Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 22
Filter
1.
Rev. enferm. UERJ ; 29: e56113, jan.-dez. 2021.
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1224567

ABSTRACT

Objetivo: descrever a escolha do parto domiciliar planejado acompanhado por enfermeira obstétrica em um centro urbano de grande porte, na perspectiva de mulheres brasileiras. Métodos: estudo qualitativo guiado pela Grounded Theory. Foram entrevistadas dez mulheres com idade entre 20 e 41 anos que tiveram parto domiciliar planejado acompanhadas por enfermeiras obstétricas. As participantes foram recrutadas por meio de rede social, acessando um grupo de mulheres que escreveram sobre seu parto domiciliar. Resultados: Emergiram duas categorias: Não vendo possibilidade de parir naturalmente no ambiente hospitalar e Pensando na segurança do parto domiciliar planejado. O hospital representou vários aspectos desfavoráveis como intervenções desnecessárias e solidão. As mulheres consideravam o lar um lugar seguro para parir, conectado aos cuidados de enfermeiras obstétricas. Conclusão: há mulheres que não desejam parir no hospital, preferindo parir em casa e do ponto de vista dos direitos humanos e dos cuidados desmedicalizados, as enfermeiras obstétricas devem apoiar as mulheres nessa sua decisão.


Objective: to describe the choice of planned homebirth attended by a nurse midwife in a large urban centre, from the perspective of Brazilian women. Methods: in this Grounded Theory study, ten women aged 20 to 41 years, who had a planned homebirth accompanied by a nurse midwife, were interviewed. Participants were recruited through a social network by accessing a group of women who wrote about their homebirth. Results: two categories emerged: seeing no possibility of giving birth naturally in the hospital environment; and thinking about the safety of a planned homebirth. Hospital represented several unfavourable aspects, such as unnecessary interventions and loneliness. Women thought of home as a safe place to give birth, connected with nurse midwife care. Conclusion: there are women who do not wish to give birth in hospital, but prefer to give birth at home and, from the point of view of human rights and de-medicalized care, nurse midwives should support women in their decision.


Objetivo: describir la elección del parto domiciliario planificado con enfermera obstétrica en un gran centro urbano, desde la perspectiva de mujeres brasileñas. Métodos: estudio cualitativo guiado por la Grounded Theory. Se entrevistó a diez mujeres entre 20 y 41 años que tuvieron parto domiciliario planificado, siendo acompañadas de enfermeras obstétricas. Las participantes fueron reclutadas a través de red social, accediendo a un grupo de mujeres que escribieron sobre su parto en domicilio. Resultados: surgieron dos categorías: las que no veían posibilidad de dar a luz naturalmente en el hospital y las que pensaron en la seguridad del parto domiciliario planificado. El hospital representó varios aspectos desfavorables como intervenciones innecesarias y soledad. Las mujeres consideraban que el hogar era un ambiente seguro para dar a luz, vinculado al cuidado de enfermeras obstétricas. Conclusión: hay mujeres que no desean dar a luz en el hospital, prefieren hacerlo en casa y, desde el punto de vista de los derechos humanos y de los cuidados sin la intervención de un médico, las enfermeras obstétricas deben apoyarlas en esa decisión.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adult , Home Childbirth/nursing , Natural Childbirth/nursing , Nurse Midwives , Pregnant Women/psychology , Patient Safety , Home Childbirth/psychology , Natural Childbirth/psychology
2.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 24(4): e20190387, 2020.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1101160

ABSTRACT

RESUMO Objetivo Analisar as concepções das enfermeiras obstétricas egressas do curso de residência sobre a formação e prática na assistência ao parto normal. Método Pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, realizada com 13 enfermeiras obstétricas em duas maternidades públicas do Rio de Janeiro, Brasil. Os dados foram coletados por meio de entrevista individual, semiestruturada e análise hermenêutico-dialética. Resultados Apesar dos contrassensos e dicotomias presentes no processo de formação, verificou-se nos depoimentos que houve superação no conhecimento e na prática profissional, que possibilitou a constituição de uma práxis obstétrica integradora, consciente dos princípios humanizados na assistência ao parto normal, sustentando a construção de novos caminhos para a enfermagem obstétrica. Conclusão e implicações para a prática A formação na residência promoveu segurança às enfermeiras, em sua práxis assistencial, contribuindo para a reformulação social, cultural e política do modelo obstétrico intervencionista. A residência envolve uma nova e desafiadora modalidade de formação para o cuidado de enfermagem na área, exigindo conhecimento específico e ético. O estudo evidencia a necessidade de inserção das enfermeiras obstétricas egressas na prática da assistência ao parto de risco habitual, ampliando o espaço de atuação dessas profissionais.


RESUMEN Objetivo Analizar las concepciones de las enfermeras obstétricas egresadas del curso de residencia sobre la formación y práctica en la asistencia al parto normal. Método Investigación cualitativa, descriptiva y exploratoria con 13 enfermeras obstétricas en dos maternidades públicas de Rio de Janeiro, Brasil. Datos recopilados por medio de entrevista individual, semiestructurada y análisis hermenéutico-dialéctico. Resultados A pesar de las contradicciones y dicotomías presentes en el proceso de formación, se verificó que hubo superación en el conocimiento y en la práctica profesional, lo que posibilitó la constitución de una praxis obstétrica integradora, consciente de los principios humanizados en la asistencia al parto normal, apoyando la construcción de nuevos caminos para la enfermería obstétrica. Conclusión e implicaciones para la práctica La formación en residencia fomentó seguridad a las enfermeras en su praxis asistencial, contribuyendo a la reformulación social, cultural y política del modelo obstétrico intervencionista. La residencia implica una nueva y desafiante modalidad de capacitación para el cuidado de enfermería en el área, y requiere un conocimiento específico y ético. El estudio destaca la necesidad de la inclusión de las enfermeras obstétricas egresadas en la práctica de la asistencia al parto de riesgo habitual, ampliando el espacio de actuación de estas profesionales.


ABSTRACT Objective To analyze the conceptions of post-graduate obstetric nurses from the residency course on the training and practice in normal childbirth care. Method Qualitative, descriptive and exploratory research with 13 obstetric nurses in two public maternity hospitals in Rio de Janeiro, Brazil. Data collected by individual, semi-structured interview and hermeneutic-dialectic analysis. Results Despite the contradictions and dichotomies present in the training process, it was found that there was a breakthrough in knowledge and professional practice, which enabled the constitution of an integrative obstetric praxis, aware of the humanized principles in normal childbirth care, supporting the creation of new paths for obstetric nurses. Conclusion and implications for practice Residency training generated security for nurses in their care praxis, contributing to the social, cultural and political reformulation of the interventionist obstetric model. Residency involves a new and challenging training modality for nursing care in this area, requiring specific and ethical knowledge. The study highlights the need for the inclusion of post-graduate obstetric nurses in the practice of usual risk childbirth care, expanding the field of action of these professionals.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adult , Professional Practice/trends , Internship, Nonmedical , Natural Childbirth/nursing , Nurse Midwives , Obstetric Nursing/education , Qualitative Research , Humanization of Assistance
3.
Article in English, Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1047845

ABSTRACT

Objetivo: este estudo objetivou conhecer as tecnologias de cuidado no alívio da dor no processo de parturição em um hospital de ensino. Método: pesquisa qualitativa e descritiva com 10 puérperas internadas em uma unidade materno-infantil no período de maio a junho de 2017. Os dados foram coletados por meio de entrevistas individuais e analisados conforme a Proposta Operativa de Minayo. Resultados: as puérperas que usaram as tecnologias de alívio da dor no processo de parturição julgaram como excelente e de grande valia os métodos para o alívio da dor. Conclusão: conclui-se que estas tecnologias são importantes para a autonomia e protagonismo da mulher e a vivência positiva do seu processo de parturição, sendo fundamental o investimento em outros métodos de alívio da dor, de modo a qualificar e tornar o parto mais prazeroso e menos traumatizante


Objective: this study aimed to identify the care technologies in pain relief in the birthing process in a teaching hospital. Method: qualitative and descriptive research, in which ten women in labor were hospitalized in a hospital maternal unit, from May to June 2017. Data were collected through individual interviews and analyzed according to Minayo's Operative Proposal. Results: postpartum women who used pain relief technologies in the birthing process considered the methods of pain relief as excellent and of great value. Conclusion: we concluded that these technologies are important for the autonomy and protagonism of women and the positive experience of their process of birthing, recognizing the importance of investing in other methods of pain relief, in order to qualify and make birthing process more pleasurable and less traumatic


Objetivo: este estudio objetivó conocer las tecnologías de cuidado en el alivio del dolor en el proceso de parturición en un hospital de enseñanza. Método: investigación cualitativa y descriptiva, en la que participaron diez puérperas internadas en una unidad materna hospitalaria, en el período de mayo a junio de 2017. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas individuales, y analizados conforme a la Propuesta Operativa de Minayo. Resultados: las puérperas que usaron las tecnologías de alivio del dolor en el proceso de parturiado juzgaron como excelente y de gran valor los métodos para el alivio del dolor. Conclusión: se concluye que estas tecnologías son importantes para la autonomía y protagonismo de la mujer y la vivencia positiva de su proceso de parturión, siendo importantes inversiones en otros métodos de alivio del dolor, para calificar y hacer el parto más placentero y menos traumatizante


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adolescent , Adult , Labor Pain/nursing , Pain Management , Natural Childbirth/nursing , Labor, Obstetric , Humanizing Delivery , Maternal Health Services , Obstetric Nursing
4.
Rev. enferm. UERJ ; 27: e43354, jan.-dez. 2019.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1052551

ABSTRACT

Objetivo: analisar, a partir da experiência de primíparas, a relação entre a assistência recebida durante o parto normal e o pósparto imediato e seus reflexos na amamentação. Método: qualitativo, descritivo, aprovado pelo Comitê de Ética, realizado em um Centro de Parto Normal, do polo Petrolina-Juazeiro, em 2018. Participaram 17 primíparas, através de entrevista semiestruturada, sendo os dados submetidos a análise temática de conteúdo. Resultados: a amamentação ocorreu positivamente, pois esse lócus é apropriado para essa prática, favorecendo-a de maneira natural. O apoio e a compreensão são primordiais e devem superar uma assistência focada apenas em informações rápidas, técnicas e generalizadas. Conclusão: os anseios e particularidades de cada puérpera precisam ser respeitados e atendidos, valorizando o investimento em políticas de saúde que enfatizem o cuidado humanizado para cada mulher. Logo, a educação em saúde precisa estabelecer reflexão, discussão e aprendizado nesse processo que transcende o biológico.


Objective: to analyze the relationship between the care received during normal delivery and the immediate postpartum and its effects on breastfeeding, from the experience of primiparous women. Method: qualitative and descriptive study, approved by the Ethics Committee, held in a Normal Birth Center in Petrolina-Juazeiro Center, Brazil, in 2018. Seventeen primiparous women participated through semi-structured interviews, treated by thematic content analysis. Results: breastfeeding occurred positively, as this locus is appropriate for this practice, favoring it naturally. Supporting and understanding are primordial and should go beyond assistance focused only on quick, technical and generalized information. Conclusion: the wishes and particularities of each postpartum woman need to be respected and met, valuing the increment in health policies that emphasize humanized care for each woman. Therefore, health education needs to establish reflection, discussion and learning in this process that transcends the biological.


Objetivo: analizar la relación entre la atención recibida durante el parto normal y el posparto inmediato y sus efectos sobre la lactancia materna, a partir de la experiencia de las mujeres primíparas. Método: estudio cualitativo y descriptivo, aprobado por el Comité de Ética, realizado en un Centro de Parto Normal en el Centro Petrolina-Juazeiro, Brasil, en 2018. Diecisiete mujeres primíparas participaron a través de entrevistas semiestructuradas, tratadas por análisis de contenido temático. Resultados: la lactancia materna ocurrió positivamente, ya que este lugar es apropiado para esta práctica, favoreciéndolo naturalmente. El apoyo y la comprensión son primordiales y deben ir más allá de la asistencia centrada solo en información rápida, técnica y generalizada. Conclusión: los deseos y particularidades de cada mujer posparto deben ser respetados y cumplidos, valorando el incremento en las políticas de salud que enfatizan la atención humanizada para cada mujer. Por lo tanto, la educación sanitaria necesita establecer reflexión, discusión y aprendizaje en este proceso que trasciende lo biológico.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Breast Feeding , Parturition , Postpartum Period/psychology , Natural Childbirth/nursing , Natural Childbirth/psychology , Nursing Care , Breast Feeding/psychology , Humanizing Delivery
5.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 23(4): e20190112, 2019. tab
Article in English | LILACS, BDENF | ID: biblio-1012108

ABSTRACT

Abstract Objectives: To characterize the practices used by nurse-midwives in a Natural Birth Center (NBC) and to verify the maternal and neonatal outcomes. Method: This was a cross-sectional, documentary, retrospective study with a quantitative approach in which the medical records of 300 parturients who gave birth in a state hospital in the city of São Paulo were analyzed. The categories of the World Health Organization (WHO) composed the criteria adopted for the analysis of the obstetric practices. Fisher's exact test or the likelihood ratio and Student t-test were used. Results: The nurse-midwives mostly used category A practices of the WHO. There were no statistically significant associations between practices and perineal outcomes. There was a statistically significant association between the weight of the newborn and the number of neonatal complications, as well as between the delivery position of the primiparous women and clavicle fractures of the newborns. Conclusion and Implications for the practice: Evidence-based practices were followed by the nurse-midwives in the NBC analyzed. The maternal and neonatal outcomes were adequate. There is a need to improve care in the second stage of the delivery in order to avoid behaviors that reflect in neonatal complications. The study makes it possible to reflect on the importance of the continuous evaluation of the care provided.


Resumen Objetivos: Caracterizar las prácticas utilizadas por las enfermeras obstetras en un Centro de Parto Normal (CPN) y verificar los resultados maternos y neonatales. Método: Estudio transversal, documental, retrospectivo, con abordaje cuantitativo, en el cual fueron analizados prontuarios de 300 parturientas que dieron a luz en hospital público de la ciudad de São Paulo. Los criterios adoptados para el análisis de las prácticas obstétricas fueron las categorías de la Organización Mundial de la Salud (OMS). Fueron utilizadas las pruebas, exacto de Fisher o razón de verosimilitud (Likelihood Ratio) y t-Student. Resultados: Las enfermeras obstetras utilizaron mayoritariamente las prácticas de la categoría A de la OMS. No hubo diferencia estadísticamente significativa en las asociaciones entre las prácticas y los resultados perineales. Se observó una diferencia estadísticamente significativa entre el peso del recién nacido y el número de intercurrencias neonatales, así como entre las posiciones de parto de las primíparas con la fractura de clavícula de los recién nacidos. Conclusión e Implicaciones para la práctica: Las prácticas basadas en evidencias son seguidas por las enfermeras obstetras en el CPN analizado. Los resultados maternos y neonatales se mostraron adecuados. Es necesario mejorar la asistencia en el segundo período del parto para evitar conductas que reflejen en las interacciones neonatales. El estudio posibilita la reflexión sobre la importancia de la evaluación continuada de la asistencia prestada.


Resumo Objetivos: Caracterizar as práticas utilizadas pelas enfermeiras obstetras em um Centro de Parto Normal (CPN) e verificar os desfechos maternos e neonatais. Método: Estudo transversal, documental, retrospectivo, com abordagem quantitativa. Analisaram-se prontuários de 300 parturientes que deram à luz em hospital estadual da cidade de São Paulo. Os critérios adotados para a análise das práticas obstétricas foram as categorias da Organização Mundial da Saúde (OMS). Utilizaram-se os testes exatos de Fisher ou razão de verossimilhança (Likelihood Ratio) e t-Student. Resultados: As enfermeiras obstetras utilizaram majoritariamente as práticas da categoria A da OMS. Não houve diferença estatisticamente significativa nas associações entre as práticas e os desfechos perineais. Houve diferença estatisticamente significativa entre o peso do recém-nascido e o número de intercorrências neonatais e entre as posições de parto das primíparas com a fratura de clavícula dos recém-nascidos. Conclusão e Implicações para a prática: As práticas baseadas em evidências são seguidas pelas enfermeiras obstetras no CPN analisado. Os desfechos maternos e neonatais mostraram-se adequados. Há necessidade de melhorar a assistência no segundo período do parto, evitando condutas que reflitam em intercorrências neonatais. O estudo possibilita a reflexão sobre a importância da avaliação continuada da assistência prestada.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adolescent , Adult , Midwifery/statistics & numerical data , Natural Childbirth/nursing , Nurse Midwives , Obstetric Nursing/statistics & numerical data , Perineum/injuries , Breast Feeding , Oxytocin/therapeutic use , Cardiotocography , Medical Records , Cross-Sectional Studies , Retrospective Studies , Walking , Clavicle/injuries , Episiotomy , Evidence-Based Nursing/statistics & numerical data , Amniotomy , Natural Childbirth/statistics & numerical data
6.
Rev. eletrônica enferm ; 19: 1-11, Jan.Dez.2017. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-912222

ABSTRACT

Este estudo teve por objetivo analisar a preferência e a satisfação das mulheres com o tipo de parto e a associação com as características sociodemográficas e obstétricas. Estudo transversal, realizado em três etapas, com amostra de 190 puérperas. Os resultados mostraram que 68,9% desejavam parto normal e 31,1% cesárea. Foram associadas à preferência pelo parto normal: primeira gestação (p=0,042) e experiência anterior de parto normal (p<0,001); entre as mulheres que tiveram cesárea prévia a preferência prevaleceu por esta (p<0,001). Não foram evidenciadas diferenças estatísticas associadas a outras variáveis, bem como, a satisfação das puérperas. A regressão logística binária indicou associação entre experiência prévia e expectativa por tipo de parto. A experiência com parto anterior influenciou na preferência pelo tipo de parto, entretanto, não houve diferenças na satisfação das puérperas, independente se o desfecho correspondeu a expectativa.


This study aimed to analyze women's preference and satisfaction regarding the type of delivery and the association with the sociodemographic and obstetric characteristics. This is a cross-sectional study, carried out in three stages, with a sample of 190 puerperal women. The results showed that 68.9% wished natural childbirth and 31.1% wanted Cesarean section. The preference for natural childbirth was associated with first pregnancy (p=0.042) and previous natural childbirth experience (p<0.001); among women who had Cesarean section previously, the preference prevailed for Cesarean section (p<0.001). There were no statistical differences associated with other variables, as well as the puerperae's satisfaction. Binary logistic regression indicated association between previous experience and expectation by type of childbirth. The experience with previous childbirth influenced the preference for the type of childbirth; however, there were no differences in the puerperae's satisfaction, regardless of whether the outcome corresponded to the expectation.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adolescent , Adult , Personal Satisfaction , Cesarean Section/nursing , Natural Childbirth/nursing
7.
Rio de Janeiro; s.n; 2016. 99 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-913257

ABSTRACT

Esta dissertação objetivou avaliar a conformidade das práticas assistenciais nos partos normais atendidos pela enfermeira obstétrica com as recomendações e normas técnicas vigentes; e comparar a conformidade dessas práticas entre as equipes de enfermeiras obstétricas de duas maternidades públicas. Estudo transversal, retrospectivo, comparativo e baseado em dados secundários de duas maternidades públicas, com equipes de enfermeiras obstétricas com predominância de modalidades de formação diferentes. Foram incluídos na pesquisa os registros dos atendimentos realizados por enfermeiras obstétricas durante o período do trabalho de parto e parto normal de mulheres com gestações normais ou classificadas de risco habitual, de feto único, com apresentação cefálica fletida e idade gestacional entre 37 semanas e 41 semanas e 6 dias. Foram analisados 266 atendimentos das enfermeiras obstétricas aos partos normais na maternidade A e 254 atendimentos na maternidade B. A coleta de dados ocorreu por meio de instrumento elaborado a partir das recomendações da OMS para a assistência ao parto normal. Adotaram-se as seguintes categorias de avaliação: de 100 a 75% ­ conformidade adequada; de 74 a 50% ­ conformidade parcial; e abaixo de 50% ­ sem conformidade. Foi aplicado o teste Z bicaudal, com intervalo de confiança de 95%, = 0,05 e p-valor0,025 para verificar a diferença estatística significante entre as proporções de conformidade das práticas recomendadas nas amostras investigadas. As enfermeiras obstétricas atendem predominantemente as mulheres primíparas e que realizaram sete ou mais consultas de pré-natal. Quanto às práticas assistenciais da Categoria A da OMS, todas as variáveis testadas na maternidade A apresentam conformidade adequada. Na maternidade B, a única prática que obteve conformidade parcial foi o clampeamento oportuno do cordão umbilical e as demais também apresentaram conformidade adequada. A maternidade A apresentou maior proporção de registros em três parâmetros assistenciais recomendados em comparação com a maternidade B: a presença do acompanhante antes do parto, presença do acompanhante no parto e clampeamento oportuno do cordão umbilical, enquanto na maternidade B houve maior percentual em relação aos registros do uso do partograma e da ausculta dos batimentos cardiofetais. Foi reduzido o quantitativo de mulheres atendidas pelas enfermeiras obstétricas que teve complicações após o parto, 7,1% na maternidade A e 5,1% na maternidade B. Quanto aos neonatos, em 0,8% dos bebês na maternidade A e em 6,3% na maternidade B foram utilizadas manobras de reanimação. Os recém-nascidos encaminhados à unidade neonatal representaram 0,8% na maternidade A e 4,3% na maternidade B. Não houve registro de natimortalidade, óbito neonatal ou materno em ambas as instituições. Os resultados encontrados parecem favorecer a maternidade A, onde a equipe de enfermeiras obstétricas tem maior quantitativo de egressas da formação na modalidade de residência. Contudo, ainda há práticas utilizadas de forma inadequada, como a prescrição de dieta zero e ocitocina para acelerar o trabalho de parto em boa parte das parturientes, o que denota a necessidade de aprimorar a conformidade de alguns parâmetros assistenciais para a clientela de baixo risco obstétrico em ambas as maternidades.


This work aimed to evaluate the compliance of care practices in normal births attended by nurse-midwives with existing recommendations and technical standards; and compare the compliance of such practices between two teams of nurse-midwives from two public hospitals. Cross-sectional, retrospective, comparative study, based on secondary data from two public maternity hospitals, with teams of nurse-midwives with a predominance of different educational and training backgrounds. The study included the record of the assistance provided by nurse- midwives during labor and normal birth of women with normal or low-risk pregnancies, with a single fetus in vertex presentation, and gestational age between 37 weeks and 41 weeks and 6 days. In Maternity A, 266 attendances of nurse-midwives during normal birth were analyzed versus 254 attendances in Maternity B. Data collection occurred through a questionnaire elaborated following the WHO recommendations for normal birth care. The following assessment categories were adopted: 100-75% - adequate compliance; 74-50% - partial compliance; and below 50% - no compliance. The two-tailed Z-test was applied, with a 95% confidence interval, = 0.05 and p-value0.025, to check the statistically significant difference between the proportions of compliance with recommended practices in the investigated samples. Nurse- midwives assist predominantly primiparas who had seven or more prenatal consultations. In relation to the WHO Category A care practices, all variables tested in Maternity A presented adequate compliance. In Maternity B, the only practice that obtained partial compliance was timely cord clamping and the others showed adequate compliance as well. Maternity A showed a higher proportion of records regarding three recommended care parameters compared with Maternity B: the partner's presence before labor, the partner's presence during childbirth and timely cord clamping, while in Maternity B there was a higher percentage of records regarding the use of partograph and auscultation of fetal heart rate. The number of women attended by nurse- midwives who had complications after birth was low, 7.1% in Maternity A and 5.1% in Maternity B. With regard to newborns, resuscitation maneuvers were used in 0.8% of the babies in the Maternity A and 6.3% in Maternity B. Newborns referred to the neonatal unit accounted for 0.8% in Maternity A and 4.3% in Maternity B. There were no reports of stillbirth, neonatal or maternal death at both institutions. The results seem to favor Maternity A, where the team of nurse- midwives has a higher quantity of graduates from residency training programs. However, there are still inappropriate practices, such as zero diet prescription and oxytocin to accelerate labor for most of the parturients, which shows the need to improve the compliance of some assistance parameters for low-obstetric-risk parturients in both hospitals.


Subject(s)
Humans , Female , Adolescent , Adult , Humanizing Delivery , Labor, Obstetric , Natural Childbirth/nursing , Nursing Care , Obstetric Nursing/methods , Parturition , Women's Health
8.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 19(4): 614-620, out.-dez. 2015.
Article in English | LILACS, BDENF | ID: lil-772019

ABSTRACT

Objetivo: Analisar as percepções das mulheres acerca da assistência obstétrica no que se refere ao atendimento de seus direito de acesso ao serviço de saúde durante o processo de parto e nascimento. Métodos: Pesquisa descritiva, exploratória realizada 56 mulheres nos alojamentos conjuntos de quatro maternidades públicas da Região Metropolitana II do Estado do Rio de Janeiro, desenvolvida em 2014. A análise dos dados foi na modalidade temática do conteúdo. Resultados: Mostraram um problema recorrente para as mulheres, a peregrinação, que traz três conotações a respeito do direito, da ausência de cuidado e dos sentimentos vivenciados pela busca de atendimento. Esses pontos estão interligados pela lógica do descumprimento de ações que assegurem os direitos sexuais, reprodutivos e humanos, além do despreparo das instituições em oferecer uma assistência de qualidade. Conclusão: Constatou-se a necessidade de transformações nos paradigmas assistenciais obstétricos, valorizando o respeito, o cuidado à mulher em prol da sua saúde.


Objective: To describe and analyze the perceptions of women about obstetric care in reference to the attendance of their rightof access to health care during the process of labor and birth. Method: Descriptive and exploratory study. Were interviewed 56women in sets of four public hospitals in Metropolitan Region II of Rio de Janeiro State, developed in 2014. Data analysis werethe thematic content mode. Results: Showed a recurring problem for women, the pilgrimage, which has three connotationsabout the law, lack of care and feelings experienced by women who searches service care. These points are interconnected bythe logic of failure with action to ensure sexual rights, reproductive and human, in addition to unpreparedness of the institutionsin providing quality care. Conclusion: It was found the need for changes in obstetric care paradigms, valuing respect, care towomen in behalf of your health.


Objetivo: Describir y analizar las percepciones de las mujeres acerca de la atención obstétrica en relación con el cuidado desu derecho de acceso a la asistencia sanitaria durante el proceso de parto y el nacimiento. Métodos: Descriptivo, exploratoriocelebró 56 mujeres en grupos de cuatro hospitales públicos especiales Metropolitana Región II del Estado de Río de Janeiro,desarrollado en 2014. El análisis de datos fue el modo de contenido temático. Resultados: Mostró un problema recurrente paralas mujeres, la peregrinación, que tiene tres connotaciones acerca de la ley, la falta de atención y sentimientos experimentadospor el servicio de búsqueda. Estos puntos están interconectados por la lógica del incumplimiento de las medidas para garantizarlos derechos sexuales, reproductivos y humanos, además de la falta de preparación de las instituciones en la prestación de unaatención de calidad. Conclusión: Se encontró la necesidad de cambios en los paradigmas de atención obstétrica, valorandoel respeto, la atención a las mujeres por el bien de su salud.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adult , Rooming-in Care , Patient Rights , Hospitals, Municipal , Humanization of Assistance , Hospitals, Maternity , Humanizing Delivery , Natural Childbirth/nursing , Women's Health
9.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 19(3): 424-431, jul.-set. 2015.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-761632

ABSTRACT

Objetivou-se conhecer as práticas de cuidado utilizadas por enfermeiras implicadas nos processos autonomia, dignificação e participação de mulheres durante o parto normal. Pesquisa qualitativa, de caráter exploratório descritivo, desenvolvida com 30 mulheres que tiveram o parto realizado em um Centro de Parto Normal de Salvador - BA. Para subsidiar a análise foi utilizado o conceito de autonomia. As práticas dignificantes foram: o acolhimento; a promoção da presença de acompanhante, bem como, de ambiente adequado para o cuidado; e a transmissão de calma e segurança às mulheres. Para o processo de autonomia destacaram-se a promoção de relações pessoais livres de coerção; e a facilitação no acesso às informações; não deixando de estimular a participação ativa das mesmas. Embora no Centro tenha havido um avanço na busca pela promoção da autonomia e participação das mulheres atendidas, necessita ainda de mais ações para atingir plenamente esse objetivo.


The aim of the study was to research care practices used by nurses in order to provide autonomy, dignity and participation by women during vaginal delivery. It was qualitative, descriptive and exploratory research which involved 30 women who had given birth. The study was performed at a Birth Center in Salvador, Bahia. To support the analysis the concept of autonomy was used. The practices enabling dignity were: warmth; the promotion of the presence of a companion and providing a proper environment for care. They also provided a sense of calm and confidence in women. To enable autonomy, the factors considered were: promotion of coercion-free personal relationships; facilitating access to information; and, fostering the active participation of women. Although the Center has advanced in its efforts to promote autonomy and the participation of the women it serves, more effort is required to fully achieve this goal.


Conocer las prácticas de atención utilizadas por las enfermeras que participan en los procesos de autonomía, dignidad y participación de las mujeres durante el parto normal. Investigación cualitativa, de carácter exploratorio y descriptivo, desarrollada con 30 mujeres que realizaron parto normal en una maternidad en Salvador, Bahía. Para apoyar el análisis, se utilizó el concepto de autonomía. Las prácticas dignificantes fueron: la acogida; la presencia de un acompañante y de un ambiente adecuado para el cuidado; y la transmisión de calma y seguridad a las mujeres. En el proceso de autonomía, se destaca la promoción de relaciones personales libres de coerción; y la facilitación del acceso a la información; no dejando para estimular la participación activa de las mismas. A pesar del Centro de Parto Normal tener sufrido gran avance en la promoción de autonomía y participación de las mujeres, todavía necesita más esfuerzos para lograr plenamente este objetivo.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Nursing Care , Obstetric Nursing , Humanizing Delivery , Natural Childbirth/nursing , Nursing Research , Women's Health
10.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 17(1): 17-23, jan.-mar. 2013. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-665949

ABSTRACT

O objetivo deste estudo foi descrever os resultados maternos e neonatais da assistência na Casa de Parto David Capistrano Filho. Pesquisa exploratório-descritiva, com abordagem quantitativa, que analisou 458 prontuários dos partos normais e nascimentos no período de janeiro de 2008 a dezembro de 2009. As parturientes eram mulheres jovens, de 15 a 25 anos de idade (66,6%), e nulíparas (55%). Durante o trabalho de parto, elas permaneceram com o acompanhante (94,1%) e receberam cuidados para o relaxamento e o conforto. A taxa de episiotomia foi de 2,4%. Não houve óbitos maternos e neonatais. Os casos de asfixia neonatal representaram 0,2% dos nascidos vivos. As transferências para o hospital corresponderam a 2,8% das mulheres no pós-parto e 8,5% entre os neonatos. A maioria dos resultados encontrados foi semelhante aos descritos nas pesquisas brasileiras e internacionais acerca da assistência em centros de parto.


The purpose of this study was to describe the maternal and neonatal assistance results in the Casa de Parto David Capistrano Filho Birthing Center. An exploratory and descriptive research with a quantitative approach, which were analyzed 458 patients' files data of normal delivery and births in period from January 2008 to December 2009. The pregnants were young women, from 15 to 25 years old (66.6%), and nulliparous (55%). During labor, they remained with the companion (94.1%) and received care to relaxation and comfort. The episiotomy rate was 2.4%. There were no maternal and neonatal deaths. The cases of neonatal asphyxia accounted for 0.2% of live births. Transfers rate to hospital corresponded to 2.8% of women postpartum and 8.5% among newborns. Most results were similar to those described in Brazilian and internationals researches about birth centers assistance.


El objetivo de este estudio fue describir los resultados maternos y neonatales de la asistencia en la Casa de Parto David Capistrano Filho. Investigación exploratoria y descriptiva con enfoque cuantitativo, que analizó 458 registros clínicos de los partos normales y nacimientos en el período de Enero de 2008 a Diciembre de 2009. Las mujeres embarazadas eran mujeres jóvenes, entre 15 y 25 años de edad (66,6%), y nulíparas (55%). Durante el trabajo de parto, ellas recibieron dieta oral (100%), permanecieron con el acompañante (94,1%) y recibieron cuidados para la relajación y confort. La tasa de episiotomía fue del 2,4%. No hubo óbitos maternos y neonatales. Los casos de asfixia neonatal representaron 0,2% de los neonatos. Los traslados para el hospital correspondieron a 2,8% de las mujeres en el postparto y a 8,5% entre los recién nacidos. La mayoría de los resultados fueron similares a los descritos en las investigaciones brasileñas e internacionales a cerca de la asistencia en centros de nacimientos.


Subject(s)
Humans , Female , Infant, Newborn , Birthing Centers/statistics & numerical data , Maternal-Child Nursing/statistics & numerical data , Natural Childbirth/nursing
11.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 16(2): 363-370, abr.-jun. 2012. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-638619

ABSTRACT

Trata-se de um estudo qualitativo, de natureza exploratória, que objetivou identificar o conhecimento das enfermeiras obstétricas em relação à responsabilidade profissional na assistência ao parto. Foram entrevistadas 11 enfermeiras que atuavam na assistência ao parto em hospitais e/ou domicílio no estado de Santa Catarina, entre março e agosto de 2009. Após análise pelo Discurso do Sujeito Coletivo, emergiram Ideias Centrais que contemplam os temas sobre as relações das enfermeiras obstétricas com os médicos e a instituição; a responsabilização profissional e as repercussões morais e legais do erro. Verificou-se que as enfermeiras conhecem pouco a respeito das repercussões legais do erro. Ao assumir a assistência ao parto, devem dedicar total atenção aos limites da competência e à prevenção de erros previsíveis, tendo em mente que assumirão também a responsabilização por suas falhas. A atualização sobre responsabilidade legal é tão importante quanto a científica e pode contribuir para a autoconfiança profissional.


The objective of this qualitative, exploratory study was to identify obstetrics nurses' knowledge concerning professional delivery responsibilities. Eleven nurses in hospital delivery wards and/or home birthing in Santa Catarina, Brazil were interviewed from March – August, 2009 for data collection. After analysis, using Discourse of the Collective Subject, Central Ideas emerged concerning themes related to relationships among obstetrics nurses, physicians, and institutions; professional responsibility; and legal and moral repercussions of errors. This study verified that nurses understand little about legal repercussions of potential delivery errors. Assuming their role in assisting deliveries, they must dedicate their total attention to competence limits and predictable error prevention, maintaining that they will also assume responsibility for their failures. An opportunity to bring these nurses up-to-date concerning their legal responsibilities is as important as scientific and may contribute to greater professional self-confidence, creating more efficient overall nursing performance.


Investigación cualitativa, exploratoria, que tuvo como objetivo identificar el conocimiento de las enfermeras obstétricas en relación a la responsabilidad profesional en la atención al parto. Se entrevistaron once enfermeras que trabajaban en la atención al parto en hospitales y/u hogares, en Santa Catarina, entre marzo y agosto de 2009. A partir del análisis de Discurso del Sujeto Colectivo, surgieron las ideas centrales que abordan los siguientes temas: las relaciones de las enfermeras obstétricas con los médicos y la institución; la responsabilidad profesional y las implicaciones morales y jurídicas del error. Se encontró que las enfermeras saben poco acerca de las consecuencias jurídicas del error. Al atender el parto, deben prestar plena atención a los límites de la competencia y prevención de errores previsibles, teniendo en cuenta que también deberán asumir la responsabilidad por sus fallas. La actualización de la responsabilidad jurídica es tan importante como la científica y puede contribuir a la autoconfianza profesional.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Brazil , Obstetric Nursing , Natural Childbirth/nursing , Professional Practice , Liability, Legal , Unified Health System
12.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 16(1): 34-40, mar. 2012.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-614674

ABSTRACT

Pesquisa convergente-assistencial, que objetivou compreender o significado que a parturiente atribui ao processo de parirassistido pela enfermeira, à luz da Teoria Humanística, e identificar as contribuições deste processo para promover o cuidadohumanístico. Os dados foram coletados em uma maternidade pública de Santa Catarina, com nove parturientes, sendo obtidos porintermédio do diálogo vivido, durante a aplicação do processo da Enfermagem Fenomenológica. A análise seguiu etapas deapreensão, síntese, teorização e transferência, de onde emergiu a categoria central: o ser-parturiente reconhece na enfermeiraobstétrica uma cuidadora diferenciada, evidenciando que sua atuação significa respeito à feminilidade, delicadeza, liberdade deexpressão, aprendizagem, presença que dá segurança e ânimo nas horas mais temidas. A dor é fortemente referida, seguida dasatisfação pelo nascimento saudável. Conclui-se que a parturiente assistida pela enfermeira obstétrica percebe um canal intersubjetivoaberto para o encontro, proporcionando-lhe mecanismos de chamados-respostas indispensáveis ao cuidado de si e do recém-nascido.


Convergent-Services Program researches, that aimed to understand the meaning of what the parturient attributes to the process of giving birth assisted by a nurse, to the light of the Humanistic Theory and identify the contributions of this process to promote humanistic care. Data were collected in a public maternity hospital in Santa Catarina, with nine pregnant women, being obtained through dialogue lived during the implementation process of the Phenomenological Nursing. The analysis followed steps of apprehension, synthesis, theory and transfer, from which emerged the central category: the being-parturient recognizes in the obstetric nurse a differentiated caretaker, evidencing that its performance means respect to the femininity, gentleness, freedom of speech, learning, reassuring presence and courage in the most feared time. The pain is strongly referred, followed by the satisfaction for the healthy birth. It is concluded that the parturient attended by the obstetric nurse notices an intersubjective channel opened for the encounter, providing its mechanisms of indispensable call-answers under the care of yourself and of the newborn.


Investigación Convergente y Asistencial, que tiene como objetivo comprender el significado que la parturiente atribuye al proceso de parto asistido por la enfermera obstétrica, a la luz de la Teoría Humanística, e identificar los aportes de este proceso para promocionar el cuidado humanístico. Los datos han sido recolectados en una maternidad pública de Santa Catarina, incluyendo nueve parturientes, a través de diálogos realizados durante la aplicación del proceso de la Enfermería Fenomenológica. El análisis siguió etapas de aprensión, síntesis, teoría y trasferencia, por el cual emergió la categoría central: el ser-parturiente reconoce en la enfermera obstétrica una cuidadora diferenciada, evidenciando que su actuación significa respeto a la feminidad, delicadeza, libertad de expresión, aprendizaje, presencia que da seguridad y ánimo en las horas más temibles. El dolor es muy mencionado, seguida de la satisfacción por el nacimiento saludable. Se concluye que la parturienta asistida por la enfermera obstétrica percibe una vía de comunicación intersubjetiva abierta para el encuentro, proporcionándole mecanismos de llamadas-respuestas indispensables al cuidado de sí y del recién nacido.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Obstetric Nursing , Humanizing Delivery , Natural Childbirth/nursing , Natural Childbirth/trends , Public Health
13.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 14(3): 456-461, jul.-set. 2010.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-555754

ABSTRACT

A pesquisa de natureza qualitativa, tipo descritiva, teve como objetivo identificar as atitudes e práticas de enfermeiras obstétricas e discutir seus efeitos durante o trabalho de parto na percepção de mulheres, atendidas em uma casa de parto. Fizeram parte doestudo 12 mulheres, tendo como instrumento de coleta de dados uma entrevista semiestruturada. A análise dos dados evidenciou que as mulheres reconheceram a atitude carinhosa e práticas como a livre movimentação corporal e o estímulo à presença de umacompanhante como as principais tecnologias não invasivas utilizadas durante o trabalho de parto. Quanto aos seus efeitos, as mulheres perceberam que as tecnologias favoreceram seus potenciais internos para tomada de decisões e identificaram as atitudes e práticas das enfermeiras como decisivas para que não desanimassem durante o parto. A postura e o uso pelasenfermeiras de tecnologias não invasivas contribuem para uma melhor percepção das mulheres sobre o seu processo de parto.


Subject(s)
Animals , Female , Pregnancy , Obstetric Nursing , Humanizing Delivery , Natural Childbirth/nursing , Labor, Obstetric
14.
Rio de Janeiro; s.n; dez. 2009. 191 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-558694

ABSTRACT

Esta pesquisa teve como objeto de estudo a competência técnica da enfermagem no atendimento à mulher no trabalho de parto e parto fisiológicos, em maternidades públicas municipais do Município do Rio de Janeiro. Aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (Parecer nº 216A/2008). A problematização abrangeu duas dimensões básicas: 1) alta mortalidade materna que no Rio de Janeiro, em 2005, assinalou 46,1 óbitos por 100.000 nascidos vivos e 2) qualificação e a competência dos recursos humanos de enfermagem, para a assistência prestada à mulher no parto. Os objetivos foram: mapear a qualificação e o tempo de atuação; identificar as atividades assistenciais realizadas e analisar as competências essenciais e adicionais dos profissionais de enfermagem que atuam na assistência à mulher no trabalho de parto e parto. O método utilizado na pesquisa foi de natureza quantitativa, um estudo transversal de caráter exploratório. Os cenários foram sete maternidades municipais públicas localizadas no Município do Rio de Janeiro. Foram entrevistados 191 profissionais de enfermagem. Os programas para trabalhar os dados foram Visual FoxPro, SPSS e Excel. Foram utilizados testes estatísticos como o qui-quadrado e a razão de chances....


This research had as its object of study the technical competence of nursery in the care of women in labor and physiologic labor, in public maternity hospitals in the city of Rio de Janeiro. Approved by the Health Agency Research Ethics Committee of Rio de Janeiro City (Issue 216A/2008). The problamatization comprehended two basic dimensions: 1) high mother mortality rate, which caused 46.1 deaths to each 100,000 live newborn children in Rio de Janeiro in 2005 and 2) qualification and competence of nursing human resources, to the care given to women during labor. The objectives were: mapping qualification and performance time; identifying the assistential activities performed and analyzing the essential and additional competences of the nursing professionals who assist laboring and delivering women. The research method used was quantitative, on a transversal and exploring study. The sceneries have been seven public city maternity hospitals located in the city of Rio de Janeiro, 191 nursing professionals have been interviewed. The programs used to process the data were Visual Fox Pro, SPSS and Excel. Statistical tests have been used such as the chi square test and the odds ratio...


Subject(s)
Animals , Female , Pregnancy , Nursing, Team , Obstetric Nursing , Professional Competence , Natural Childbirth/nursing , Women's Health
15.
Rev. gaúch. enferm ; 28(3): 324-330, 2007.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-534924

ABSTRACT

Este estudo tem por objetivo associar o escore de Apgar do primeiro e do quinto minuto de vida com recémnascidosde parto normal e de cesárea. A população foi constituída por 150 recém-nascidos a termo, sendo 75nascidos de parto normal e 75 de cesárea. Os resultados apresentaram diferença significativa (P=0,046) nos escoresde Apgar de 4 a 6 no primeiro minuto de vida, demonstrando uma tendência de diminuição na vitalidade nos bebêsimediatamente após o nascimento quando nascidos por cesárea. Os recém-nascidos de sexo masculino parecem sermais influenciados sobre a via de nascimento com relação aos do sexo feminino, pois apresentaram um menor escorede Apgar no primeiro minuto de vida, com diferença significativa (P=0,004), quando nascidos por cesárea.Em recém-nascidos a termo, o peso não apresentou relação com a alteração na vitalidade quando associados ao tipode nascimento.


Subject(s)
Humans , Infant, Newborn , Cesarean Section/nursing , Natural Childbirth/nursing , Infant, Newborn , Apgar Score , Parturition
16.
Rio de Janeiro; s.n; 2007. 91 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-496033

ABSTRACT

Estudo qualitativo. Teve como objetivos Identificar os significados atribuídos à dor por mulheres que vivenciaram o parto vaginal, Analisar a vivência da dor segundo a percepção de mulheres que pariram por via vaginal e Discutir as estratégias vivenciadas pelas mulheres para aliviar a dor durante o trabalho de parto e parto vaginal. Os dados foram coletados no Alojamento Conjunto da maternidade da Unidade Integrada de Saúde Herculano Pinheiro com puérperas que passaram algum tempo dos seus trabalhos de parto na instituição. O instrumento para coleta de dados foi a entrevista semi-estruturada. As entrevistas foram gravadas, transcritas e os dados tratados com a técnica de Análise temática de Conteúdo. Para análise dos dados foi utilizado um referencial teórico pertinente aos diversos modelos assistenciais ao parto no Brasil. Vimos que as mulheres significam a dor no parto como sofrimento e/ou prazer e esse sofrimento tem a dimensão redentora influenciada pela Igreja, a dimensão heróica influenciada pela cultura e a dimensão inútil influenciada pela medicalização que retira os significados da dor. Elas significam a dor também com o prazer quando a relaciona com o bebê e com a saúde. As depoentes viveram a dor no parto sentindo uma sensação intensa e até violenta ou fisiológica que tem características próprias e são pertinentes ao processo de parturição. Algumas mulheres não focaram sua atenção na dor. Ela valorizaram mais as respostas psicoemocionais. As depoentes sentiram mais dor quando estavam dentro do hospital sofrendo as intervenções do seu modelo assistencial. Perante a dor no parto elas estrategicamente seguem os conselhos medicalizadas e comportam-se de forma civilizada. Outras mulheres utilizam estratégias instintivas para lidar com a dor no parto. Todas as estratégias utilizadas parecem ter por finalidade a finalização do processo parturitivo.


Qualitative study. Its object was to identity the meanings attributed to the pain by women who experienced vaginal childbearing, analyze the experience of the pain according to the perception of women who gave birth through vaginal delivery and discuss the strategies experienced by women to alleviate the pain during labor and delivery. The data was collected at the “Unidade Integrada de Saúde Herculano Pinheiro” with women in their immediate puerperium who had their childbearing labor at that institution. The data was collected through a semi-structured interview. The interviews were recorded, transcribed and the data treated through the technique of Thematic Content Analysis. For the data analysis, a theoretical standpoint was adopted pertaining to the various models of childbearing assistance in Brazil. We discovered that women see the pain in labor as suffering and/or pleasure and that suffering carries the redeeming aspect as influenced by the Church, the heroic aspect as influenced by culture and the useless aspect as influenced by the medicalization which removes all the significance of pain. They also see the pain as pleasure when they associate it to the child and health. The interviewed women experienced the pain in labor as an intense sensation, sometimes even violent or physiological, which bears its own characteristic relating to the delivery process. Some women did not focus on the pain. They valued the psycho-emtional response more. The interviewed women felt more pain while inside the hospital enduring the interventions of their assistential model. When facing the pain in labor, those women strategically follow the medicalized advice and behave in a civilized manner. Other women employ instinctive strategies to deal with the pain in labor. All the strategies used seem to aim to complete the delivery process.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Labor Pain/nursing , Labor Pain/psychology , Obstetric Nursing , Natural Childbirth/nursing , Women's Health , Brazil , Qualitative Research
17.
REME rev. min. enferm ; 10(3): 240-246, jul.-set. 2006. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1029332

ABSTRACT

As instituições que têm adotado práticas com base em evidências Científicas para assistência no parto representam um núcleo significativo para inspirar, fortalecer e consolidar um novo modelo. O objetivo foi descrever as características sociodemográficas, condições clinico-obstétricas na internação e prevalência de intervenções realizadas no parto...


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Obstetric Nursing , Natural Childbirth/nursing , Perinatal Care , Socioeconomic Factors
18.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 10(2): 266-273, ago. 2006.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-570769

ABSTRACT

Trata-se de pesquisa qualitativa que teve por objetivos analisar os efeitos percebidos pela mulher diante da não-realização da episiotomia e analisar as ações de enfermagem que foram determinantes para a não-intervenção cirúrgica sob a ótica da mulher. O estudo foi realizado no período de janeiro a junho de 2005. Foi aplicada uma entrevista semi- estruturada para a coleta de dados em mulheres que pariram de parto natural sem episiotomia. A análise seguiu a proposta de Bardin e apóia-se na teoria da diversidade e universalidade do cuidado cultural de Madeleine Leininger. Os resultados apontaram os efeitos positivos sentidos pela mulher em sua vida e em seu relacionamento sexual decorrentes da não-realização da episiotomia. As mulheres também reconheceram as ações profissionais de enfermagem obstétrica que visavam à acomodação do cuidado humanizado como repadronizadoras do cuidado medicalizado e fundamentais para a preservação de seus períneos.


Subject(s)
Humans , Episiotomy/nursing , Natural Childbirth/nursing , Nursing Research , Obstetric Nursing , Perineum , Women's Health
19.
Rio de Janeiro; s.n; dez. 2005. 163 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-479390

ABSTRACT

Esta tese estuda o processo de trabalho de profissionais de saúde na assistência à mulher no parto normal no ambiente hospitalar. Os objetivos foram: analisar como se configura o processo de trabalho no atendimento à mulher no parto normal hospitalar e discutir as implicações desse processo no atendimento à mulher no parto normal hospitalar. O referencial teórico utilizado foi fundamentado nos conceitos e nas características do trabalho em saúde, com destaque para Ricardo Bruno Mendes Gonçalves, cujas concepções estão baseadas no pensamento Marxista. A pesquisa foi de natureza qualitativa descritiva e teve como referencial metodológico o materialismo histórico-dialético. O campo empírico foi uma maternidade pública da cidade de Salvador-Bahia.


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Infant, Newborn , Hospitals, Maternity , Hospitals, Public , Natural Childbirth/nursing , Women's Health
20.
São Paulo; s.n; 2004. 119 p
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1343116

ABSTRACT

O modelo de assistência ao nascimento praticado no Brasil tem se caracterizado pela instuticionalização e uso rotineiro de intervenções obstétricas. Este estudo buscou caracterizar a assistência ao parto, prestada por enfermeiras obstétricas, no Centro de Parto Normal do Hospital Geral de Itapecerica da Serra-Seconci/OSS (CPN-HGIS), que adota as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Os objetivos foram descrever as características sócio-demográficas, as condições clínico-obstétricas na internação, parto e nascimento; identificar a prevalência das intervenções obstétricas e associá-las com as condições da internação, parto e nascimento. É um estudo transversal, com amostra probabilística de 830 prontuários de mulheres com parto normal, gestação única e apresentação cefálica, atendidas entre janeiro e dezembro de 2001. Após a análise descritiva, utilizou-se os testes Qui-quadrado, Exato de Fischer e Mann-Whitney para estudar a associação entre as variáveis; o nível de significância adotado foi 0,05. Os resultados mostraram: rotura artificial de membrana em 74,7% das parturientes, associada com presença de mecônio; uso de ocitocina em 44,5% delas, associada com nuliparidade, dilatação cervical =4cm, ausência de dinâmica uterina e membrana rota, na internação; monitorização eletrônica fetal, episiotomia, posição litotômica e líquido amniótico meconial, após a internação; monitorização eletrônica fetal em 12,3% dos casos, associada com ausência de dinâmica uterina e líquido amniótico meconial, na internação; episiotomia em 26,5% dos partos, associada com nuliparidade, posição litotômica, parto na sala de parto e líquido amniótico meconial, após a internação, sem associação com o peso do recém-nascido. As demais práticas foram: posição lateral (52,0%), parto no quarto (67,3%), presença de acompanhante (78,9%), contato precoce mãe-recém-nascido (96,9%). A freqüência média da realização de controles ) foi: exame vaginal=0,85/hora; dinâmica uterina=0,33/hora; batimentos cardiofetais=1,08/hora. A integridade perineal ocorreu em 25,5% e o Apgar =7 no 5º minuto em 99,6%; a idade gestacional foi =38 semanas em 87,8% dos casos e o peso médio dos recém-nascidos de 3125 gramas. As intervenções obstétricas no CPN-HGIS apresentam proporções superiores a outros serviços, porém estão associadas a condições maternas e fetais, justificando sua adoção não rotineira. Os resultados reiteram a importância de considerar o parto e nascimento como eventos fisiológicos, para a construção de um novo modelo assistencial, que vise alcançar melhores resultados maternos e perinatais.


The model of assistance in birth that is practiced in Brazil is been characterized by the institutionalization and routine use of the obstetric interventions. This study has characterized the assistance in labor, given by the obstetric nurses, in the Birth Center of a General Hospital in Itapecerica da Serra - Seconci/OSS (BC-GHIS), where the recommendations given by the World Health Organization are used. The aims were: to describe the social-demographic characteristics, the clinical-obstetric conditions during hospital admission, labor and birth; to identify the prevalence of the obstetric interventions and to relate them to hospital admission conditions, labor and birth. It is a cross-sectional study, with a probabilistic sample of 830 medical reports of women who had a normal delivery, only one gestation and a cephalic presentation. These women were assisted from January to December, 2001. After a descriptive analysis, the tests Chi-square, the Exact by Fischer and the Mann-Whitney were used to study the association among the variables; the level of significance used was 0.05. The results have shown: an artificial rupture of the membrane in 74.7% of the parturients, associated with the presence of meconium; the use of ocytocin in 44.5% of them, associated with nulliparity, cervical dilation £4cm, absence of the uterine dynamics and ruptured membrane, during hospital admission; electronic fetal evaluation, episiotomy, lithotomic position and meconial amniotic liquid, after the hospital admission; electronic fetal evaluation in 12.3% of the cases, associated with the absence of uterine dynamics and meconial amniotic liquid, during the hospital admission; episiotomy in 26.5% of the deliveries, associated with nulliparity, lithotomic position, delivery in the delivery room and meconial amniotic liquid, after the hospital admission, with no association with the newborn's weight. The other practices were: lateral position (52.0%), delivery in the bedroom (67.3%), presence of a companion (78.9%), precocious contact between the mother and the newborn (96.9%). The average frequency to perform the controls was: vaginal examination=0.85/hour; uterine dynamics=0.33/hour; cardiofetal beats=1.08/hora. The perineal integrity has happened in 25.5% and the Apgar ³7 at the 5th minute in 99.6%; the gestational age was ³38 weeks in 87.8% of the cases and the average weight of the newborns was 3125 grams. The obstetric interventions in the NDC-GHIS present higher proportions to other services, although they are associated with the maternal and fetal conditions, which justifies their non routine use. The results reiterate the importance of considering the labor and the birth as physiological events, to build a new model of assistance, aiming to achieve better maternal and perinatal results.


Subject(s)
Natural Childbirth/nursing , Obstetric Nursing , Nursing Care , Obstetrics/methods
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL