Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 195
Filtrar
1.
Dent. press endod ; 9(1): 21-25, jan.-mar. 2019. tab, Ilus
Artigo em Português | LILACS (Américas), BBO | ID: biblio-1000053

RESUMO

Objetivo: avaliar, radiograficamente, a prevalência, extensão e severidade da reabsorção dentária em dentes adjacentes à área de fissura após enxerto ósseo alveolar. Métodos: radiografias de 200 indivíduos com fissura unilateral e bilateral, alveolar e palatina, foram analisadas para se investigar a presença de reabsorção dentária relacionada com o enxerto ósseo. No total, 1.315 radiografias foram analisadas (periapical, oclusal e radiografias panorâmicas), obtidas a partir de 200 indivíduos com fissura labiopalatina unilateral e bilateral completa ubmetidos a cirurgia de enxerto, disponíveis a partir dos arquivos da Seção de Radiologia do HRAC-USP. Resultados: entre os 200 indivíduos, 33 tinham reabsorções dentárias externas. Dessas, 15 estavam presentes nas radiografias pré-operatórias e 18 só depois do enxerto ósseo. No geral, 30 reabsorções localizaram- se no terço apical da raiz e 3 no terço cervical; o incisivo central esquerdo foi o mais afetado. Não foram observadas reabsorções dentárias no terço médio da raiz e nenhuma reabsorção afetou mais de um terço. Não existiu diferença estatisticamente significativa entre a idade do paciente durante a cirurgia de enxerto ósseo e a presença de reabsorção dentária externa. Conclusões: a prevalência da reabsorção dentária em dentes adjacentes à área da fissura em indivíduos submetidos a enxerto ósseo foi baixa (16,5%). O terço apical da raiz foi o local mais frequente de reabsorção radicular externa, e não houve reabsorções afetando mais de um terço da raiz. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Perda do Osso Alveolar/diagnóstico por imagem , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Enxerto de Osso Alveolar/métodos , Reabsorção de Dente , Distribuição de Qui-Quadrado
2.
Rev. ADM ; 75(5): 278-282, sept.-oct. 2018. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS (Américas) | ID: biblio-980020

RESUMO

La microforma de fisura labial es una expresión de la fisura labial superior incompleta que se caracteriza por un surco o depresión cutáneomuscular a lo largo del margen del filtrum, asimetría o discontinuidad del margen mucocutáneo a nivel del pico del arco de Cupido, discontinuidad de la porción superior del músculo orbicular de la boca y deformidad menor del ala nasal. Es una condición que por su aparente poca gravedad y aparente fácil reparación, así como por su inusual presentación clínica, los reportes literarios sobre ella son escasos. Se presenta una revisión bibliográfica al respecto y se comunica un caso clínico como aporte a la literatura (AU)


The microform cleft lip is an expression of incomplete superior cleft lip is characterized by a groove or depression cutaneous and muscular along the margins of the philtrum, asymmetry or discontinuity mucocutaneous margin at the peak of Cupid's bow, discontinuity in the upper portion of the orbicularis oris muscle and minor deformity of the nasal ala. It is a condition for its apparent low gravity and apparent easy to repair as well as for its unusual clinical presentation, literature reports are scarce. We present a literature review and communicate about a case as a contribution to literature (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Lactente , Fenda Labial/cirurgia , Fenda Labial/classificação , Procedimentos Cirúrgicos Bucais , Cuidados Pós-Operatórios
3.
Rev. bras. cir. plást ; 33(2): 196-203, abr.-jun. 2018. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-909405

RESUMO

Introdução: O retalho miomucoso de músculo bucinador, descrito em 1989, pode ser utilizado para corrigir fístulas palatinas, fissuras com alongamento do palato mole ou cobrir áreas cruentas após ressecções de tumores. Métodos: Trata-se da análise do resultado após 27 anos de 6 casos de pacientes operados no Hospital de Base e na Santa Casa de São José do Rio Preto, no período de 1984 a 1989, e reavaliados em 2016, nos quais foram realizados retalhos miomucosos de bucinador para correção de fissura palatina. Resultados: Dos 36 casos operados, 6 foram reavaliados após 27 anos, dos quais 5 trataram-se de correção primária e 1 de correção secundária (fístula após fechamento de fissura palatina). Todos os casos obtiveram resultados satisfatórios no crescimento maxilar, na correção da fistula palatina e na função da fala. Conclusão: Apesar de estatisticamente não significativo, o presente estudo demonstrou que o retalho miomucoso de músculo bucinador para correção e alongamento do palato é um procedimento adequado, com resultados de crescimento maxilar normal ou próximo disso e fala praticamente normal, mesmo sem adequado tratamento fonoaudiológico.


Introduction: The buccal musculo-mucosal patch, described in 1989, can be used to correct palatine fistulas and fissures with stretching of the soft palate, or to cover bloody areas after tumor resection. Methods: This is an analysis of the 27-year postoperative results for 6 patients who underwent operation at Base Hospital and Santa Casa de São José do Rio Preto between 1984 and 1989, and reassessed in 2016, when a myo-buccinator mucosa was used for cleft palate correction. Results: Of the 36 operated cases, 6 were reevaluated after 27 years, of which 5 had primary correction and 1 had a secondary correction (fistula after cleft palate closure). All the cases had satisfactory results in terms of maxillary growth, correction of the palatine fistula, and speech function. Conclusion: Although not statistically significant, the present study demonstrated that the buccal musculo-mucosal flap is an adequate procedure for correction and stretching of the palate, with normal or near-normal maxillary growth and practically normal speech even without adequate phono-audiological treatment.


Assuntos
Humanos , História do Século XXI , Palato Mole , Retalhos Cirúrgicos , Insuficiência Velofaríngea , Fenda Labial , Fissura Palatina , Procedimentos Cirúrgicos Bucais , Fístula , Palato Mole/anatomia & histologia , Palato Mole/anormalidades , Palato Mole/cirurgia , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/efeitos adversos , Retalhos Cirúrgicos/cirurgia , Insuficiência Velofaríngea/cirurgia , Insuficiência Velofaríngea/complicações , Insuficiência Velofaríngea/reabilitação , Fenda Labial/cirurgia , Fenda Labial/complicações , Fissura Palatina/cirurgia , Procedimentos Cirúrgicos Bucais/métodos , Fístula/cirurgia , Fístula/complicações , Fístula/reabilitação
4.
Rev. bras. cir. plást ; 33(1): 82-88, jan.-mar. 2018. ilus, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-883642

RESUMO

Introdução: As fendas labiais são deformidades congênitas muito comuns e acometem em grau variável as partes moles e estruturas ósseas do terço médio da face. O tratamento cirúrgico deve ser precoce e segue um protocolo que varia de acordo com o centro de referência. As técnicas cirúrgicas de queiloplastia são inúmeras e, dentre elas, uma das mais utilizadas é a de Millard. O objetivo é avaliar a técnica de Millard tipo I associada a uma zetaplastia da mucosa (técnica empregada pelo autor) como cirurgia de escolha na queiloplastia primária dos pacientes portadores de fenda labial unilateral, entendendo que a técnica é adequada se o número de cirurgias secundárias (reoperações) for baixo. Métodos: Foram operados 65 pacientes por essa técnica no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2012 em Santos. Todos acompanhados por no mínimo quatro anos. Resultados: Dos 65 pacientes, 10 (15%) foram considerados "resultados insatisfatórios" e reoperados. Conclusão: Queiloplastia primária à Millard tipo I associada a zetaplastia é adequada, com um número de reoperações baixo e semelhantes aos da literatura atual.


Introduction: Cleft lips are very common congenital deformities that affect, in varying degrees, the soft tissues and bone structures of the middle third of the face. Surgical treatment should be performed early and a protocol must be followed, which varies according to the reference center. There are numerous surgical techniques for lip repair, and among them, the Millard technique is the most used. The objective is to evaluate the association of the Millard type I with zetaplasty mucosal technique (used by the author) as the surgery of choice for primary lip repair in patients with unilateral cleft lip, and to understand whether the techniques are appropriate when the number of second surgeries (reoperation) is low. Methods: Sixty-five patients underwent operations by this technique from January 2007 to December 2012 in Santos, all of whom were followed for at least four years. Results: Of the 65 patients, 10 (15%) were considered to present "unsatisfactory results" and underwent reoperation. Conclusion: Primary cheiloplasty with zetaplasty-associated Millard type I is appropriate when the number of reoperations is low, and our results agree with the current literature.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , História do Século XXI , Palato Mole , Anormalidades Congênitas , Fenda Labial , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Palato Mole/anormalidades , Palato Mole/cirurgia , Anormalidades Congênitas/cirurgia , Anormalidades Congênitas/terapia , Fenda Labial/cirurgia , Fenda Labial/complicações , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/efeitos adversos , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos
5.
Arch. argent. pediatr ; 116(1): 26-33, feb. 2018. tab, ilus
Artigo em Inglês, Espanhol | LILACS (Américas), BINACIS | ID: biblio-887430

RESUMO

Introducción. Las fisuras orales son anomalías congénitas mayores que comprometen la integridad del labio y/o paladar, y pueden también afectar la nariz y las fosas nasales. La prevalencia enArgentina esde, aproximadamente, 15 afectados cada 10 000 nacimientos. El Ministerio de Salud de la Nación implemento, a partir del año 2015, una red nacional para la atención de niños/as con fisuras orales en Argentina a través de un trabajo conjunto entre la Red Nacional de Anomalías Congénitas (RENAC) (centro coordinador de la red nacional) y el Programa SUMAR. El objetivo de este trabajo es describir la red de atención y sus primeros resultados. Población y métodos. Se identificaron y acreditaron 61 instituciones que realizaban el tratamiento de fisuras orales de manera integral o articuladamente con otras instituciones. Se conectaron las maternidades con las instituciones tratantes, que se agruparon en nodos de la red de atención. Resultados. En el período entre marzo de 2015 y febrero de 2016, se identificaron 550 recién nacidos con cobertura exclusiva del sector público de salud. De ellos, un 18% presentó fisura de labio; 62%, fisura de labio y paladar; y 20%, fisura de paladar únicamente; en un 75% se presentaron de forma aislada y, en un 25%, asociadas a otras anomalías congénitas. Conclusión. Un 70% de los niños fue evaluado por una institución tratante acreditada y se encuentran en tratamiento. Se busca mejorar la sistematización de los datos, incorporar mayor cantidad de instituciones, fortalecer el trabajo interdisciplinario de los equipos y promover estándares de calidad para los tratamientos.


Introduction. Oral clefts are major congenital anomalies that may affect the lip and/or palate, and that may also involve the nose and nostrils. In Argentina, their prevalence is approximately 15 per 10 000 births. In 2015, the Ministry of Health of Argentina created a national health care network for children with oral clefts in Argentina through the joint work with the National Registry of Congenital Anomalies (Red Nacional de Anomalías Congénitas, RENAC) (coordinating center for the national network) and the SUMAR Program. The objective of this study was to describe the health care network and its preliminary outcomes. Population and methods. A total of 61 centers that provided a comprehensive treatment for oral clefts or in collaboration with other centers were identified and accredited. Maternity centers were connected with treating centers grouped in health care network nodes. Results. In the period between March 2015 and February 2016, 550 newborn infants who were exclusively covered by the public health care system were identified. Among these, 18% had a cleft lip; 62%, cleft lip and palate; and 20%, cleft palate only; 75% were isolated cases and 25%, in association with other congenital anomalies. Conclusion. Approximately 70% of children were assessed by a certified treating institution and are receiving treatment. The network seeks to improve data systematization, include the largest number of centers possible, strengthen interdisciplinary team work, and promote high-quality standards for treatments.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Serviços de Saúde da Criança/organização & administração , Estudos Transversais , Resultado do Tratamento
6.
Rev. inf. cient ; 97(2 Suplemento Estomatología): i:408-f:420, 2018. tab
Artigo em Espanhol | LILACS (Américas) | ID: biblio-998794

RESUMO

Se realizó un estudio descriptivo-transversal de los pacientes fisurados labiopalatinos atendidos en el Hospital Pediátrico Docente "Pedro Agustín Pérez" de Guantánamo, en el período 2007-2017, con la finalidad de. El universo fue de 44 pacientes. El grupo de edad que predominó fue el de 0-3 años, el sexo masculino fue el más afectado. La mayoría de los pacientes estudiados son de procedencia rural. El patrón hereditario afectó sólo a algunos pacientes, los factores ambientales jugaron un papel más decisivo. El diagnóstico ultrasonográfico sólo detectó un porcentaje mínimo del total de fisurados. La edad quirúrgica se comportó de manera que la queiloplastia y la estafilorrafia conjunta se realizaran alrededor de los 3 a 8 meses de edad, la palatorrafia se realizó por lo general entre los 18 y 20 meses. La técnica quirúrgica más usada fue la Millard para el cierre del labio, menos de la mitad de los pacientes fueron operados con la técnica funcional en combinación con otras técnicas. El tratamiento ortodóncico más usado fue después de la intervención. La combinación de la técnica funcional con la ortodoncia obtuvo resultados satisfactorios en los casos donde fue usada esta modalidad de tratamiento(AU)


A cross - sectional descriptive study was carried out of fissured lip palatal patients treated at the Pediatric Teaching Hospital "Pedro Agustín Pérez" of Guantánamo, 2007-2017. The universe was 44 patients. The age group that predominated was 0-3 years; the male sex was the most affected. The majority of the studied patients were of rural origin. The hereditary pattern affected only some patients, environmental factors played a more decisive role. The ultrasonographic diagnosis only detected a minimum percentage of the total of fissures. Surgical age behaved in such a way that cheiloplasty and joint staphylography were performed at around 3 to 8 months of age; palatorrhaphy was usually performed between 18 and 20 months. The most used surgical technique was the Millard for lip closure, less than half of the patients were operated with the functional technique in combination with other techniques. The most used orthodontic treatment was after the intervention. The combination of the functional technique with orthodontics obtained satisfactory results in the cases where this treatment modality(AU)


Assuntos
Humanos , Lactente , Pré-Escolar , Fenda Labial/cirurgia , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais
7.
Bauru; s.n; 2018. 62 p. ilus, tab.
Tese em Inglês | LILACS (Américas), BBO | ID: biblio-905295

RESUMO

This study aimed to present two papers that show the alterations in the dental arch dimensions of children with cleft lip and palate before and after the primary surgeries. The first study aimed to evaluate the dimensional alterations of the dental arches of neonates with unilateral complete cleft lip and palate before and after two different primary plastic surgeries. The sample was composed of 114 dental casts of 57 children, divided into two groups: Group 1 ­ 26 neonates whose lip closure was accomplished at 3 months of life by Millard´s technique and the anterior and posterior palate closure by von Langenback's technique (VL); Group 2 ­ 31 neonates whose lip closure, nose's ala correction, and anterior palate closure were accomplished of life by Millard´s technique, Mcomb's or Skoog's technique, and vomer's flap, respectively at 3 months of life; posterior palate closure was accomplished by VL at 12 months of life. The dental casts were analyzed at two phases: (T1) pre-cheiloplasty and (T2) one year after palatoplasty. The second study aimed to evaluate morphometrically and longitudinally the alterations of the dental arch dimensions of children with cleft lip and palate. The sample was composed by digital dental casts of children with complete cleft lip (Group 1), complete cleft lip and palate (Group 2), and complete cleft palate (Group 3), obtained at pre-cheiloplasty (T1), pre-palatoplasty (T2), and one year after palatoplasty (T3). The measurements of the dental arch dimensions of both studies were performed directly on the digitized models and analyzed by Appliance Designer software. The following dimensions were obtained: intercanine distance, inter-tuberosity distance, anterior arch length, and total arch length. A previously trained and calibrated examiner performed the assessments of both studies. To verify the alterations among groups, t test and ANOVA followed by Tukey was applied. In the first study, no statistically significant differences occurred at pre-cheiloplasty. At one year after palatoplasty, Group 1 had statistically significant greater anterior-posterior arch length (P=0.002) than Group 2. This suggested that the outcomes of the different surgical techniques may cause alterations in the dental arch growth and development of neonates with cleft lip and palate. In the second study, in Group 1, the distances C-C', T-T', and I-TT' were statistically greater at T2 than at T1. In Group 2, the distances C-C' and I-CC' were smaller at T3. T-T' distance decreased and I-TT' distance increased at all phases. In Group 3, the C-C', T-T', and I-TT' distances were statistically greater at T3. The intergroup comparisons showed that C-C' and T-T' distances were statistically greater in Group 1; C-C' and I-CC' distances were statistically smaller in Group 2; and I-TT' distance was statistically greater in Group 3. The longitudinal evaluation of the changes occurred in the dental arches of children with different oral cleft types showed that cheiloplasty and palatoplasty caused the most alterations in the growth and development of the maxillary dimensions of children with complete cleft lip and palate.(AU)


O propósito deste estudo foi apresentar dois artigos que mostram as alterações das dimensões dos arcos dentários de crianças com fissura labiopalatina antes e depois das cirurgias primárias. O primeiro estudo foi proposto para avaliar as alterações dimensionais dos arcos dentários de neonatos com fissura labiopalatina antes e após a realização de duas técnicas distintas de cirurgias plásticas primárias. A amostra foi composta de 114 modelos dentários em gesso de 57 crianças, divididos em dois grupos: Grupo I ­ 26 neonatos, fechamento do lábio realizado aos 3 meses de vida pela técnica de Millard e palato total aos 12 meses, pela técnica de von Langenback (VL); Grupo II ­ 31 neonatos, fechamento do lábio pela técnica de Millard aos 3 meses de vida, correção de asa nasal (técnicas de Mcomb ou Skoog) e palatoplastia anterior com retalho de vômer aos 3 meses. A palatoplastia posterior foi realizada aos 12 meses pela técnica VL. Os modelos foram analisados em 2 fases: (F1) pré-queiloplastia e (F2) 1 ano pós-palatoplastia. No segundo estudo o objetivo foi realizar uma avaliação longitudinal das alterações das dimensões dos arcos dentários de crianças com fissura labiopalatina. A amostra foi composta de modelos digitais de crianças com fissura completa de lábio (Grupo 1), completa de lábio e palato (Grupo 2), e completa de palato (Grupo 3), obtidos nas fases de pré-queiloplastia (Fase 1), pré-palatoplastia (Fase 2), 1 ano póspalatoplastia (Fase 3). As medidas das dimensões dos arcos dentários nos dois estudos foram realizadas nos modelos digitalizados e analisados utilizando software Appliance Designer. As seguintes dimensões foram obtidas: distância intercaninos, distância intertuberosidade, comprimento anterior do arco dentário e comprimento total do arco. Um avaliador previamente calibrado e treinado realizou as avaliações para os dois estudos. Foi aplicado o Teste t e a Análise de Variância, seguida do Teste de Tukey. Para o primeiro estudo não houve diferença estatisticamente significante na fase pré-queiloplastia entre os grupos. Na fase 1 ano pós-palatoplastia houve diferença para o comprimento anteroposterior do arco dentário (p=0,002), entre os grupos, com valores maiores para o grupo I. Para o segundo estudo, no Grupo 1, as distâncias C-C', T-T' e I-TT' apresentaram diferença estatisticamente significante entre a F1 e F2, com aumento na F2. Para o Grupo 2, houve diferença estatisticamente significante em todas as fases avaliadas. As distâncias C-C' e I-CC' apresentaram menor valor na F3, T-T' diminuiu em todas as fases, e I-TT' aumentou em todas as fases. No Grupo 3, as distâncias C-C', T-T' e I-TT' mostraram diferença estatisticamente significante com aumento na F3. Quando avaliadas as medidas entre os grupos e fases, C-C' e T-T' mostraram um valor maior para o Grupo 1. A comparação entre F2 e F3 mostraram para as distâncias C-C' e I-CC' valor menor para o Grupo 2, e I-TT' foi maior para o Grupo 3. As avaliações longitudinais nos arcos dentários mostraram que a queiloplastia e palatoplastia causam maiores alterações de crescimento e desenvolvimento maxilares de pacientes com fissura completa de lábio e palato.(AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Masculino , Lactente , Pré-Escolar , Fenda Labial/patologia , Fissura Palatina/patologia , Arco Dental/patologia , Pontos de Referência Anatômicos , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Modelos Dentários , Imageamento Tridimensional , Estudos Longitudinais , Valores de Referência , Fatores Sexuais
8.
Braz. oral res. (Online) ; 32: e24, 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS (Américas) | ID: biblio-889479

RESUMO

Abstract: Considering that environmental risk factors substantially contribute to the etiology of orofacial clefts and that knowledge about the characteristics and comorbidities associated with oral clefts is fundamental to promoting better quality of life, this study aimed to describe the risk factors, main characteristics, and comorbidities of a group of patients with cleft lip and/or cleft palate (CL/P) from Rio Grande do Norte (RN), Brazil. Data were obtained from 173 patients with CL/P using a form from the Brazilian database on Orofacial Clefts. Most patients were male with cleft lip and palate and had a normal size and weight at birth; presented few neonatal intercurrent events; and had anemia and respiratory and cardiovascular diseases as main associated comorbidities. They also required timely surgical rehabilitation and multidisciplinary care to stimulate their neuropsychomotor development. In addition, a high frequency of familial recurrence and of parental consanguinity was evidenced in the studied population, especially for the cleft lip and cleft palate type. Other relevant findings were the considerable maternal exposure to alcohol, infections, smoking, and hypertension, as well as low supplementation with vitamins and minerals and deliberate consumption of analgesics, antibiotics, and antihypertensives during pregnancy. Characterization of the CL/P patient profile is essential for the planning of health services and integration among the health professionals involved in the diagnosis and treatment of these malformations. Our results reinforce the need for additional research to confirm the association between environmental factors and the development of orofacial clefts.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Adulto Jovem , Fenda Labial/epidemiologia , Fenda Labial/etiologia , Fissura Palatina/epidemiologia , Fissura Palatina/etiologia , Brasil/epidemiologia , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Comorbidade , Consanguinidade , Idade Materna , Exposição Materna , Prevalência , Medição de Risco , Fatores de Risco , Fatores Sexuais , Fumar/efeitos adversos
9.
Rev. bras. cir. plást ; 32(4): 486-490, out.-dez. 2017. ilus, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-878748

RESUMO

Introdução: As fissuras labiopalatinas são malformações congênitas e, no Brasil, estima-se a ocorrência de 1:650 nascimentos. A classificação adotada é a de Spina. A queiloplastia e a palatoplastia são as principais cirurgias executadas. Métodos: Estudo retrospectivo descritivo com obtenção de dados a partir do sistema Smile Train Express referente a pacientes com fissura labiopalatina atendidos por equipe cirúrgica de referência entre 1 de março de 2014 e 1 de dezembro de 2016. Resultados: Foram identificados 477 pacientes, predominando o sexo masculino e os dois primeiros anos de vida na admissão. A fissura mais prevalente foi transforame e unilateral esquerda. O tratamento cirúrgico mais frequente foi a queiloplastia. Conclusões: O padrão epidemiológico está em consonância com a literatura nacional.


Introduction: Orofacial clefts are congenital malformations with an estimated occurrence of 1:650 births in Brazil. The most widely adopted classification system in that country is the method developed by Spina, and cheiloplasty and palatoplasty are the main surgeries performed. Methods: This was a retrospective descriptive study using data collected from the Smile Train Express organization regarding patients with orofacial clefts treated by a reference surgical team between March 1, 2014 and December 1, 2016. Results: A total of 477 patients were identified, predominantly male and in the first two years of life at admission. The most prevalent type of malformation was left unilateral transforamen cleft. The most frequent surgical treatment was cheiloplasty. Conclusions: The epidemiological pattern is consistent with the findings described in the national literature.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , História do Século XXI , Estudos Retrospectivos , Fenda Labial , Fissura Palatina , Anormalidades Maxilofaciais , Lábio , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Fissura Palatina/classificação , Fissura Palatina/terapia , Fissura Palatina/epidemiologia , Anormalidades Maxilofaciais/cirurgia , Anormalidades Maxilofaciais/patologia , Lábio/anormalidades , Lábio/cirurgia
10.
Rev. bras. cir. plást ; 32(3): 321-327, jul.-set. 2017.
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-868230

RESUMO

INTRODUÇÃO: A fissura oral é a segunda maior causa de anomalias congênitas e representa a principal alteração craniofacial em nascidos vivos. O objetivo do presente estudo foi determinar os dados epidemiológicos do Centro de Atenção Integral ao Fissurado Labiopalatal, no período entre janeiro de 2011 e dezembro de 2014. MÉTODOS: Estudo retrospectivo utilizando prontuários clínicos. Foram avaliados 1262 prontuários de pacientes portadores de fissura oral. Após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, 52,7% prontuários foram incluídos no estudo. RESULTADOS: Entre os 666 prontuários, 57,4% foram do gênero masculino e 42,6% do feminino. Verificou-se que 34,8% dos pacientes apresentaram fissuras transforame, 27,2% fissuras pré-forame, 25,8% fissuras pós-forame e 12,2% outros tipos de fissuras. Pacientes oriundos de Curitiba e Região Metropolitana correspondem a 36,6%, aqueles do Interior do Paraná abrangem 61% dos atendimentos no Centro de Atenção. As medianas de idade na primeira consulta, entre os pacientes de Curitiba e Região Metropolitana e do Interior do Paraná, são de 1 mês e 2 meses, respectivamente. E a primeira cirurgia, realizada no Centro de Atenção, foi em torno de 6 meses, nos pacientes de Curitiba e Região Metropolitana, e de 7 meses naqueles oriundos do Interior do Paraná. CONCLUSÃO: Verificou-se predomínio de fissuras em meninos e maior frequência da fissura pós-forame incompleta. Observou-se que, apesar da distância, as crianças oriundas do Interior do Paraná realizaram a cirurgia de correção e chegaram ao centro de referência com apenas um mês de diferença em relação aquelas da cidade sede do Centro de Atenção Integral ao Fissurado Labiopalatal.


INTRODUCTION: Oral cleft is the second major cause of congenital anomalies and represents a major craniofacial alteration in live births. The objective of this study was to analyze the epidemiological data collected from the Center for Comprehensive Care to Individuals with Cleft Lip and Palate in the period from January 2011 to December 2014. METHODS: This retrospective study evaluated 1,262 medical records of patients with an oral cleft. After applying the inclusion and exclusion criteria, 52.7% of the medical records were included in the study. RESULTS: Among the 666 medical records, 57.4% were of male patients and 42.6% were of female patients. Of these, 34.8% of the patients had a trans-foramen cleft, 27.2% had a pre-foramen cleft, 25.8% had a post-foramen cleft, and 12.2% had another type of cleft. Patients from Curitiba and the metropolitan region constituted 36.6% of the cases, and patients from rural areas of Paraná represented 61% of the visits to the care center. The median age at the first visit of the patients from Curitiba/metropolitan region and rural areas of Paraná was 1 and 2 months, respectively. The first surgery was performed at the care center at the age of 6 months in patients from Curitiba and metropolitan region and 7 months in patients from rural areas of Paraná. CONCLUSION: There was a predominance of boys and a higher prevalence of incomplete post-foramen clefts in the total population. Despite the long distance to the care center, children from rural areas of Paraná underwent the correction surgery and were treated at the referral center with an age difference of only 1 month compared with patients who lived in Curitiba, where the care center is located.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , História do Século XXI , Anormalidades Múltiplas , Epidemiologia , Estudos Transversais , Estudos Retrospectivos , Fenda Labial , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Doenças do Recém-Nascido , Anormalidades Múltiplas/cirurgia , Anormalidades Múltiplas/patologia , Epidemiologia/normas , Fenda Labial/cirurgia , Fenda Labial/terapia , Fenda Labial/epidemiologia , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos , Doenças do Recém-Nascido/cirurgia , Doenças do Recém-Nascido/patologia , Doenças do Recém-Nascido/epidemiologia
11.
Braz. oral res. (Online) ; 31: e23, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS (Américas) | ID: biblio-839518

RESUMO

Abstract The objective of this study was to investigate the prevalence of live births with orofacial clefts in Brazil from 2009 to 2013, according to Brazil’s federative units and regions, and correlate it with the number of corrective surgery procedures for cleft lip and palate performed through the Brazilian National Health System in the same period. The data were collected from the National Live Birth System (SINASC in Portuguese) and the Hospital Information System (SIH-SUS in Portuguese). The results showed that the average prevalence of oral clefts in the period was 5.86 per 10,000 live births, with differences observed between the federative units and the regions. The correlation between the prevalence of orofacial clefts and the number of medical procedures associated with this anomaly was statistically significant (r=0.94; p <0.001). This result indicates that greater investments are being made in areas with a higher number of cases. The relationship between supply and demand for corrective surgeries suggests that only 18.91% of the live births with orofacial clefts in this period may have received this service under the Brazilian National Health System.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Fenda Labial/epidemiologia , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/epidemiologia , Fissura Palatina/cirurgia , Nascimento Vivo/epidemiologia , Programas Nacionais de Saúde , Brasil/epidemiologia , Fenda Labial/economia , Fenda Labial/reabilitação , Fissura Palatina/economia , Fissura Palatina/reabilitação , Mapeamento Geográfico , Gastos em Saúde , Programas Nacionais de Saúde/economia , Prevalência , Fatores de Tempo
12.
Braz. oral res. (Online) ; 31: e46, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS (Américas) | ID: biblio-839517

RESUMO

Abstract This study aimed at monitoring the maxillary growth of children with cleft lip/palate in the first two years of life, and to evaluate the effects of primary surgeries on dental arch dimensions. The sample consisted of the three-dimensional digital models of 25 subjects with unilateral complete cleft lip and palate (UCLP) and 29 subjects with isolated cleft palate (CP). Maxillary arch dimensions were measured at 3 months (before lip repair), 1 year (before palate repair), and at 2 years of age. Student’s ttest was used for comparison between the groups. Repeated measures ANOVA followed by Tukey’s test was used to compare different treatment phases in the UCLP group. Paired ttest was used to compare different treatment phases in the CP group. P<0.05 was considered statistically significant. Decreased intercanine distance and anterior arch length were observed after lip repair in UCLP. After palate repair, maxillary dimensions increased significantly, except for the intercanine distance in UCLP and the intertuberosity distance in both groups. At the time of palate repair and at two years of age, the maxillary dimensions were very similar in both groups. It can be concluded that the maxillary arches of children with UCLP and CP changed as a result of primary surgery.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Imageamento Tridimensional/métodos , Arco Dental/crescimento & desenvolvimento , Maxila/crescimento & desenvolvimento , Valores de Referência , Fatores de Tempo , Cefalometria , Análise de Variância , Fenda Labial/reabilitação , Fissura Palatina/reabilitação , Fatores Etários , Resultado do Tratamento , Arco Dental/patologia , Pontos de Referência Anatômicos , Ilustração Médica
13.
Rev. bras. cir. plást ; 32(1): 37-45, 2017. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-832668

RESUMO

Introdução: A fissura labiopalatina é a deformidade congênita mais frequente dentre as malformações craniofaciais, afetando principalmente o lábio superior, nariz e palato. A realização da queiloplastia associada à rinoplastia primária em tempo único é uma tendência. Avaliamos a correlação entre a gravidade da fissura, a idade cirúrgica e a qualidade estética do resultado pós-operatório. Métodos: Foram avaliados 26 pacientes com fissuras labiais ou labiopalatinas unilaterais, com idades entre 3 e 12 meses, operados pela técnica de queilorrinoplastia de Göteborg/McComb. Foi feita uma avaliação fotográfica do pré e pós-operatório por cinco cirurgiões plásticos separadamente e os dados analisados. Resultados: A idade média de realização do procedimento foi de 6,5 ± 3,15 meses, sendo que somente sete pacientes (26,9%) foram operados na idade de 3 meses preconizada pelo protocolo. Foi encontrada correlação entre a gravidade da fissura e a qualidade dos resultados, ao mesmo tempo em que não foi encontrada associação entre a idade da cirurgia e os resultados. Todos os casos do estudo foram considerados ótimos ou satisfatórios. Conclusões: A utilização de uma técnica de queiloplastia que seja de fácil reprodutibilidade, com bons resultados estéticos, e que possa ser utilizada em conjunto com outras técnicas de tratamento primário do nariz é uma boa opção a ser adotada por centros de tratamentos deste tipo de paciente. A gravidade da fissura é um fator importante na qualidade dos resultados. Quanto mais grave a fissura os resultados tendem ser piores. A idade da cirurgia, neste estudo, não teve correlação com a qualidade nos resultados.


Introduction: Cleft lip and palate, the most frequent congenital craniofacial deformity, mainly affects the upper lip, nose, and palate. One possible treatment is single-stage lip repair with primary rhinoplasty. Here we assessed the correlations among cleft severity, surgical age, and aesthetic results. Methods: A total of 26 patients with unilateral cleft lip or cleft lip and palate aged 3-12 months underwent surgical lip repair associated with the Göteborg/McComb rhinoplasty technique. Steps before and after surgery were separately evaluated by five plastic surgeons using pictures and the data were analyzed. Results: The average patient age at surgery was 6.5 ± 3.15 months, and only seven patients (26.9%) underwent surgery at 3 months of age as recommended by the protocol. Cleft severity and results quality were associated, whereas surgical age and aesthetic results were not correlated. Results in all cases were considered optimal or satisfactory. Conclusions: The lip repair technique, which presents good reproducibility and aesthetic results and can be used with other primary treatment techniques for the nose, should be adopted by treatment centers managing cleft lip and palate. Cleft severity is an important factor in results quality; the greater the severity, the worse the results. In the present study, surgical age was not correlated with results quality.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , História do Século XXI , Nariz , Estudos Retrospectivos , Fenda Labial , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Lábio , Anormalidades da Boca , Nariz/anormalidades , Nariz/cirurgia , Fenda Labial/cirurgia , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos , Lábio/anormalidades , Lábio/cirurgia , Anormalidades da Boca/cirurgia , Anormalidades da Boca/patologia , Anormalidades da Boca/terapia
14.
Acta paul. enferm ; 29(4): 430-438, ago. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS (Américas), BDENF | ID: biblio-827723

RESUMO

Resumo Objetivo Verificar o conhecimento adquirido por cuidadores informais de crianças com fissura labiopalatina sobre os cuidados pós-operatórios de queiloplastia e palatoplastia por meio da utilização de um vídeo educativo. Métodos Ensaio clínico randomizado, realizado com 80 cuidadores de crianças com fissura labiopalatina, dispostos em dois grupos: experimental (G1) e controle (G2). A coleta de dados ocorreu durante o período de hospitalização da criança, em três etapas, utilizando um questionário estruturado e um vídeo educativo construído e validado para o presente estudo. Resultados Foi evidenciada melhora na aquisição de conhecimento sobre os cuidados pós-operatórios em ambos os grupos (p<0,001), porém, foi maior o G1 em comparação a G2. Conclusão O vídeo educativo mostrou-se eficaz no treinamento de cuidadores de crianças com fissura labiopalatina em situação pós-operatória de queiloplastia e palatoplastia.


Abstract Objective To check the knowledge informal caregivers of children with cleft lip and palate acquire about the postoperative care of cheiloplasty and palatoplasty through the use of an educational video. Methods Randomized clinical trial conducted with 80 caregivers of children with cleft lip and palate, arranged into two groups: experimental (G1) and control (G2). Data collection occurred during the child’s hospital stay, in three stages, using a structured questionnaire and an educational video developed and validated for this study. Results There was evidence of improvement in the acquisition of knowledge about postoperative care in both groups (p <0.001), but it was higher in G1 compared to G2. Conclusion The educational video was shown to be effective to train caregivers of children with cleft lip and palate after cheiloplasty and palatoplasty.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Cuidadores/educação , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Educação em Saúde , Filme e Vídeo Educativo , Tutoria , Cuidados Pós-Operatórios , Ensaio Clínico Controlado Aleatório
15.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 50(2): 217-223, tab
Artigo em Inglês | LILACS (Américas) | ID: lil-785769

RESUMO

Abstract OBJECTIVE To assesses the quality of life and the impact of oral health conditions in the pre- and post-surgical correction of dentofacial deformity of individuals with cleft lip and palate. METHOD Quantitative and prospective study in a referral hospital in the period from June 2011 to May 2013. A total of 50 participants responded the questionnaires World Health Organization Quality of Life - Bref (WHOQOL-Bref) and Oral Health Impact Profile - 14 (OHIP-14), approximately 3 days before and 3 to 12 months after surgery. The "t" test for paired samples and Wilcoxon test were used for statistical analysis with a significance level of 5%. RESULTS After surgery, differences were found in the domains: Physical, Psychological, Environmental and General Questions of the WHOQOL-Bref and domains: Psychological Discomfort, Psychological Disability, Social Disability, Handicap and Overall Score of OHIP-14. CONCLUSION Surgical correction of dentofacial deformity improved quality of life and had positive impact of oral health condition.


Resumen OBJETIVO Evaluar la calidad de vida y el impacto de las condiciones de salud oral en los períodos pre y post corrección quirúrgica de deformidad dentofacial de individuos con fisura labiopalatina operada. MÉTODO Estudio cuantitativo y prospectivo, llevado a cabo en un hospital de referencia, en el período de junio de 2011 a mayo de 2013. Participaron 50 individuos que respondieron a los cuestionarios World Health Organization Quality of Life - Bref (WHOQOL-Bref) y Oral Health Impact Profile - 14 (OHIP-14), aproximadamente tres días antes y entre tres y 12 meses después de la cirugía. Las pruebas "t" para muestras pareadas y de Wilcoxon fueron utilizadas para el análisis estadístico, con nivel de significación del 5%. RESULTADOS Luego de la cirugía, fueron encontradas diferencias en los dominios: Físico, Psicológico, Medio Ambiente y en las Cuestiones Generales del WHOQOL-Bref y en los dominios: Incomodidad Psicológica, Limitación Psicológica, Limitación Social, Incapacidad y en el Puntaje General del OHIP-14. CONCLUSIÓN La corrección quirúrgica de la deformidad dentofacial proporcionó mejora de la calidad de vida e impacto positivo de la condición de salud oral.


Resumo OBJETIVO Avaliar a qualidade de vida e o impacto das condições de saúde oral nos períodos pré e pós-correção cirúrgica da deformidade dentofacial de indivíduos com fissura labiopalatina operada. MÉTODO Estudo quantitativo e prospectivo, realizado em um hospital de referência, no período de junho de 2011 a maio de 2013. Participaram 50 indivíduos que responderam aos questionários World Health Organization Quality of Life - Bref (WHOQOL-Bref) e Oral Health Impact Profile - 14 (OHIP-14), aproximadamente 3 dias antes e entre 3 e 12 meses após a cirurgia. Os testes "t" para amostras pareadas e de Wilcoxon foram usados para análise estatística, com nível de significância de 5%. RESULTADOS Após a cirurgia, foram encontradas diferenças nos domínios: Físico, Psicológico, Meio Ambiente e nas Questões Gerais do WHOQOL-Bref e nos domínios: Desconforto Psicológico, Limitação Psicológica, Limitação Social, Incapacidade e no Escore Geral do OHIP-14. CONCLUSÃO A correção cirúrgica da deformidade dentofacial propiciou melhora da qualidade de vida e impacto positivo da condição da saúde oral.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Deformidades Dentofaciais/cirurgia , Qualidade de Vida , Estudos Prospectivos
16.
Rev. bras. cir. plást ; 31(1): 43-52, jan.-mar. 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-1500

RESUMO

INTRODUÇÃO: A correção cirúrgica primária do palato é de fundamental importância na reabilitação do indivíduo com fissura labiopalatina e visa tanto a restauração anatômica local, com o fechamento da comunicação existente entre a cavidade nasal e oral, como a restauração funcional do anel velofaríngeo por meio do reposicionamento dos músculos palatinos. Ao longo dos anos, as técnicas de fechamento de palato foram evoluindo progressivamente, utilizando, cada vez mais, o procedimento de reposicionamento da musculatura responsável pelo fechamento do esfíncter velofaríngeo, denominado veloplastia intravelar. Tal procedimento favorece o funcionamento sinérgico da musculatura velar e faríngea, evitando, assim, os sintomas decorrentes da insuficiência velofaríngea. No entanto, apesar de todos os esforços no sentido de conseguir o funcionamento velofaríngeo adequado, intercorrências intraoperatórias e complicações pós-operatórias imediatas e/ou tardias podem contribuir para o insucesso da palatoplastia primária e, consequentemente, levar ao aparecimento de hipernasalidade. MÉTODOS: Sessenta pacientes submetidos à palatoplastia primária com veloplastia intravelar. Intercorrências intraoperatórias e complicações pós-operatórias imediatas e tardias foram investigadas. A presença e localização de fístula ou deiscência do palato foi feita por meio de avaliação clínica. Os pacientes foram submetidos, também, à gravação em áudio de amostra de fala, as quais foram analisadas por três fonoaudiólogas. As intercorrências intraoperatórias e as complicações pós-operatórias foram analisadas de forma descritiva. A associação entre as intercorrências intraoperatórias e complicações imediatas e tardias com a formação de fístulas, bem como a associação entre a ocorrência de fístulas e deiscências com a presença e ausência de hipernasalidade, foram analisadas por meio de Teste de Fisher. RESULTADOS: Verificou-se 5% de intercorrências intraoperatórias, 20% de complicações imediatas e 13,3% de complicações tardias. O índice de fístulas foi de 16,67%. A proporção de hipernasalidade foi de 18,6%. CONCLUSÃO: A palatoplastia com veloplastia intravelar utilizada no presente estudo demonstrou ser uma técnica segura, de fácil execução, eficiente para a fala e com baixos índices de complicações.


INTRODUCTION: The primary surgical correction of the palate is of fundamental importance in the rehabilitation of individuals with labiopalatine cleft and aims for local anatomical restoration and closure of the existing communication between the nasal and oral cavities, such as functional restoration of the velopharyngeal ring through repositioning of the palatine muscles. Palate closure techniques have evolved progressively over the years and increasingly involve repositioning of the muscles responsible for closing the velopharyngeal sphincter, called intravelar veloplasty. This procedure encourages the synergistic operation of the velar and pharyngeal musculature, thereby avoiding the symptoms resulting from velopharyngeal insufficiency. However, despite efforts to achieve adequate velopharyngeal function, intraoperative events and immediate postoperative and/or late complications may contribute to primary palatoplasty failure and consequently lead to hypernasality. METHODS: Sixty patients underwent primary palatoplasty with intravelar veloplasty. Intraoperative events and immediate and late postoperative complications were investigated. The presence and location of palatal fistula or dehiscence was assessed by clinical evaluation. The patients also made an audio recording of their speech that was analyzed by three speech therapists. The intraoperative events and postoperative complications were descriptively analyzed. The association between intraoperative events and immediate and late postoperative complications with the formation of fistulae as well as that between the occurrence of fistulae and dehiscences and the presence and absence of hypernasality was analyzed using Fisher's exact test. RESULTS: Overall, there was a 5% incidence of intraoperative events, 20% incidence of immediate complications, and 13.3% incidence of late complications. Fistulae and hypernasality were found in 16.67% and 18.6% of cases, respectively. CONCLUSION: Palatoplasty with intravelar veloplasty is a safe and easily implemented technique that is efficient for speech and has low complication rates.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , História do Século XXI , Palato , Complicações Pós-Operatórias , Fala , Insuficiência Velofaríngea , Estudos Retrospectivos , Fenda Labial , Fissura Palatina , Estudo de Avaliação , Esfíncter Velofaríngeo , Fístula , Doenças do Recém-Nascido , Palato/anatomia & histologia , Palato/cirurgia , Complicações Pós-Operatórias/cirurgia , Insuficiência Velofaríngea/cirurgia , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Fissura Palatina/terapia , Esfíncter Velofaríngeo/cirurgia , Fístula/cirurgia , Fístula/terapia , Doenças do Recém-Nascido/cirurgia
17.
Rev. chil. cir ; 68(1): 26-31, feb. 2016. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS (Américas) | ID: lil-780529

RESUMO

Abstract Introduction: The three dimensional structure of the nose, heterogenia composition of tissues (bone, cartilage and soft tissue) and the presence of previous surgery in the nasolabial territory makes definitive rhinoplasty very difficult in cleft patients. It is therefore essential to analyze the results obtained after tertiary or definitive rhinoplasty in these patients. Objective: To present the aesthetic results obtained throughan objective method and supported in the literature; cleft patients undergoing definitive rhinoseptoplasty.methods: Postoperative photographic analysis of all cleft patients undergoing definitive rhinoplasty between January 1, 2010 and July 31, 2014 was performed by 4 reviewers blinded to study. Results: Tertiary rhinoseptoplasty was conducted in 54 patients with a mean age of 21 years (range 14 to 51 years), of whom 24(48.7%) were female and 30 (51.2%) male. 36 (66%) patients had unilateral cleft and 18 (33%) were patientswith bilateral cleft. The average assessments using the Score Strasser believes that 29.6% (16) cases show ed excellent results, 57.4% (31) cases in the good score and 12.9% (7) classified in mediocre settings. There wereno cases with bad score. Conclusion: The results of this study allow us to propose a learning curve enoughto obtain comparable or superior to those presented in this casuistry safe, functional and aesthetic result.


Resumen Introducción: La estructura tridimensional de la nariz, la composición heterogénea de sus tejidos (hueso, cartílago y partes blandas) y la presencia muchas veces de cirugías previas en el territorio naso labial hace que la reparación definitiva de ésta sea de gran dificultad en el paciente fisurado. Resulta entonces fundamental analizar los resultados que se obtienen tras una rinoplastía definitiva en estos pacientes. Objetivo: Presentarlos resultados estéticos, obtenidos a través de un método objetivo y avalado en la literatura; de pacientes fisurados sometidos a una rinoseptoplastía definitiva. Material y Método: Se realizó análisis fotográfico postoperatorio de la totalidad de pacientes fisurados sometidos a rinoplastía definitiva entre el 1 de enero de2010 y 31 de julio de 2014, por 4 evaluadores ciegos al estudio. resultados: Se realizó rinoseptoplastía definitiva en 54 pacientes, con edad promedio de 21 años (rango entre 14 y 51 años), de los cuales 24 (48,7%)correspondían a sexo femenino y 30 (51,2%) a sexo masculino. Treinta y seis (66%) pacientes presenta banfisura unilateral (LLU) y 18 (33%) correspondían a pacientes con fisura bilateral (LLB). El promedio de evaluaciones, utilizando el Score de Strasser, considera que el 29,6% (16) de los casos presentaba resultados excelentes, 57,4% (31) de los casos dentro del score bueno y 12,9% (7) clasificaba dentro de los casos mediocres. No hubo casos con puntaje malo. conclusión: Los resultados del presente trabajo, nos permite proponer una curva de aprendizaje suficiente que permita obtener resultados seguros, funcionales y estéticos comparables o superiores a los presentados en esta casuística.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Rinoplastia , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Resultado do Tratamento , Avaliação de Resultados em Cuidados de Saúde , Estética
18.
Bauru; s.n; 2016. 90 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS (Américas), BBO | ID: biblio-882106

RESUMO

As fissuras lábiopalatinas consistem em anormalidades craniofaciais congênitas comuns quando comparada as demais anomalias, que podem acometer o lábio, rebordo alveolar, palatos duro e mole, resultantes da falta de nivelamento dos processos nasais mediais entre si, e destes com os processos maxilares laterais. O tratamento deve ser realizado por meio de uma equipe multidisciplinar de especialistas. Um dos meios auxiliares mais importantes no diagnóstico da malformação são os exames de imagem, como as radiografias intra e extra bucais e as tomografias computadorizadas, para uma melhor avaliação morfológica prévia das resultando em melhorias no diagnóstico, planejamento e manejo cirúrgico dos casos, prevendo melhor prognóstico e resultado final mais satisfatório. Esta pesquisa avaliou através de radiografias periapicais de fissuras transforame incisivo unilateral a dimensão das fissuras no pré-operatório e o nível de formação óssea no pós operatório de enxerto ósseo alveolar autógeno de crista ilíaca, objetivando investigar o tamanho crítico do defeito maxilar e o nível de formação óssea, levando em consideração fatores que também influenciam na previsibilidade do resultado como a idade, presença do canino não irrompido e a ortodontia pós enxerto, para que se possa oferecer condutas terapêuticas mais adequadas. Pacientes com menos de 16 anos de idade tem seis vezes mais chances para formação de um septo ósseo intermediário com altura próximo do normal. Resultados favoráveis também foram encontrados nos casos em que o canino não havia irrompido, com 16 vezes maior a capacidade de preenchimento ósseo do defeito em até 75%. Indivíduos com início da ortodontia no período ideal, 60 a 90 dias depois do enxerto ósseo, apresentaram uma formação óssea do tipo I e II com mais de 50% de formação óssea no defeito. A altura, largura apical e o gênero da fissura alveolar são fatores que não influenciam na formação óssea.(AU)


Cleft lip and palate are common congenital craniofacial abnormalities in comparison with other anomalies. They may affect the lip, alveolar ridge and the soft and hard palate resulting from the lack of leveling of the medial nasal processes between themselves and the lateral maxilla process. The etiology is well defined: heredity involving genetic and environmental processes with a worldwide incidence of 1:700 births. The treatment should be performed by a multidisciplinary team of experts.. One of the most important exams to support the malformation diagnosis are imaging exams, such as intra/extra oral radiographs and computed tomography because they may help in pre-surgical measuring, resulting in improvement in planning and surgical management, thereby providing a good prognosis and outcome. The present research will evaluate the cleft size in the preoperative period and the bony formation after autogenous alveolar bone graft surgery of the iliac crest through periapical radiographs. The main objective is to investigate the critical size of the maxillary defect and the level of bony formation, considering factors that could also affect the final result, such as age, presence of retained canine after orthodontic grafting treatment, and finally, to suggest standard therapeutic approaches. Patients younger than 16 years old has 6 six time more chances to form a intermediary bony septum, with a height close to normal. Good results also were found in cases of unerupted canine, with bony defect filling increased until 16 times in 75%. Patients with orthodontics treatment started in the ideal period (60-90 days after bone grafting), presented a Type I and II bone formation, with more than 50% of bone defect repaired. In conclusion, the height, width and type of alveolar fissure are factors that not influenced in bone formation.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Fenda Labial/diagnóstico por imagem , Fenda Labial/patologia , Fissura Palatina/diagnóstico por imagem , Fissura Palatina/patologia , Regeneração Óssea , Transplante Ósseo/métodos , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Período Pós-Operatório , Período Pré-Operatório , Radiografia , Tomografia Computadorizada por Raios X , Dente não Erupcionado , Resultado do Tratamento
19.
Rev. bras. cir. plást ; 31(2): 192-196, 2016.
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-1559

RESUMO

INTRODUÇÃO: O tratamento de fendas labiopalatais tem etapas que podem trazer traumas psicológicos consideráveis aos pacientes e familiares. O uso de fios absorvíveis pode eliminar um destes momentos desconfortáveis. Contudo, a utilização exclusiva deste tipo de material de síntese ainda não é a preferência de todos os cirurgiões, principalmente em planos musculares. MÉTODOS: Levantados os dados dos pacientes operados no Hospital Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro, submetidos à correção de fendas labiais ou palatais, nas quais foram utilizados somente fios absorvíveis (poliglecaprona 25 - Monocryl® ou poliglactina 910 - Vicryl Rapide®) em todos os panos de sutura (mucosa, músculo, pele). O período avaliado foi de 2007 a 2014. RESULTADOS: Encontramos 360 pacientes que se enquadraram no estudo. Não observamos diferenças quanto ao aspecto local das feridas durante o processo de absorção dos fios. A incidência de deiscências ou fístulas se manteve abaixo de 1% e não houve complicações relacionadas ao objetivo do estudo. As cicatrizes não se mostraram, a longo prazo, diferentes das obtidas com o uso de fios inabsorvíveis, utilizados em outros tipos de cirurgias. CONCLUSÕES: O uso exclusivo destes fios absorvíveis se mostrou uma opção eficaz e segura. Proporcionou cicatrizes de boa qualidade, força tênsil adequada (mesmo em planos musculares) e não observamos complicações relacionadas ao processo de absorção dos materiais empregados.


INTRODUCTION: The treatment of orofacial clefts comprises steps that may result in considerable psychological trauma for patients and their caregivers. The use of absorbable sutures may help to eliminate these uncomfortable situations. However, the exclusive use of this synthetic material is still not preferred by surgeons, particularly in the muscle planes. METHODS: Data from patients who underwent surgery at the University Hospital of the Federal University of Rio de Janeiro from 2007 to 2014 were used. The patients underwent correction of cleft lip or palate, using only absorbable sutures (poliglecaprone 25 - Monocryl® or polyglactin 910 - Vicryl Rapide®) in all suture planes (mucosa, muscle, skin). RESULTS: We found 360 patients who met the inclusion criteria for this study. We did not observe differences in terms of the local appearance of the wounds during the suture absorption process. The incidence of dehiscence or fistula cases was below 1%, and there were no complications regarding the objectives of the study. In the long term, the scars did not differ from those obtained with non-absorbable sutures used in other types of surgeries. CONCLUSIONS: The exclusive use of absorbable sutures was shown to be an efficient and safe option. These resulted in good quality scars and adequate tensile strength (even in muscle planes), and we did not observe complications related to the absorption process of the material used.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , História do Século XXI , Poliglactina 910 , Estresse Psicológico , Deiscência da Ferida Operatória , Suturas , Cicatrização , Técnicas de Sutura , Fenda Labial , Fissura Palatina , Fístula , Lábio , Poliglactina 910/uso terapêutico , Estresse Psicológico/cirurgia , Deiscência da Ferida Operatória/cirurgia , Técnicas de Sutura/normas , Fenda Labial/cirurgia , Fissura Palatina/cirurgia , Fístula/cirurgia , Lábio/anormalidades , Lábio/cirurgia
20.
Rev. bras. cir. plást ; 31(2): 273-277, 2016. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS (Américas) | ID: biblio-1575

RESUMO

INTRODUÇÃO: A incidência da microssomia craniofacial é de 1 em 5600 nascidos vivos. É a segunda anomalia craniofacial mais comum após as fissuras labiais e palatinas. A fissura número 7 está associada entre 17 a 62% dos casos de microssomia hemifacial e começa na comissura labial, podendo prolongar-se até a linha capilar pré-auricular. As deformidades da orelha externa vão desde excesso de pele pré-auricular até ausência completa da orelha. A comissuroplastia está indicada em pacientes com macrostomia ou fissura facial lateral verdadeira. O objetivo é demonstrar dois casos de macrostomia e fazer uma revisão da literatura sobre o tema. MÉTODOS: Em nosso estudo descrevemos dois casos de macrostomia tratados com retalhos de mucosa e plástica em Z. RESULTADOS: Obtivemos um ótimo reposicionamento das comissuras nos dois pacientes, com excelente resultado estético. CONCLUSÃO: A técnica utilizada é de fácil reprodutibilidade e corrige a macrostomia estética e funcionalmente.


INTRODUCTION: The incidence of craniofacial microsomia is 1 in 5600 live births. This is the second most common craniofacial anomaly after cleft lip and palate. Tessier cleft 7 is associated with 17% to 62% of cases of hemifacial microsomia. It begins on the labial commissure and may extend to the pre-auricular capillary line. Deformities of the external ear range from excessive pre-auricular skin to complete absence of the ear. Commissuroplasty is indicated in patients with macrostomia or true lateral facial cleft. The objective is to present two cases of macrostomia and perform a review of related literature. METHODS: In this study, we describe two cases of macrostomia treated with mucous flaps and zetaplasty. RESULTS: We obtained optimal repositioning of labial commissures in two patients, with excellent aesthetic results. CONCLUSION: The technique used is easily reproducible, and aesthetically and functionally corrects macrostomia.


Assuntos
Humanos , Masculino , Pré-Escolar , História do Século XXI , Terapêutica , Fissuras Dentárias , Fenda Labial , Anormalidades Craniofaciais , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Face , Retalhos de Tecido Biológico , Lábio , Macrostomia , Membrana Mucosa , Terapêutica/métodos , Fissuras Dentárias/cirurgia , Fenda Labial/cirurgia , Fenda Labial/terapia , Anormalidades Craniofaciais/cirurgia , Anormalidades Craniofaciais/patologia , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos , Face/anormalidades , Face/cirurgia , Retalhos de Tecido Biológico/cirurgia , Lábio/anormalidades , Lábio/cirurgia , Macrostomia/cirurgia , Macrostomia/patologia , Membrana Mucosa/cirurgia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA