Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 30.400
Filtrar
1.
Rev. enferm. UERJ ; 28: e48522, jan.-dez. 2020.
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas), BDENF | ID: biblio-1103397

RESUMO

Objetivo: identificar a presença de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho nos trabalhadores de enfermagem de uma unidade de clínica médica e construir juntos aos trabalhadores propostas para reduzir a ocorrência dos distúrbios osteomusculares no ambiente de trabalho. Método: estudo transversal com 31 trabalhadores de enfermagem de uma clínica médica, que responderam uma ficha de dados sóciodemográfico e profissional e do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares. Resultados: os trabalhadores exercem suas atividades laborais com dores osteomusculares, sendo as regiões corpóreas mais prevalentes a lombar e a porção superior da coluna e ombros. Apesar disso, nem todos se afastam do trabalho ou procuram assistência terapêutica. As ações de redução dos distúrbios osteomusculares levantadas foram categorizadas em três dimensões: indivíduo, equipe e instituição. Conclusão: os trabalhadores apresentam distúrbios osteomusculares, principalmente, nas costas. As ações de redução de sua ocorrência perpassam pelo comportamento individual às mudanças estruturais e provisão de equipamentos de trabalho.


Objective: to identify the presence of work-related musculoskeletal disorders in nursing staff at an internal medicine unit and, jointly with the staff, to build proposals to reduce the occurrence of musculoskeletal disorders in the workplace. Method: in this cross-sectional study, 31 nursing staff of a medical clinic answered a socio-demographic and professional data sheet and the Nordic Musculoskeletal Questionnaire. Results: staff performed their work activities with musculoskeletal pain, the most prevalent body regions being: lower back and upper spine and shoulders. Nonetheless, not everyone would take time off work or seek therapeutic care. The actions suggested to reduce musculoskeletal disorders were categorized into three dimensions: individual, team and institutional. Conclusion: staff had musculoskeletal disorders, mainly in the back. Actions proposed to reduce pain ranged from individual behavior to structural changes and provision of work equipment.


Objetivo: identificar la presencia de trastornos musculoesqueléticos relacionados con el trabajo en el personal de enfermería en una unidad de medicina interna y, conjuntamente con el personal, elaborar propuestas para reducir la aparición de trastornos musculoesqueléticos en el lugar de trabajo. Método: en este estudio transversal, 31 miembros del personal de enfermería de una clínica médica respondieron una hoja de datos sociodemográficos y profesionales y el Cuestionario musculoesquelético nórdico. Resultados: el personal realizó sus actividades laborales con dolor musculoesquelético, siendo las regiones corporales más frecuentes: la parte baja de la espalda y la parte superior de la columna y los hombros. Sin embargo, no todos tomarían tiempo libre del trabajo o buscarían atención terapéutica. Las acciones sugeridas para reducir los trastornos musculoesqueléticos se clasificaron en tres dimensiones: individual, de equipo e institucional. Conclusión: el personal tenía trastornos musculoesqueléticos, principalmente en la espalda. Las acciones propuestas para reducir el dolor iban desde el comportamiento individual hasta los cambios estructurales y la provisión de equipos de trabajo.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Ambiente de Trabalho , Transtornos Traumáticos Cumulativos/prevenção & controle , Saúde do Trabalhador , Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Prevenção de Doenças , Dor Musculoesquelética/prevenção & controle
2.
Rev. enferm. UERJ ; 28: e45920, jan.-dez. 2020.
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas), BDENF | ID: biblio-1097273

RESUMO

Objetivo: analisar a associação entre os riscos ocupacionais e os danos relacionados ao trabalho de enfermagem em sala de vacinação. Método: estudo transversal analítico realizado em salas de vacinação de unidades de atenção primária à saúde entre junho e julho de 2017, com 171 trabalhadores de enfermagem. Utilizou-se um instrumento com informações sobre dados sociodemográficos, laborais e riscos ocupacionais e a Escala de Avaliação dos Danos Relacionados ao Trabalho. Estudo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: a exposição ocupacional aos riscos físico e ergonômico esteve associada a todas as formas de adoecimento investigadas, enquanto que a exposição ao risco mecânico às formas de adoecimento relacionadas aos danos físicos e psicológicos. A exposição ao risco químico associou-se ao adoecimento físico. Conclusão: as condições de trabalho a que os profissionais da enfermagem são expostos nas salas de vacinação, expressadas em riscos ocupacionais, são associadas a danos à sua saúde.


Objective: to analyze the association between occupational risks and damages related to nursing work in the vaccination room. Method: analytical cross-sectional study conducted in the vaccination rooms of primary health care units in the city of Rio de Janeiro between June and July 2017, with 171 nursing workers. An instrument was used with information on sociodemographic, occupational and occupational risk data and the Work-Related Damage Assessment Scale. The study was approved by the research ethics committee. Results: occupational exposure to physical and ergonomic risk were associated with all forms of illness investigated, while exposure to mechanical risk to forms of illness related to Physical and Psychological Damage Exposure to chemical risk was associated to physical illness. Conclusion: the working conditions to which nursing professionals are exposed in vaccination room, expressed in occupational risks, negatively affect their health.


Objetivo: analizar la asociación entre riesgos laborales y daños relacionados con el trabajo de enfermería en la sala de vacunación. Método: estudio transversal analítico realizado en las salas de vacunación de las unidades de atención primaria de salud de la ciudad de Río de Janeiro entre junio y julio de 2017, con 171 trabajadores de enfermería. Se utilizó un instrumento con información sobre datos sociodemográficos, laborales y de riesgos laborales y la Escala de evaluación de daños relacionados con el trabajo. El estudio fue aprobado por el comité de ética de investigación. Resultados: la exposición ocupacional al riesgo físico y ergonómico se asoció con todas las formas de enfermedad investigadas, mientras que la exposición al riesgo mecánico a las formas de enfermedad relacionadas con el daño físico y psicológico La exposición al riesgo químico se asoció a la enfermedad física. Conclusión: las condiciones de trabajo a las que están expuestos los profesionales de enfermería en la sala de vacunación, expresados en riesgos laborales, afectan negativamente su salud.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Atenção Primária à Saúde , Exposição Ocupacional , Vacinação , Recursos Humanos de Enfermagem , Doenças Profissionais , Condições de Trabalho , Brasil , Estudos Transversais , Técnicos de Enfermagem , Enfermeiras e Enfermeiros , Assistentes de Enfermagem
3.
Rev. enferm. UERJ ; 28: e45752, jan.-dez. 2020.
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas), BDENF | ID: biblio-1117683

RESUMO

Objetivo: estimar a prevalência do uso do preservativo e os fatores associados em trabalhadores da construção civil. Método: estudo transversal, analítico, com 370 trabalhadores da grande João Pessoa, Paraíba. Considerou como variável de desfecho o uso do preservativo na última relação sexual. Utilizou-se questionário estruturado. Análise de regressão logística bivariada e múltipla foi utilizada para identificar associação entre as variáveis sociodemográficas e o uso do preservativo. Resultados: a maioria dos participantes é do sexo masculino, adultos jovens, casados e com baixa escolaridade. A prevalência estimada de uso do preservativo foi de 23,5% (IC 95%: 19,2% - 27,8%). Indivíduos com menos de 39 anos possuem 1,82 vezes mais chances de usar o preservativo e ser casado diminui (RC=0,26) as chances de uso. Conclusão: há baixa prevalência de uso do preservativo em trabalhadores da construção civil. A prevenção combinada é uma alternativa para controle das infecções transmissíveis, sendo o preservativo o principal coadjuvante.


Objective: to estimate the prevalence of condom use and the associated factors in construction workers. Method: in this crosssectional, analytical study with 370 workers from greater João Pessoa, Paraíba, Brazil, the outcome variable was condom use at last sexual intercourse. A structured questionnaire was used. Bivariate and multiple logistic regression analysis was used to identify associations between sociodemographic variables and condom use. Results: most participants were young, male adults, married and with little education. Estimated prevalence of condom use was 23.5% (95% CI; 19.2% - 27.8%). Individuals under 39 years old were found to be 1.82 times more likely to use condoms than individuals aged 40 years or older (OR = 1.82; 95% CI), while being married reduced the likelihood (OR = 0.26). Conclusion: prevalence of condom use is low among construction workers. Combined prevention is one option for controlling communicable diseases, with condoms as the main support.


Objetivo: estimar la prevalencia del uso de condón y los factores asociados en trabajadores de la construcción. Método: en este estudio transversal y analítico con 370 trabajadores del área metropolitana de João Pessoa, Paraíba, Brazil, la variable de resultado fue el uso de condón en la última relación sexual. Se utilizó un cuestionario estructurado y análisis de regresión logística bivariada y múltiple para identificar asociaciones entre las variables sociodemográficas y el uso del condón. Resultados: la mayoría de los participantes fueron jóvenes, varones adultos, casados y con poca educación. La prevalencia estimada del uso de condones fue del 23,5% (IC del 95%; 19,2% - 27,8%). Se encontró que las personas menores de 39 años tenían 1,82 veces más probabilidades de usar condones que las personas de 40 años o más (OR = 1,82; IC del 95%), mientras que estar casado redujo la probabilidad (OR = 0,26). Conclusión: la prevalencia del uso de condones es baja entre los trabajadores de la construcción. La prevención combinada es una opción para controlar las enfermedades transmisibles, con el condón como principal apoyo.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Comportamento Sexual/estatística & dados numéricos , Saúde do Trabalhador , Preservativos/estatística & dados numéricos , Sexo sem Proteção/estatística & dados numéricos , Brasil , Indústria da Construção , Estudos Transversais , Prevenção de Doenças , Correlação de Dados , Enfermagem do Trabalho
4.
Brasília; s.n; 8 ago. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117974

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 16 artigos e 4 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Ozônio/uso terapêutico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico , Vacina BCG/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Corticosteroides/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Combinação de Medicamentos , Proteína Antagonista do Receptor de Interleucina 1/uso terapêutico , Células-Tronco Mesenquimais , Lopinavir/uso terapêutico , Darunavir/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
5.
Brasília; s.n; 1 ago. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117735

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 16 artigos.


Assuntos
Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Ácido Ascórbico/uso terapêutico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico , Vacina BCG/uso terapêutico , Colchicina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Interferon gama/uso terapêutico , Corticosteroides/uso terapêutico , Antirreumáticos/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Proteína Antagonista do Receptor de Interleucina 1/uso terapêutico , Lopinavir/uso terapêutico , Interferon alfa-2/uso terapêutico , Glucocorticoides/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
6.
Brasília; s.n; 13 ago. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117987

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 16 artigos e 5 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Vitamina D/uso terapêutico , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Cloroquina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Corticosteroides/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Lopinavir/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
7.
Brasília; s.n; 11 ago. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117979

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 14 artigos e 5 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Ribavirina/uso terapêutico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Ácido Ursodesoxicólico/uso terapêutico , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Prednisolona/uso terapêutico , Combinação Trimetoprima e Sulfametoxazol/uso terapêutico , Cloroquina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Interferon-alfa/uso terapêutico , Tacrolimo/uso terapêutico , Corticosteroides/uso terapêutico , Azitromicina/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Anticorpos Neutralizantes/uso terapêutico , Células-Tronco Mesenquimais , Lopinavir/uso terapêutico , Ácido Fólico/uso terapêutico , Meropeném/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico , Anticorpos Monoclonais/uso terapêutico , Ácido Micofenólico/uso terapêutico
8.
Brasília; s.n; 12 ago. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117983

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 13 artigos e 10 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Ivermectina/uso terapêutico , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Vacina BCG/uso terapêutico , Colchicina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Azitromicina/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Lopinavir/uso terapêutico , Inibidores de Janus Quinases/uso terapêutico , Telmisartan/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
9.
Brasília; s.n; 31 jul. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117732

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 12 artigos e 6 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Vacinas/uso terapêutico , Cloroquina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Azitromicina/uso terapêutico , Combinação de Medicamentos , Bevacizumab/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
10.
Brasília; s.n; 30 jul. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117730

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 14 artigos e 8 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Vitamina D/uso terapêutico , Metilprednisolona/uso terapêutico , Heparina/uso terapêutico , Cloroquina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Ritonavir/uso terapêutico , Combinação de Medicamentos , Lopinavir/uso terapêutico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
11.
Brasília; s.n; 29 jul. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117728

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 16 artigos e 3 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Midazolam/uso terapêutico , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Metilprednisolona/uso terapêutico , Vacinas contra Influenza/uso terapêutico , Propofol/uso terapêutico , Cloroquina/uso terapêutico , Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapêutico , Fentanila/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Enoxaparina/uso terapêutico , Azitromicina/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Cobre/uso terapêutico , Lopinavir/uso terapêutico , Resveratrol/uso terapêutico , Interferon alfa-2/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico , Ketamina/uso terapêutico
12.
Brasília; s.n; 25 jul. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117709

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 13 artigos e 8 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Antivirais/uso terapêutico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Interleucinas/antagonistas & inibidores , Corticosteroides/uso terapêutico , Proteína Antagonista do Receptor de Interleucina 1/uso terapêutico , Leflunomida/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico , Imunossupressores/uso terapêutico , Antibacterianos/uso terapêutico , Antifúngicos/uso terapêutico , Bloqueadores Neuromusculares/uso terapêutico
13.
Brasília; s.n; 20 jul.2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117679

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 14 artigos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Ribavirina/uso terapêutico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Vitamina D/uso terapêutico , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Dexametasona/uso terapêutico , Metilprednisolona/uso terapêutico , Prednisona/uso terapêutico , Roxitromicina/uso terapêutico , Estudos Transversais/instrumentação , Estudos de Coortes , Interferons/uso terapêutico , Azitromicina/uso terapêutico , Heparina de Baixo Peso Molecular/uso terapêutico , Peptidil Dipeptidase A/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Oseltamivir/uso terapêutico , Lopinavir/uso terapêutico , Amoxicilina/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
15.
Brasília; s.n; 13 jul. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117641

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 14 artigos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Vitamina D/uso terapêutico , Ivermectina/uso terapêutico , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Angiotensinas/uso terapêutico , Vacina BCG/uso terapêutico , Heparina/uso terapêutico , Interferon Tipo I/uso terapêutico , Estudos Transversais/instrumentação , Estudos de Coortes , Iloprosta/uso terapêutico , Corticosteroides/uso terapêutico , Enoxaparina/uso terapêutico , Azitromicina/uso terapêutico , Proteína Antagonista do Receptor de Interleucina 1/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
16.
Brasília; s.n; 8 jul. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117634

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 16 artigos e 11 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Antivirais/uso terapêutico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Vacinas/uso terapêutico , Cloroquina/uso terapêutico , Colchicina/uso terapêutico , Estudos Transversais/instrumentação , Estudos de Coortes , Interferon-alfa/uso terapêutico , Ativador de Plasminogênio Tecidual/uso terapêutico , Corticosteroides/uso terapêutico , Azitromicina/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Lopinavir/uso terapêutico , Fibrinolíticos/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico , Antibacterianos/uso terapêutico
17.
Brasília; s.n; 3 jul. 2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas), BRISA, PIE | ID: biblio-1117627

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referente ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 10 artigos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Imunoglobulinas/uso terapêutico , Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico , Vacina BCG/uso terapêutico , Cloroquina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Azitromicina/uso terapêutico , Heparina de Baixo Peso Molecular/uso terapêutico , Terapia Baseada em Transplante de Células e Tecidos , Hidroxicloroquina/uso terapêutico
18.
Brasília; s.n; 22 jul.2020.
Não convencional em Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-1117681

RESUMO

O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referentes ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 20 artigos e 10 protocolos.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/tratamento farmacológico , Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico , Betacoronavirus/efeitos dos fármacos , Ribavirina/uso terapêutico , Avaliação da Tecnologia Biomédica , Ceftriaxona/uso terapêutico , Dexametasona/uso terapêutico , Metilprednisolona/uso terapêutico , Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico , Estudos Transversais , Estudos de Coortes , Corticosteroides/uso terapêutico , Azitromicina/uso terapêutico , Heparina de Baixo Peso Molecular/uso terapêutico , Ritonavir/uso terapêutico , Oseltamivir/uso terapêutico , Lopinavir/uso terapêutico , Interferon beta-1a/uso terapêutico , Rituximab/uso terapêutico , Amiodarona/uso terapêutico , Hidroxicloroquina/uso terapêutico , Medicina Tradicional Chinesa/instrumentação , Antibacterianos/uso terapêutico
19.
Rev. hered. rehabil ; 3(1): 3-12, ene.-jun. 2020. tab
Artigo em Espanhol | LILACS (Américas), LIPECS | ID: biblio-1116193

RESUMO

El ejercicio profesional del fisioterapeuta dentro de su área laboral está caracterizado por realizar movimientos repetitivos, cargas y descargas de peso, el cual si no se realiza de una manera adecuada tendrá como consecuencias alteraciones músculo-esqueléticas que causan dolor. Objetivo: Determinar la frecuencia del dolor músculoesquelético en fisioterapeutas pediátricos en instituciones de salud de la ciudad de Lima. Material y Métodos: Se realizó un estudio de tipo observacional ­ descriptivo de corte transversal. El grupo de estudio estuvo constituido por 47 fisioterapeutas pediátricos de dos instituciones de salud ubicadas en la ciudad de Lima. Para recolectar la información se utilizó la encuesta como técnica y como instrumento se utilizó un cuestionario sobre el dolor músculo-esquelético elaborado para este fin. Resultados: El 100% de los fisioterapeutas pediátricos presentaron dolor y el 95,7% en los últimos 12 meses. El área más afectada fue el cuello (78,7%). La edad promedio es de 30,3 años, y los años de experiencia fueron 6,1 ± 5,7 años, rango de 1 a 24 años. La principal medida preventiva que los fisioterapeutas encuestados, siempre realizan durante su campo de trabajo es utilizar diferentes partes de su cuerpo para realizar alguna técnica fisioterapéutica durante el tratamiento. Conclusiones: La presencia de dolor musculoesqueléticos en fisioterapeutas pediátricos en los últimos 12 meses fue de 95,7 % y en los últimos 7 días 89,4%. A pesar de conocer las estrategias y las medidas preventivas observamos que los fisioterapeutas no lo realizan con frecuencia. (AU)


The physical exercise of the physiotherapist within his / her work area is characterized by repetitive movements, loads and weight discharges, which, if not performed properly, will result in musculoskeletal disorders causing pain. Objective: To determine the frequency of musculoskeletal pain in pediatric physical therapists of health institutions in the city of Lima. Material and Methods: A descriptive observational cross-sectional study will be carried out to 47 pediatric physical therapists from two health institutions located in the city of Lima. To collect the information, the survey will be used as a technique and a questionnaire on musculoskeletal pain will be used as instrument. Results: 100% of pediatric physiotherapists presented pain and 95.7% in the last 12 months. The most an affected area was the neck (78.7%). The average age is 30.3 years, and the years of experience was 6.1 ± 5.7 years, range from 1 - 24 years. The main preventive measure that the physiotherapists surveyed, always perform during their field of work is to use different parts of their body to perform some physiotherapeutic technique during the treatment. Conclusion: The presence of musculoskeletal pain in pediatric physiotherapists in the last 12 months was 95.7% and in the last 7 days 89.4%. Despite knowing the strategies and preventive measures we observed that the physiotherapists do not perform it frequently (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Dor Musculoesquelética , Fisioterapeutas , Estudos Transversais , Estudos Observacionais como Assunto
20.
Rev. hered. rehabil ; 3(1): 13-19, ene.-jun. 2020. tab
Artigo em Espanhol | LILACS (Américas), LIPECS | ID: biblio-1116194

RESUMO

A lo largo del tiempo, las alteraciones de voz han incrementado su presencia significativamente, más aún en la población infantil, afectando muchas veces su comunicación y desarrollo personal, por lo que es importante generar una cultura de prevención. Objetivo: Determinar la frecuencia de las alteraciones de la altura tonal e intensidad vocal en niños de 4 a 6 años de las Instituciones de Educación Inicial Públicas del Distrito de Magdalena del Mar en el año 2015. Material y Métodos: Estudio descriptivo de tipo transversal. Se utilizaron dos instrumentos para la recolección de datos: Una Ficha de Recolección que fue respondida por los padres de familia sobre el género, la edad y el estado actual de la voz de su niño y un Software de análisis acústico PRAAT (Versión 5.4.06) con el cual se midió la altura tonal e intensidad vocal, permitiendo determinar si la voz era la adecuada o presentaba alguna alteración, al ser comparados los resultados obtenidos con los parámetros bibliográficamente establecidos. Resultados: De una muestra total de 128 niños, se recolectó 117 datos, el 22,22% de esta población presentó tanto la altura tonal como la intensidad vocal alterados, donde el 65,38% fueron de género femenino. Además los niños de 4 y 6 años presentaron su altura tonal alterada, con un 34,29% a su población, proporcionalmente. Conclusiones: El intensidad vocal, lo que indica un inadecuado uso vocal. (AU)


Over time, the voice alterations have increased their presence significantly, affecting frequently the communication and personal development of the child population. For this reason is important to generate a culture of prevention. Objective: To determinate the frequency of the alterations of the tonal height and vocal intensity in children from 4 to 6 years old of the public Institutions of Initial Education in Magdalena del Mar district in 2015. Material and Methods: Descriptive study of transverse type. Two instruments were used for data collection: A record collection sheet that was answered by parents about the gender, age and the actual state of the voice of their child. Also a software of acoustic analysis PRAAT (Version 5.4.06) which was used to measure the tonal height and vocal intensity. It allowed to determinate if the voice was suitable or presented any alteration when the results obtained were compared with the bibliographitly parameters established. Results: A total sample of 128 children was collected 117 data, the 22.22% of this population presented both the tonal height and the vocal intensity altered, where 65.38% was of female gender. Also children of 4 and 6 years old presented their pitch altered this represents a 34.29% of their population proportionately. Conclusions: The 55.56% of the sample presented an alteration of the level of the vocal intensity which indicated a vocal inappropriate use. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Nível de Percepção Sonora , Voz , Qualidade da Voz , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA