Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 135
Filter
1.
Rev. argent. salud publica ; 1516 Febrero 2023.
Article in Spanish | LILACS, ARGMSAL, BINACIS | ID: biblio-1427471

ABSTRACT

INTRODUCCIÓN: Los índices de calidad de dieta son herramientas útiles para evaluar patrones alimentarios y adherencia a guías alimentarias. El objetivo fue desarrollar y validar un índice basado en las Guías Alimentarias para la Población Argentina (GAPA). MÉTODOS: Se desarrolló un índice basado en las guías locales, se analizó la validez de contenido por expertos y la validez de constructo y confiabilidad mediante un estudio de corte transversal. Se incluyó a voluntarios adultos sanos y se relevó información general y de consumo de alimentos. Se analizó la capacidad de otorgar puntajes variados y hallar diferencias entre grupos. Se evaluó la correlación entre el puntaje total y cada componente, y con la ingesta energética y de nutrientes. Se exploraron dimensiones subyacentes con análisis de componentes principales. Se analizó la consistencia interna mediante alfa de Cronbach. RESULTADOS: Se desarrolló un Índice de Calidad de Dieta Argentino (ICDAr) que refleja ocho mensajes principales de las guías y se halló buena aceptación por expertos (V de Aiken ≥0,8; p<0,05). El ICDAr demostró amplitud de rango (37,36-86,39) y diferencia entre fumadores y no fumadores (p=0,002). Se halló correlación positiva entre el puntaje total y cada componente y una mejor ingesta de nutrientes, pero no con ingesta energética. Se hallaron múltiples dimensiones subyacentes. El alfa de Cronbach fue 0,49. DISCUSIÓN: El ICDAr es válido para evaluar la calidad de dieta según la adherencia a las GAPA.


Subject(s)
Argentina , Validation Study , Food Guide , Diet, Healthy
2.
Cad. saúde colet., (Rio J.) ; 31(1): e31010492, 2023. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1430146

ABSTRACT

Resumo Introdução O ambiente alimentar pode influenciar as escolhas alimentares e de bebidas pela população e seu estado nutricional. Objetivo Caracterizar o ambiente alimentar dos campi de universidade federal do Rio de Janeiro. Método Estudo transversal com estabelecimentos que comercializavam alimentos e bebidas dentro dos campi da universidade. A avaliação do ambiente alimentar foi realizada com a aplicação de um instrumento para coleta das informações: tipo de estabelecimento, alimentos/preparações, modalidade, características, cardápio e informações nutricionais, promoções, propagandas, disponibilidade de alimentos/bebidas, variedade e preço. Os alimentos e preparações observados, a presença de estratégias como informação nutricional, propagandas e promoções foram classificados em facilitadores/ barreiras para alimentação saudável, de acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira. Resultados Participaram do estudo cinco estabelecimentos, quatro eram comerciais e um o restaurante universitário (RU). Todos os estabelecimentos aceitavam dinheiro e cartão, havia cardápio e preço na maioria. Nenhum apresentava informação nutricional. A oferta de frutas/hortaliças foi encontrada em quatro estabelecimentos. A disponibilidade de edulcorante artificial foi encontrada em todos os locais. Observou-se grande variedade de balas (8 ± 7,1), refrigerantes (9 ± 3,7), chocolate (8 ± 7,1), biscoito salgado (8 ± 12,3) e doce (7 ± 9,1). Frutas apresentaram preço médio superior, R$ 3,83, quando comparadas aos salgados, R$ 2,85 e biscoitos, R$ 1,50. Conclusão O ambiente alimentar universitário apresentou maior oferta de alimentos não saudáveis, apresentando barreiras na promoção de práticas alimentares mais adequadas.


Abstract Background The food environment can influence food and beverage choice by the population and their nutritional status. Objective To characterize the food environment of campuses at the Federal University of Rio de Janeiro. Method A cross-sectional study of food and beverage establishments within the university was carried out. The assessment of the food environment was performed with the application of an instrument to collect information: type, food or preparations, mode, characteristics, menu and nutritional information, promotions, advertisements, availability of food or drinks, variety, and price. The observed foods and preparations, the presence of an approach such as nutritional information, advertisements, and promotions were classified as facilitators/barriers for healthy eating, according to the Food Guide for the Brazilian Population. Results Of the 5 establishments that participated, 4 were commercial and 1 was a university restaurant (RU). All establishments accepted cash and cards, and most had a menu and price. None had nutritional information. The supply of fruits and vegetables was found in 4 establishments. The availability of artificial sweetener was found in all locations. A wide variety of candies (8 ± 7.1), soft drinks (9 ± 3.7), chocolate (8 ± 7.1), salted biscuits (8 ± 12.3), and sweets (7 ± 9.1) were observed. Fruits had a higher average price, R$3.83, when compared to savory foods, R$ 2.85, and biscuits, R$ 1.50. Conclusion The university food environment presented a greater offer of unhealthy foods, presenting barriers to the promotion of more appropriate eating practices.


Subject(s)
Universities , Nutritional Status , Food and Beverages , Eating , Environment , Feeding Behavior , Food and Nutritional Surveillance , Food Guide , Nutritional Facts , Diet, Healthy
3.
São Paulo; s.n; 2023. 172 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1532136

ABSTRACT

Introdução: A 2ª edição do Guia Alimentar para a População Brasileira (2014) (Guia) foi considerada inovadora por adotar uma perspectiva ampliada de alimentação e saúde e apresentar recomendações não quantitativas, endereçando práticas alimentares. Após quase 10 anos, avaliar seu potencial impacto na alimentação da população pode ser importante para subsidiar o direcionamento de novas ações de implementação. Objetivos: Analisar a implementação do Guia e seu potencial de impactar a qualidade da alimentação da população. Específicos: a) Analisar as estratégias adotadas no Brasil para implementar as recomendações do Guia; b) Avaliar a validade convergente e a invariância de uma escala de adesão às práticas alimentares recomendadas pelo Guia; c) Verificar se a adesão a essas práticas está associada a um consumo alimentar de melhor qualidade; d) Investigar a associação entre o conhecimento em alimentação segundo o nível de processamento e a adesão às práticas. Métodos: Uma revisão da literatura científica e de documentos oficiais sobre a implementação de Guias Alimentares orientou a construção de um modelo conceitual e análise da implementação do Guia brasileiro. Os objetivos específicos b, c e d foram alcançados por meio de análises conduzidas com dados do estudo NutriNet-Brasil, do qual foi recrutada uma sub-amostra (n=2145) baseada em cotas de sexo, região e escolaridade. Indivíduos foram notificados para responder uma escala que mede a adesão às práticas alimentares recomendadas pelo Guia, que foi validada no estudo (b) e utilizada nos estudos (c) e (d). Análises: O escore nessa escala (eGuia) foi comparado a escores de consumo de alimentos in natura e minimamente processados (eG1) e alimentos ultraprocessados (eG4). Empregou-se análise fatorial confirmatória com múltiplos grupos para avaliar a invariância segundo sexo, idade e escolaridade (b). A partir de recordatórios de 24h, calculou-se o percentual usual de ingestão de energia de dez grupos alimentares abordados no Guia. A associação entre o eGuia e o %energia de cada grupo foi analisada por meio de regressão linear (c). Como medida do conhecimento em alimentação segundo o nível de processamento, foi utilizado um instrumento que identifica se os participantes reconhecem os alimentos ultraprocessados como não saudáveis. A associação entre o escore de conhecimento e o eGuia foi testada por meio de regressão linear (d). Resultados: Verificou-se que a implementação do Guia se deu, majoritariamente via ações de disseminação das mensagens (a). Os participantes do Nutrinet incluídos neste estudo tinham, em média, 39 anos, sendo 53% mulheres. As correlações entre o eGuia, eG1 e eG4, bem como a variação dos índices de ajuste na análise de invariância, indicaram validade convergente e equivalência da medida entre subgrupos das características estudadas (b). Exceto para carne vermelha, todos os outros grupos alimentares mostraram uma associação linear com o eGuia na direção esperada (c). Para cada um ponto de aumento de conhecimento, o eGuia aumentou, em média, 0,6 pontos. Considerações finais: As recomendações do Guia brasileiro baseadas em práticas alimentares parecem ser adequadas enquanto mensagens de promoção da alimentação adequada e saudável, visto que estão associadas a uma dieta de melhor qualidade. Aumentar o conhecimento da alimentação dos indivíduos sobre o processamento de alimentos pode levar a um aumento da adesão a essas práticas. No entanto, mais políticas públicas baseadas no Guia são necessárias para ampliar a adesão da população brasileira a essas recomendações.


Introduction: The 2nd edition of the Dietary Guidelines for the Brazilian Population (2014) (Guide) was considered innovative for adopting a broad perspective on nutrition and health and presenting non-quantitative recommendations addressing dietary practices. Nearly 10 years after its publication, evaluating its potential impact on the population's diet is important to orient new implementation actions. Objectives: To analyze the implementation of the Guide and its potential to impact the quality of the population's diet. Specific objectives: a) to analyse the strategies adopted in Brazil to implement the Guide' recommendations; b) to evaluate the convergent validity and invariance of a scale measuring adherence to dietary practices recommended by the Guide; c) to investigate whether adherence to these food practices recommended by the Guide is associated with diet quality; and, d) to investigate the association between nutrition knowledge based on food processing level and adherence to those dietary practices. Methods: A review of scientific literature and official documents on the implementation of Food-Based Dietary Guidelines informed the construction of a conceptual model and analysis of the implementation of the Brazilian Guidelines. Specific objectives b, c, and d were achieved through analyses conducted using data from the NutriNet-Brasil study, from which a sub-sample (n = 2,145) based on sex, macro-region, and education level quotas was recruited. Participants were asked to complete a scale measuring the adherence to dietary practices recommended by the Guide, which was validated in the study (b) and used in studies (c) and (d). Analyses: The score on this scale (eGuide) was compared to scores of consumption of minimally processed foods (eG1) and ultra-processed foods (eG4). Confirmatory factor analysis with multiple groups was used to assess invariance across sex, age, and education level (b). Based on 24-hour recalls, the usual percentage of energy intake from ten food groups encompassed in the Guide was calculated (%energy). The association between the eGuide and the %energy from each group was analyzed through linear regression (c). An instrument that identifies whether respondents recognize ultra-processed foods as unhealthy was used to measure food processing knowledge. The association between the food knowledge score and eGuide was tested through linear regression (d). Results: The implementation of the Guide primarily occurred through dissemination actions (a). Participants in the NutriNet study included in this study had an average age of 39, with 53% being women. The correlations between eGuide, eG1, and eG4, as well as the variation in fit indices in the invariance analysis, indicated convergent validity and measurement equivalence across subgroups of the studied characteristics (b). Except for red meat, all the other food groups showed a linear association with the eGuide in the expected direction (c). For each 1-point increase in food knowledge, eGuide increased by 0.6 points, in average. Closing remarks: The Guide's recommendations based on dietary practices appear to be appropriate as healthy eating promotion messages, as they are associated with a higher-quality diet. Increasing individuals' knowledge about food processing may lead to increased adherence to these practices. However, additional public policies based on the Guidelines are needed to enhance the population's adherence to these recommendations.


Subject(s)
Diet Surveys , Nutrition Policy , Eating , Food Guide
4.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 22(4): 903-912, Oct.-Dec. 2022. tab
Article in English | LILACS | ID: biblio-1422684

ABSTRACT

Abstract Objectives: to verify the adequacy of recommendations on food and nutrition for infants available on popular websites in relation to the "Twelve Steps for a Healthy Diet" from the Dietary guidelines for Brazilian children under 2 years of age. Methods: popular websites were searched via the Google platform to collect data about food recommendations for children under 2 years of age. The data was categorized according to criteria developed with the Guide: totally agree, partially agree, disagree, contradictory and absent. The websites were described according to the frequency of each step and the distribution in the categories. Results: 82 websites were included. Most frequent steps: 1 (84.1%), 2 (82.9%) and 4 (63.4%); least present: 8 (23.2%), 10 (19.5%), 11 (3.7%) and 12 (1.2%). The highest percentages of adequacy in relation to the Guide were steps 1 and 4 with 46.4% and 53.8%, respectively. Steps 3 (37.9%) and 7 (75.0%) had the highest percentages of disagreement or contradiction. Conclusions: there is proper information on the internet, however, these are mixed with missing, in disagreement, partially in agreement or contradictory information, which reinforces the importance of disseminating the recommendations of the Guide


Resumo Objetivos: analisar a adequação das recomendações sobre alimentação e nutrição de lactentes disponíveis em websites populares em relação aos "Doze passos para uma alimentação saudável" descritos no Guia alimentar para crianças brasileiras menores de dois anos. Métodos: websites populares foram buscados via plataforma Google para coleta de dados relativos às recomendações sobre alimentação de lactentes. As informações foram categorizadas segundo critérios desenvolvidos em relação à consonância com o Guia em: totalmente de acordo, parcialmente de acordo, em desacordo, contraditórias e ausentes. Os websites foram descritos e apresentados segundo frequência de cada passo e a distribuição segundo as categorias. Resultados: foram incluídos 82 websites. Passos mais presentes: 1 (84,1%), 2 (82,9%) e 4 (63,4%); passos menos presentes: 8 (23,2%), 10 (19,5%), 11 (3,7%) e 12 (1,2%). Os maiores percentuais de adequação em relação ao Guia foram os passos 1 e 4 com 46,4% e 53,8%, respectivamente. Os passos 3 (37,9%) e 7 (75,0%) apresentaram os maiores percentuais de desacordo ou contradição. Conclusões: identificou-se a presença de informações adequadas na internet, entretanto, estas se misturam com informações ausentes, em desacordo, parcialmente de acordo ou contraditórias, reforçando a importância da disseminação das recomendações do Guia.


Subject(s)
Humans , Infant, Newborn , Infant , Child, Preschool , Internet , Food Guide , Infant Nutrition/education , Diet, Healthy , Brazil , Breast Feeding , Infant Nutritional Physiological Phenomena , Milk, Human
5.
Rev. Ciênc. Plur ; 8(3)out. 2022. ilus
Article in Portuguese | LILACS, BBO | ID: biblio-1398976

ABSTRACT

Introdução:A formação dos hábitos alimentares ocorre,principalmente,nos primeiros anos de vida. Nesse período, recomenda-se o aleitamento materno e a introdução de alimentos adequados. Esses fatores associados a um estilo de vida saudável são importantes para a prevenção da obesidade infantil. Para que essas informações cheguem ao público-alvoe para que o processo de Educação Alimentar e Nutricional seja mais eficaz, recursos tecnológicos são cada vez mais importantes.Objetivo:O objetivo foi elaborar o designinstrucional do aplicativo AlimentAR, usando Realidade Aumentada,direcionado para Educação Alimentar e Nutricional com crianças de até dois anos. Metodologia:A metodologia utilizada para o conceito de designinstrucional seguiu cinco etapas:Análise, Design, Desenvolvimento, Implementação e Avaliação. A etapa de análise incluiu diagnóstico situacional e/ou identificação de problemas que necessitam de intervenção. No processo de design, o foco estava na estrutura e nos objetivos educacionais. No desenvolvimento, ocorreu seleção de conteúdo, formatação, elaboração de recursos didáticos e storyboard(esboço sequencial de desenhos). As etapas de implementação e avaliação serão tratadas em estudo posterior. Resultados:Neste sentido, o designinstrucional foi desenvolvido de forma sistemática seguindo metodologia proposta. O produto prevê projeção de imagens de alimentosusando Realidade Aumentada, de acordo com necessidade nutricional da criança, considerando o Guia Alimentar para Crianças até 2 anos e a Ficha de Marcador de Consumo Alimentar para crianças até seis meses e crianças de seis a 23 meses.Conclusões:Conclui-se que a utilização da Realidade Aumentadaassociada à abordagem transdisciplinar pode ser uma possível estratégia para a elaboração de instrumento de Educação Alimentar e Nutricionalcom foco na formação de hábitos alimentares saudáveis e prevenção da obesidade infantil (AU).


Introduction:The formation of eating habits occurs mainly in the first years of life. During this period, breastfeeding and the introduction of adequate foods are recommended. These factors associated with a healthy lifestyle are important for the prevention of childhood obesity. In order for these recommendations to reach the target audience and for the process of Food and Nutrition Education to be more effective, technological resources areincreasingly being used. Objective:The objective of this study was to elaborate an instructional design for an application called AlimentAR, using Augmented Reality aimed at Food and Nutrition Education with children up to two years old. Methodology:Themethodology used for the instructional design concept followed five stages: Analysis, Design, Development, Implementation and Evaluation. The analysis stage included situational diagnosis and/or identification of problems that require intervention. In thedesign process, the focus was on educational structure and objectives. In the development, there was content selection, formatting, elaboration of didactic resources and storyboard (sequential sketch of drawings). The implementation and evaluation stages will be dealt with in a later study. Results:The instructional design was developed systematically following the proposed methodology. The product provides projection of food images in Augmented Reality, according to the child's nutritional need, considering the Food Guide for Children up to 2 years and the Food Intake Sheet for children up to six months and children from six to 23 months. Conclusions:In summary,the use of Augmented Reality associated with the transdisciplinary approach may be a possible strategy for the elaboration of an Food and Nutrition Educationinstrument focused on the formation of healthy eating habits and the prevention of childhood obesity (AU).


Introducción: La formación de hábitos alimentarios ocurre, principalmente,en los primeros años de vida. En este periodo, es recomendable la lactancia materna y la introducción de alimentos adecuados. Estos factores asociados a un formade vida saludable,son fundamentalespara prevenir la obesidad infantil. Para que estas informaciones alcancen al público objetivo y que el proceso de Educación Alimentaria y Nutricional sea más efectivo, los recursos son cada vez más importantes. Objetivo: El objetivo fue la elaboración de undiseño instruccional delaplicativoAlimentAR, utilizando Realidad Aumentada dirigido a Educación Alimentaria y Nutricionalcon niños hasta 2 años de edad.Metodología: El elaboración del diseño instruccional comprendióel Análisis, elDiseño, elDesarrollo, laImplementación y laEvaluación. La etapa de análisis incluyóel diagnóstico situacional y/o laidentificación de problemas que exigíanintervención. En el proceso de diseño, el foco de atención se centróen la estructura y enlos objetivos educativos. En la fase dedesarrollo seseleccionaron el contenido, el formateo, la elaboraciónde recursos didácticos y elstoryboard(ilustraciones en forma secuencial). Las etapas de implementación y evaluación serán tratadas en un estudioposterior. Resultados: En este sentido, el diseño instruccional fue desarrollado de forma sistemática siguiendo la metodología propuesta. El producto suministraproyección de imágenes de alimentos medianteRealidad Aumentada, conformea la necesidad nutricional del niño, considerando la Guía Alimentaria para Niños hasta 2 años de edad y la Ficha Marcador de Consumo Alimentariopara niños hasta 6 meses y de 6 a 23 meses de edad. Conclusiones: Se concluye que la aplicación de Realidad Aumentadaasociadaal enfoque transdisciplinario puede revelarse como una posible estrategia para la elaboración de un instrumento Educación Alimentaria y Nutricionalencaminadaa la formación de hábitos alimentarios saludables yala prevención de la obesidad infantil (AU).


Subject(s)
Humans , Male , Female , Infant , Child, Preschool , Food and Nutrition Education , Feeding Behavior/psychology , Healthy Lifestyle , Augmented Reality , Qualitative Research , Food Guide , Evaluation Studies as Topic
6.
Arch. latinoam. nutr ; 72(2): 109-124, jun. 2022. tab
Article in Portuguese | LILACS, LIVECS | ID: biblio-1382064

ABSTRACT

Em 2009, foi proposta uma classificação de alimentos, denominada classificação NOVA. Países da América Latina tem se destacado em seu uso nas recomendações nutricionais e agenda regulatória. Objetivo. Avaliar como a produção científica em alimentação e nutrição na América Latina tem incorporado a classificação NOVA. Materiais e métodos. A análise da produção científica foi realizada a partir de trabalhos apresentados no Congresso Latinoamericano de Nutrição (SLAN) nos anos de 2012, 2015 e 2018. Os termos utilizados para a busca foram: NOVA, ultraprocessado, processado, processamento e guia alimentar, nos idiomas português, inglês e espanhol. Após a busca, foram aplicados os critérios de exclusão e inclusão e os resumos selecionados foram descritos de acordo com variáveis analíticas previamente definidas. Resultados. Foram analisados 153, sendo 24 publicados em 2012, 20 em 2015 e 109 em 2018. A maioria dos estudos foram desenvolvidos no Brasil (56,2%) e no México (12,4%) e envolvia adolescentes (28,8%), adultos (21,6%) e alimentos (19,6%) como sujeito/unidade de análise. A maioria dos trabalhos foi classificada na área de Nutrição em Saúde Pública (88,9%), era de natureza observacional (82,3%) e empregava método quantitativo (76,5%). A venda e/ou consumo de alimentos (46,4%) e o ambiente alimentar (24,2%) foram os objetos de estudo mais frequentes. Conclusão. A produção científica que considera a classificação NOVA na América Latina aumentou em 2018, com Brasil e México liderando o desenvolvimento dos estudos. Estudos que explorem a relação da classificação NOVA com o preço dos alimentos, habilidades culinárias e políticas públicas são oportunidades de pesquisa(AU)


In 2009, a food classification was proposed, called NOVA classification. Latin American countries have stood out in their use in nutritional recommendations and regulatory agenda. Objective. To evaluate how scientific production in food and nutrition in Latin America has incorporated the NOVA classification. Materials and methods. The analysis of scientific production was carried out from annals at the Latin American Congress of Nutrition (SLAN) in 2012, 2015 and 2018. The terms used for the search were: NOVA, ultra-processed, processed, processing and food guide, in Portuguese, English and Spanish. After the search, the exclusion and inclusion criteria were applied and the selected abstracts were described according to previously defined analytical variables. Results. A total of 153 were analyzed, 24 of which were published in 2012, 20 in 2015 and 109 in 2018. Most studies were carried out in Brazil (56,2%), followed by Mexico (12,4%) and involved adolescents (28,8%), adults (21,6%) and food (19,6%) as subject or unit of analysis. Most of the works were classified in the area of Public Health Nutrition (88,9%), were observational (82,3%) and used a quantitative method (76,5%). The sale and/or consumption of food (46,4%) and the food environment (24,2%) were the most common objects of study. Conclusion. The scientific production that considers the NOVA classification in Latin America increased in 2018, with Brazil and Mexico leading the development of studies. Studies that explore the relationship of NOVA classification to food price, culinary skills and public policy analysis are research opportunities(AU)


Subject(s)
Humans , Infant, Newborn , Infant , Child, Preschool , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Young Adult , Eating , Scientific and Technical Publications , Food/classification , Food Handling , Congresses as Topic , Food Guide , Latin America , Obesity
7.
Rev. argent. salud publica ; 14: 1-11, 20 de Enero del 2022.
Article in Spanish | LILACS, ARGMSAL, BINACIS | ID: biblio-1354222

ABSTRACT

NTRODUCCIÓN: Las Guías Alimentarias para la Población Argentina (GAPA) ofrecen recomendaciones para una alimentación saludable. El objetivo del trabajo fue evaluar el cumplimiento de las recomendaciones de las GAPA entre 1996 y 2018 según nivel de ingreso y por región del país en el período 2017-2018. MÉTODOS: Se efectuó un estudio descriptivo y transversal, con datos de gastos e ingresos de la Encuesta Nacional de Gastos de los Hogares de 1996-97, 2004-05, 2012-13 y 2017-18. Se comparó el consumo aparente promedio diario con las recomendaciones de cada uno de los grupos de alimentos de las guías. Se realizó análisis estadístico descriptivo. RESULTADOS: Se observaron grupos de alimentos con consumo aparente inferior al recomendado, como verduras, frutas, leche, yogur, legumbres, frutas secas y semillas; grupos con consumo entre dos y tres veces superior al valor máximo establecido en las guías, como azúcares y grasas; y grupos con adecuada cantidad pero escasa variedad, como carnes, aceites, cereales, pan y pastas. A lo largo del tiempo se evidenció el progresivo alejamiento de las recomendaciones de frutas, leche, legumbres, frutas secas, semillas y alimentos de consumo opcional, más inadecuado en algunas regiones del país y más evidente en los hogares de menores ingresos. DISCUSIÓN: Se evidencian importantes diferencias cuantitativas y cualitativas entre lo recomendado y la alimentación argentina, con desbalances más acentuados en los grupos de mayor vulnerabilidad.


Subject(s)
Argentina , Socioeconomic Survey , Eating , Food Guide , Diet, Healthy
8.
Brasília; Ministério da Saúde; 2022. 32 p.
Non-conventional in Portuguese | LILACS, SDG, ColecionaSUS | ID: biblio-1370204

ABSTRACT

Este é o primeiro fascículo da série intitulada "Protocolos de Uso do Guia Alimentar para a População Brasileira na orientação alimentar de pessoas adultas com obesidade, hipertensão arterial e diabetes mellitus". Um conjunto de três protocolos compõe essa série que foi elaborada com a finalidade de disseminar as recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira e instrumentalizar a orientação alimentar individualizada pelos profissionais da Atenção Primária à Saúde (APS). O presente fascículo apresenta a base teórica e metodológica utilizada para a construção de cada protocolo, a partir das recomendações do Guia Alimentar adaptadas ao contexto de cada doença.


Subject(s)
Humans , Adult , Whole Foods , Diabetes Mellitus/diet therapy , Food Guide , Diet, Healthy/standards , Hypertension/diet therapy , Obesity/diet therapy , Primary Health Care
9.
Brasília; Ministério da Saúde; 2022. 35 p.
Non-conventional in Portuguese | LILACS, SDG, ColecionaSUS | ID: biblio-1370206

ABSTRACT

Este é o segundo fascículo da série intitulada "Protocolos de Uso do Guia Alimentar para a População Brasileira" na orientação alimentar de pessoas adultas com obesidade, hipertensão arterial e diabetes mellitus. Ele é destinado ao cuidado de pessoas adultas com obesidade acompanhadas na Atenção Primária à Saúde (APS). Esta elaboração teve o objetivo principal de instrumentalizar os profissionais não nutricionistas da APS para a orientação alimentar individualizada, a partir da integração das recomendações presentes no Guia Alimentar às especificidades da obesidade na fase da vida adulta.


Subject(s)
Humans , Adult , Primary Health Care , Whole Foods , Food Guide , Feeding Behavior , Diet, Healthy/standards , Obesity/prevention & control
10.
Brasília; Ministério da Saúde;Universidade de São Paulo; 2022. 28 p. ilus.(Protocolos de uso do guia alimentar para a população brasileira, 5).
Monography in Portuguese | LILACS, SDG, ColecionaSUS | ID: biblio-1370209

ABSTRACT

Este quinto fascículo da série Protocolos de Uso do Guia Alimentar para a População Brasileira tem como objetivo apresentar o protocolo direcionado à pessoa na adolescência (10 a 19 anos), como um instrumento de apoio à prática clínica no cuidado individual na Atenção Primária à Saúde (APS).


Subject(s)
Humans , Adolescent , Primary Health Care , Food Guide , Adolescent Nutrition , Feeding Behavior , Diet, Healthy/standards
11.
Brasília; Ministério da Saúde;Universidade de São Paulo; 2022. 25 p. ilus.(Protocolos de uso do guia alimentar para a população brasileira, 4).
Monography in Portuguese | LILACS, SDG, ColecionaSUS | ID: biblio-1370210

ABSTRACT

Este quarto fascículo da série Protocolos de Uso do Guia Alimentar para a População Brasileira tem como objetivo apresentar o protocolo direcionado às crianças de 2 a 10 anos, como um instrumento de apoio à prática clínica no cuidado individual na Atenção Primária à Saúde (APS). A infância é caracterizada por intensas descobertas e transformações nas práticas alimentares das crianças. A partir dos dois anos de idade, as crianças começam a definir suas preferências e a formar sua autonomia nas escolhas alimentares. É comum que a criança tenha a atenção desviada para outras atividades, ao mesmo tempo em que ocorre a diminuição da velocidade de crescimento. Neste período, podem surgir outras características típicas dessa fase, como a seletividade e/ ou redução do apetite, ou ainda o consumo excessivo de alimentos não saudáveis, como os ultraprocessados, que irão impactar o seu crescimento e desenvolvimento. Segundo dados do Sistema Nacional de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) em 2020 e de estudos recentes, o padrão alimentar das crianças ainda é baseado na tradicional e saudável combinação do arroz e feijão, entretanto, já apresenta uma participação significativa de alimentos ultraprocessados em contraposição ao consumo insuficiente de frutas, legumes e verduras.


Subject(s)
Humans , Child, Preschool , Child , Primary Health Care , Food Guide , Child Nutrition , Feeding Behavior , Diet, Healthy/standards
12.
Brasília; Ministério da Saúde; 2022. 24 p.
Monography in Portuguese | LILACS, SDG, ColecionaSUS | ID: biblio-1370219

ABSTRACT

A Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base: práticas alimentares promotoras da saúde que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis. A Política Nacional de Alimentação e Nutrição (Pnan), em sua nona diretriz ¿ Cooperação e articulação para a Segurança Alimentar e Nutricional ¿ versa sobre a importância de integrar as dimensões alimentar e nutricional do conceito de SAN durante a construção de políticas públicas que objetivam a garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA), da SAN e da promoção de saúde da população. Considerando a complexidade dos determinantes da SAN, a garantia desses direitos deve pautar-se na articulação intersetorial, integrando a Pnan às Políticas de Segurança Alimentar, de desenvolvimento econômico e social, de educação, de agricultura, além de incluir ações de diagnóstico, vigilância alimentar e nutricional e de promoção da alimentação adequada e saudável. O agravamento da situação de insegurança alimentar (IA) no Brasil desafia gestores, profissionais e toda a sociedade civil a pensar ações capazes de garantir a SAN e o DHAA. Este documento apresenta orientações para apoiar gestores e profissionais a organizar a atenção às pessoas em situação de IA, fortalecendo a articulação entre o SUS e outros setores que se relacionam com a garantia da SAN.


Subject(s)
Humans , Primary Health Care , Food and Nutritional Surveillance , Triage/classification , Health Administration , Food Supply/standards , Food Insecurity , Socioeconomic Factors , Food Guide
13.
Rev. Bras. Cancerol. (Online) ; 68(3)Jul-Set. 2022.
Article in English | LILACS, ColecionaSUS | ID: biblio-1398729

ABSTRACT

Introduction: The thyroid gland has the function of secreting hormones that play an important role in metabolism. Alterations in this function may bring complications to individuals, among them thyroid nodules. The prevalence of thyroid nodules is higher in white people, older adults, women, smokers, with accumulated body fat and larger waist circumference. Objective: The aim of this study was to compare dietary intake of patients with benign (BN) and malignant (MN) thyroid nodules. Method: A cross-sectional study was conducted with 62 patients. Dietary intake was assessed using 24-hour dietary recall, according to the 2006 and 2014 Dietary Guidelines for the Brazilian Population. Mean consumption of each food group was compared between patients with BN and MN by Student's t-test. Results: The sample consisted mostly of females with mean age of 43 years old. Based in the 2006 Guide, patients with BN and MN presented low consumption of fruits, vegetables, milk and dairy products, and high consumption of meat. Total caloric intake (p=0.03) and of the group of sugars and sweets (p=0.03) were higher among individuals with MN compared with BN. Considering the 2014 Guide, the highest caloric contribution for the diet was from minimally processed foods group. Conclusion: Patients with MN had higher energy intake of sugars and sweets. For all other food groups investigated, no significant difference between individuals with MN and BN was encountered


Introdução: A glândula tireoide tem a função de secretar hormônios que desempenham importante papel no metabolismo. Alterações nessa função podem trazer complicações aos indivíduos, entre elas, os nódulos tireoidianos. A prevalência desses nódulos é maior em pessoas brancas, idosas, mulheres, fumantes, com gordura corporal acumulada e maior circunferência da cintura. Objetivo: Comparar o consumo alimentar de pacientes com nódulos benignos (NB) ou malignos (NM) da tireoide. Método: Realizou-se um estudo transversal com 62 pacientes. O consumo alimentar foi avaliado utilizando recordatório alimentar de 24 horas, segundo as diretrizes das versões de 2006 e 2014 do Guia Alimentar para a População Brasileira. As médias de consumo de cada grupo alimentar foram comparadas entre os pacientes com NB e NM pelo teste t de Student. Resultados: A amostra foi composta predominantemente por mulheres com idade média de 43 anos. Considerando a versão de 2006 do Guia Alimentar para a População Brasileira, tanto os pacientes com NB quanto com NM apresentaram baixo consumo dos grupos das frutas, verduras e hortaliças, leite e derivados, e elevado consumo do grupo das carnes. O consumo calórico total (p=0,03) e do grupo de açúcares e doces (p=0,03) foi maior entre indivíduos com NM comparados com indivíduos com NB. Considerando a versão de 2014 do Guia, a maior contribuição calórica da dieta foi proveniente do grupo de alimentos minimamente processados. Conclusão: Pacientes com NM apresentam maior consumo calórico e de açúcares e doces. Para todos os outros grupos alimentares estudados, não houve diferença significativa entre os indivíduos com NM e NB


Introducción: La glándula tiroidea se encarga de segregar hormonas que desempeñan un papel importante en el metabolismo. Los cambios en esta función pueden traer complicaciones a los individuos, entre ellas los nódulos tiroideos. La prevalencia de los nódulos tiroideos es mayor en personas de raza blanca, de edad avanzada, mujeres, fumadores, con grasa corporal acumulada y mayor perímetro de cintura. Objetivo: Comparar la ingesta dietética de pacientes con nódulos tiroideos benignos (NB) y malignos (NM). Método: Estudio transversal con 62 pacientes. La ingesta dietética se evaluó mediante el recuerdo dietético de 24 horas, de acuerdo con las directrices de las versiones de 2006 y 2014 de la Guía Alimentaria para la Población Brasileña. Se comparó el consumo medio de cada grupo de alimentos entre los pacientes con NB y NM mediante la prueba t de Student. Resultados: La muestra estuvo compuesta predominantemente por mujeres, y la edad media fue de 43 años. Teniendo en cuenta la Guía 2006, tanto los pacientes con NB como los que tenían NM tenían un bajo consumo de frutas, verduras, leche y productos lácteos, y un alto consumo de carne. La ingesta calórica total (p=0,03) y del grupo de azúcares y dulces (p=0,03) fue mayor entre los individuos con NM en comparación con los de NB. Teniendo en cuenta la Guía 2014, el mayor aporte calórico de la dieta procedía de los alimentos mínimamente procesados en los grupos. Conclusión: Los pacientes con NM tuvieron una mayor ingesta energética y consumo de azúcares y dulces. Para el resto de grupos de alimentos estudiados, no hubo diferencias significativas entre los individuos con NM y NB


Subject(s)
Humans , Male , Female , Thyroid Neoplasms , Thyroid Nodule , Eating , Food Guide
14.
São Paulo; s.n; 2022. 152 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1355064

ABSTRACT

Introdução: O ato de cozinhar envolve diversos símbolos e significados, sendo uma prática social legítima que pode ser vista como um espaço criativo do cotidiano. Esse ato pode englobar dimensões culturais, ambientais, sociais, econômicas e políticas, sendo um espaço promissor para promoção de diálogos, aprendizados e transformações. Junto a isso, compõe um dos princípios do Marco de Educação Alimentar e Nutricional e é recomendado pelo Guia alimentar para a população brasileira, como uma ação que deve ser valorizada e um passo para se ter uma alimentação saudável. Sendo assim, o ato de cozinhar corrobora com o cumprimento de agendas públicas, o que justifica o desenvolvimento deste estudo. Objetivo: Compreender os significados do ato de cozinhar para as mulheres de um grupo de agricultura urbana (GAU), da zona leste da cidade de São Paulo e entender a relação que estabelecem entre o ato de cozinhar e suas atividades agrícolas. Métodos: O método utilizado foi os mapas corporais narrados, o qual faz uso de desenho, pintura e outras técnicas baseadas na arte, junto a narrativas orais, para representar aspectos da vida das pessoas e também do mundo em que vivem. Participaram do estudo sete mulheres que compõem o grupo "Mulheres do GAU", as quais desenvolvem ações relacionadas à agricultura e ao cozinhar. Os dados gerados foram analisados por meio de análise temática. Resultados: Os resultados são apresentados em duas partes. Parte I: apresentação dos sete mapas corporais narrados construídos. Parte II: apresentação dos resultados e discussão, agrupados em três temas: (I) Os ingredientes do trabalho coletivo, que aborda a relação do cozinhar com o afeto, a fé e as tradições e origens das Mulheres do GAU; (II) O preparo de mesas fartas, no qual se discute a relação das atividades dessas mulheres com a troca e a produção de conhecimentos, junto às transformações que essas práticas geram em suas vidas; (III) Servindo e compartilhando as preparações, que aborda as conexões do ato de cozinhar com a prática de agricultura urbana e como essas atividades se relacionam com o entorno onde vivem e os sistemas alimentares. Conclusão: A partir dos resultados analisados, entende-se que o cozinhar, para as Mulheres do GAU, é uma atividade que engloba mais do que técnicas e habilidades, resgatando, por meio de sua prática, a ancestralidade e a cultura dos envolvidos. O cozinhar proporcionou mudanças em diferentes áreas das vidas dessas mulheres, como em relação aos hábitos alimentares e situação financeira. Também estabeleceu relações com a comunidade onde vivem e outros contextos, além de ser um conector do campo à mesa, fortalecendo as atividades de agricultura que realizam. Nesse sentido, o cozinhar traz a comida para o centro das discussões, oferecendo a oportunidade de aprender e discutir assuntos relacionados aos temas citados acima, como identidade cultural, valorização de conhecimentos e sistemas alimentares sustentáveis. O ato de cozinhar pode ser, então, uma ação propícia para promover saúde no seu sentido mais amplo, contemplando o bem-estar biopsicossocial em consonância com questões de sustentabilidade social, econômica e ambiental.


Introduction: The act of cooking involves different symbols and meanings, being a legitimate social practice that can be seen as a creative space in everyday life. This act can encompass cultural, environmental, social, economic, and political dimensions, being a promising space for promoting dialogues, learning, and transformations. Along with this, it is one of the principles of the Reference Landmark of Food and Nutrition Education for Public Policies and is recommended by the Dietary Guidelines for the Brazilian Population as an action that should be valued and a step towards healthy eating. Thus, the act of cooking corroborates the fulfillment of public agendas, which justifies the development of this study. Objective: To understand the meanings of the act of cooking for women in an urban agriculture group (GAU in Portuguese) in the eastside of São Paulo city and to understand the relationship they establish between the act of cooking and their agricultural activities. Methods: The method used was body-map storytelling, which makes use of drawing, painting and other art-based techniques, together with oral narratives, to represent aspects of people's lives and also of the world in which they live. Seven women who make up the group 'Women of GAU' and develop actions related to agriculture and cooking participated in the study. The generated data were analyzed through thematic analysis. Results: Results are presented in two parts. Part I: presentation of the seven built narrated body maps. Part II: presentation of results and discussion, grouped into three themes: (I) The ingredients of collective work, which addresses the relationship between cooking and Women of GAU's affection, faith, traditions and origins; (II) The preparation of full tables, in which the relationship of their activities with the exchange and production of knowledge is discussed, together with the transformations that these practices generate in their lives; (III) Serving and sharing preparations, which addresses the connections of the act of cooking with the practice of urban agriculture and how these activities relate to the environment where they live and to the food systems. Conclusion: Based on the analyzed results, it is understood that cooking, for the Women of GAU, is an activity that encompasses more than techniques and skills since it rescues the ancestry and culture of those involved. Cooking has brought changes in different areas of these women's lives, such as in the eating habits and financial situation. It has also established relationships with the community where they live and other contexts, in addition to being a field-to-table connector, strengthening the agricultural activities they carry out. In this sense, cooking brings food to the center of discussions, offering an opportunity to learn and discuss issues related to the themes mentioned above, such as cultural identity, valuing knowledge and sustainable food systems. The act of cooking can then be an appropriate action to promote health in its broadest sense, contemplating biopsychosocial well-being in line with issues of social, economic and environmental sustainability.


Subject(s)
Cooking , Urban Agriculture , Health Promotion , Paintings , Public Policy , Food and Nutrition Education , Nutrition Policy , Food Guide
15.
Rev. Nutr. (Online) ; 35: e210116, 2022. tab
Article in English | LILACS | ID: biblio-1387497

ABSTRACT

ABSTRACT Objective To evaluate factors associated with dietary practices in students of a institution of higher education, included in the PADu study: "Anxiety and depression symptoms among university students in Minas Gerais: a longitudinal study". Methods Cross-sectional study of PADu project baseline with undergraduate first period students, who responded in person to a printed and self-administered questionnaire. Dietary practices were evaluated through a 24 items scale based on recommendations of Dietary Guidelines for the Brazilian Population. Answer choices are four-point Likert scale: "strongly agree", "agree", "disagree" and "strongly disagree". The sum of the items corresponded a score ranging (0-72 points), a high score indicating greater adequacy. The explanatory variables were: sociodemographics (gender, age, knowledge area, skin color, marital status, monthly household income), behaviors (excess alcohol consumption, physical exercise, screen exposure, internet use), health conditions (self-rated health, nutritional status, symptoms of depression, anxiety, stress). Adjusted multiple linear regression model was used to estimate the coefficients and their 95% CI. Results 356 students participated in the study. The average of dietary practices was 34.9±9.3 (0-63) points. Physical exercise practice (β: 3.75; CI: 1.83; 5.67) was associated with higher scores in the eating students score. We observed factors associated with the lowest score greater exposure to screens (β: -0.44; CI: -0.67; -0.13), excessive internet use (β: -3.05; CI: -5.22; -0.88), poor health self-assessment (β: -3.63; CI: -4.97; -1.21), excessive alcohol consumption (β: -2.09; CI: -3.92;-0.26) and stress symptoms (β: -2.81; CI: -4.72; -0.77). Conclusion Most students have inadequate dietary practices associated with internet use, alcohol consumption and stress.


RESUMO Objetivo Avaliar os fatores associados às práticas alimentares em estudantes de uma instituição de Ensino Superior incluídos no estudo PADu: "Sintomas de ansiedade e depressão em universitários de Minas Gerais: um estudo longitudinal". Métodos Estudo transversal da linha de base do projeto PADu com alunos do primeiro período da graduação, que responderam pessoalmente a um questionário impresso e autoaplicável. As práticas alimentares desses estudantes foram avaliadas por meio de uma escala de 24 itens baseada nas recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira. As opções de resposta foram coletadas em escala Likert de quatro pontos: "concordo totalmente", "concordo", "discordo" e "discordo totalmente". A soma dos itens correspondeu a uma pontuação (0-72 pontos), onde uma pontuação alta indicava maior adequação. As variáveis explicativas foram: características sociodemográficas (sexo, idade, área do conhecimento, cor da pele, estado civil, renda familiar total mensal), comportamentos (consumo excessivo de álcool, exercícios físicos, exposição a telas e uso de internet) e condições de saúde (autoavaliação saúde, estado nutricional, sintomas de depressão, ansiedade e stress). O modelo de regressão linear múltipla ajustado foi usado para estimar os coeficientes e seus IC 95%. Resultados 356 alunos participaram do estudo. A média das práticas alimentares foi de 34,9±9,3 (0-63) pontos. A prática de exercícios físicos (β: 3,75; IC: 1,83; 5,67) esteve associada a maiores escores no escore de hábitos alimentares dos escolares. Foram observados fatores associados ao menor escore maior exposição a telas (β: -0,44; IC: -0,67; -0,13), uso excessivo de internet (β: -3,05; IC: -5,22; -0,88), ruim autoavaliação de saúde (β: -3,63; IC: -4,97; -1,21), consumo excessivo de álcool (β: -2,09; IC: -3,92; -0,26) e sintomas de estresse (β: -2,81; IC: -4,72; -0,77). Conclusão A maioria dos estudantes apresenta práticas alimentares inadequadas associadas ao uso da internet, consumo de álcool e estresse.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Adult , Students , Food Guide , Feeding Behavior/psychology , Sociodemographic Factors , Cross-Sectional Studies , Surveys and Questionnaires
16.
Rio de Janeiro; s.n; 2022. 116 f p. fig, tab.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1390592

ABSTRACT

O Guia Alimentar para a População Brasileira (GAPB) baseia suas recomendações na extensão e propósito do processamento ocorrido nos alimentos, e sugere que a redução do consumo de alimentos ultraprocessados (AUP) está relacionada a melhora na qualidade da alimentação e consequentemente perda de peso. Apesar de alguns estudos terem observado impacto importante na qualidade da dieta, não há evidências que a redução no consumo de AUP seja acompanhada por redução no consumo de energia total. O objetivo deste estudo é avaliar a efetividade de uma proposta de intervenção para tratamento da obesidade em crianças baseada no GAPB. Foi realizado um ensaio clínico randomizado com crianças entre 7 e 12 anos, encaminhados pelo Sistema Nacional de Regulação (SISREG) para atendimento ao ambulatório de nutrição do Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE). Os participantes do Grupo controle (GC) e do Grupo Intervenção (GI) participaram de 6 atividades educativas padronizadas e contextualizadas com os 10 passos do GAPB. No GI, também foi prescrito um plano alimentar individualizado, com base nas recomendações nutricionais. Análise de intenção de tratar foi realizada para avaliar a taxa de variação do desfecho primário (índice de massa corporal (IMC)) e secundários (circunferência da cintura (CC) e peso), entre os GI e GC, com base em modelos de efeito mistos. Estas análises também foram aplicadas para medir o consumo alimentar, avaliado pela taxa de variação de gramas de AUP. Adicionalmente, os resultados do IMC foram comparados com curvas de crescimento, desenvolvidas pelo método LMS, que representa a evolução do IMC da população do estudo sem intervenção. Dos 101 participantes, 51 foram alocados no GI. Ao final do estudo, o IMC declinou no GI (Δ = -0,27 kg/m2) em relação ao GC (Δ = + 0,53 kg/m2), com diferença estatisticamente significativa entre os grupos (p=0.0002). Ao comparar o GC com a curva LMS, observou-se maior aumento do IMC no grupo LMS (Δ = + 1,02 kg/m2; p<0,0001). Para mudança de peso, o aumento foi maior no GC (Δ= +5,51), comparado ao GI (Δ= +3,7, p=<0,0001). E não houve diferença significativa na trajetória da CC entre os grupos. Ambos os grupos apresentaram um declínio no consumo de gramas de AUP até o quarto mês e um aumento gradual nos meses seguintes, sem diferença estatisticamente significativa (p=0,77). A combinação de uma abordagem qualitativa baseada nas recomendações do guia com o aconselhamento da restrição energética por meio do plano alimentar mostrou-se eficaz na redução da obesidade infantil. As atividades educativas tiveram impacto no consumo de AUP, porém, há uma dificuldade em manter em longos períodos mudanças comportamentais. Uma vez que o consumo destes alimentos pode prejudicar o tratamento da obesidade infantil, são necessárias estratégias que proporcionem a redução do consumo de AUP ao longo do tempo.


The Dietary Guidelines for the Brazilian Population (DGBP) rely its recommendation on the of extent and purpose that occurred in food and suggests that the reducing the consumption of ultra-processed foods (UPF) improves diet quality and consequent weight loss. Although some studies have observed an important impact on the quality of the diet, there is no evidence that the reduction in the consumption of UPF is accompanied by a reduction in total energy consumption. Thus, the goal of this study is to evaluate the effectiveness of an intervention proposal for the treatment of obesity in children based on the DGBP. A randomized clinical trial was carried out with children between 7 and 12 years old, referred by the National Regulatory System (SISREG) to the nutrition outpatient clinic of University Hospital Pedro Ernesto (HUPE) are evaluated. Participants in the Control Group (CG) and Intervention Group (IG) participated in 6 standardized educational activities contextualized with the 10 Steps of DGBP. In the IG, an individualized food plan was prescribed, based on nutritional recommendations. Intent-to-treat analysis were performed to assess the rate of change of primary (body mass index (BMI)) and secondary (waist circumference (WC) and weight) outcomes between IG and CG, based on mixed-effects models. These analyzes were also applied to measure food consumption, assessed by the rate of change of grams of AUP. Additionally, the BMI results were compared with growth curves, developed by the LMS method, which represents the BMI evolution of the study population without intervention. Of the 101 participants, 51 were allocated to the IG. At the end of the study, BMI declined in the IG (Δ = -0.27 kg/m2) in relation to the CG (Δ = + 0.53 kg/m2), with a statistically significant difference between the groups (p=0.0002). When comparing the GC with the LMS curve, a greater increase in BMI was observed in the LMS group (Δ = + 1.02 kg/m2; p<0.0001). For weight change, the increase was greater in the CG (Δ= +5.51), compared to the IG (Δ= +3.7, p=<0.0001). And there was no significant difference in the trajectory of WC between groups. Both groups showed a decline in grams of UPF until the fourth month and a gradual increase in the following months, with no statistically significant difference (p=0.77). The combination of a qualitative approach based on the DGBP with energy restriction advice through the food plan proved to be effective in reducing childhood obesity. Educational activities had an impact on UPF consumption, however, there is a difficulty in maintaining behavioral changes over long periods. Since the consumption of these foods can impair the treatment of childhood obesity, strategies are needed to reduce UPF consumption over time.


Subject(s)
Eating , Food Guide , Industrialized Foods , Pediatric Obesity , Randomized Controlled Trials as Topic , Feeding Behavior
17.
Brasília; Ministério da Saúde; dez. 2021. 49 p. ilus.
Non-conventional in Portuguese | SDG, LILACS, ColecionaSUS | ID: biblio-1370216

ABSTRACT

Neste documento apresentamos a síntese dos debates realizados durante os Diálogos Regionais sobre Frutas, Legumes e Verduras, uma série de cinco encontros, um para cada macrorregião do Brasil, que tiveram como objetivo o compartilhamento de experiências inovadoras que fortalecem a produção, o abastecimento e o consumo de frutas, legumes e verduras (FLV). Nestas oportunidades foram apresentadas as particularidades de cada região em relação aos desafios e oportunidades para a formulação e implementação de políticas e ações que promovem a saúde, a alimentação adequada e saudável e fortalecem os sistemas alimentares saudáveis, justos e sustentáveis. Os eventos ocorreram entre os dias 24 de agosto e 14 de setembro de 2021 como parte das ações brasileiras para o Ano Internacional das Frutas, Legumes e Verduras, instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Os Diálogos Regionais foram organizados pelo Ministério da Saúde, por meio da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição e do Instituto Nacional de Câncer, em parceria com o Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (WFP), a Organização Pan-Americana da Saúde e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (United Nations Food and Agriculture Organization ­ FAO), além de contar com apoio dos Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEAs), das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISANs) e das instituições brasileiras de nível superior. Para cada Diálogo Regional foram convidados representantes de governos locais, sociedade civil, pesquisadores, além dos parceiros já citados, que se propuseram a apresentar e debater estratégias que estimulam a cooperação horizontal para a implementação de uma agenda coordenada em prol da alimentação saudável, com especial atenção a FLV, e que seja capaz de atuar sobre os desafios impostos à conjuntura. Mesmo no contexto da pandemia de covid-19, foram apresentadas soluções exitosas para fortalecer todas as etapas, da produção ao consumo e, com isto, promover a saúde e a alimentação adequada e saudável. Os tópicos que constituem este documento são, portanto, uma síntese do conteúdo apresentado nos eventos, refletindo uma diversidade de pontos de vista, experiências profissionais e acúmulo teórico, que servirão como base para a elaboração de recomendações nacionais para avanço da agenda. Todos os Diálogos Regionais podem ser acessados aqui. Os eventos também fomentaram inscrições no Laboratório de Inovação: Incentivo à produção, à disponibilidade, ao acesso e ao consumo de frutas, legumes e verduras, cujo objetivo foi identificar, selecionar e divulgar experiências inovadoras desenvolvidas no Brasil que respondem a alguns desafios da agenda nos territórios e que podem ser utilizadas para apoiar a elaboração de políticas setoriais e intersetoriais e para o desenvolvimento de estratégias associadas à agenda de FLV. Espera-se que os desafios e as possibilidades apresentadas neste documento contribuam para a formulação e implementação de ações, programas e políticas públicas que efetivamente promovam a saúde e a segurança alimentar e nutricional da população.


Subject(s)
Humans , Food and Nutrition Education , Food Guide , Organic Agriculture , Food Supply/statistics & numerical data , Diet, Healthy/methods , Food Supply , Congresses as Topic
18.
Rio de Janeiro; SES-RJ; 31/12/2021. 5 p.
Non-conventional in Portuguese | LILACS, SES-RJ | ID: biblio-1366239

ABSTRACT

Muito se tem falado sobre o poder dos nutrientes e a resposta positiva do nosso sistema imunológico. Apesar de a Organização Mundial de Saúde (OMS) e os pesquisadores não terem identificado um alimento ou nutriente isolado que previna a infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), uma alimentação adequada e saudável é importante em tempos de pandemia. Vamos refletir sobre esse tema usando informações públicas e confiáveis.


Subject(s)
Humans , Food Guide , Diet, Food, and Nutrition , Food , Betacoronavirus
19.
Rev. cuba. invest. bioméd ; 40(2): e733, 2021. tab
Article in Spanish | LILACS, CUMED | ID: biblio-1347460

ABSTRACT

Introducción: Desde sus inicios, las guías alimentarias han recomendado que el consumo de grasa saturada en la dieta no sobrepase el 10 por ciento, con la finalidad de disminuir las enfermedades cardiovasculares. En aquel entonces, la evidencia sobre la cual se tomó dicha recomendación fue sobreestimada. Aún hoy en día se sigue recomendando dicha reducción a pesar de la gran cantidad de estudios que recomiendan que se reconsidere este límite. Objetivo: Demostrar que el consumo de grasas saturadas en la dieta no representa problemas para la salud humana y que las recomendaciones alimentarias respecto a su limitación deben ser reconsideradas. Métodos: Se realizó una búsqueda de artículos en Pubmed y Google Académico, con las palabras clave: grasas saturadas, recomendaciones dietéticas, enfermedades cardiovasculares, colesterol, evolución humana. Conclusiones: Los metaanálisis y revisiones sistemáticas presentados en este trabajo evidencian que las grasas saturadas no tienen relación con la enfermedad cardiovascular. Su reducción o sustitución con grasas poliinsaturadas omega 6 no previenen los riesgos de desarrollar enfermedades cardiovasculares(AU)


Introduction: Ever since they first appeared, food guides have recommended that saturated fat intake should not exceed 10 percent, with the purpose of reducing the occurrence of cardiovascular disease. At that time the evidence upon which the recommendation was based was overestimated. Even today such reduction continues to be recommended despite the large number of studies advising reconsideration of that limit. Objective: Demonstrate that saturated fat consumption does not affect human health and dietary recommendations about its limitation should be reconsidered. Methods: A search was conducted for papers about the topic published in the databases PubMed and Google Scholar. The search words used were saturated fats, dietary recommendations, cardiovascular diseases, cholesterol and human evolution. Conclusions: The meta-analyses and systematic reviews presented in the paper make evident that saturated fat intake bears no relationship to cardiovascular disease. Its reduction or replacement with omega-6 polyunsaturated fats does not prevent the risk of developing cardiovascular disease(AU)


Subject(s)
Dietary Fats , Cardiovascular Diseases , Cholesterol , Food Guide
20.
Arch. latinoam. nutr ; 71(2): 149-160, jun. 2021. tab
Article in Spanish | LILACS, LIVECS | ID: biblio-1290920

ABSTRACT

Las Guías Alimentarias Basadas en Alimentos (GABA) son un instrumento nacional de educación nutricional destinadas a la población general. En el contexto de alta prevalencia de enfermedades crónicas no transmisibles, relacionadas con dietas inadecuadas, buscan contribuir a alcanzar mejores estándares de alimentación. En el contexto americano, de alta prevalencia de sobrepeso y obesidad, las GABA forman parte de un conjunto de políticas gubernamentales para combatir estos problemas. El objetivo de este ensayo fue realizar un análisis comparativo de las GABA en nueve países americanos: Canadá, Chile, Estados Unidos, México, Paraguay, Colombia, Brasil, Uruguay y Argentina. Para la comparación se seleccionaron siete dimensiones generales: política, metodología, participación, mensajes, aspectos socioculturales, aspectos ambientales, y de implementación y evaluación, a partir de las recomendaciones para la elaboración de las GABA de organismos internacionales (FAO-OMS). Los resultados revelaron brechas en las guías de los países estudiados, destacando Brasil como uno de los países que pone mayor atención a la participación y a la incorporación de factores socioculturales en la producción de su documento. Mientras que Chile elude elementos como el género, el acceso y disponibilidad, la diversidad cultural, la sostenibilidad y los entornos alimentarios. Con guías alimentarias que abordan escasamente la propuesta FAO-OMS, es de esperar que en una futura actualización se consideren las dimensiones propuestas en un formato de desarrollo basado en la participación ciudadana, intersectorial y de expertos/as, fortaleciendo los aspectos socioculturales y ambientales(AU)


The Food-Based Dietary Guidelines (GABA) are a national instrument of nutritional education aimed at the general population. In the context of the high prevalence of chronic non-communicable diseases, related to inadequate diets, they seek to contribute to achieving better food standards. In the American context, with a high prevalence of overweight and obesity, GABAs are part of a set of government policies to fight against these problems. The objective of this trial was to perform a comparative analysis of GABA in nine American countries: Canada, Chile, the United States, Mexico, Paraguay, Colombia, Brazil, Uruguay, and Argentina. Seven general dimensions were selected for comparison: policy, methodology, participation, messages, sociocultural aspects, environmental aspects and, implementation and evaluation-, based on the recommendations for the elaboration of the GABA of international organizations (FAO-WHO). The results revealed gaps in the guidelines of the countries studied, highlighting Brazil as one of those that pay the most attention to participation and the incorporation of sociocultural factors in the production of its document. While Chile avoids elements such as gender, access and availability, cultural diversity, sustainability and food environments. With dietary guidelines that barely address the FAO-WHO proposal, it is expected that in a future update, the proposed dimensions will be considered in a development format based on citizen, intersectoral and expert participation, strengthening socio-cultural and environmental aspects(AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Chronic Disease , Nutrition Policy , Food Guide , Nutritive Value , Overweight , Diet, Food, and Nutrition , Obesity
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL