Your browser doesn't support javascript.
loading
Rinossinusite crônica em pacientes infectados pelo vírus da imunodeficiência humana: avaliação clínica e radiológica / Chronic rhinosinusitis in HIV-infected patients: radiological and clinical evaluation
Miziara, Ivan Dieb; Araujo Filho, Bernardo Cunha; La Cortina, Rodrigo Cataldo de; Romano, Fabrício R; Lima, Adriana S.
  • Miziara, Ivan Dieb; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Serviço de Saúde. São Paulo. BR
  • Araujo Filho, Bernardo Cunha; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Clínica Otorrinolaringológica. São Paulo. BR
  • La Cortina, Rodrigo Cataldo de; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. São Paulo. BR
  • Romano, Fabrício R; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. São Paulo. BR
  • Lima, Adriana S; Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. São Paulo. BR
Rev. bras. otorrinolaringol ; 71(5): 604-608, set.-out. 2005. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-423574
Responsible library: BR1.1
RESUMO
O advento dos inibidores de protease, aumentando a sobrevida dos pacientes infectados com HIV aumentou a procura destes pacientes por médicos otorrinolaringologistas, já que 40 por cento a 70 por cento deles podem apresentar alguma alteração otorrinolaringológica. OBJETIVIVOS Objetivamos, nesse estudo, comparar os achados radiológicos e sintomatologia nasossinusal entre pacientes infectados com HIV e pacientes com AIDS, com rinossinusite crônica. A literatura sobre o assunto é revisada e discutida. FORMA DE ESTUDO clínico prospectivo com coorte transversal. CASUíSTICA E

MÉTODOS:

Prospectivamente, 39 pacientes em uso de drogas antiretrovirais foram divididos em 2 grupos pacientes com diagnóstico de AIDS (grupo I) e aqueles apenas infectados pelo HIV (grupo II). Estes grupos foram comparados clinicamente, quanto à contagem de células CD4+ e avaliação tomográfica dos seios paranasais.

RESULTADOS:

Os pacientes dos grupos I e II apresentaram média de células CD4+ de 118 cél/10-9l e 377 cél/10-9l, respectivamente. Na comparação dos achados tomográficos pelo sistema de Lund e Mackay, o grupo I apresentou escore médio de 12 e o grupo II apresentou média de escore de 5,63 (p<0,001), sendo a febre e a secreção pós-nasal mais prevalente no grupo I (p<0,001).

CONCLUSÃO:

A prevalência da sinusite crônica nos pacientes infectados pelo HIV foi de 12 por cento. Os sintomas da rinossinusite foram similares nos pacientes sem AIDS e com AIDS, com exceção da presença de febre. Os pacientes com AIDS apresentaram alterações radiológicas mais extensas do que os pacientes HIV positivos.
Subject(s)
Full text: Available Index: LILACS (Americas) Main subject: Sinusitis / HIV Infections / Rhinitis Type of study: Observational study Limits: Adolescent / Adult / Child / Child, preschool / Female / Humans / Male Language: Portuguese Journal: Rev. bras. otorrinolaringol Journal subject: Otolaryngology Year: 2005 Type: Article Affiliation country: Brazil Institution/Affiliation country: Universidade de São Paulo/BR

Similar

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Full text: Available Index: LILACS (Americas) Main subject: Sinusitis / HIV Infections / Rhinitis Type of study: Observational study Limits: Adolescent / Adult / Child / Child, preschool / Female / Humans / Male Language: Portuguese Journal: Rev. bras. otorrinolaringol Journal subject: Otolaryngology Year: 2005 Type: Article Affiliation country: Brazil Institution/Affiliation country: Universidade de São Paulo/BR