealoma/complications , Vertigo/etiology , Brain Neoplasms/complications
17.
Rev. chil. obstet. ginecol ; 64(3): 224-7, 1999. ilus
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-257943

ABSTRACT

Se presenta el caso clínico de una paciente de 23 años sometida a laparotomía exploradora con el diagnostico histológico fue teratoma maduro del ovario asociado a gliomatosis peritoneal. Se resume la evolución clínica, tratamiento y seguimiento posterior. A propósito de este caso se presenta una revisión del tema


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Glioma/diagnosis , Ovarian Neoplasms/diagnosis , Teratoma/diagnosis , Glioma/complications , Laparotomy , Ovarian Neoplasms/complications , Teratoma/surgery
18.
J. bras. patol ; 33(1): 27-33, jan.-mar. 1997. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-191012

ABSTRACT

O astrocitoma de células gigantes é uma variante rara das neoplasias gliais, oscilando ao redor de 2 por cento dos tumores astrocitários e frequentemente associado à esclerose tuberosa, doença hamartomatosa de caráter genético autossômico dominante. Afeta ambos os sexos de maneira semelhante, sendo mais encontrado na primeira e na segunda décadas de vida, principalmente nos ventrículos laterias e por vezes ocluindo o forame de Monro. É um tumor de crescimento lento e sobrevida longa após ressecção cirúrgica. Microscopicamente, mostrou-se composto por células grandes, globóides, de citoplasma amplo com núcleos vesiculosos e arranjo perivascular. Os autores relatam seis casos de pacientes portadores de astrocitoma de células gigantes, sendo quatro pacientes portadores de astrocitoma de células gigantes, sendo quatro pacientes portadores de esclerose tuberosa diagnosticados e registrados no Banco de Patologia Tumoral do Sistema Nervoso Central de Curitiba. Os casos estudados correspondem aos dados da literatura, auxiliando na compreesão do comportamento biológico e na correlação clínica desta neoplasia.


Subject(s)
Glioma/complications , Glioma/history , Tuberous Sclerosis/etiology
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL