Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 1.698
Filter
1.
Rev. Odontol. Araçatuba (Online) ; 43(2): 29-34, maio-ago. 2022. ilus
Article in Portuguese | LILACS, BBO | ID: biblio-1362016

ABSTRACT

A articulação temporomandibular está vunerável a várias condições de anormalidades já bastante conhecidas, dentre elas, o deslocamento do disco articular sem redução, considerado pela literatura o mais comum das patologias desta região. A deterioração do quadro pode ser um indicativo da necessidade cirúrgica. Em específico, no deslocamento de disco sem redução, o reposicionamento definitivo pode ser adquirido através de discopexia e artrocentese. O presente trabalho tem como objetivo relatar um caso clínico de deslocamento de disco articular bilateral sem redução, apresentando a importância da fisioterapia associada à abordagem cirúrgia na recuperação da função mandibular, bem como, reforçar a importância de uma abordagem conjunta entre análise clínica e imaginológica para resolução de casos. Paciente feminino cursando com diversos sintomas em face e pescoço de forma progressiva ao longo de dois anos foi submetida a cirurgia na articulação temporo-mandibular, onde foi feita a discopexia através de ancoragem dos discos articulares com parafusos. A avaliação física, assim como, a imaginológica, ajudaram na confirmação do diagnóstico. A abordagem cirurgica adotada no tratamento deste caso foi descrita na literatura desde o final do século XIX. Conclui-se que, o método utilizado no tratamento do deslocamento de disco sem redução deve ser baseado nos sinais e sintomas do paciente, cuja abordagem deve ser readequada de acordo com as mudanças do quadro apresentado. Nesta análise, a abordagem cirúrgica associada à fisioterapia específica para as estruturas musculoesquelética da face trouxeram resultados positivos(AU)


The temporomandibular joint is responsible for several well-known conditions of abnormalities, among them, the joint disc displacement without reduction, considered by the literature the most common pathology of this region. Deterioration of the condition may be indicative of surgical need. Specifically, in displacement disc without reduction, definitive repositioning can be achieved through discopexy and arthrocentesis. The aim of the present study is to report a case of unilateral articular disc displacement without reduction, as well the importance of physiotherapy associated with the surgical approach in the recovery of mandibular function, as well as reinforcing the importance of a joint approach between clinical and imaging analysis for case resolution. Female patient with several symptoms in the face and neck progressively over two years, underwent surgery in the temporomandibular joint, where discopexy was performed by anchoring the articular discs with screws. The physical assessment, as well as the imaging, helped to confirm the diagnosis. The surgical approach adopted in the treatment of this case has been described in the literature since the end of the 19th century. In conclusion, the method used to treat articular disc displacement without reduction should be based on the patient's signs and symptoms, whose approach should be readjusted according to the changes in the presented picture. In this analysis, the surgical approach associated with specific physiotherapy for the musculoskeletal structures of the face brought positive results(AU)


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Temporomandibular Joint Disc , Temporomandibular Joint Disc/injuries , Joint Dislocations , Temporomandibular Joint/injuries , Physical Therapy Modalities , Temporomandibular Joint Disc/surgery , Temporomandibular Joint Disc/diagnostic imaging , Arthrocentesis
2.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 59: e181942, fev. 2022. tab, graf, ilus
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1363107

ABSTRACT

The project is based on a test of a thoracic vibration vest prototype, adapted to equines by the Expector® vest's company, on healthy animals. Ten (10) equines were used in the project, male or female, adults, healthy, belonging to FMVZ-USP or private owners. Each animal went through two phases: A and B. Phase A consisted of the placement of the vest without turning on the vibrators, evaluating the animal's acceptability, facility, adaptation to the animal's body, and discomfort due to the vest's use. Phase B included the placement of the vest and turning on the vibrators, evaluating the animal's acceptability, reaction to the vibrators, and, if present, to which velocity/type of vibration, and the presence of adverse effects. Both phases were done three times on separate days. The behavioral parameters: "placement facility" and "adaptation to the animal's body" were observed. In phase B, the response to the vibration was classified from 0 to 5. The answer was evaluated on low and high intensities for the four vibration types. The heart rate (HR) and respiratory rate (RR) were also evaluated at the beginning and end of each repetition. The animals' HR was kept on normal, except for one animal on one day of the test. Concerning the RR, most animals presented moments of tachypnea. On the experiment's first day, 100% of grade Great to "facility of placement" and "adaptation to the animal's body" was obtained, but on days 2 and 3 this value dropped to 90% due to alterations in one animal's responses. Regarding vibration's responses, 77.3% were evaluated as no discomfort (grade 0), 17.1% little discomfort (grade 1), 3.3% medium discomfort (grade 2), 0.4% great discomfort (grade 3), 0.21% extreme discomfort (grade 4), and 1.6% non-acceptance of the vest (grade 5). Some possible changes on the prototype were also verified to be suggested to the manufacturer, such as the change of the buckle and the use of wireless control. Vest use appears promising for equine respiratory physiotherapy, considering the acceptability was good, and its efficiency on the expectoration of diseased animals must be tested.


O projeto consistiu no teste de um protótipo de colete de vibração torácica, adaptado aos equinos pela empresa do colete Expector®, em animais saudáveis. Foram utilizados 10 equinos, machos ou fêmeas, adultos, saudáveis, pertencentes à FMVZ-USP e a proprietários particulares. Cada animal passou por duas fases: A e B. A Fase A consistiu na colocação do colete sem ligar os vibradores, avaliando-se a aceitabilidade do animal; facilidade; adaptação ao corpo do animal e incômodo do mesmo à sua presença. Já a Fase B contava com a colocação do colete e funcionamento dos vibradores, avaliando-se a aceitabilidade do animal; reação aos vibradores e, se presente, a qual velocidade/tipo de vibração; presença de reações ou efeitos adversos. As duas fases foram realizadas em triplicata em dias separados. Foram observados os parâmetros comportamentais "facilidade de colocação" e "adaptação ao corpo do animal". Na fase B, a resposta à vibração foi classificada de 0 a 5. A resposta foi avaliada nas intensidades baixa e alta para os quatro diferentes tipos de vibração. Foram avaliadas também as frequências cardíaca (FC) e respiratória (FR) no início e final de cada repetição. A FC dos animais se manteve dentro do intervalo de normalidade, com exceção de um animal em um dia de avaliação. Em relação à FR, a maioria apresentou momentos de taquipneia. No primeiro dia de experimento obteve-se 100% de avaliação Ótima para "facilidade de colocação" e "adaptação ao corpo do animal", mas nos dias 2 e 3 esse valor caiu para 90% devido à alteração na resposta de um animal. Em relação à resposta à vibração, 77,3% das respostas foram avaliadas como nenhum incômodo (nota 0), 17,1% pouco incômodo (nota 1), 3,3% médio incômodo (nota 2), 0,4% muito incômodo (nota 3), 0,21% incômodo extremo (nota 4) e 1,6% não aceitação do colete (nota 5). Foram também verificadas algumas possíveis mudanças no protótipo a serem sugeridas ao fabricante, como mudança do tipo de fivela e uso de controle sem fio. A utilização do colete parece ser muito promissora para a fisioterapia respiratória em equinos, visto que a aceitabilidade foi muito boa, devendo-se agora realizar a avaliação de sua eficácia na expectoração de animais enfermos.(AU)


Subject(s)
Animals , Adaptation, Physiological , Physical Therapy Modalities/veterinary , Equipment Design , Respiratory Rate/physiology , Heart Rate/physiology , Horses/physiology
3.
Fisioter. Bras ; 22(6): 824-836, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358271

ABSTRACT

A Doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa progressiva frequente, caracterizada como grupo de risco mediante a pandemia do novo coronavirus (COVID-19). Por isso, o telemonitoramento surge como uma boa alternativa terapêutica para continuidade dos serviços de fisioterapia. Objetivo: Avaliar a frequência de atividade física, adesão e satisfação dos pacientes com DP frente ao telemonitoramento. Métodos: Trata-se de um estudo clínico longitudinal. Foram enviados, via aplicativo de mensagens, três vídeos em 9 semanas de telemonitoramento. Foram avaliadas a frequência e adesão aos exercícios e, por fim, a satisfação ao telemonitoramento. Resultados: Foram monitorados 21 pacientes. A frequência e adesão aos exercícios decresceram, apresentando melhores índices entre os homens. O nível de adesão foi maior entre aqueles que utilizaram o aplicativo de parentes próximos. Os pacientes relataram satisfação ao telemonitoramento. Conclusão: Os níveis adesão e as frequência dos exercícios foram melhores no gênero masculino e entre aqueles que fizeram uso de aplicativos de parentes próximos. O telemonitoramento é uma terapêutica alternativa. (AU)


Subject(s)
Parkinson Disease , Exercise , Physical Therapy Modalities , Coronavirus , Pandemics , Telemonitoring , COVID-19
4.
Fisioter. Bras ; 22(6): 859-870, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358288

ABSTRACT

Objetivo: Avaliar os efeitos da realidade virtual sobre a funcionalidade da marcha e percepção de mudança de indivíduos com hemiparesia crônica. Métodos: Estudo clínico piloto do tipo experimental, longitudinal, prospectivo e de braço único. A amostra foi composta por indivíduos hemiparéticos submetidos ao treinamento funcional em ambiente de realidade virtual (RV). Na avaliação inicial (AV1) utilizou-se o Timed Up and Go (TUG) para análise da mobilidade e após 12 sessões de RV, na avaliação final (AV2), acrescentou-se a Escala de Mudança Percebida (EMP). Para verificar a normalidade dos dados utilizou-se o teste de Shapiro-Wilk, o teste T-Student ou de Wilcoxon para comparar os dados (p ≤ 0,05) e o Effect Size (ES) pela fórmula de Cohen (d) para o tamanho do efeito. Resultados: Dez indivíduos hemiparéticos (64,6 ± 9,53 anos) realizaram o TUG (AV1) em 14,59 ± 5,03 segundos e AV2 em 13,96 ± 4,64 segundos (p = 0,18) e o EF teve efeito insignificante (d = 0,14). O jogo Free Step apresentou diferença significativa entre a primeira e última sessão (p = 0,004) e na EMP os valores obtidos foram de 2,57 ± 0,3 de três pontos. Conclusão: A RV não promoveu melhora significante na mobilidade funcional, mas os indivíduos relataram mudanças positivas em alguns componentes da EMP. (AU)


Subject(s)
Virtual Reality , Gait , Paresis , Physical Therapy Modalities , Stroke
5.
Fisioter. Bras ; 22(6): 895-903, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358380

ABSTRACT

Introdução: A terapia Cuevas Medek Exercises (CME) é um método fisioterapêutico de manuseio sem comandos verbais, pois não busca reações voluntárias e, sim, acessar a via cortical involuntária. As correções dos movimentos acontecem pelo estímulo sensorial da mão do terapeuta. Objetivo: Avaliar o efeito da CME na displasia do desenvolvimento de quadril (DDQ) de uma paciente com paralisia cerebral (PC). Métodos: A pesquisa é caracterizada como estudo de caso, tendo como participante uma menina de seis anos com PC, tetraparesia e displasia bilateral de quadril. As intervenções começaram após avaliação desenvolvida pelo método CME, radiografia de quadril e classificação nos níveis do Sistema de Classificação da Função Motora Grossa (GMFCS). A criança foi submetida a terapia CME para tratar a DDQ durante 10 meses, totalizando 136 sessões (45 minutos cada), composta de quatro a seis exercícios repetidos, seis vezes em média. Foram registrados o tempo e/ou quantas repetições conseguiu realizar. Resultados: Evoluiu de 55 para 61 pontos no score do CME, melhorou sua idade motora e, na radiografia de quadril, o esquerdo passou de subluxado para quadril de risco. Conclusão: A paciente melhorou idade motora, controle de tronco e bipedestação, autonomia e encaixe do quadril em ambos os lados. (AU)


Subject(s)
Child , Cerebral Palsy , Hip , Methods , Developmental Disabilities , Physical Therapy Modalities
6.
Fisioter. Bras ; 22(6): 912-930, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358383

ABSTRACT

Introdução: A gestação é um processo fisiológico que provoca alterações biomecânicas, podendo até mesmo gerar transtornos uroginecológicos. No Brasil, as políticas de saúde focadas na saúde da mulher não incluem orientações específicas durante o pré-natal e puerpério quanto aos cuidados com o assoalho pélvico. A prevenção e os cuidados na gestação são itens fundamentais para ter um parto saudável. Objetivo: Revisar os estudos publicados nos últimos 5 anos a respeito do papel da fisioterapia pélvica na atenção primária à gestante. Métodos: Revisão integrativa de literatura realizada através de busca nas bases de dados eletrônicas Pubmed, BVS, Science Direct e PEDro, no período compreendido entre os anos de 2015 e março de 2020. Resultados: Foram incluídos 7 artigos conforme os critérios de elegibilidade. A população estudada foi de gestantes, com idade entre 18 e 44 anos, em atendimento fisioterapêutico em Unidades Básicas de Saúde ou Centros Comunitários de Saúde. Contudo, os métodos de avaliação foram empíricos na maioria dos estudos, sendo considerados metodologicamente insatisfatórios e apenas um forte. Conclusão: Foram observadas diversas respostas positivas nas gestantes, principalmente em relação ao autoconhecimento, sobre o processo gestacional e a atuação do fisioterapeuta. Mais pesquisas são necessárias devido à baixa qualidade metodológica dos estudos. (AU)


Subject(s)
Female , Adult , Primary Health Care , Women's Health , Physical Therapy Modalities , Quality Management , Pregnant Women , Postpartum Period , Health Policy
7.
Fisioter. Bras ; 23(1): 18-36, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358397

ABSTRACT

Introdução: As atividades desenvolvidas nos estabelecimentos de saúde muitas vezes constituem um risco à saúde dos profissionais e pacientes, principalmente em relação às doenças infectocontagiosas. Nesse contexto, sabe-se que os pacientes atendidos pelo profissional fisioterapeuta variam desde atletas a indivíduos imunossuprimidos, o que torna imprescindível a inserção desta temática no currículo dos estudantes. Objetivo: Investigar a percepção dos estudantes de Fisioterapia de uma universidade pública acerca de conceitos de biossegurança e algumas doenças infectocontagiosas. Métodos: Tratou-se de um estudo quali-quantitativo do tipo descritivo exploratório de caráter transversal, no qual foram aplicados questionários sobre a conduta do fisioterapeuta frente às doenças infectocontagiosas. A amostra, definida por conveniência, foi composta por 105 estudantes. Resultados: Cerca de 67,3% dos estudantes reconheceram o conceito de biossegurança. Em relação às precauções de contato, 59% dos discentes afirmaram serem necessárias em casos de escabiose, 46,7% na furunculose e 34,3 % no impetigo. Conclusão: A partir do presente estudo, foi possível concluir que apesar do elevado percentual de respostas assertivas, o aprendizado adquirido durante a formação acadêmica pode ser perdido no decorrer das práticas ocupacionais, o que demonstra a importância da educação continuada na prática clínica do profissional fisioterapeuta. (AU)


Subject(s)
Students , Communicable Diseases , Physical Therapy Modalities , Health Risk , Physical Therapists , Health Facilities , Containment of Biohazards
8.
Fisioter. Bras ; 23(1): 51-61, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358401

ABSTRACT

Introdução: A tontura é uma queixa comum em idosos. Esse sintoma causa instabilidade no equilíbrio corporal e pode afetar a vida do idoso de forma ampla. Objetivo: Verificar a associação entre tontura e fragilidade em idosos. Métodos: Estudo transversal realizado a partir da triagem de setecentos prontuários do ambulatório de fisioterapia. Foram selecionados idosos ≥ 60 anos, de ambos os sexos, residentes na região administrativa sudoeste de Brasília com informações no prontuário a respeito das variáveis tontura e fragilidade. Resultados: Participaram do estudo 383 idosos. 76,2% do idosos eram do sexo feminino, 55,1% com idade > 80 anos, 43,9% com renda entre 2 e 3 salários mínimos, 53,3% com ensino fundamental incompleto e a prevalência de tontura foi de 57,7%. Houve associação significativa entre tontura e as variáveis: fragilidade (OR: 3,59 IC 95%), risco de queda (OR: 9,81 IC: 95%) e episódio de queda (OR:15,35 IC: 95%). Conclusão: A tontura associou-se às variáveis: fragilidade, risco de queda e episódio de queda em idosos. Os dados sugerem a importância de compreender a tontura de forma ampliada e a necessidade de uma abordagem multifatorial e multidisciplinar. (AU)


Subject(s)
Aged, 80 and over , Physical Therapy Modalities , Dizziness , Frailty , Accidental Falls , Aged , Frail Elderly
9.
Fisioter. Bras ; 23(1): 73-79, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358411

ABSTRACT

Introdução: A anemia aplásica (AA) é uma condição clínica considerada rara que se desenvolve a partir da disfunção hematopoiética da medula óssea. O tratamento indicado é o transplante de células tronco hematopoiéticas (TCHP). Objetivo: Descrever o caso clínico e as estratégias utilizadas pela fisioterapia durante o processo de reabilitação física. Métodos: Trata-se de estudo de caso, realizado com paciente do sexo feminino, 34 anos de idade e diagnóstico de AA severa. Após avaliação clínica foi indicado o TCHP alogênico de um doador aparentado que apresentou compatibilidade histo-imunológica. O tempo total de internação hospitalar foi de 35 dias. Os objetivos da reabilitação física foram o de manter a ventilação pulmonar, prevenir o acúmulo de secreção, minimizar a progressão da fadiga, perda de força e resistência muscular. Resultados: A estratégia utilizada para contornar a extrema fragilidade hematológica e as implicações clínicas decorrentes evitou perda expressiva no desempenho no teste de caminhada de seis minutos (-10%) ao final da internação. Conclusão: Foi um verdadeiro desafio a implementação da reabilitação física durante o TCHP para o tratamento da AA, mas a estratégia adotada demonstrou-se segura, bem tolerada e suficiente para evitar maiores prejuízos no estado funcional. (AU)


Subject(s)
Female , Adult , Therapeutics , Bone Marrow , Physical Therapy Modalities , Health Strategies , Cell Transplantation , Fatigue , Walk Test , Frailty , Anemia, Aplastic
10.
Fisioter. Bras ; 23(1): 80-90, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358412

ABSTRACT

Introdução: As lesões de nervos periféricos são mais frequentes em membros superiores (MMSS), que são importantes para as atividades de vida diárias, equilíbrio e reflexos de proteção. Alterações no sistema de controle postural podem impactar na funcionalidade desses indivíduos. Portanto, é necessário alternativas para melhorar as alterações secundárias à lesão. Objetivo: Avaliar os efeitos de um protocolo de exercícios de força, flexibilidade e equilíbrio em paciente com lesão de nervos periféricos. Métodos: Estudo de caso de abordagem quantitativa realizado na Clínica Escola de Fisioterapia da Unochapecó, entre abril e julho de 2021, totalizando 30 intervenções de 60 minutos cada. A amostra foi constituída por um paciente do sexo masculino, 46 anos com diagnóstico de lesão de nervos periféricos no MMSS direito, decorrente de um acidente motociclístico. Foi realizada avaliação inicial, aplicação do protocolo, após a realização das escalas e testes: BESTest, MiniBESTest, Romberg-Barré, Dinamometria manual isométrica, Teste de Sentar e Alcançar e Mini-Exame do Estado Mental. O protocolo continha exercícios de força, flexibilidade e equilíbrio. Os dados foram analisados através de estatística descritiva comparativa, antes e após o protocolo (média e porcentagem). Resultados: Houve melhora na força muscular, flexibilidade toracolombar (aumento de 13 cm "61,90%") e testes de equilíbrio (15,81% BESTest, 21,42% MiniBESTest e 67,16% Romberg-Barré). Conclusão: O protocolo de exercícios refletiu positivamente na melhora da flexibilidade, força muscular e equilíbrio do paciente, tornando-se uma alternativa viável para melhorar as alterações secundárias a lesão. (AU)


Subject(s)
Male , Middle Aged , Peripheral Nerves , Wounds and Injuries , Accidents , Physical Therapy Modalities , Upper Extremity , Postural Balance , Muscle Strength
11.
Fisioter. Bras ; 23(1): 152-172, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358610

ABSTRACT

Introdução: Mais de 85% das pessoas com Doença de Parkinson (DP) desenvolvem dificuldades de locomoção dentro de 3 anos após o diagnóstico, sendo os distúrbios da marcha considerados os sintomas motores mais incapacitantes da DP, levando a um declínio substancial na mobilidade e independência. Objetivo: Realizar uma revisão sistemática sobre os efeitos encontrados após reabilitação baseada em exercícios na marcha em pacientes com DP. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática buscando artigos nas bases de dados Pubmed, Lilacs, PEDro, Scielo e Scopus, com estudos publicados nos últimos dez anos. Os termos usados para pesquisa foram selecionados de acordo com o DeCS/MeSH (Descritores em Ciências da Saúde/ Medical Subject Headings). Resultados: A busca resultou em 514 estudos e 58 desses estudos foram apropriados para inclusão. Após avaliação metodológica dos 58 estudos, apenas trabalhos classificados como de alta qualidade metodológica foram incluídos. Foi verificado que programa com treinamento de marcha, fortalecimento, dupla tarefa, equilíbrio e resistência demonstram em sua maioria efeitos positivos na velocidade, cadência, comprimento da passada, comprimento do passo, capacidade e resistência da marcha. Conclusão: Os estudos apresentados nesta revisão demonstram em sua maioria efeitos positivos após reabilitação baseada em exercícios na marcha de pacientes com DP. (AU)


Subject(s)
Parkinson Disease , Gait , Locomotion , Physical Therapy Modalities , Exercise Therapy , Motor Disorders
12.
Fisioter. Bras ; 23(1): 173-187, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358612

ABSTRACT

Introdução: As Disfunções Temporomandibulares (DTM) consistem em um conjunto de problemas clínicos, de etiologia multifatorial que afeta diretamente na qualidade de vida (QV) desses indivíduos. As mulheres apresentam mais chances de ter DTM do que os homens. Diante disso, a fisioterapia associada aos exercícios terapêuticos e a eletroterapia é eficaz no tratamento da DTM e melhora da QV. Objetivo: Verificar a eficácia do tratamento fisioterapêutico em mulheres com DTM no alívio da dor orofacial e melhora da função mandibular. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, com artigos selecionados no período de 2016 a 2020, indexados nas bases de dados: Pubmed, PEDro, BVS, Scielo e Google Acadêmico, os quais foram agregados 7 artigos elegíveis. A análise da qualidade metodológica foi realizada através da escala PEDro. Resultados: As técnicas e recursos fisioterapêuticos: terapia manual, ultrassom, fototerapia, TENS e acupuntura, mostraram-se eficazes no tratamento de mulheres com DTM. Conclusão: O uso das técnicas e recursos fisioterapêuticos foram eficazes no tratamento de mulheres com DTM no alívio da dor orofacial e melhora da função mandibular, além de melhorar a atividade eletromiográfica dos músculos mastigatórios, cefaleia, cervicalgia e QV. (AU)


Subject(s)
Female , Therapeutics , Electric Stimulation Therapy , Physical Therapy Modalities , Treatment Outcome , Musculoskeletal Manipulations , Facial Pain
14.
Rev. Ciênc. Méd. Biol. (Impr.) ; 20(3): 400-405, dez 20, 2021. fig
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1354238

ABSTRACT

Introdução: a pandemia do SARS-CoV-2 causou impactos econômicos e sociais em todo o mundo, em especial nos sistemas de saúde, repercutindo no número de admissões hospitalares por outras doenças, na rotina dos cuidados, no acesso aos serviços e nos recursos materiais, humanos e financeiros disponibilizados. Objetivo: Analisar o impacto da pandemia SARS-CoV-2 no número de internamentos e mobilização de pacientes críticos de uma unidade de terapia intensiva cardiovascular. Metodologia: trata-se de um estudo transversal, retrospectivo, realizado na Unidade de Terapia Intensiva Cardiovascular do Hospital Geral Roberto Santos, Salvador-BA. Analisaram-se comparativamente os dados de internamento e mobilização dos pacientes, no período entre março de 2019 e fevereiro de 2020, isto é pré-pandemia, e o primeiro ano de sua ocorrência. Resultados: houve redução (p <0,001) no número de internações no setor, quanto a mobilização, embora impactada nos primeiros meses da pandemia, conseguiu manter dados estáveis, quando avaliada de maneira linear. Discussão: A redução na ocupação coincide com achados de estudos nacionais e internacionais, o que pode ter influência na orientação de distanciamento social e o receio de contágio pelo vírus. Quanto à mobilização, importante instrumento de atuação fisioterapêutica nas UTI, apresentou dados similares (p= 0,8), quando comparados os dois períodos do estudo. Conclusão: notou-se impacto da pandemia no número de internamentos em uma UTI cardiológica durante a pandemia, o que deve ser futuramente estudado para avaliar as reais consequências dessa redução assistencial. Quanto à mobilização, não foi observada alteração significativa na média, antes e após a pandemia.


Introduction: SARS-CoV-2 pandemic caused economic and social impacts around the world, especially in health systems, affecting the number of hospital admissions for other diseases, routine care, access to services and material and human resources and financial resources made available. Objective: to analyze the impact of SARS-CoV-2 pandemic on the number of admissions and mobilization of critically ill patients in a cardiovascular intensive care unit. Methodology: this is a cross-sectional, retrospective study carried out at the Cardiovascular Intensive Care Unit of Hospital Geral Roberto Santos, Salvador-BA. Data on hospitalization and patient mobilization between March 2019 and February 2020 (pre-pandemic) and during the first year of its occurrence were comparatively analyzed. Results: there was a reduction (p <0.001) in the number of hospitalizations in the sector and mobilization, although impacted in the first months of the pandemic, managed to maintain stable data when evaluated in a linear fashion. Discussion: the reduction in occupation coincides with findings from national and international studies, which may influence the orientation of social distancing and the fear of contagion by the virus. As for mobilization, an important instrument of physical therapy practice in the ICUs, it presented similar data (p=0.8), when comparing the two periods of the study. Conclusion: the impact of the pandemic was noted on the number of admissions to a cardiology ICU during the pandemic, which should be studied in the future to assess the real consequences of this reduction in care. As for mobilization, there was no significant change in the mean, before and after the pandemic.


Subject(s)
Humans , Cardiology , Early Ambulation , SARS-CoV-2 , COVID-19 , Hospitalization , Intensive Care Units , Cross-Sectional Studies , Retrospective Studies , Physical Therapy Modalities
15.
Revista brasileira de ciência e movimento ; 29(1): [1-14], nov. 2021. tab, ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1348181

ABSTRACT

O objetivo desse artigo foi analisar criticamente a literatura a respeito da ativação muscular pelo uso do Conceito Bobath em indivíduos com Paralisia Cerebral. As bases de dados consultadas foram Pubmed, Science Direct, Scielo, Lilacs, PEDro e ResearchGate, não limitando o período de publicação, sendo incluídos artigos publicados até maio de 2020. Foram encontrados na literatura 827 estudos, destes apenas cinco foram incluídos nessa revisão. Os artigos inclusos, a partir de critérios pré-estabelecidos, avaliaram através da eletromiografia diferentes musculaturas pelo uso de manuseios do Conceito Bobath. As musculaturas avaliadas estão relacionadas ao controle de cervical e de tronco, além dos músculos oblíquo interno, transverso do abdome e reto abdominal. A ativação muscular foi avaliada nas posturas de decúbito lateral, decúbito ventral e sedestação. Os artigos revisados identificaram através da eletromiografia que ocorre ativação muscular durante alguns manuseios do Conceito Bobath em indivíduos com paralisia cerebral, contudo as pesquisas são escassas, já que os estudos apresentam limitações nos desenhos experimentais e amostras pequenas. Isso reforça a importância de ampliar a investigação acerca da ativação muscular durante os manuseios com esta abordagem, o que poderá contribuir efetivamente na tomada de decisão dos profissionais que atuam nesta área, visando maior eficácia no tratamento e qualidade de vida desta população.AU)


The aim of this article was to critically analyze the literature on muscle activation by the use of the Bobath Concept in individuals with Cerebral Palsy. The databases consulted were Pubmed, Science Direct, Scielo, Lilacs, PEDro and ResearchGate, not limiting the publication period, including articles published until May 2020. A total of 827 studies were found in the literature, and of these only five were included in this review. The included articles, based on pre-established criteria, evaluated through electromyography different muscles using the Bobath Concept handling. The muscles evaluated are related to cervical and trunk control, in addition to the internal oblique, transverse muscles of the abdomen and rectum. Muscle activation was evaluated in lateral decubitus postures, ventral decubitus and sedestation. The reviewed articles identified, through electromyography, that muscle activation occurs during some handling of the Bobath Concept in individuals with cerebral palsy, however research is scarce, since studies have limitations in experimental designs and small samples. This reinforces the importance of expanding the investigation about muscle activation during handling with this approach, which can effectively contribute to the decision making of professionals working in this area, aiming at greater efficiency in the treatment and quality of life of this population.(AU)


Subject(s)
Humans , Child , Adolescent , Cerebral Palsy , Physical Therapy Modalities , Electromyography , Publications , Research , Brain Injuries , Treatment Outcome , Prone Position , PubMed , Abdomen , Exercise Therapy , Muscle Stretching Exercises , Transcranial Direct Current Stimulation , LILACS , Literature , Motor Activity , Muscles
16.
Revista brasileira de ciência e movimento ; 29(1): [1-15], nov. 2021. tab, ilus
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1348199

ABSTRACT

: A cervicobraquialgia (CB) é caracterizada por uma dor com origem em diferentes níveis estruturais da coluna cervical baixa (C3- C7), com irradiação bilateral ou unilateral para o membro superior. Considerando as causas e consequências advindas da CB, novas modalidades de tratamento têm sido propostas na tentativa de promover intervenções efetivas. Entre os procedimentos fisioterapêuticos encontram-se as técnicas de terapia manual como liberação miofascial, quiropraxia, mobilização articular, estabilização segmentar e a mobilização neural (MN) que procura restabelecer a função do tecido neural, sua condução elétrica, elasticidade, movimento e fluxo axoplasmático. Sendo assim, o objetivo do estudo foi avaliar sistematicamente as evidências sobre o efeito da MN no tratamento da dor em indivíduos com CB. A busca bibliográfica foi realizada no período entre Novembro de 2018 a Junho de 2019, sem limite de ano de publicação, nas bases de dados: PEDro, PubMed, Biblioteca Virtual em Saúde (Lilacs, Scielo e Medline) e Cochrane Library. A análise foi restrita aos ensaios clínicos randomizados. Para a análise etodológica dos artigos aptos a inclusão, foi utilizada a escala PEDro. Foi encontrado um total de 38 artigos. Após remoção de duplicatas, 14 artigos foram elegidos por resumo, 8 artigos foram recuperados para leitura completa e analisados quanto a sua adequação, dos quais 3 foram excluídos por não cumprirem os critérios de elegibilidade, ao fim 5 artigos foram incluídos na revisão. Houve redução significativa da dor, em pacientes tratados com MN. Considerando os resultados obtidos nesta revisão, foi possível concluir que a MN demonstra ser eficaz na redução da dor presente na CB. Embora os estudos mostrem que os resultados da MN como tratamento da CB são significativamente inferiores ao efeito do Ibuprofeno, deve-se ter em consideração as consequências a longo prazo para a saúde sobre a utilização de anti- inflamatórios orais.(AU)


Cervicobrachialgia (CB) is characterized by pain originating from different structural levels of the lower cervical spine (C3-C7), w ith bilateral or unilateral irradiation to the upper limb. Considering the causes and consequences of CB, new treatment modalities have been proposed in an attempt to promote effective interventions. Among the physical therapy procedures are manual therapy techniques such as myofascial release, chiropractic, joint mobilization, segmental stabilization and neural mobilization (NM) that seeks to restore the function of neural tissue, its electrical conduction, elasticity, movement and ax oplasmic flow . Thus, the objective of the study w as to evaluate systematically evaluate the evidence on the effect of NM on pain management in individuals w ith CB. The bibliographic search w as performed from November 2018 to June 2019, w ithout limit of year of publication, in the databases: PEDro, PubMed, Virtual Health Library (Lilacs, Scielo and Medline) and Cochrane Library. The analysis w as restricted to randomized controlled trials. For the methodological analysis of the articles eligible for inc lusion, the PEDro scale w as used. A total of 38 articles w ere found. After removal of duplicates, 14 articles w ere elected by abstract, 8 articles w ere retrieved for full reading and analyzed for suitability, of w hich 3 w ere excluded for not meeting eligibility c riteria, at the end 5 articles w ere included in the review . There was a significant pain reduction in patients treated w ith NM. Considering the results obtained in this review , it w as concluded that NM demonstrates to be effective in reducing pain present in CB. Although studies show that the results of NM as a treatment for CB are significantly low er than the effect of ibuprofen, consideration should be given to the long-term health consequences about the utilization of oral anti-inflammatory drugs.(AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Aged , Pain , Pain Management , Neural Conduction , Neuralgia , Physical Education and Training , Chiropractic , Physical Therapy Modalities , Manipulation, Spinal , Conduction , Musculoskeletal Manipulations , Upper Extremity , Elasticity , Joints
18.
Fisioter. Bras ; v.22(4): 584-596, Nov 2, 2021.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1353401

ABSTRACT

Após a cirurgia para câncer de mama, algumas complicações podem levar a restrições da amplitude de movimento (ADM), dor e impacto negativo na realização das tarefas de vida diária. Neste contexto, a fisioterapia é importante na recuperação da funcionalidade. Objetivo: Avaliar o efeito da fisioterapia na amplitude de movimento, na intensidade de dor e no desempenho funcional do membro superior após a cirurgia para câncer de mama de mulheres no menacme. Métodos: Ensaio clínico não controlado, considerando mulheres que realizaram cirurgia para câncer de mama associada a linfonodectomia axilar. Foram avaliados a ADM pela fleximetria, intensidade de dor pela escala visual analógica (EVA) e o desempenho funcional pelo questionário "deficiência do ombro braço e mão" (DASH). Resultados: Após as 10 sessões de fisioterapia, foi observado aumento significativo da ADM de todos os movimentos, diminuição da intensidade de dor de 4,09 ± 2,51) para 2,54 ± 2,18, (p = 0,04), e dos escores do DASH de 35,31 ± 17,23 para 17,75 ± 13,09, (p = 0,001), indicando significativa melhora do desempenho funcional. Conclusão: A abordagem fisioterapêutica foi satisfatória em melhorar a ADM, intensidade de dor e o desempenho funcional em mulheres na pré-menopausa. Contudo, acompanhamento por mais longo prazo e incrementar os exercícios podem trazer melhora adicional. (AU)


Subject(s)
Female , Breast Neoplasms , Range of Motion, Articular , Pain , Physical Therapy Modalities , Mastectomy
19.
Fisioter. Bras ; v.22(4): 609-624, Nov 2, 2021.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1353445

ABSTRACT

Buscou-se na literatura estudos que façam uso da cinesioterapia para tratar, atenuar e melhorar a fadiga em pacientes oncológicos além de identificar qual melhor intervenção para prática clínica com esse grupo de pacientes. Métodos: Realizou-se uma revisão integrativa da literatura acompanhada com avaliação de qualidade metodológica. Iniciaram-se as buscas no período de 7 de maio de 2020 a 15 de setembro de 2020, nas bases de dados PEDro, Pubmed e Scielo. Foram encontrados 146 artigos, porém apenas 12 foram selecionados e analisados de acordo com os critérios de inclusão e a qualidade metodológica da escala PEDro. Resultados: Os estudos encontrados apresentam diversas condutas fisioterapêuticas para a fadiga em pacientes com idade entre 18 e 94 anos de curto a longo prazo, sendo no mínimo 3 meses e no máximo 2 anos de intervenção em níveis ambulatoriais e domiciliares, com protocolos de exercícios terapêuticos aeróbicos, ativos, resistidos e funcionais que proporcionaram resultados positivos aos pacientes com fadiga oncológica. Conclusão: O uso da fisioterapia com exercícios cinesioterapêuticos é essencial para reabilitação desses pacientes, fazendo-se necessário mais pesquisas com ensaios clínicos incluindo a aplicação da fisioterapia com exercícios cinesioterapêuticos. (AU)


Subject(s)
Adolescent , Adult , Middle Aged , Aged , Aged, 80 and over , Physical Therapy Modalities , Fatigue , Medical Oncology , Neoplasms
20.
Fisioter. Bras ; 22(5): 649-666, Nov 11, 2021.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1353478

ABSTRACT

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) pode gerar diminuição do nível de atividade física, força muscular e capacidade aeróbica e com isso levar à redução da velocidade e à qualidade da marcha. O presente estudo teve como objetivo investigar os efeitos que exercícios aeróbios associados ao fortalecimento de membros inferiores podem ter sobre o equilíbrio e a funcionalidade da marcha em indivíduos que sofreram AVC. Foram avaliados indivíduos submetidos a um protocolo de condicionamento físico na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). Foram observadas mudanças em todas as variáveis analisadas (Teste de caminhada de 6 minutos, Teste de caminhada de 10 metros, Timed Up and Go e Mini BEST-test) após o término do protocolo e 3 meses de follow-up. A melhora encontrada no mini BEST-test foi estatisticamente significante. O protocolo de condicionamento físico realizado promoveu melhora no desempenho da marcha e influência significativa no equilíbrio dos indivíduos estudados. (AU)


Subject(s)
Humans , Adult , Middle Aged , Exercise , Stroke , Walk Test , Physical Therapy Modalities , Lower Extremity
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL