Your browser doesn't support javascript.
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 6 de 6
Filter
1.
EuropePMC;
Preprint in Portuguese | EuropePMC | ID: ppcovidwho-327856

ABSTRACT

Este ensaio teórico tem o objetivo de apontar as principais contribuições no âmbito da saúde e segurança do trabalhador ao enfrentamento da COVID-19, baseando-se em leis, políticas, normas e recomendações internacionais, de forma a apontar caminhos possíveis com relação às atuações em Terapia Ocupacional na saúde do trabalhador e no combate à pandemia no Brasil. A literatura aponta que profissionais da saúde possuem três vezes mais chance de contrair o vírus do que a população em geral. Diante disso, percebe-se, no Brasil, a necessidade de articulação do Governo Federal com os Estaduais e Municipais para elaborar, adaptar, implementar e fiscalizar leis, políticas e normas sobre saúde e segurança do trabalhador, de forma a garantir condições de trabalho adequadas e diminuir riscos à saúde dos trabalhadores durante a pandemia. Sobre a Terapia Ocupacional, foram pontuados direcionamentos iniciais acerca da atuação no âmbito da saúde do trabalhador, levando em consideração o que preconiza o Sistema Único de Saúde, a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora e o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Destaca-se que as ações devem ser direcionadas aos trabalhadores de serviços de saúde, mas também aos de outros serviços assistenciais essenciais e considerar estratégias para alcançar aqueles que trabalham de forma desregulamentada. Também foi indicada a existência de intervenções voltadas diretamente às pessoas que contraírem o vírus e à rede de suporte dessas pessoas, tanto no âmbito da Atenção Básica à Saúde quanto no contexto hospitalar.

2.
Clinics (Sao Paulo) ; 76: e2631, 2021.
Article in English | MEDLINE | ID: covidwho-1534495

ABSTRACT

OBJECTIVE: In 2020, the COVID-19 pandemic brought a work and stress overload to healthcare workers, increasing their vulnerability to mental health impairments. In response, the authors created the COMVC-19 program. The program offered preventive actions and mental health treatment for the 22,000 workers of The Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). This paper aims to describe its implementation and share what we have learned from this experience. METHODS: Workers were able to easily access the program through a 24/7 hotline. Additionally, a mobile phone app that screened for signs and symptoms of emotional distress and offered psychoeducation and/or referral to treatment was made available. Data from both these sources as well as any subsequent psychiatric evaluations were collected. RESULTS: The first 20 weeks of our project revealed that most participants were female, and part of the nursing staff working directly with COVID-19 patients. The most frequently reported symptoms were: anxiety, depression and sleep disturbances. The most common diagnoses were Adjustment, Anxiety, and Mood disorders. CONCLUSIONS: Implementing a mental health program in a multimodal intervention was feasible in a major quaternary public hospital. Our data also suggests that preventive actions should primarily be aimed at anxiety and depression symptoms, with a particular focus on the nursing staff.


Subject(s)
COVID-19 , Anxiety/epidemiology , Anxiety/prevention & control , Brazil/epidemiology , Depression , Female , Health Personnel , Humans , Mental Health , Pandemics , SARS-CoV-2
3.
Interface (Botucatu, Online) ; 25(supl.1): e210119, 2021. ilus
Article in Portuguese | WHO COVID, LILACS (Americas) | ID: covidwho-1389014

ABSTRACT

Este relato de experiência teve como objetivo apresentar algumas singularidades, travessias e potencialidades advindas da construção e do desenvolvimento do Programa de Terapia Ocupacional, Saúde e Trabalho (ProTost) em um hospital universitário durante os meses iniciais da pandemia. Esse programa foi orientado pelos princípios da Ergonomia da Atividade e da Psicodinâmica do Trabalho e pautou-se na necessidade de construção de ações participativas. Foram realizados grupos de reflexão sobre o trabalho envolvendo 15 setores do hospital e 140 trabalhadores. Os grupos proporcionaram aos trabalhadores espaços de escuta coletiva sobre o trabalho e ampliaram a visibilidade dos esforços empreendidos e os processos de reconhecimento horizontal e vertical. Além disso, contribuíram para o estudo de situações de trabalho, as discussões sobre transformações nos processos de trabalho e a construção de estratégias para enfrentamento dos desafios vivenciados no hospital que foram agravados pelo advento da pandemia. (AU)


The aim of this experience report is to present singularities, journeys and potential arising from the development and implementation of the Occupational Therapy, Health and Work Program (ProTOST) in a university hospital during the first months of the pandemic. The program was guided by the principles of activity ergonomics and psychodynamics of work and based on the need to build participatory actions. Work reflection groups were created involving 15 hospital sectors and 140 workers. The groups provided staff with spaces for collective listening about work and increased the visibility of efforts and horizontal and vertical recognition processes. In addition, they contributed to the study of work situations, discussions about the transformation of work processes and building strategies to address the challenges faced by the hospital aggravated by the pandemic. (AU)


Este relato de experiencia tuvo el objetivo de presentar algunas singularidades, travesías y potencialidades provenientes de la construcción y desarrollo del Programa de Terapia Ocupacional, Salud y Trabajo (ProTOST) en un hospital universitario durante los meses iniciales de la pandemia. Ese programa fue orientado por los principios de la Ergonomía de la Actividad y de la Psicodinámica del Trabajo y tuvo como pauta la necesidad de construcción de acciones participativas. Se realizaron grupos de reflexión sobre el trabajo que envolvieron 15 sectores del hospital y a 140 trabajadores. Los grupos proporcionaron a los trabajadores espacios de escucha colectiva sobre el trabajo y ampliaron la visibilidad de los esfuerzos emprendidos y los procesos de reconocimiento horizontal y vertical. Además, contribuyeron con el estudio de situaciones de trabajo, discusiones sobre transformaciones en los procesos de trabajo y la construcción de estrategias para enfrentamiento de los desafíos vividos en el hospital que se vieron agravados por la llegada de la pandemia. (AU)

5.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 28(3): 1093-1102, jul.-set. 2020.
Article in Portuguese | WHO COVID, LILACS (Americas) | ID: covidwho-911061

ABSTRACT

Resumo Este ensaio teórico tem o objetivo de apontar importantes contribuições, no âmbito da Saúde e da Segurança do Trabalhador, no que se refere ao enfrentamento da COVID-19, baseando-se em leis, políticas, normas e recomendações internacionais sobre o assunto. Pretende-se, ainda, identificar possíveis atuações em Terapia Ocupacional, saúde e trabalho, levando em consideração o combate à pandemia no Brasil. A literatura aponta que profissionais da saúde têm três vezes mais chances de contrair o vírus do que a população em geral. Por essa razão, no Brasil, o Governo federal precisa se articular com os estaduais e os municipais para elaborar, adaptar, implementar e fiscalizar leis, políticas e normas sobre saúde e segurança do trabalhador, de forma a garantir condições de trabalho adequadas e diminuir os riscos à saúde dos trabalhadores durante a pandemia. Sobre a Terapia Ocupacional, foram pontuados direcionamentos iniciais acerca da atuação no âmbito da saúde do trabalhador, considerando o que preconizam o Sistema Único de Saúde, a Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora e o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Convém enfatizar que ações não devem ser direcionadas somente aos trabalhadores dos serviços de saúde, mas também aos de outros serviços assistenciais essenciais e considerar estratégias para alcançar os que trabalham de forma desregulamentada.


Abstract This theoretical essay aims to point out the main contributions in the health and workers' safety aspects, considering the laws, public policies, international recommendations, and point out possible paths and roles of Occupational Therapy to fight against COVID-19 Brazilian pandemic. The literature shows that health care workers have three times more likely to get infected than the general population. Thus, in Brazil, the Federal Government needs to articulate with the local and regional sphere to create, adapt, implement and inspect laws, policies, and standards on workers' health and safety to ensure conditions to work and reduce health risks for workers during the pandemic. Regarding Occupational Therapy, initial guidelines were pointed out about the work in the occupational health, considering policies of the Unified Health System, National Health Policy for Workers and Federal Council of Physiotherapy and Occupational Therapy. The actions must be directed not only to health service workers, but also to other essential assistance services, and those who work in an unregulated manner.

SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL