Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 17 de 17
Filter
1.
Rev. adm. pública (Online) ; 55(4): 995-1006, jul.-ago. 2021. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1340887

ABSTRACT

Resumo Para além da defesa normativa e prescritiva da intersetorialidade, sabe-se pouco sobre os condicionantes de sua implementação. O objetivo deste artigo é suprir essa lacuna, usando uma estratégia analítico-metodológica baseada nos estudos acerca de implementação e metodologia da análise de redes sociais (ARS). Com base em dados primários coletados em entrevistas aprofundadas e analisados por meio da ARS, o texto compara duas ações intersetoriais destinadas à população em situação de rua: o projeto Oficina Boracea, desde seu início, em 2002, até 2016, e o programa De Braços Abertos (DBA), a partir de sua formulação, em 2013, até seu término, em 2016. Os resultados indicam que, mais do que um modelo de gestão bem-formulado, a intersetorialidade é um produto de interações cotidianas e estratégias de coordenação construídas entre diferentes escalões da burocracia e entre atores estatais e não estatais, em distintos arranjos de implementação.


Resumen Con excepción de la defensa normativa y prescriptiva de la intersectorialidad, poco se sabe sobre las condiciones para su implementación. El objetivo de este artículo es llenar ese vacío, utilizando una estrategia analítico-metodológica basada en estudios de implementación y en la metodología de análisis de redes sociales (ARS). A partir de datos primarios recopilados a través de entrevistas en profundidad y analizados mediante ARS, este artículo compara dos proyectos intersectoriales para personas sin hogar: el proyecto Oficina Boracea, desde su inicio en 2002 hasta 2016, y el programa De Braços Abertos (DBA), desde su formulación en 2013 hasta su finalización en 2016. Los resultados indican que, más de un modelo de gestión bien formulado, la intersectorialidad es el producto de interacciones cotidianas y estrategias de coordinación construidas entre diferentes niveles de burocracia y entre actores estatales y no estatales, en diferentes arreglos de implementación.


Abstract Apart from the normative and prescriptive defense of intersectorality, the conditions related to the implementation of intersectoral programs are still little explored. This article aims to fill this gap, using an analytical-methodological strategy based on studies on implementation and the methodology of social network analysis (SNA). Based on primary data collected through in-depth interviews and analyzed using SNA, this article compares two programs for homeless people: the Oficina Boracea program, from its beginning in 2002 to 2016, and the program De Braços Abertos (DBA), from 2013 when it started until its end, in 2016. The results indicate that intersectorality is more than a well-designed management model. It is the product of everyday interactions and coordination strategies built with the participation of different levels of bureaucracy and state and non-state actors, gathered in different implementation arrangements.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Public Administration , Homeless Persons , Data Collection , Intersectoral Collaboration , Projects , Social Networking , Implementation Science
2.
São Paulo; s.n; 2021. 122 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1283635

ABSTRACT

Introdução: O rastreamento mamográfico, mesmo combalido devido aos seus potenciais riscos, é uma das estratégias de detecção precoce recomendada por autoridades sanitárias no mundo. No Brasil, tal ação está prevista para ocorrer de maneira sistematizada pela rede oncológica, coordenada pela Atenção Primária à Saúde (APS), visando a produção do cuidado seguro e integrado. Entretanto, a mamografia é ofertada à população sem uma indicação cuidadosa e sem garantia das etapas sequenciais da linha de cuidados. Considerando que existem complexidades na atenção ao câncer e nas subjetividades incorporadas nas práticas, essa investigação buscou analisar elementos relacionados ao rastreamento que podem ser indutores (ou não) da produção do cuidado. Objetivos: analisar barreiras e facilitadores intervenientes à implementação do rastreamento mamográfico no sistema público de saúde brasileiro; analisar estratégias de cuidado para o rastreio do câncer de mama na APS no Brasil. Métodos: Trata-se de uma revisão em duas etapas. Primeiro, para a análise dos determinantes, realizou-se uma revisão de escopo baseada na proposta de Arksey e O'Malley, com resultados examinados segundo domínios do Quadro Conceitual Consolidado para Pesquisa de Implementação (CFIR): cenário interno e externo, características individuais, processo e características da intervenção. O CFIR incorpora referenciais teóricos da ciência da implementação. Esse campo de conhecimento apresenta caminhos promissores para a avaliação de sistemas complexos, por compor um conjunto de métodos científicos robustos e teorias que analisam fatores do contexto real em diversos níveis. Segundo, para identificar estratégias efetivas de cuidado, propomos uma revisão sistemática, guiada pelas recomendações da Colaboração Cochrane. Resultados: De 40 artigos incluídos na primeira etapa, identificou-se 75 menções referentes a barreiras e 33 a facilitadores. Os aspectos-chave da implementação do rastreamento no sistema público de saúde brasileiro relacionam-se no cenário externo com os determinantes socioeconômicos da população, características do sistema de saúde, tensões entre sistema público-privado e contradições entre leis e políticas. No cenário interno foram ressaltados gestão, estrutura e recursos dos serviços de atenção primária e especializada, assim como, engajamento e conhecimentos dos profissionais. Com relação às características individuais das mulheres, destacam-se: comunicação, conhecimento, hábitos e crenças. Planejamento, informações integradas, recomendações de especialistas e programa de navegação de paciente foram componentes relevantes para o processo de implementação. Por fim, a intervenção sofre influências do financiamento e da qualidade do serviço prestado. De cinco artigos que compuseram a amostra na segunda etapa, destacou-se com o melhor desempenho, a navegação de paciente conduzida por agentes comunitários de saúde, alcançando 88% de cobertura da mamografia de rastreamento. Conclusões: A análise em multiníveis do CFIR possibilitou a compreensão de múltiplos fatores inter-relacionados que afetam a implementação do rastreamento mamográfico no sistema público de saúde brasileiro. A APS apresenta dispositivos com potencial indutor à produção de cuidado, principalmente como primeiro contato. Estratégias que fortalecem a integração com a atenção especializada alcançam os melhores resultados.


Introduction: Mammographic screening, even if questioned due to its potential risks, is one of the early detection strategies recommended by health authorities in the world. In Brazil, such action is expected to take place in a systematic manner by the oncological network, coordinated by Primary Health Care (PHC), aiming at the production of safe and integrated care. However, mammography is offered to the population without careful indication and without guarantee of sequential steps in the line of care. Considering that there are complexities in cancer care and in the subjectivities incorporated in practices, this investigation sought to analyze elements related to screening that can induce (or not) the production of care. Aims: to analyze barriers and facilitators involved in the implementation of mammographic screening in the Brazilian public health system guided by the CFIR; to analyze care strategies for the screening of breast cancer in Primary Health Care in Brazil. Methods: This is a two-step review. First, for the analysis of the determinants, we conducted a scoping review based on the proposal by Arksey and O'Malley, with results analyzed informed by the Consolidated Framework for Implementation Research (CFIR) domains: inner and outer setting, characteristics of individuals, process and intervention characteristics. The CFIR is a structure that incorporates theoretical frameworks of implementation science. This field of knowledge presents promising paths for the evaluation of complex systems, as it composes a set of robust scientific methods and theories that analyze factors of the real context at different levels. Second, to identify effective care strategies, we conducted a systematic review guided by the recommendations of the Cochrane Collaboration. Results: From 40 articles included in the first stage, we identified 75 mentions referring to barriers and 33 to facilitators. The key aspects of the implementation of screening in the Brazilian public health system are related in the outer setting to the population's socioeconomic determinants, characteristics of the health system, tensions between the public-private system, and contradictions between laws and policies. In the inner setting, management, structure, and resources of the primary and specialized care services were highlighted, as well as the engagement and knowledge of the professionals. Regarding the individual characteristics of women, the following stand out: communication, knowledge, habits and beliefs. Planning, integrated information, recommendations from experts and a navigation program were relevant components for the implementation process. Finally, the intervention is influenced by the financing and the quality of the service provided. Of the five articles that comprised the sample in the second stage, patient navigation conducted by community health agents stood out with the best performance, reaching 88% coverage of the screening mammography. Conclusions: The multilevel analysis of the CFIR enabled the understanding of multiple interrelated factors that affect the implementation of mammographic screening in the Brazilian public health system. PHC presents devices with the potential to induce care production, mainly as a first contact. The strategies that strengthen integration with specialized care achieve the best results.


Subject(s)
Primary Health Care , Health Evaluation , Unified Health System , Breast Neoplasms , Mass Screening , Implementation Science
3.
Rev. panam. salud pública ; 45: 1-10, 2021. lus
Article in English | LILACS, SESSP-ISPROD, SES-SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1253545

ABSTRACT

Objetivo. Identificar potenciais barreiras à implementação das recomendações das Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal a partir das melhores evidências globais disponíveis. Métodos. Realizou-se uma revisão rápida com consulta a seis bases de dados em março/abril de 2019. Foram selecionados estudos secundários publicados em inglês, espanhol ou português sobre barreiras de qualquer natureza que pudessem ser relacionadas à implementação das recomendações das Diretrizes. Resultados. Foram incluídos 23 documentos (21 revisões sistemáticas e dois guias de prática clínica). As barreiras identificadas foram agrupadas em 52 categorias por semelhança de significado e, em seguida, reorganizadas em nove núcleos temáticos: modelo de atenção ao parto e nascimento, gestão de recursos humanos, crenças e saberes, relações de gênero, gestão de serviços de saúde, atitudes e comportamentos, comunicação, condições socioeconômicas e interesses políticos. Conclusões. Os resultados mostraram que a implementação das Diretrizes pode requerer abordagens combinadas para o enfrentamento de diferentes barreiras. O engajamento de gestores e profissionais de saúde no processo de mudança do modelo de atenção ao parto e nascimento e o envolvimento de usuários são indispensáveis para o sucesso da implementação. São necessárias, ainda, ações intersetoriais para melhorar as condições socioeconômicas de mulheres e famílias e para combater as iniquidades de gênero.


Subject(s)
Parturition , Evidence-Informed Policy , Implementation Science , Brazil , Practice Guidelines as Topic
5.
Rev. bras. educ. méd ; 45(supl.1): e111, 2021. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1279863

ABSTRACT

Resumo: Introdução: As mudanças de vida do estudante quando ingressa na Faculdade de Medicina tornam os primeiros anos os mais vulneráveis para desenvolver estresse psicológico e suas consequências. Em 2020, essa condição se agravou devido à pandemia de Sars-CoV-2. Para dar suporte aos alunos, várias escolas médicas desenvolvem programas de mentoria, entretanto a adesão deles costuma ser baixa. Objetivo: Este estudo teve como objetivos criar um modelo de mentoria - denominada "Mentoria de Acolhimento" - como suporte psicossocial e pedagógico aos alunos ingressantes, e estudar seu processo de implementação e os resultados para maior adesão e efetividade. Método: Com um desenho metodológico do campo da ciência da implementação, utilizaram-se técnicas e instrumentos de pesquisas qualitativas e quantitativas para compor um estudo de métodos mistos. Obtiveram-se os dados qualitativos em reuniões com os mentores e os dados quantitativos em questionários eletrônicos anônimos para os alunos. Os encontros dos grupos de mentoria foram previstos na grade curricular obrigatória, em horários predeterminados nos quatro meses do primeiro semestre da graduação. Analisaram-se os dados qualitativos por meio da técnica de análise temática, e os dados quantitativos foram examinados de modo descritivo. Resultado: Participaram da Mentoria de Acolhimento 147 alunos (77% dos ingressantes). Identificaram-se os seguintes facilitadores de implementação: inclusão automática de todos os alunos nos grupos, inserção na grade, qualidade do mentor e disposição dos discentes para a mentoria. Observaram-se as seguintes barreiras: falhas na comunicação com os alunos, não realização de encontros por mentores, atividades extracurriculares no horário previsto para a mentoria e o modo presencial remoto. A experiência foi avaliada como positiva por alunos e mentores, verificando-se ganhos de desempenho acadêmico, em conhecer o cotidiano escolar e lidar com aspectos emocionais e relacionais da vida de estudante. Conclusão: A Mentoria de Acolhimento ajudou a integração do aluno ingressante na faculdade. Mostrou-se adequada em termos de modelo e resultados, mas requer aprofundamento dos estudos de impacto na formação médica.


Abstract: Introduction: Upon entering medical school the student undergoes life changes that make the first years the most crucial in terms of vulnerability to developing psychological stress and the associated consequences. In 2020, this condition was aggravated due to the SARS-COV-2 pandemic. To offer students more support, many medical schools have encouraged them to participate in mentoring programs, however student adherence is typically low. Objective: To create a mentoring model - called "Welcome Mentoring" - as a psychosocial and pedagogical support for incoming students, and study its implementation process and results, with the aim of achieving greater adherence and effectiveness. Methodology: Using a methodological design from the field of implementation science, qualitative and quantitative research techniques and instruments were combined to form a mixed-methods study. Qualitative data were obtained in meetings with mentors, and quantitative data through anonymous electronic questionnaires for students. The meetings of the mentoring groups were foreseen in the mandatory curricular schedule, at predetermined times during the four months of the first semester of the undergraduate course. Qualitative data were analyzed with thematic analysis technique, and quantitative data were analyzed descriptively. Results: 147 students participated in the Welcome Mentoring (77% participation). The factors that facilitated the implementation were: the automatic inclusion of all students in the groups, insertion in the curriculum, quality of the mentor, and students' availability for mentoring. The following barriers were observed: communication failures with students, no meetings with mentors, extracurricular activities during mentoring hours, and the remote mode for meetings. The experience was evaluated as positive by students and mentors, with gains in academic performance, in learning about daily school life, and in dealing with the emotional and relational aspects of student life. Conclusion: Welcome Mentoring helped integrate incoming student into university life. It proved adequate in terms of the model and results, but requires further studies on its impact on medical education.


Subject(s)
Humans , Education, Medical/methods , User Embracement , Mentoring/methods , COVID-19/psychology , Schools, Medical , Students, Medical/psychology , Implementation Science
7.
Rev. bras. ativ. fís. saúde ; 25: 1-6, set. 2020. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1141474

ABSTRACT

O objetivo do estudo foi validar o treinamento on-line para implementar o Programa Vida Ativa Melhorando a Saúde "VAMOS", versão 3.0, na Atenção Primária à Saúde. Participaram 48 profissionais (especialistas = 22; profissionais da saúde = 26) que utilizaram o Suitability Assessment of Materials ­ SAM para avaliar a adequação do material e o System Usability Scale ­ SUS para a usabilidade do treinamento. As análises incluíram o Índice de Validade de Conteúdo (IVC ≥ 0,75) e Coeficiente Kappa (k = ≥ 0,61). A adequação do material (SAM = 92,92 ± 4,60; 95,59 ± 4,59) e a usabilidade (SUS = 96,14 ± 5,83; 97,40 ± 3,24) apresentaram escores gerais altos para os dois grupos de avaliadores. O IVC (> 0,80) e a consistência interna (k = 0,60 a 0,77) mostraram percentuais de concordância entre 70 e 84%. Assim, o treinamento on-line foi validado para capacitar profissionais da saúde para implementação do Programa VAMOS


The present study aims to validate online training to implement Active Life Improving Health Pro-gram "VAMOS" version 3.0, in Primary Health Care. A group of 48 professionals (experts = 22; health professionals = 26) used the Suitability Assessment of Materials (SAM) to evaluate the suit-ability of the material and the System Usability Scale (SUS) for online usability. The analyzes included the Content Validity Index (CVI ≥ 0.75) and Kappa Coefficient (k = ≥ 0.61). The suitability of the material (SAM = 92.92 ± 4.60; 95.59 ± 4.59) and the usability (SUS = 96.14 ± 5.83; 97.40 ± 3.24) presented high overall scores for the two groups of evaluators. The CVI (> 0.80) and internal consistency (k = 0.60 to 0.77) showed agreement percentages between 70 and 84%. Thus, the online training was validated to train health professionals to implement VAMOS Program


Subject(s)
Public Health , Health Personnel , Biomedical Technology , Implementation Science , Inservice Training
8.
Article in English | AIM | ID: biblio-1257706

ABSTRACT

Background: Primary healthcare (PHC) is a core part of healthcare in developing countries. However, the implementation of PHC since its inception in developing countries has been lethargic, inconsistent and marred by controversies. Aim: This study investigates some of the controversies surrounding PHC implementation. It also examines how PHC is being implemented in Ghana as well as how the approaches adopted by PHC implementers influence PHC outcomes in developing countries. Setting: This study is set in Ghana and involves national, regional and district managers of PHC. Methods: A qualitative case study was used to gather information from 19 frontline PHC managers through semi-structured interviews. Interviews were recorded and transcribed. They were then qualitatively analysed using the thematic framework analyses approach. Results: Findings uncover a lack of clear meaning of what PHC is and how it should be approached amongst key implementers. It also shows discrepancies between official policy documents and directives, and actual PHC practices. Findings also show a gradual shift from Alma Ata's comprehensive PHC towards a more selective and intervention-specific PHC. Whilst donor and external stakeholders' influence are the key determinants of PHC policy implementation, their support for vertical and other medicine-based interventions have gradually medicalised PHC. Conclusion: There is a need to pay more attention to understanding and addressing the gaps in PHC implementation and its inconsistencies. Furthermore, the role and control of donors and external development partners in PHC policy formulation and implementation, and their concomitant effects on community participation and empowerment, must be critically examined


Subject(s)
Delivery of Health Care , Ghana , Health Services , Implementation Science , Primary Health Care
9.
São Paulo; s.n; 2020. 110 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1146791

ABSTRACT

Introdução - Boas práticas de aleitamento materno (AM) e de alimentação complementar (AC) são reconhecidas internacionalmente como fundamentais para promover o desenvolvimento saudável das crianças e diminuir a mortalidade infantil. No Brasil, importantes estratégias foram desenvolvidas para o apoio, proteção e promoção do AM e da AC, elevando consideravelmente as prevalências desses indicadores. Contudo, pesquisas nacionais reportam prevalências insatisfatórias quando comparadas aos parâmetros propostos pela Organização Mundial da Saúde. A Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil (EAAB) é uma política nacional que busca qualificar ações de promoção do AM e AC na atenção primária à saúde e influenciar a melhoria desses indicadores de alimentação infantil. Sua metodologia crítico-reflexiva de capacitação dos profissionais que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) foi amplamente aplicada em todo o país, contudo, os resultados mostram baixo número de UBS certificadas pela EAAB, ou seja, poucas unidades conseguem atingir a completude na implementação. É preciso uma revisão da proposta de implementação da EAAB para analisar pontos críticos e propor um planejamento para implementá-la de forma efetiva e sustentável. Objetivo - Analisar barreiras e facilitadores da implementação da EAAB, desenvolver um diagrama teórico e identificar pontos críticos para monitoramento (PCM), facilitadores e premissas para a efetiva implementação em larga escala. Métodos - Pesquisa qualitativa, inserida no campo da ciência da implementação, direcionada pelo referencial teórico da análise do Caminho de Impacto do Programa (CIP). Para produção dos dados foram seguidos os passos: revisão documental para desenvolver o diagrama CIP da EAAB, organizado em domínios (entradas, processos, saídas, desfechos e impactos); entrevistas com atores-chaves dos níveis, federal, estadual e municipal, que atuam e/ou atuaram na implementação da EAAB, para identificar barreiras e facilitadores do processo; e análise dos dados para aprimoramento do diagrama CIP. As entrevistas foram transcritas e analisadas tematicamente através de um processo sistemático de codificação, utilizando uma planilha organizada segundo os domínios do CIP. Resultados - Foram identificados 17 PCM que influenciam a efetividade da implementação da EAAB nos diferentes domínios do CIP e destacaram em seis temas: 1) Operacionalização dos sistemas de monitoramento da implementação e de monitoramento dos indicadores de alimentação infantil; 2) Organização da coordenação da EAAB nos estados e municípios; 3) Seleção e atuação dos tutores da EAAB; 4) Monitoramento da implementação da EAAB; 5) Cumprimento dos critérios e processo de certificação das UBS; 6) Qualificação das ações nas UBS. Ademais foram observados facilitadores, premissas e fatores contextuais que podem influenciar a qualidade e sustentabilidade da implementação da EAAB. Conclusões - A análise do CIP da EAAB identificou PCM, premissas, fatores contextuais e facilitadores que impactam a implementação em larga escala e permitiu propor recomendações de adaptações no modelo de implementação. Os resultados podem ser úteis para a coordenação, fortalecimento e expansão da EAAB. Estudos futuros podem ser conduzidos para avaliar a efetividade da implementação da EAAB com base na análise do CIP.


Introduction - Good practices of breastfeeding (BF) and complementary feeding (CF) are internationally recognized as fundamental to promote healthy development in children and reduce child mortality. In Brazil, important strategies have been developed for the support, protection, and promotion of BF and CF, significantly increasing the prevalence of these indicators. However, national surveys report unsatisfactory prevalence when compared to the parameters proposed by the World Health Organization. The Amamenta e Alimenta Brasil Strategy (EAAB) is a national policy that seeks to qualify the actions to promote BF and CF in primary health care and influence the improvement of these infant feeding indicators. Its critical-reflexive training methodology for professionals working in Basic Health Units (BHU) was widely applied throughout the country, however, the current results show a low number of UBS certified by EAAB, that is, few units are able to achieve completeness in implementation. A review of the proposed EAAB implementation is needed to investigate critical points, and propose a plan to implement it effectively, and sustainably. Objective - To analyze barriers, and facilitators of the EAAB implementation, to develop a theoretical diagram, and identify critical points for monitoring (CPM), assumptions, and drivers for effective large-scale implementation. Methods - Qualitative research, inserted in the field of implementation science, guided by the theoretical framework of the analysis of the Program's Impact Path (PIP). To produce the data, the steps were followed: document review to develop the EAAB PIP diagram, organized by domains (inputs, processes, outputs, outcomes, and impacts); interviews with key actors at the federal, state, and municipal levels, who work and/or have worked on the implementation of the EAAB, to identify barriers and facilitators of the process; and data analysis to improve the CIP diagram. The interviews were transcribed and analyzed thematically through a systematic coding process, using a spreadsheet organized according to the PIP domains. Results - From the analysis, 17 CPM that influence the EAAB's implementation effectiveness in the different PIP's domains were identified, they stood out in six themes: 1) Operationalization of the implementation's monitoring systems and the infant feeding indicators' monitoring systems; 2) Organization of the EAAB coordination in states and municipalities; 3) Selection and performance of the EAAB's tutors; 4) The EAAB's implementation monitoring; 5) Compliance with the criteria and BHU's certification process; 6) Qualification of actions at BHU. Furthermore, drivers, assumptions, and contextual factors that can influence the quality and sustainability of the EAAB implementation were observed. Conclusions - EAAB's CIP analysis identified PCM, assumptions, contextual factors, and facilitators that impact large-scale implementation and allowed proposing recommendations for adaptations to the implementation model. The results can be useful for the EAAB's coordination, strengthening, and expansion. Future studies can be conducted to evaluate the effectiveness of the EAAB implementation based on CIP's analysis.


Subject(s)
Primary Health Care , Breast Feeding , Implementation Science , Health Policy , Infant Nutritional Physiological Phenomena
10.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 28: e3228, 2020. tab, graf
Article in English | LILACS, BDENF | ID: biblio-1094029

ABSTRACT

Objective: to determine the contents that must be included in the usual counseling to improve the adherence to antiretroviral therapy (ART) of HIV patients, according to their different levels of alcohol consumption, and to determine the validity of the Counseling Guide in improving the adherence to ART in patients who consume alcohol using Implementation Science. Method: this is an observational study with formative and validation phases. The formative phase defined the content, approach and structure of the counseling. Validation included focus groups with patients and nurses, trial process by an expert and a pilot test. The criteria evaluated based on Implementation Science were: intervention source, evidence strength and quality, relative advantage, and complexity. The following criteria were also evaluated: usefulness, practicality, acceptability, sustainability, effectiveness; content consistency and congruence; procedural compliance and difficulties, and time spent in counseling. Results: the strength of evidence of the counseling is High-IIA, with strong level of recommendation and presenting usefulness, practicality, acceptability, sustainability and effectiveness. Eight in 11 experts argued that the Guide is clear, consistent and congruent. Initial counseling takes around 24 minutes; and follow-up counseling, 21. The instruments of the Guide present reliability levels between good and high (0.65 ≥ alpha ≤ 0.92). Conclusion: the Counseling Guide is valid to improve the adherence to antiretroviral therapy in patients who consume alcohol.


Objetivo: determinar os conteúdos que devem ser incluídos no aconselhamento habitual para melhorar a adesão ao TARV de pacientes com HIV, conforme seus diferentes níveis de consumo de álcool, e determinar a validade do Guia de Aconselhamento para melhorar a adesão ao TARV em pacientes que consomem álcool, usando a Ciência da Implementação. Método: estudo observacional com fase formativa e de validação. A fase formativa permitiu definir o conteúdo, a abordagem e a estrutura do aconselhamento. A validação incluiu grupos focais com pacientes e enfermeiras, processo de julgamento de especialista e teste piloto. Estes foram os critérios avaliados com base na Ciência da Implementação: fonte de intervenção, força e qualidade da evidência, vantagem relativa e complexidade. Foram avaliados ainda: utilidade, praticidade, aceitabilidade, sustentabilidade, efetividade; consistência e congruência do conteúdo; cumprimento, dificuldades do procedimento e tempo empregado no aconselhamento. Resultados: o aconselhamento tem força de evidência Alta -IIA, forte nível de recomendação, apresenta utilidade, praticidade, aceitabilidade, sustentabilidade e efetividade. Oito de 11 especialistas argumentaram que o Guia é claro, consistente e congruente. O aconselhamento de início leva em torno de 24 minutos; e o de acompanhamento, 21. Os instrumentos do Guia têm um nível de confiabilidade entre bom e alto (0,65 ≥ alfa ≤ 0,92). Conclusão: o guia de aconselhamento é válido para melhorar a adesão ao tratamento antirretroviral em pacientes que consomem álcool.


Objetivo: determinar los contenidos necesarios a incluir a la consejería habitual para mejorar la adherencia al TARV de pacientes con VIH según sus diferentes niveles de consumo de alcohol, y determinar la validez de la Guía de Consejería para mejorar la adherencia al TARV en paciente que consumen alcohol usando Ciencia de la Implementación. Método: estudio Observacional con fase formativa y de validación. La fase formativa permitió definir el contenido, enfoque y estructura de la consejería. La validación incluyó grupos focales con pacientes y enfermeras, juicio experto y prueba piloto. Los criterios evaluados en base a la Ciencia de la Implementación fueron: fuente de intervención, fuerza y calidad de la evidencia, ventaja relativa y complejidad. También se evaluó: utilidad, practicidad, aceptabilidad, sostenibilidad, efectividad; consistencia y congruencia del contenido; cumplimiento, dificultades del procedimiento y tiempo empleado en la consejería. Resultados: la consejería tiene fuerza de evidencia Alta -IIA, fuerte nivel de recomendación, presenta utilidad, practicidad, aceptabilidad, sostenibilidad y efectividad. Ocho de 11 expertos, sostuvieron que la Guía es clara, consistente y congruente. La consejería de inicio toma en promedio 24 minutos y 21 minutos la de seguimiento. Los instrumentos de la Guía tienen un nivel de fiabilidad entre bueno y alto (0,65 ≥ alfa ≤ 0,92). Conclusión: la guía de consejería es válida para mejorar la adherencia al tratamiento antirretroviral en pacientes que consumen alcohol.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Alcohol Drinking , HIV Infections , Reproducibility of Results , Focus Groups , Anti-HIV Agents/therapeutic use , Counseling , Medication Adherence , Implementation Science , Nursing Care
11.
Article in English | LILACS, SES-SP, SESSP-ISPROD, SES-SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1224616

ABSTRACT

O presente relatório descreve o processo e os resultados obtidos com um projeto de tradução do conhecimento desenvolvido em três etapas para identificar barreiras à Implementação das Diretrizes Nacionais para o Parto Normal no Brasil, bem como estratégias para sua efetiva implementação. O modelo Improving Program Implementation through Embedded Research (iPIER) e as ferramentas de Supporting Policy Relevant Reviews and Trials (SUPPORT) forneceram a estrutura metodológica para o projeto. Na primeira etapa, a qualidade das Diretrizes foi avaliada e as barreiras que impediram a implementação das recomendações foram identificadas por meio da revisão das evidências globais e da análise das contribuições obtidas em um processo de consulta pública. Na segunda fase, uma síntese de evidências foi utilizada como base para um diálogo deliberativo visando priorizar as barreiras identificadas. Finalmente, uma segunda síntese de evidências foi apresentada em um novo diálogo deliberativo para discutir seis opções para abordar as barreiras priorizadas: 1) promover o uso de intervenções multifacetadas; 2) promover intervenções educativas para a adoção de diretrizes; 3) realizar auditorias e fornecer feedback para ajustar a prática profissional; 4) usar lembretes para mediar a interação entre trabalhadores e usuários do serviço; 5) permitir intervenções mediadas pelo paciente; e 6) envolver formadores de opinião para promover o uso das Diretrizes. Os processos e resultados associados a cada etapa foram documentados e formulados para informar uma revisão e atualização das Diretrizes e o desenvolvimento de um plano de implementação para as recomendações.


Subject(s)
Evidence-Based Practice , Evidence-Informed Policy , Natural Childbirth , Brazil , Practice Guideline , Implementation Science
12.
Article in Portuguese | LILACS, SES-SP, CONASS, SESSP-ISPROD, SES-SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1247597

ABSTRACT

Objetivo. Identificar potenciais barreiras à implementação das recomendações das Diretrizes Nacionais de Assistência ao Parto Normal a partir das melhores evidências globais disponíveis. Métodos. Realizou-se uma revisão rápida com consulta a seis bases de dados em março/abril de 2019. Foram selecionados estudos secundários publicados em inglês, espanhol ou português sobre barreiras de qualquer natureza que pudessem ser relacionadas à implementação das recomendações das Diretrizes. Resultados. Foram incluídos 23 documentos (21 revisões sistemáticas e dois guias de prática clínica). As barreiras identificadas foram agrupadas em 52 categorias por semelhança de significado e, em seguida, reorganizadas em nove núcleos temáticos: modelo de atenção ao parto e nascimento, gestão de recursos humanos, crenças e saberes, relações de gênero, gestão de serviços de saúde, atitudes e comportamentos, comunicação, condições socioeconômicas e interesses políticos. Conclusões. Os resultados mostraram que a implementação das Diretrizes pode requerer abordagens combinadas para o enfrentamento de diferentes barreiras. O engajamento de gestores e profissionais de saúde no processo de mudança do modelo de atenção ao parto e nascimento e o envolvimento de usuários são indispensáveis para o sucesso da implementação. São necessárias, ainda, ações intersetoriais para melhorar as condições socioeconômicas de mulheres e famílias e para combater as iniquidades de gênero.


Subject(s)
Parturition , Evidence-Informed Policy , Implementation Science , Brazil , Practice Guidelines as Topic
13.
Rev. panam. salud pública ; 44: 1-10, 2020. ilus
Article in Portuguese | LILACS, SES-SP, CONASS, SESSP-ISPROD, SES-SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1248112

ABSTRACT

Este relato apresenta os processos e resultados de um projeto de tradução do conhecimento desenvolvido em três etapas para identificar barreiras e estratégias para a efetiva implementação das Diretrizes Nacionais do Parto Normal no Brasil. O referencial metodológico adotado foi o da iniciativa iPIER e das ferramentas SUPPORT para Políticas Informadas por Evidências. Na primeira etapa, a qualidade das Diretrizes foi avaliada e as barreiras à implementação das recomendações foram identificadas, considerando evidências globais e análise de contribuições de uma consulta pública. Na segunda etapa, uma síntese de evidências informou um diálogo deliberativo para priorização de barreiras. Por fim, uma nova síntese de evidências informou um segundo diálogo deliberativo e apresentou seis opções para abordar as barreiras priorizadas: 1) incentivar o uso de estratégias de intervenção multifacetadas; 2) promover intervenções educativas para o uso de diretrizes em saúde; 3) realizar auditoria e feedback para adequação da prática profissional; 4) utilizar lembretes para mediar a interação entre profissionais e usuários; 5) viabilizar intervenções mediadas por pacientes e 6) incluir líderes de opinião para incentivar o uso de diretrizes em saúde. Os processos e resultados de cada etapa do projeto foram documentados e apresentados para informar a atualização das Diretrizes e o desenvolvimento de plano de implementação das recomendações. A efetiva implementação das Diretrizes é relevante para a melhoria da atenção ao parto e nascimento no Brasil.


Subject(s)
Evidence-Based Practice , Evidence-Informed Policy , Natural Childbirth , Brazil , Practice Guideline , Implementation Science
14.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 28: e3228, 2020. tab, graf
Article in English | LILACS, BDENF | ID: biblio-1058545

ABSTRACT

Objective: to determine the contents that must be included in the usual counseling to improve the adherence to antiretroviral therapy (ART) of HIV patients, according to their different levels of alcohol consumption, and to determine the validity of the Counseling Guide in improving the adherence to ART in patients who consume alcohol using Implementation Science. Method: this is an observational study with formative and validation phases. The formative phase defined the content, approach and structure of the counseling. Validation included focus groups with patients and nurses, trial process by an expert and a pilot test. The criteria evaluated based on Implementation Science were: intervention source, evidence strength and quality, relative advantage, and complexity. The following criteria were also evaluated: usefulness, practicality, acceptability, sustainability, effectiveness; content consistency and congruence; procedural compliance and difficulties, and time spent in counseling. Results: the strength of evidence of the counseling is High-IIA, with strong level of recommendation and presenting usefulness, practicality, acceptability, sustainability and effectiveness. Eight in 11 experts argued that the Guide is clear, consistent and congruent. Initial counseling takes around 24 minutes; and follow-up counseling, 21. The instruments of the Guide present reliability levels between good and high (0.65 ≥ alpha ≤ 0.92). Conclusion: the Counseling Guide is valid to improve the adherence to antiretroviral therapy in patients who consume alcohol.


Objetivo: determinar os conteúdos que devem ser incluídos no aconselhamento habitual para melhorar a adesão ao TARV de pacientes com HIV, conforme seus diferentes níveis de consumo de álcool, e determinar a validade do Guia de Aconselhamento para melhorar a adesão ao TARV em pacientes que consomem álcool, usando a Ciência da Implementação. Método: estudo observacional com fase formativa e de validação. A fase formativa permitiu definir o conteúdo, a abordagem e a estrutura do aconselhamento. A validação incluiu grupos focais com pacientes e enfermeiras, processo de julgamento de especialista e teste piloto. Estes foram os critérios avaliados com base na Ciência da Implementação: fonte de intervenção, força e qualidade da evidência, vantagem relativa e complexidade. Foram avaliados ainda: utilidade, praticidade, aceitabilidade, sustentabilidade, efetividade; consistência e congruência do conteúdo; cumprimento, dificuldades do procedimento e tempo empregado no aconselhamento. Resultados: o aconselhamento tem força de evidência Alta -IIA, forte nível de recomendação, apresenta utilidade, praticidade, aceitabilidade, sustentabilidade e efetividade. Oito de 11 especialistas argumentaram que o Guia é claro, consistente e congruente. O aconselhamento de início leva em torno de 24 minutos; e o de acompanhamento, 21. Os instrumentos do Guia têm um nível de confiabilidade entre bom e alto (0,65 ≥ alfa ≤ 0,92). Conclusão: o guia de aconselhamento é válido para melhorar a adesão ao tratamento antirretroviral em pacientes que consomem álcool.


Objetivo: determinar los contenidos necesarios a incluir a la consejería habitual para mejorar la adherencia al TARV de pacientes con VIH según sus diferentes niveles de consumo de alcohol, y determinar la validez de la Guía de Consejería para mejorar la adherencia al TARV en paciente que consumen alcohol usando Ciencia de la Implementación. Método: estudio Observacional con fase formativa y de validación. La fase formativa permitió definir el contenido, enfoque y estructura de la consejería. La validación incluyó grupos focales con pacientes y enfermeras, juicio experto y prueba piloto. Los criterios evaluados en base a la Ciencia de la Implementación fueron: fuente de intervención, fuerza y calidad de la evidencia, ventaja relativa y complejidad. También se evaluó: utilidad, practicidad, aceptabilidad, sostenibilidad, efectividad; consistencia y congruencia del contenido; cumplimiento, dificultades del procedimiento y tiempo empleado en la consejería. Resultados: la consejería tiene fuerza de evidencia Alta -IIA, fuerte nivel de recomendación, presenta utilidad, practicidad, aceptabilidad, sostenibilidad y efectividad. Ocho de 11 expertos, sostuvieron que la Guía es clara, consistente y congruente. La consejería de inicio toma en promedio 24 minutos y 21 minutos la de seguimiento. Los instrumentos de la Guía tienen un nivel de fiabilidad entre bueno y alto (0,65 ≥ alfa ≤ 0,92). Conclusión: la guía de consejería es válida para mejorar la adherencia al tratamiento antirretroviral en pacientes que consumen alcohol.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Alcohol Drinking , HIV Infections/drug therapy , Anti-HIV Agents/therapeutic use , Medication Adherence , Patient Education as Topic , Reproducibility of Results , Focus Groups , Counseling , Implementation Science , Nursing Care
15.
Article in English | AIM | ID: biblio-1272249

ABSTRACT

Background: The African Surgical Outcomes Study (ASOS) showed that surgical patients in Africa have a mortality twice the global average. The working hypothesis is that patients die as a result of failure to rescue following complications in the postoperative period. The African Surgical OutcomeS-2 (ASOS-2) Trial plans to test the efficacy of increased postoperative surveillance in high risk patients for decreasing perioperative morbidity and mortality. This pilot trial aimed i) to evaluate the adequacy of data produced by the data collection strategies of the ASOS-2 Trial, ii) to evaluate the fidelity of implementation of the increased postoperative surveillance intervention, and iii) to understand the acceptability, appropriateness and feasibility of the intervention and the trial processes. Methods: The ASOS-2 Pilot Trial was a mixed-methods (quantitative-qualitative) implementation study focusing on the intervention arm of the proposed ASOS-2 Trial. The intervention is increased postoperative surveillance for high-risk surgical patients. The intervention protocol was implemented at all sites for a seven-day period. A post pilot trial survey was used to collect data on the implementation outcomes. Results: 803 patients were recruited from 16 hospitals in eight African countries. The sampling and data collection strategies provided 98% complete data collection. Seventy-three percent of respondents believed that they truly provided increased postoperative surveillance to high risk patients. In reality 83/125 (66%) of high-risk patients received some form of increased postoperative surveillance. However, the individual components of the increased postoperative surveillance intervention were implemented in less than 50% of high-risk patients (excepting increasing nursing observations). The components most frequently unavailable were the ability to provide care in a higher care ward (32.1%) and assigning the patient to a bed in view of the nurses' station (28.4%). Failure to comply with available components of the intervention ranged from 27.5% to 54.3%. The post pilot survey had a response rate of 30/40 (75%). In Likert scale questions about acceptability, appropriateness, and feasibility of the ASOS-2 intervention, 63% to 87% of respondents indicated agreement. Respondents reported barriers related to resources, trial processes, teamwork and communication as reasons for disagreement. Conclusions: The proposed ASOS-2 Trial appears to be appropriate, acceptable and feasible in Africa. This pilot trial provides support for the proposed ASOS-2 Trial. It emphasises the need for establishing trial site teams which address the needs of all stakeholders during the trial. A concerted effort must be made to help participating hospitals to increase compliance with all the components of the proposed intervention of 'increased postoperative surveillance' during the ASOS-2 Trial


Subject(s)
Africa , General Surgery , Implementation Science/mortality , Pilots
16.
Acta méd. colomb ; 43(4): 207-216, oct.-dic. 2018. tab, graf
Article in Spanish | LILACS, COLNAL | ID: biblio-983707

ABSTRACT

Resumen La amplia gama de evidencias científicas que respaldan diversas intervenciones clínicas no son suficientes para que dichas intervenciones se utilicen en la práctica. De tal modo que la Medicina Basada en la Evidencia debe dar el paso hacia la Practica Basada en la Evidencia, a través de procesos de implementación que permitan desplegar y contextualizar intervenciones en salud respaldadas por la evidencia. Para tal fin se ha desarrollado la Ciencia de la implementación, la cual investiga los factores que influencian el uso efectivo y completo de las innovaciones científicas en la práctica, intentando maximizar los beneficios de las intervenciones en salud. Esta ciencia se define como el estudio de los métodos que promueven la incorporación sistemática de hallazgos de investigación en la rutina clínica, con el objetivo de mejorar la calidad y efectividad de los servicios e intervenciones en salud. El propósito de este artículo es introducir el concepto de Ciencia de la Implementación en relación con la epidemiología clínica y establecer las razones por las cuales existe una imperiosa necesidad de su desarrollo. Además, tiene el propósito de explicar el porqué de la necesidad de acelerar la aplicación efectiva de la Medicina Basada en Evidencia y definir los principales modelos que precisan el ámbito de trabajo de esta ciencia, incluyendo: las particularidades de los estudios de implementación, sus diferencias con los estudios clásicos de la epidemiología clínica, los modelos de implementación y evaluación, así como la definición de los desenlaces esperados en un estudio de implementación. (Acta Med Colomb 2018; 43: 207-216).


Abstract The wide range of scientific evidence supporting various clinical interventions is not sufficient for these interventions to be used in practice. For this reason, Evidence-Based Medicine must take the step towards Evidence-Based Practice, through implementation processes that allow deploying and contextualizing the health interventions supported by evidence. For this purpose, the Science of implementation has been developed, which investigates the factors that influence the effective and complete use of scientific innovations in practice, trying to maximize the benefits of health interventions. This science is defined as the study of methods that promote the systematic incorporation of research findings in the clinical routine, with the aim of improving the quality and effectiveness of health services and interventions. The purpose of this article is to introduce the concept of Implementation Science in relation to clinical epidemiology and establish the reasons by which there is an urgent need for its development. In addition, it has the purpose of explaining why the need to accelerate the effective application of Evidence-Based Medicine and define the main models that define the scope of work of this science, including: the particularities of implementation studies, their differences with the classic studies of clinical epidemiology, the implementation and evaluation models, as well as the definition of expected outcomes in an implementation study. (Acta Med Colomb 2018; 43: 207-216).


Subject(s)
Implementation Science , Research , Unified Health System , Evidence-Based Medicine , Evidence-Based Practice
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL