Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 416
Filter
2.
J. Health NPEPS ; 5(2)set. 2020.
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: biblio-1119828

ABSTRACT

Objetivo: analisar os dados epidemiológicos da COVID-19 em Uberlândia e confrontá-los com as determinações municipais de abertura e fechamento comercial em diferentes momentos da pandemia. Método: trata-se de estudo epidemiológico, observacional e descritivo, utilizando dados secundários, referente aos casos notificados da COVID-19 em Uberlândia. Resultados: foram realizados 59.994 testes, sendo 14.389 positivos (23,98%) e 45.605 negativos (76,02%). Registraram-se 265 óbitos e taxa de letalidade de 1,89%. Casos confirmados apresentaram tendência de crescimento após abertura comercial, tendência de estabilização após fechamento comercial, e tendência de queda após a última reabertura comercial, acompanhada de acúmulo de testes suspeitos e queda da testagem populacional. Entre os internados diários, houve predomínio de homens (59%), maiores de 60 anos (55%) e alocados em leitos de enfermaria (55%). Conclusão: percebeu-se expressiva influência do grau de abertura comercial nos indicadores da doença, com incremento da frequência de testes positivos e óbitos, e manutenção das internações.(AU)


Objective: to analyze COVID-19's epidemiological data in Uberlândia and compare them with the municipal determinations of opening and closing of commercial's acitivities at different times of the pandemic. Method: this is an epidemiological, observational and descriptive study, using secondary data, referring to notified cases of COVID-19 in Uberlândia. Results: 59,994 tests were performed, of which 14,389 were positive (23.98%) and 45,605 negative (76.02%). There were 265 deaths and a fatality rate of 1.89%. Confirmed cases showed a growth tendency after commercial opening, a stabilization tendecy after commercial closing, and a downward tendecy after the last commercial reopening, accompanied by an accumulation of suspicious tests and a drop in population testing. Among daily inpatients, there was a predominance of men (59%), older than 60 years old (55%) and allocated to infirmary beds (55%). Conclusion: there was a significant influence of the degree of commercial opening in the indicators of the disease, with an increase in the frequency of positive tests and deaths, and maintenance of hospitalizations.(AU)


Objetivo: analizar los datos epidemiológicos de COVID-19 en Uberlândia y confrontarlos con las determinaciones municipales de apertura y cierre comercial en diferentes momentos de la pandemia. Método: se trata de un estudio epidemiológico, observacional y descriptivo, utilizando datos secundarios, referidos a los casos notificados de COVID-19 en Uberlândia. Resultados: se realizaron 59.994 pruebas, de las cuales 14.389 fueron positivas (23,98%) y 45,605 negativas (76,02%). Hubo 265 muertes y una tasa de mortalidad del 1,89%. Los casos confirmados mostraron una tendencia de crecimiento después de la apertura comercial, una tendencia de estabilización después del cierre comercial y una tendencia a la baja después de la última reapertura comercial, acompañada de una acumulación de pruebas sospechosas y una caída en las pruebas de población. Entre los internados diarios, hubo predominio de hombres (59%), mayores de 60 años (55%) y asignados a camas de enfermería (55%). Conclusión: hubo una influencia significativa del grado de apertura comercial en los indicadores de la enfermedad, con un aumento en la frecuencia de pruebas positivas y muertes, y mantenimiento de hospitalizaciones.(AU)


Subject(s)
Humans , Coronavirus Infections/epidemiology , Pandemics , Public Health Surveillance , Epidemiological Monitoring , Brazil/epidemiology , Epidemiologic Studies , Epidemiology, Descriptive
3.
J. Health NPEPS ; 5(2): 20-41, set. 2020.
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF, ColecionaSUS | ID: biblio-1120042

ABSTRACT

Objetivo: analisar os dados epidemiológicos da COVID-19 em Uberlândia e confrontá-los com as determinações municipais de abertura e fechamento comercial em diferentes momentos da pandemia. Método: trata-se de estudo epidemiológico, observacional e descritivo, utilizando dados secundários, referente aos casos notificados da COVID-19 em Uberlândia. Resultados: foram realizados 59.994 testes, sendo 14.389 positivos (23,98%) e 45.605 negativos (76,02%). Registraram-se 265 óbitos e taxa de letalidade de 1,89%. Casos confirmados apresentaram tendência de crescimento após abertura comercial, tendência de estabilização após fechamento comercial, e tendência de queda após a última reabertura comercial, acompanhada de acúmulo de testes suspeitos e queda da testagem populacional. Entre os internados diários, houve predomínio de homens (59%), maiores de 60 anos (55%) e alocados em leitos de enfermaria (55%). Conclusão: percebeu-se expressiva influência do grau de abertura comercial nos indicadores da doença, com incremento da frequência de testes positivos e óbitos, e manutenção das internações.


Objective: to analyze COVID-19's epidemiological data in Uberlândia and compare them with the municipal determinations of opening and closing of commercial's acitivities at different times of the pandemic. Method: this is an epidemiological, observational and descriptive study, using secondary data, referring to notified cases of COVID-19 in Uberlândia. Results: 59,994 tests were performed, of which 14,389 were positive (23.98%) and 45,605 negative (76.02%). There were 265 deaths and a fatality rate of 1.89%. Confirmed cases showed a growth tendency after commercial opening, a stabilization tendecy after commercial closing, and a downward tendecy after the last commercial reopening, accompanied by an accumulation of suspicious tests and a drop in population testing. Among daily inpatients, there was a predominance of men (59%), older than 60 years old (55%) and allocated to infirmary beds (55%). Conclusion: there was a significant influence of the degree of commercial opening in the indicators of the disease, with an increase in the frequency of positive tests and deaths, and maintenance of hospitalizations.


Objetivo: analizar los datos epidemiológicos de COVID-19 en Uberlândia y confrontarlos con las determinaciones municipales de apertura y cierre comercial en diferentes momentos de la pandemia. Método: se trata de un estudio epidemiológico, observacional y descriptivo, utilizando datos secundarios, referidos a los casos notificados de COVID-19 en Uberlândia. Resultados: se realizaron 59.994 pruebas, de las cuales 14.389 fueron positivas (23,98%) y 45,605 negativas (76,02%). Hubo 265 muertes y una tasa de mortalidad del 1,89%. Los casos confirmados mostraron una tendencia de crecimiento después de la apertura comercial, una tendencia de estabilización después del cierre comercial y una tendencia a la baja después de la última reapertura comercial, acompañada de una acumulación de pruebas sospechosas y una caída en las pruebas de población. Entre los internados diarios, hubo predominio de hombres (59%), mayores de 60 años (55%) y asignados a camas de enfermería (55%). Conclusión: hubo una influencia significativa del grado de apertura comercial en los indicadores de la enfermedad, con un aumento en la frecuencia de pruebas positivas y muertes, y mantenimiento de hospitalizaciones.


Subject(s)
Coronavirus , Public Health Surveillance , Epidemiological Monitoring , Epidemiology
4.
Av. enferm ; 38(2): 149-158, May-Aug. 2020. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF, COLNAL | ID: biblio-1114685

ABSTRACT

Resumo Objetivo: conhecer a configuração epidemiológica dos atendimentos oncológicos em uma macrorregião de saúde brasileira, localizada no estado de Minas Gerais, entre 2008 e 2017. Materiais e métodos: estudo quantitativo, exploratório, transversal e descritivo, realizado com dados secundários de cinco municípios localizados no estado de Minas Gerais. Resultados: houve 54.206 atendimentos a indivíduos com câncer, com predominância do sexo masculino (53,38 %), faixa etária de 60 a 79 anos (49,95 %), cor branca (79,08 %), ensino fundamental incompleto (48,36 %) e estado conjugal casado (57,34 %). As neoplasias de pele representam a mais frequente localização primária (22,35 %). O estadiamento I do tumor foi o mais observado (20,98 %). As razões mais predominantes para não tratar, depois da opção "não se aplica", foram doença avançada, falta de condições clínicas ou outras (6,97 %), ao passo que se verificou predomínio de doença estável (31,59 %) no final do primeiro tratamento recebido. Conclusão: os resultados apresentados oferecem subsídios para identificar as prioridades da atenção oncológica e traçam a configuração dos atendimentos a pacientes com câncer, o que direciona o planejamento de intervenções para proporcionar um atendimento de qualidade.


Resumen Objetivo: conocer la configuración epidemiológica de la atención del cáncer en una macrorregión de salud, ubicada en el estado de Minas Gerais, Brasil, entre 2008 y 2017. Materiales y métodos: estudio cuantitativo, exploratorio, transversal y descriptivo, realizado con datos secundarios de cinco municipios ubicados en el estado de Minas Gerais. Resultados: se atendieron a 54.206 pacientes con cáncer, predominantemente hombres (53,38 %), en un rango etario de 60 a 79 años (49,95 %), blancos (79,08 %), con educación básica primaria incompleta (48,36 %) y casados (57,34 %). Las neoplasias de piel representan la localización primaria más frecuente (22,35 %). La etapa I del tumor fue la más observada (20,98 %). Las razones más frecuentes para no tratar, después de la opción "no se aplica", fueron enfermedad avanzada, falta de condiciones clínicas u otras (6,97 %), mientras que se verificó el predominio de la enfermedad estable (31,59 %) al final del primer tratamiento recibido. Conclusión: los resultados presentados brindan apoyo para identificar las prioridades de la atención oncológica y establecen la configuración de la atención para pacientes con cáncer, lo que dirige la planificación de las intervenciones para proporcionar atención de calidad.


Abstract Objective: to know the epidemiological configuration of cancer care in a health macro-region in the Brazilian state of Minas Gerais between 2008 and 2017. Materials and methods: quantitative, exploratory, cross-sectional and descriptive study, conducted with secondary data from five municipalities of the state of Minas Gerais. Results: there were 54,206 visits to cancer patients, predominantly male (53.38%), aged 60 to 79 years (49.95%), white (79.08%), with incomplete elementary school education (48.36 %), and married (57.34 %). Skin neoplasms represent the most frequent primary location (22.35%). Stage I of the tumor was the most observed (20.98 %). The most prevalent reasons for not treating after the "not applicable" option were advanced disease and lack of clinical conditions or other conditions (6.97 %), whereas stable disease (31.59%) prevailed at the end of the first treatment received. Conclusion: the results provide support to identify the priorities of cancer care and outline the configuration for cancer treatment in patients, which directs the planning of interventions to provide high quality care.


Subject(s)
Humans , Epidemiology , Public Health Surveillance , Health Information Systems , Neoplasms
5.
Goiânia; SES-GO; 12 ago 2020. 1-18 p. ilus, tab, graf, mapas.(Boletim Epidemiológico Covid-19, 19).
Monography in Portuguese | LILACS (Americas), ColecionaSUS, CONASS, SES-GO | ID: biblio-1117152

ABSTRACT

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás através da Superintendência de Vigilância em Saúde e Gerência de Vigilância Epidemiológica, apresentam neste boletim a distribuição de casos confirmados, óbitos e taxa de crescimento de COVID-19 no mundo, no Brasil, no período compreendido entre 31 de dezembro de 2019 a 08 de agosto de 2020. Quanto ao Estado de Goiás apresenta a distribuição dos casos notificados de COVID-19 segundo classificação e critério de confirmação, no período de 04 de fevereiro a 08 de agosto de 2020, a distribuição dos casos confirmados por data de início de sintomas, do acumulado de casos confirmados, dos casos confirmados e média móvel segundo a data de início de sintomas, do acumulado de óbitos, dos óbitos confirmados e média móvel segundo a data de ocorrência do óbito, da distribuição proporcional dos casos confirmados por municípios integrantes da Região metropolitana, do interior e capital, dos casos confirmados e taxa de incidência por município de residência, de casos confirmados por Semana Epidemiológica nas Macrorregiões, distribuição de casos confirmados de COVID-19 por Semana Epidemiológica segundo a região de saúde, número de casos confirmados segundo gênero, faixa etária e taxa de incidência, percentual de casos confirmados segundo raça/cor, casos confirmados segundo evolução, percentual de casos confirmados segundo ocupação, distribuição por município de residência dos óbitos confirmados segundo taxa de letalidade, percentual dos óbitos confirmados por sexo, óbitos confirmados e letalidade segundo faixa etária, casos confirmados que necessitaram de hospitalização segundo a evolução, perfil de gestantes com COVID-19, distribuição dos casos confirmados em gestantes segundo a necessidade de hospitalização, dos casos confirmados em gestantes segundo o local de internação, dos casos confirmados em gestantes segundo evolução, casos confirmados que necessitaram de hospitalização segundo o tempo médio de internação, percentual de casos confirmados por critério laboratorial segundo o método diagnóstico e positividade dos testes RT-PCR liberados pelo LACEN-GO segundo identificação de SARS-CoV-2


The Goiás State Department of Health, through the Health Surveillance Superintendence and Epidemiological Surveillance Management, presents in this bulletin the distribution of confirmed cases, deaths and growth rate of COVID-19 in the world, in Brazil, in the period between 31 from December 2019 to August 8, 2020. As for the State of Goiás, it presents the distribution of notified cases of COVID-19 according to classification and confirmation criteria, in the period from February 4 to August 8, 2020, the distribution of cases confirmed by date of onset of symptoms, cumulative number of confirmed cases, confirmed cases and moving average according to date of symptom onset, accumulated number of deaths, confirmed deaths and moving average according to date of occurrence of death, proportional distribution of confirmed cases by municipalities in the metropolitan region, inland and capital, confirmed cases and incidence rate by municipality of residence, d and confirmed cases by Epidemiological Week in Macroregions, distribution of confirmed cases of COVID-19 by Epidemiological Week according to health region, number of confirmed cases according to gender, age group and incidence rate, percentage of confirmed cases according to race / color, cases confirmed according to evolution, percentage of confirmed cases according to occupation, distribution by municipality of residence of deaths confirmed according to lethality rate, percentage of deaths confirmed by sex, confirmed deaths and lethality according to age group, confirmed cases that required hospitalization according to evolution, profile of pregnant women with COVID-19, distribution of confirmed cases in pregnant women according to the need for hospitalization, confirmed cases in pregnant women according to the place of hospitalization, confirmed cases in pregnant women according to the evolution, confirmed cases that required hospitalization according to the average length of hospitalization , percentage of trusted cases according to laboratory criteria according to the diagnostic method and positivity of the RT-PCR tests released by LACEN-GO according to the identification of SARS-CoV-2


Subject(s)
Humans , Male , Female , Pregnancy , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Aged , Aged, 80 and over , Brazil/epidemiology , Incidence , Coronavirus Infections/epidemiology , Public Health Surveillance , Epidemiological Monitoring , Health Surveillance , Mortality , Disease Notification , Clinical Laboratory Techniques , Pregnant Women , Continental Population Groups , Diagnosis , Hospitalization , Age Groups
6.
Arq. ciências saúde UNIPAR ; 24(2): 125-129, maio-ago. 2020.
Article in Portuguese | LILACS (Americas) | ID: biblio-1116382

ABSTRACT

As Diretrizes Curriculares Nacionais para a graduação em Medicina no Brasil destacam que os profissionais de saúde devem estar aptos para realizar ações de promoção, prevenção, reabilitação e proteção em saúde, nas quais a Vigilância em Saúde desempenha papel fundamental. Nesse contexto, este relato de experiência aborda uma estratégia ativa de ensino que visa, por meio de um júri simulado, aplicar conceitos de Vigilância em Saúde (Epidemiológica, Sanitária e Ambiental); fomentar a discussão técnica sobre sua atuação; e discutir vigilância, risco e mitigação do risco em situações de desastres. A atividade foi realizada dentro da disciplina de Saúde Coletiva com participação de 60 discentes do quinto período do curso de medicina e 2 docentes, duração de 4 horas e teve como situação problema o rompimento da barragem do município de Mariana em 2015 e os danos à saúde da população dessa área. Para melhor organização do júri simulado e para assegurar a participação ativa do maior número de discentes nas discussões, os alunos foram divididos nas seguintes funções: júri popular, escrivães, acusação, defesa, testemunhas e peritos. Além disso, as arguições deveriam ser respaldas por literatura científica e aplicar os conceitos epidemiológicos, sanitários e ambientais na situação proposta. Assim, este júri simulado busca aprimorar o processo de ensino-aprendizagem em Vigilância em Saúde por meio de uma atividade prática sobre sua atuação, que ressalte a participação do médico nessa esfera da saúde pública.


The National Curricular Guidelines for medical graduation in Brazil emphasizes that physicians should be able to develop health promotion, prevention, rehabilitation, and protective actions in which Health Surveillance plays a pivotal role. Thereby, this experience report addresses an active teaching strategy that aims, through a simulated jury, at applying the concepts of Health Surveillance (Epidemiological, Sanitary, and Environmental); promoting the technical discussion about its roles; and discussing health surveillance, risk, and risk mitigation in disaster situations. The activity is part of the Public Health discipline, and it was developed with 60 medical students from the fifth period and 2 teachers. The jury lasted 4 hours and the topic was the rupture of a tailing dam in the city of Mariana in 2015, addressing the damages to the health of the population. For better organization of the simulated jury and to ensure the participation of the largest number of students, they were divided into the following roles: popular jury, clerks, prosecution, defense, witnesses, and criminal investigators. In addition, the arguments should be supported by scientific literature and should also apply epidemiological, health and environmental concepts. Thus, this simulated jury sought to improve the teaching-learning process in Health Surveillance with a practical activity about its duties and highlight the importance and the role of physicians in this public health area.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Problem-Based Learning/methods , Disasters/statistics & numerical data , Education, Medical/methods , Structure Collapse/prevention & control , Public Health Surveillance/methods , Simulation Training/legislation & jurisprudence , Students, Medical/classification , Teaching/education , Health Surveillance/standards , Brazil/epidemiology , Environmental Monitoring/methods , Cities/epidemiology , Environmental Pollution/analysis , Population Health/history , Learning/ethics
10.
Washington; Organización Panamericana de la Salud; jun. 15, 2020. 26 p.
Non-conventional in Spanish | LILACS (Americas) | ID: biblio-1099999

ABSTRACT

La finalidad de este documento es brindar orientación a los países de América Latina y el Caribe a fin de mejorar la vigilancia de la mortalidad por COVID-19. En este documento se amplían los métodos deanálisis de la mortalidad por todas las causas como uno de los enfoques propuestos para contribuir a la evaluación de la magnitud real de la carga de la epidemia de COVID-19 en los países de América Latina y el Caribe. Este documento está dirigido a las autoridades nacionales de salud, incluidos los equipos de vigilancia epidemiológica y de emergencia de salud pública que participan en la respuesta a la epidemia de COVID-19, así como a otros profesionales o instituciones a cargo de la vigilancia (como los departamentos de epidemiología) y de seguimiento de la mortalidad (como los institutos nacionales de estadística).


Subject(s)
Humans , Pneumonia, Viral/prevention & control , Coronavirus Infections/mortality , Coronavirus Infections/prevention & control , Coronavirus Infections/epidemiology , Pandemics/prevention & control , Public Health Surveillance/methods , Betacoronavirus/pathogenicity , Vital Statistics , Caribbean Region/epidemiology , Emergency Medical Services/organization & administration , Epidemiological Monitoring , Latin America/epidemiology
11.
Enferm. actual Costa Rica (Online) ; (38): 61-74, Jan.-Jun. 2020.
Article in Portuguese | LILACS (Americas), BDENF | ID: biblio-1090087

ABSTRACT

Resumo Este estudo teve como objetivo discutir as percepções dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias sobre o processo de orientação da população quanto à prevenção e controle do Aedes Aegypti. Tratase de estudo descritivo-exploratório de natureza qualitativa, realizado com 07 Agentes de Combate a Endemias e 12 Agentes Comunitários de Saúde em uma cidade no interior da Bahia, cujos dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada, gravada com auxílio de gravador e analisado através da técnica do discurso do sujeito coletivo, que permitiu a construção de discursos coletivos. Os resultados mostram que na percepção de tais profissionais, a população não contribui para a prevenção e controle do Aedes Aegypti de modo eficaz, deixando apenas que os profissionais em questão atuem de forma ativa, sendo que este trabalho deve ser em conjunto com a população e os Agentes. Concluímos que com base nos resultados obtidos a população é orientada quanto aos cuidados para a prevenção do AA, no entanto, grande parte das pessoas não colocam em prática o que é pasado para eles, sendo assim, existe a necessidade de implementação de atividades para sensibilização deles.


Abstract This study aimed to discuss the perceptions of Community Health Agents and Endemic Control Agents on the process of guiding the population regarding the prevention and control of Aedes Aegypti. This is a descriptive and exploratory study of qualitative nature, conducted with 07 Endemic Disease Agents and 12 Community Health Agents in a city in the interior of Bahia, whose data were collected through semi-structured interviews, recorded with the aid of tape recorder and analyzed through the technique of collective subject discourse, which allowed the construction of collective discourses. The results show that in the perception of such professionals, the population does not contribute to the prevention and control of Aedes Aegypti effectively, leaving only the professionals in question to act actively, and this work should be together with the population and the agents. We conclude that based on the results obtained the population is oriented towards care for the prevention of AA, however, most people do not put into practice what is passed on to them, so there is a need to implement activities to raise awareness of them.


Resumen Este estudio tuvo como objetivo discutir las percepciones de los Agentes de Salud Comunitaria y los Agentes de Control Endémico sobre el proceso de orientación de la población con respecto a la prevención y el control del Aedes Aegypti. Este es un estudio descriptivo y exploratorio de naturaleza cualitativa, realizado con 07 Agentes de Enfermedades Endémicas y 12 Agentes de Salud Comunitaria en una ciudad del interior de Bahía, cuyos datos fueron recolectados a través de entrevistas semiestructuradas, registradas con la ayuda de una grabadora y analizados a través de la técnica del discurso del sujeto colectivo, que permitió la construcción de discursos colectivos. Los resultados muestran que, en la percepción de tales profesionales, la población no contribuye a la prevención y al control del Aedes Aegypti de manera efectiva, dejando solamente a los profesionales en cuestión para que actúen activamente, y este trabajo debe ser realizado juntamente con la población y con los agentes. Concluimos que, en base a los resultados obtenidos, la población está orientada hacia la atención para la prevención de AA, sin embargo, la mayoría de las personas no ponen en práctica lo que se les transmite, por lo que es necesario implementar actividades para crear conciencia sobre ellos.


Subject(s)
Humans , Primary Prevention/education , Brazil , Public Health , Community Health Workers , Community Health Services , Endemic Diseases , Aedes , Public Health Surveillance
12.
s.l; s.n; jun. 2020.
Non-conventional in Portuguese | LILACS (Americas), ColecionaSUS | ID: biblio-1102259

ABSTRACT

Em face da pandemia de COVID-19 declarada pela OMS, em 11 de março de 2020, o Ministério da Saúde, vem através deste documento, oferecer orientações aos gestores e profissionais de saúde sobre o manejo dos pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19 nos diversos pontos da Rede de Atenção à Saúde, com foco em uma assistência qualificada e em tempo oportuno, desde as pessoas assintomáticas até aquelas com manifestações mais severas da doença. A COVID-19 destaca-se pela rapidez de disseminação, dificuldade para contenção e gravidade. A vigilância epidemiológica de infecção humana pelo SARS-CoV-2 está sendo construída à medida que a OMS consolida as informações recebidas dos países e novas evidências técnicas e científicas são publicadas. Assim, as melhores e mais recentes evidências foram utilizadas na elaboração desse documento, mas, pela dinâmica da doença e produção de conhecimento associada a ela, atualizações poderão ser necessárias. Consideramos prerrogativas estruturantes do SUS para o adequado enfrentamento a desta pandemia: O provimento de infraestrutura com recursos humanos, equipamentos e suprimentos adequados; A comunicação clara, unificada e efetiva com a população e entre todos os pontos da rede assistencial; Uma regulação estratégica para direcionar a demanda às vagas adequadas a cada caso; A organização apropriada da força de trabalho; O apoio técnico aos profissionais, por ferramentas de telessaúde e educacionais diversas. Este material, construído de forma integrada e multidisciplinar, pretende ser este apoio útil e prático, seja na mesa do gestor, à beira do leito ou nos consultórios e domicílios, àqueles que de fato estão à frente da batalha contra o coronavírus, que merecem todo nosso respeito e gratidão.


Subject(s)
Humans , Pneumonia, Viral , Unified Health System/organization & administration , Coronavirus Infections/diagnosis , Coronavirus Infections/prevention & control , Coronavirus Infections/therapy , Health Management , Public Health Surveillance/methods , Brazil , Health Communication/methods
14.
s.l; Paraná (Estado). Secretaria de Estado; jun. 2020.
Non-conventional in Portuguese | LILACS (Americas), ColecionaSUS | ID: biblio-1102899

ABSTRACT

O Plano de Contingência é um documento elaborado com o intuito de auxiliar o Estado do Paraná na resposta ao enfrentamento da pandemia pelo coronavírus, originada na cidade de Wuhan, na China, no final do ano de 2019. O vírus SARS CoV-2, causador da Doença COVID-19, pode determinar sérios danos à saúde das pessoas e à economia dos entes federados. Neste Plano estão definidas as responsabilidades da Secretaria de Estado e Secretarias Municipais de Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde, na organização necessária para gestão e funcionamento dos serviços de saúde, de modo a atender as situações de emergência relacionadas à circulação do vírus no Paraná. O documento visa a integralidade das ações na prevenção e monitoramento da doença, bem como na assistência à saúde da população. As ações em andamento e as que serão implementadas devem promover a assistência adequada às pessoas, com sensível e oportuna atuação da vigilância em saúde, bem como ações de informação e comunicação. Para tanto, é necessário que os municípios mantenham seus planos de contingência atualizados, contemplando a realidade local para planejamento e organização de ações. Estas diretrizes têm por objetivo colaborar com os serviços de saúde na mitigação dos processos epidêmicos, comunicação de risco e na redução da morbimortalidade por COVID-19. As equipes de saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) já desenvolvem diversas atividades de rotina e deverão dar sustentação às ações definidas neste Plano de Contingência.


Subject(s)
Pneumonia, Viral , Coronavirus Infections/prevention & control , Coronavirus Infections/epidemiology , Contingency Plans , Public Health Surveillance , Sanitary Control of Airports and Aircrafts , Sanitary Control of Harbors and Crafts , Sanitary Control of Borders , Consumer Health Information/methods , Health Communication/methods
15.
s.l; s.n; jun. 2020.
Non-conventional in Portuguese | LILACS (Americas), ColecionaSUS | ID: biblio-1103444

ABSTRACT

Diante da Emergência em Saúde Pública declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na data de 30 de janeiro do ano corrente, por doença respiratória causada pelo agente novo coronavírus (COVID-19), conforme casos detectados na China, e considerando-se as recomendações da OMS, a Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS) definiu a ativação do Centro de Operação de Emergência (COE) COVID-19. Este documento apresenta o Plano de Contingência Estadual, o qual está em consonância com o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo Coronavírus, que definem o nível de resposta e a estrutura de comando correspondente a ser configurada, em cada esfera e nível de complexidade. A estruturação da resposta em três níveis é geralmente usada em planos de preparação e resposta em todo o mundo. Deste modo, seguimos a recomendação do Ministério da Saúde (MS). Toda medida deve ser proporcional e restrita aos riscos.(AU)


Subject(s)
Humans , Pneumonia, Viral/prevention & control , Coronavirus Infections/prevention & control , Coronavirus Infections/epidemiology , Contingency Plans , Public Health Surveillance , Sanitary Control of Airports and Aircrafts , Sanitary Control of Harbors and Crafts , Sanitary Control of Borders
16.
Campo Grande; s.n; jun. 2020.
Non-conventional in Portuguese | LILACS (Americas), ColecionaSUS | ID: biblio-1103518

ABSTRACT

Em 29 de dezembro de 2019, um hospital em Wuhan admitiu quatro pessoas com pneumonia e reconheceu que as quatro haviam trabalhado no Mercado Atacadista de Frutos do Mar de Huanan, que vende aves vivas, produtos aquáticos e vários tipos de animais selvagens ao público. O hospital relatou essa ocorrência ao Centro de Controle de Doenças (CDCChina) e os epidemiologistas de campo da China (FETP-China) encontraram pacientes adicionais vinculados ao mercado e, em 30 de dezembro, as autoridades de saúde da província de Hubei notificaram esse cluster ao CDC da China. A partir desse momento uma série de ações foi adotada, culminando com a ativação no dia 22 de janeiro de 2020 do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE- COVID-19), do Ministério da Saúde (MS) coordenado pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), com o objetivo de nortear a atuação do MS na resposta à possível emergência de saúde pública, buscando uma atuação coordenada no âmbito do SUS. O Brasil adota a ferramenta de classificação de emergência em três níveis, seguindo a mesma linha utilizada globalmente na preparação e resposta em todo o mundo. Portanto, Secretarias de Saúde dos Municípios, Estados e Governo Federal, bem como serviços de saúde pública ou privada, agências, empresas devem ter o plano nacional como norteador de seus próprios planos de contingência e suas medidas de resposta. Toda medida deve ser proporcional e restrita aos riscos vigentes. Este documento apresenta o Plano de Contingência Estadual para Infecção Humana pelo Coronavírus (COVID-19) para Mato Grosso do Sul, em caso de surto de COVID-19 e define o nível de resposta e a estrutura de comando correspondente a ser configurada, em cada nível de resposta.


Subject(s)
Humans , Coronavirus Infections/prevention & control , Coronavirus Infections/transmission , Coronavirus Infections/epidemiology , Contingency Plans , Public Health Surveillance/methods , Brazil , Sanitary Control of Airports and Aircrafts , Sanitary Control of Harbors and Crafts , Sanitary Control of Borders
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL