Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 83
Filter
1.
Braz. j. biol ; 84: e253599, 2024. tab, graf
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1355891

ABSTRACT

Abstract The antioxidant activity of Tetragonisca angustula honey (TAH) and its ethanolic extract (TAEE) were investigated. The total levels of phenolic (TPC) and flavonoids (TFC) were also evaluated. The results for TPC were 19.91 ± 0.38 and 29.37 ± 1.82 mg GAE g-1 and for TFC 0.20 ± 0.02 and 0.14 ± 0.01 mg QE g-1 of TAH and TAEE, respectively. Antioxidant activities were 73.29 ± 0.49% and 93.36 ± 0.27% in the DPPH● assay and 71.73 ± 4.07% and 97.86 ± 0.35% in ABTS●+ for TAH and TAEE, respectively. The total reducing activity was determined by the method of reducing power (PR) and iron ion (Fe III) and the results varied in PR from 151.7 ± 25.7 and 230.7 ± 25.2 mg GAE L-1, for TAH and TAEE respectively and for (Fe III) in EC50 0.284 in TAEE and 0.687 in TAH. Chemical analysis by HPLC-DAD of the ethanolic extract (TAEE) revealed the presence of ferulic acid as majority phenolic component in the extract. The 1H NMR analysis confirmed this structure and showed the also presence of glucose, citric acid, succinic acid, proline and hydrocarbon derivatives. In addition, the botanical origin was also investigated and showed a multifloral characteristic, having found 19 pollen types with a botanical predominance of the Anacardiaceae family, with Tapirira pollen occurring as predominant (42.6%) and Schinus as secondary (25.7%). The results showed that T. angustula honey is an interesting source of antioxidant phenolic compounds due to its floral origin and can act as a protector of human health when consumed.


Resumo A atividade antioxidante do mel de Tetragonisca angustula (TAH) e seu extrato etanólico (TAEE) foram investigados. Os níveis totais de fenólicos (TPC) e flavonóides (TFC) também foram avaliados. Os resultados para TPC foram 19,91 ± 0,38 e 29,37 ± 1,82 mg GAE g-1 e para TFC 0,20 ± 0,02 e 0,14 ± 0,01 mg QE g-1 de TAH e TAEE, respectivamente. As atividades antioxidantes foram 73,29 ± 0,49% e 93,36 ± 0,27% no ensaio DPPH● e 71,73 ± 4,07% e 97,86 ± 0,35% no ABTS●+ para TAH e TAEE, respectivamente. A atividade redutora total foi determinada pelo método de poder redutor (PR) e íon ferrico (Fe III) e os resultados variaram em PR de 151,7 ± 25,7 e 230,7 ± 25,2 mg GAE L-1, para TAH e TAEE respectivamente e para (Fe III) em EC50 0,284 em TAEE e 0,687 em TAH. A análise química por HPLC-DAD do extrato etanólico (TAEE) revelou a presença de ácido ferúlico como componente majoritário no extrato. A análise de RMN 1H confirmou esta estrutura e mostrou a presença de glicose, ácido cítrico, ácido succínico, prolina e derivados de hidrocarbonetos no TAEE. Além disso, a origem botânica também foi investigada e apresentou característica multifloral, tendo encontrado 19 tipos polínicos com predomínio botânico da família Anacardiaceae, sendo o pólen Tapirira predominante (42,6%) e o Schinus secundário (25,7%). Os resultados mostraram que o mel de T. angustula é uma interessante fonte de compostos fenólicos antioxidantes devido à sua origem floral e pode atuar como protetor da saúde humana quando consumido.


Subject(s)
Humans , Animals , Honey/analysis , Antioxidants , Phenols/analysis , Brazil , Coumaric Acids
2.
Braz. j. biol ; 83: 1-6, 2023. map, tab
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1468855

ABSTRACT

The medicinal attributes of honey appears to overshadow its importance as a functional food. Consequently, several literatures are rife with ancient uses of honey as complementary and alternative medicine, with relevance to modern day health care, supported by evidence-based clinical data, with little attention given to honey’s nutritional functions. The moisture contents of honey extracted from University of Veterinary and Animal Sciences, Lahore honey bee farm was 12.19% while that of natural source was 9.03 ± 1.63%. Similarly, ash and protein contents of farmed honey recorded were 0.37% and 5.22%, respectively. Whereas ash and protein contents of natural honey were 1.70 ± 1.98% and 6.10 ± 0.79%. Likewise fat, dietary fiber and carbohydrates contents of farmed source documented were 0.14%, 1.99% and 62.26% respectively. Although fat, dietary fiber and carbohydrates contents of honey taken from natural resource were 0.54 ± 0.28%, 2.76 ± 1.07% and 55.32 ± 2.91% respectively. Glucose and fructose contents of honey taken out from honeybee farm were 27% and 34% but natural source were 22.50 ± 2.12% and 28.50 ± 3.54%. Glucose and fructose contents of honey taken out from honeybee farm were 27% and 34% but natural source were 22.50 ± 2.12% and 28.50 ± 3.54%. Similarly, sucrose and maltose contents of farmed honey were 2.5% and 12% while in natural honey were 1.35 ± 0.49% and 8.00 ± 1.41% respectively. The present study indicates that such as moisture, carbohydrates, sucrose and maltose contents were higher farmed honey as compared to the natural honey. In our recommendation natural honey is better than farmed honey.


Os atributos medicinais do mel parecem ofuscar sua importância como alimento funcional. Consequentemente, várias literaturas estão repletas de usos antigos do mel como medicina complementar e alternativa, com relevância para os cuidados de saúde modernos, apoiados por dados clínicos baseados em evidências, com pouca atenção dada às funções nutricionais do mel. O teor de umidade do mel extraído da Universidade de Veterinária e Ciências Animais, fazenda de abelhas de Lahore, foi de 12,19%, enquanto o de fonte natural foi de 9,03 ± 1,63%. Da mesma forma, os teores de cinzas e proteínas do mel cultivado foram de 0,37% e 5,22%, respectivamente. Já os teores de cinzas e proteínas do mel natural foram de 1,70 ± 1,98% e 6,10 ± 0,79%. Da mesma forma, os teores de gordura, fibra dietética e carboidratos de origem cultivada documentados foram de 0,14%, 1,99% e 62,26%, respectivamente. Embora os teores de gordura, fibra alimentar e carboidratos do mel retirado dos recursos naturais fossem de 0,54 ± 0,28%, 2,76 ± 1,07% e 55,32 ± 2,91%, respectivamente. Os conteúdos de glicose e frutose do mel retirado da fazenda de abelhas foram de 27% e 34%, mas a fonte natural foi de 22,50 ± 2,12% e 28,50 ± 3,54%. Os conteúdos de glicose e frutose do mel retirado da fazenda de abelhas foram de 27% e 34%, mas a fonte natural foi de 22,50 ± 2,12% e 28,50 ± 3,54%. Da mesma forma, os teores de sacarose e maltose no mel cultivado foram de 2,5% e 12%, enquanto no mel natural foram de 1,35 ± 0,49% e 8,00 ± 1,41%, respectivamente. O presente estudo indica que os teores de umidade, carboidratos, sacarose e maltose foram maiores no mel cultivado em comparação ao mel natural. Em nossa recomendação, o mel natural é melhor que o mel de cultivo.


Subject(s)
Bees , Honey/analysis
3.
Braz. j. biol ; 83: 1-8, 2023. tab, graf
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1468948

ABSTRACT

Honey is a suitable matrix for the evaluation of environmental contaminants including organochlorine insecticides. The present study was conducted to evaluate residues of fifteen organochlorine insecticides in honey samples of unifloral and multifloral origins from Dir, Pakistan. Honey samples (5 g each) were extracted with GC grade organic solvents and then subjected to Rotary Evaporator till dryness. The extracts were then mixed with n-Hexane (5 ml) and purified through Column Chromatography. Purified extracts (1μl each) were processed through Gas Chromatograph coupled with Electron Capture Detector (GC-ECD) for identification and quantification of the insecticides. Of the 15 insecticides tested, 46.7% were detected while 53.3% were not detected in the honey samples. Heptachlor was the most prevalent insecticide with a mean level of 0.0018 mg/kg detected in 80% of the samples followed by β-HCH with a mean level of 0.0016 mg/kg detected in 71.4% of the honey samples. Honey samples from Acacia modesta Wall. were 100% positive for Heptachlor with a mean level of 0.0048 mg/kg followed by β-HCH with a mean level of 0.003 mg/kg and frequency of 83.3%. Minimum levels of the tested insecticides were detected in the unifloral honey from Ziziphus jujuba Mill. Methoxychlor, Endosulfan, Endrin and metabolites of DDT were not detected in the studied honey samples. Some of the tested insecticides are banned in Pakistan but are still detected in honey samples indicating their use in the study area. The detected levels of all insecticides were below the Maximum Residue Levels (MRLs) and safe for consumers. However, the levels detected can cause mortality in insect fauna. The use of banned insecticides is one of the main factors responsible for the declining populations of important insect pollinators including honeybees.


O mel é uma matriz adequada para a avaliação de contaminantes ambientais, incluindo inseticidas organoclorados. O presente estudo foi conduzido para avaliar resíduos de 15 inseticidas organoclorados em amostras de mel de origem unifloral e multifloral de Dir, Paquistão. Amostras de mel (5 g cada) foram extraídas com solventes orgânicos de grau GC e, em seguida, submetidas ao evaporador rotativo até a secura. Os extratos foram então misturados com n-hexano (5 ml) e purificados por cromatografia em coluna. Os extratos purificados (1μl cada) foram processados através de cromatógrafo gasoso acoplado a detector de captura de elétrons (GC-ECD) para identificação e quantificação dos inseticidas. Dos 15 inseticidas testados, 46,7% foram detectados enquanto 53,3% não foram detectados nas amostras de mel. O heptacloro foi o inseticida mais prevalente com um nível médio de 0,0018 mg / kg detectado em 80% das amostras, seguido por β-HCH com um nível médio de 0,0016 mg / kg detectado em 71,4% das amostras de mel. Amostras de mel da parede de Acacia modesta foram 100% positivos para heptacloro com um nível médio de 0,0048 mg / kg seguido por β-HCH com um nível médio de 0,003 mg / kg e frequência de 83,3%. Níveis mínimos dos inseticidas testados foram detectados no mel unifloral de Ziziphus jujuba da usina. Metoxicloro, Endosulfan, Endrin e metabólitos do DDT não foram detectados nas amostras de mel estudadas. Alguns dos inseticidas testados são proibidos no Paquistão, mas ainda são detectados em amostras de mel, indicando seu uso na área de estudo. Os níveis detectados de todos os inseticidas estavam abaixo dos Níveis Máximos de Resíduos (MRLs) e seguros para os consumidores. No entanto, os níveis detectados podem causar mortalidade na fauna de insetos. O uso de inseticidas proibidos é um dos principais fatores responsáveis pelo declínio das populações de importantes insetos polinizadores, incluindo as abelhas.


Subject(s)
Insecticides, Organochlorine/analysis , Honey/analysis , Environmental Pollution
4.
Braz. j. biol ; 83: e250373, 2023. tab, graf
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1339376

ABSTRACT

Abstract Honey is a suitable matrix for the evaluation of environmental contaminants including organochlorine insecticides. The present study was conducted to evaluate residues of fifteen organochlorine insecticides in honey samples of unifloral and multifloral origins from Dir, Pakistan. Honey samples (5 g each) were extracted with GC grade organic solvents and then subjected to Rotary Evaporator till dryness. The extracts were then mixed with n-Hexane (5 ml) and purified through Column Chromatography. Purified extracts (1μl each) were processed through Gas Chromatograph coupled with Electron Capture Detector (GC-ECD) for identification and quantification of the insecticides. Of the 15 insecticides tested, 46.7% were detected while 53.3% were not detected in the honey samples. Heptachlor was the most prevalent insecticide with a mean level of 0.0018 mg/kg detected in 80% of the samples followed by β-HCH with a mean level of 0.0016 mg/kg detected in 71.4% of the honey samples. Honey samples from Acacia modesta Wall. were 100% positive for Heptachlor with a mean level of 0.0048 mg/kg followed by β-HCH with a mean level of 0.003 mg/kg and frequency of 83.3%. Minimum levels of the tested insecticides were detected in the unifloral honey from Ziziphus jujuba Mill. Methoxychlor, Endosulfan, Endrin and metabolites of DDT were not detected in the studied honey samples. Some of the tested insecticides are banned in Pakistan but are still detected in honey samples indicating their use in the study area. The detected levels of all insecticides were below the Maximum Residue Levels (MRLs) and safe for consumers. However, the levels detected can cause mortality in insect fauna. The use of banned insecticides is one of the main factors responsible for the declining populations of important insect pollinators including honeybees.


Resumo O mel é uma matriz adequada para a avaliação de contaminantes ambientais, incluindo inseticidas organoclorados. O presente estudo foi conduzido para avaliar resíduos de 15 inseticidas organoclorados em amostras de mel de origem unifloral e multifloral de Dir, Paquistão. Amostras de mel (5 g cada) foram extraídas com solventes orgânicos de grau GC e, em seguida, submetidas ao evaporador rotativo até a secura. Os extratos foram então misturados com n-hexano (5 ml) e purificados por cromatografia em coluna. Os extratos purificados (1μl cada) foram processados através de cromatógrafo gasoso acoplado a detector de captura de elétrons (GC-ECD) para identificação e quantificação dos inseticidas. Dos 15 inseticidas testados, 46,7% foram detectados enquanto 53,3% não foram detectados nas amostras de mel. O heptacloro foi o inseticida mais prevalente com um nível médio de 0,0018 mg / kg detectado em 80% das amostras, seguido por β-HCH com um nível médio de 0,0016 mg / kg detectado em 71,4% das amostras de mel. Amostras de mel da parede de Acacia modesta foram 100% positivos para heptacloro com um nível médio de 0,0048 mg / kg seguido por β-HCH com um nível médio de 0,003 mg / kg e frequência de 83,3%. Níveis mínimos dos inseticidas testados foram detectados no mel unifloral de Ziziphus jujuba da usina. Metoxicloro, Endosulfan, Endrin e metabólitos do DDT não foram detectados nas amostras de mel estudadas. Alguns dos inseticidas testados são proibidos no Paquistão, mas ainda são detectados em amostras de mel, indicando seu uso na área de estudo. Os níveis detectados de todos os inseticidas estavam abaixo dos Níveis Máximos de Resíduos (MRLs) e seguros para os consumidores. No entanto, os níveis detectados podem causar mortalidade na fauna de insetos. O uso de inseticidas proibidos é um dos principais fatores responsáveis pelo declínio das populações de importantes insetos polinizadores, incluindo as abelhas.


Subject(s)
Animals , Pesticide Residues/analysis , Pesticide Residues/toxicity , Honey/analysis , Insecticides/toxicity , Bees , Environmental Biomarkers , Endosulfan/analysis
5.
Rev. bras. ciênc. vet ; 28(2): 117-123, abr./jun. 2021. il.
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1367942

ABSTRACT

The Mercosur Technical Regulation for honey determines microbiological parameters for total coliforms and molds and/ yeasts, and absence of physical contaminants, of any nature. The purpose of this study was to verify the biological and physical contamin of Apis mellifera ligustica and Melipona fasciculata, commercialized in the northeastern region of the State of Pará, Brazil. The fourteen samples from informal trade of the municipalities of Bragança, Capanema, Nova Timboteua, São João de Pirabas, Salinas and Tracauateua were analyzed for the Most Probable Number of colifroms at 35ºC, Fungus and Yeast counts, besides the detection of dirt by Macro and Microscopy techniques. The results obtained from the microbiological analyzes were compared to the standard required by MERCOSUR, for coliforms. 57.14% of the samples were non-standard and ranged from <3.0 NMP/g to 20 NMP/g. The molds and/ yeast counts ranged from 1x10¹ CFU/g to 8.6x10² CFU/g, with atotal of 21.42% of the samples being in disagreement with the legislation. From the macroscopic analysis, it was observed that, although 50% of the samples did not present any apparent dirt, microscopically it was possible to observe dirt in 100% of the samples of honey analyzed, which is out of the standard required by the Brazilian legislation. This shows the low sanitary quality of honey commercialized in this region of the state of Pará.


O Regulamento Técnico do Mercosul para mel, determina parâmetros microbiológicos para coliformes totais e fungos e/leveduras, e ausência de contaminantes físicos, de qualquer natureza. A proposta do presente estudo foi verificar a contaminação biológica e física em méis de abelha das espécies Apis mellifera ligustica e Melipona fasciculata, comercializados na região Nordeste do Estado do Pará, Brasil. As amostras provenientes do comercio informal dos de municípios de, Bragança, Capanema, Nova Timboteua, São João de Pirabas, Salinas e Tracauateua, foram analisadas quanto a determinação do Número Mais Provável de coliformes a 35ºC, Contagem de Fungos e/leveduras, além da detecção de sujidades pelas técnicas de Macro e Microscopia. Os resultados obtidos a partir das análises microbiológicas foram comparadas ao padrão exigido pelo MERCOSUL, para coliformes, 57,14% das amostras encontravam-se fora do padrão variaram de <3,0 NMP/g a 20NMP/g. Já a contagem de fungos e/leveduras variou de 1x10¹ UFC/g a 8,6x10² UFC/g, no total de 21,42 % das amostras apresentaram-se em desacordo com a legislação. A partir da análise macroscópica observou-se que, embora 50% das amostras não apresentassem sujidades aparentes, porém microscopicamente foi possível observar a presença sujidades em 100% das amostras de méis analisadas encontrando-se fora do padrão exigido pela legislação Brasileira. Demostrando a baixa qualidade sanitária do mel comercializado nessa região do estado do Pará.


Subject(s)
Food Analysis/methods , Food Microbiology , Honey/analysis , Food Contamination/analysis , Physical Contaminants/analysis , Coliforms , Fungi
6.
Hig. aliment ; 34(291): e1030, Julho/Dezembro 2020. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482551

ABSTRACT

O objetivo deste trabalho foi analisar a qualidade de méis do comércio informal da cidade de Irati – PR, Brasil e avaliar os riscos deste produto aos consumidores. As 12 amostras foram coletadas durante o verão de 2019 e avaliadas para aspectos físico-químicos de acidez total, pH, sólidos insolúveis, hidroximetilfurfural, atividade diastásica, umidade, reações de Fiehe, Lugol e Lund. E microbiológicas para verificar a presença de bolores e leveduras. A maioria das amostras (91,66%) apresentou alguma inconformidade com relação as características físico-químicas. Nas análises de umidade e Lugol nenhuma das amostras apresentou valores fora dos padrões exigidos pela legislação. Porém, 83,33% das amostras apresentaram valores acima dos estabelecidos para hidroximetilfurfural. Apesar dos resultados, recomenda-se mais atenção no que se refere às boas práticas de fabricação, desde o manejo com as abelhas até o beneficiamento do mel. E por apresentar elevado valor comercial está sujeito a adulterações, por isso é tão importante a inspeção deste produto. Trabalhos desta natureza auxiliam os profissionais a implementar e o monitorar continuamente todo processo de produção; os apicultores a garantir a permanência no mercado; os consumidores a ter informações; e a comunidade científica com dados de diferentes regiões.


The present work aimed to analyze the quality of honeys from the informal trade in the city of Irati – PR, Brazil and to evaluate the risks of this product to consumers. Twelve samples were obtained during the summer of 2019 and those evaluated for physical-chemical aspects of: total acidity, pH, insoluble solids, hydroxymethylfurfural, moisture, diastatic activity, Fiehe, Lugol and Lund reactions. Microbiological analysis was made to check presence of mold and yeast. Most samples (91.66%) presented some non-conformity regarding the physical-chemical characteristics. In the moisture and Lugol analyzes none of the samples presented values outside the standards required by the legislation. However, 83.33% of the samples showed values above those established for hydroxymethylfurfural. Despite the results, more attention is recommended with regard to good manufacturing practices, from handling with bees to the processing of honey. And because of its high commercial value, that’s why inspection of this product is so important. Researches like this helps professionals to implement and continuously monitor the entire production process; beekeepers to guarantee their permanence in the market; consumers to have information; and the scientific community with data from different regions.


Subject(s)
Foods of Animal Origin , Beekeeping , Honey/analysis , Honey/microbiology
7.
China Journal of Chinese Materia Medica ; (24): 5209-5218, 2020.
Article in Chinese | WPRIM | ID: wpr-878807

ABSTRACT

Licorice has long been regarded as one of the most popular herbs, with a very wide clinical application range. Whether being used alone or as an ingredient in prescription, it has an important role which cannot be ignored. However, the efficacy and chemical constituents of licorice will change after honey-processing. Therefore, it is necessary to find quality markers before and after honey-processing to lay the foundation for a comprehensive evaluation of the differences between raw and processed licorice pieces. HPLC-DAD was employed to establish fingerprints of raw and processed licorice. Multivariate statistical analysis methods including principal component analysis(PCA) and orthogonal partial least squares discrimination analysis(OPLS-DA) were applied to screen out the differential components before and after processing of licorice. Based on network pharmacology, the targets and pathways corresponding to the differential components were analyzed with databases such as Swiss Target Prediction and Metascape, and the "component-target-pathway" diagram was constructed with Cytoscape 3.6.0 software to predict the potential quality markers. A total of 17 common peaks were successfully identified in the established fingerprint, and seven differential components were selected as potential quality markers(licoricesaponin G2, glycyrrhizic acid, liquiritigenin, liquiritin, isoliquiritin, liquiritin apioside and isoliquiritigenin). The HPLC fingerprint method proposed in this study was efficient and feasible. The above seven differential chemical components screened out as potential quality markers of licorice can help to improve and promote the overall quality. These researches offer more sufficient theoretical basis for scientific application of licorice and its corresponding products.


Subject(s)
Chromatography, High Pressure Liquid , Drugs, Chinese Herbal , Glycyrrhiza , Glycyrrhizic Acid/analysis , Honey/analysis
8.
Braz. arch. biol. technol ; 63: e20190743, 2020. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1132233

ABSTRACT

Abstract Monofloral honeys are high-added-value food, a reason for constant cases of fraud. This study investigated Brazilian monofloral honeys from Hovenia dulcis flowering produced by Apis mellifera and Tetragonisca angustula bees. Chemical, physicochemical, rheological, and melissopalynological analysis were assessed. Properties such as moisture, pH, ashes, total acidity, total available carbohydrate, and soluble sugars of all analyzed honey samples agreed with the established by the legislation. All the honey samples were satisfactorily fitted by both Ostwald-de Waele and Casson rheological models revealing homogenous products, mostly presenting pseudoplastic character. The melissopalynology confirmed the presence of H. dulcis pollen in the MH samples; however, some honeys did not show >45% pollen of H. dulcis, thus revealing mislabeling cases. Continuous evaluation of honey is necessary, once this is a valuable food frequently involved in frauds, hence causing problems to consumers.


Subject(s)
Honey/analysis , Rheology , Apis mellifica , Chemical Phenomena
9.
Ciênc. Saúde Colet. (Impr.) ; 24(6): 2043-2052, jun. 2019. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1011815

ABSTRACT

Resumo A integração entre os níveis de atenção é um desafio contínuo mesmo em sistemas de saúde consolidados e de alta performance. A reestruturação do sistema público de saúde do Distrito Federal, baseado no fortalecimento da Atenção Primária à Saúde (APS), na reconfiguração da atenção especializada (ambulatorial e hospitalar) e de sua rede de urgência e emergência, trouxe como desafio a necessidade de integração entre esses níveis. Fez-se necessária a criação de um dispositivo que desempenhasse o papel de "gatekeeper" conduzindo o acesso equânime, transparente e seguro para a atenção especializada e hospitalar. Neste sentido, foi estruturado o Complexo Regulador em Saúde do Distrito Federal (CRDF) e suas Centrais de Regulação (CR), orientados para a execução de um processo regulatório de acesso para os serviços de internação hospitalar, ambulatorial (procedimentos e consultas especializadas), cirurgias eletivas, alta complexidade, transporte sanitário, urgências e transplantes de pacientes do Distrito Federal e de fora dele. Este artigo descreve o processo de implantação e de implementação do CRDF e de suas CR, de forma a refletir sobre as potencialidades e desafios de seu papel enquanto instrumento de integração entre os níveis assistenciais de saúde.


Abstract The integration among levels of care is a continuous challenge even in consolidated and high performance health systems. The reform of public health system of Distrito Federal, based on the strengthening of primary health care associated to the reconfiguration of specialized attention (ambulatory and hospital) and of its of urgency and emergence network brought, as a challenge, the need for integration between these levels. Thus, became necessary to create an instrumentto perform the role of gatekeeper, leading to equanimous, transparent and safe access to specialized and hospital care. Thus, the Regulatory Complex in Health of Distrito Federal (CRDF) and its Regulatory Centers (CR) were created to carry out the regulatory process of access to care services, such as hospitalization, ambulatory care (procedures and specialized consultations), elective surgeries, complex procedures, sanitary transport, urgencies and transplants of patients of the Federal District and outside it. This article describes the process of the CRDF implementation and its CRs, aiming to reflect on the potential and challenges of its role as an instrument of integration among the levels of care.


Subject(s)
Animals , Pheromones/isolation & purification , Stomach/chemistry , Tilia , Flowers , Honey/analysis , Pheromones/chemistry , Volatilization , Bees , Plant Extracts/chemistry
10.
Hig. aliment ; 33(288/289): 842-846, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482054

ABSTRACT

O presente estudo avaliou a qualidade e a possível ocorrência de fraudes em méis comercializados no Estado do Rio de Janeiro. Dez amostras de méis foram adquiridas em comércios da região, onde foram submetidas às analises de qualidade (HMF, Açucares Redutores, Sacarose aparente e Umidade) estabelecidas pela Normativa nº11 de outubro de 2000 do MAPA (BRASIL, 2000), bem como a analises específicas para detecção de fraudes (Reação de Fiehe, Reação de Lund e Teste de Lugol). Os resultados demonstraram que os níveis de sacarose aparente e umidade apresentaram-se acima do limite estabelecido pela normativa. Os outros parâmetros de qualidade avaliados estavam dentro do permitido. Nos testes específicos de adulteração apenas uma amostra (10%) foi positiva, tanto para o Teste de Lugol, quanto para Reação de Fiehe, confirmando a presença de fraude e a necessidade de maior fiscalização desses produtos.


Subject(s)
Chemical Phenomena , Fraud , Honey/analysis , Honey/standards , Food Quality
11.
Hig. aliment ; 33(288/289): 862-866, abr.-maio 2019.
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482058

ABSTRACT

O mel é um produto obtido das abelhas melíferas contem altas quantidades de monossacarídeos, como a glicose e a frutose, sendo considerado um alimento de alto valor nutricional. Devido seu alto valor comercial, grande parte do mel comercializado não tem sua qualidade preservada. O trabalho teve o objetivo avaliar amostras de mel comercializadas na cidade de Juiz de Fora-MG através de análises físico-química e microbiológica. Das onze amostras analisadas: três apresentaram umidade acima de 20% permitido pela legislação; cinco amostras foram positivas para o Teste de Lugol; cinco foram reprovadas no teste de Lund por apresentarem baixa quantidade de albuminóides e duas amostras apresentaram positividade na análise de Fiehe. Na análise microbiológica não ocorreu crescimento de coliformes totais, termotolerantes, bolores e leveduras. O consumidor deseja um produto seguro e de boa qualidade. Os resultados reforçam a necessidade do controle do comércio e a conscientização dos consumidores.


Subject(s)
Animals , Chemical Phenomena , Honey/analysis , Honey/microbiology , Honey/standards , Bees
12.
Hig. aliment ; 33(288/289): 896-899, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482065

ABSTRACT

O presente estudo analisa as propriedades físico-químicas de méis oriundos de entrepostos registrados e de méis de apicultores não registrados. Dez amostras de méis da região Sudeste do Brasil foram analisadas. Os resultados demonstraram que em méis registrados a umidade variou de 17,8 a 19,9%, o hidroximetilfurfural (HMF) de 0,5 a 41,3 meq/kg, os açúcares redutores de 73,8 a 77%, a sacarose aparente de 2,25 a 6% e a acidez de 37,5 a 52,7 meq/kg. Já em méis não registrados, a umidade variou de 18,4 a 22,6%, o HMF de 2 a 25 meq/kg, os açúcares redutores de 67 a 77%, a sacarose aparente de 2 a 11% e a acidez de 31,2 a 140,5 meq/kg. Os resultados sugerem que a grande variação na qualidade das amostras pode ser diretamente influenciada pela forma de manejo de coleta, transporte, beneficiamento e armazenamento do produto.


Subject(s)
Chemical Phenomena , Food Inspection , Honey/analysis , Honey/standards , Food Quality
13.
Hig. aliment ; 33(288/289): 959-963, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482078

ABSTRACT

Este trabalho foi desenvolvido com dois objetivos, (1) verificar se parâmetros físico-químicos e microbiológicos do mel de abelhas sem ferrão produzido em comunidades tradicionais do município de Boa Vista do Ramos atendem a legislação vigente, (2) comparar parâmetros físico-químicos e microbiológicos de amostras de mel de abelhas sem ferrão coletadas diretamente das colônias, de amostras recebidas na agroindústria para posterior processamento. Foram coletas nove amostras de mel de cinco comunidades ribeirinhas e oito amostras da agroindústria. As características físico-químicas e microbiológicas avaliadas foram: pH, umidade, acidez titulável total, cinzas totais, sólidos insolúveis em água, coliformes totais, coliformes termotolerantes, bolores e levedura. Os resultados médios e devios padrões do pH, umidade, acidez, cinzas e sólidos insolúveis das amostras de mel coletadas diretamente dos potes de mel foram: 3,2±0,17; 26,9±1,22; 27,02± 13,57; 0,49±0,04; 0,06±0,02, respectivamente. Os mesmos parâmetros avaliados de amostras coletadas da agroindústria foram: 3,26 ±0,14; 26,34±1,00; 28,59±7,51; 0,49±0,05 e 0,07±0,01, respectivamente. Não houve crescimento de coliformes a 35ºC e 45ºC. A média de bolores e leveduras das amostras coletadas diretamente das colônias foi de 3,2 x 10³ est. e da agroindústria de 3,4 X 10³ est. Estatisticamente essas contagens não apresentam diferença. Portanto, conclui-se que as amostras de mel de abelha sem ferrão coletadas atenderam a legislação vigente, e a forma de acondicionamento e transporte do mel não afetou os parâmetros analisados.


Subject(s)
Animals , Chemical Phenomena/legislation & jurisprudence , Honey/analysis , Honey/microbiology , Honey/standards , Beekeeping
14.
Hig. aliment ; 33(288/289): 979-982, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482082

ABSTRACT

O estudo relata as análises físico-químicas do mel de espécies de abelhas sem ferrão (Meliponini), avaliando os resultados conforme a legislação. Foram obtidas 25 amostras de méis de seis espécies de abelhas sem ferrão de meliponicultores do Vale de Taquari, na Região Central do RS. Foi analisado acidez, açúcares redutores, atividade diastásica, hidroximetilfurfural (HMF), sólidos insolúveis, resíduos minerais e umidade. As análises físico-químicas foram realizadas pelo Laboratório de Apicultura da UFRGS, atendendo as exigências do Laboratório Nacional Agropecuário do Rio Grande do Sul (LANAGRO), baseadas no Manual de Métodos Oficiais para Análise de Alimentos de Origem Animal publicado em 2017. Foi observado que os méis de abelha sem ferrão apresentaram apenas uma não conformidade na atividade diastásica. Salienta-se a necessidade da adequação ou da elaboração de uma legislação que determine as características específicas de identidade e qualidade do mel de abelhas sem ferrão.


Subject(s)
Animals , Food Analysis , Chemical Phenomena/legislation & jurisprudence , Honey/analysis , Honey/standards , Bees , Quality Control
15.
Hig. aliment ; 33(288/289): 1035-1039, abr.-maio 2019. graf, tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482094

ABSTRACT

O presente estudo teve como objetivo obter um protocolo para descristalização do mel de forma a não alterar os parâmetros físico-químicos. Para o estudo, foram utilizadas amostras de mel que estavam cristalizadas nos locais de compra, sendo estas submetidas em micro-ondas a diferentes níveis de potência (Mínima, Média e Alta) e tempos (5, 10, 15 e 20 segundos). As amostras de mel apresentaram valores de 2,57 a 3,58 mg.kg de hidroximetilfurfural (HMF). Além da análise de HMF, foram avaliados também o teor de umidade, Teste de Fiehe, Prova de Lugol e Lund, sendo obtidos resultados dentro do preconizado na legislação brasileira. Um protocolo adequado para descristalizaçao de mel em micro-ondas foi obtido com uso de potência média e com tempo de 15 segundos.


Subject(s)
Crystallization , Chemical Phenomena , Furnaces/adverse effects , Honey/analysis , Microwaves/adverse effects , Food Quality
16.
Hig. aliment ; 33(288/289): 1080-1084, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482103

ABSTRACT

Kefir é um leite fermentado, com propriedades terapêuticas e probióticas. Desta forma, objetivou-se elaborar e avaliar a composição físico-química do kefir natural e adicionado de mel de abelha. Para a elaboração do kefir foram utilizados leite UHT e grãos de kefir. Em seguida, foi realizada a mistura do kefir e do mel. Foram testadas quatro concentrações de mel na bebida kefir (F1: 5%; F2: 10%; F3: 15% e F4: 20%). Posteriormente, o produto foi embalado e armazenado a 4 ºC. Foram realizadas análises físico-químicas de pH, acidez, cinzas, umidade e atividade de água conforme as normas do Instituto Adolfo Lutz. Os dados foram submetidos à ANOVA e teste Tukey. O presente estudo demonstrou as diferentes concentrações de mel de abelhas adicionadas na bebida kefir influenciaram nas características físico-químicas, exceto para as cinzas.


Subject(s)
Animals , Chemical Phenomena , Kefir/analysis , Honey/analysis , Bees , Prepared Foods
17.
Hig. aliment ; 33(288/289): 1144-1148, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482116

ABSTRACT

A apicultura tem se mostrado uma alternativa de renda para os produtores, o mel obtido pode sofrer modificações, gerando a necessidade de produzi-lo dentro de níveis elevados de qualidade. O objetivo deste trabalho foi diagnosticar e caracterizar as condições de produção e a qualidade físico-química do mel em Salinas-MG. Identificou-se o perfil socioeconômico dos apicultores e os processos utilizados para obtenção e comercialização do produto através de questionário qualitativo e visitas in loco. Foram coletadas amostras do mel produzido e realizadas análises físico-químicas no Laboratório de Análise de Alimentos do IFNMG – Campus Salinas. Os resultados demonstraram somente duas amostras com valores acima do permitido para acidez e hidroximetilfurfural (HMF), indicando possíveis falhas na produção ou estocagem. Ações de educação continuada e capacitação aos apicultores podem ser benéficas para a melhoria das condições de produção e comercialização do produto final.


Subject(s)
Humans , Animals , Good Manufacturing Practices , Beekeeping , Chemical Phenomena , Honey/analysis , Food Quality
18.
Hig. aliment ; 33(288/289): 1163-1166, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482120

ABSTRACT

O mel de abelhas sem ferrão possui um grande valor agregado e estas abelhas são de suma importância na manutenção de seus ecossistemas, contribuindo para a conservação da flora e da fauna. Este trabalho possui o intuito de contribuir para a regulamentação da meliponicultura, através da especificação da qualidade físico-química de méis de meliponídeos do Estado de Alagoas. Desta forma, foram analisadas quatro amostras de méis, sendo todas elas obtidas através da espécie Melipona scutellaris. Estas amostras obtiveram resultados consoantes com a legislação relativa a abelha do gênero Apis, com exceção do parâmetro da umidade que se revelou acima do máximo, ou seja, maior que 20%. Então, apesar de alguns parâmetros se adequarem as normas vigentes, há a necessidade de uma legislação própria que leve em conta as suas particularidades.


Subject(s)
Animals , Bees , Chemical Phenomena , Honey/analysis , Honey/standards , Species Specificity , Food Quality
19.
Hig. aliment ; 33(288/289): 1498-1502, abr.-maio 2019. tab
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482190

ABSTRACT

Objetivou-se com a presente pesquisa elaborar e caracterizar a composição físico-química de refresco de amora-preta adoçado com mel. Para a elaboração dos refrescos foram utilizados polpa de amora-preta extraída de frutos in natura e mel de abelha Apis Mellifera L., sendo processados em liquidificador industrial e acondicionados em garrafas plásticas de polietileno sob refrigeração. Os refrescos, a polpa e o mel utilizados foram submetidos às análises físico-químicas de acidez total titulável, sólidos solúveis totais, pH, Ratio, atividade de água, cinzas e umidade. Constatou-se que a polpa e mel utilizados na elaboração das bebidas encontravam-se conforme a legislação e foi possível elaborar refrescos de amora-preta com adição de mel, agregando valor as matérias-primas.


Subject(s)
Chemical Phenomena , Honey/analysis , Rubus/chemistry , Fruit and Vegetable Juices/analysis , Apis mellifica , Food Quality
20.
Hig. aliment ; 33(288/289): 1561-1564, abr.-maio 2019.
Article in Portuguese | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1482357

ABSTRACT

O mel é um produto elaborado pelas abelhas melíferas a partir do néctar e secreções das plantas, sendo proibido por Lei adição de qualquer substância que altere a sua composição. O mel brasileiro é considerado entre os mais puros do mundo, e com grande aceitação nos mercados europeus e norte americano, porém é um produto passível de fraudes, e muitas vezes encontrado sendo comercializado de maneira informal, sem nenhum tipo de fiscalização ou registro. As fraudes e adulterações podem ser detectadas por meio de análises físico-químicas. No presente estudo foram avaliadas dez amostras de méis adquiridas no comércio do Município de Seropédica e seus arredores, com relação a presença de açúcar comercial, para tal foram realizadas as análises de Fiehe e de Lugol, foram avaliadas também as informações na rotulagem do produto. Foi detectado resultado positivo para adição de açúcar comercial em duas das amostras, apresentando resultado positivo da reação do Lugol e no teste de Fiehe, e nas amostras com rótulo, uma não apresentava a indicação da florada, e três não possuíam rótulo.


Subject(s)
Sugars/analysis , Fraud , Honey/analysis , Honey/standards , Food Composition , Food Contamination/analysis , Food Labeling
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL