Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 37
Filter
1.
Rev. méd. Urug ; 37(2): e37213, 2021. tab
Article in Spanish | LILACS, BNUY | ID: biblio-1289851

ABSTRACT

Resumen: Introducción: durante el 2011 se propuso un modelo de simulación para valorar la oferta, la relación demanda/necesidades y las tendencias en el tiempo de anestesiólogos y establecer escenarios posibles. Objetivo: comparar la oferta actual de anestesiólogos con la proyectada por el modelo de simulación en el año 2011. Material y métodos: se realizó una actualización a partir de las bases de datos disponibles. Se registró número de anestesiólogos titulados y no titulados, su distribución demográfica y se comparó con los escenarios propuestos en un estudio anterior. Resultados: la tasa de médicos con competencias en anestesiología fue de 14,2/100.000 habitantes y la de anestesiólogos titulados 12/100.000. La distribución de edad presentó una mediana de 54 años, el 90% central se encontraba entre 36 y 75 años. El 57% correspondió a mujeres. 21,8 anestesistas/100.000 habitantes corresponden a Montevideo y área metropolitana contra 7/100.000 en el resto del país. Hubo un incremento promedio del 50% en el número de plazas para la formación, un aumento de solicitudes de reválida (11 en el período estudiado) y un incremento del 17,5% de la producción quirúrgica en el subsector público. Conclusiones: el número de anestesiólogos disponibles en el año 2020 sugirió que la proyección realizada en dos de los escenarios propuestos en investigación anterior reprodujeron adecuadamente la oferta real. Se observó un crecimiento de la participación de mujeres, mayor porcentaje en franjas etarias menores, centralización de los recursos humanos en Montevideo y una edad de retiro mayor. La principal limitación sigue siendo contar con información oportuna y de calidad. Es fundamental la utilización de metodologías rigurosas y de aplicaión sistemática para que quienes planifican puedan tomar decisiones informadas.


Summary: Introduction: during 2011 a simulation method was proposed to assess the needs and trends over time of anesthesiologists and establish possible scenarios. Objective: compare the current situation with the projections formulated in 2011 by the simulation method to evaluate anesthesiologists' supply and demand. Material and methods: an update of the available databases was revised. The number and demographic distribution of the anesthesiologist workforce were recorded and compared with the proposed scenarios. Results: the number of physicians with anesthesiology skills was 14.2/100.000, and wholly trained anesthesiologists were 12/100.000. The age distribution presented a median of 54 years, the central 90% were between 36 and 75 years old. 57% of the anesthesiologist are females. 21.8 workforce in anesthesiology/100.000 corresponds to Montevideo and the metropolitan area, against 7/100.000 in the rest of the country. There was an average increase of 50% in the number of positions for training, an increase in revalidation applications, and a rise of 17.5% in a surgical procedure in the public subsector. Conclusions: the prediction of the number of anesthesiologists and their characteristics for 2020 coincided with two of the proposed scenarios. We verify a growth in female participation, a higher percentage in younger age groups, centralization of human resources in Montevideo and higher retirement age. The main limitation was access to reliable information.


Resumo: Introdução: durante 2011, foi proposto um modelo de simulação para avaliar a oferta, demanda / necessidades, tendências ao longo do tempo dos anestesiologistas e estabelecer possíveis cenários. Objetivo: comparar a oferta atual de anestesiologistas com a projetada pelo modelo de simulação em 2011. Material e métodos: foi feita uma atualização das bases de dados disponíveis. O número de anestesiologistas licenciados e não certificados e sua distribuição demográfica foram registrados e comparados com os cenários propostos em um estudo anterior. Resultados: a taxa de médicos com habilidades em anestesiologia foi de 14,2/100.000 habitantes e a de anestesiologistas licenciados de 12/100.000. A distribuição de idade apresentou mediana de 54 anos, os centrais 90% estavam entre 36 e 75 anos. 57% correspondiam a mulheres. 21,8 anestesistas / 100.000 habitantes correspondem a Montevidéu e região metropolitana contra 7 / 100.000 no resto do país. Houve um aumento médio de 50% no número de vagas para treinamentos, um aumento nas solicitações de revalidação (11 no período estudado) e um aumento de 17,5% na produção cirúrgica no subsetor público. Conclusões: o número de anestesiologistas disponíveis em 2020 sugeria que a projeção feita em dos cenários propostos em pesquisas anteriores reproduzia adequadamente a oferta real. Houve crescimento da participação feminina, maior percentual nas faixas etárias mais jovens, centralização dos recursos humanos em Montevidéu e maior idade de aposentadoria. A principal limitação continua sendo a disponibilidade de informaçao oportuna e de qualidade. O uso de metodologias rigorosas e sistematicamente aplicadas é essencial para que aqueles que planejam possam tomar decisões informadas.


Subject(s)
Physicians Distribution/statistics & numerical data , Anesthesiologists , Anesthesiology
2.
Rev. panam. salud pública ; 42: e11, 2018. ilus, tab
Article in English | LILACS | ID: biblio-883779

ABSTRACT

Objective. To evaluate the Programa Mais Médicos (More Doctors Program; PMM) in Brazil by estimating the proportional increase in the number of doctors in participating municipalities and the program costs, stratified by cost component and funding source. Methods. Official data from the 2013 edition of Demografia Médica no Brasil (Medical Demography in Brazil) was used to estimate the number of doctors prior to PMM. The number of doctors at the end of the fourth PMM recruiting cycle (July 2014) was obtained from the Ministry of Health. Cost components were identified and estimated based on PMM legislation and guidelines. The participating municipalities were chosen based on four criteria, all related to vulnerability. Results. The PMM provided an additional 14 462 physicians to highly vulnerable, remote areas in 3 785 municipalities (68% of the total) and 34 Special Indigenous Sanitary Districts. There was a greater increase of physicians in the poorest regions (North and Northeast). The estimated annual cost of US$ 1.1 billion covered medical provision, continuing education, and supervision/mentoring. Funding was largely centralized at the federal level (92.6%). Conclusion. The cost of PMM is considered relatively moderate in comparison to its potential benefits for population health. The greater increase of doctors for the poorest and most vulnerable met the target of correcting imbalances in health worker distribution. The PMM experience in Brazil can contribute to the debate on reducing physician shortages.(AU)


Objetivo. Evaluar el Programa "Mais Médicos" en el Brasil mediante el cálculo del aumento proporcional del número de médicos en los municipios participantes y los costos del programa, con estratificación por componente del costo y fuente de financiamiento. Métodos. Se utilizaron datos oficiales de la edición del 2013 de Demografia médica no Brasil [demografía médica en el Brasil] para calcular el número de médicos antes del Programa "Mais Medicos". El número de médicos al final del cuarto ciclo de reclutamiento del programa (julio del 2014) se obtuvo del Ministerio de Salud. Se determinaron y calcularon los componentes de costos sobre la base de la legislación y las directrices del programa. Se eligieron los municipios participantes según cuatro criterios, todos relacionados con la vulnerabilidad. Resultados. Mediante el Programa "Mais Médicos" se destinaron 14 462 médicos más a zonas sumamente vulnerables y remotas en 3 785 municipios (68% del total) y 34 distritos sanitarios indígenas especiales. El aumento del número de médicos fue mayor en las zonas más pobres (al Norte y Nordeste). El costo anual estimado de US$ 1 100 millones incluyó la dotación de médicos, la educación continua y la supervisión y tutoría. El financiamiento estuvo principalmente centralizado en el nivel federal (92,6%). Conclusiones. Se considera que el costo del Programa "Mais Médicos" es relativamente moderado en relación con los posibles beneficios para la salud de la población. Con el mayor aumento de la dotación de médicos en las poblaciones más pobres y vulnerables se cumplió el objetivo de corregir los desequilibrios en la distribución del personal de salud. La experiencia de este programa en el Brasil puede contribuir al debate sobre cómo paliar la escasez de médicos.(AU)


Objetivo. Avaliar o Programa Mais Médicos (PMM) no Brasil estimando o aumento proporcional do número de médicos nos municípios participantes e os custos do programa, estratificado pelo componente de custo e fonte de financiamento. Métodos. Os dados oficiais da edição de Demografia médica no Brasil de 2013 foram usados para estimar o número de médicos anterior ao PMM. O número de médicos ao final do quarto ciclo de recrutamento do PMM (julho de 2014) foi fornecido pelo Ministério da Saúde. Os componentes de custo foram identificados e calculados de acordo com a legislação e as diretrizes do PMM. Os municípios participantes foram selecionados segundo quatro critérios relacionados à vulnerabilidade. Resultados. O PMM proveu um adicional de 14.462 médicos para áreas remotas bastante vulneráveis em 3.785 municípios (68% do total) e 34 distritos sanitários especiais indígenas. Houve aumento maior do número de médicos nas regiões mais pobres (Norte e Nordeste). O custo anual estimado de US$ 1,1 bilhão cobriu provisões médicas, educação continuada e supervisão/mentoria. O financiamento foi em grande parte centralizado ao nível federal (92,6%). Conclusão. Considera-se que o custo do PMM seja relativamente moderado em rela- ção aos benefícios em potencial à saúde da população. O aumento maior no número de médicos para atender a população mais pobres e vulnerável alcançou a meta de corrigir a má distribuição de profissionais da saúde. A experiência do PMM no Brasil pode subsidiar o debate visando reduzir a escassez de médicos.(AU)


Subject(s)
Health Care Economics and Organizations/statistics & numerical data , Program Evaluation , Costs and Cost Analysis , Delivery of Health Care/statistics & numerical data , Medically Underserved Area , National Health Programs , Physicians Distribution/statistics & numerical data , Brazil
3.
Brasília; Ministério da Saúde; jul., 2015. 127 p. Livro, ilus, mapas, tab, graf.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-766721

ABSTRACT

Saúde pública, universal e gratuita para mais de 200 milhões de brasileirosnão é desafio que se supera sozinho. A constituição brasileira repartiu asresponsabilidades entre as três esferas de governo e assim, há 27 anos, seguimosconstruindo o Sistema Único de Saúde. Talvez a mais importante de todas as etapasdessa construção, a Atenção Básica, justamente aquela que está mais próximada população, é a que mais exige integração entre União, estados e municípios.É no atendimento básico, na Estratégia da Saúde de Família, que se solucionamcerca de 80% dos problemas de saúde da população. Respeitando aautonomia de cada ente, o governo federal, com os estados e municípios, decidiureforçar esse pilar tão importante da saúde pública. Lançado o desafio de atendera uma demanda histórica por mais médicos nas Unidades Básicas de Saúde, oMinistério da Saúde começou a reunir parceiros dentro e fora do governo paratransformar em realidade o Programa Mais Médicos para o Brasil...


Subject(s)
Humans , Comprehensive Health Care , Physicians Distribution/statistics & numerical data , Education, Medical, Undergraduate/organization & administration , Primary Health Care , Health Policy , National Health Programs/organization & administration , Physician Assistants/supply & distribution , Education, Medical, Graduate/organization & administration , Health Administration , Internship and Residency/organization & administration , Outcome Assessment, Health Care , Regional Medical Programs
4.
In. Giovanella, Lígia; Escorel, Sarah; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa; Noronha, José Carvalho de; Carvalho, Antonio Ivo de. Políticas e sistema de saúde no Brasil. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2 ed., rev., amp; 2014. p.493-545, tab, graf.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-745040
6.
In. Giovanella, Lígia; Escorel, Sarah; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa; Noronha, José Carvalho de; Carvalho, Antonio Ivo de. Políticas e sistema de saúde no Brasil. Rio de Janeiro, Fiocruz, 2 ed., rev., amp; 2012. p.493-545, tab, graf.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-670023
8.
Brasília; UnB/Ceam/Nesp/ObservaRH; 2012. 80 p. tab.
Monography in Portuguese | LILACS, RHS | ID: biblio-878410

ABSTRACT

INTRODUÇÃO: A análise da movimentação de profissionais no Brasil é uma das linhas de investigação de interesse permanente do ObservaRH/UnB, OBJETIVO: este estudo privilegiou, na temática de Movimentação dos profissionais de saúde no Brasil, o recorte das Evidências empíricas das migrações internas dos médicos brasileiros, procurando descrever e relacionar os fluxos migratórios com a situação socioeconômica e motivacional dos profissionais e identificando regiões de atração e repulsão nesse movimento. MATERIAL E MÉTODO: Além das fontes de dados secundários disponíveis, optou-se por coletar também dados primários, por se considerar importante buscar a percepção e a opinião de dois importantes atores nesse processo ­ médicos e gestores municipais de saúde. O primeiro texto traz a análise da distribuição dos médicos no Brasil. Isso envolveu a caracterização dos municípios brasileiros com relação à disponibilidade de profissionais de saúde e sua movimentação entre municípios, utilizando as pesquisas domiciliares do IBGE, as pesquisas em estabelecimentos de saúde, as Pesquisas de Assistência Médico-Sanitária (AMS) e as pesquisas com o poder público municipal, além de consulta à bibliografia existente. O segundo texto analisa o perfil migratório de médicos no Brasil com base em entrevistas telefônicas. As entrevistas foram feitas, conforme referência fornecida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), com todos os profissionais graduados em determinado período (ano de referência 1996) com Unidade da Federação (UF) de registro nesse Conselho diferente daquela de sua graduação RESULTADOS: A parte específica de coleta de dados primários associada aos médicos teve a base, o instrumento e a efetivação de entrevistas estabelecidos de comum acordo com o ObservaRHSES/SP, que concebeu e realizou um projeto independente direcionado a profissionais médicos. O terceiro texto aborda a repercussão do fenômeno da fixação de médicos nos serviços de saúde em municípios pequenos e os fatores a ele associados, com base na captação do depoimento de gestores municipais de saúde, mediante a apresentação de determinadas questões, em particular, a dificuldade para o recrutamento e a manutenção do profissional de saúde, mas também a capacidade de atração dos municípios estudados. A metodologia adotada vem exposta no próprio texto. Os estudos suscitam algumas reflexões interessantes que podem contribuir para nortear políticas compensatórias para fixação e redistribuição equânime de profissionais de saúde no Brasil, uma vez que a realidade brasileira sugere uma grande desigualdade na oferta de serviços e que a assistência de qualidade está associada à disponibilidade de profissionais. Os resultados das entrevistas sugerem, de alguma forma, onde localizar estratégias associadas às políticas de formação profissional (privilegiamento para residência e especialização, uma vez que o comportamento migratório aparece relacionado às cidades que apresentam maiores possibilidades e capacitação, retratado nas entrevistas com os médicos). No que se refere às políticas de organização dos serviços e do trabalho em saúde, além dos sempre presentes fatores salarial e carga horária, as condições adequadas para o exercício da profissão também têm seu espaço. De modo geral, parece ser necessário um esforço conjunto das esferas político-administrativas integrantes do SUS para encaminhamento dessas e de outras questões. CONCLUSÃO: Novos estudos sobre essa temática também poderão aprofundar dimensões específicas e contribuir para nortear políticas compensatórias. ObservaRH/UnB espera que este estudo se constitua em uma das contribuições nesse campo, pois o fenômeno da movimentação de profissionais de saúde é preocupação crescente na generalidade dos países, encontrando-se também presente na pauta da Organização Mundial da Saúde, que adotou em 2010 o Código Global de Prática para o Recrutamento Internacional de Profissionais de Saúde. É também uma preocupação de outras estações de trabalho da Rede ObservaRH do país que compartilham estudos nessa linha.


Subject(s)
Humans , /statistics & numerical data , Physicians , Physicians Distribution/statistics & numerical data , Health Workforce/statistics & numerical data , Personnel Management , Local Government , Motivation
9.
Rio de Janeiro; s.n; 2011. 85 p. tab.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-601697

ABSTRACT

Esta dissertação é um estudo sobre a distribuição geográfica de médicos nos Serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) em Cabo Verde, no ano de 2007, tendo como base o princípio da equidade. Realça o papel dos médicos da APS no fortalecimento da atenção primária como uma estratégia para a construção de sistemas de saúde mais equitativos. Parte do pressuposto de que Cabo Verde apresenta características específicas principalmente de naturezas geográfica e sócio-econômica que colocam desafios acrescidos aos esforços na tentativa de uma distribuição geográfica equitativa de médicos da APS entre os municípios, e, por outro lado, da constatação de que tem havido uma tendência de acentuado aumento do número de médicos da APS no Serviço Nacional de Saúde (SNS), particularmente a partir do ano 2004. O estudo procurou responder ao questionamento se a distribuição dos médicos da APS em Cabo Verde, no ano 2007, se deu de forma equitativa e orientada pelas necessidades de saúde das populações. Analisa-se o quadro sócio-sanitário do país, o sistema nacional de saúde focalizando sua estrutura, gestão dos recursos humanos, a legislação sanitária, organização da APS. Recorreu-se à formulação de um Índice de Necessidade de Saúde a partir de indicadores demográficos e socioeconômicos para a determinação das necessidades relativas de médicos entre os municípios. A comparação da quantidade de médicos da APS observada em cada município no ano 2007 com a respectiva quantidade determinada segundo a respectiva necessidade relativa de médicos permitiu identificar as iniqüidades. Como resultado, o estudo evidenciou existência de iniqüidades na distribuição de médicos em 17 municípios, de um total de 22. Iniqüidades na distribuição de médicos da APS foram também identificadas quando os dados foram analisados por regiões, entre os grupos de municípios de Barlavento e de Sotavento.


This dissertation is an analysis of the geographic distribution of Primary Health Care (PHC) physicians in Cape Verde, in 2007, based on the principles of equity. It emphasizes the role of doctors in the strengthening of primary care actions as a strategy of building more equitable health systems. It assumes that Cape Verde has particular geographic and socioeconomic characteristics that increase the challenges to all efforts made in order to achieve a more equitable distribution of PHC doctors per county; and, on the other hand, it’s assumed that there has been a trend of sharp increasing of the number of PHC doctors working for the National Health Service (NHS), particularly since 2004. The study tried to answer whether the distribution of PHC’s physicians among Cape Verde’s municipalities, in the year of 2007, was equitably organized and oriented by the health necessities of the people. The social and sanitary conditions of the country are analyzed as well as the NSH focusing on its structure, administration of human resources, sanitary legislation and organization of PHC. We were able to formulate an Index of Health Needs from demographic and socioeconomic indicators for determining the relative needs of physicians among the municipalities. The comparison between the quantity of PHC doctors observed in each municipality in 2007 with the corresponding amount determined according to their relative needs allowed us to identify the inequities. As a result, the study revealed the existence of inequities in the distribution of doctors in 17 counties from a total of 22. Inequities in the distribution of physicians from PHC were also identified when the data were analyzed by regions, among groups of municipalities from Barlavento and Sotavento.


Subject(s)
Humans , Physicians Distribution/statistics & numerical data , Equity in the Resource Allocation , Physicians, Family , Primary Health Care , Africa, Western
10.
São Paulo; s.n; 2011?. 109 p. ilus, graf, tab.
Non-conventional in Portuguese | LILACS, RHS | ID: biblio-876206

ABSTRACT

INTRODUÇÃO: A partir dos resultados do MigraMed I, evidenciou-se a necessidade de aprofundar as análises dos movimentos migratórios, com o intuito de contribuir positivamente nos processos de formulação de políticas capazes de minimizar as desigualdades regionais. Assim, a migração de médicos e outros profissionais de saúde; a oferta diferenciada de capacitação; a integração entre ensino e serviços; o evolver da regionalização no território nacional; as condições e a qualidade da atenção à saúde são dimensões que carecem de explicações estruturais relacionadas com os níveis de desenvolvimento humano, social e dos serviços de saúde das diferentes localidades. OBJETIVOS: Os objetivos específicos: 1- revisão dos bancos de dados da CNRM e CFM; 2- descrição do perfil da população médica, analisando as variáveis - gênero, local de formação; local de atividade 3- descrição e quantificação dos processos migratórios de médicos 4- caracterização dos principais fluxos e movimentos migratórios dos médicos, considerando os momentos de graduação e da residência Médica. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de pesquisa descritiva, retrospectiva de base quantitativa, com dados de fontes secundárias. Para a execução deste projeto, o ObservaRHSP em conjunto com membros do Departamento de Informática Médica da FMUSP, estabeleceram uma parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP), que disponibilizaram seus bancos de dados dos registros dos médicos, e com a Comissão Nacional de Residência Médica referentes aos títulos de especialistas. RESULTADOS: A opção metodológica de realizar os recortes dos fluxos migratórios por década de profissionais formados, e não exatamente por momento da migração, apresenta um viés a ser considerado, qual seja o de distribuir em momentos distintos e aparentemente regulares o que pode estar ocorrendo em momentos concomitantes e interconectados. Tal opção se deu em função da limitação para discriminar adequadamente nos registros dos bancos de dados os movimentos migratórios intermediários dos profissionais, o que deve vir a ser melhorado com a revisão dos bancos pelas respectivas entidades. CONCLUSÃO: Tal estudo ganha particular interesse considerando-se que foi possível identificar mudanças de fluxos entre as décadas analisadas. Este fato talvez permita uma melhor caracterização não apenas sobre o que determina, ou orienta este movimentos, mas principalmente quando e em que intensidade estes fatores passam a exercer influência a ponto de redirecionar tais movimentos.


Subject(s)
Humans , Physicians/supply & distribution , /statistics & numerical data , Unified Health System/organization & administration , Physicians Distribution/statistics & numerical data , Health Workforce/organization & administration , Physicians/statistics & numerical data , Residence Characteristics/statistics & numerical data , Internship and Residency
11.
Rio de Janeiro; s.n; 2010. 73 p. tab, graf.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-638189

ABSTRACT

Este estudo descritivo buscou analisar comparativamente a força de trabalho de uma unidade de saúde federal em 2010, a fim de observar se o quadro dos recursos humanos em saúde desse local, em comparação ao período de 2007, ratifica ou não as tendências das propostas preconizadas na Reforma do Estado brasileiro na década de 1990...


Subject(s)
Humans , Hospitals, Federal , Health Workforce/statistics & numerical data , Outsourced Services/statistics & numerical data , Physicians Distribution/statistics & numerical data , Personnel Management , Employment , Labor Relations
12.
Bol. Acad. Nac. Med. B.Aires ; 86(2): 191-201, jul.-dic. 2008. tab, graf
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-548339

ABSTRACT

En los últimos 25 años se han producido cambios en la política de salud desde diferentes Organizaciones (oficiales y profesionales) ha surgido la necesidad de analizar la composición, capacitación y distribución del recurso humano. El presente estudio tiene como objetivo conocer la distribución de los médicos especialistas en Dermatología, según jurisdicción e identificar información general de los especialistas. Como resultado fueron identificados 2750 profesionales relacionados con la especialidad y con residencia en el país; el 66 por ciento (1820) se corresponden con el criterio de inclusión tener título habilitante de especialista; el 15.7 por ciento (431) se encuentra cursando la especialidad; el 18 por ciento (494) fueron invitados por distintos mecanismos (Web, e-mails, notas) no pudiendo obtener su adhesión. De este 18 por ciento el 3.4 por ciento (95) no aceptaron participar; el 11 por ciento (296) no respondieron; el 2.9 por ciento (81) al momento de ser visitados se contató cambio de domicilio; el 0.8 por ciento (22) son médicos de otras especialidades que prestan servicios dermatológicos, tres manifestaron estar jubilados y dos habían fallecido. En el estudio se observa que el 78.5 por ciento son del sexo femenino; que el promedio de edad es de 47.4 años de edad, (26 años - 86 años), con una mediana de 48 años. La distribución no es uniforme en las diferentes jurisdicciones. La tasa general de profesionales proyectada es de 7.13/100000 habitantes.


In the last twenty-five years changes in health policy have taken place and from different organizations (officials and professionals) the necessity to analyze the composition, qualification and distribution of the human resource has arisen. The objective of this study is to know the distribution of the dermatology's specialist by jurisdiction and identify their characteristics. As a result were identified 2750 professionals related to the specialty and with residence in the country, 66 per cent (1820) meet the inclusion criteria "to have qualifying title of specialist", 15.7 per cent (431) is attending the specialty, 18 per cent (494) were invited by different mechanisms (Web, emails, notes) not being able to obtain their adhesion. Of this one 18 per cent, 3,4 per cent (95) did not accept to participate, 11 per cent (296) did not respond, 2,9 per cent (81) at the time of being visited was stated change of address, 0,8 per cent (22) are doctors of other specialties that serve dermatological, three declared to be retired and two had passed away. In the study it has been observed that 78,5 per cent are female, the average age of 47,4 years of age (26 years - 86 years). The medium is 48 years. The distribution is not uniform in all jurisdictions. The general rate of professionals projected is 7.13 / 100.000 inhabitants.


Subject(s)
Dermatology , Physicians Distribution/statistics & numerical data , Demography , Specialization/statistics & numerical data , Specialization/trends , Health Surveys
13.
Rev. Fed. Odontol. Colomb ; 71(224): 24-30, jul.-ago. 2008. ilus, tab
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-546741

ABSTRACT

Este es un artículo que presenta los resultados de un estudio realizado por odontólogos del Grupo de Investigación de la Federación Odontológica Colombiana, Seccional Bogotá y Cundinamarca, con base en el registro de odontólogos en la base de datos de la Secretaría Distrital de Salud de Bogotá, 2006. Se determinó que los odontólogos se encuentran ubicados mayoritariamente en la zona comprendida entre las calles 45 y 127 y entre las carreteras 7 y 14 y posteriormente desde la calle 86, autopista Norte. Fueron los mismos resultados obtenidos en el estudio inmediatamente anterior, realizado en mayo de 2008, titulado Distribución numérica y topográfica de los odontólogos inscritos en las páginas amarillas del directorio telefónico de Bogotá, 2008(1) y en los demás estudios dirigidos por Herazo entre 1988 y 2002 (2,3,4,5,6,7).


Subject(s)
Physicians Distribution/statistics & numerical data , Dentists/statistics & numerical data , Colombia/epidemiology , Schools, Dental , Health Care Rationing , Public Health Dentistry
14.
Int. j. morphol ; 24(3): 423-428, sept. 2006. tab
Article in Spanish | LILACS | ID: lil-474607

ABSTRACT

Las fracturas orales y maxilofaciales representan un 6 por ciento a 8 por ciento de las fracturas óseas corporales. Estas lesiones son de complejo manejo y exigen un diagnóstico precoz, certero y preciso. El Hospital Regional Hernán Henríquez Aravena, de la ciudad de Temuco, no posee cirujanos orales y maxilofaciales en los equipos de urgencia inmediata, de forma que los ingresos son realizados por otros profesionales. En un año de seguimiento se realizaron 34.931 consultas medico-legales en el Servicio de Urgencia del Hospital Regional Hernán Henríquez Aravena. De esas consultas se escogió una muestra representativa de 742 sujetos de quienes se obtuvo información general y de las lesiones en particular. Se obtuvo también asociación estadística mediante la prueba Chi Cuadrado. Seis por ciento de las consultas en el Hospital Regional Hernán Henríquez Aravena fueron asociadas a fracturas maxilofaciales, donde el grupo con más consultas fueron el de los menores de 20 años. Del total muestral, el 64.4 por ciento correspondió a sujetos del sexo masculino, manteniendo una relación hombre:mujer de 3.1:1; sin embargo, esta relación aumento su diferencia en sujetos mayores de 15 años. El 31.1 por ciento de las consultas fueron causadas por agresiones, mientras que 24.4 por ciento fueron asociadas a las caídas. La principal zona de fractura fue el complejo orbito-naso-etmoidal con un 55.6 por ciento y las fracturas dentoalveolares con un 22.2 por ciento. Existió asociación estadísticamente significativa entre edad, sexo, agresión, fracturas mandibulares y fracturas dentoalveolares (p < 0.05). Los datos reflejan la alta prevalencia de fracturas maxilofaciales en la comuna de Temuco, Chile, siendo similar a lo que ocurre en otras partes del mundo. El grupo de los jóvenes es el de principal consulta donde las agresiones juegan un papel fundamental. Con el presente estudio descriptivo creemos que se justifica plenamente la presencia de cirujanos orales y maxilofaciales en...


The oral and maxillofacial trauma represent a 6% to 8% approximately of the body fractures. These injuries are of complex handling and demand an accurate and precise diagnosis. The Hernán Henríquez Aravena Regional Hospital, of Temuco city, does not have oral and maxillofacial surgeons in the immediate urgency staff, so that first approach to handle those patients is made by other clinicians. After one year, a total of 34,931 consultations were made in the Urgency Service at the Hernán Henríquez Aravena Hospital. Of them, a representative sample of 742 subjects was chosen from which general information and the kind of injuries was obtained. Statistical association with the Chi - Square test was obtained. Six percent of the consultations in the Hernán Henríquez Aravena Regional Hospital were associated to maxillofacial fractures. 64.4% of the sample corresponded to male subjects. The relation man to woman was 3.1:1, displaying a greater difference in patients aged over 15 years. Of the total of sample, the group with more consultations was those aged below 20 years and the 31,1% of the consultations were caused by aggressions, whereas 24,4% were associated to falls. The main zone of fracture was related to the orbit nose etmoidal complex with 55,6% and dental fractures with a 22.2%. Statistically significance association was found between age, sex, aggression, mandible and dental fractures (p < 0,05) The data reflect the high prevalence of maxillofacial fractures in Temuco, Chile, similar to other parts of the world. The group of young people is the one of main consultation where the aggressions play a fundamental roll. With the present descriptive study we think that the presence of oral and maxillofacial surgeons in the urgency staff of the Hernán Henríquez Aravena Regional Hospital, Temuco, Chile is justified totally.


Subject(s)
Male , Female , Child, Preschool , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Humans , Jaw Fractures/complications , Jaw Fractures/epidemiology , Maxillofacial Injuries/complications , Maxillofacial Injuries/epidemiology , Physicians Distribution/statistics & numerical data , /statistics & numerical data
16.
São Paulo; ObservaRHSP; 2006. 28 p. tab, ilus, graf.
Non-conventional in Portuguese | LILACS, RHS | ID: biblio-876201

ABSTRACT

Introdução: Um dos núcleos do eixo de investigação "Formação e Mercado de Trabalho", da estação Observatório de Recursos Humanos em Saúde de São Paulo, destina-se a pesquisar a dinâmica estabelecida entre a formação de profissionais na área da saúde e o mercado de trabalho. Objetivo: O objetivo central da pesquisa é descrever o perfil do universo constituído pelos médicos egressos dos Programas de Residência Médica (PRM´s) financiados pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP) ao longo do tempo; com vistas a identificar e quantificar os principais movimentos espaciais, a partir do local de graduação e de registro profissional ativo destes ex-residentes. Material e métodos: O material empírico para o censo é constituído por dados secundários oriundos do banco de dados fornecidos pela Fundap, contendo informações sobre os médicos egressos de PRM´s financiados pela SES/SP, no período de 1990 a 2002. Foram agregados a este banco, dados secundários disponibilizados pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP), e dados obtidos por meio de consulta ao site do Conselho Federal de Medicina (CFM); ambos referentes ao local atual de registro profissional dos médicos egressos destes programas. Resultados: Ao longo do, período analisado, os dados confirmam a condição, das universidades públicas estaduais, como principais agentes formadores no campo da Residência Médica. Conclusão: As transformações no cenário produtivo e a reestruturação econômica desencadeada em meados de 1990, fizeram da região centro-oeste um grande pólo de atração. Confirmando a condição de nódulo receptor e emissor desta região, ganha 28 destaque, neste alto dinamismo migratório, o fluxo espacial "estado de SP/CentroOeste" e "Centro-Oeste/Estado de São Paulo".Entretanto, este cálculo racional-econômico não dá conta de explicar a complexa dinâmica estabelecida entre processo de formação médica e a escolha do destino, devendo-se somar à esta análise, às motivações individuais destes médicos. (AU)


Subject(s)
Humans , Internship and Residency , Unified Health System/organization & administration , Health Workforce , /statistics & numerical data , Physicians Distribution/statistics & numerical data
17.
Rio de Janeiro; Associação Brasileira de Educação Médica; 2005. 85 p. tab, graf.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-426075

ABSTRACT

O estudo exploratório realizado consolida os dados de duas décadas (1982-2003) e apresenta o número de Escolas Médicas que foram criadas no início do século XXI, o que vem gerando um grande incremento anual no número de médicos formados no Brasil. Das 113 Escolas Médicas analisadas até 2003, utilizadas como base para o estudo, em outubro de 2005, evolui-se para 150 instituições com Curso de Graduação em Medicina, segundo dados recentes do INEP/MEC, isto é, em menos de dois anos, um acréscimo de 33 por cento com concentração na Região Sudeste


Subject(s)
Physicians Distribution/statistics & numerical data , Education, Medical , Physicians/statistics & numerical data , Brazil
19.
In. Brasil. Ministério da Saúde. Observatório de recursos humanos ou saúde no Brasil: estudos e análises. Rio de Janeiro, FIOCRUZ, 2003. p.227-248, tab.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-350344
20.
In. Negri, Barjas; Faria, Regina; Viana, Ana Luiza D'Avila. Recursos humanos em saúde: política, desenvolvimento e mercado de trabalho. Campinas, Universidade Estadual de Campinas, 2002. p.34-90, tab, graf.
Monography in Portuguese | LILACS | ID: lil-337403
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL