Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 103
Filter
2.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 11(5): 1266-1271, out.-dez. 2019. tab
Article in English, Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-1022627

ABSTRACT

Objective: The study's purpose has been to assess the health profile, based on the individual registry named e-SUS (Sistema Único de Saúde [Unified Health System]), in regards to the users of basic health care services in Ijuí city, Rio Grande do Sul State. Methods: It is a cross-sectional study with a sample of 400 registered users in 15 Family Health Strategies, within the age group from 20 to 59 years old and according to the e-SUS individual registry. Results: There was a predominance of wage earners with a work permit and low education level. Users with low schooling were five times more likely to develop diabetes mellitus (p=0.01), whereas high education users were hospitalized more frequently (p=0.03). It was observed an association between participating in a community group and the female gender (p=0.013), having high education level and private health insurance plan (p=0.001). Conclusion: The profile of the users shows a direct relationship between low level of schooling and chronic noncommunicable diseases and inversion of hospitalizations


Objetivo: Verificar o perfil de saúde, baseado no cadastro individual e-SUS, de usuários dos serviços de atenção básica da cidade de Ijuí/RS. Métodos: Estudo transversal, com amostra de 400 usuários cadastrados em 15 Estratégias de Saúde da Família, na faixa etária de 20 a 59 anos, baseado no cadastro individual e-SUS. Resultados: Verificou-se predomínio de assalariado com carteira de trabalho, baixa escolaridade. Os usuários com escolaridade baixa tiveram cinco vezes mais chance de desenvolver diabetes mellitus (DM) (p=0,01), com escolaridade alta internaram com maior frequência (p=0,03). Observou associação entre participar de grupo comunitário e o sexo feminino (p=0,013) e apresentar alta escolaridade e possuir plano de saúde privado (p=0,001). Conclusão: O perfil dos usuários mostra relação direta da baixa escolaridade com doenças crônicas não transmissíveis e inversa às internações


Objetivo: Verificar el perfil de salud, basado en el registro individual e-SUS, de usuarios de los servicios de atención básica de la ciudad de Ijuí/RS. Metodos: Estudio transversal, con muestra de 400 usuarios registrados en 15 Estrategias de Salud de la Familia, en el grupo de edad de 20 a 59 años, basado en el registro individual e-SUS. Resultados: Se verificó predominio de asalariado con carnet de trabajo, baja escolaridad. Los usuarios con escolaridad baja tuvieron cinco veces más posibilidades de desarrollar diabetes mellitus (DM) (p = 0,01), con escolaridad alta internaron con mayor frecuencia (p = 0,03). Se observó asociación entre participar en el grupo comunitario y el sexo femenino (p = 0,013) y presentar alta escolaridad y tener un plan de salud privado (p = 0,001). Conclusión: El perfil de los usuarios muestra relación directa de la baja escolaridad con enfermedades crónicas no transmisibles e inversa las internaciones


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Unified Health System/statistics & numerical data , Health Profile , National Health Strategies , Primary Health Care/statistics & numerical data , Epidemiologic Studies
3.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 10(3, n. esp): 179-182, jun. 2018.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-905857

ABSTRACT

A aplicação da PNPIC não se concretizará sem a desconstituição do padrão dominante de compreensão do cuidado em saúde. A aplicação das PICs pressupõe um impacto econômico no SUS sem precedentes, pois, ao propor a ênfase no paciente e a desmedicalização e promover a redução do uso dos recursos públicos, mitigará o viés mercantilista que orienta o modelo convencional, contrariado pela tendência global de adoção das práticas integrativas. Diante dos resultados, surge para os gestores conscientes do SUS a responsabilidade para desconstituir o padrão dominante de cuidado, pois as consequências do enfrentamento das barreiras políticas e a desestabilização da indústria farmacêutica são árduas. A educação perene dos profissionais fortalecerá a segurança e a manutenção da tradição milenar embasadora das PICs. Importa ressaltar que as práticas integrativas não visam anular a medicina convencional, tampouco desprezar as evidências científicas construídas. A crescente popularidade fomenta a ampliação do acesso dos usuários aos serviços, finalidade almejada por todos os gestores que são componentes do SUS


Subject(s)
Humans , Male , Female , Complementary Therapies/statistics & numerical data , Unified Health System/trends , Unified Health System/statistics & numerical data
4.
Interface (Botucatu, Online) ; 22(65): 387-398, abr.-jun. 2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-893480

ABSTRACT

Objetivou-se compreender a satisfação dos usuários com acesso e acolhimento da Atenção Primária à Saúde (APS) a partir da demanda não urgente do Pronto Atendimento (PA). Entrevistaram-se intencionalmente 28 usuários não urgentes dos PA dos cinco Distritos de Saúde (DS) de Ribeirão Preto-SP que passaram em atendimento na APS ao menos uma vez nos seis meses que antecederam a coleta de dados para avaliar o atendimento. Analisaram-se as entrevistas semidirigidas pela técnica de análise de conteúdo. Identificou-se satisfação com o atendimento recebido pelos profissionais de saúde na APS e insatisfação com a demora no agendamento de consultas e dificuldade de acolhimento por demanda espontânea. Não foram observadas divergências da satisfação do usuário nos diferentes DS. Conclui-se que os obstáculos com o acesso aos serviços de APS constituem entrave para população obter atendimento, repercutindo na satisfação e alta demanda pelo PA.(AU)


El objetivo fue entender la satisfacción de los usuarios con el acceso y la acogida de la Atención Primaria a la Salud (APS) a partir de la demanda no urgente de la Atención Rápida (PA, por sus siglas en portugués). Se entrevistaron de forma intencional 28 usuarios no urgentes de los PA de los cinco Distritos de Salud (DS) de Ribeirão Preto (Estado de São Paulo) que fueron atendidos en la APS al menos una vez en los seis meses anteriores a la colecta de datos para evaluar la atención. Se analizaron las entrevistas semi-dirigidas por la técnica de análisis de contenido. Se identificó la satisfacción con la atención recibida por los profesionales de salud en la APS y la insatisfacción con la demora en la marcación de consultas y la dificultad de acogida por demanda espontánea. No se observaron divergencias de la satisfacción del usuario en los diferentes DS. Se concluye que los obstáculos relacionados al acceso a los servicios de APS constituyen un obstáculo para que la población obtenga atención, repercutiendo en la satisfacción y en alta demanda por el PA.(AU)


This study aimed to analyze user satisfaction with access and care in Primary Health Care (PHC) based on non-urgent demand for emergency services. 28 non-urgent users of emergency services were intentionally interviewed across five health districts in the city of Ribeirão Preto in São Paulo State. These users had been treated in PHC at least once in the previous six months prior to data collection aimed at evaluating the services. Content analysis was used to analyze the interviews. The results showed there to be satisfaction with care received from health professionals in PHC and dissatisfaction with delays in arranging an appointment and with difficulty to receive care based on spontaneous demand. There was found to be no difference in the levels of satisfaction between the users from different health districts. The article concludes that obstacles to access to PHC services represent a barrier for populations wishing to receive care, with repercussions in terms of user satisfaction and high demand for emergency care.(AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Consumer Behavior/statistics & numerical data , Health Promotion/supply & distribution , Health Services Accessibility/statistics & numerical data , Health Services Research/statistics & numerical data , Primary Health Care/statistics & numerical data , Unified Health System/statistics & numerical data
5.
Arch. Health Sci. (Online) ; 25(1): 46-50, 23/04/2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1046652

ABSTRACT

Introdução: O aumento de acidentes de trânsito nas grandes cidades vem chamando a atenção de gestores e profissionais de saúde. Objetivos: Investigar o perfil de vítimas de trânsito encaminhadas a uma unidade de pronto atendimento (UPA) e analisar se os serviços de assistência (SAMU e corpo de bombeiros) estavam triando adequadamente os usuários segundo as ações da unidade. Casuística e métodos: Duzentos e quatorze vítimas de acidente de trânsito foram incluídas nesta pesquisa, durante um ano de acompanhamento na unidade de saúde. Após o acolhimento dos casos pela equipe de saúde, esses foram categorizados segundo tipo de acidente, queixa principal e meio de chegada à unidade. Os dados foram analisados na ótica descritiva (média, desvio-padrão e percentual) e inferencial (teste de qui-quadrado). Resultados:Das intercorrências analisadas, 43% envolveram motocicletas e 26% colisões motocicletas x carro. Os homens representaram a maioria dos acidentados. Sobre a ação dos serviços de assistência, 105 casos foram assistidos preliminarmente pelo corpo de bombeiros e 59 pelo SAMU. A maioria dos casos apresentou resolutividade na unidade de pronto atendimento, apontando triagem adequada dos serviços à unidade. Conclusão: Este estudo confirmou uma alta prevalência de acidentes de trânsito envolvendo homens motociclistas. A alta resolutividade dos casos na unidade de pronto atendimento reforça a importância deste serviço de saúde nos casos que não demandam uma assistência de complexidade hospitalar.


Introduction: The increasing number of traffic accidents in large cities has been drawing the attention of health managers and health personnel. Objectives: To investigate the profile of traffic victims referred to an emergency care unit (UPA), and to analyze if the health care services (emergency medical service and firefighters) were properly screening users according to the function of emergency care unit. Patients and methods: This study analyzed two hundred and fourteen victims of traffic accidents during one year of follow-up at the heath care unit. After the health care team carried out the first approach, the subjects were categorized according to the type of accident, main complaint, and how they arrived at the unit. We used descriptive statistics (mean, standard deviation and percentage) and inferential statistics (Chi-square test) to analyze data. Results: Of the traffic accidents,43% of the cases involved motorcycles, and 26% involved motorcycle vs car collisions. Men accounted for the majority of the cases. Regarding the assistance delivered by the medical services, firefighters provided care to 105 cases and emergency medical service to 59. The majority of cases presented resolution in the emergency care unit (including those from spontaneous demand), pointing out the adequate triage of cases referred to the health care unit. Conclusion: This study confirmed the high prevalence of traffic accidents involving motorcyclists. The great resolution of cases in the emergency care unit reinforces the importance of such health care service in those cases that do not require hospital complexity assistance.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Aged , Unified Health System/statistics & numerical data , Accidents, Traffic/statistics & numerical data , Delivery of Health Care , Health Services Research/statistics & numerical data
6.
Clin. biomed. res ; 38(3): 245-252, 2018.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1046787

ABSTRACT

Introdução: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal causa de incapacidades neurológicas em adultos jovens e a reabilitação precoce é essencial para a recuperação desses pacientes. O objetivo deste estudo foi investigar o acesso aos serviços de fisioterapia após a alta hospitalar (AH) em indivíduos com AVC. Métodos: Trata-se de um estudo de coorte incluindo indivíduos com AVC, que foram avaliados quanto à funcionalidade e incapacidade na AH e 60 dias após. Foi realizado contato telefônico após 30 e 60 dias da AH para verificar o seguimento da fisioterapia. Resultados: Trinta e seis indivíduos com sequelas motoras foram avaliados na AH, apenas 19% realizaram seguimento fisioterapêutico após 30 dias da AH e 39% após 60 dias. As principais barreiras encontradas, mesmo após 60 dias da AH, foram as dificuldades burocrática de acesso aos serviços de saúde (55%) e o tempo de espera (41%) para iniciar o tratamento. A funcionalidade, avaliada pela Medida Internacional de Funcionalidade e pela escala Rankin, apresentou melhora significativa após 60 dias da alta, tanto nos indivíduos que realizaram, como naqueles que não realizaram acompanhamento fisioterapêutico (p=0,001). Conclusão: O acesso à fisioterapia após a alta hospitalar para os indivíduos com AVC foi deficiente na amostra estudada devido principalmente às barreiras burocráticas e longo tempo de espera. (AU)


Introduction: Stroke is the leading cause of neurological damage in young adults, and early rehabilitation is essential for patient recovery. The objective of this study was to investigate the access to physiotherapy services after hospital discharge in post-stroke patients. Methods: The present study is a cohort study including post-stroke patients who were evaluated regarding ability and disability at hospital discharge and 60 days later. Patients were contacted by phone to check physiotherapy engagement, after 30 and 60 days. Results: A total of 36 individuals with mobility impairment were observed after hospital discharge, among which only 19% had started physiotherapeutic therapy after 30 days of discharge from the hospital, and 39% after 60 days. Major barriers included health care bureaucracy (55%), and the wait to start treatment (41%). Ability, measured by the Physical Abilities and Mobility Scale and the Rankin Scale, showed significant improvement 60 days after hospital discharge both in patients who underwent physical therapy and in those who did not (p=0.001). Conclusion: Access to physical therapy after hospital discharge for post-stroke patients was lacking in the sample studied, mainly due to bureaucratic barriers and long waiting time. (AU)


Subject(s)
Humans , Male , Middle Aged , Aged , Rehabilitation/methods , Physical Therapy Modalities , Stroke/complications , Stroke/therapy , Patient Discharge , Unified Health System/statistics & numerical data
7.
São Paulo; s.n; 2017. 140 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-875047

ABSTRACT

Introdução: Apesar da melhoria dos indicadores da saúde materno infantil, os valores ainda são elevados, com a mortalidade neonatal respondendo pela mortalidade infantil e a mortalidade fetal pela perinatal. Apesar da melhoria da cobertura e qualidade dos dados dos sistemas de informação sobre nascidos vivos e mortalidade, esses não tem informação sobre a morbidade materna e do recém-nascido, disponíveis no Sistema de Informação Hospitalar do SUS e possíveis de serem vinculadas. Objetivo geral: Descrever e analisar o seguimento da gestação, do parto e dos desfechos dos nascimentos das gestantes usuárias do SUS residentes no município de São Paulo no período de 12/08/2011 a 27/01/2013. Objetivos específicos: Obter uma coorte de gestantes SUS com dados secundários. Identificar internações anteriores ao parto por complicações obstétricas, prevalência das gestações de alto risco, tipo de saída após o parto (alta, internação e uso de UTI e óbito materno) e tempo de permanência da internação do parto, no período de 12 de agosto de 2011 a 31 de dezembro de 2012. Caracterizar e estimar a razão de morte fetal e a mortalidade neonatal precoce dos nascidos vivos extraídos da coorte de gestantes SUS no município de São Paulo no período de 01 de junho de 2012 a 27 de janeiro de 2013. Identificar se há diferença da sobrevida dos óbitos neonatais segundo peso ao nascer e uso de UTI neonatal. Identificar potenciais fatores de risco para a mortalidade fetal e neonatal precoce para os nascimentos da coorte de gestante SUS. Metodologia: Tratou-se de um estudo do tipo coorte retrospectiva de população fixa das gestantes cujos nascimentos (nascido vivo e óbito fetal) ocorreram em hospitais da rede SUS no município de São Paulo no período de 01 de junho de 2012 a 31 de dezembro de 2012. Foram investigadas as internações e as readmissões hospitalares das gestantes atendidas nos hospitais SUS ocorridas no período de 12 de agosto de 2011 a dezembro de 2012. Como também, as internações dos recém-nascidos ocorridas no período de 01 de junho de 2012 a 27 de janeiro de 2013. Foram realizadas vinculações pelo método determinístico e probabilístico dos documentos base dos sistemas de informação em saúde (SIS). Foram conduzidas análises de regressão de Cox e regressão logística. Resultados: Foram vinculados 98,3 por cento das declarações de nascidos vivos (DNV) à autorização de internação hospitalar (AIH), 93,8 por cento dos óbitos fetais às AIHs, 93 por cento das AIHs dos recém-nascidos internados ao par anterior e 99,4 por cento dos óbitos neonatais a sequencia de eventos ditas anteriores. 4,3 por cento das gestantes foram internadas prévio ao parto por complicações obstétricas. Maior mortalidade neonatal, razão de morte fetal e internação dos RNs após o nascimento ocorreram em gestantes que internaram por complicações obstétricas. No estudo de sobrevida, houve aumento da sobrevida com o aumento do peso ao nascer. RNs internados em UTIN após o nascimento tiveram menor sobrevida que os RNs não internados. Os fatores de risco para a mortalidade neonatal foram: o número insuficiente de consulta de pré-natal, nascer em hospital de baixo volume de parto, prematuridade, baixo peso ao nascer, APGAR 5º < 7, presença de anomalia congênita e internação após o nascimento. Não realizar consulta de pré-natal, prematuridade extrema (<32 semanas), baixo peso ao nascer (<2499 gramas) e presença de malformação congênita foram fatores de risco comuns aos óbitos fetais e aos neonatais precoces. Raça/cor da mãe não branca e idade materna igual ou superior a 35 anos foram fatores de risco somente para os óbitos fetais. Nascimentos em hospitais com baixo e médio volume de parto foram associados à maior mortalidade neonatal precoce. Conclusão: Gestantes que apresentaram complicações obstétricas tiveram desfechos mais desfavoráveis da gestação, como internação pós-parto e mortalidade materna. Foi identificada também nesse grupo maior readmissão hospitalar dos RNs, maior prevalência de prematuridade e de baixo peso ao nascer, maior mortalidade fetal e neonatal. Internação na gestação e readmissão hospitalar do RN deve ser considerada como eventos sentinelas no monitoramento da assistência ao parto e ao recémnascido na população SUS. A concentração dos óbitos nos primeiros dias de vida refletem as fragilidades na assistência aos recém-nascidos, a gravidade das doenças dos recém-nascidos, as más condições de nascimento e a presença de malformações incompatíveis com a vida. Óbitos fetais e neonatais precoces são influenciados pelas mesmas características proximais dos recém-nascidos. Esforços devem ser direcionados para o aumento da adesão às consultas de pré-natal nas unidades básicas de saúde, com atenção especial para as gestantes não brancas


Introduction: Despite the improvement in maternal and child health indicators, values are still high, with neonatal mortality accounting for infant mortality and perinatal fetal mortality. Despite improved coverage and data quality of information systems on live births and mortality, these do not have information on maternal and newborn morbidity, available in the SUS Hospital Information System and possible to be linked. General objective: Describe and analyze the follow-up of gestation, delivery and outcomes of the births of pregnant women users of SUS residents in the city of São Paulo from August 12, 2011 to January 27, 2013. Specific objectives: Obtain a cohort of SUS pregnant women with secondary data. Identify hospitalizations prior to delivery for obstetric complications, prevalence of high-risk pregnancies, type of delivery after childbirth (discharge, hospitalization and use of ICU and maternal death) and length of hospital stay during the period of August 12, 2011 to December 31, 2012. Characterize and estimate the fetal death rate and early neonatal mortality of live births extracted from the cohort of pregnant women SUS in the city of São Paulo from June 1, 2012 to January 27, 2013. Identify if there is difference in survival of neonatal deaths according to birth weight and neonatal ICU use. Identify potential risk factors for early fetal and neonatal mortality for the births of the SUS pregnant cohort. METHODS: This was a retrospective cohort study of the fixed population of pregnant women whose births (live birth and fetal death) occurred in hospitals of the SUS network in the city of São Paulo from June 1, 2012 to December 31, 2012. The hospitalizations and the hospital readmissions of the pregnant women attended in the SUS hospitals were investigated during the period from August 12, 2011 to December 2012. As well as the hospitalizations of the newborns that occurred in the period from June 1, 2012 to 27 Of January of 2013. Links were made through the deterministic and probabilistic method of the basic documents of the health information systems (SIS). Cox regression and logistic regression analyzes were performed. Results: 98.3 per cent of live birth certificates (DNV) were linked to hospital admission authorization (AIH), 93.8 per cent of fetal deaths to AIHs, 93 per cent of AIHs of newborns hospitalized at the previous pair, and 99, 4 per cent of neonatal deaths in the sequence of events mentioned above. 4.3 per cent of pregnant women were hospitalized prior to delivery due to obstetric complications. Higher neonatal mortality, fetal death rate and hospitalization of newborns after birth occurred in pregnant women hospitalized for obstetric complications. In the survival study, there was an increase in survival with an increase in birth weight. RNs hospitalized at the NICU after birth had lower survival rates than the non-hospitalized NB. The risk factors for neonatal mortality were: insufficient number of prenatal visits, hospital birth with low birth volume, prematurity, low birth weight, APGAR 5 <7, presence of congenital anomaly and hospitalization after birth. Preterm consultation, extreme prematurity (<32 weeks), low birth weight (<2499 grams) and presence of congenital malformation were common risk factors for fetal deaths and early neonatal deaths. Race / color of non-white mother and maternal age equal to or greater than 35 years were risk factors only for fetal deaths. Births in hospitals with low and medium volume of delivery were associated with higher preterm neonatal mortality. Conclusion: Pregnant women who presented obstetric complications had more unfavorable outcomes of pregnancy, such as postpartum hospitalization and maternal mortality. Also in this group, greater readmission of the newborns of the newborns, greater prevalence of prematurity and of low birth weight, greater fetal and neonatal mortality were also identified. Nursing admission and hospital readmission of the newborn should be considered as sentinel events in the monitoring of delivery care and the newborn in the SUS population. The concentration of deaths in the first days of life reflects weaknesses in the care of newborns, the severity of newborn diseases, poor birth conditions and the presence of malformations incompatible with life. Early fetal and neonatal deaths are influenced by the same proximal characteristics of newborns. Efforts should be directed towards increasing adherence to prenatal consultations in basic health units, with special attention to non-white women. Key Words: Linkage, hospital admissions for obstetric complications, neonatal mortality, fetal mortality


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Hospital Information Systems , Mortality Registries/statistics & numerical data , Parturition , Pregnant Women , Unified Health System/statistics & numerical data , Fetal Mortality , Health Information Systems , Hospitalization , Infant Mortality , Retrospective Studies
8.
Interface (Botucatu, Online) ; 21(supl.1): 1291-1300, 2017. ilus
Article in English, Spanish, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1002313

ABSTRACT

A carência de médicos no Brasil tem sido minimizada por meio do Programa Mais Médicos. Durante a permanência no programa, os médicos participam de processos de aperfeiçoamento profissional, como a Supervisão Acadêmica, por meio da qual é concedido apoio pedagógico para o fortalecimento de habilidades e competências necessárias ao trabalho na Atenção Básica. Em 2015, foram realizadas visitas in loco e atividades longitudinais de supervisão, além de encontros locorregionais, nos quais foram abordadas temáticas relacionadas às doenças crônicas não transmissíveis, às doenças tropicais negligenciadas, ao panorama do programa, à Saúde Mental e ao processo de trabalho na Atenção Básica. O elenco desses conteúdos converge com o perfil epidemiológico prevalente na população, bem como com a dinâmica de trabalho na Atenção Básica. Assim, a Supervisão Acadêmica tem se mostrado uma ferramenta potente para a qualificação do programa e da Atenção Básica.


The shortage of physicians in Brazil has been alleviated by the More Doctors Program. As part of the program, physicians participate in professional enhancement processes, such as academic supervision, through which pedagogical support is given to strengthen the necessary skills and competencies for working in Primary Care. In 2015, onsite visits and longitudinal supervisory activities took place, in addition to regional meetings, which addressed topics related to noncommunicable chronic diseases, neglected tropical diseases, an overview of the program, Mental Health, and Primary Care work process. This list of themes is consistent with the prevalent epidemiological profile of the population, as well as work dynamics in Primary Care. In short, Academic Supervision has proven to be a powerful tool for the program qualification and Primary Care.


La carencia de médicos en Brasil ha sido minimizada por medio del Programa Más Médicos. Durante la permanencia en el Programa, los médicos participan de procesos de perfeccionamiento profesional, como la supervisión académica por medio de la cual se proporciona apoyo pedagógico para el fortalecimiento de habilidades y competencias necesarias para el trabajo en la Atención Básica. En 2015, se realizaron visitas in situ y actividades longitudinales de supervisión, además de encuentros regionales in situ, en donde se abordaron temáticas relacionadas a las enfermedades crónicas no transmisibles, a las enfermedades tropicales negligenciadas, al panorama del Programa, a la salud mental y al proceso de trabajo en la Atención Básica. El conjunto de estos contenidos converge con el perfil epidemiológico prevalente en la población, así como con la dinámica de trabajo en la Atención Básica. Por lo tanto, la supervisión se ha mostrado una herramienta potente para la calificación del Programa y de la Atención Básica.


Subject(s)
Humans , Task Performance and Analysis , Education, Continuing/methods , Health Consortia , Teaching Rounds , Unified Health System/statistics & numerical data , Brazil , Health Information Systems/statistics & numerical data , Health Promotion
9.
Braz. J. Pharm. Sci. (Online) ; 53(3): e00178, 2017. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-889385

ABSTRACT

ABSTRACT Human insulin is provided by the Brazilian Public Health System (BPHS) for the treatment of diabetes, however, legal proceedings to acquire insulin analogs have burdened the BPHS health system. The aim of this study was to perform a cost-effectiveness analysis to compare insulin analogs and human insulins. This is a pharmacoeconomic study of cost-effectiveness. The direct medical cost related to insulin extracted from the Ministry of Health drug price list was considered. The clinical results, i.e. reduction in glycated hemoglobin (HbA1c), were extracted by meta-analysis. Different scenarios were structured to measure the uncertainties regarding the costs and reduction in HbA1c. Decision tree was developed for sensitivity of Incremental Cost Effectiveness Ratio (ICER). A total of fifteen scenarios were structured. Given the best-case scenario for the insulin analogs, the insulins aspart, lispro, glargine and detemir showed an ICER of R$ 1,768.59; R$ 3,308.54; R$ 11,718.75 and R$ 2,685.22, respectively. In all scenarios in which the minimum effectiveness was proposed, lispro, glargine and detemir were dominant strategies. Sensitivity analysis showed that the aspart had R$ 3,066.98 [95 % CI: 2339.22; 4418.53] and detemir had R$ 6,163.97 [95% CI: 3919.29; 11401.57] for incremental costs. We concluded there was evidence that the insulin aspart is the most cost-effective.


Subject(s)
Cost-Benefit Analysis/statistics & numerical data , Insulin, Long-Acting/analysis , Insulins/analysis , Insulin, Short-Acting/analysis , Unified Health System/statistics & numerical data , Glycated Hemoglobin A , Costs and Cost Analysis , Diabetes Mellitus/drug therapy , Insulin Aspart/analysis , Insulin Detemir , Insulin/supply & distribution
10.
Ciênc. cuid. saúde ; 15(3): 489-497, Jul.-Set. 2016.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-974865

ABSTRACT

RESUMO Trata-se de um estudo de caso interpretativo desenvolvido com o objetivo de descrever as experiências de pessoas que recorreram à via judicial para ter acesso a medicamentos no Sistema Único de Saúde. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada nos domicílios de oito pessoas que recorreram a essa via, residentes em um município localizado no sudoeste do Estado de Goiás. A experiência de acesso ao medicamento foi marcada por barreiras que estão interligadas aos diversos níveis do sistema de saúde; envolvem aspectos organizacionais e assistenciais relacionados à informação, ao acolhimento e à resolutividade. A necessidade do tratamento contínuo da condição crônica e a dificuldade financeira foram os fatores determinantes para que os participantes recorressem à justiça. Observou-se a necessidade de aprimorar o acolhimento e a comunicação entre a equipe de saúde envolvida no acesso ao medicamento e de qualificar os profissionais da saúde para uma compreensão ampliada da assistência farmacêutica no Sistema Único de Saúde.


RESUMEN Se trata de un estudio de caso interpretativo desarrollado con el objetivo de describirlas experiencias de personas que recurrieron a la vía judicial para tener acceso a medicamentos en el Sistema Único de Salud de Brasil. Los datos fueron recolectados por medio de entrevista semiestructurada en los domicilios de ocho personas que recurrieron a esta vía, residentes en un municipio ubicado en el sudoeste del Estado de Goiás. La experiencia de acceso al medicamento fue marcada por obstáculos que están interconectados a los diversos niveles del sistema de salud; involucran aspectos organizacionales y asistenciales relacionados a la información, acogiday resolutividad. La necesidad del tratamiento continuo de la condición crónica yla dificultad financiera fueron los factores determinantes para que los participantes recurrieran a la justicia. Se observól a necesidad de perfeccionar la acogiday comunicación entre el equipo de salud involucrado en el acceso al medicamento y de calificar a los profesionales de la salud para una comprensión ampliada de la asistencia farmacéutica en el Sistema Único de Salud.


ABSTRACT The present study is an interpretative case study developed to describe the experiences of people who have resorted to judicial proceedings to gain access to medications in the Unified Health System. Data were collected through semi-structured interviews in the homes of eight individuals who have used this approach, who lived in a city in the southwest of the State of Goiás. The experience of access to medications was marked by barriers that are interconnected to the different levels of the health system; they involve organizational and assistance aspects related to information, embracement and resolution. The need for continued treatment of chronic conditions and financial difficulties were the determining factors for participants to resort to judicial proceedings. The need to improve embracement and communication among the health teams involved in access to medications, and to qualify health professionals for a broader understanding of pharmaceutical care in the Unified Health System, was observed.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Pharmaceutical Services/legislation & jurisprudence , Public Attorneys/organization & administration , Access to Essential Medicines and Health Technologies , Health Services Accessibility/legislation & jurisprudence , Patient Care Team , Unified Health System/statistics & numerical data , Pharmaceutical Preparations , Patient Rights/legislation & jurisprudence , Right to Health/legislation & jurisprudence
11.
Ciênc. cuid. saúde ; 15(2): 304-312, Abr.-Jun. 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: biblio-974827

ABSTRACT

RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento de mulheres sobre prevenção, transmissão e percepção de vulnerabilidade em relação às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). Trata-se de um estudo "antes e depois", descritivo, de abordagem quantitativa, envolvendo 30 usuárias de uma Unidade de Saúde da Família Integrada de João Pessoa-PB, maiores de 18 anos, com vida sexual iniciada. A coleta dos dados foi realizada em fevereiro de 2014 por meio da abordagem de mulheres na sala de espera, que responderam à entrevista antes e após a intervenção. Os resultados foram analisados e comparados utilizando o teste Qui-Quadrado. A educação em saúde contribuiu significativamente para o aumento do conhecimento das participantes e da sua percepção de vulnerabilidade a respeito de IST/AIDS. Porém, nem sempre este conhecimento produz mudança de atitude e comportamento, fazendo-se necessário que o enfermeiro reconheça a importância das práticas educativas em seu cotidiano, não só para a redução da incidência de IST/AIDS, como também para a emancipação do indivíduo, favorecendo o desenvolvimento do sentido de responsabilidade por sua própria saúde.


RESUMEN El objetivo de este estudio fue evaluar el conocimiento de mujeres sobre prevención, transmisión y percepción de vulnerabilidad con relación a las Infecciones de Transmisión Sexual (ITS) y el Síndrome de la Inmunodeficiencia Adquirida (SIDA). Se trata de un estudio "antes y después", descriptivo, de enfoque cuantitativo, involucrando a 30 usuarias de una Unidad de Salud de la Familia Integrada de João Pessoa-Paraíba-Brasil, mayores de 18 años, con vida sexual iniciada. La recolección de los datos fue realizada en febrero de 2014 por medio del abordaje de mujeres en la sala de espera, que respondieron a la entrevista antes y después de la intervención. Los resultados fueron analizados y comparados, utilizando la prueba de chi-cuadrado. La educación en salud contribuyó significativamente para el aumento del conocimiento de las participantes y de su percepción de vulnerabilidad con respecto a ITS/SIDA. Sin embargo, ni siempre este conocimiento produce cambio de actitud y comportamiento, haciéndose necesario que el enfermero reconozca la importancia de las prácticas educativas en su cotidiano, no solo para la reducción de la incidencia de ITS/SIDA, sino también para la emancipación del individuo, favoreciendo el desarrollo del sentido de responsabilidad por su propia salud.


ABSTRACT The objective of this study was to evaluate the knowledge of women about prevention, transmission and perception of vulnerability for Sexually Transmitted Infection (STI) and Acquired Immune Deficiency Syndrome (AIDS) before and after the implementation of health education. This is a "before and after", descriptive study, with quantitative approach, involving 30 users of an Integrated Family Health Unit in João Pessoa, PB, with 18 years old and who have started sexual life. Data collection was conducted in February 2014 by the approach of women in the waiting room, who responded to the interview before and after the intervention. The results were analyzed and compared using the chi-square test. Health education has contributed significantly to increased knowledge of the participants and their perception of vulnerability about STI/AIDS. However, this knowledge does not always produce change in attitude and behavior, making I necessary that nurses recognize the importance of educational practices in their daily lives, not only to reduce the incidence of STI/AIDS, but also for the emancipation of the individual, encouraging the development of the sense of responsibility for their own health.


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Sexually Transmitted Diseases/prevention & control , Acquired Immunodeficiency Syndrome , Unified Health System/statistics & numerical data , Nursing Research/standards , Health Education/standards , HIV/drug effects , Health Personnel/education , Condoms/statistics & numerical data , Epidemics/statistics & numerical data
12.
Estud. interdiscip. envelhec ; 21(1): 217-233, abr. 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-868948

ABSTRACT

Grande parte dos recursos públicos destinados à saúde no Brasil refere-se a internações hospitalares pelo Sistema Único de Saúde (SUS), especialmente com idosos, que são mais suscetíveis a ter doenças. Este estudo teve como objetivo comparar custos de internações hospitalares de idosos de três diferentes municípios (Alvorada, Ivoti e Porto Alegre; com baixa, média e alta renda, respectivamente), extraídos do banco de dados do SIH/SUS - DATASUS. Dados do DATASUS, tabulados via ferramenta TABWIN, foram planilhados em tabela Excel, para comparar totais de custos, frequências por patologia, identificando os 10 maiores aportes de recursos por internações de idosos por meio dos códigos da Classificação Internacional de Doenças–CID, durante o ano de 2011, ressaltando os dois maiores. Em 2011, verificou-se que 42,24% dos custos hospitalares com idosos de Alvorada estiveram distribuídos entre cinco grupos de códigos CID: I, J, K (1), A (1) e N (1), numa frequência de internações equivalente a 33%; 62,41% dos custos hospitalares com idosos de Ivoti estiveram em cinco grupos de códigos CID: I, J, M (2), S (1) e C (1), numa frequência de internações equivalente a 45,22%; e 40,39% dos custos hospitalares com idosos de Porto Alegre estiveram em três grupos de códigos CID: I, J e A (1), numa frequência de 28,77% do total das internações de idosos. Existe elevada frequência dos códigos I- doenças do aparelho circulatório e J- doenças do aparelho respiratório nos três municípios, representando internações mais custosas, identificando perfil de similaridade entre os municípios, podendo-se pressupor deficiências na Atenção Básica a esses idosos.


Large proportion of public resources for health in Brazil are related to hospitalizations by Health Unic System (SUS- Public Health System), especially with the elderly, who are more susceptible to hazards. The objective was compare costs of elderly hospitalization of three different municipalities (Alvorada, Ivoti and Porto Alegre, with low, medium and high income, respectively), taken from the database of SIH/SUS-DATASUS. The method used was the use of official data of DATASUS, tabulated via TABWIN tool, were transferred to Excel table to compare total costs, frequency of disease, identifying the top 10 features contributions by admissions of elderly through the codes of the International Classification of Diseases-ICD, during the year 2011, highlighting the two largest. As results, in 2011, it was found that 42.24% of elderly hospitalization costs in Alvorada were distributed among five groups of ICD codes: I, J, K (1), A (1) and N (1), a frequency admissions equivalent to 33%; 62.41% of hospital costs of Ivoti elderly been distributed into five groups of ICD codes: I, J, M (2) S (1) and C (1), a frequency equivalent of 45,22% of the hospitalizations; and 40.39% of elderly hospitalizations costs in Porto Alegre were distributed between three groups of ICD codes: I, J and A (1), at a frequency of 28.77%. As conclusion, appears a high frequency of codes I- circulatory diseases and J- respiratory diseases in the three counties, representing the most costly hospitalizations, identifying profile similarity between the municipalities, which can assume deficiencies in Primary Care.


Subject(s)
Humans , Costs and Cost Analysis , Hospitalization/statistics & numerical data , Aged/statistics & numerical data , Unified Health System/statistics & numerical data , Cross-Sectional Studies
13.
Braz. j. pharm. sci ; 52(1): 95-103, Jan.-Mar. 2016. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: lil-789075

ABSTRACT

ABSTRACT The aim of this study was to evaluate the level of satisfaction of pharmaceutical services and to determine the socioeconomic profile of public pharmacy clients. This is a cross-sectional observational study using a quantitative approach. The sample was calculated from the monthly number of patients seen in pharmacies and was stratified for each pharmacy. Data were analysed using SPSS 11.5 software and by observing the simple relative frequencies for qualitative variables. For the quantitative variables, the analysis of variance (ANOVA) and post-hoc Fisher tests were performed. Data are expressed as mean ± standard deviation (SD). The results show that, in general, patients at "Farmácias cidadãs" are satisfied with the services. However, when stratified, we found that the greatest satisfaction was related only to structural and organizational aspects, while the pharmaceutical services are unsatisfactory. When relating satisfaction to the socioeconomic characteristics, a difference between waiting time (39.07 ± 19.53), attendance by pharmacist (8.91 ± 5.14) and education was observed. It is concluded that users are satisfied with the services of state "Farmácias cidadãs" of Espírito Santo, but there should be improvements in relation to pharmaceutical services and the interpersonal relationships between health professionals and users of the public health system in Brazil.


RESUMO O objetivo do presente estudo foi avaliar o nível de satisfação dos serviços farmacêuticos e a determinação do perfil socioeconômico de clientes de farmácias públicas. Trata-se de um estudo observacional transversal com abordagem quantitativa. A amostra foi calculada através de dados da quantidade mensal de pacientes atendidos nas farmácias e estratificada para cada unidade do Estado. Os dados foram analisados por meio programa SPSS 11.5, observando-se as frequências relativas simples para as variáveis qualitativas. Para as variáveis quantitativas efetuaram-se análise de variância de uma via (ANOVA) e teste post-hoc de Fisher. Os dados foram expressos como a média ± desvio padrão (DP). Os resultados revelam que, em geral, os usuários atendidos nas farmácias cidadãs estão satisfeitos com os serviços, porém, quando estratificado por pergunta, avaliou-se que a maior satisfação está relacionada apenas aos aspectos estruturais e organizacionais e que o serviço farmacêutico é insatisfatório. Quando relacionada à satisfação com as características socioeconômicas, observou-se diferença entre tempo de espera (39.07 ± 19.53), de atendimento pelo farmacêutico (8.91 ± 5.14) e escolaridade. Conclui-se que os usuários estão satisfeitos com os serviços das farmácias cidadãs estaduais do Espírito Santo, porém deve haver melhora em relação ao atendimento farmacêutico e à relação interpessoal entre profissionais de saúde e usuários do sistema público de saúde brasileiro.


Subject(s)
Pharmaceutical Services/statistics & numerical data , Pharmacies/trends , Consumer Behavior , Unified Health System/statistics & numerical data
14.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 20(3): e20160067, 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-783888

ABSTRACT

Objetivo: Analisar a força de trabalho da enfermeira sob gestão direta da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. Métodos: Quantitativo analítico, censitário (N = 2.305), dados secundários de 2013. Resultados: Predominam vínculos estatutários, maioria mulheres (93,84%), com maior incorporação de homens nos últimos anos (58,45%). Trabalhadoras com muito tempo de serviço ou recentemente admitidas. Homens se encontram mais nos hospitais enquanto mulheres, nos setores administrativos. Os vencimentos se concentram em até 2 salários mínimos (61,56%). Na faixa salarial mais alta, os homens têm maior proporção e o cargo comissionado é o fator que mais agrega valor ao salário. A carga horária de 40 horas semanais é exercida por 41% das trabalhadoras. Conclusões: Enfermeiras, mesmo concursadas, vivenciam um processo de precarização do trabalho, com baixos salários e extensa carga horária. Prevalecem diferenças de gênero quanto ao tipo de serviço, valor dos salários e assunção de cargos.


Subject(s)
Humans , Employment , Health Management , Nurses/statistics & numerical data , Salaries and Fringe Benefits/statistics & numerical data , Unified Health System/statistics & numerical data
15.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 20(3): e20160065, 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-783895

ABSTRACT

Objetivo: Avaliar a eficácia dos treinamentos ministrados à equipe de enfermagem, no período de integração. Métodos: Pesquisa de avaliação somativa e experimentação desenvolvida com 52 profissionais de enfermagem. Para a coleta de dados, foram consideradas a avaliação de reação, que mensurou o sentimento do profissional em relação ao instrutor e ao conteúdo do treinamento, e a avaliação da aprendizagem, que mensurou a eficácia do treinamento, por meio de questões técnicas de múltipla escolha sobre o conteúdo ministrado em dois momentos: antes do início e no término do período de integração. Resultados: As médias da avaliação de reação do treinamento prático e de laboratório foram consideradas excelentes, e as notas do pré e pós-teste foram, respectivamente, 5,9 e 7,2 pontos (p < 0,0001). Conclusão: Os treinamentos ministrados durante o período de integração foram eficazes e desenvolveram as competências necessárias para a melhoria da qualidade da assistência e segurança do paciente.


Subject(s)
Humans , Educational Measurement/statistics & numerical data , Inservice Training/statistics & numerical data , Nursing, Team/statistics & numerical data , Unified Health System/statistics & numerical data
16.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 20(3): e20160059, 2016. tab
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-783896

ABSTRACT

Objetivo: O objetivo foi conhecer o cuidado prestado às pessoas em situação de crise em serviços de saúde mental do país, de acordo com relato dos trabalhadores desses serviços. Métodos: O estudo é uma pesquisa qualitativa, em que foram analisados portfólios reflexivos de 156 trabalhadores alunos do Curso Crise e Urgência em Saúde Mental. Resultados: Os trabalhadores descrevem o cuidado como sendo, prioritariamente, através da contenção medicamentosa, seguida da contenção mecânica e internação, ações que priorizam a redução dos sintomas, desvalorizando o sofrimento e colocando em segundo plano aquele que sofre. Conclusão: A conclusão do estudo revela a existência de uma distância entre a realidade dos serviços e o preconizado pela política de saúde mental do país. Demonstra implicações para a prática do cuidado em saúde mental e na consolidação de formas de cuidado baseadas na atenção psicossocial fundamentada no direito à liberdade e no respeito da dignidade humana.


Subject(s)
Humans , Hospitalization , Mental Health , Mental Health Services , Psychiatric Nursing , Students, Nursing/statistics & numerical data , Unified Health System/statistics & numerical data
17.
Rev. bras. cir. plást ; 31(2): 242-245, 2016. ilus
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1568

ABSTRACT

INTRODUÇÃO: O tumor de pele não melanoma é o câncer mais frequente no Brasil. A ressecção cirúrgica é um dos pilares do manejo e ações assistenciais como mutirões de cirurgias são formas de reduzir o tempo de espera por tratamento. MÉTODOS: Nesse trabalho, conduziu-se um estudo transversal com 40 pacientes, 20 deles participantes de mutirão e 20 controles. Coletaram-se dados epidemiológicos, além de nove perguntas relacionadas à qualidade do Sistema Único de Saúde (SUS). RESULTADOS: Observou-se diferença significativa entre as respostas relacionadas ao tempo de espera por cirurgias no SUS (p < 0,05). CONCLUSÃO: Pode-se verificar melhora na impressão dos pacientes em relação ao SUS quando incluídos em ações assistenciais.


INTRODUCTION: Non-melanoma skin cancer is the most prevalent cancer in Brazil. Surgical resection is one of the pillars of management, and care actions, such as surgical task forces, are one way to reduce treatment waiting time. METHODS: In this research, we conducted a cross-sectional study with 40 patients; 20 of whom were treated by a surgical task force and 20 were controls. Epidemiological data were collected in addition to answers to nine questions related to the quality of the Single Health System (SUS in Portuguese). RESULTS: A significant difference was observed in responses related to the waiting time for surgery in the SUS (p < 0.05). CONCLUSION: One can observe an improvement in the perception of patients, with regard to the SUS, when included in care actions.


Subject(s)
Humans , Skin Neoplasms , Surgery, Plastic , Unified Health System , Brazil , Public Health , Cross-Sectional Studies , Health Services Research , Melanoma , Skin Neoplasms/surgery , Surgery, Plastic/methods , Unified Health System/standards , Unified Health System/organization & administration , Unified Health System/statistics & numerical data , Public Health/methods , Public Health/statistics & numerical data , Health Services Research/methods , Health Services Research/statistics & numerical data , Melanoma/surgery
18.
Braz. j. pharm. sci ; 51(3): 709-719, July-Sept. 2015. tab
Article in English | LILACS | ID: lil-766317

ABSTRACT

The aim of this study was to describe the baseline demographic and clinical characteristics as well as the functional status of a prospective cohort of patients with rheumatic diseases assisted by the Brazilian Public Health System (SUS). Data for 302 patients receiving tumor necrosis factor α inhibitors (anti-TNF agents) was collected through a standard form. Among patients, 229 (75.8%) were female and 155 (51.3%) were Caucasian; the mean age was 50.3 ± 12.8 years, and the mean disease duration was 9.9 ± 8.7 years. Among them 214 patients (70.9%) received adalimumab, 72 (23.8%) etanercept, and 16 (5.3%) infliximab. Mean Health Assessment Questionnaire-Disability Index (HAQ-DI) was 1.37 ± 0.67 for all participants. Poor functional response was associated with female gender, married patients and with a score of < 0.6 on the EuroQoL-5 dimensions (EQ-5D). Significant correlation was found between the HAQ-DI values, disease activity and quality of life (QOL). The results obtained in this study contribute to a better understanding of the clinical and demographic characteristics of patients with rheumatic diseases at the beginning of anti-TNF-agent treatment by SUS. Furthermore, our findings are consistent with another Brazilian and foreign cross-sectional investigations. This knowledge can be of great importance for further studies evaluating the effectiveness of biological agents, as well as, to contribute to improve the well-being of the patients with rheumatic diseases.


O objetivo do estudo foi descrever as características demográficas e clínicas iniciais, bem como o estado funcional de uma coorte de pacientes com doenças reumáticas tratados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dados de 302 pacientes em uso de inibidores do fator de necrose tumoral (agentes anti-TNF) foram coletados por formulário padronizado. Desses, 229 (75.8%) eram mulheres e 155 (51.3%) eram brancos; a idade média foi 50,3 ± 12,8 anos, e a duração média da doença foi de 9,9 ± 8,7 anos. Entre os pacientes 214 (70,9%) usaram adalimumabe, 72 (23,8%) etanercepte e 16 (5,3%) infliximabe. A média do Health Assessment Questionnaire-Disability Index (HAQ-DI) foi 1,37 ± 0,67 para a população total. Pior resposta funcional estava associada com mulheres, pacientes casados e com um valor de EuroQoL-5 dimensions (EQ-5D) < 0.6. Correlação significativa foi obtida entre os valores de HAQ-DI, atividade das doenças e qualidade de vida. Os resultados obtidos no estudo contribuem para o melhor entendimento das características clínicas e demográficas de pacientes com doenças reumáticas iniciando a terapia com agentes anti-TNF pelo SUS. Além disso, nossos achados são consistentes com resultados obtidos em outros estudos transversais nacionais e estrangeiros. Este conhecimento pode ser de grande importância para estudos futuros que avaliem a eficácia de agentes biológicos, assim como, para contribuir para a melhoria do bem-estar das pessoas com doenças reumáticas.


Subject(s)
Rheumatic Diseases , Tumor Necrosis Factors , Unified Health System/statistics & numerical data , Arthritis, Psoriatic , Arthritis, Rheumatoid/classification , Spondylitis, Ankylosing/classification
19.
Rev. bras. plantas med ; 17(3): 398-406, Jul-Sep/2015. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-752552

ABSTRACT

RESUMO O desenvolvimento de projetos que contemplem o cultivo e beneficiamento de plantas medicinais, com qualidade, é urgente e necessário, especialmente quando se considera a expansão da oferta desses produtos para o Sistema Único de Saúde (SUS). Nesta pesquisa, foi avaliada a existência de iniciativas que produzem e disponibilizam plantas medicinais de interesse do SUS, em municípios que compõem a Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (BHRV), em Minas Gerais. Foram visitados 45 municípios da Bacia buscando informações sobre atividades já existentes de produção e uso coletivo de plantas medicinais. Os dados sobre plantas medicinais já existentes foram posteriormente confrontados com informações epidemiológicas, como as principais causas de internações hospitalares e cobertura de equipes da Estratégia da Saúde da Família (ESF). A pesquisa evidenciou a existência de atividades filantrópicas e comerciais, relativas à utilização coletiva de plantas medicinais, apenas em Belo Horizonte, Capim Branco, Curvelo, Lassance, Nova Lima e Sete Lagoas. Vinte e sete espécies, nativas e exóticas, presentes na RDC 10/2010 da Anvisa são produzidas nessas iniciativas, e elas ocorrem tanto de forma espontânea como por meio de cultivo. A correlação das principais causas de internação hospitalar com as espécies vegetais disponíveis revelou potenciais locais de aproveitamento das plantas, inclusive pela ESF. O desenvolvimento da cadeia produtiva, trabalhando desde o cultivo até a dispensação aos usuários do SUS, pode representar uma oportunidade de integração de diferentes atores e instituições da região, além de incrementar o desenvolvimento econômico-social e a preservação da biodiversidade local.


ABSTRACT The development of projects that include the cultivation and processing of medicinal plants with quality is urgent and necessary, especially when considering the offer increase of these products to the Unified Health System (SUS). In this study, we evaluated the potential of the Rio das Velhas" watershed region (BHRV) in producing and using medicinal plants. We visited 45 cities of the watershed, seeking information about existing production and collective use of medicinal plants. Afterwards, the data obtained in the fieldwork were confronted with epidemiological information, such as hospitalization rates and coverage of the Family Health Strategy. The research showed the existence of commercial and philanthropic activities in Belo Horizonte, Capim Branco, Curvelo, Lassance, Nova Lima and Sete Lagoas. Twenty-seven species, native and exotic ones, included in the 10/2010 Resolution edited by the Brazilian Health Surveillance Agency (Anvisa), are produced in these initiatives, and they occur both spontaneously and through cultivation. The correlation of the leading causes for hospitalization and the available plant species showed potential use of local plants, including by the Family Health Strategy. The development of the production chain, from the plants" cultivation to the medicines" dispensation for the SUS users, may represent an opportunity of integration of different actors and institutions in the region, besides increasing the economic and social development and contributing to the preservation of local biodiversity.


Subject(s)
Plants, Medicinal/growth & development , Unified Health System/statistics & numerical data , Evaluation Studies as Topic/analysis
20.
Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.) ; 28(4): 276-281, jul.-ago.2015. graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-776151

ABSTRACT

A insuficiência cardíaca (IC) é a via final de todas as cardiopatias. Com o avanço tecnológico, asobrevida do cardiopata vem aumentando. Paralelamente observa-se o aumento da incidência da IC. Há poucosdados em relação à evolução tecnológica e seu real impacto na mortalidade desses pacientes. Objetivo: Avaliar a evolução dos índices de internações hospitalares em pacientes adultos com insuficiência cardíaca, taxa de permanência e mortalidade no Sistema Único de Saúde. Métodos: Os dados foram obtidos no DATASUS, referentes ao período de 2001 a 2012. Foram avaliados: a incidência de internações hospitalares gerais e por IC, a média de permanência, a mortalidade e o custo hospitalar, estratificados por sexo, faixa etária e local de internação hospitalar.Resultados: No período estudado ocorreram 91272037 internações hospitalares, sendo 3,96% por IC. Pacientes do sexo masculino corresponderam a 50,76%. O número absoluto de internações por IC diminuiu de 379463 em 2001 para 240 280 em 2012. A média de permanência global foi 5,8 dias em 2001 e 6,6 dias em 2012. A taxa de mortalidade esteve em ascensão, iniciando com 6,58% em 2001 e chegando a 9,5% em 2012 (aumento de 46,1%). O custo da AIH média aumentou de R$ 519,54 em 2001 para R$ 1209,56 em 2012 (aumento de 132,8%). Conclusão: Mesmo com a diminuição das internações hospitalares, a IC é uma síndrome de elevado custo para o Sistema Único de Saúde, com elevados índices de mortalidade que paradoxalmente aumentaram ao longo do tempo apesar do avanço tecnológico ocorrido...


Heart failure (HF) is the final common event of all cardiac diseases. Technological advances have allowed for significant improvement to survival rates in cardiac patients. Correspondingly, an increase in the HF incidence has been observed. Few dataare available on technological advances and their actual impact on the mortality rate of these patients. Objective: To assess the progress of hospital admission rates of adult patients with heart failure, average length of stay and mortality rate in the Brazilian SUS (Unified Health System). Methods: DATASUS data for the 2001-2012 period were obtained. An assessment was performed of data such as all-cause hospital admissions and heart failure-related admissions, average length of stay in hospital, mortality rate and hospital costs, after being stratified by sex, age and place of hospitalization. Results: Over the study period, there have been 91,272,037 hospital admissions, of which 3.96% were due to HF. Male patients accounted for 50.76%. The absolute number of HF-related hospital admissions decreased from 379,463, in 2001, to 240,280, in 2012. The average overall stay in hospital was 5.8 days, in 2001, and 6.6 days, in 2012. The mortality rate was on the rise, from 6.58%, in 2001, to 9.5%, in 2012 (a 46.1% increase). The average cost of AH increased from R$ 519.54, in 2001, to R$ 1,209.56, in 2012 (a 132.8% increase). Conclusion: Despite the decline in hospital admissions, HF is a highly costly syndrome for the Brazilian Unified Health System, with high mortality rates, which paradoxically increased over time, despite technological advances...


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Brazil/epidemiology , Death , Hospitalization , Heart Failure/epidemiology , Unified Health System/statistics & numerical data , Age Factors , Drug Therapy , Evidence-Based Medicine , Randomized Controlled Trials as Topic/methods , Sex Factors , Treatment Outcome
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL